Como combinar fontes diferentes nas edições do blog? - Elaine Gaspareto- Dicas para blogs e inspirações para a vida

Como combinar fontes diferentes nas edições do blog?

Publicado em 21/08/2019

Como combinar fontes diferentes nas edições do blog?
As fontes (letras ou tipos de letras) estão presentes no nosso dia a dia, em todos os lugares, já reparou?
Nos anúncios impressos em revistas e jornais, nos comerciais de televisão e online, nos diversos tipos de propaganda (letreiros, placas, lojas) e são um dos mais importantes elementos de design para marcas, fazendo parte dos logotipos mais famosos do mundo.
E se você também é um leitor(a) já reparou que os livros têm muitas variações nas tipologias usadas, tanto no texto quanto nas capas.

Elas, as fontes, nos cercam e transmitem muito mais do que o texto em si que carregam. Elas trazem emoção, sensação, estilo.
No mundo dos blogs não é diferente: precisamos delas para transmitir as nossas idéias, seja no template ou sobre as imagens que montamos para ilustrar nossos posts.
Assim, é importante conhecer e saber usar e combinar as fontes, para que a mensagem que será passada seja compreendida e também apreciada, observada, e claro, possa dar prazer a quem lê.


Um pouco de história


Provavelmente você já ouviu falar no Gutemberg, o alemão que criou a prensa de tipos móveis em 1440 (sistema de impressão em papel que revolucionou a história, os livros, tudo!). Mas bem antes dele, a humanidade já tinha sistemas de escrita e, portanto, fontes! Os egípcios escreviam seus hieróglifos lá pelos 3 mil antes de Cristo, os chineses ainda mais recuados no tempo (e eles já tinham um sistema parecido com o do Gutemberg, só que era feito de madeira e não de ferro como o do alemão), e o alfabeto romano que é o avô do nosso, também é antigo pra chuchu, cerca de 100 anos antes de Cristo.

No seu computador, várias fontes já vêm instaladas e prontas para serem usadas em processadores de texto, como o Word. Muitas delas são bem antigas, não são novidade: a Garamond foi inventada em 1541, a Times Roman já é mais recente, de 1932.

Steve Jobs, da Apple, foi o responsável por inserir variedades de fontes nos computadores. Inicialmente nos Macs, as fontes diferentes da família Times foram se espalhando. A Helvética, uma das mais usadas no mundo através dos tempos, assim como fontes mais novas, como a Toronto e a Chicago, nomes de cidades que o Steve gostava.

Sem dúvida a família Helvética é a poderosa das fontes.
Criada após a Segunda Guerra Mundial, ela expressa a modernidade, por ser muito limpa, sem enfeites, ou como os designers dizem, sem "segundas intenções". Inicialmente essa fonte foi usada no transporte coletivo da Suíça (país também conhecido como Helvétia, daí o nome da fonte) e depois se espalhou pelo mundo afora.
Hoje é a fonte mais usada comercialmente e eu pessoalmente sou uma fã de carteirinha dela.

Tipos e categorias de fontes


As fontes são divididas basicamente em 2 categorias: as com serifa e as sem serifa. Repare no nome das fontes, as sem serifa normalmente são chamadas SANS SERIF (sans do francês, sem) ou GROTESK, mesmo significado em alemão. As fontes serifadas mais conhecidas são as da família Times. A serifa é um pequeno "traço" adicionado à letra, nas suas extremidades, é um elemento decorativo, presente em muitas fontes de origem européia.

1. Fontes serifadas são as mais usadas em livros. Elas facilitam a leitura, são tradicionais, institucionais, clássicas e passam o conceito de respeito. As mais conhecidas são Book Antigua, Courier, Garamond, Times New Roman, Didot e Palatino.

2. Fontes sem serifa são muito usadas para logotipos, passam modernidade, minimalismo e segurança. As mais usadas são Helvética, Verdana, Tahoma, Futura, Arial.

3. Fontes script ou manuscritas também são usadas em logotipos ou quando queremos dar um destaque especial. Podem ser antigas ou mais modernas. As mais conhecidas são Edwardian, Shelley, Great Vibes, Brush, Lobster

Elas ainda podem ser categorizadas como manuscritas ou caligráficas, góticas ou ainda fantasias, no caso de fontes variadas e enfeitadas.

Além disso, as fontes podem ter atributos como negrito, itálico, podem ter variações em suas caixas (alta, baixa ou versalete), ou ainda podem ter elementos diferenciados nas ascendentes (parte de cima da fonte, como as letras b, d, f, etc) ou nas descendentes (parte de baixo das fontes, como as letras g, j, p, etc).

Deixe seu sonho ser maior que seus medos

Atualmente está na moda o uso do lettering, que significa "desenhar letras", principalmente para quem usa os planners, aquelas agendas super transadas que têm páginas em branco para desenhar e rabiscar. Comercialmente, saber lettering também é profissão e muita gente ganha dinheiro escrevendo manualmente convites e diplomas.


Como combinar fontes


Agora que você já conhece um pouco mais sobre o assunto, vamos focar no que mais nos interessa: como usar combinações de fontes que sejam elegantes, atrativas e que transmitam um pouco da sua essência, do seu jeito de ser e do seu blog.

Como o nosso objetivo aqui é ajudar a escolher fontes para web, principalmente para uso em blogs, vamos dar exemplos com fontes que o Google Fonts disponibiliza.
Ah, a Elaine já ensinou como usá-las em um tutorial super completo, confere lá depois:



Uma das regras mais antigas e que todo designer já usou uma vez (ou mais) na vida é combinar uma fonte com serifa e uma sem serifa.
Você provavelmente já viu essa combinação milhões de vezes em todos os lugares.
Outra regra, para não errar, é combinar a mesma fonte com 2 atributos diferentes.
Por exemplo, se você usa a fonte X no título em bold ou em caixa alta, use a mesma fonte X no texto secundário, em normal, itálico ou light, dependendo dos atributos disponíveis de cada fonte.
Assim:

Como combinar fontes


Se decidir usar 2 fontes diferentes, o pareamento ou combinação podem ficar assim:


Lembre-se de que menos é mais: não utilize mais do que 3 fontes diferentes, pois fica uma salada.
Manter a coerência na escolha das fontes é importante para que o seu público reconheça suas imagens, os elementos gráficos do seu blog, o seu jeito enfim. Mantendo essa coerência, vai ficar fácil preparar as imagens para seus posts e para as redes sociais.

Sugestão de combinações de fontes usando Google Fonts


Playfair display + Lato
Amatic + Quicksand
Montserrat + Neuton
Oswald + Old Standard
Libre Baskerville + Muli


Montei um pacotão no próprio Google Fonts com todas estas e mais algumas, são 15 fontes, acesse o link e baixe todas ou as que mais gostar:



Ao escolher, você será direcionado à página da fonte para baixá-la. Poderá ver também as combinações (pairings/pareamento) mais usadas com cada uma, de acordo com o próprio Google, para facilitar a nossa vida:

É claro que são apenas sugestões baseadas no que eu sei sobre fontes. O mais importante é não exagerar e ao mesmo tempo, conseguir transmitir o seu próprio estilo através delas. Se você já tem um logo no seu blog, pode usar a mesma fonte e com as informações deste post, tenho certeza que encontrará inspiração para se aventurar em outras combinações arrasadoras.


Outras fontes citadas que não tem no Google Fonts:

Didot ou Bodoni
League Gothic


A Elaine já postou aqui no blog vários posts sobre o assunto, confira mais:





E um tempo atrás eu postei um manual de estilo para você definir o jeito do seu blog sem errar, com um monte de informações sobre cores e fontes também:


Baixe as fontes, use um editor de imagens e divirta-se!






Um comentário

  1. Eu acho errado entrar no site/blog das pessoas, subtrair conhecimento e não deixar ao menos uma mensagem de agradecimento.
    Obrigado pelas instruções. Foram de grande ajuda!

    ResponderExcluir

Olá! Muito obrigada por ler meu blog e obrigada também por se dispor a comentar meus posts. Seja muito bem-vindo(a)!

Importante!
Devido à falta de tempo hábil eu não me comprometo a responder perguntas referentes aos tutoriais postados neste blog.
Pedidos de ajuda individual serão respondidos conforme o meu tempo e disponibilidade permitirem.
Deixe sua pergunta ou solicitação sempre nos comentários, eu infelizmente não tenho como responder pedidos de ajuda por email.
Por favor, entenda: comentários sem relação alguma com o post não serão liberados e nem respondidos.

Para saber mais sobre a melhor forma de utilizar este blog leia Termos de uso do blog.



Muito obrigada, fique à vontade para interagir.
Mas lembre-se:
Gentileza, educação e boas maneiras servem também para a vida nos blogs…