Novembro 2017 - * Blog Elaine Gaspareto *

Oportunidade: revenda rasteirinhas e aumente sua renda!

em 22/11/2017


Você tem um emprego fixo?
Tem, mas se tivesse a chance de gerar uma renda extra ficaria feliz?
Não tem emprego e precisa muito gerar alguma renda rapidamente?
Ou é autônoma e sempre está à procura de algo que ajude a incrementar o orçamento?
Já pensou em revender rasteirinhas?
Assim, nessa explosão de lindeza, por exemplo:


Ou esta:

A carinha do verão, não é?



Quer ver mais modelos de rasteirinhas no atacado? Clique aqui!


Você sabe o que é venda por atacado?


A expressão é usada para definir as vendas que são feitas, em geral, para logistas ou revendedores e que se caracterizam, essencialmente, pelo volume de peças num único pedido.
Por conta do volume de vendas e de comprar direto da fábrica os preços praticados nas vendas por atacado costumam ser muito menores que as vendas no varejo, que é a modalidade de venda ao consumidor final.
Em geral as vendas por atacado não dão a opção de escolha de detalhes como cor, numeração , etc...
Compensa pelo preço final, mas muitas vezes só é vendido para quem possui CNPJ.
E também é comum serem lotes enormes, sem possibilidade de fracionar ou diminuir a quantidade de itens na compra. E muitas empresas que vendem no atacado exigem valor mínimo...
E para pequenos revendedores isso pode se tornar  bem complicado...

Mas na loja online de comércio de calçados Sacolei nada disso existe.
Na Sacolei o único critério para que a venda seja feita por atacado é a quantidade mínima de 10 pares de calçados.
E pode misturar cores, numeração, estilos... Juntou 10 pares em seu pedido? Já é aplicado o valor de venda por atacado, automaticamente na sacola. E esse valor é cerca de 25% mais barato que na venda a varejo.
Ou seja: você pode comprar, revender e ter no mínimo 25% de lucro.
Mas pode ser mais!!!
Dependendo da sua região e do seu público-alvo consumidor é possível ampliar ainda mais a margem de lucro pois os preços praticados na Sacolei são realmente baixos.

Não precisa ter CNPJ, pode parcelar sua compra em até 12 vezes via cartão de crédito, o frete não é proibitivo.
Fiz uma simulação de compra e pra minha cidade ficou em menos de 15 reais uma compra com 10 pares de rasteirinhas Sacolei.


Comprar no varejo com preço de atacado


Mas, Elaine...
Eu amei os modelos mas não quero revender. Quero comprar pra mim, mas quero o valor de atacado. Tem como?
Sim, claro que sim!
Basta juntar 10 pares na sacola e pronto! O desconto é aplicado automaticamente! Dá pra escolher rasteirinhas, sandálias, coturnos... e calçar a família toda... e presentear a mãe, a sogra, a irmã, a amiga (eu!), a filha...
Não é demais?!
Clique na imagem, conheça a Sacolei, leia as informações da loja (é tudo bem completo e muito bem explicado) e aproveita!
Seja para gerar uma renda extra ou para encher sua vida de lindeza em forma de rasteirinhas!!!


QUERO LER O POST COMPLETO

Menu de categorias com ícones e efeito hover

em 21/11/2017

Oi, gente!
Há, aqui no blog, uma infinidade de menus, dos mais variados tipos. Veja:

Menus variados para blog- como instalar e configurar

Mas me dei conta de que não havia nenhum tutorial mostrando como ter um menu de imagens. Assim:

Demonstração do tutorial

Viu que legal?
Ele pode ser usado abaixo do cabeçalho como em meu exemplo, abaixo do menu de navegação, no rodapé do blog... basta usar a imaginação!
E pode ser usado em templates responsivos pois os ícones se adaptarão ao espaço no qual estiverem.
Então o tutorial de hoje será esse. Vamos lá?


Como colocar um menu com imagens no blog


Para começar você precisa definir quais categorias de seu blog deseja exibir no menu. Isso é importante porque cada categoria será representada por um ícone.
Feito isso o passo seguinte é selecionar as imagens que deseja usar para "ilustrar" essas categorias.
Pode ser qualquer imagem que queira, desde que tenha fundo transparente.
Para simplificar o tutorial vou indicar um site de onde baixo a maioria das imagens que uso para compor esse tipo de menu: Flaticon

A vantagem desse site é que ele permite baixar as imagens já em png com fundo transparente, dá pra escolher a cor de cada ícone, o tamanho do ícone e a pesquisa por imagens funciona muito bem. E tem uma imensa variedade pra gente escolher.

Então, dica dada, é hora de trabalhar.
Para exemplificar eu escolhi compor meu menu com 8 imagens e defini as categorias que quero mostrar: Decoração, Dicas para blogs,Livros e resenhas, Receitas, Monetização, Cronicas, Pessoalidades e Mãe de cachorro.

Aí fui ao Flaticon e escolhi imagens que representem aquilo que quero mostrar. Selecionei as imagens em 2 cores: uma preta e outra colorida porque eu quero dar efeito hover ao passar o mouse nos ícones do menu.

Na sequência eu abri meu Photoscape e carreguei uma base transparente, na medida de 430px de largura por 100px de altura.
Nessa base eu alinhei cada imagem que selecionei anteriormente no Flaticon.
Assim:



Percebe o que eu fiz?
Alinhei meus ícones coloridos acima e os pretos embaixo, bem certinhos um embaixo do outro, separados pela mesma distância.
Tem que ser assim, tá?

Imagem pronta?
Então é preciso hospeda-la.
Faça um post de rascunho no blog, carregue a imagem e deixe-a em Tamanho original.
Pare o mouse sobre ela, clique com o botão direito do mouse e copie o endereço do link.
Essa é a url de sua imagem; é assim que eu hospedo imagens no próprio Blogger.

Agora vamos inserir o código no seu template.
Copie o código necessário:


Copiar o código


Vá até seu painel e clique em Layout.
A seguir clique em Adicionar um gadget e escolha a opção HTML/JAVASCRIPT.
Dentro da caixa que expandir cole o código que pedi para abrir.
Faça as alterações necessárias: coloque o endereço de sua imagem-base no local indicado, insira os links nos locais indicados (LINK) e coloque o nome de cada categoria no local indicado (Nome aqui).
Troque as cores e a fonte se desejar (deixei sinalizado no código) e depois de tudo pronto, salve.
Arraste para onde deseja que fique e salve a alteração do Layout.
E está pronto!


Dicas extras:

✔ Ao procurar os ícones no site Flaticon pesquise usando palavras em inglês, tá? O site não retorna termos em português.
✔ Eu escolhi imagens com 32px de tamanho. Pode ser maior ou menor, mas esse tamanho fica bom, em minha opinião. Se usar imagens maiores precisará ajustar as posições de background do menu.
No meu exemplo dá certinho, mas caso queira realizar testes essas alterações de background são feitas na parte do código que começa com:

.menuCategorias .a .ic{background-position: -1px -5px;}
.menuCategorias .a:hover .ic{background-position: 1px -55px;}

Aí demanda conhecimento em html e css mas se não quiser esquentar a cabeça use minha base como guia, e só troque os ícones pelos que desejar.
Falou, querido leitor?


Brinde para você


Para facilitar sua vida selecionei um pack de ícones e acrescentei a base transparente.
Faça o download do pack de ícones clicando no link abaixo:



Salve em seu computador, descompacte a pasta e use como expliquei no tutorial.
E para não restar dúvidas de como criar a sua imagem-base gravei uma explicação bem curtinha em vídeo.
aperta o play:


Enjoy!
QUERO LER O POST COMPLETO

Os catioros daqui de casa e a gratidão

em 19/11/2017


Semana passada fez dois anos que esse folgadinho foi resgatado em uma noite de chuva.
Era uma coisinha pequena, sujo de barro, barriguinha de verme e tão assustado que na primeira noite ele ficou exatamente no mesmo lugar em que eu o coloquei.


Demorou dias pra me deixar fazer carinho nele, e pra deixar marido colocar a mão foram semanas.


A primeira "pessoa" que ele aceitou foi a Princesa, que o acolheu e na real? Criou como filhinho.
E ele fez por ela algo muito bom: deu alegria, ela voltou a ser quiança e eu descobri que ela não era muda.

Antes dele ela não emitia som, raramente dava um latidinho, mas os dois vivem de conversa. Brincam, ela joga ele no chão, sobe em cima, e ele jamais reage, , respeita a mina rsrsrs
Muito, muito amor!



Olha como ele está lindo!


Foi castrado com cerca de 6 meses mas não engordou, a vet diz que é da natureza dele ser magro e ágil.
E tomaram conta da sala. Faz tempo que ali é território deles rsrsrs


Pensa numa pessoa que ama esse tapete macio e felpudo...


Sou muito grata pelos meus catioros.
Já falei isso algumas vezes aqui, e nunca me cansarei de repetir: sou uma pessoa melhor por causa deles.
E todos os dias eu me esforço para ser a pessoa que eles acham que eu sou: paciente, cheia de amor, cuidadora e responsável.

E pra finalizar o post simples mas tão cheio de significado pra mim, uma foto da minha Menininha... ela não poderia ficar de fora, é meu amor gordinho...


Gratidão...
Por ter os 3 comigo, gratidão pelos que já tive e partiram.
Gratidão...

Agora me conta:
Você tem bichinhos em casa? Quantos? Me diz os nomes? E se tiver foto, me mostra?
Gosto tanto....

Venha participar com a gente da Blogagem Coletiva #52semanasdegratidão!
Clique aqui e saiba como é simples participar!


QUERO LER O POST COMPLETO

Galeria de posts recentes de um marcador específico

em 15/11/2017


Olá, querido leitor que também é blogueiro ou blogueira!
Vou ensinar hoje como você pode ter em seu blog uma galeria de posts recentes bem legal, que não mostra os posts recentes do blog, mas sim os posts recentes de determinada categoria.
Vou te dar um exemplo: eu tenho aqui no blog a categoria (marcador, tag, é a mesma coisa no Blogger) chamada Receitas.
Então, se ao invés de exibir os posts recentes do blog eu quiser criar uma página só com os posts da categoria Receitas ela ficaria mais ou menos assim:


Demonstração do tutorial


Fica legal, né?
Dá pra ser usado em uma página, assim como em minha demonstração, mas também pode ser usado em uma postagem se preferir.
Assim:
Seleção de receitas simples e que funcionam

Quer aprender comofaz? Vem comigo!
Antes de mais nada copie o código necessário ao tutorial:


Copiar o código


Agora vá até o painel de seu blog e caso vá instalar a galeria em uma página clique, claro, em Páginas. A seguir clique em Nova página, coloque o título que deseja e então clique em HTML, no alto do editor de páginas.
Essa ação reverterá o editor para o modo HTML.
Cole então o código que disponibilizei e no campo onde marquei ENDEREÇO DE SEU BLOG coloque o endereço completo de seu blog.
No espaço onde coloquei CATEGORIA coloque a categoria (marcador) cujos posts deseja exibir.

Preste atenção!
Tem que colocar a grafia exata do seu marcador escolhido, ok? Se for, por exemplo, Dicas para blogs não pode colocar dicas para blogs pois não aparecerá nada.
Grafia exata do marcador, falou?
Feito isso clique em Publicar. Se tudo deu certo sua galeria já aparece.


Outras formas de usar a Galeria de posts recentes


Caso deseje usar a galeria em um post faça o mesmo processo: depois do post pronto reverta-o para o modo HTML e cole o código como expliquei se fosse para uma página.
Publique seu post normalmente.

Se desejar uma galeria para mostrar os posts recentes na sidebar confira este tutorial:



Dicas extras de personalização:


1- A quantidade de posts definidos no meu código é de 40 posts. Note que o número 40 se repete em 2 ocorrências do código.
Para alterar essa quantidade altere o valor 40 em ambas as ocorrências.
2- O tamanho de cada miniatura é definido nessa parte:
var imgDim = 235;
Altere o valor 235 para encaixar em seu blog.
3- Se quiser tirar o efeito arredondar ao passar o mouse apague  o trecho de <style> até </style> e salve. Se quiser personalizar o grau de arredondamento altere os valores expressos em border-radius. Olha um exemplo diferente, usando minha categoria Dicas para blogs.
4- Caso apareça uma mensagem no editor de postagens quando você for publicar a página ou o post com a galeria clique em Dispensar e publique normalmente. Isso acontece por causa do protocolo https que só está disponível para blogs sem domínio próprio. Se seu blog usa Blogspot no endereço a mensagem aparecerá; se você tem domínio próprio não aparecerá.

Importante:
Eu editei e hospedei o arquivo javascript que faz a mágica acontecer em minha conta Tumblr.
Se quiser baixar e hospedar em seu próprio host eu recomendo.
Clique no endereço do arquivo (está no código), salve-o em um bloco de notas e hospede como desejar.



E é isso, querido leitor!
Enjoy!
And share the post!
(Aproveite e compartilhe o post que eu hoje estou bilíngue rsrsrsr)



QUERO LER O POST COMPLETO

Como usar o Pinterest para fazer o blog crescer?

em 13/11/2017


Provavelmente você já usa o Pinterest e tem várias pastas por lá, com as coisas que você ama e com os principais posts do seu blog, segue pessoas e até empresas  que tenham a ver com o seu perfil e com os assuntos que você publica sempre, certo?
Por isso hoje vamos falar um pouco sobre como utilizar melhor essa rede social e fazer com que os acessos ao seu blog através dela também melhorem.


Por que as pessoas amam o Pinterest?



Porque todo mundo adora uma coleção, essa é a verdade!
E muitos de nós não podem se dar ao luxo de manter coleções físicas, seja por falta de espaço para isso, seja por falta de $$ para a compra de objetos, seja porque simplesmente gostamos de guardar imagens bacanas.

Pins que servem de inspiração para projetos (pessoais, para a casa, decoração, faça você mesmo, receitas) podem ser colecionados e consultados a qualquer tempo. Ou seja: pins que você publica ficarão na rede para sempre, impactando as pessoas e levando o seu conteúdo.

Pensando nisso, analise como você está utilizando o Pinterest e defina suas estratégias para usá-lo como ferramenta de divulgação para o seu blog:


1. Descubra o seu público e o que ele gosta


Se você apenas repina o que te interessa, está perdendo oportunidades. Pense não no que você gosta, mas naquilo que as pessoas que lêem o seu blog gostam.
Esta é a primeira estratégia de sucesso no Pinterest!

Quem lê o seu blog? Quais as coisas e assuntos que essas pessoas gostam? Se você já é blogueira há algum tempo, já deve ter percebido as preferências dos seus leitores, seja pelos posts que são mais acessados, seja pelos comentários.

E no Pinterest é a mesma coisa: observe quais são os seus pins mais repinados e curtidos, isso vai te dar uma boa ideia da sua audiência.


2. Publique conteúdo interessante ao seu público


Para ter acesso às análises que a própria rede faz, é necessário ter uma conta do tipo "comercial".

Ao lado do logo do Pinterest você vai encontrar a área de Análises, onde é possível ver os dados demográficos (país, cidade, idioma e sexo) mas principalmente os interesses das pessoas que você alcança. Veja os meus:


Com estas informações fica mais fácil entender quem me acompanha na rede e quais os interesses que essas pessoas têm.
Crie uma lista com os assuntos mais procurados pelos seus leitores.
Pode ser algo em torno de 10 termos, como por exemplo:

- maquiagem
- cabelos
- moda
- lazer
- dietas
- unhas
- receitas
- decoração
- reciclagem
- artesanato

Repare que estes são termos genéricos e bastante amplos, que você pode e deve afunilar para o foco do seu blog. Por exemplo, "maquiagem para noivas" em vez de simplesmente maquiagem.
Quanto mais específico for o interesse do seu público, mais facilmente ele vai encontrar o seu conteúdo.

A partir do perfil do seu público-leitor, adeque os seus painéis: elimine aqueles que não têm nada a ver com os seus assuntos principais e crie os que estiverem faltando. Neste processo é muito provável que você vá perder seguidores, mas pense que os novos seguidores estarão muito mais alinhados com os objetivos do seu blog do que seguidores aleatórios.

3. Organize seus boards (painéis) estrategicamente



Agora que você já sabe o que o seu público deseja, é hora de organizar! 

Os painéis mais importantes são os primeiros 8 que aparecem no seu perfil. Eles receberão a maior atenção das pessoas que visitam o seu perfil diretamente. Por isso não adianta ter 80 painéis… e muita atenção no que você coloca de conteúdo nestes painéis. Coloque no mínimo 10 imagens em cada painel, para começar, depois você vai preenchendo.

O primeiro painel é o seu Painel Obrigatório: você deve ter um painel exclusivo para os posts do seu blog. Ele pode ter o mesmo nome do blog ou outro, desde que esteja relacionado e seja de fácil entendimento. Evite os genéricos: "meu blog", "meus posts", etc. Seja específica sempre!

No painel do blog devem ficar os seus posts, claro! Além de pinar nesse painel, você pode aumentar a exposição do seu post pinando em outros painéis relacionados. Por exemplo, se você fez um post maravilhoso sobre maquiagem para noivas, pine no painel exclusivo do blog e nos dias seguintes pine em todos os painéis relacionados (caso você tenha mais de um dedicado a maquiagem, por exemplo).

Retome bons conteúdos de vez em quando, pinando os seus posts mais vistos em todos os seus painéis, um por vez. Assim o seu conteúdo se espalha e pessoas que seguem apenas um ou dois painéis seus também terão acesso ao mesmo conteúdo.

Apenas não pine tudo no mesmo dia, pois o Pinterest pode entender como spam e você será penalizada, podendo até ter a sua conta bloqueada.


Outro detalhe muito importante é nomear os seus painéis corretamente, com definições claras e que possam ser facilmente encontradas pelos mecanismos de busca da rede.

Evite painéis como "Coisas que eu gosto", porque isso todo mundo faz e não representa o seu conteúdo.
Assim, dê nome ao seu painel de acordo com o assunto, sendo específica. Por exemplo, como falamos anteriormente, "maquiagem para noivas" e foque o conteúdo neste assunto.

4. Edite o seus painéis


Name (Nome): NOME DO SEU PAINEL
Description (Descrição): Faça uma descrição do que contém no seu painel. Você tem 500 caracteres, aproveite!
Category (Categoria): a categoria na qual o seu painel se encaixa. Ela é importante para os mecanismos de busca do Pinterest encontrarem o seu conteúdo.
Cover (Capa): é a capa do seu painel. Escolha entre as imagens que você pinou aquela que tem o seu estilo, ou a imagem que ilustra o post no seu blog para servir de capa do seu painel.




4. Cores e fontes devem refletir o seu conteúdo



Sim, as cores e as fontes são importantes no Pinterest!

Para que os seus painéis transmitam a essência da sua "marca" (que é o seu blog!), procure deixar as capas dos seus painéis estilosas, dentro de uma temática de cores e fontes que representem aquilo que você quer passar para as pessoas. O ideal é que tanto o blog quanto o Pinterest tenham a mesma linguagem.

Por exemplo, seu blog é de moda e você adora estilos super femininos, com muito rosa e dourado? Leve estas cores para as suas imagens e para os seus painéis. Se o seu blog é de resenhas literárias, busque fotos bonitas de livros e objetos que remetam à escrita, como máquinas de escrever antigas, penas e tinteiros charmosos, etc.

É preciso uniformidade e estilo, por isso coordene suas cores, fontes, tipos de imagens e  não esqueça de preencher toda a descrição do seu painel. Aqui é muito importante uma descrição detalhada, que contenha as palavras-chaves do seu blog. Aproveite este espaço, pois você tem 500 caracteres para usar a seu favor.

Mude as capas dos seus painéis de tempos em tempos.


5. Imagens são o diferencial do Pinterest, saiba como usá-las



O Pinterest é uma rede visual como o instagram, com uma diferença: ele exige imagens grandes e em boa resolução! Por isso, usar um editor de imagens é fundamental!
Se você não tem muito conhecimento em edição de imagens ou do uso de um programa específico como o Photoshop, use os editores de imagens online, que embora ofereçam menos recursos, são uma boa saída para compor imagens de qualidade.
Canva, por exemplo, é uma boa opção e inclusive oferece templates com os tamanhos ideais para todas as redes sociais que você pode usar como base para as suas imagens.

Recomendo que você leia:


As imagens de cabeçalho do seu post devem ter no mínimo 684 X 1024 pixels. Se esse tamanho for grande demais para a largura da área de postagem do seu blog, adapte um formato vertical grande.

Aqui tem um tutorial completo sobre tamanhos para redes sociais:


As demais imagens do seu post podem ser menores, tanto em tamanho como em resolução (salve-as em JPG), mas a imagem principal, a que você usa para a abertura do post e a que será usada no Pinterest precisa ser grande, em boa resolução e salva preferencialmente  em formato PNG.

Para que as imagens não pesem demasiadamente e deixem seu blog lento recomendo que leia este tutorial:


6. Use palavras-chaves


Sim, o Pinterest é um poderoso motor de busca!! Aproveite os 500 caracteres de espaço que cada imagem pinada oferece (e cada descrição de painel) e coloque uma descrição completa da sua imagem. Evite "adoro isso", ninguém busca por "coisas que eu adoro" porque isso é genérico demais. Então, pense nos termos que as pessoas que curtem o seu conteúdo vão pesquisar e use esses termos nas suas descrições.

Você pode usar o campo de busca do próprio Pinterest para saber quais os termos mais buscados de determinado assunto.
Ao colocar um termo na busca, imediatamente você verá uma lista com os termos relacionados mais buscados, as melhores pastas com essa descrição e as pessoas que pinam bastante sobre o mesmo termo.




Por exemplo, no meu caso, como blogueira de comida, em vez de dizer: eu adoro beringela para a foto da minha lasanha de beringela, eu preferi assim: "aprenda uma deliciosa, prática e fácil receita de lasanha de beringela, com passo a passo! Ideal para o almoço de domingo, esta receita pode ser congelada também!"

Pronto! Expliquei muito mais sobre o que se trata a imagem e aproveitei palavras-chaves importantes para o meu nicho, como "receita", "fácil", "almoço", "passo a passo", além do ingrediente principal do prato que é a beringela.

A vantagem de uma boa descrição, além de ajudar as buscas, é que a maioria dos repinadores mantém a descrição original da imagem, ou seja, a sua descrição será replicada várias vezes, aumentando ainda mais a sua relevância. Isso é muito importante quando você compartilha o seu próprio conteúdo!

7. Apague Pins que não deram certo!


Periodicamente revise seus pins e veja quais foram repinados e quais não foram. Porquê isso é importante: o Pinterest trabalha com algoritmos que mostram os pins das pessoas que você segue em ordem cronológica e também em ordem de relevância, ou seja, os mais populares ou os "recomendados". A rede considera que quanto mais repins você tem, mais relevante é o seu conteúdo e mais vezes ele será mostrado.

Portanto não mantenha pins que nunca foram repinados, pois eles são inúteis para a sua estratégia.

8. Junte-se aos Painéis em Grupo!


Eles são ótimos para divulgar o seu conteúdo e também para interagir com pessoas que têm os mesmos interesses que você, ou ainda para ficar por dentro dos assuntos que interessam a você e ao seu blog.

Quanto mais conteúdo de qualidade você compartilhar, mais se tornará conhecida e mais seguidores vai conseguir. Normalmente no seu próprio feed vai aparecer uma série de sugestões feitas pelo Pinterest com painéis em grupo, pinadores com o mesmo perfil e pins relacionados aos seus.


9. Curadoria de Conteúdo para gerar engajamento no Pinterest


Não espere que apenas divulgando o seu próprio conteúdo as pessoas vão se interessar loucamente. É importante interagir na rede, dando likes, comentando, repinando conteúdos interessantes ao seu público que venham de outros usuários!
Explore as tendências que a própria rede oferece, ao clicar no símbolo da bússola ao lado do seu perfil, você verá os assuntos que estão bombando na rede naquele dia.

Os conteúdos que mais bombam no Pinterest são relacionados a Listas, Como Fazer, Tutoriais Passo a Passo e Listas de Recursos, onde as pessoas podem encontrar recursos úteis para os assuntos que interessam a elas.
Por exemplo, se o seu blog é de maquiagem, faça uma lista com os 10 perfis do próprio Pinterest que dão dicas de maquiagem que qualquer pessoa pode fazer! Só essa ideia já rende um bom post no blog e, claro, no Pinterest ele vai atrair ainda mais atenção.


Tenha paciência e mantenha a sua estratégia.
Esteja ativa na rede diariamente, de acordo com o tempo que você tem disponível, claro! Aos poucos o seu perfil vai se tornando conhecido até virar referência e com ele o seu blog vai junto, atraindo mais seguidores que estarão interagindo com o seu conteúdo e propagando por toda a internet.

A minha experiência aplicando estas estratégias tem sido muito boa.
Ainda falta uma segunda parte, que se refere ao blog estar "amigável" ao Pinterest, que falaremos em outra oportunidade.
Espero que tenham gostado e que iniciem uma revolução na maneira de usar o Pinterest a favor do seu blog, sempre com conteúdo de qualidade e muita interação. E aproveitem para me seguir lá no Pinterest, claro!! É só clicar no box abaixo:






QUERO LER O POST COMPLETO

Quando a gratidão se mistura com a dor...

em 11/11/2017



Eu acompanho algumas páginas no Facebook, a maioria delas são páginas de bichinhos ou de comida, ou de blogs. Afinal, estou ali pra me distrair e não pra arrumar treta política/religiosa ou ver imagens chocantes... ou ser bombardeada por notícias de desgraças.
Mas tem uma página específica que eu acompanho chamada SP Invisível, cujos relatos, invariavelmente, me fazem chorar, e pensar muito...

A página (bem como o site do projeto) publica relatos reais de pessoas em situação de rua em São Paulo.
Claro que poderia ser qualquer cidade, especialmente grande, mas é muito representativo que seja SP- parece que é a esquina do mundo, com tantos migrantes, tantas pessoas vindas de tantos lugares diferentes...
Os depoimentos são tão reais e tão profundo, e tão doloridos de ler... mostram a humanidade do morador de rua, e me confronta com minha própria humanidade.
Há tantas histórias ali, tantas vidas, tantos sonhos, tantos medos, e sobretudo muita dor.

Meu Deus, como há dor nesse mundo... e parece que ali, naquela cidade imensa, todas as dores se "amostram".
Eu penso muito nisso, em todas as necessidades que pessoas em situação assim passam.


Eu sou aquela pessoa que jamais poderia ser rica, jamais conseguiria ser rica/manter a riqueza e ver ao meu lado, pela janela (seja do carro ou do Facebook) tanta dor e tanta miséria.
Não consigo entender como pessoas realmente ricas, dessas que possuem milhões, conseguem dormir em paz sabendo que lá fora há quem durma com frio e fome...
Não consigo entender um prefeito, um governador, um vereador que consiga desviar, roubar, fraudar e tirar para si o que pode significar a diferença entre viver ou morrer para tanta gente.
Tem na cidade grande, tem aqui na minha cidadezinha. E eu não consigo entender quem rouba de quem nada tem. Quem enriquece desviando  dinheiro e se recusando a criar políticas sérias de inclusão.
E não, não consigo perdoar.

Sempre que faz frio ou chove e eu estou deitada em minha cama quentinha eu penso em quem está na rua. Seja gente, seja animal abandonado. E, muitas vezes, são os dois juntos, leais um ao outro na miséria e na dor do abandono.
E sinto uma grande culpa.

Sinto culpa toda vez que me deparo com alguém em situação tão mais sofrida que a minha; sinto culpa por, muitas vezes, ter a geladeira cheia como nesse momento, por ter uma vida tão boa, tão confortável. Sinto que há tanta gente mais merecedora do que eu....
Eu sei que não deveria sentir e pensar assim, mas estou abrindo o coração e compartilhando um sentimento. E sentimento, por si só, não é bom nem ruim. Ele existe, e eu tenho esse sentimento.
E não, não sou boa pessoa por sentir/pensar isso, ao contrário. Tenho tantos defeitos que se fosse te contar talvez você fugisse correndo.
Mas sinto isso, essa inconformidade em ver essas coisas, em saber que nesse momento há tanta gente que não terá uma janta, nem uma cama, nem segurança, nem um teto...


Por mais que as pessoas ajudem, sempre parece tão pouco, sempre parece uma gota no mar.
Mas também sei que o mar é feito de pequenas gotas e que sem uma gota ele seria menor.
Então, na medida do meu possível eu sigo ajudando como posso, muitas vezes  entre lágrimas de tanta impotência. Mesmo sentindo que deveria fazer mais...
E há tanta gente que faz isso, e faz muito mais, eu sei. Gente que faz milagre, gente-anjo que faz a diferença na vida de tantos...
Sou grata também por quem sai de si pra ajudar, seja uma pessoa, seja um animalzinho abandonado. Somos todos irmãos nessa vida, como dizia São Francisco, né?
Sinto culpa, sinto revolta...
Mas, ao mesmo tempo, sinto uma imensa gratidão por esta vida boa e confortável.
Justamente pela consciência que tenho de não merece-la.
Sei que não é merecimento, por isso sou grata.
Assim como sei que ninguém está na rua, dormindo com um pedaço sujo de coberta e passando todo medo, dor, frio e fome porque mereça.
Não há merecimento. Nem pra mim, nem pra ti e nem para o outro.
Por isso tenho esse misto de gratidão e dor.

Venha participar com a gente da Blogagem Coletiva #52semanasdegratidão!
Clique aqui e saiba como é simples participar!







QUERO LER O POST COMPLETO

Torta de chocolate com mousse de maracujá

em 08/11/2017


Tempos atrás eu encontrei essa receita em minhas andanças no Pinterest (me segue?) e guardei.
Fiz 2 receitas, uma com maracujá e outra substituindo-o por morango, e fica uma delícia!
Mas como foi feita para um almoço fora não tirei foto... #mimata
Entretanto, sendo receita tão boa, achei que valia a pena compartilhar mesmo assim.
Vamos ver o passo a passo?


Ingredientes:
1 bolo tipo Pullman® sabor chocolate em fatias;
1 xícara (das de chá) de leite;
1 lata de leite condensado;
1 lata de creme de leite sem soro ou 2 caixinhas;
2 xícaras (chá) de suco concentrado de maracujá;

Calda:
Polpa de 2 maracujás grandes;
1/2 xícara (das de chá) de açúcar;
2 xícaras (das de chá) de chantilly comprado pronto

Modo de preparo:
Comece fazendo a mousse de maracujá:
Bata, no liquidificador, o leite condensado, o creme de leite e o suco de maracujá até ficar bem cremoso. Reserve na geladeira por uns 20 minutos para firmar um pouco.

Forre o fundo de um refratário pequeno com metade do bolo fatiado e regue com metade do leite.
Despeje metade da mousse sobre o bolo.
Cubra com o restante do bolo, regue com o leite restante, espalhe o restante da mousse e leve à geladeira por 2 horas.
Enquanto isso faça a calda:

Misture os ingredientes em uma panela, leve ao fogo baixo e deixe ferver por alguns minutos.
Retire e deixe esfriar.
Cubra o pavê com o chantilly e decore com a calda antes de servir.
Fica di-vi-no-!!!!

Se quiser substituir o maracujá por morango fica bom também, mas no caso eu usei bolo de massa branca feito em casa.
Mas quero experimentar com massa de chocolate, morango combina, né?


Créditos: A receita e a foto são do site TeGusta; eu traduzi do espanhol mas encontrei a mesma foto em outros sites e perfis do Pinterest e Instagram, então não sei ao certo a origem da receita...

QUERO LER O POST COMPLETO

Compartilhar citação (trecho com link) do blog no Twitter

em 07/11/2017

Compartilhar citação (trecho com link) do blog no Twitter

Há, aqui no blog, um tutorial que ensina como compartilhar uma citação do blog no Facebook.
Recorde:
Como compartilhar citação do blog no Facebook

No blog Códigos para seu blog, onde disponibilizo todos os códigos usados nos meus tutoriais há um ícone que faz exatamente isso, mas no Twitter.
E sempre me pedem para mostrar como fazer, então é hoje o dia da alegria...
Não sabe do que estou falando?
Veja:


Demonstração do tutorial


Ao selecionar qualquer trecho do post o recurso que ensino hoje transforma esse trecho selecionado em um tweet, e inclui o link para o post de origem.
Faça o teste e você verá.
Quer aprender?
Adianto que é muito simples!

Para instalar em seu blog comece copiando o código:


Copiar o código


A seguir vá até o painel de seu blog e clique em Layout.
Aí clique em Adicionar um gadget e dentre as opções escolha HTML/JAVASCRIPT.
Na caixa que expandir cole o código copiado anteriormente, salve, arraste para baixo da área de postagens e salve.
Sim, só isso.

Já que foi tão fácil, que tal compartilhar este tutorial em seu Twitter?
Eu agradeço demais!!!!
QUERO LER O POST COMPLETO

Como escolher as cortinas para cada ambiente da casa?

em 06/11/2017

Como escolher as cortinas para cada ambiente da casa?

Sua casa tem cortinas?
Provavelmente sim, né?
Aqui em casa tem, ou melhor, terá em breve... Teremos novas!
Acontece que até o meio do ano nós estávamos em reforma aqui em casa.
Na verdade estamos em modo reforma desde o ano passado, quando trocamos telhado, colocamos piso e revestimento na cozinha.
Aí a grana acabou (quem nunca?) e a segunda etapa ficou para este ano.

E nesse meio tempo eu troquei quase tudo aqui em casa, de guarda-roupa e fogão a roupa de cama e até panelas.
As minhas cortinas ainda eram de trilhos e na reforma lá se foram os trilhos e chegaram os varões. Agora estou terminando de escolher as cortinas.

Então, voltando ao assunto do post: como escolher cortinas para cada ambiente da casa?
Vou te contar como eu estou escolhendo, tá? Claro, com base em muita pesquisa e muita busca pela internet afora, porque, né... a gente gosta mas não manja muito dos paranauês da decoração...
Vem comigo!

Para onde é a cortina, moça?


Essa é a primeira pergunta a ser feita.
Para qual ambiente? Qual o propósito da cortina? Ela servirá para decorar, bloquear a luz, dar privacidade ou é tudo junto, ao mesmo tempo?

Cortinas mais pesadas, com o objetivo de bloquear a luz ficam bem em quartos; é uma delícia dormir num quarto escurinho, né?
Vou dar o exemplo do meu quarto: ele é pequeno, mas não minúsculo. A janela fica na lateral da cama e dá para a garagem e o mini-jardim, então é preciso que a cortina filtre a entrada de luz.
Olha algumas inspirações:

cortina-blackout-tabaco
 Apesar de mais clara ela tem blackout, e dormir no escurinho é vida, gente!

cortina-cetim-tabaco
Essa tem a cor que mais combina com meu quarto. Quero!

Dicas? Sim, temos!
✓ Se o ambiente é pequeno e não tem nenhum impedimento perto da janela (um aparador, por exemplo), o ideal é que a cortina vá do teto ao piso.
✓ Se a parede onde ela vai ficar for muito grande o melhor é centralizar o varão, de modo que 'sobre' a mesma medida de parede em ambos os lados, deixando as cortinas bem centralizadas.
✓ As cortinas prontas geralmente possuem medidas padronizadas de largura, como 2, 3 e 4 metros. Isso significa que a largura da cortina deve acompanhar o tamanho do varão.
✓ Para efeito de amplitude, o ideal é sempre instalar o trilho no teto ou varão quase alinhado ao teto. Nunca os coloque colado na janela.


Cortina curta pode?


Eu sempre digo que tudo pode, depende do gosto pessoal de cada pessoa!
Mas, a dica é:
Cortinas curtas ficam bem em ambientes como quartos de criança e copas, por exemplo.
Se optar por cortina curta lembre que ela precisa passar uns 15 centímetros da altura da janela. Fica mais bonito e mais harmônico.
Meus móveis da copa (armário, mesa, balcão, etc) são branco e preto. A cortina será curta, só cobrindo a janela. Olha as inspirações:






E a sala? Qual cortina escolher?


Aqui em casa a sala é muito pequena e eu prefiro cortinas mais leves, claras e sem estampa. A janela não  deixa passar luz já que dá direto na lavanderia e a claridade vem mesmo é do jardim. Então não preciso de cortina pesada e posso escolher algo claro e leve...
Se você precisa filtrar a entrada da luz talvez precise de tecidos mais encorpados ou com blackout.
Ainda não decidi se a cortina será do teto ao piso ou curta...
Olha as inspirações:









E cortina na cozinha, pode?


Sim, mig@s, claro!
Eu tenho um vitro pequeno acima do fogão e lá minha cortina e de pvc branco, semelhante a essas:
Fácil de lavar, seca em minutos, a gordura não gruda e ela não desbota.
Demais!





Difícil escolher, né?
A gente fica querendo todas...
Aliás, falando em querer todas as imagens deste post são de uma loja virtual, a Borda Bordados.
São centenas de modelos de cortinas,além de edredons, capas para sofá (preciso, muito!) e roupas de cama em geral.

Para finalizar, as últimas dicas:
✓ Antes de comprar a cortina linda que eu vi em alguma loja física ou virtual (sim, compro tudo online, sempre compro... até o guarda-roupa e fogão...) sempre é importante medir a área onde a cortina vai ficar.
✓ Como eu disse acima cortinas prontas são vendidas em medidas-padrão, então é bom ficar atenta.
✓ E também prestar atenção quantos ao tipo de tecido, qual a política de troca e devolução, etc.
✓ E nunca corte a cortina, sempre faça barra. Assim, se o tecido encolher ao lavar é só desfazer a barra e ajustar.
Vai por mim, conselho de amiga que já cortou onde não devia e se arrependeu...

Aproveita que estamos papeando e veja minha pasta Decoração no Pinterest. Tem um monte de outras inspirações lá!




QUERO LER O POST COMPLETO

Como surgiu a internet?

em 04/11/2017

Como surgiu a internet?

No final dos anos 1960 o Departamento de Defesa americano começou a usar um sistema de compartilhamento e descentralização de informações que viria a ser conhecido como ARPAnet.
Era o primórdio do que se desenvolveria nos anos seguintes e que conhecemos hoje como internet.

Naquele 1969 foi enviado o que é considerado o primeiro e-mail da História: enviaram a palavra "LOGIN" de um computador nos EUA para Stanford Research Institute.. Mas o computador que o recebeu parou de funcionar na letra O...
Nos anos seguintes o governo americano autorizou o estudo e pesquisa e a coisa deslanchou, primeiramente dentro de universidades e institutos de pesquisa.

O nome Internet propriamente dito surgiu bem mais tarde, quando
a tecnologia da ARPAnet passou a ser usada para conectar
universidades e laboratórios, primeiro nos EUA e depois em
outros países.

No Brasil, a Internet surgiu no final da década de 1980, quando as Universidades brasileiras começam a compartilhar algumas informações com os Estados Unidos.
Entretanto, foi a partir de 1989, quando fundou-se a Rede Nacional de Ensino e Pesquisa (RNP), que o projeto de divulgação e acesso ganhou força. O intuito principal era difundir a tecnologia da Internet pelo Brasil e facilitar a troca de informações e pesquisas.
A internet começou a dar passos mais largos em 1995, com a autorização do governo para que empresas privadas passassem a fornecer o serviço; surgiam os provedores de acesso.
Em 1997, criou-se as "redes locais de conexão" expandindo, dessa forma, o acesso a todo território nacional.


Por que estou te mostrando essas coisas históricas?
Porque, querido leitor, se não existisse a internet eu não conheceria você e nem você saberia que eu existo no mundo.
Não é incrível?
Alguém, lá no passado, começou algo que hoje, 2017, século 21, nos juntou, eu e você. E isso é fantástico!!!

Temos acessos uns aos outros; lemos e aprendemos muito mais rápido do que em qualquer momento da História. A informação é instantânea, o conhecimento está ao alcance de um clique. Ou de um rolar da tela do celular.

 Liberty Leading the People é uma pintura de Eugène Delacroix em comemoração à Revolução de Julho de 1830, com a queda de Carlos X . Em exposição no Louvre. Como eu saberia disso e veria atela se não fosse a internet?

Conteúdo histórico, livros raros, pinturas famosas, receitas do mundo todo, filmes e séries do mundo todo, tudo ao alcance da gente graças à internet.
Sem contar nossos blogs... a existência da internet deu a todo mundo voz e vez. Podemos falar para o mundo, algo que antes era impossível...

Claro que há o lado dark da web... a mesma internet que dá vez e voz a todos que desejam espalhar coisas boas como cultura, arte e informação verdadeira dá também vez e voz a quem deseja espalhar ódio e disseminar o pior do ser humano. Em todos os sentidos...

Mas não tem como negar: é uma coisa maravilhosa essa tal de internet!
Não é?
Sou grata demais por viver nesse tempo e lugar e ter acesso a coisas que me fazem crescer, melhorar, ser mais culta, ter a chance de acumular tanto conhecimento e de vez em quando, repartir um pouco do que sei com alguém que talvez esteja tão longe... e que eu não conheceria se não existisse a internet...

Sou grata por viver em um país que não impede meu acesso  à internet. A gente é tão habituado que não se dá conta que há lugares no mundo em que acessar a internet pode significar perder a vida ou a liberdade...

Acho lindo, acho incrível, acho um presente poder, com alguns cliques, conhecer e ver coisas que nem em livros gerações anteriores à nossa jamais sonharam ser possível...
Internet: i love you!


Venha participar com a gente da Blogagem Coletiva #52semanasdegratidão!
Clique aqui e saiba como é simples participar!




QUERO LER O POST COMPLETO

Menu fixo no topo do blog- com abas e sub abas

em 02/11/2017

Menu fixo no topo do blog- com abas e sub abas

Vou te mostrar hoje como ter em seu blog um menu com abas e sub abas (ou submenus, se você prefere) fácil de instalar e muito prático de personalizar.
A personalização básica desse menu será feita pelo painel do próprio blog, exatamente como se fosse um menu de páginas nativo. Não é demais?

Isso é possível pois usei, na personalização do menu, as variáveis do Blogger.
Sempre que você observar esse sinal: $ dentro do código quer dizer que ele se refere a uma variável, ou seja: a edição dessa variável pode ser feita via painel do Blogger, sem qualquer dificuldade.
Então, basicamente, esse menu é como se fosse um gadget nativo do Blogger pois usaremos as variáveis da classe Tabs para edita-lo.
Parece confuso? Não é não, é tão simples que você vai ficar impressionad@.
Quer aprender? Vem comigo!
Antes, veja a demonstração do tutorial:


Demonstração do tutorial


Menu com submenus para blog- modo de fazer


Para começarmos o trabalho acesse a página com os 2 códigos necessários à realização do tutorial.


Copiar o código


A seguir vá ao painel administrativo de seu blog (ou do blog no qual deseja instalar o menu; recomendo fazer antes em um blog de testes) e clique na aba Layout. A seguir clique em Adicionar um gadget e dentre as opções que surgirem escolha HTML/JAVASCRIPT.
Dentro da caixinha que expandir cole o CÓDIGO HTML e salve.
Arraste pra qualquer lugar (não vai interferir) e salve.

Calma, não vai aparecer o menu ainda.
Vamos aplicar os estilos que são necessários.
Acesse a aba Tema (ou Modelo, é a mesma coisa) do blog e clique em Editar HTML.
Dentro da caixa do código-fonte tecle Ctrl+F e na barra de busca que aparecer digite ]]></b:skin>
Tecle Enter para localizar.
Acima dessa tag de fechamento cole o CÓDIGO CSS.
Salve.
Está pronto!
Agora se liga nas Dicas extras!


Dicas extras- personalizar e configurar o menu com submenus fixo no topo do blog


Para personalizar coisas como cores e fontes clique de novo em Tema e a seguir clique em Personalizar.
Na página que abrir clique em Avançado. Localize o item Plano de fundo das guias para alterar as cores de fundo do menu e Texto das guias para alterar cor, tamanho e tipo de fonte do menu. Depois de deixar como deseja clique em Aplicar ao blog.
Simples demais, né?

Para configurar as abas do menu você precisa antes de tudo definir o que deseja inserir no menu.
Em geral a primeira aba é a aba Início, ou Home, ou Página inicial. Nela voce coloca o endereço de seu blog, assim ao clicar o leitor será trazido para a página inicial do blog.

Se optar por ter uma aba Sobre (ou Quem escreve, Autor, etc...) pode colocar na url dessa aba o endereço de uma página estática que contenha as informações sobre o autor, ou autores, do blog.
O mesmo vale para a página Contato, Blogroll, Anuncie (ideal para alojar seu mídia kit), etc...

Abas com submenus em geral são indicadas para separar temas do blog. No meu exemplo eu defini que a aba se chamaria Feminilidades e listei os temas "femininos" que se encaixam. Na aba Dona de cada fiz o mesmo.
No campo url você coloca o endereço de seus marcadores escolhidos.
São exemplos pra te ajudar a entender, ok?

Caso queira diminuir ou aumentar o número de sub abas basta repetir o código;deixei exemplificado na página dos códigos.


Importante:
Testei em todos os modelos do Blogger. Funciona em todos, exceto os modelos de visualização dinâmica e os novos modelos responsivos (Soho, Comtempo, etc).

No caso do modelo Watermark precisa editar manualmente cores e fontes pois o modelo não possui as variáveis $(tabs.font).


Caso você não use um modelo nativo do Design de modelo do Blogger pode tentar usar o menu.
Nesse caso substitua todas as ocorrências precedidas do sinal $ por códigos hexadecimais de cores, e por nomes de fontes.
Assim, por exemplo:

$(tabs.background.color)
Substitui por
#000000
que significa deixar o fundo do menu na cor preta.

Aqui tem uma tabela de cores caso precise.

No caso da fonte:
Troque
font: $(tabs.text);
por
font: 15px Arial;
que significa deixar a fonte com 15px de tamanho, do tipo Arial.
Entendeu?


Experimente fazer, é muito gratificante quando tentamos e conseguimos.
Se tiver dificuldades diga nos comentários e eu ajudo se for possível!
Ah, ia esquecendo:
Compartilhe esse tutorial, eu fico muito grata!

QUERO LER O POST COMPLETO


Visualizações

Contando...

Dias online
Postagens
comentários