Para sempre e nunca mais - Elaine Gaspareto- Dicas para blogs e inspirações para a vida

Para sempre e nunca mais

Publicado em 02/09/2020

Erdilan e Menininha
Hoje faz 9 meses.
E, curiosamente, não se passou nem um único dia.
Estou presa em 2019, naqueles dias cujas memórias ainda são tão vivas, tão frescas...

De vez em quando (ainda) me perguntam como estou. Amigas queridas que fiz nos muitos anos de blog, principalmente.... ou gente do lado de cá da tela que de vez em quando consegue topar comigo nas raras vezes que coloco o pé na rua.
No começo, nos primeiros tempos, eu dizia que estava indo...
Agora respondo o que mais se aproxima da verdade: estou instável.
Uns dias quase pareço a Elaine  de antes.
Quase.

Nos dias normais eu não lembro em quase nada a pessoa que eu fui.
Tem uma imagem que exemplifica como me sinto: uma menininha encolhida no canto de um quarto, se balançando pra frente e pra trás.. . lamentando...
Só há lamento em mim.
Minha alma lamenta o tempo todo...
Sinto falta do meu marido, não há um minuto do dia ou da noite que eu não sinta essa ausência .
Sinto. Como se uma faca estivesse pra sempre cavada no meu coração.
Não sei como outras pessoas lidam com o luto.
Eu não estou conseguindo.
Ou talvez seja isso mesmo, essa tristeza que nunca passa, esse tanto de lágrima que cai nas horas mais inesperadas... essa sensação permanente de estar suspensa esperando a vida voltar.

Tenho querido muito voltar ao blog, voltar a escrever, voltar a ensinar, eu amava tanto...
Mas parece que algo apagou em mim... tem dias que sinto que nunca mais vou reacender.
Não há nada, nesses dias, que eu consiga dar... nem a mim. nem ao blog...

Sempre amei o mês de Setembro, meu aniversário  e aniversário do blog, e a primavera...
Hoje é só o mês em que tudo começou a morrer em mim.
Foi no dia 8 de setembro que eu e ele  passeamos juntos pela última vez.
Foi no dia 10 que o diagnóstico fatal foi dado. Foi no fim de setembro que ele se deu conta do que ia acontecer.. .
Foi dia 30 que minha Menininha morreu.

Escrever isso levou tempo. Lágrima demais, tristeza demais, não diminui...
Setembro chegou... Mas eu sigo presa em 2019.
Talvez para sempre... e a gente bem sabe que para sempre e nunca mais são tempo demais...





22 comentários

  1. Boa noite de muita paZ querida amiga Elaine!
    Só posso lhe dar um abraço e oferecer um ombro amigo virtual.
    Sei como é a dor do luto. Morremos juntos por anos a fio. Morre o sabor da vida.
    Coragem, querida! Deus está com você.
    Tenha dias abençoados!
    Bjm carinhoso e fraterno de paz e bem mais

    ResponderExcluir
  2. Não tenho nem palavras para descrever como seu post tocou meu coração! Não tenho palavras para confortá-la! Mas, quero que saiba que estou enviando todo meu amor para você, para que você se restabeleça e que fique bem!
    Carinho, amor e gratidão para você!

    ResponderExcluir
  3. Oi minha linda,quero te falar,que seu trabalho é maravilhoso no blog ajuda muito e tenho certeza que ajuda muitas outras blogueiras...
    Mas ao mesmo tempo entendo sua dor, então não tenha pressa... Logo a dor vai melhorar,apesar da saudade ficar... Eu quero compartilhar com você um link... Que me ajuda bastante sobre essa dor que você está sentindo...

    https://www.jw.org/finder?wtlocale=T&issue=2014-01-01&pub=w14&srcid=share

    Acessa ele quando puder,sei que vai te aliviar mais...
    Beijinho no seu coração

    Cátila Santos

    ResponderExcluir
  4. Queria ter a palavra de conforto:(
    mas nao tenho.

    Eu nao sei o que é ter alma gemea, Deus nao colocou ninguem no meu caminho pra eu conhecer, entao sigo seguindo.
    a vida.
    Eu acho que escrever o que sente, escrever coisas que gosta, fazer algo que conforta pode ser um caminho.
    Estou nessa onda, eu fiz um banco de posts, eu coloco palavras que sao gatilhos pra mim, coloc uma imagem que me agrada eu começo a escrever algo.
    vem dando certo.

    ResponderExcluir
  5. Tantas vezes lembro e penso em ti em como estará minha amiga... Bom u=quando apareces e podemos te ler. Essa dor na certa te acompanhar[a, cheia de saudades... Foi muito intenso tudo e agora, de repente, tudo muda para uma calmaria que nem desejavas. Que consigas ficar melhor, te sentir novamente bem.Ele haveria disso gostar de ver! beijos, tudo de bom,chica

    ResponderExcluir
  6. Coragem Elaine! Se não conseguir passar esta fase má por favor procure e peça ajuda. Pelo seu bem e da sua saúde. Com certeza que o seu marido quereria que o fizesse.
    Um abraço e muita força e coragem!

    ResponderExcluir
  7. Oi Elaine, bom dia
    Te acompanho há um tempão, já ri com você e já chorei também... sei que sua dor é real e em alguns momentos chega a ser fisica, mas oro para que você supere, não estou dizendo a saudade ou a falta isso não passa mas sim, supere para continuar vivendo como ele provavelmente gostaria que você fizesse. Olha Deus é lindo e em sua infinita misericordia e amor nos deu o dom da vida e quer que a vivamos em abundância. Busque ajuda, Ele colocará anjos em seu caminho, fale, converse, viva o luto, viva a saudade que uma vez li uma ilustração onde dizia que a saudade é o amor que fica, e concordo plenamente. Um grande beijo e se cuide. Estarei em oração por você. Patricia

    ResponderExcluir
  8. Oi Elaine, um dia de cada vez, cada um sente de um jeito, as experiências são diferentes, só você sabe o que viveram juntos.
    Espero realmente que você consiga em breve se animar, continuar a viver, sentir alegria por estar com seus cachorros e sua casinha que você ama tanto...mesmo sem ele fisicamente ao seu lado.
    Um abraço e cuide-se!

    ResponderExcluir
  9. Minha querida, acompanho seu blog há muito tempo e sinto falta das suas postagens. Eu sou mãe e imagino sua dor e seu vazio. Sinta meu abraço e todo meu carinho. Volte, faça disso como uma terapia, se for preciso, fale mais sobre isso, desabafe.Felizmente, ou infelizmente a vida continua. Peça a Deus que console seu coração novamente nesse mês difícil, onde imagino que as lembranças doem como nunca. Mas evite pensar, tenha força!
    Deus é contigo!
    https://blogmicheleoliveira.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  10. Oi Elaine,
    Eu não consigo ter a dimensão do que vc está sentindo. Tive perdas significativas na vida e sofri muito com elas, mas cada perda é uma perda diferente e cada pessoa sente do seu jeito.
    Pense o seguinte: Ele gostaria de me ver assim? O que ele esperaria de mim sem ele?
    Eu tenho certeza que de onde ele estiver, ele quer que vc fique bem, que seja feliz, que continue a vida. Não morra por ele, viva por ele, pois tenho certeza que vc sendo feliz, ele também será.
    Qualquer coisa vc pode sempre contar comigo. Estou aqui e te amo, garota!
    Beijos

    ResponderExcluir
  11. Que triste.Vivemos tempos sombrios.Pena que um amor tão perfeito tenha terminado nessa separação.Procure um psicólogo,talvez ajude um pouco.Abraços

    ResponderExcluir
  12. Elaine,boa tarde!
    Eu fiquei sabendo do Edirlan em abril,mas sou muito chorona .Não tive coragem de comentar,chorei por ele e por você e por nós.Conheci seu blog em 2010 comecei a seguir você,desde então não parei de vir aqui e comentar e eu sempre deixava um beijo para você e Edirlan.
    Não sei lidar com a morte,desde que perdi meu pai em maio de 2006 eu não consigo parar de pensar nele,lembro dos momentos felizes e os infelizes.
    Sou casada há 43 anos estou vivendo os 44 anos de casamento,tenho dois filhos adultos ambos tem curso superior.
    O mais velho de 42 anos é Médico o caçula de 35 anos é Advogado fico feliz por eles .
    Meu pai não chegou a ver meus filhos formados,mas sei que esteja ele onde estiver está feliz por eles.
    Depois que meu pai se foi a minha vida mudou completamente,eu era muito alegre de bem com a vida.
    Hoje choro quase todos os dias de saudades do meu pai:meu amigo e confidente.
    Minha sorte que eu tenho um marido maravilhoso,paciente e que me da forças para seguir em frente.
    Sacrificamos muito para estudar meus filhos mas valeu a pena queria que meu pai estivesse vivo para ver ,mas não está.
    Tenho medo de perder meu marido ...prefiro morrer antes dele.
    Algumas pessoas acham que fazer terapia ajuda ,sim pode ser mas pra mim não adiantou nada.
    Amor,saudades é para toda eternidade.
    Infelizmente eu convivo com a ausência dos amores da minha vida.
    Meus avós,meu pai minhas amigas que se foram.
    Tenho 3 cachorros todos adotados um eu ganhei está com 15 anos, outra pequei no canil a caçula peguei na rua são os meus amigos constantes.
    Mas nada nem ninguém substitui as pessoas que amamos de verdade.
    Desculpe os erros de Português e pelo comentário enorme,estou chorando,bj

    ResponderExcluir
  13. É triste esta situação, só você, Deus e quem já separou dos que ama sabem o quanto é doloroso, o quanto é saudoso e, na maioria das vezes, sem sentido o caminhar dos dias. Que Deus esteja continuamente do seu lado, minimizando esta dor.
    Abraços fraternos!

    ResponderExcluir
  14. Minha linda gostaria muito de poder te abraçar ou ter uma palavra que de alguma forma te desse algum conforto,mas não tenho,oque posso algora e apenas te emanar força e boas vibrações,bjs.

    ResponderExcluir
  15. Olá Elaine, sinto muito por essa dor imensa e peço a Deus que lhe dê forças e sobretudo transforme essas saudades infinitas em memórias boas. Bjs, Val.

    ResponderExcluir
  16. Oiê Elaine. Tenho absoluta certeza de que meu blog só existe por causa do seu, a primeira vez que eu lhe disse isso, você me respondeu "ler isso dá um quentinho no coração" achei tão fofo! Passarão mil anos e nunca poderei lhe retribuir tudo o que você já me ensinou. Mas, sou grata, eternamente grata pela pessoa que você é e pela oportunidade de te conhecer. Sua dor vai passar, minha flor! Estou orando por você!

    ResponderExcluir
  17. Oh Elaine
    Sinto tanto.Deus não dá um fardo maior do que possamos carregar,aos poucos,tenha certeza tudo vai se amenizar.
    A saudade e a falta irão continuar sim,mas de uma forma suave.
    Beijos,que Deus te fortaleça para que continue sua caminhada com leveza!

    ResponderExcluir
  18. Sou uma olheira de blogs assim me defino. E olhando blogs todos os dias sempre me deparo com o seu, fiquei tocada com o seu comentário, essa saudade que não passa, esse sentimento que aperta o peito.Tomei coragem e te escrevo, não tenho intimidade com teclas por isso não escrevi antes. Mas fica aqui minha solidariedade. Força e .fique com Deus. Beijos no seu coração.

    ResponderExcluir
  19. Nenhuma palavra irá te resgatar, somente você saberá a hora, o momento certo em que viver não será mais tão dolorido.
    Muita Luz e Paz
    Abraços

    ResponderExcluir
  20. Nossa. Conheci seu blog recentemente e estava gostando muito da forma como você capricha nos tutoriais e fui ver suas postagens mais recentes e me deparei não com elas, mas com a ausência delas! Estranhei uma pessoa tão dedicada ter abandonado esse trabalho impecável e agora lendo essa publicação entendo. Não entendo a sua dor especificamente pois cada uma em cada pessoa é única, mas o significado generalizado de dor que por mais que poça parecer vago não é, dores como essa independente das suas peculiaridades únicas são todas devastadoras por iguais.
    Gostaria de te dizer que esse mundo é sim cruel e sem finais felizes, mas isso já é certo desde que nascemos só não se damos conta disso até uma dor como essa chegar. O que nos impedia de ver isso? O que nos permitia ser felizes num mundo assim? A resposta, são os momentos felizes, eles intercalados com a nossa cruel realidade são o que nos impulsiona a continuar, um momento leva ao outro e assim vamos seguindo, sua grande dor chegou porque perdeu o que lhe dava esses momentos, agora você não tem mais esses momentos e está definhando, pode parecer simplório mas pense com alegria nos momentos que já teve e procure não pensar tanto na perda, não pensar vai ser impossível mas pense mais apenas nas lembranças boas pois elas são o que realmente vale a pena serem lembradas encare que a vida é assim e procure novos meios de ter novos momentos felizes, pessoas novas, novas atividades, novos lugares. Vai ser difícil, seu inconsciente vai tentar te forçar a querer o que lhe fornecia a felicidade antes, infelizmente você tem que lutar contra isso e sim buscar novas fontes de novos momentos felizes para poder continuar e poder continuar se lembrar tantos dos que virão como dos antigos momentos felizes, se você se recusar a dor vai sufocar não só o seu futuro como as lembranças boas antigas ao ponto de não desejar nem mesmo ter as tido para não precisar agora estar passando por isso, você sabe no seu consciente racional qual dos dois caminhos deve seguir, você sabe qual ele iria querer que você seguisse, então de isso a si mesma e como agradecimento a ele por aqueles momentos felizes que ele já lhe proporcionou e siga pelo caminho de levantar e buscar novos momentos bons e felizes.
    Varia de pessoa para pessoa mas se os objetos e lugares que compartilharam fazem lembrar os momentos bons e arrancam suspiros de carinho e apreços pelos mesmos deve manter eles por perto, mas se só remetem a dor de não ter o passado por perto deve se desfazer deles e procurar ares novos, não se preocupe algo tão importante não vai sair da sua memória enquanto estar nessa vida.
    Desejo do fundo do coração que você supere essa dor ao ponto de voltar a ter momentos felizes, 100% não vai ser superado mas o suficiente para continuar é sim possível e vale a pena, não te conheço a fundo mas só de ver como você se importava com sinceridade pelo parceiro sei que merece. Abraço apertado!

    ResponderExcluir
  21. A dor que dói aqui, dói lá também. Pense nisso.

    ResponderExcluir

Olá! Muito obrigada por ler meu blog e obrigada também por se dispor a comentar meus posts. Seja muito bem-vindo(a)!

Importante!
Devido à falta de tempo hábil eu não me comprometo a responder perguntas referentes aos tutoriais postados neste blog.
Pedidos de ajuda individual serão respondidos conforme o meu tempo e disponibilidade permitirem.
Deixe sua pergunta ou solicitação sempre nos comentários, eu infelizmente não tenho como responder pedidos de ajuda por email.
Por favor, entenda: comentários sem relação alguma com o post não serão liberados e nem respondidos.

Para saber mais sobre a melhor forma de utilizar este blog leia Termos de uso do blog.



Muito obrigada, fique à vontade para interagir.
Mas lembre-se:
Gentileza, educação e boas maneiras servem também para a vida nos blogs…