Até breve, Elaine! - Elaine Gaspareto- Dicas para blogs e inspirações para a vida

Até breve, Elaine!

Publicado em 16/06/2021

 

Elaine Gaspareto & Erdilan
Elaine & Erdilan


Eu relutei e esperei para conseguir escrever, porque foi muito difícil aceitar a partida da minha amiga e irmã de coração. Sim, Elaine morreu... foi para o céu, ao encontro do esposo, junto com a irmã, no mesmo dia... em 5 de junho de 2021, nove horas depois da partida da irmã ela se foi.


Falei com ela nesse dia 5, pois ela me ligou desesperada para me contar que a irmã tinha falecido, foram poucos minutos porque ela mal conseguia falar ou organizar as idéias. Algumas horas depois, era ela quem estava partindo...


Na segunda-feira, dia 7, vi pelo facebook uma série de mensagens de pesar e não pude acreditar. Levei dois dias para conseguir confirmar com o irmão dela e sim, era verdade.


Elaine é a pessoa mais gentil, generosa e prestativa que eu conheço. Abriu seu coração para mim, há mais de 10 anos, (nem me lembro exatamente quando nos conhecemos, acho que foi em 2007) abriu também seu blog, um filho do coração para ela, o que muito me honrou, escrever neste espaço sempre foi uma alegria.


Trocamos clientes, trabalhos, confidências e desabafos. Milhares de emails, alguns telefonemas porque ela não gostava rsrs tivemos tantas coisas em comum e algumas diferenças que não fizeram diferença nenhuma.


Nunca tive uma amizade assim tão forte com alguém que nunca conheci pessoalmente! Nunca nos encontramos, por essas coisas da vida, as correrias de sempre, o "quando der" e no fim, infelizmente, não deu. Mas meu coração se conforma, pois o sentimento é que vale. Tantas vezes sentia que ela estava triste, com algum problema, na maioria das vezes no mesmo dia nos falávamos e ela confirmava o que eu sentia. Outras vezes era ela que me chamava, pelo zap ou email perguntando já direto o que estava acontecendo...


Foram muitos anos em que pude contar com ela, não só como personal blogger, que criou o meu blog, com tanta paciência com as minhas implicâncias (ela também era de virgem, como eu, então ela entendia as minhas chatices como ninguém), mas também como a irmã que a consanguinidade não me deu. Aquela pessoa em que se pode confiar, a qualquer hora do dia ou da noite, para o que for. 


Fiquei emocionada por ter sido a última pessoa com quem ela falou. Naquele momento de desespero e tristeza profunda, ela lembrou que podia falar comigo, que eu estaria ali para ela, sem poder fazer muito, mas ali, disponível. E para ela, eu sempre estarei.


Foi uma vida muito sofrida, e desde a morte do marido, Elaine vinha em depressão, sem saber como lidar com essa perda que foi uma das maiores de todas da vida dela. O tempo foi passando, e aos poucos, ela foi voltando ao blog, coisa que ela amava fazer e eu acreditei que o pior tinha passado... recentemente trocamos trabalhos e eu pensei mesmo que ela estava voltando ao normal. Espero que ela esteja bem, junto ao Erdilan, o marido que ela ama de paixão. 

 

Que mais posso dizer? Que lamentei profundamente a passagem da irmã dela, a Elisabete, que se preparava para ser avó em breve e estava feliz... Que Elisabete deixa um menino lindo, o sobrinho amado da Elaine, o Luís Otávio, um xodó dela que só e uma moça linda que espera seu primeiro filho. Apesar de toda a tristeza por ambas, espero em Deus que estejam bem.


Espero poder encontrá-la sempre, naqueles momentos entre a noite e o alvorecer, escutar novamente aquela gargalhada escrachada que ela tinha, aquele bom humor em todas as horas por mais difícil que a vida estivesse, e poder abraçá-la muitas vezes.


Para você, leitor, leitora que acompanha o blog, aproveite os conteúdos que ela deixa, porque não sei por quanto tempo tudo isto estará disponível. Não tenho como continuar com o blog, nem poderia, porque este espaço sempre foi a expressão dela, e também porque não tenho acesso aos mecanismos internos para gerenciar nada. Falei com o irmão dela, mas obviamente ninguém tem condições de pensar nisso ainda, talvez quem sabe... 


Para os muitos amigos e amigas da Elaine, que aqui compartilharam da vida dela na Terra, deixo um grande abraço e a certeza de que vocês todos fizeram a diferença para esta moça simples do interior que lutou contra a pobreza, que se reinventou buscando conhecimento sozinha e se fez importante para muitos. 


Até breve, Elaine. Fique bem.




Paula Mello

Cozinha do Quintal





Nenhum comentário:

Postar um comentário

Olá! Muito obrigada por ler meu blog e obrigada também por se dispor a comentar meus posts. Seja muito bem-vindo(a)!

Importante!
Devido à falta de tempo hábil eu não me comprometo a responder perguntas referentes aos tutoriais postados neste blog.
Pedidos de ajuda individual serão respondidos conforme o meu tempo e disponibilidade permitirem.
Deixe sua pergunta ou solicitação sempre nos comentários, eu infelizmente não tenho como responder pedidos de ajuda por email.
Por favor, entenda: comentários sem relação alguma com o post não serão liberados e nem respondidos.

Para saber mais sobre a melhor forma de utilizar este blog leia Termos de uso do blog.



Muito obrigada, fique à vontade para interagir.
Mas lembre-se:
Gentileza, educação e boas maneiras servem também para a vida nos blogs…