A história que nossas marcas contam- Blogagem Coletiva #52semanasdegratidão - * Blog Elaine Gaspareto *

A história que nossas marcas contam- Blogagem Coletiva #52semanasdegratidão

em 11/08/2017


Sentada diante da tela em branco do computador, pensando no que quero escrever, eu me pego olhando, distraidamente, minhas mãos.
Os dedos longos, bonitos (uai, eu acho, sou grata pelos meus dedinhos).
As unhas, o formato delas. Mereciam mais cuidados...
Estendo as mãos e olho...

Na mão direita a marca eterna (hoje quase esmaecida) da mordida do meu cachorro Snoop, eita bichinho brabo aquele... morreu faz anos, mas ainda sonho com ele.
Na palma das mãos alguns calos.
No dedo anelar esquerdo não tem marca de aliança, eu não uso em casa, acostumei assim desde a época de trabalhar com cola de sapateiro...

A cara da brabeza. Saudade demais...

Se eu olhasse meu rosto no espelho agora veria as marquinhas nos cantos dos olhos. Veria a marca profunda na testa, entre os olhos, de tanto franzir a testa de preocupação...
No rosto tem a marca da inflamação de um dente, abriu, ficou feio, a marca está aqui, o dente se foi faz tempo...

No pescoço, lado esquerdo, a cicatriz da cirurgia de retirada de um nódulo/caroço, tantos anos atrás.
Lembro do dia exato da cirurgia, eu pelada, me deram uma daquelas roupas ridículas de hospital, que deixam a bunda (pode falar bunda nesse horário?) de fora.
E lá fui eu, linda e loira, de bunda de fora, atravessando corredores até o centro cirúrgico. #mimata....

Nos braços vejo as marcas das lesões de pele que extraí tempos atrás e que voltaram. Vamos de novo? Queimar dói...
Nos dedos da mão esquerda os sinais de quando prensei os dedos todos numa máquina de corte, na fábrica onde trabalhava. Se as facas estivessem ajustadas eu teria perdido 4 dedos. Não estavam, e os dedos ficaram comigo.
Gratidão.

No joelho direito a marca de quando desloquei a rótula. Deformou, dói pra burro. Hoje não está doendo...
No calcanhar direito a marca funda de quando cravei a lâmina depilando as pernas. Errei o angulo, errei a força, o sangue esguichou, pensa numa pessoa desesperada.
Sangue e lágrimas também quando quase perdi o dedão direito abrindo uma lata de Pomarola.
Lembra quando lançaram essas latas com anel pra erguer e puxar? Faz uns 25 anos, eu era solteira.
Ergui o anel do jeito errado e ele entrou dicunforça no meu dedo.
Eita #sofrência rsrsrsr



Sinto gratidão por cada marca, por cada cicatriz que trago em meu corpo.
Se cicatrizou é porque curou, de um jeito ou de outro.
E as marcas em meu corpo contam parte da minha história, contam um pouco do que sou.
Claro que seria bom não ter passado as dores, não sou masoquista.
Mas a dor faz parte de viver, de crescer.
Então tiro dela o aprendizado, a experiência...
E sinto gratidão por ter uma história contada por minhas marcas.
E na maioria das vezes, história de ganho e não de perda.


Olhe pra você, relembre suas marcas.
Cada uma delas conta uma história, né? Algumas vezes histórias doloridas, mas se você está aqui significa que você venceu, atravessou o mar. De um jeito ou de outro.
Sinta gratidão pelas suas marcas. Eu sinto pelas minhas.
Elas são, do meu ponto de vista, a confirmação de que sim, nós vivemos.
E, na maioria dos casos, vencemos!
Não é?


Venha participar com a gente da Blogagem Coletiva #52semanasdegratidão!
Clique aqui e saiba como é simples participar!


5 comentários via Blogger
comentários via Facebook

5 comentários:

  1. Que legal e cada marquinho em nosso corpo, faz parte da nossa história de vida! bjs, lindo fds! chica

    ResponderExcluir
  2. Adorei! Realmente, cada marca nos lembra o passado.
    E no presente e no futuro agradecemos e pedimos que não apareçam mais nenhuma (porque dói muito).
    Você tem mãos lindas, sempre as admirei!
    blogjoturquezzamundial
    Beijos.

    ResponderExcluir
  3. Adorei! Realmente, cada marca nos lembra o passado.
    E no presente e no futuro agradecemos e pedimos que não apareçam mais nenhuma (porque dói muito).
    Você tem mãos lindas, sempre as admirei!
    blogjoturquezzamundial
    Beijos.

    ResponderExcluir
  4. Elaine:
    Marcas significam histórias e mais histórias e que bom quando se tem o que contar!
    beijocas

    ResponderExcluir
  5. Olá, querida Elaine!
    A maturidade do corpo e da alma precisa ser valorizada de verdade!
    Seja muito feliz e abençoada!
    Bjm de paz e bem

    ResponderExcluir

Olá! Muito obrigada por ler meu blog e obrigada também por se dispor a comentar meus posts. Seja muito bem-vindo(a)!

Importante!
Devido à falta de tempo hábil eu não me comprometo a responder perguntas referentes aos tutoriais postados neste blog.
Pedidos de ajuda individual serão respondidos conforme o meu tempo e disponibilidade permitirem.
Por favor, entenda: comentários sem relação alguma com o post não serão liberados e nem respondidos.

Para saber mais sobre a melhor forma de utilizar este blog leia Termos de uso do blog.



Muito obrigada, fique à vontade para interagir.
Mas lembre-se:
Gentileza, educação e boas maneiras servem também para a vida nos blogs…



No Instagram