Ano Novo? - Elaine Gaspareto- Dicas para blogs e inspirações para a vida

Ano Novo?

Publicado em 01/01/2021

Todos os anos, desde que eu era bem pequena, lembro de esperar o Ano Novo com ansiedade e expectativa.

Não tinha, como a maioria das crianças, a ansiedade pelo Natal. Minha espera era pelo Ano Novo. 

A vida toda eu gostei da esperança que uma virada de ano me trazia.


Mesmo nos piores tempos, de pobreza e de incerteza, eu ficava feliz por que ano novo significava renovação, significava a chance de algo novo e bom. Começar de novo, e de novo e de novo...

Todos os anos me traziam Isso, pela adolescência e pela juventude... depois pela vida adulta. A vida de casada.

Ano passado, entorpecida de dor e tristeza, não lembro de ter sentido absolutamente nada em relação ao ano que começava. Nem de bom nem de ruim. Na verdade nem vi...

Cheguei a escrever esse post no último dia de 2019 e nele eu falava da incógnita que era, pra mim, 2020.

Nada poderia ter-nos preparado para a realidade que foi 2020.


Talvez por isso, por tudo o vimos, ouvimos e vivemos em 2020, a sensação estranha e incomum que tenho nesse momento é que não há renovação. 

Pela (talvez) primeira vez na vida eu tenho a impressão que não houve virada de ano. Há apenas continuação.

Um pouco por conta da minha própria trajetória e muito pela trajetória do mundo, imerso em luto pelas mortes na pandemia, meu sentimento, nesse primeiro dia de 2021, não é de renovação mas sim de continuidade.

E isso não é bom, acredite em mim. Sou alguém que está presa em um certo dia de 2019...


Nós seres humanos, precisamos de rituais.

A passagem de ano é  um ritual no mundo todo. Há centenas, milhares de anos?

Tem importância, principalmente emocional.

E cada época, cada povo, cada cultura e cada pessoa tem seu próprio ritual.

Eu e meu marido tínhamos o nosso.


Nos últimos 9 anos antes dele partir a gente saia de carro e andava pela cidade vendo as pessoas nas calçadas se abraçando e soltando fogos.

Quando adotamos a Princesa ela passou a ir conosco, carinha na janela, sem medo algum dos fogos de artifício estourando no céu acima do nosso carro.

Depois a gente ia pra pista, a Via Anhanguera deserta. Só nós...

Meu marido adorava Isso, repetíamos todo ano.


Pensei muito nisso ontem. Na falta imensa que esse ritual nosso me faz. E que nunca mais terei.

Talvez por isso eu tenha esse sentimento de continuidade e não de que algo novo começou. Um ano novo, nesse caso.

Pra mim todos os dias são iguais. E isso é bem estranho. Eu me sinto suspensa no tempo.


Por Isso, daqui de dentro desses sentimento bagunçado, ouça meu conselho: se você conseguir acredite no Ano Novo.

Nada mudou de fato, eu sei.

Os problemas que a gente tinha dia 31/12/2020 a gente segue tendo dia 01/01/2021.

As dores, a solidão, a pandemia... tudo continua igual.



Mas se você conseguir manter ao menos uma chamazinha de renovação,  Uma faíscazinha que seja de luz... ah... pode já ser suficiente.

Por menor que seja a luz, ela sempre brilha quando a noite está muito escura.

Aliás, quanto mais escuro for o momento mais qualquer raiozinho de luz aparece.


Então eu desejo isso, pra você, querido leitor: que você consiga manter ao menos um raiozinho de luz.

Talvez, ao final das contas, seja esse pequeno facho de luz que fará a diferença no mundo.

No seu, e talvez, no meu.





9 comentários

  1. Ólá Elaine! Espero sinceramente que o 2021 traga saúde e esperança para todo o Mundo e em especial para si.
    Um abraço forte.
    Maria Adelaide

    ResponderExcluir
  2. Muito bom!
    Espero que 2021 seja bem melhor do que o ano passado.

    Abraço e tudo de bom!

    ResponderExcluir
  3. Penso que todos os anos as pessoas (adultas) chegam a essa conclusão, mas um pouquinho mais tarde, leva uns dias. Com a situação atual pensei que nem haveria fogos e comemorações, diversão...Não é uma crítica, parece tão surreal, sem sentido diante de tantas incertezas e perdas.
    Que bacana era o ritual de vocês e que bom ter um ritual!
    E vamos lá, continuar enfrentando o vírus e os homens maus. Abração!

    ResponderExcluir
  4. ELAINE,


    COMO SEU ANTIGO SEGUIDOR E DO QUAL MUITO ME ORGULHO EM SER COMUNICO QUE
    NO NOSSO BOG "HUMOR EM TEXTO" ESTÁ PUBLICADO UM ANUNCIO DE JORNAL QUE PROVA QUE OS HOMENS CANALHAS NÃO ENVELHECEM.
    GOSTARIA DA SUA OPINIÃO!
    UM ABRAÇÃO CARIOCA.

    ResponderExcluir
  5. Paz e saúde para você. Que possamos vislumbrar dias melhores.

    ResponderExcluir
  6. Realmente, pelo contexto que vivemos, 2021 está mais para continuidade, porém, no meu coração existe um fiozinho de luz, expressando esperança de algo novo acontecer. Desejo que esse fio de luz esperançosa alcance seu coração e o ano seja de paz, bênçãos e saúde.
    Abraços fraternos!

    ResponderExcluir
  7. È verdade que a sua vida pode estar presa em 2019. Apesar de não comentar muito conheci a sua vida e a de seu amor através das suas postagens. Sei do seu sofrimento, com a doença dele e da sua dor pela sua perda. Apesar disso gostaria que a amiga seguisse o seu próprio conselho e deixasse de estar presa à dor desse dia. Primeiro porque gosto de si, embora não a conheça pessoalmente. Segundo porque acredito que aqueles que os que partem, não morrem, são como anjos a viver numa outra dimensão e acredito que eles nos acompanham e nos protegem sempre que podem. Bem sei que pode ser uma crença parva, mas e se for possível ao seu amor ver como vive a mastigar a dor dia a dia? Como acha que ele se sente? Pense nele e em como ele gostava da sua garra da sua alegria. E faça com que onde quer que ele esteja se sinta feliz por ver que embora continuando a amá-lo, e a recordá-lo, encontrou o seu jeito de ser.
    Desculpe esta mensagem e se quiser pode apagá-la.
    Abraço e saúde

    ResponderExcluir
  8. Bora lá seja la o tem para nós neste Ano de 2021 Que nossa amizade ainda perdure.Abraçosss

    ResponderExcluir
  9. Querida amiga espero que daqui a algum tempo você consiga criar um novo ritual de passagem, aqui a gente tinha o "ritual" de passar o Natal com minha familia e a virada com a familia do marido, depois de uns 10 anos a gente começou a passar o Natal em familia e a virada em um hotel somente marido eu e a filha, depois de alguns anos começamos a passar o Natal em hotel em uma cidade que desejavamos conhecer, ou na nossa cidade mesmo, e a virada em familia, aí a filha cresceu e a gente mudou "o ritual" para passar o Natal com ela e a virada como der....(risos) tudo isso para dizer que meus rituais são passiveis de mudança. Em 2020 graças a saber da gravidade da situação passamos em casa sem comidas diferentes etc.....apenas seguimos a continuidade porque entendemos que quando tivermos oportunidade vamos comemorar nem que seja em julho, agosto ou na virada de 2021 para 2022. Estamos conformados.
    Muita Luz e Paz
    Abraços

    ResponderExcluir

Olá! Muito obrigada por ler meu blog e obrigada também por se dispor a comentar meus posts. Seja muito bem-vindo(a)!

Importante!
Devido à falta de tempo hábil eu não me comprometo a responder perguntas referentes aos tutoriais postados neste blog.
Pedidos de ajuda individual serão respondidos conforme o meu tempo e disponibilidade permitirem.
Deixe sua pergunta ou solicitação sempre nos comentários, eu infelizmente não tenho como responder pedidos de ajuda por email.
Por favor, entenda: comentários sem relação alguma com o post não serão liberados e nem respondidos.

Para saber mais sobre a melhor forma de utilizar este blog leia Termos de uso do blog.



Muito obrigada, fique à vontade para interagir.
Mas lembre-se:
Gentileza, educação e boas maneiras servem também para a vida nos blogs…