Embora eu não goste dos dias ruins e confusinhos - * Blog Elaine Gaspareto *

Embora eu não goste dos dias ruins e confusinhos

Publicado em 26/03/2018

Tempo de leitura:

Hey, você, que de vez em quando pára pra ler coisas assim meio aleatórias...
Já aconteceu de você sentar diante da tela em branco do computador e ter a cabeça tão cheia, o corpo tão dolorido e o coração tão cansado que as ideias simplesmente não se concatenam, as palavras ficam presas na ponta dos dedos e não chegam  à tela...
Já aconteceu?

Já aconteceu de você olhar pra si e sentir que hoje não... hoje eu não dou conta, hoje eu não consigo, hoje eu não vou lutar, hoje não.
Hoje eu vou deixar ir, hoje eu vou deixar estar, hoje não tem resiliência, hoje não tem resistência, hoje sou só eu e todos os meus sentimentos misturados, confusos, em conflito, bagunçados...

Pois meus últimos dias estão assim.
Andei mal, do corpo, das pernas e da cabeça, cansada e sem vontade de ser forte.
Quero ser fraca, me abraça.
Só isso.

Eu sou aquela pessoa que tem grande dificuldade em não fazer, não resolver, não decidir.
E sinto uma culpa imensa quando não faço, não resolvo, não dou conta.
Eu olho pra mim e pergunto: por que isso, menina? por que você é assim?

Olhar pra mim e ver que não, não sou assim tão forte, nem tão capaz, nem tão nada, nem tão tudo...
Eita dureza, rapaz...

Tá confuso o texto, né?
Isso porque você não tá dentro da minha cabeça e não pode ver o tanto que as gavetinhas do pensamento estão desalinhadas, umas jogadas, tudo esparramado e misturado, igual casa de mudança...
Dias confusinhos, sabe?

Aí me chega essa cabecinha, esfrega o focinho gelado em mim e eu entendo...
Um focinho gelado e um olhar de "tá tudo bem, mamaezínea"...
Terapia pra mim, cada um tem a sua, não é?

Dias bons, dias ruins... quem nunca?
E tudo bem não estar afiada o tempo todo, tudo bem não estar bem, faz parte de quem eu sou.
Embora eu não goste dos dias ruins e confusinhos... reolhar pra mim é estranho, não estou acostumada a encontrar tudo tão desalinhado...
Eita, tá confuso mesmo esse post...
Né?

Painel Reolhar a Vida

Blogagem Coletiva Reolhar a Vida.
Clique aqui e saiba tudo sobre a proposta, e veja como fazer parte!
Seja muito bem-vindo para participar!







9 comentários via Blogger
comentários via Facebook

9 comentários:

  1. Quem nunca??? E aqui parece que nunca nos dão trégua...Quando um problema está resolvido, já nasce outro.Aff! Adorei o carinho dela e isso faz muiiiiito bem! beijos, linda semana!chica

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bem verdade, Chica, e pior é quando eles, os problemas, se juntam, esses danados rsrsr

      Excluir
  2. Como consola a gente um focinho geladinho, aquele olhar afetuoso, um rabinho abanando...que bom que tem sua menininha aí nestes momentos ruins.
    Abraço e pegue leve consigo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. e ela sabe, é incrível como ela sente o clima da gente, sabe?
      amo rsrsrs

      Excluir
  3. Faz parte né Elaine! Eu acho que o importante é continuar, de um jeito ou de outro as coisas se resolvem ou a gente encontra a solução do momento, mesmo que não seja a melhor. Nesses dias eu penso que nada como a compreensão de um cachorro pode ser mais importante. Eles sentem o que sentimos, sabem quando estamos tristes e nos consolam, não é lindo? Abençoados bichinhos. Respira, deixa passar e força na peruca, porque vem mais, sempre vem.

    beijossssssss

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. oh meodeos, num me fala que vem mais porque olha, fá fássil não rsrsrsr

      Excluir
  4. Elaine:
    O que dá para resolver tudo bem; o que não dá sinal que a vida já resolveu por ti.
    beijocas

    ResponderExcluir
  5. Tudo passa ....
    Ô frase difícil de acreditar, mas é verdade.
    A minha cabeça também anda com as gavetinhas desordenadas, mas vai passar...
    Desejo que a Páscoa te dê saúde e paz.
    E que a menininha continue te acarinhando por muitos anos.
    Beijos.
    blogjoturquezzamundial
    blogaustraliacomcappuccino

    ResponderExcluir
  6. pra mim não tá confuso não sei bem o que é isto,mas rezo,e sigo o barco remando contra a maré ,contra os ventos mal amados, contra as tempestades da alma,contra os mal estares,contra tudo e contra todos , mas levanto e ando e as gavetinhas vão se fechando lentamente ,degavarzinho(Rsrsrsrs)e vou ficando leve e durmo ...sinta-se abraçada, acarinhada ,amada e acima de tudo confortada porque sabe, Nane passa.ah passa.bjao ah nao recebi o livro acreditas ? sim eu sei que acreditas moramos no Brasil dos correios que não funcionan....

    ResponderExcluir

Olá! Muito obrigada por ler meu blog e obrigada também por se dispor a comentar meus posts. Seja muito bem-vindo(a)!

Importante!
Devido à falta de tempo hábil eu não me comprometo a responder perguntas referentes aos tutoriais postados neste blog.
Pedidos de ajuda individual serão respondidos conforme o meu tempo e disponibilidade permitirem.
Por favor, entenda: comentários sem relação alguma com o post não serão liberados e nem respondidos.

Para saber mais sobre a melhor forma de utilizar este blog leia Termos de uso do blog.



Muito obrigada, fique à vontade para interagir.
Mas lembre-se:
Gentileza, educação e boas maneiras servem também para a vida nos blogs…