Tudo acabou hoje... - Elaine Gaspareto- Dicas para blogs e inspirações para a vida

Tudo acabou hoje...

Publicado em 02/02/2021

Hoje faz 1 ano e dois meses que meu marido morreu.

Hoje meu pai morreu, vítima de Covid-19.

Morreu e foi enterrado em poucas horas, daquele jeito triste que cada vítima dessa doença pavorosa partem: sozinho, sem velório, sem sequer ter direito à última roupa no corpo tão maltratado.

Ele ficou mais de 1 mês internado, o tempo todo intubado e sedado. Ele tinha 74 anos. Faz quase 32 anos que eu não falava com ele.


Meu pai...

Ele não teve vida fácil, sabe? Família pobre, um dos filhos mais velhos. Cresceu no trabalho duro da roça.

Casou com minha mãe aos 24 anos, ela 8 anos mais velha, a última filha a casar.

Não foi um casamento feliz, de jeito nenhum.

Ela apanhou calada muitas vezes. Eu também.

Ela o amava. Eu também.


Quando ele foi internado eu vi 2 fotos dele. Que tristeza, meu Deus. Meu paizinho...

Durante muito tempo eu vivi magoada com ele. Nunca tive raiva, muito menos ódio.

Estava ferida por tudo, pelo abandono dos meus irmãos pequenos,  mas nunca desejei o mal. Só queria distância.

Hoje não sinto mais mágoa, o sentimento passou.

Mas também não sinto amor, isso também se foi com os anos.

Só testou tristeza.


Nesse último mês minha irmã descobriu que ele pagou plano funerário por anos e que os filhos e a ex mulher estavam incluídos.

Acho que foi o jeito dele de fazer algo pra cuidar da família que ele nunca quis e que, no fim, ele deixou pra traz.

Seguiu a vida. Viveu com algumas mulheres, sempre acabou mal. Passeou. Comprou carro. Viveu a vida livre que sempre quis. Não sei se foi feliz.

Tudo acabou hoje.


Casa de aluguel, móveis velhos, eu paguei contas atrasadas de meses que ele, sabe Deus porquê,  deixou de pagar tendo sido sempre tão preocupado com isso.

Tudo acabou. 

Um homem forte, inteligente, de quem eu herdei a cor dos olhos e do cabelo, a inteligência e disposição para o trabalho.

Virginiano como eu, teimoso e endurecido pela vida sofrida. negacionista da doença que o matou. Morreu sem saber que será bisavô e que esse bisneto será o único descendente dele a ter Melo no nome. Nenhum dos netos tem. Eu não tenho.

Meu pai...


Amei tanto, aprendi a cozinhar pra fazer coisas que ele gostava. Comecei a trabalhar com menos de 11 anos porque queria ajudar o homem sofrido que tinha câimbras ao chegar da roça, do trabalho brutal de cortar cana.

Tanto eu amei... tanto medo dele eu tinha. Tanta mágoa. Tanto medo...

Tudo acabou hoje.

Estou triste. 

Mas, depois de todo o sofrimento que tenho vivido ao perder meu marido, não é igual. Dói mas é  uma dor triste e mansa. Não é o tsunami que vivo todo dia ao acordar.


Meu pai... 

O senhor merecia mais da vida. Inteligente, resistente, forte, independente. 

Não merecia morrer sozinho e ter como mortalha dois sacos de plástico preto.

Sinto muito.

Por você. Por mim.

Por tudo o que houve entre nós e nossa família...

Vai em paz, meu pai. 




16 comentários

  1. Elaine! Meus sentimentos.
    Sentei aqui e lendo seu texto eu chorei! Fiquei tão triste, lembrei do meu pai, que se foi há 8 anos de uma doença que o maltratou muito, no fim, ele descansou.
    Quero que saiba que meus pensamentos estão com você!
    Uma braço carinhoso..

    ResponderExcluir
  2. Puxa, Elain! Meus sentimentos! Que tristeza essa doença que tantos ainda se recusam a admitir, negam! Uma pena. Pena também o tempo que passou ser ver teu pai.A viuda é estranha, não? Junta e afasta... Muit triste essa morte assim enterro sem dignidade que todos merecem! beijos, força e fica bem! chica

    ResponderExcluir
  3. As relações humanas são complexas mesmo, Elaine, até mesmo nas mais estáveis...Passamos a vida nos moldando, tentando compreender, encaixar uns na vida dos outros, distanciando, voltando...até que uma hora acontece a partida final.
    Toda perda é triste, meus sentimentos. Abraço.

    ResponderExcluir
  4. Meus sentimentos Elaine, que Deus te conforte!

    ResponderExcluir
  5. Sua postagem me trouxe lembranças tristes! Assim como o seu, meu pai nos deixou, e assim como a sua, foi a minha vida! Parece-se um espelho! A diferença é que o meu não morreu de Covid! Que eles descansem em paz!

    ResponderExcluir
  6. Sinto muito Elaine! Que ele descanse em paz e vocês tenham força pra superar o momento difícil. Um grande abraço.

    ResponderExcluir
  7. Meu sentimentos Elaine. Que Deus conforte você e toda família. Um abraço.

    ResponderExcluir
  8. Meus sentimentos! Que Deus te conforte e receba seu pai de braços abertos!

    ResponderExcluir
  9. Meus sentimentos, amiga. Que Deus acalme seu coração e ampare a todos.

    beijossss

    ResponderExcluir
  10. Sabe Elaine, você tem o dom de envolver a gente nos seus textos. Sempre que aparece pra mim a notificação corro pra ler. Você consegue que a gente se sinta aí do seu lado e você contando. Essa doença é terrível. Que seu pai fique em paz e torço muito pra você também encontrar paz no seu coração. Beijão.

    ResponderExcluir
  11. Sinto muito Elaine, forças minha querida, que Jeová possa confortar você, meus pêsames.

    ResponderExcluir
  12. Me emocionei aqui Elane. Meus sentimentos e meu respeito por você e a sua história.

    ResponderExcluir
  13. Que triste! sempre li suas postagens e conheço a sua trajetória. Que ele encontre paz. Que deus conforte o seu coração. Cuide-se! Abraços

    ResponderExcluir
  14. Elane bom dia! Enviei falei contigo há poucos dias aqui no comentário deste post. Fiquei tão emocionada que não completei e nem agradeci. Me chamo Andréia. Através do seu blog voltei a sonhar. Eu já tive um há anos atrás. Com você reaprendi a produzir e colocar minha personalidade. Desejo muito um banner do seu blog que eu pudesse colocar num cantinho especial do meu blog, pois foi graças a Deus e a vc que tudo começou. Amo escrever e não sei nada em relação a blog, aprendi pouco quando tive um. Tenho aprendido muito contigo. O template foi através do seu baixei e fui seguindo passo a passo, mesmo não tendo conseguido deixar muito bom, eu amei. MUito obrigada!

    ResponderExcluir
  15. Triste saber dessa notícia! Meus sentimentos sinceros. Siga forte.

    ResponderExcluir

Olá! Muito obrigada por ler meu blog e obrigada também por se dispor a comentar meus posts. Seja muito bem-vindo(a)!

Importante!
Devido à falta de tempo hábil eu não me comprometo a responder perguntas referentes aos tutoriais postados neste blog.
Pedidos de ajuda individual serão respondidos conforme o meu tempo e disponibilidade permitirem.
Deixe sua pergunta ou solicitação sempre nos comentários, eu infelizmente não tenho como responder pedidos de ajuda por email.
Por favor, entenda: comentários sem relação alguma com o post não serão liberados e nem respondidos.

Para saber mais sobre a melhor forma de utilizar este blog leia Termos de uso do blog.



Muito obrigada, fique à vontade para interagir.
Mas lembre-se:
Gentileza, educação e boas maneiras servem também para a vida nos blogs…