O que são as Preferências de pesquisa do Blogger e como configurar tudo corretamente - * Blog Elaine Gaspareto *

O que são as Preferências de pesquisa do Blogger e como configurar tudo corretamente

Publicado em 12/06/2018

Na última postagem dentro da Série Como criar um blog eu prometi que falaria do item Preferências de pesquisa, dentro da aba Configurações, no painel do Blogger.
Recorde o post:


Então, vamos cumprir a promessa?
Hoje vamos esmiuçar, de modo simples e prático, o que é essa tal de de Preferências de pesquisa e formatar tudo certinho para que o blog que a gente criou funcione da melhor forma possível.
Vamos lá?

Antes de mais nada, um lembrete: toda essa série de postagens que estou fazendo destina-se especificamente à iniciantes.
Se você já manja dos paranauês todos com certeza esses posts parecerão demasiado simples pra ti; mas pra quem está começando ou deseja entender de modo simples como o Blogger funciona, acredito que tem sido bem útil e interessante.
Isso posto, vamos trabalhar?


Entendendo o que são as Preferências de pesquisa do Blogger


Acesse o painel administrativo do seu blog e clique em Configurações, na lateral esquerda do painel.
Dentre os itens que aparecerem escolha Preferências de pesquisa.
Vai expandir um menu assim:


Vamos entender o básico de cada item!





Metatags


 Descrição:
Esse é um item muito, muito importante! É ele que vai aparecer nos mecanismos de busca quando alguém procurar por seu blog.
Faça o teste: acesse https://www.google.com/ ou https://www.bing.com/ e digite Elaine Gaspareto.
Você verá que o primeiro resultado que aparece é o blog, seguido da descrição que eu defini justamente ali, no item Descrição das Metatags do Blogger.
Legal, né?

A dica é: use a melhor descrição possível, que melhor defina seu conteúdo e que não ultrapasse 150 caracteres.
Os robots dos mecanismos de busca não leem mais que isso, então não coloque nada muito extenso, ok?

Outra finalidade extremamente importante da metatag Descrição é que ela ativa a Descrição da pesquisa individual dos posts.
Preste atenção!
A Descrição que inserimos nas Preferências de pesquisa se refere especificamente ao blog, mas cada post precisa ter sua própria descrição individual, entende?

Faça um teste: role a página até o final desse post e clique no ícone do Facebook ou do G+ para compartilhar esse post.
Vai abrir a janela para compartilhar e abaixo do título do post aparecerá a descrição que fiz para ele.
Vai lá, faz o teste, eu espero...

Notou a descrição?
A função dela é motivar as pessoas a clicarem no meu link, e essa descrição também serve para explicar aos mecanismos de busca tipo Google e Bing do que se trata o post.
Todo post precisa ter essa descrição, tá?
Ela deve ser sucinta, clara e ser fiel ao que o texto entregará.



Erros e redirecionamentos


➝ "Página não encontrada" personalizada: ela é importante para ajudar seu leitor caso ele não encontre algum post que pode ter sido apagado ou editado, e também ajuda a direcionar o leitor caso ele digite o endereço do post errado.
Serve também para minimizar o problema de páginas com erro.
Aqui no blog há um post bem legal que ensina como criar a sua página de erro, confira:



➝ Redirecionamentos personalizados: o outro item de Erros e direcionamentos é mais complicado de usar mas ainda assim muito útil.
Vamos supor que você tenha feito um post e tempos depois queira tira-lo do ar mas não quer que ele conste como página não encontrada e não quer perder as visualizações links que esse post possa ter tido.
Ao invés de deletar o post e perder ranking faça um redirecionamento!
a) copie e reserve o endereço original do post para o qual deseja criar o redirecionamento;
b) escolha para onde ele deve redirecionar (no meu exemplo eu escolhi redirecionar um post que não quero mais no blog para a categoria Publicidade) e copie a url para onde ele vai redirecionar;
c) em Redirecionamentos personalizados clique em Editar. Vai aparecer assim (claro que com seus dados):


Na primeira linha cole o endereço original do post a ser redirecionado, começando com a /
Na segunda linha coloque o endereço para onde o redirecionamento vai levar.
Clique em Salvar e a seguir em Salvar alterações.
Dá pra fazer isso em quantos posts precisar, mas o ideal é não precisar nunca, né?
No meu exemplo, com o redirecionamento, se você clicar nesse link: Link para testar redirecionamento
Será levado para outro lugar. Clique e veja!
Pode fazer isso com quantos posts desejar, tá?


 Rastreadores e indexação


A própria seção já deixa o alerta: só mexa aqui se souber o que está fazendo!
Eu não uso robots.txt personalizado e não acho que tenha utilidade para nós então vou pular essa parte, ok?
Vou me ater ao que acho importante:

➝ Tags de cabeçalho de robôs personalizadas: vou explicar em linhas gerais o que significa.
Quando clicamos em Editar e marcamos a opção Sim nessa seção expande um menu assim:


São 3 categorias que vemos: Página inicial, Páginas de arquivo e pesquisa e Padrão para postagens e páginas.
Em Página inicial marque a opção all.
Em Páginas de arquivo e pesquisa marque a opção noindex;
Em Padrão para postagens e páginas marque a opção all.
Salve as alterações.

O que acabamos de fazer?
Em Página inicial, quando marcamos all dizemos aos robots de mecanismos de pesquisa que a home do blog deve ser indexada e rastreada; isso importa para que se alguém procurar pelo nome do blog ou sua url ela seja localizada na pesquisa.
Em Páginas de arquivo e pesquisa marcamos noindex para dizer aos robots que os índices tipo arquivo e resultados de busca interna não devem ser rastreados. Isso é importante pois se não for feito os robots podem entender que há conteúdo duplicado no blog e eles detestam isso.
Em Padrão de postagens e páginas marcando all dizemos aos robots que todos os posts devem ser indexados e rastreados, individualmente.



Por curiosidade, veja o que as demais nomenclaturas querem dizer:

all (“todos”) – Indica que não há nenhuma restrição para essa página. É o valor padrão para todos os grupos. Ele indica que a página deve ser indexada normalmente.
noindex (“não indexar”) – Indica que as páginas com esse atributo não devem ser mostradas nos resultados de busca do Google.
nofollow (“não seguir”) Indica que o Google não analisará nenhum link dessa página, a fim de encontrar outros conteúdos de seu blog.
none (“nenhum”) – Tem o efeito somado de “noindex” e “nofollow”, o que significa que a página não será indexada e seus links não serão analisados pelo Google.
noarchive (“não arquivar”) – Impede que o Google guarde uma “fotografia” da página para que possa ser vista mesmo se a página não estiver mais no ar.
nosnippet (“não mostrar fragmento”) – Indica que o Google não deve mostrar o “fragmento” de texto que é mostrado como resumo nos resultados da busca.
noodp (“não ODP”) – Indica ao Google para não usar informações vindas do http://www.dmoz.org para essa página.
notranslate (“não traduzir”) – Impede que o Google ofereça a tradução do conteúdo dessa página.
noimageindex (“não indexar imagens”) – Indica ao Google para que as imagens dessa página não sejam indexadas.
unavailable_after (“indisponível depois de”) – Impede que a página seja mostrada nos resultados da busca depois de uma determinada data.

Parece coisa demais, mas sempre é bom saber, mesmo que só venhamos a usar o que ensinei acima.
Ok?

Estamos finalizando.
Deixei por último o item Google Search Console e o item Monetização porque faremos posts separados para eles.
Na próxima publicação da  Série Como criar um blog vou ensinar como configurar seu Google Search Console corretamente e passar a acompanhar os dados de seu blog.

A seguir falaremos sobre o Google Adsense, que é a forma de ganhar dinheiro com seu blog exibindo anúncios do Google.
Devagar vamos cobrir todos os itens e deixar o blog bem redondinho.
A série, como eu disse no começo, será longa e vamos fazendo devagar.
E salve os posts em seus Favoritos, siga o blog, curta a fanpage e não perca nenhum post!
A gente se vê em breve!







7 comentários via Blogger
comentários via Facebook

7 comentários:

  1. Acho que você não tem ideia do quanto está ajudando. Além de mostrar detalhes que eu jamais imaginei que seriam tão importantes, faz isso de um jeito simples e fácil de entender. SUPER Obrigada!!! Bjs...

    ResponderExcluir
  2. O melhor conteúdo para quem usa o Blogger com certeza é o seu! Eu amo suas dicas e sempre uso todas. Fico muito agradecida pelos seus posts, eles me ajudaram muito no blog.

    Blog Vinte Primaveras

    ResponderExcluir
  3. Estamos seguindo suas dicas na risca.
    Obrigado

    ResponderExcluir
  4. Obrigado pelo tutorial. Estou seguindo todas a etapas!

    ResponderExcluir
  5. Adoro duas dicas amiga Elaine, meus parabéns, gostaria de fazer uma pergunta você tem algum artigo falando sobre "Como adicionar dns-prefetch ao Blogger " ? para deixar o Blog mais rápido, se isso é legal de usar no Blog ou você não recomenda ?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Camilo, eu nunca li o termo.
      O que deixa o blog mais rápido é otimizar imagens, não usar frame, minimizar CSS e HTML e comprimir os códigos. Mas esse termo que vc cita eu nunca li...
      O que é, exatamente?

      Excluir

Olá! Muito obrigada por ler meu blog e obrigada também por se dispor a comentar meus posts. Seja muito bem-vindo(a)!

Importante!
Devido à falta de tempo hábil eu não me comprometo a responder perguntas referentes aos tutoriais postados neste blog.
Pedidos de ajuda individual serão respondidos conforme o meu tempo e disponibilidade permitirem.
Por favor, entenda: comentários sem relação alguma com o post não serão liberados e nem respondidos.

Para saber mais sobre a melhor forma de utilizar este blog leia Termos de uso do blog.



Muito obrigada, fique à vontade para interagir.
Mas lembre-se:
Gentileza, educação e boas maneiras servem também para a vida nos blogs…