Como reduzir a taxa de rejeição do blog junto ao Google Analytics - Elaine Gaspareto- Dicas para blogs e inspirações para a vida

Como reduzir a taxa de rejeição do blog junto ao Google Analytics

Publicado em 10/12/2018

Quem costuma acompanhar as métricas do próprio blog através do Google Analytics muito provavelmente já se deparou com um dado chamado Bounce rate, ou Taxa de rejeição. E talvez já tenha se perguntado que raio é isso de taxa de rejeição...

A taxa de rejeição é uma métrica do Google Analytics que mostra a porcentagem de pessoas que "rejeitam" seu blog, ou seja: visitam seu blog e saem na mesma página em que chegam sem acessar outros posts.
Se você ainda não configurou o Google Analytics em seu blog, faça isso. Ele é poderoso, muito útil e totalmente gratuito.


Para descobrir sua taxa de rejeição, faça login na sua conta do Google Analytics.
Quando estiver na página inicial veja a taxa de rejeição e o gráfico dela (clique em Taxa de rejeição e o gráfico aparece):

Você pode clicar no gráfico ou selecionar no menu suspenso para ver o gráfico inteiro do mês anterior ou qualquer período selecionado.

A maioria dos blogs não vê muita variação no dia a dia em sua taxa de rejeição. O meu muda um pouco quando eu publico posts que viralizam, ou quando algum dos posts é parte de uma série.
Mas as chances são de que o blog tenha uma linha fixa e uniforme sem grandes variações.
A menos que trabalhemos para melhorar a taxa de rejeição. Falaremos disso daqui há pouco...

Interpretando sua taxa de rejeição


Um número alto (digamos acima de 90%) significa que muitas pessoas estão saindo do seu blog sem acessar nenhum outro conteúdo além da página em que chegou.
Um número baixo significa que os leitores estão permanecendo mais tempo no blog e acessando mais de um post ou página no seu blog.

Nós, blogueiros, geralmente pensamos que um número alto é ruim e que um número baixo é bom.
Mas vale a pena ter em mente que uma alta taxa de rejeição não é necessariamente uma coisa ruim.
Por exemplo: você pode querer que os leitores saiam do blog e façam outra coisa.
Se você promove produtos afiliados, provavelmente quer enviar leitores para comprá-los. E uma alta taxa de rejeição pode indicar que está funcionando.
As pessoas estão acessando seu blog e, em seguida, clicando no seu link de afiliado.

Embora a taxa de rejeição de todo o blog seja interessante, é melhor se concentrar em páginas específicas.
Você pode fazer isso indo em Comportamento → Conteúdo do site → Detalhamento de conteúdo e clicando na página em que está interessado.
Assim você terá uma visão mais específica de cada post, de cada página.
Lembre que, no Blogger, cada postagem é uma página específica, ok?

Como você viu na imagem acima meu blog tem uma taxa de rejeição baixíssima.
Mas isso se refere essencialmente à página inicial.
O formato dos meus posts (em grade), o fato dos links abrirem em outra aba, dentre muitas outras coisas, faz com que a rejeição na página inicial seja tão baixa.
Outras páginas, porém, têm uma taxa de rejeição muito maior.
Um post de 2015, por exemplo, obtém tráfego do mecanismo de pesquisa todos os dias, mas sua taxa de rejeição é de 67%.
As pessoas chegam, encontram de cara o que querem e saem.
Isso é bom, e é ruim.
Significa que o post é bom e cumpre seu propósito, mas também significa que o leitor não se interessou em ler mais nada. Dilemas...


Como examinar a taxa de rejeição de diferentes fontes de tráfego


Outra coisa para prestar atenção é que as taxas de rejeição variam dependendo da origem do tráfego.
No Google Analytics, você pode descobrir suas origens de tráfego clicando em Aquisição → Todo o tráfego → Canais para visualizar as taxas de rejeição de diferentes origens de tráfego.
Você verá de onde chegam seus acessos, o tempo que o leitor fica no blog, a quantidade de páginas por sessão, dentre outros itens.

No meu caso a maior parte do tráfego vem da busca orgânica de mecanismos de pesquisa, seguida dos acessos vindos de redes sociais, especialmente o Pinterest.
Então, para diminuir a minha taxa de rejeição, eu foquei principalmente no tráfego do Google, porque cerca de 70% do meu tráfego vem dele.
E a maior parte vem dos novos visitantes.
A 2ª fonte de tráfego é o Pinterest. Também tenho trabalhado para reduzir a taxa de rejeição desses acessos, investindo em estudar sobre a plataforma e melhorar os pins.


5 maneiras simples de baixar a taxa de rejeição no seu blog


Agora que falamos sobre o que é taxa de rejeição, aprendemos o basiquinho de como interpreta-las e como saber de onde o tráfego do blog vem vamos falar sobre algumas maneiras de reduzir essa rejeição.
Até mais ou menos 2 anos atrás minha taxa de rejeição era o que consideramos normal para blogs como o meu: entre 60% e 70%. Alta, mas dentro do esperado.
Caso seu blog esteja nesse nível não se preocupe, está perfeitamente dentro do normal.

Mas eu queria reduzir o bounce rate do blog. Fiquei obcecada...
Aí fiz uma série de alterações, troquei de template, passei a usar o formato grade que uso hoje, adotei melhores técnicas de SEO dentro do post inserindo links para outras postagens, foquei no Pinterest para atrair tráfego qualificado, etc...

Abaixo vou listar algumas das coisas que fiz para reduzir drasticamente a taxa de rejeição do blog. Talvez ajudem você a melhorar sua métrica.
Segue o fio:

1- A primeira impressão é a que fica
Quando alguém entra em um blog pela primeira vez, ele decide em segundos se gosta, se é relevante para ele e se tem conteúdo que vale a pena ler.
Em geral as pessoas (nós!) baseamos essas decisões observando o design do blog, as cores, se é fácil ler, se dá pra achar as coisas sem precisar ficar decifrando o layout, etc...

Então a dica é: capriche na carinha do blog.
Cores que facilitem a leitura, fontes legíveis, permitir ao blog se adaptar aos vários formatos de tela (tem que ser responsivo), design agradável, texto bem escrito sem erros grosseiros, formatação que deixe o leitor respirar...

Tutorial recomendado:



2- Adicione o recurso Postagens relacionadas ao final de seus posts
As postagens relacionadas são, do meu ponto de vista, um dos recursos mais importantes quando se trata de reter o leitor no blog e fazê-lo clicar para ler mais posts.
Também entra nessa categoria de recursos indispensáveis o gadget Postagens populares.

Então a dica é: Tenha ambos, o primeiro abaixo do post e o segundo na sidebar. Sim, tem que ter, ajuda demais na retenção do leitor!

Tutoriais recomendados:





3- Resolva o problema do seu leitor e faça com que ele se conecte ao seu blog
Se um leitor (principalmente vindo de mecanismos de busca) chega a um post bem escrito e com informações que resolvem seu problema ou melhoram sua vida de alguma forma, ele tende a clicar em outros posts. E tende a voltar, a seguir o blog ou se inscrever em newsletters.
Ofereça opções do leitor se conectar ao seu blog: box Seguir nativo do Blogger, box para curtir a fanpage do blog, gadget para se inscrever e receber os posts via email, opção de se inscrever e assinar a newsletter do blog, etc...

Então a dica é:  concentre-se em escrever posts realmente bons, que ajudem seu leitor tanto quanto possível. Vai fazer uma resenha de produto de beleza? Faça a melhor resenha, a mais completa; responda a pergunta que seu leitor digitou no Google e que o trouxe ao seu blog.
Facilite para que um leitor casual se torne um visitante regular, quiçá um seguidor!

4-  Abra seus links externos em nova aba ou janela
Essa dica é simples, tão útil que me espanta que muita gente a ignore!
Quando você faz um link para outro site ou blog a partir de uma de suas postagens uma maneira simples de garantir que você não perca seu leitor é abrir o link externo em uma nova aba (ou janela).

Então a dica é: "segure" seu leitor em seu blog.
Se o link é externo faça com que ele abra sem que o leitor saia de seu blog.
Dessa forma, o leitor não sairá do seu site.

Tutorial recomendado:



5- Link de volta para conteúdo mais antigo de seus posts
Se você prestou atenção terá visto que eu, em cada tópico dessa secção 5 maneiras simples de baixar a taxa de rejeição no seu blog, inseri links para posts relevantes ao tema.
Isso é, acredite em mim, a maneira mais poderosa de ir conduzindo seu leitor, quase guiando-o pela mão, na navegação de seu blog.
Você vai,ao longo de um bom artigo, apontando o caminho, é como um guia que vai dizendo ao leitor (de novo, especialmente aquele que chegou via mecanismo de busca) por onde ir, onde achar mais informação, onde aprender mais, onde descobrir outras coisas do blog.
Use esse recurso para "ressuscitar" posts antigos, construa esse link building interno.
Além de ajudar seu leitor estará ajudando também o SEO de seu próprio blog.

Então a dica é: use muito o recurso de linkar posts entre si.
E aproveite para melhorar posts antigos, melhorar as imagens, corrigir meta descrição, etc...


E terminei!
Ficou bem grande o post, mas acredite em mim: vale cada um dos (aproximadamente) 6 minutos que você levará para ler tudo.
Salve em seus favoritos, compartilhe o link em suas redes sociais e volte aqui para ler de novo e colocar em prática.
Post pra guardar e usar agora, vai por mim...







3 comentários

  1. Muito bom o post!
    No início do meu blog eu fiquei apavorada com a taxa de rejeição que chegava a 95%. Mas daí eu entendi que é porque meu blog não tinha muitos posts ainda. Agora está sempre entre 2% e 5%, tem dias que fica no 0% (fico tão feliz quando isso acontece hahauhahu)

    Abaixar a taxa de rejeição eu acho que é importante até para as marcas, né?

    Enfim, achei muito boa suas observações, principalmente sobre abrir os links numa nova aba (porque realmente muita gente ignora).

    Espero que esse post também ajude bastante outras meninas <3

    Beijão,
    Ella J.

    ResponderExcluir
  2. Como elogiar se todos os elogios possíveis já foram ditos? Você me salva desde a época do meu primeiro blog, é incrível como seu conteúdo engaja quem está lendo!

    ResponderExcluir
  3. Adorei as dicas! Colocar links de outros posts no post é algo que deu muito certo eu nem imaginava que algo tão simples fosse fazer diferença. A única coisa agora é resolver o lay, por enquanto não achei nenhum gratuito que me agradasse de verdade mas fazer o que né.. mas será meu próximo investimento para 2019 :D

    Apenas eu, Day

    ResponderExcluir

Olá! Muito obrigada por ler meu blog e obrigada também por se dispor a comentar meus posts. Seja muito bem-vindo(a)!

Importante!
Devido à falta de tempo hábil eu não me comprometo a responder perguntas referentes aos tutoriais postados neste blog.
Pedidos de ajuda individual serão respondidos conforme o meu tempo e disponibilidade permitirem.
Por favor, entenda: comentários sem relação alguma com o post não serão liberados e nem respondidos.

Para saber mais sobre a melhor forma de utilizar este blog leia Termos de uso do blog.



Muito obrigada, fique à vontade para interagir.
Mas lembre-se:
Gentileza, educação e boas maneiras servem também para a vida nos blogs…