Manual do carro para mulheres- o que a gente precisa mesmo saber? - * Blog Elaine Gaspareto *

Manual do carro para mulheres- o que a gente precisa mesmo saber?

Publicado em 01/06/2018

Manual do carro para mulheres- o que a gente precisa mesmo saber
Acredito que não haja, nesse blog, assunto do qual a gente não fale: comida, tecnologia, atualidades, livros, mundo nerd, séries e filmes, vida, blogs...
Mas acredito que seja a primeira vez que vou falar de carros.
Eita, estranhou? Pois não estranhe não, querido leitor!
Por necessidade, depois do diagnóstico de esclerose múltipla do marido (e depois por gosto mesmo) eu precisei aprender o básico sobre carros, sobre manutenção preventiva, sobre revisão e sobre quase tudo que envolve esse universo tão amplo quanto rico.

O primeiro carro que tivemos na vida, marido e eu, foi um Passat antigo, azul,  coisa mas vintage do mundo...
Durou menos de 1 ano conosco, marido enfiou o pobre carrinho num muro e o carro deu perda total.
Naquela época faltava o principal para ser dono de um carro: maturidade.
Era mais ou menos assim:

Imagem: Pinterest
Os anos passaram, a maturidade (louvado seja Deus) chegou e em 2011 compramos um Fiat Uno cinza que foi meu amorzinho por mais de 6 anos.
Carro bom, econômico, seguro, confiável.
As peças de reposição, em geral, eram fáceis de achar e quando não achávamos por aqui dava pra encontrar online, em sites como o www.AutoPecas24.pt por exemplo.

Mas no começo de 2018, por conta da esclerose múltipla do marido, para poder renovar a carta foi exigido que ele tivesse um carro com direção hidráulica e câmbio automático.
Não teve jeito, e com muita dor no coração tivemos que vender nosso Uninho e compramos um Astra, coisa mais linda, prata, todo automático.


marido e o carro novo

Jamais esquecerei meu Uno, fui feliz demais naquele carrinho...
Mas, vida que segue, e como eu disse no começo precisei aprender muita coisa depois do diagnóstico do marido, e dentre essas coisas aprendi o básico sobre carros.
Exemplos? Vamos lá!

Manutenção preventiva ajuda a evitar gastos altos


manutenção preventiva

Essa talvez seja a coisa mais importante que entendi.
Como em quase tudo na vida prevenir sempre é mais barato do que remediar.
E manutenção preventiva inclui, dentre outras coisas:

- Pneus sempre alinhados, e sempre em boas condições de uso.
Aliás, quer saber mais sobre pneus? Veja esse artigo da Wikipédia!
- Fazer a troca periódica do óleo e de seu filtro, sempre respeitando o tipo de lubrificante e os intervalos estipulados no manual do carro;
- Substituir os filtros de ar do motor e da cabine de acordo com a recomendação do fabricante. Em geral, esse serviço deve ser feito a cada 10 mil quilômetros;
- Trocar o aditivo do radiador e o fluido do sistema de freios a cada dois anos;
- Nas paradas para manutenção, analisar se é preciso fazer a troca dos pneus ou rodízio, com balanceamento e alinhamento;
- Verificar a de suspensão do carro (amortecedores, batentes, buchas e molas) a cada 15 mil quilômetros, mesmo se não houver sinais de desgaste -pode ser necessário fazer um reaperto da peças;
- Verificar, a cada 10 mil quilômetros, se há necessidade de trocar as pastilhas de freio. O desgaste desses componentes compromete a segurança e acelera o desgaste dos discos, que custam caro;
- Checar a vida útil da correia dentada do motor e de seus periféricos (tensionadores e esticadores). As peças feitas de borracha duram, em média, 50 mil quilômetros;
Fonte das informações: Uol Sobre Rodas

Mulheres podem sim entender de carros



E isso é só o básico!
Há muito pra aprender e sim, nós mulheres podemos!
Podemos entender, ser mecânicas, não há nada em nossa genética que nos impeça. Pode crer, miga!
Não troco pneus, mas se precisar sei como fazer.
Entendo e identifico a maioria dos ruídos do carro, e sou a chata do mecânico.
Pergunto tudo, peço orçamento em todo lugar, quero entender o que será feito, aprendi o básico dos termos que mecânicos usam e sim, converso com eles, não de igual pra igual mas com certeza sabendo o que perguntar e como perguntar.

Aproveitando a deixa vou indicar um blog e um canal no Youtube:
Se você acha que mulher e carro só combinam na propaganda da televisão precisa conhecer o canal da blogueira Thais, o Coisa de meninos nada.
Além do canal ela tem um blog e lá tem dicas muito boas, aprendi muito vendo os vídeos e lendo o blog.
Vai lá!


Mecânico- escolha o seu!



E falando em mecânico essa foi a segunda coisa mais importante que aprendi: confiança é tudo.
Como em toda profissão sempre tem aquele que vai tentar te enrolar, supervalorizar, enganar. Então, fique esperta sempre!

Aprendi que o mais barato nem sempre é o melhor caminho; bons profissionais são valorizados, e merecem ser. Mas há muita diferença entre pagar o preço justo e ser explorado, né?
Então sempre estabeleça uma relação de confiança com um bom mecânico, isso vai fazer muita diferença na vida com seu carro.


Dicas simples que podem salvar seu carro


Dicas simples que podem salvar seu carro

Também faz diferença na vida, nossa e do carro, coisas simples e rotineiras como:
• verificar o nível do óleo do motor;
• verificar a água do radiador;
• verificar a água do reservatório do para-brisa;
• verificar o filtro de combustível e o filtro de ar;
• calibrar os pneus (sem esquecer do estepe);
• conferir as velas (a gente sempre esquece);
• alinhamento e balanceamento;
• fazer revisão elétrica (essa eu aprendi faz pouco tempo);;
• conferir freios e pastilhas de freio (sim, pastilha gasta prejudica os discos de freio);
• nunca lavar o motor (eu queria lavar, aprendi que não pode);
• evitar andar com combustível na reserva (pode levar impurezas do reservatório ao motor);
• bateria é essencial, evite situações onde ela pode descarregar;
• pneus: tem que estar em boas condições, principalmente por causa da segurança;
• peças de reposição? Use sempre originais!


Eu teria muito mais pra falar; quando me interesso (e me apaixono) por um assunto eu vou fundo, leio tudo o que acho, fico atenta, aprendo o que puder.
Mesmo que nunca use, saber é importante e conhecimento não ocupa espaço, né?




4 comentários via Blogger
comentários via Facebook

4 comentários:

  1. Uma postagem muito preciosa, sobretudo para nós mulheres que possuímos carro. Preciso aprender e muito. Mecânico de confiança, já tenho, graças a Deus e sempre digo a ele, se for preciso troca de peças que sejam originais.
    Feliz dia, abraços!

    ResponderExcluir
  2. Aqui em casa eu tb poderia me chamar "Uber". Dirijo pra mim, pros filhos, pro cachorro, pra sogra e até pro marido. Meu marido entende muiiito de carro por isso sou meio acomodada nos assuntos de mecânica, meu mecânico tb é um gde amigo e confio nele, mas sou super a favor q mulheres entendam sim de carro.
    Bjs

    ResponderExcluir
  3. E a pergunta que não quer calar: quando você vai aprender dirigir?
    Mulher pode tudo! Não desanime rsrs
    Marido sabe tudo do nosso carrinho, ele conserta quando é preciso.
    Mas se tem algo que não pode fazer, temos um mecânico que entende de todos os carros e ficamos amigos, há mais de 30 anos.
    Boa sorte para vocês no carro novo.
    blogjoturquezzamundial

    ResponderExcluir
  4. Adorei o post, trabalhei 15 anos em oficina mecânica de concessionaria de carros, diretamente com os mecânicos, aqui em casa, sou eu que tenho amigo mecânico, sou eu que decide o tipo de revisão a ser feita, dirijo sempre que preciso. Porém como meu marido precisa ter alguns horários regulares que e ele é um dorminhoco por natureza, resolvi deixar por conta dele o leva e trás doméstico,e a ida para a oficina para as revisões,(fazemos revisão a cada 10.000km), isso porque quando parei de trabalhar em oficina era por não querer mais ter que pensar nisso, porém é um inferno, se eu pego taxi ou UBER e tem um barulho a mente já fica tentando diagnosticar o que é...rsrs

    Muita Luz e Paz
    Abraços

    ResponderExcluir

Olá! Muito obrigada por ler meu blog e obrigada também por se dispor a comentar meus posts. Seja muito bem-vindo(a)!

Importante!
Devido à falta de tempo hábil eu não me comprometo a responder perguntas referentes aos tutoriais postados neste blog.
Pedidos de ajuda individual serão respondidos conforme o meu tempo e disponibilidade permitirem.
Por favor, entenda: comentários sem relação alguma com o post não serão liberados e nem respondidos.

Para saber mais sobre a melhor forma de utilizar este blog leia Termos de uso do blog.



Muito obrigada, fique à vontade para interagir.
Mas lembre-se:
Gentileza, educação e boas maneiras servem também para a vida nos blogs…