* Blog Elaine Gaspareto *

5 blogs de ajuda para blogs- dicas e recursos para crescer o blog!

em 20/08/2017


5 blogs de ajuda para blogs- dicas e recursos para crescer o blog!

No imenso mundo dos blogs há blog de todo jeito, de todo nicho, para todo gosto e que trata de todo assunto.
Pense num assunto qualquer, e acredite, há um blog que fala dele.
Comida, moda, beleza, lifestyle, maquiagem, livros, concursos, direito, negócios, autoajuda, física, matemática, informática, tecnologia, formiga, vegetarianismo, feminismo, politica...
Pense em qualquer tema, e aposto que conheço ao menos 1 blog que trata desse tema.

Mas tem um tipo específico de blog que é relevante e importante para todos esses outros que citei, e para quaisquer outros que você venha a imaginar.
Falo dos blogs que ajudam outros blogs a serem blogs melhores, os blogs de ajuda para blogueiros e blogueiras, os blogs de tutoriais, de dicas para blogs, de ajuda para quem deseja ser blogueiro, profissional ou apenas como hobby.

E é justamente esse tipo específico e indispensável de blog que quero indicar pra ti hoje, querido leitor que também é blogueiro!
Separei 5 blogs de ajuda para blogueir@s que, acredito eu, você vá gostar de conhecer caso ainda não conheça.
Minha lista é aleatória, ok?

E coloquei nela não exatamente blogs que disponibilizam códigos, mas sim blogs de ajuda, que compartilham dicas de crescimento, de melhorias, de ética e de como ser um blogueiro ou blogueira melhor, e ter um blog melhor.
Quer conhecer? Vem comigo!



O primeiro blog da minha lista é velho conhecido dos blogueiros da velha guarda, aqueles que, como eu, blogam há alguns anos.
Falo do Sernaioto, comandado pela Loma Sernaiotto.
No blog ela não fala exclusivamente sobre blogs, mas seus posts são indispensáveis para você que deseja crescer seu blog de forma consistente e com direção.
São artigos variados, bem escritos e bem embasados na experiência de quem bloga há anos. Embora a maioria das dicas mais técnicas sejam específicas para blogs WP, tem muita coisa que blogueiros e blogueiras como eu, com blogs Blogger, podem extrair e aproveitar.

Vale a pena conhecer, assinar a newsletter do blog, acompanhar a Loma em outras redes sociais (especialmente no Pinterest) e aproveitar a riqueza de conteúdo que ela tem no blog.
Vai por mim, é dica pra vida!

Post para conferir (não é bem um post, é na verdade uma série de posts que vai mudar sua forma de viver como blogueiro, ou blogueira):


Orgblog- lista de posts do projeto



Acompanho a Bruna Caroline no Facebook e no Pinterest, e acredite em mim: as dicas e ensinamentos que ela compartilha gratuitamente em seu blog são valiosas e imprescindíveis para quem deseja crescer o blog, profissionalizar-se com ele, ganhar dinheiro com o blog e aumentar o alcance das publicações.

São dicas técnicas, muitas delas focadas em SEO, numa linguagem simples e que dá pra qualquer blogueiro ou blogueira compreender e aplicar.
A Bruna tem também um diferencial: muito presente nas redes sociais, é de fácil acesso e muito simpática.

Ah, e tem algo que eu não poderia deixar de destacar: a Bruna prova, na prática, que é sim muito possível ter um blog relevante, profissional e de qualidade usando Blogger como plataforma.
Já falei disso aqui, lembra:



Post para conferir:




Se você tem um negócio, ou se deseja ter, vai gostar muito do conteúdo da Paty Pegorin.
O blog não é exatamente um blog de ajuda para blogueiros, mas sim um blog que possui conteúdo de ajuda para blogueiros empreendedores.
Ele tem vários outros temas, mas a categoria Blogs é bem rica e contempla vários assuntos, com foco especial em negócios.
Loja virtual? Um negócio do coração, que você deseja alavancar usando um blog como meio e ferramenta?
Então o conteúdo específico da Paty Pegorin pode ajudar, e muito, na sua empreitada.

Post para conferir:


Meio Julia é o blog editado pela Thayná Julia,que fala de tudo, desde moda até nerdices. E, claro, tem dicas bem interessantes sobre blogs em geral.
A linguagem é simples, direta e as dicas são bem didáticas. Não é um blog que tenha tutoriais/freebies/recursos, mas sim um blog pessoal que possui uma categoria dedicada a ajudar outros blogs.
Se liga especialmente na categoria DIYBlog. Tem conteúdo essencial e muito rico lá!
Vale o clique, tem informações no blog que certamente podem ajudar, e muito, no crescimento de seu blog.

Post para conferir:





Olhando o nome do blog, o atual logo você talvez pense que eu errei de indicação, né?
Errei não, mig@s!
Além de falar de assuntos variados a Nanda Ferreira tem dicas muito interessantes para blogueiros em geral, mas recentemente ela tem focado em dicas para redes sociais como o Instagram, por exemplo.
São dicas tão boas e tão eficientes que é possível, por exemplo, conquistar dezenas de seguidores em poucos dias, de forma limpa e firme.

Além de dicas específicas sobre crescer no Instagram a Nanda também dá dicas sobre blogs em geral, sempre muito franca e assertiva.
Vale o clique, vale seguir e vale navegar pelo blog. Tem muita riqueza  arquivada lá!

Post para conferir:




E é isso, querido leitor!
Espero que você tenha gostado e que as dicas e informações que certamente vais encontrar nos blogs que estou indicando sejam de grande ajuda em sua vida blogueira!

   E, claro, não deixe de conferir aqui no blog todas as dicas e tutoriais que eu        publico na categoria Dicas para blogs!


Aliás, falando nisso: você tem um blog?
Deixe o link dele nos comentários deste post.
Comentar em blogs, especialmente em posts assim, é uma forma bem eficaz de divulgar nossos próprios blogs, sabia?
Comenta aí com o link de seu blog!
Enjoy!!!!
QUERO LER O POST COMPLETO

Quem tem medo de escuro? - livro (bom!) de Sidney sheldon

em 19/08/2017


Acabei de ler Quem tem medo de escuro?, publicado originalmente em 2002 por Sidney Sheldon.
Minha edição. da Editora Record, é mais recente, de 2012.
A capa é linda, né?
Veja a sinopse:


Em Berlim, uma mulher desaparece em plena luz do dia. Em Paris, um homem pula da Torre Eiffel.
Em Denver, um avião se espatifa nas montanhas.
Em Nova York, um corpo é encontrado às margens do East River.
Entre essas mortes, uma ligação: todas trabalhavam para a KIG (Kingsley International Group), uma importante empresa de pesquisa de alta tecnologia, envolvida em estratégia militar, telecomunicações e questões ambientais.

A polícia logo percebe que as mortes não foram acidentais. Kelly e Diane, jovens viúvas de duas das vítimas, são convidadas para um encontro com o presidente da KIG, em Nova York, que assegura estar fazendo todo o possível para desvendar as mortes de seus maridos. Mas as duas passam a ser alvo de sucessivas tentativas de assassinato.
Apavoradas e sem entender o porquê, acabam por ser tornar aliadas em um jogo mortal, no qual apostam as próprias vidas para descobrir a verdade, que envolve segredos aterrorizantes que a KIG luta para ocultar, e uma trama poderosa que pode afetar o destino do planeta.

Há muito tempo eu não lia nada de Sidney Sheldon, e Quem tem medo de escuro? é um dos poucos livros do autor que eu ainda não havia lido.
Eu gostei.
A leitura é rápida, embora o meu exemplar tenha 383 páginas.
Li de uma vez, numa das idas ao HC com meu marido.
Levei umas 4 horas, eu acho. Sem parar, presa na trama, querendo ver o próximo passo das protagonistas Diane e Kelly.

O livro é ágil, rápido, prende a atenção. E um suspense leve, interessante e até certo ponto, divertido.
Mas não é um primor não, ao contrário.
Tem furos de roteiro, a gente não se apega facilmente aos personagens e até mesmo o quesito suspense não é assim tão suspense... eu meio que matei a charada lá pela metade do livro.

Mas se você decidir se divertir e deixar a análise crítica pra lá é um prato cheio.
Tem tudo o que fez a fama do autor (exceto cenas mais quentes; sim, sem sexo em Quem tem medo de escuro?): personagens femininas fortes, vilões em pele de cordeiro, um final cheio de reviravoltas, e o mais legal de tudo: duas "heroínas" que se viram sozinhas, que conversam entre si, que assumem a própria história.
Não é maravilhoso nem inesquecível, mas é legal, me distraí em um ambiente negativo. Então, tá valendo.

Vou dar spoiler do livro, passe batido se não quiser saber, ok? Se não se importar clique no botão abaixo pra liberar o texto:




Eu só roubei uma vez, quando fiquei com medo da cachorrinha da Kelly acabar morta no livro.
Fui para as páginas finais só pra ter certeza se ela vivia ou morria.
Se morresse eu largava o livro.
Sério, sou dessas.
Não me importa muito quem morre nos livros, filmes ou séries (a menos que eu seja muito apegado ao personagem) mas se o cachorro morre me deixa muito, muito mal rsrsr
Mas tudo acaba bem pra Angel.

Então, se você curte um livro despretensioso, um thriller de ritmo acelerado, com uma intrincada rede de intrigas e mentiras e alguns furos se joga.
Não ganha 5 estrelas mas diverte e distrai.
E tem dias que é só isso que a gente quer, né?


Quer receber o livro inteiramente de graça, em sua casa?


Ficou com vontade de ler o livro? Quem sabe eu não te mando ele de presente?
Diz aí nos comentários se você curte esse tipo de literatura mais simples, menos hypada e mais despretensiosa.
Todos os leitores que deixarem um comentário nesse post concorrem ao livro.
Sou fofa?
Basta comentar dizendo que quer e ter endereço de entrega no Brasil.
Eu sorteio no final desse mês e se você for o sorteado recebe o livro em sua casa.
Comenta aí, querido leitor!


QUERO LER O POST COMPLETO

Tudo bem não dar conta de tudo, o tempo todo...

em 18/08/2017



Você se deita de noite e naquele momento entre deitar a cabeça no travesseiro e dormir de fato começa a planejar o dia seguinte.
"Vou acordar tal hora, fazer isso, fazer aquilo, resolver as pendências que ficaram de hoje, dar conta das coisas atrasadas e ainda asso um bolo, se bobear."

Aí você acorda atrasada, esbaforida, o dia nem começou e a pessoa já está alterada.
O dia travado, você senta pra olhar o email e as redes sociais por 5 minutos e quando se dá conta passou-se mais de hora, e aí é que o dia enrola mesmo.
Corre fazer almoço, tem trabalho pra fazer, a casa não se arruma sozinha, a roupa (sabe-se lá o motivo...) não se lava sozinha e nem se pendura no varal... mercado, banco, consultório de médico, mais trabalho atrasado...

Chega a noite, como assim??? Cadê a tardinha suave que cai?
Eu nem vi... e bora correr com o jantar, tentar dar conta do trabalho que o dia deixou escapar...
E deitar a cabeça no travesseiro com aquela péssima sensação de não dar conta, de não saber fazer render o dia... a sensação de fracassar. De novo.
Quem nunca?
Tirando a mamadeira, essa poderia ser eu... #sqn

Mas, Elaine...
Esse não é um post da Blogagem Coletiva #52semanasdegratidão?
Sim, meu bem, é.
Porque eu aprendi, ao longo dos últimos anos, a aceitar e agradecer mesmo quando a coisa não anda conforme eu gosto/quero/preciso/planejo.
E, acredite em mim, tem dias, ou semanas, ou meses) que a coisa não anda mesmo, de jeito nenhum, do jeito que eu amaria que ela andasse.
E isso sempre foi motivo de sofrimento pra mim, as coisas não acontecerem como eu precisava, ou queria, ou gostaria...

Então, o que eu aprendi a fazer? Aprendi a aceitar. A aceitar-me.
Aceitar que sou mesmo limitada, que não, eu não dou conta. Que tudo bem se eu não der conta.
Dormir chorando de angústia? Não mais.
Acordar já cansada porque arrastei coisas da semana pra sexta-feira, e não consegui fazer os dias renderem?
Não mais.

Aprendi a agradecer. A me sentir grata por mim, sem me cobrar tanto, sem colocar em meus próprios ombros um peso maior do que já tenho.
Sim, sou agradecida por mim mesma.
Falho, erro, não dou conta, me equivoco, fico doente (passei 15 dias doente, uma semana de cama, every day...com a maior gripe do mundo rsrrs), fico cansada mais do que ficava antes (ninguém tá ficando mais jovem por aqui, né?), sinto desânimo, sinto preguicinha.
E sabe?
Tá tudo bem.
Grata por mim, por ser quem eu sou, com minhas limitações.
E por ter descoberto, bem a tempo, que tudo bem ter limites.
Não é?

Venha participar com a gente da Blogagem Coletiva #52semanasdegratidão!
Clique aqui e saiba como é simples participar!




QUERO LER O POST COMPLETO

Bolo de coco gelado, o delicioso bolo Toalha Felpuda

em 17/08/2017


Bolo de coco gelado, o delicioso bolo Toalha Felpuda

Final de semana chegando, e eu quero compartilhar contigo essa receita maravilhinda de bolo de coco gelado, aquele bolo macio e delicioso que tem gosto de infância...
Quis trazer a receita hoje, assim dá tempo de você providenciar os ingredientes e fazer no final de semana.
Fica muito, muito bom! Rende muito, é fácil de fazer e não tem erro.
Bom demais, né?
Vem comigo que te mostro os paranauês todos!


Receita de bolo gelado de coco, o bolo Toalha Felpuda


Ingredientes da massa:
2 xícaras das de chá de farinha de trigo peneirada;
4 ovos grandes ou 5 menores;
100 ml. de leite integral;
200 gramas de açúcar refinado;
1 colher das de sopa bem cheia de fermento em pó químico;

Ingredientes da calda:
1 lata ou caixinha de leite condensado;
1 garrafinha de leite de coco;
200 ml. de leite integral;
coco ralado o quanto baste (umas 100 gramas, mais ou menos);


Modo de fazer a massa:
Peneire a farinha de trigo e reserve.
Unte uma assadeira (a minha media 25x15cm.), enfarinhe e reserve.
Pré-aqueça o forno em 180º.

Separe as claras das gemas e reserve as gemas.
Na tigela da batedeira coloque as claras e bata até o ponto de neve.
A seguir, com a batedeira ligada, vá acrescentando as gemas 1 a 1, devagar e com calma, sempre batendo.
Depois de terminar as gemas faça o mesmo com o açúcar: coloque 1 colher por vez, sempre batendo.
A mistura vai dobrar de volume e ficar muito fofa e leve.
Desligue a batedeira.

Na farinha de trigo peneirada junte o fermento em pó e mexa para misturar.
Com a ajuda de um fouet vá acrescendo a mistura de farinha e fermento a mistura de ovos e açúcar, alternando com o leite.
Assim: coloque uma colher de farinha por vez, e mexa de baixo para cima com o fouet, delicadamente e com calma. Coloque um pouco de leite e mexa. Repita o processo, com calma.
Vá alternando farinha e leite, sempre mexendo com paciência, até acabarem os ingredientes.
O resultado será uma massa leve, delicada e muito bonita.

Despeje essa massa na assadeira previamente preparada e leve para assar.
No meu forno levou menos de 30 minutos.
Não abra o forno antes da massa começar a corar, ok? Leva uns 25 minutos, dependendo do forno.
Fique de olho, essa massa assa mais rápido que bolos em geral pois não leva nenhuma gordura.

Para saber se está pronto enfie um palito no centro do bolo; se o palito sair limpinho significa que o bolo assou.

Modo de fazer a calda:
Enquanto o bolo assa faça a calda: misture o leite integral, o leite de coco e o leite condensado. Sim, só isso, misture tudo em uma vasilha e reserve.

Bolo assado?
Retire do forno ainda quente e fure o bolo todo com um garfo.


Despeje a calda sobre o bolo quente.
Sim, toda a calda. Vai parecer muita mas vai por mim, o bolo absorve a calda toda.


Salpique coco ralado a gosto, e leve para gelar por, no mínimo, umas 2 horas.
Depois de bem gelado corte como desejar.
Não tente cortar antes pois o bolo pode quebrar.


E tá pronto!
Quer um pedacinho?


Dicas extras importantes:
1- Peneire a farinha, faz diferença na leveza da massa;
2- Quando for incorporar a farinha misturada com o fermento tenha calma e vá devagar. Resista a tentação de misturar tudo de uma vez.
3- Despeje a calda sobre o boo quente; isso é essencial para que ele absorva bem a calda.
4- Só corte o bolo gelado pois se tentar antes da calda ser absorvida o bolo desmancha.
5- Se quiser acrescente gotinhas de essência de coco à massa. Fica perfumada e especial.
6- Sua família é grande? Dobre a receita, ela se comporta muito bem em quantidades maiores.


Quer imprimir a receita?
Clica aí, ó:

Print Friendly and PDF


E aproveita pra me seguir nas minhas redes sociais, vamos ser mig@s?:

Instagram     Facebook   Twitter     Pinterest

E, claro: espalhe a receita por aí! Curta, compartilhe, comente!
Eu agradeço!!!!
QUERO LER O POST COMPLETO

Como localizar links de postagens de diversas redes sociais

em 16/08/2017


Como localizar links de postagens nas diversas redes sociais

Você sabe como "pegar" os links de posts específicos em todas as principais redes sociais?
Parece uma coisa tão simples (e na verdade é) mas como todo dia tem gente nova começando no incrível mundo dos blogs eu percebi que não é todo mundo que manja dos paranauês e achei válido fazer esse post.
Se você já é mais experiente nas coisas das internet tudo certamente vai achar o tutorial bem simples, e é pra ser simples mesmo.
Ele se destina especificamente a quem está começando, ou quem ainda não domina os truques todos.
Adendo feito, vamos ao tutorial?


Localizar link de postagem no Instagram


Essa é bem simples (todas são), mas eu mesma só fui saber disso meses depois de criar minha conta @elainegasparetoparada
Para conseguir o link de uma postagem específica clique na foto e a seguir no horário de publicação.
Assim:


Automaticamente vai aparecer no navegador o link exato da postagem em questão. Simples, né?


Link de postagem no Twitter


Basta clicar no horário de publicação e o link já aparece no navegador.
Veja os prints de exemplo que tirei da minha @elainegaspareto:





Link de postagens do Facebook


Exatamente igual ao Instagram: clique no horário de publicação, a foto ou post vai expandir e automaticamente o link aparecerá no navegador.
Veja:



Links de pins do Pinterest


Para conseguir o link de um pin específico basta clicar sobre a imagem e o endereço que aparecer no navegador é o link específico do pin.
Assim:


Para conseguir o link específico de alguma pasta de algum perfil basta clicar sobre o nome da pasta e o link aparecerá no navegador.
Bem fácil, né?
E já que é tão facinho, segue aí, mig@s!




E o link de posts do blog, #comofaz?



Nos painéis da Blogagem Coletiva #52semanasdegratidão de vez em quando acontece isso, da pessoa colocar o link do blog e não do post. Foi aí que percebi que muita gente pode ter essa dificuldade de "pegar" o link de um post.
Vou te mostrar 3 modos de fazer isso, ok?

Pelo painel do blog:
No painel de seu blog clique em Postagens. Localize o post cujo link você deseja pegar e pare o mouse sobre Visualizar. Como o botão direito do mouse clique sobre Visualizar e escolha a opção Copiar endereço do link.

Pelo blog:
Acesse seu blog e clique sobre o título do post que deseja "pegar" o link.
A seguir copie o endereço que aparecer no navegador. Esse é o link de seu post.

Ainda pelo blog você pode parar o mouse sobre o título do post cujo link você deseja e clicar em cima dele com o botão direito do mouse. A seguir escolha a opção Copiar endereço do link.


Bônus: como conseguir o link de um comentário específico feito no blog?


Acesse o post com o comentário em questão.
Clique sobre o horário em que o comentário foi feito.
O endereço que surgir no navegador é o link específico do comentário. Será algo mais ou menos assim (claro que com o endereço de seu blog e seu post):
http://www.elainegaspareto.com/2017/08/5-blogs-de-culinaria-para-conhecer.html?showComment=1502060851865#c1859743925481565312



Post bem básico, destinado, como eu disse, à quem está começando ou quem deseja aprender o básico desses paranauês todos.
Mas, por mais básico que seja, sempre tem gente nova chegando, né?
Então meajudaê a espalhar esse conteúdo pelas redes sociais afora?
Cococu!!!
Co=comenta
co= compartilha
cu= curte

E aproveita pra me seguir nas minhas redes sociais, vamos ser mig@s?:

Instagram     Facebook   Twitter     Pinterest

QUERO LER O POST COMPLETO


Visualizações

Contando...

Dias online
Postagens
comentários