Para todas as professoras que eu já amei - * Blog Elaine Gaspareto *

Para todas as professoras que eu já amei

Publicado em 14/10/2018

Tempo de leitura:

Dia desses eu passei rapidinho na casa da minha irmã (nunca visito, sempre passo rapidinho, me julguem rsrsr) e vi uma das irmãs por parte de pai dos meus 2 sobrinhos mais velhos.
A menina, parecidíssima com minha sobrinha na idade dela está muito bonitinha, aquela beleza tão doce da garota aos 12, quase 13 anos, que começa a se descobrir vaidosa, cabelo cacheado lindinho, uma menina negra linda e com um sorriso tão sincero...
Troquei umas palavras com ela, se chama Vitória. Estava com uniforme da escola, eu falei: "estuda mesmo, Vitória, aquilo que você aprende ninguém nunca poderá te tirar"

Ela me disse que adora estudar e que quer ser professora.
Olha, sei que parece uma grande bobagem, mas na hora meu olho encheu d'água.
Fazia muito tempo que eu não ouvia alguma garota dizer que quer ser professora.
Um dia, tantos anos atrás, eu quis ser professora.
Infelizmente a vida me levou para outros caminhos e o sonho de menina nunca teve a menor chance, mas a lembrança ficou em mim. Talvez por isso eu goste de ensinar coisas aqui no blog...

O conselho que dei pra Vitória eu ouvi muitos e muitos anos atrás de uma prima minha, uns 20 anos mais velha que eu, que hoje mora em Goiás.
Ela é professora, eu devia ter uns 11 anos na época e ela me disse exatamente isso, que aquilo que a gente aprende ninguém nunca nos poderá tirar, é verdadeiramente nosso.
Embora eu tenha frequentado pouco a escola sempre levei esse conselho à sério.
E agradeço imensamente todos os professores e professoras que tive.

Lembro de cada um deles, a primeira professora, dona Zenaide; a professora que me ensinou o amor aos livros, dona Nora.
Seu Márcio, professor de História, único professor deficiente físico que havia, que me ensinou a pensar,  a amar História (mal sabia ele o quanto isso faria diferença nesses dias sombrios)...

Sou grata e lembro com amor inclusive das professoras que nem tive mas que vi na minha meninice: Dona Ana, a primeira professora negra que minha escola viu, por anos a única que eu conheci. As mães, inclusive a minha, a chamavam de dona Ana Preta. Sinto um arrepio de vergonha ao lembrar disso, muitas mães exigiam que os filhos fossem trocados de sala quando "caiam" na turma dela.
Uma professora preta, veja isso...

Seu Alberto, o único professor homem de 1ª a 4ª série que havia na escola naquele tempo... dava aulas para crianças pequenas, com uma doçura tão grande que o tamanhão todo dele nunca deixaria a gente supor...
Dona Dalva, a mais linda de todas as professoras, a tia do pré-primário, muito loirinha, com os cabelos cacheados, parecia uma boneca.
De vez em quando a vejo na rua, deve ter bem uns 70 anos, continua linda, faz caminhada na cidade toda, o mesmo cabelo loiro, a mesma beleza...

Um dia eu quis ser professora, mas não fui.
Mas ficou em mim esse amor pelas professoras, essa admiração, essa vontade que todas as menininhas que sonham possam ser professoras, se desejarem.

E você?
Lembra das suas professoras e professores?
Conta pra mim... vamos reolhar nossas professoras, em alguns casos de tanto tempo atrás...

Painel Reolhar a Vida

Blogagem Coletiva Reolhar a Vida.
Clique aqui e saiba tudo sobre a proposta, e veja como fazer parte!
Seja muito bem-vindo para participar!







3 comentários via Blogger
comentários via Facebook

3 comentários:

  1. Linda homenagem e quem não lembras das professoras ? Essas recordações sempre nos acompanham! Merecem o carinho! bjs, chica

    ResponderExcluir
  2. Elaine:
    Lembro da minha primeira professora chamava-se Rosemari e tinha um gordine branco.

    Hoje sou professora aposentada já gostei muito de ter essa profissão.

    Mas hoje quando uma menina diz para mim que quer ser professora desaconselho severamente, mostro o que está acontecendo nos tempos atuais, que lástima.

    Um beijo

    ResponderExcluir
  3. Eu como professor me sinto homenageado com seu sincero e belo texto.
    Tenho guardado em meu coração todos os professores que se mostraram dedicados e comprometidos com a edução dos seus alunos. Agradeço muito por eles terem passado e marcado a minha vida, em especial as professores Dilcléia, Eunice, Euclédia, Dalva (1ª a 4ª série), todos os meus professores de História e Geografia, que fizeram me apaixonar pelas disciplinas que leciono. Obrigado por tudo!

    ResponderExcluir

Olá! Muito obrigada por ler meu blog e obrigada também por se dispor a comentar meus posts. Seja muito bem-vindo(a)!

Importante!
Devido à falta de tempo hábil eu não me comprometo a responder perguntas referentes aos tutoriais postados neste blog.
Pedidos de ajuda individual serão respondidos conforme o meu tempo e disponibilidade permitirem.
Por favor, entenda: comentários sem relação alguma com o post não serão liberados e nem respondidos.

Para saber mais sobre a melhor forma de utilizar este blog leia Termos de uso do blog.



Muito obrigada, fique à vontade para interagir.
Mas lembre-se:
Gentileza, educação e boas maneiras servem também para a vida nos blogs…