4 profissões do futuro para quem quer trabalhar remotamente - Elaine Gaspareto- Dicas para blogs e inspirações para a vida

4 profissões do futuro para quem quer trabalhar remotamente

Publicado em 12/08/2020

4 profissões do futuro para quem quer trabalhar remotamente
Desde que foi criada, a internet tem sido um espaço fértil para inovações nos mais diversos campos. É notável, por exemplo, o impacto positivo que ela teve e tem cada vez no mercado de trabalho. Provavelmente você deve estar pensando neste momento no LinkedIn! De fato essa plataforma é uma excelente imagem do que significa hoje a relação da sociedade com o trabalho, pois ampliou as possibilidades de conexões entre empresas, empregados, candidatos a postos de emprego e toda a comunidade em torno desses agentes.

Não há como negar que inovações como o LinkedIn democratizaram o acesso ao mercado de trabalho. Basta um computador, acesso à internet e você pode enviar seu currículo do Brasil à China em questão de segundos. O “problema” nisso tudo é justamente o aumento da concorrência por vagas e por postos de trabalho. Ser notado agora é mais complicado. Mesmo quando você preenche todos os requisitos para a vaga, há outros 10 que também preenchem.

É por essa razão que muitos profissionais acabaram tendo de buscar oportunidades fora do habitual E, claro, com o auxílio da internet! Com o avanço das mais diversas tecnologias, tornou-se mais fácil transformar atividades triviais ou meramente lúdicas em boas possibilidades de ganhos financeiros. Em muitos casos, até em profissões! Abaixo você vê 5 das mais interessantes que estão surgindo agora.


Apostadores esportivos profissionais



Apostadores esportivos profissionais
Creia você ou não, já é possível viver de apostas. É fácil? Infelizmente não. Porém pouco a pouco a popularidade das apostas online tem contribuído para o aumento do número de pessoas que querem fazer dessa atividade uma profissão. Afinal ela mexe com uma paixão de muitos indivíduos, que é o esporte, principalmente o Futebol, com aquele plus de dar a possibilidade de fazer dinheiro.

Mas como se tornar um apostador esportivo, em primeiro lugar? Basicamente você faz o registro e cria uma conta em casas de apostas online, deposita um valor nessa conta e pronto: já pode começar a apostar. É só escolher a modalidade, a competição e o evento e fazer o seu palpite. Se ele se provar certo, você vence a aposta feita e ganha o valor apostado, mais um percentual, dependendo da cotação em que apostou. Tudo sem sair de casa, se quiser, e em muitos casos usando o celular ou mesmo um tablet.

É evidente que essa praticidade não significa sucesso nas apostas esportivas online. Um apostador que deseja viver disso e fazer dessa prática uma fonte de renda precisa de muito estudo, de treino e de paciência. Além desses fatores, o controle emocional e psicológico é imprescindível para evitar comportamentos compulsivos, que possam levar ao vício e a perdas financeiras de valor elevado. Mesmo que assistir a eventos esportivos e que investir dinheiro em apostas em esportes pareça divertido, isso exige muita dedicação, seriedade e tempo livre, o que, justamente pela necessidade de trabalhar e de ganhar dinheiro, nem todas as pessoas têm.

Embora essa área ainda esteja marginalizada no Brasil, espera-se que em 2021 é ela seja legalizada no país. Isso aumentará muito mais o boom da atividade e certamente criará outros empregos relacionados às apostas que não sejam especificamente o de apostador. Portanto mesmo que não queira ou não consiga viver apenas de apostas online, pode trabalhar com isso se for um profissional de outros campos, como os de marketing, de TI, de programação e mesmo de vendas.

Investidores em criptomoedas

Investidores em criptomoedas
As criptomoedas são relativamente recentes. Desde 2008, com o surgimento do Bitcoin, principal moeda virtual do mundo, elas têm se popularizado em todo o planeta. Com o intuito de substituir o chamado dinheiro real ou dinheiro governamental, as criptomoedas têm sido por enquanto muito mais objeto de investimento do que propriamente uma moeda no sentido literal da palavra. Assemelham-se, portanto, a ações, visto que são ativos financeiros.

Com isso, semelhante aos investidores da Bolsa de Valores, surgem os investidores em criptomoedas. Esses indivíduos trabalham de casa, investindo em sites especializados, chamados de Exchanges, como o brasileiro Mercado Bitcoin. Ganham tanto comprando quando vendendo criptomoedas. O importante é que haja variação nos valores desses ativos.

Parece complicado, mas na verdade é bastante simples. Você se registra em um site como o Mercado Bitcoin. Deposita na sua conta no site um valor. Cinquenta Reais, por exemplo. Você compra R$50 em Bitcoin, o que equivale a 0,00079 Bitcoin, que ficam em sua posse. Mas como lucrar com isso? É preciso que a criptomoeda valorize.

No momento um Bitcoin vale o equivalente a R$62.957,28. Digamos que ele valorize 10%, que é igual a R$6.297. O que acontece é que os seus R$50 também vão valorizar. Ou seja: passam para R$55. Logo, quanto mais o Bitcoin valoriza, mais o seu investimento valoriza também. E a lógica é semelhante caso a criptomoeda desvalorize, o que faria você perder dinheiro.

Existem muitas abordagens de investimento em criptomoedas. Alguns investidores não mexem em seus investimentos, independente de eles estarem lucrando ou tendo prejuízos. São os chamados HODLERS. Por outro lado os menos avessos ao risco podem vender suas criptomoedas quando elas estão desvalorizando, para voltar a comprá-las quando estiverem completamente em baixa.

Esse é um nicho com crescimento exponencial e inevitável. Muitos países e megaempresas, como o Facebook, falam há alguns anos em criar suas próprias criptomoedas. Mais recentemente a China anunciou o Digital Renminbi, uma criptomoeda local que visa dar um golpe mortal no dinheiro de papel.

Influenciador Digital


Influenciador Digital
A produção de conteúdo existe há milênios. Ela apenas evolui e se molda conforme as necessidades da sociedade. O advento da internet e principalmente do Google criou uma nova forma de consumirmos conteúdo em nosso dia a dia. A partir disso surgiram blogs nos mais variados formatos, sejam os tradicionais blogs escritos, como os do Wordpress, sejam os videoblogs do YouTube ou aqueles mais voltados para a imagem, como os do Instagram. Não é à toa que as palavras bloggers, youtubers e instagramers estão em alta!

Virar um produtor de conteúdo online pode parecer simples, pois muitos pensam que basta uma boa ideia e um celular com uma boa câmera. Contudo além disso é preciso levar em conta outros fatores, como importância do assunto, público-alvo e a forma e onde o conteúdo é veiculado. Aliás, todos podem ser produtores de conteúdo digital, porém ser influenciador é um pouco mais complicado. Demora até monetizar seu conteúdo, e você precisa dedicar muito tempo a formar uma audiência fiel que vá segui-lo em todas as suas postagens e publicações.

Apesar disso, essa é uma profissão que tem um belo futuro pela frente. Influenciar outras pessoas e produzir conteúdo é algo que o ser humano faz todos os dias, muitas vezes sem nem notar. Com prática e com bom conhecimento do que está fazendo, essa é uma oportunidade de trabalho única, que permite a muitas pessoas trabalharem com o que gostam

e com o que se sentem mais confortáveis. Basta estudar, se especializar e buscar sempre se atualizar com as tendências do momento.

Jogador de videogame profissional


Jogador de videogame profissional
Muitas crianças e adolescentes já ouviram pelo menos uma vez que jogar videogame é perda de tempo. Hoje, no entanto, já é possível viver disso. No Brasil, inclusive, diversos clubes de Futebol, como o Flamengo e o Santos, estão investindo em criar equipes competitivas de diversos jogos digitais, como CS:GO e FIFA. Se você sempre sonhou em ganhar fortunas jogando o dia todo, essa é uma oportunidade real!

Mas assim como as demais profissões do futuro deste artigo, não é assim tão simples se tornar um gamer profissional. A maioria passa horas todos os dias treinando sem parar, em ambientes que podem ser hostis e tóxicos, pois a espera por resultados positivos é constante. Muito se fala em burnout de jogadores profissionais de videogame, devido à alta carga emocional e física que sofrem.

Outro fator a ser considerado é que não é assim tão simples entrar em uma equipe e começar a se profissionalizar. Ainda é uma área marginalizada, em crescimento e que não é vista por quem está de fora como relevante. Por isso é muito comum vermos jogadores que vão para o YouTube ou o Twitch mostrar suas jogadas, fazer streaming de jogos e comentar jogadas alheias. Em muitos casos, essa é uma opção válida, pois monetizar um canal no YouTube com o assunto é menos complicado do que entrar em um time profissional.

De qualquer forma, vale bastante a pena considerar essa atividade como uma possível profissão do futuro. Assim como as demais sugestões do artigo, não está atrelada a uma idade ou sexo específico, podendo ser praticada pelos mais variados tipos e perfis de pessoas.



4 comentários

  1. Uauu quantas informações novas....
    Não conhecia a maioria dessas novas profissões...
    Adorei o post...
    Amo seu blog
    Já sigo
    Beijinhos

    Cátila Santos

    ResponderExcluir
  2. Antigamente quando se falava em trabalho remoto, imaginava-se que era apenas hobby, hoje vemos que realmente é um labor que exige muita dedicação e uma linha de planejamento. Gosto de ver que mudou bastante isso.
    Muita Luz e Paz!
    Abraços

    ResponderExcluir
  3. Olá elainegaspareto, gostei muito do artigo!
    Quer trabalhar no conforto de sua casa através de um SIMPLES e PRÁTICO passo a passo?
    Confira aqui – https://cutt.ly/profissao_home_office

    ResponderExcluir
  4. Ola!muito boas informações,muito obrigado
    .Boa semana.

    ResponderExcluir

Olá! Muito obrigada por ler meu blog e obrigada também por se dispor a comentar meus posts. Seja muito bem-vindo(a)!

Importante!
Devido à falta de tempo hábil eu não me comprometo a responder perguntas referentes aos tutoriais postados neste blog.
Pedidos de ajuda individual serão respondidos conforme o meu tempo e disponibilidade permitirem.
Deixe sua pergunta ou solicitação sempre nos comentários, eu infelizmente não tenho como responder pedidos de ajuda por email.
Por favor, entenda: comentários sem relação alguma com o post não serão liberados e nem respondidos.

Para saber mais sobre a melhor forma de utilizar este blog leia Termos de uso do blog.



Muito obrigada, fique à vontade para interagir.
Mas lembre-se:
Gentileza, educação e boas maneiras servem também para a vida nos blogs…