Quem ficará com meus livros... - Elaine Gaspareto- Dicas para blogs e inspirações para a vida

Quem ficará com meus livros...

Publicado em 25/11/2018

Tempo de leitura:

Hoje tirei tempo para olhar alguns dos meus livos, selecionar o que vou levar ao HC amanhã (tempo de passar o dia lá com marido) e por uns minutos fiquei olhando meu armário, os livros empilhadinhos, os que eu já li, os que nem abri ainda... os antigos, já tão gastos de tantos anos que tem, e de tantas vezes que foram lidos... os mais amados, aqueles para os quais de vez em quando eu volto.

Uns que gosto tanto... outros que nem consegui terminar de tão ruim que achei (oi 50 tons)...
Meus livros... falam tanto comigo, falam tanto de mim...
Só de olhar os livros que guardo dá pra me conhecer um pouco.
Já pensou nisso? Que a gente é, também, a soma dos livros que leu?

Meus livros...
Sei que, muito provavelmente, é consequência de não ter passado o dia bem (uma dor de estomago, de cabeça, mal estar daqueles...) mas em um dado momento caí no choro olhando meus livros... os que li, os que reli, os que nunca abri...

Separei uma caixa com algumas dezenas de volumes. Quero levar na escola onde estudei, tinha uma biblioteca lá, era meu lugar preferido na vida.
Também quero doar alguns aqui no blog, talvez... só hoje reduzi mais da metade do que tinha. E as lágrimas... chorei muito, e nem sei o motivo direito... um misto de tristeza e nostalgia, não sei dizer...

Fiquei meio abalada olhando para eles, reolhando quase 1 década de vida, que é o tempo que levei para juntar esses livros que estão comigo hoje.
Tive outros, que doei, desapeguei, dei, se foram... mas ficaram em mim.

E esses? Quem os abrirá de novo, quando eu me for?
Serão amados, como eu os amo?
Quem herdará meus livros?
Não tenho filhos, sobrinhos infelizmente não são leitores (como pode existir no mundo gente que não lê?), quase não tenho amigos... e os que tive não amavam os livros.
Em qual momento preciso começar a pensar nisso, no destino dos meus livros quando eu me for?



Painel Reolhar a Vida

Blogagem Coletiva Reolhar a Vida.
Clique aqui e saiba tudo sobre a proposta, e veja como fazer parte!
Seja muito bem-vindo para participar!







6 comentários via Blogger
comentários via Facebook

6 comentários:

  1. Interessante tua preocupação. Sempre haverá alguém pra ficar com nossas coisinhas...Podes crer! Espero seja quem delas ou deles precisem! bjs, chica

    ResponderExcluir
  2. Elaine, os livros marcam mesmo, inclusive alguns até influenciam nosso comportamento através da reflexão.
    Li muito até os 30 anos, assinava o círculo do livro, trocava com uma amiga.
    Livro é energia, faz bem em desapegar apesar de ser difícil, desde sempre...Lembro quando me desfiz da coleção de Sabrina e Julia que foi tão difícil de conseguir.
    AS editoras todas estão passando por dificuldades, as novas gerações não se interessam pelos livros físicos e acho que nem os virtuais. Enfim, melhor dar um destino a eles antes que terminemos nossa caminhada por aqui, pelo menos há uma chance de estarem em boas mãos.
    Que a jornada de hoje seja tranquila, abraço!

    ResponderExcluir
  3. Elaine, tenho passado por muitos momentos assim. Minha nova palavra de ordem é DESAPEGO. Mas uma pequena diferença nos separa, já não sofro mais e nem fico emotiva, tudo graças ao LAGOM. Se puder, dá uma passada no meu blog, caso não conheça o LAGOM, acho que vai gostar da filosofia!
    http://www.carolcombina.com.br/2018/09/voce-conhece-o-lagom.html

    Parabéns pela atitude, você vai ver como esse passo será o primeiro para você movimentar muita energia parada na sua vida. Doar é um ato de amor, sejam livros, tempo ou outros recursos. Abraços e boa semana!

    ResponderExcluir
  4. SABE! É VERDADE,HOJE SÃO POUCOS LEITORES E PARECE QUE NÃO EXISTE UM INCENTIVO DA ESCOLA COMO ANTIGAMNETE OS OS ALUNOS NÃO ESTÃO INTERESSADOS PELA LEITORA,A MINHA SÉREI FAVORITA ERA VAGA-LUME,MAS AQUI SOMENTE MINHA SOBRINHA QUE GOSTA DE LER.
    COMO SERÁ O FUTURO DAS LIVROS OS ESCRITORES SE POUCOS GOSTAM DE LER

    ResponderExcluir
  5. Como eu sou do contra rsrs tenho esperança de que as coisas mudem. Sonho com um dia em que teremos bibliotecas aos montes, lindas e confortáveis, cheias de gente lendo, conversando e tomando um café. Tenho alguns dos seus livros, tenho muitos que comprei e não li, tenho os que ganhei e amei, amo todos eles. Me arrependo até a raiz dos cabelos de ter doado meus livros de faculdade, morro de saudades deles... vai entender rsrs tenho saudade de tanta coisa!

    Não acho que está tudo perdido, embora muitas livrarias estejam fechando. Temos muitos e bons blogs sobre livros, eu acho que estimulam a leitura. Uma pena que as escolas não usam o potencial que têm para colocar o amor pelos livros no coração da moçada. Cada um tem que fazer a sua parte.

    Não sofra pelos livros, Elaine. Use e abuse deles (lendo, claro kkk) e depois que você for lá pra cima, quem ficar por aqui que resolva o que fazer com eles. Eu, pessoalmente, decidi que não me desfaço de mais nenhum. Pode chamar de apego, eu me destralho sempre e de muitas coisas, mas de livros, chega. Quero ficar com os meus até morrer rsrs

    beijosssssssss

    ResponderExcluir
  6. Que lindo!! Eu também sou assim, cheia de apegos e amores literários. Dia desses estava como você, so que não era pelos meu livros e sim pelo meu blog. Quem ficará com meu blog? Amo tanto meu blog, como será? Não quero pensar e não estimulo muito esses pensamentos para não sofrer antecipadamente sem razão, vai entender...
    Beijos Elaine!

    ResponderExcluir

Olá! Muito obrigada por ler meu blog e obrigada também por se dispor a comentar meus posts. Seja muito bem-vindo(a)!

Importante!
Devido à falta de tempo hábil eu não me comprometo a responder perguntas referentes aos tutoriais postados neste blog.
Pedidos de ajuda individual serão respondidos conforme o meu tempo e disponibilidade permitirem.
Por favor, entenda: comentários sem relação alguma com o post não serão liberados e nem respondidos.

Para saber mais sobre a melhor forma de utilizar este blog leia Termos de uso do blog.



Muito obrigada, fique à vontade para interagir.
Mas lembre-se:
Gentileza, educação e boas maneiras servem também para a vida nos blogs…