Viver é, também, aprender - * Blog Elaine Gaspareto *

Viver é, também, aprender

Publicado em 06/10/2018

Tempo de leitura:

Uma das coisas mais bonitas da vida é viver. Não, não é redundância, espera aí que eu já explico.
Viver, saborear o instante, sentir  o gás da coca cola fazer cócegas na língua (ai, me deixa, eu amo coca cola rsrsrs), sentir o ardido da pimenta, o doce do caramelo, ficar de pileque com a caipirinha. Rir quando está feliz, chorar se está triste, não ter a obrigação nem de rir e nem de chorar, mas viver cada momento. E, com um pouco de sorte, aprender com cada pequena coisa que a vida trouxer.

Estou falando isso porque essa semana aconteceram duas coisas aqui no meu pequeno mundinho que me fizeram pensar muito nisso.
No sábado passado meu cunhado, irmão mais novo do meu marido, sofreu um infarto aos 37 anos.
Estava em casa com meu sogro e minha sogra, conversando de boa, sentiu a mão formigar, levantou, foi ao banheiro e pá! desmaiou.
Meus sogros o socorreram, levaram ao hospital, quase que o pior acontece.
Ficou na UTI, na segunda foi transferido para outra cidade pra fazer uma cirurgia, mas nem fez porque o coração está muito inchado.
Está sendo medicado, vamos ver o que acontece daqui em diante.

Na terça-feira marido tinha consulta com a equipe de oftalmologia do HC, fomos bem cedinho, um calor muito forte, e pra quem tem EM o calor é um inimigo a mais. Stress, passar por picos de ansiedade... tudo isso é ruim pra ele.
Pois bem, tava tudo bem, nós lá no HC, depois de 3 horas de espera ele foi chamado. Quando ele se levantou já não era o mesmo: a perna direita não obedecia, sabe quando uma pessoa tem derrame e o corpo fica todo desconjuntado? Exatamente assim.
Do nada! Ele estava bem, tudo normal, de repente isso.
Ainda não sabemos se é surto (acho que não) ou o que chamamos de sintomas paroxísticos.
Fato é que desde então ele não anda normal, passou 2 dias de repouso total, e eu apavorada.

E o que essas duas coisas me fazem pensar?
O que eu disse no começo do texto: viva a vida, aprecie o momento, aproveite o instante porque tudo muda, de um instante para o outro!
Meu marido sempre diz isso "aproveita, Elaine"
Ele quer sair, passear, eu quero ficar em casa, ele sempre diz, sorrindo: "aproveita, Elaine".
Ele está certo, estou aprendendo.
Viver é, também, aprender.
Né?

Painel Reolhar a Vida

Blogagem Coletiva Reolhar a Vida.
Clique aqui e saiba tudo sobre a proposta, e veja como fazer parte!
Seja muito bem-vindo para participar!







7 comentários via Blogger
comentários via Facebook

7 comentários:

  1. Puxa, que semana atribulada e tantas preocupações! Que tudo fique bem por aí e com todos! Mas teu marido tem razão: nos matamos, preocupamos, trabalhamos e esquecemos de viver. Não podemos isso fazer! VIVER é preciso, não vegetar! Boa sorte! bjs, chica

    ResponderExcluir
  2. Você tem razão... não se porque a gente só toma uma atitude depois que algo anormal acontece em nossas vidas! Seja forte !Beijos!

    ResponderExcluir
  3. Verdade Elaine a vida é tão curta e nos pobres mortais somos tão frágeis,temos e devemos aproveitar cada segundo da nossa existência,claro que de maneira ordeira,consciente, ao lado das pessoas que amamos.Desejo uma ótima semana para você e sua família!! https://essenciaffeminina.blogspot.com/2018/10/economize-com-o-site-cupom-valido.html

    ResponderExcluir
  4. Elaine:
    Que tudo se alinhe por aí.
    Beijocas 😘

    ResponderExcluir
  5. Oi Elaine! É verdade...tudo passa e tudo pode mudar o tempo todo...pode não, está mudando o tempo todo, não sabemos o que acontece fora de nós, imagine cá dentro do nosso corpo. Eu as vezes sinto uns trem estranhos e penso, será que é normal é da idade? rsrs morro de medo de ficar dependente fisicamente...Então tenho que aproveitar, no entanto o meu aproveitar é minha rotina que amo, minhas coisinhas, o que posso fazer com meus joelhos enferrujados...acessibilidade é complicada para jovens, imagine quem tem dificuldade.
    E o mundo fala que temos que sair para aproveitar a vida...Será mesmo, com tanta violência e tudo mais, sinceramente prefiro viver a vida do lado de dentro, sem contar que não tenho dinheiro para estar saindo toda hora. As vezes tenho a impressão de que nos ditam como sentir a felicidade, o prazer e o tempo.
    Abraço, melhoras para o cunhado e marido.

    ResponderExcluir
  6. Oi Elaine,
    Estas épocas nos ensinam a viver um dia de cada vez, pois cada dia tem em si sua graça, suas bençãos e precisamos nos apegar a elas. quando as coisas ficam difíceis, eu me pergunto: como está sendo o dia de hoje? Normalmente está sendo bom, o que faz ele não ser bom é pensar no passao ou no futuro, então largo tudo e penso no aqui e agora, pois este sempre é bom.
    Aproveite, Elaine! Um dia de cada vez.
    Beijos e... você sabe que eu te amo, não sabe?

    ResponderExcluir
  7. Oii, eu amei seu texto, a nossa vida é um sopro não é mesmo? Um dia estamos bem, no outro podemos não estar, estou muito reflexiva neste dia de hoje e seu texto me fez pensar muito na vida. Devemos aproveita-la da melhor forma e com muito amor e respeito pelos outros sempre. <3

    Blog Vinte Primaveras

    ResponderExcluir

Olá! Muito obrigada por ler meu blog e obrigada também por se dispor a comentar meus posts. Seja muito bem-vindo(a)!

Importante!
Devido à falta de tempo hábil eu não me comprometo a responder perguntas referentes aos tutoriais postados neste blog.
Pedidos de ajuda individual serão respondidos conforme o meu tempo e disponibilidade permitirem.
Por favor, entenda: comentários sem relação alguma com o post não serão liberados e nem respondidos.

Para saber mais sobre a melhor forma de utilizar este blog leia Termos de uso do blog.



Muito obrigada, fique à vontade para interagir.
Mas lembre-se:
Gentileza, educação e boas maneiras servem também para a vida nos blogs…