Flexibilização da posse e porte de armas- por que sou contra - Elaine Gaspareto- Dicas para blogs e inspirações para a vida

Flexibilização da posse e porte de armas- por que sou contra

Publicado em 16/01/2019

Flexibilização da posse e porte de armas- por que sou contra e tenho pavor
Para quem está em minha faixa etária com certeza a série MacGyver (a clássica, dos anos 1980) é uma lembrança viva.
Todo mundo lembra do personagem gatíssimo que resolvia as mais variadas situações com engenhosidade, usando objetos comuns que estivessem à mão. Sem jamais usar arma de fogo.
Ele não usava pois estivera envolvido em um incidente com arma que matou seu melhor amigo Jesse.
Sim, eu pesquisei o nome do amigo, mas o fato do personagem nunca usar (e abominar) armas eu lembrava, jamais esqueci. Porque eu, que era criança nos anos 1980, já sentia que arma só tinha uma finalidade nesse mundo: matar. E que matar era errado.

Essa introdução toda é porque pensei nessa curiosidade da série ainda hoje, tentando lembrar desde quando armas de fogo me causam tanto horror. Desde menina. Porque só servem para matar, ameaçar, impor. Matar pessoas, caçar animais silvestres, matar os domésticos... ameaçar mulheres...


A campanha eleitoral e as armas- uma tragédia anunciada


Desde o começo da campanha eleitoral em 2018 para presidente da república que a gente sabe que a maior obsessão do capitão que acabou eleito (parelha com o kit gay que nunca houve) é a facilitação da posse de armas, e posteriormente a facilitação do porte.

Lobby poderoso o da indústria armamentista, acredite no que digo: há muito mais envolvido nessa obsessão do simplesmente convicção. Há muitos milhões em jogo, e convicção aliada à "possibilidades" financeiras fica invariavelmente mais firme.
A obsessão é tanta... e inclui seus eleitores fanáticos, aqueles de quem a gente ouve que "o capitão ganhou, agora é nóis".
Sim, eu já ouvi isso em um churrasco onde a conversa era ter arma pra matar preto, viado e drogado.

Fico acabada em ver um país se desfazer assim, na nossa frente.
E tenho horror a esse homem que foi eleito. Horror a todas as ideias e preconceitos que a eleição dele trouxe à tona.

Eu sou radicalmente contra a flexibilização da posse e do porte de armas de fogo.
Poderia expor aqui uma lista bem grande de motivos.
Poderia justificar minha opinião com dados de vários países do mundo; poderia usar dados do próprio Brasil que mostram o quanto uma arma é perigosa. Mas sei que informação há de sobra pela rede afora, e quem quiser defender seu ponto de vista vai saber onde achar elementos para isso.
Eu sou contra.


E motivos eu tenho de sobra, além da minha própria convicção pessoal de que o desejo de ter uma arma tem muito pouco a ver com auto defesa, ou defesa de outrem...
Eu acredito que:

1- A violência vai aumentar.
Digo isso sem medo de errar, apostaria dinheiro se dinheiro eu tivesse.
Vão aumentar os latrocínios, vai aumentar o índice de suicídio, vão subir os casos de violência no trânsito e vão aumentar e se tornar ainda mais assombrosos os casos de feminicídio.
A tese de que as mulheres poderão se proteger de estupros só convence quem vive descolado da realidade.
Pesquise e descubra quem são os agressores, e fique pasmo ao descobrir que mais de 60% dos casos de estupro acontecem dentro de casa, contra crianças especialmente, e o agressor em geral é da família...

2- Crianças serão vítimas.E algumas apertarão o gatilho.
Não, não há lugar seguro em uma casa para guardar uma arma.
Se você acredita nisso é porque nunca teve criança em casa.
Eu escrever que crianças apertarão gatilhos me deu um nó no coração, mas as chances de uma criança sofrendo bulliyng na escola achar a arma do papai "cidadão de bem" e descarregar no colega da escola sobem se a arma está a mão.

Sem contar os acidentes entre crianças, a arma dispara e fim...
Repito: criança não obedece quando dizem pra não mexer.
Ela vai mexer, curiosidade é uma das características mais próprias de crianças e pré-adolescentes.

Clique aqui ou aqui e faça uma pesquisa rápida para ver que o que digo é a mais cristalina realidade...

3- Invasão de bandidos para se armar melhor vão aumentar.
Já vi, pasma, gente colando no portão de casa cartaz assim:

Acharia ótimo se eu fosse bandido, facilita muito a vida do assaltante que desejar aumentar seu acervo de armas, já sabe direitinho onde achar.
Sim, bandidos invadem delegacias para roubar armas, imagina se não vão invadir a casa do "cidadão de bem" pra adquirir uma pistola...
Policiais treinados tem armas roubadas, morrem com tiros da própria arma... e o sujeito todo macho achando que é o personagem dos filmes Duro de matar...

4- Arma na mão é vendaval, tudo vira motivo, nada controla.
Um gatinho com fome, um doguíneo abandonado tentando conseguir comida entram no quintal de alguém que detesta animais. O "cidadão de bem" armado.
Pense...
Basta lembrar do caso do doguíneo da Bahia que morreu baleado por um "cidadão de bem" da carreata pró-capitão que se sentiu ameaçado (dentro do carro) pelos latidos do dog...

Uma discussão na rua, o som alto de uma festa, a vaga disputada no trânsito...
Acredite em mim, quem está ansioso por sua arma não vai deixa-la trancada no cofre.
Qual a graça de ter um trabuco e não poder sacar pra exibir para amigos e para rivais?
Somos um povo racista, preconceituoso, somos cruéis com quem é mais fraco.
Somos pessoas que se desequilibram com uma fechada na rua, com um olhar , não conseguimos usar lata de lixo, não damos conta de não pisar a grama na praça...
Acha mesmo que somos equilibrados para andar armados?
Você é?

População armada, polícia acuada (mais gente armada, mais complicado gerenciar crise, concorda?), bandidos com mais opções de mercado.
Está armada a desgraça...

Sei que muita gente vai argumentar dizendo:
Se é contra, basta não comprar".
Claro que não comprarei, mas para que a desgraça aconteça basta uma arma no quarteirão.
Portanto, a decisão do meu vizinho de ter uma arma me afeta sim, diretamente.

Caso queira ler relatos chocantes veja a # que subiram hoje no Twitter:
#SeEleEstivesseArmado
Cada relato é uma pontada no meu coração...

Antes de terminar o post-desabafo, uns pensamentos meus:

Parece um bandido, mas é um pastor, nascido numa cidade vizinha daqui onde moro. Deputado, fazendo portanto a dobradinha pastor+político. Combo legal, #sqn

Poucas coisas, pra mim,  são tão ridículas quanto ver homens adultos fazendo sinal de arminha com a mão.
Tão ridículo quanto fazer L de lula livre.
Pelo amor de Deus, parem de idolatrar essa gente, parem de copiar essas coisas tão imbecis.
Só parem.
Não é porque tem um idiota no Planalto que faz isso até recebendo presidentes estrangeiros que é legal.
Não é, é tosco e muito doentio.
Revela o QI bem abaixo da média... e a sede de sangue acima do que a gente gostaria que existisse... uma maldade que assusta.


E se você prestou atenção verá que coloco "cidadão de bem" exatamente assim, entre aspas.
Sabe o motivo?
Eu não acredito nesse ser.
Cidadão de bem não existe.
Nenhum de nós pode afirmar que é cidadão de bem.
Porque simplesmente não somos.
Pare, olhe mais atentamente para quem se autodenomina cidadão de bem.
A realidade, em geral, é bem outra...
Eu tenho muito medo do "cidadão de bem" que se autointitula assim...





8 comentários

  1. Eu também sou contra e acho um gigantesco retrocesso!
    Tenho muito medo desses "cidadãos de bem" que arrebanham a boiada para joga-la num precipício sem fim!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tatiana, eu tenho muito medo.
      Aqui onde moro a cidade votou em peso no capitão. No dia da eleição em segundo turno deram tiros para o alto num curral que leiloa gado, e fica bem no meio da cidade (coisas do interior).
      Aos gritos de "agora é nóis".
      medo e repugnância é pouco...
      beijossss

      Excluir
  2. Agora tem como você ter uma arma em casa e na rua! mais e se a pessoa mata a outra vai para a cadeia.
    tipo tinha que ter uma lei para quem mata tem a pena de morte, por motivos fúteis...

    MINHA VISÃO SE TEM LEI PARA TER E NÃO TEM LEI PARA QUEM MATA.

    ResponderExcluir
  3. Se fosse pra aumentar a segurança das pessoas, a flexibilização seria de posse de escudo e não de arma.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. rsrsrs bem isso pois escudo=defesa
      Eu ia querer o meu igual da Diana Prince rsrsrsr

      Excluir
  4. Seu texto está perfeito Elaine, se pudesse desejar algo neste momento, seria que as pessoas que acreditam na eficácia dessa palhaçada, lessem e refletissem muito sobre tudo que você colocou aqui.
    Definitivamente as coisas não são como os que estão no poder querem que acreditemos que sejam, tudo tem um interesse, e raramente ele nos favorece.
    Parabéns pelo texto, abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Dalva, pois por causa desse texto específico fui chamada de esquerdista doente, esquerdista babaca e mais algumas coisas na divulgação dele na fanpage do blog rsrsrs
      Veja bem, pra comentar lá possivelmente as pessoas que escreveram isso leram só o título.
      Esquerdista doente, zerei a vida, né? rsrsrs
      beijosssss

      Excluir
    2. Elaine, não tenho dúvida de que não leram. São os mesmos que acreditam em correntes de whats app, que não verificam a procedência e veracidade de nada, que acreditam em 14 anos de governo comunista do PT ...Os mesmos que tinham o Cunha como queridinho, depois o Aécio, depois foram para as ruas tirar a Dilma e colocaram o Temer (sem golpe, vice não assumiria), pediram para deixar o homem trabalhar, ele "trabalhou" e eles se calaram. Agora acontece o mesmo, vão se calar ou pior, dizer Amém para todas as insanidades desse suposto governo.

      Podem nos chamar de esquerdista, é menos mal que isso tudo acima.

      Excluir

Olá! Muito obrigada por ler meu blog e obrigada também por se dispor a comentar meus posts. Seja muito bem-vindo(a)!

Importante!
Devido à falta de tempo hábil eu não me comprometo a responder perguntas referentes aos tutoriais postados neste blog.
Pedidos de ajuda individual serão respondidos conforme o meu tempo e disponibilidade permitirem.
Deixe sua pergunta ou solicitação sempre nos comentários, eu infelizmente não tenho como responder pedidos de ajuda por email.
Por favor, entenda: comentários sem relação alguma com o post não serão liberados e nem respondidos.

Para saber mais sobre a melhor forma de utilizar este blog leia Termos de uso do blog.



Muito obrigada, fique à vontade para interagir.
Mas lembre-se:
Gentileza, educação e boas maneiras servem também para a vida nos blogs…