Parcerias, publicidade e posts patrocinados: um papo sincero sobre publicidade em blogs - * Blog Elaine Gaspareto *

Parcerias, publicidade e posts patrocinados: um papo sincero sobre publicidade em blogs

Publicado em 31/08/2018

Tempo de leitura:

Já faz algum tempo que eu abri o blog para publicações patrocinadas, o que a gente costuma taguear como Parcerias, Publicidade, ou Publieditoriais (embora eu veja diferença entre os termos). Faço posts de divulgação de marcas, de lojas, de livros, faço publicações divulgando outros sites, publico publicidade de serviços ou de profissionais, dentre outras modalidades. Pago algumas das minhas contas com o blog.

Tenho parceria fixa com 3 empresas e trabalho, ocasionalmente, com 3 grandes agências que enviam pra mim pautas de seus clientes. Também escrevo, eventualmente, textos de publicidade/divulgação por encomenda para serem publicados em outros sites e blogs.

Estou fazendo essa introdução porque quero falar contigo, querido leitor, sobre um ponto no qual tenho pensado muito: nossa responsabilidade quando divulgamos uma marca ou loja de venda direta ao consumidor.

Dias atrás eu vi uma matéria com a funkeira Jojo Toddynho. Ela, visivelmente chateada, pedia desculpas aos fãs que foram lesados por uma loja de Instagram que ela (e mais gente famosa, diga-se de passagem) havia divulgado.
A loja fizera ação de divulgação com gente como Cleo (ex-Pires) e Luisa Sonza, por exemplo.
E ganhou visibilidade e confiança.
Acontece que a loja passou a não entregar os produtos e lesou muita gente.
São eletrônicos, com preço muito inferior ao de mercado (um MacBook por menos de 2000 reais, por exemplo) e muita gente (naquela de levar vantagem) se jogou dicunforça nas compras.

Quando os primeiros problemas surgiram é claro que os fãs cobraram dos famosos, e aí uns tiraram o corpo fora, outros pediram desculpas e também disseram ter sido enganados, e por aí vai.
Fiquei pensando... e vou relatar 3 casos que aconteceram comigo, pra gente seguir na conversa.


Caso 1:
Uma leitora do blog mandou um email pra mim me perguntando, diretamente, se a loja de calçados que eu divulguei em um post de publicidade era realmente confiável. Perguntou se eu comprei de fato na loja.
Eu, em momento algum disse que havia comprado. Fiz a simulação pra poder escrever com propriedade sobre navegabilidade do site, cálculo de frete e visualizações de produtos.

Então respondi exatamente isso, e falei que a empresa em questão faz parte do casting de uma grande agência, que preza pelos clientes que tem e que, portanto, era sim confiável. Mas ressaltei que seria bom fazer um pedido menor, pra sentir como funcionava, etc.
Fui, como sempre tento ser, totalmente franca.
A moça em questão efetuou a compra e me escreveu de volta dizendo que deu tudo certo, recebeu certinho, era o que havia imaginado, o produto era como anunciado, prazo ok, tudo certinho.

Caso 2:
Divulguei, tempos atrás, uma loja. Uma amiga de muitos anos do blog, lá do começo, me escreveu dizendo que havia feito uma compra na loja depois de ver meu post. E que havia dado tudo certo, as peças eram muito boas e ainda ganhou um brinde.

Caso 3:
Além dos banners de publicidade eu, ocasionalmente, tenho feito ao longo dos anos posts de divulgação dos produtos de uma marca de copos e canecas personalizados para festas.
Trata-se da minha parceria mais antiga, mantida há alguns anos, e da qual muito me orgulho.
Toda semana eu recebo emails pedindo orçamentos de copos e canecas, ou de lembrancinhas personalizas para estas. Sempre encaminho os emails direto para a empresa, e quando não encaminho o email encaminho a pessoa para o site da empresa. São anos de parceria, já indiquei pra gente daqui de onde moro, pra família, pra amigos do Brasil todo, e sempre recebo retorno positivo. Sempre deu certo, produto excelente, chega no prazo, etc...

Agora imagine como seria se não fossem empresas sérias?
Como eu poderia seguir se soubesse que gente foi ludibriada porque seguiu uma indicação minha?
Entende onde quero chegar?
Eu tenho, na Política de privacidade do blog, informações que dão conta de que a responsabilidade pelos anúncios veiculados no blog são de inteira responsabilidade da marca, empresa ou agência.
E, obviamente, não seria culpa minha se a empresa, marca ou loja errasse com algum cliente. Não dá pra culpar a Fátima Bernardes pelo peito de frango que ela anuncia na televisão ter papelão moído na composição ... mas e a responsabilidade dela em atrelar sua imagem ao produto contestável? Tanto é assim que no caso que menciono a apresentadora desfez rapidinho a ligação que tinha com a marca...

Então... a grande verdade é que temos, como blogueiros, total responsabilidade sobre o que dizemos aos leitores. Assim como quem anuncia um produto na televisão deveria se certificar (tanto quanto possível, claro) de não estar atrelando a própria imagem a algo que não é bom.
Certamente não temos como dar garantias, ninguém tem. Mas cuidados básicos? Sim, precisamos ter!!!


Como ganhar dinheiro com o blog? Acima de tudo, sem desespero!


Sei que muitas meninas e meninos, quando estão começando o blog, ficam desesperadxs em busca de parcerias, buscando formas de lucrar com o blog.
Vejo tanto desespero por aí que fico pensando em como chegamos nisso.
Recebo muitos emails me perguntando isso, se é possível viver de blog, ganhar dinheiro com o blog, lucrar com o blog, comofaz, etc e tal.
E tudo bem querer ganhar algo com o blog, pode sim ser um trabalho, o meu é.

Mas calma, gente!
Não é assim, atirando pra todo lado, aceitando qualquer proposta de 10 dólares, pelo amor de Deus, pare e pense à longo prazo!
Vejo gente criar um blog e em menos de 1 mês está perturbando grupos e blogueiros tentando descobrir como ter parceria, como ganhar dinheiro com anúncios, como lucrar com ADS.
Sabe quanto tempo eu levei pra ganhar  o primeiro dinheiro com meu blog? Anos.
E um dos motivos foi ter demorado a aceitar as primeiras ofertas.
Justamente porque eu quero manter o blog, e meu nome. E nome, reputação e confiabilidade a gente só perde uma vez.

Tem outro ponto: números!
Não falo de seguidores (que podem ser comprados por centavos para qualquer rede social), nem falo exclusivamente de acessos. Falo de números mais técnicos mesmo.
Expliquei um pouco sobre isso nesse post aqui, onde falo sobre DA e PA.
Para que um link em seu blog tenha valor seu blog precisa ter bons números, e boas métricas.
E isso, gente querida, leva tempo para conquistar. Depende de trabalho duro, produzir bons conteúdos, que de fato entreguem algo ao cliente leitor.
Blog sem conteúdo excelente?
Jamais vai atrair a atenção de quem importa, daqueles parceiros que a gente sonha em trabalhar!
E quem são essas marcas, empresas ou agências?

Marcas ou empresas que não lesam seus clientes (isso a gente descobre numa pesquisa rápida na internet) e que respeitam a gente quando tratam uma ação de divulgação.
E agências sérias, que são meus parceiros preferidos para trabalhar porque entendem o valor de um texto bem escrito, bem trabalhado, e sobretudo compreendem o valor (não o preço) de um bom link.
Um bom link vale mais do que engajamento porque um bom link ajuda a posicionar bem o site, loja ou marca que o recebe em mecanismos de busca. Simples assim.

E um bom link só é conseguido em um bom blog.
Um blog bem estruturado (não só bonito, mas ser bonito ajuda), que tem autoridade em seu nicho (e não apenas mais do mesmo, entende?), que seja relevante aos leitores (até porque blog sem leitores não existe) e que seja referência.
Que tenha bons números e seja bem ranqueado.
Somente um blog assim pode gerar um link de qualidade.
E link de qualidade vale muito, repito!


Aos anunciantes, com amor...



Não poderia terminar esse papo sobre parcerias e publicidade no blog sem agradecer do fundo do coração às empresas, marcas e agências que acreditam no trabalho que desenvolvo aqui e que apostam (ou apostarão....) no blog para divulgar seus produtos, marcas e trabalho.
Sem o apoio dos meus parceiros comerciais seria muito mais difícil me dedicar como faço.
Fica a minha gratidão e a promessa de sempre dar de mim o melhor que puder, para qualquer trabalho, grande, pequeno, fixo ou ocasional...

Aliás, essa é uma dica de ouro: seja profissional quando fizer um post contratado ou qualquer ação pela qual foste pago ou paga.
Cumpra prazos, execute o que for acordado, honre sua palavra e faça sempre aquele algo a mais para cativar seu cliente.

E uma outra coisa importante que nós, blogueiros e leitores de blogs precisamos entender: prestigie posts que contenham publicidade!
Apoie os amigos blogueiros que fazem publicidade, curta os posts, prestigie as empresas, comente nos posts!
Pare com aquele pensamento atrasado de que "se for publi eu nem leio".
Que é isso, gente? Pensamento assim só nos desvaloriza!
Eu já fechei alguns trabalhos com empresas que viram comentários meus em posts da marca, feitos por outros bloggers.
Vai por mim, é um bom caminho para ser notado!


À você, meu querido leitor


Para finalizar quero destacar algo que citei num parágrafo acima: leitores!
Sim! Nosso querido leitor é o maior patrimônio de um blog.
Sem leitores não há números nem métricas.
Sem leitores não há texto bom, nem conteúdo perfeito que salve um blog da extinção.
Sem leitores não há como viver do blog, nem a conta de luz eu pagaria se não tivesse leitores.
É pra você que eu trabalho, é em ti, querido leitor, que eu penso o tempo todo...

Então fica a dica, na verdade, um apelo para nós, blogueiros e blogueiras: trate seus leitores com respeito.
Isso inclui não aceitar fazer posts apenas por dinheiro, seja muito ou pouco.
Se a marca, empresa ou profissional não te passar segurança, não faça.
Tem gente lendo seu post, gente que pode perder dinheiro por sua causa. Seja sempre franco com seus leitores.

Nem sempre é simples recusar trabalho, eu sei disso melhor do que ninguém e algumas vezes precisei recusar mesmo precisando muito da grana!
Mas ter cuidado e critério é o que faz um blog crescer e ser respeitado, e se manter.
Perder a credibilidade é o fim. Fim. Fim.
E aí, querido blogueiro, querida blogueira... não há dinheiro ou prestígio de parcerias que valham a pena.
Não é?







8 comentários via Blogger
comentários via Facebook

8 comentários:

  1. Olá, Elaine! Ótima postagem! Conheço seu trabalho já há um tempo e te acho muito profissional e sabia nessas coisas de blog! Parabéns! Tenho um blog e já aceitei essas parcerias de 10 dólares que você falou, porque parcerias melhores são difíceis de aparecer! Agora, até aqueles post grátis dizendo que vão ajudar a ranquear meu blog aparecem, esses eu recuso! Pra piorar, o blog estava bem ranqueado, mas vem caindo ultimamente, talvez pelo código do google, não sei... Gosto muito de blogar, porém apesar da dedicação está cada vez mais difícil de continuar! Vivo postando e atualizando, mas está parecendo que não adianta! Você tem alguma dica ou conselho? Obrigada e desculpe o textão!!! kkk Abs. Blog - http://elavestepreto.com

    ResponderExcluir
  2. Eu amei tudo que você escreveu e vou compartilhar agora!! Eu sou iniciante nesse ramo de blogs e nunca fiz parceria nem recebi nenhum tipo de produto e ainda nem tenho a pretensão para tal ato, mas fico vendo as inúmeras blogueiras iniciantes até brigarem por parcerias que dão 10 ou 20 dólares por publipost e banner em seus blogs, o que eu acho um absurdo e uma tremenda falta de responsabilidade com seus leitores. Fora a desvalorização do trabalho de outras blogueiras, a gente precisa se unir mais e parar de pensar só no dinheiro que vai receber, fico feliz em seguir blogs de confiança como o seu <3 que me dão mais vontade de continuar com o meu.

    ResponderExcluir
  3. Adorei o post, eu tenho começado a receber propostas de parceria agora que estou tendo um pouco de visibilidade mas muitas são de coisas que não fazem parte do meu nicho e sei que não faz sentido aceitar. Eu recuso com educação mas se fosse uns anos atrás eu nem ia pensar nisso.

    Apenas eu, Day

    ResponderExcluir
  4. Elaine, mais uma vez você arrasou no texto. Seu posicionamento é o mais correto possível, a imagem do blogueiro fica realmente atrelada ao produto que ele está divulgando e, perder a confiança dos leitores é o fim mesmo. Parabéns pelo texto e pelo bom senso, isso só faz aumentar nossa admiração, confiança e carinho por você! bjssss

    ResponderExcluir
  5. OLá Elaine,adoro seu blog e todos os tutoriais tem me ajudado muito, tenho uma duvida que eu não consegui encontrar no blog, como fazer um resumo das postagens do blogger com miniaturas,( uma embaixo da outra em vertical até tentei um tutorial de terceiros e deu certo ficou como eu queria mas sumiram os botões de compartilhamento quando clica nas postagens,criei meu blog seguindo os teus tutoriais template viagem ,pode me ajudar? obrigada

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bete, isso só é possível alterando drasticamente o template. Eu não tenho nenhum tutorial que ensina, mas quando for possível eu faço um.
      Se vc conseguiu mas sumiram os botões pode ser que se tentar inserir a formatação que deseja e só depois inserir botões funcione...

      Excluir
  6. Obrigada Elaine pelo post.... ha anos atras eu comecei a escrever um blog... www.ArtesDeRosaCorujinha.blogspot.com que adquiri o dominio ha pouco tempo... www.ArtesDeRosaCorujinha.com.... mas deixei para la... ultimamente penso em voltar a blogar... mas sinceramente nem pensei em dinheiro... mas confesso que a ideia nao eh nada ruim rs.... adorei tua dica para que caso um dia aconteca eu ja fique sabendo como sao as coisas por aqui.... estou tentando "relembrar" de como faz rs... e teus posts vao me ajudar com certeza.... Ja dei uma arrumadinha no blog que estava cheio de "coisinhas se mexendo" kkkkkkkk..... eu colocava de tudo... mas agora so quero mesmo me dedicar a Artesanato... eu uso o email Rosa.Corujinha@gmail.com .... agradeco de coracao tuas dicas que estao me possibilitando de voltar ao mundo "online" rs... grande bjuuuuuu e desculpa o texto grande.... <3

    ResponderExcluir
  7. Olá Elaine, gosto muito do seu trabalho e dos seus tutoriais, eu tenho uma dúvida.....eu tenho blogs de onde coloco conteúdo de downloads, antes um deles pegava muitas views e tinha bastantes comentários e interações, porém eu troquei o nome dele afim de dar uma renovada nele, pois eu tinha parado de postar e tbm perdi a conta dos disqus que tinha todos os comentários, daí comecei a usar um dos meus blogs reservas e minha dúvida é se eu ainda vou conseguir alcançar novamente um público que interaja e comente, será que dá?

    ResponderExcluir

Olá! Muito obrigada por ler meu blog e obrigada também por se dispor a comentar meus posts. Seja muito bem-vindo(a)!

Importante!
Devido à falta de tempo hábil eu não me comprometo a responder perguntas referentes aos tutoriais postados neste blog.
Pedidos de ajuda individual serão respondidos conforme o meu tempo e disponibilidade permitirem.
Por favor, entenda: comentários sem relação alguma com o post não serão liberados e nem respondidos.

Para saber mais sobre a melhor forma de utilizar este blog leia Termos de uso do blog.



Muito obrigada, fique à vontade para interagir.
Mas lembre-se:
Gentileza, educação e boas maneiras servem também para a vida nos blogs…