Pensamentos que pensamos enquanto esperamos... - * Blog Elaine Gaspareto *

Pensamentos que pensamos enquanto esperamos...

Publicado em 03/03/2018

Ontem eu fiz uma coisa que nunca havia feito na vida: entrei numa agência do PoupaTempo.
Não foi aqui onde moro, que aqui não tem essas coisas... foi numa cidade maior.
Fomos tentar resolver um problema que estamos vivendo, e não deu certo.
Tempo gasto pra ir, pra esperar, pra voltar, e nada adiantou, o problema continua e vamos entrar a nova semana com ele nos ombros e na cabeça...


Problemas...
Olhando as pessoas todas naquela agência eu comecei a prestar atenção.
E pensei: cada um aqui tem um problema diferente...
Gente de todo jeito, gente jovem, gente de mais idade, alguns bem velhinhos.
Gente calma, gente estressada, gente triste, gente preocupada, gente com raiva, com medo, com esperança, com dor (eu!), gente preocupada (eu!), gente de boa, sorrindo e puxando papo com desconhecidos.
Cada um ali tinha um problema, uma pendência, uma necessidade.

Não havia quase filas, e mesmo as filas eram diferentes, esperávamos sentados, cada um perdido em seu próprio mundo, sem sequer ver a cor da saia da moça sentada ao lado (era estampada com flamingos).


Fiquei olhando... reolhando... e pensando que, nos sofrimentos e nas angústias e nas pendências somos mesmo muito parecidos.
Fiquei vendo o velhinho que não conseguia entender o que o atendente queria dele, a moça grávida que estava sozinha e não conseguia ficar quieta, acalorada e agitada.
A mulher que, de repente, começou a chorar no meio do povo todo (não era eu, mas vontade não faltou rsrsr)...
Cada um, tão único.
Todos tão iguais.
Mesmo tão diferentes...

Me deu vontade de abraçar aquelas pessoas... de resolver os problemas delas, de buscar água pra moça grávida, de conversar com a mulher que chorava, de ajudar o velhinho que não entendia o que o atendente falava...
Mas não fiz nada disso, absorta nos meus próprios problemas...

Mas pra não achar que a ida foi perda de tempo total, olha o céu que flagrei num dos trechos do caminho:


Coisa linda... sempre conseguimos achar algo pra compensar...
Basta reolhar...


Painel Reolhar a Vida

Blogagem Coletiva Reolhar a Vida.
Clique aqui e saiba tudo sobre a proposta, e veja como fazer parte!
Seja muito bem-vindo para participar!







7 comentários via Blogger
comentários via Facebook

7 comentários:

  1. Quantas coisa podemos observar...dores, alegrias, problemas que todos temos... Tão bom quando um céu lindo parece tudo melhorar e até reanimar! LINDO! beijos, chica

    ResponderExcluir
  2. Elaine, lidar com essas coisas que envolve burocracia é mesmo desgastante, tudo é dificultado para quem é honesto e quer fazer as coisas corretamente, os desonestos fazem suas mazelas na maior tranquilidade. Andei muito em ambientes desse tipo...houve dias que chorei de cansaço físico e mental, vontade de desistir do que não se pode desistir, mas emfim tudo se resolveu.
    Lindo o seu reolhar dessa semana e mais lindo é a capacidade de depois disso tudo enxergar a beleza q paz que uma paisagem pode nos trazer.
    Abraço!

    ResponderExcluir
  3. Que lindas essas palavras :) vou montar meu post da semana que vem hoje pq vou viajar :)

    ResponderExcluir
  4. Olá Elaine! Sabe que costumo fazer isso que você fez, de ficar imaginando o que cada uma carrega, suas histórias, lutas e alegrias. Aí vemos que não estamos sozinhas no percurso da vida. Somos todos iguais, porém diferentes, bjs. Lindo céu!

    ResponderExcluir
  5. Sair de dentro de nós mesmas e olhar o outro, reconhecer que aquela pessoa também tem os seus problemas e que isso explica muita coisa na vida é um exercício difícil mas possível. Por isso que reolhar é tão importante, né? Aprendemos sempre, mesmo quando as coisas não dão certo...

    beijossssss

    ResponderExcluir
  6. Poderia ter ajudado as pessoas que você queria, e não só olhar. É assim que mudamos o mundo, sendo gentil e tendo empatia pelas pessoas.

    ResponderExcluir
  7. Lendo seu texto, me surgiu aquele sorriso bobo no rosto. Eu já fui a grávida agitada nas filas, já fui a pessoa que pega a água pra ela, a pessoa que puxa assunto com todo mundo... Hoje tive que ir na lotérica aqui do bairro. Quinto dia útil, então imagina... Lotado, um calor do caramba, fila pro lado de fora da cobertura com sombra, Miguel tentando correr no meio da rua, cosia pra segurar, Miguel pra prestar atenção... Me tornei a pessoa que quer sentar e chorar.

    Vidas em Preto e Branco

    ResponderExcluir

Olá! Muito obrigada por ler meu blog e obrigada também por se dispor a comentar meus posts. Seja muito bem-vindo(a)!

Importante!
Devido à falta de tempo hábil eu não me comprometo a responder perguntas referentes aos tutoriais postados neste blog.
Pedidos de ajuda individual serão respondidos conforme o meu tempo e disponibilidade permitirem.
Por favor, entenda: comentários sem relação alguma com o post não serão liberados e nem respondidos.

Para saber mais sobre a melhor forma de utilizar este blog leia Termos de uso do blog.



Muito obrigada, fique à vontade para interagir.
Mas lembre-se:
Gentileza, educação e boas maneiras servem também para a vida nos blogs…