A estória da minha casa- Blogagem Coletiva #52semanasdegratidão

em 13 de janeiro de 2017

A estória da minha casa- Blogagem Coletiva #52semanasdegratidão

Quem tem um blog como o meu, que mistura os mais variados assuntos, vez ou outra (ou muitas e muitas vezes) publica coisas bem pessoais.
Quem está comigo há mais tempo sabe disso, e sabe que aqui eu conto algumas tristezas, algumas dores, algumas derrotas, e que conto algumas vitórias, algumas alegrias, algumas conquistas.
Quero falar disso hoje, de uma grande conquista.
Quitamos nossa casa.

Sim, é isso aí, minha casinha de 50 metros quadrados está quitada. É nossa!
Esta semana recebemos os papéis da quitação, agora é registrar no cartório e a seguir vamos em Bauru, na Cohab, assinar os papéis que faltam e pegar a escritura.
Você não sabe o que isso significa pra mim, pra nós...

Antes de mudar pra cá eu morei por 1 ano e meio nos fundos da casa da minha sogra. Agradeço muito mas jamais faria de novo, se tivesse a sabedoria que tenho hoje.
Quando saímos de lá alugamos uma casa e moramos nela por quase 4 anos.
Aí, no começo de janeiro de 2001 vencia o contrato e eu não queria renovar, o aluguel era bem alto, e a gente não sabia o que fazer.


Era um daqueles tempos difíceis, a gente contava moedinhas pra comprar pão.
Então, assim, de repente, o irmão do meu marido resolveu que queria morar no centro da cidade e não mais num conjunto habitacional.
Apareceu um bom negócio, ele conseguiria o financiamento mas não podia ter nada vinculado ao nome dele.
Então era preciso se desfazer rapidamente da casa da Cohab.

Ele chamou meu marido e ofereceu pra gente, por um valor que mal cobria os anos que ele já havia pago, um presente praticamente. Um presente  que poderíamos pagar por mês, valor total de pouco mais de 10 mil reais.
Isso há 15 anos era (pra mim ainda é) um dinheirão.
Teríamos que assumir as prestações a Cohab e mais essa dívida a ser paga mensalmente. Muita coisa...
Mas topamos, e eu consegui que meu patrão na época me registrasse, mesmo eu trabalhando em casa. Era preciso porque o salário do marido não era o bastante para a Cohab aceitar a transferência.

Pra resumir: meu cunhado fechou negócio na casa dele no começo da semana, mudou na quinta de noite e eu mudei na sexta.
Mudamos sem ter um real, sem dinheiro nem pra pagar a mudança.
Amigos ajudaram, minha mãe e minha sogra chegaram antes de mim e quando cheguei na casa com minha irmã e Ana Laura bebezinha e meus 5 cachorros que tinha na época já estavam todos aqui, os móveis, tudo. Gente lavando, gente montando móveis.
Foi tão rápido que eu nem vi a casa antes de mudar. Era o dia 2 de fevereiro de 2001.

Foram anos de muita economia. Pagávamos as prestações e a dívida com meu cunhado, eu trabalhava como louca costurando calçados, salário baixo... foram anos duros... perdi a conta de quantas vezes era preciso escolher se ia ter carne no almoço ou se ia comprar ração. Sempre escolhia comprar ração.
Com o tempo foi amenizando e paguei meu cunhado 2 anos antes do previsto.
Sim, trabalhei tanto, até de madrugada... mas pagamos.

Tempos depois tivemos uma pendência com a Cohab devido a um erro no contrato e quase perdemos a casa e os anos pagos. A Cohab entrou com uma ação, nós recorremos e perdemos. Tínhamos que pagar um valor bem alto, alto mesmo, devido a um erro no contrato original.
Foi em 2010. Ficamos muito desesperados, a casa estava mesmo por um triz e mesmo juntando todo o dinheiro que conseguimos ainda faltava um bom tanto pra resolver a ação que perdemos.
Nesse ano tudo estava dando errado, foi bem desesperador.

Mas recebemos ajuda de uma pessoa incrível, que conheci via blog.
Sei que você não vai acreditar, mas essa amiga, que mora em meu coração pra sempre, nos emprestou dinheiro, uma soma alta, e eu quitei o débito da ação.
Não vou contar quem é ela porque ela poderia não gostar, é alguém muito modesta e a maioria das coisas que ela faz ela não divulga. Mas se você está comigo há tempos com certeza a conhece... uma das pessoas mais generosas, leais e solidárias que conheci!!! Amo muito, me estendeu a mão quando mais precisei. Gratidão eterna!

Aí, continuamos a pagar as prestações (financiamento de 25 anos, renovado, virou de 30 anos) e comecei a pagar minha amiga.
Mais um tempo de aperto, mas de lá pra cá só melhorou.
Então meu marido foi diagnosticado com Esclerose Múltipla, como você talvez já saiba... e daí um tempo conseguiu a aposentadoria.
Entramos então com o pedido de quitação do imóvel, demorou, deu trabalho, até funcionário da Cohab esteve aqui em casa pra checar, perito, etc... mas finalmente ganhamos a ação e a casa foi quitada.

Você não imagina o tamanho da minha alegria!
Sou grata demais da conta por esta casa!
É simples, é pequenininha, é humilde, mas é tão nossa... sou tão feliz aqui!
Sempre penso nisso, que é uma dádiva ter um teto, ter um lugar pra onde voltar, ter uma casa pra chamar de lar.


Olha a frente da minha casinha, fotografei hoje enquanto chegava em casa depois de um dia de hospital, cansada... começo da noite, chuvinha caindo, mas feliz de ter um lar para onde voltar:



Aqui a vista em frente minha casinha, numa tarde de sol se pondo, coisa mais linda do mundo:



Aqui um pouco do canto dos pássaros do meu quintal:

Um vídeo publicado por Elaine Gaspareto (@elainegasparetoparada) em

Pergunta se sou feliz morando aqui?
Sim, ou com certeza?

Aqui é meu lar, e a gratidão que sinto envolve desde meu cunhado e minha cunhada, que foram generosos ao transferir pra gente o contrato, aceitando receber parceladamente... as pessoas que nos ajudaram quando a gente não tinha nem dinheiro pra pagar a mudança... meus sogros, que no aperto de 2010 nos ajudaram como puderam, e minha amiga querida, que confiou em mim sem nunca ter me visto, que me salvou de perder minha casa...

Gratidão eterna! Gratidão à Deus que escreveu todos os passos que nós daríamos pra chegar até aqui.
Acredite, conseguir uma casa sem ter um real foi mesmo milagre. Tudo se resolveu em uma semana.
Milagre? Sim.
Não quer dizer que não tenha sido com esforço e sacrifício, noites trabalhando, fazendo serviço extra pra conseguir pagar, apertos e preocupações.
Mas milagre.

Por isso sou tão grata, porque milhares de pessoas lutam muito mais, por toda uma vida, e nunca conseguem uma casa pra chamar de sua.
Choro, agora, mas de alegria e de gratidão.
Tem coisa melhor?


Blogagem Coletiva #52semanasdegratidão

Blogagem Coletiva #52semanasdegratidão

Venha participar com a gente da Blogagem Coletiva #52semanasdegratidão!
Clique aqui e saiba como é simples participar!




Para inserir o link de sua postagem faça assim:


1- Copie o endereço http de seu post participante da Blogagem Coletiva #52semanasdegratidão. Só serão aceitos os links participantes da Blogagem.
Se for post do blog você consegue o link clicando no título do post e copiando a url que aparecer no navegador. Se for post no Facebook consegue o link clicando na hora da publicação e copiando o link que aparece no navegador. O mesmo vale para posts o Instagram.

2- Com o link de seu post "em mãos" clique no botão azul Add your link que aparece ao final deste painel. No campo que abrir cole o link de seu post, coloque o nome de seu blog ou de seu post, como preferir, e seu email. Feito isso clique em Submit link.

3- Se puder visite os demais participantes da Blogagem Coletiva #52semanasdegratidão e comente nos posts. Isso incentiva as pessoas e faz os blogs crescerem e serem cada vez mais ativos e vivos!

4- O Painel da Gratidão de cada semana estará no ar sempre às sextas-feiras, entre as 19 e 20 horas, e permanece aberto até o final da noite de segunda-feira.
Você pode conferir todos os painéis aqui:


Espero seu link!
Participe!!!

Vamos espalhar palavras positivas, de gratidão e de amor pelo nosso mundo virtual!


Alguém que escreve. Especialista em si mesma. Leitora que lê muito menos do que gostaria. Blogueira por paixão e profissão. Propriedade da Princesa e da Menininha, e de um cachorrinho muito levado chamado Bloguinho. Tentando viver. Sempre.

35 comentários , comente também!

  1. Que grande e lindo motivo de gratidão. Conseguir o teto próprio, não depender de ninguém mais a aumentar aluguel,pedir imóvel...Essa luta valeu! E que bom apareceu um anjo em tua vida pra ajudar! Muito bom mesmo! beijos praianos às duas! Tuuuuuuuudo de bom! chica

    ResponderExcluir
  2. Que delicia de post! Parabéns pela casa!
    E, de novo, obrigada pela iniciativa.
    Adorei conhecer pessoas lindas e interessantes
    através da blogagem...
    Domingo faço a minha!
    Abraços,
    Andréia
    A Casa da Sherazade

    ResponderExcluir
  3. Que especial é tua casa e a história toda dela!
    E saber que tem uma anjo blogueira ajudando também faz a gente abrir aquele sorriso!
    Parabéns por tanto esforço e trabalho. Abençoado seja teu lar!
    Beijo.

    ResponderExcluir
  4. Boa noite, querida Elaine!
    Que história maravilhosa que terminou com um lindo final feliz!
    Minha primeira casa própria (ia vendendo uma pra comprar a próxima em outro lugar) foi uma novela também... entrou até o cordão da avó de penhor na CAIXA... era do outro século com uma pedrinha de brilhante...
    A gente se lembra do passado e põe os pés no chão hoje em dia... põe o nariz no lugar certo e não o deixa mais empinar à toa (somo pó apenas)... a medida do possível e se acontecer isso, Deus nos dá direção certa... rs...
    Gostei muito e valeu ler seu post da sua gratidão semanal que deve ser gritado ao mundo mesmo para que todos confiemos mais e mais no Senhor Deus que é fiel aos extremos aos seus filhos muito amados que somos todos nós...
    Glória, honra e louvor ao Bom Deus!
    Bjm muito fraterno e um excelente 2017!

    ResponderExcluir
  5. Uuauuu
    Que história em Elaine, passaram por tantas coisas mas Deus sempre sustentando vocês.
    Que deus abençoe você, sua casa e sua família.
    Beijos ♥

    ResponderExcluir
  6. Um bom motivo para se sentir feliz.
    Um abraço e uma boa semana

    ResponderExcluir
  7. Elaine,

    Que relato comovente. Não é fácil conquistar uma casa própria no Brasil.
    Eu senti essa alegria quando comprei meu apartamento. E, mais ainda quando quitei.
    É o sonho de muitos. Você é uma abençoada.
    Nas horas de apertos que conhecemos os melhores amigos.
    Você merece. Sua casinha é linda! Parabéns pela conquista.
    Abraços

    ResponderExcluir
  8. Querida. Me emocionei com seu post, pois me lembrou tanto uma história que faz parte da minha vida...
    Com amor, companheirismo, fé, resignação e determinação histórias como a sua são construídas.
    Que Deus abençoe sua casinha e faça dele seu lar. Sim, pois lar é onde nosso coração está. Que todos os dias o sol brilhe dentro do seu coração, lhe enchendo de luz e renovando sua gratidão. Um abraço grande e toda saúde para seu marido.

    ResponderExcluir
  9. Olá, Elaine, compreendo sua história... hoje tenho minha casa, depois de muito trabalho, e sei o valor que tem! Nada como a segurança no cantinho a gente! Abraços!

    ResponderExcluir
  10. Elaine emocionei que história linda, mas para chegar até aqui que sufoco, né?
    Mas fico feliz por saber que nem tudo está perdido pessoas iluminadas existem, sim.
    lardocelar
    beijocas

    ResponderExcluir
  11. Eu fui lendo e me identificando. Nosso primeiro apartamento foi assim, pequeno, para pagar em 10 anos, foi pago em 5, com uma economia enorme, deixando de fazer coisas simples, abrindo mão de conforto que já faziam parte da minha vida. Valeu cada privação. É muito bom ter um teto, uma casa nossa, por menor que seja. Eu amei cada palavra tua. <3

    ResponderExcluir
  12. Oi,
    Que post mais incrível! Como todos que vc publica... Só quem tem um lar pra chamar de seu, sabe o valor de um "lar real"... Sabe? A casa que eu moro, é antiga, tá caindo aos pedaços (literalmente); mas é nossa (herança de meus pais!) Precisa ser vendida com urgência para pagar as custas dos inventários, mas eu moro nela...
    Então? Gosto demais dessa casa, pq sempre morei nela... minha família morava nela... até as irmãs casarem e irem embora, e meus dois irmãos partirem para o outro mundo... Agora virou um negócio... Precisa ser vendida pq está correndo o risco de cair, e comigo dentro... Por isso dou valor a ela!
    Como vc... Eu sou suspeita para falar pq eu gosto de tudo o q vc publica... mas adorei demais esse... justamente por falar de CASA...
    o MEU TEXTO CHEGA HJ E NO MAIS TARDAR AMANHÃ...
    bjo no core...

    ResponderExcluir
  13. Acredito que das coisas materiais a mais importante é termos um teto para chamarmos de nosso. Comprar nosso primeiro teto tb não foi fácil, foi pela CEF e não tínhamos os 10% de entrada. Um primo emprestou, mamãe costurava, eu e irmão já trabalhávamos e durante dois anos, levamos marmita, vendemos férias, não compramos nada para nós e conseguimos pagar o primo e as prestações. Acredita que o primo se recusou em receber juros, daí ainda sobrou um dim dim :) Parabéns!! Aprendi com minha mãe que se não metermos a cara não conseguimos nada, e o universo conspira a nosso favor. Que Deus abençoe essa casa, esse lar e seus moradores. beijooo

    ResponderExcluir
  14. Linda história! E como toda boa história, regada de emoções... Deus sempre nos agraciando com suas maravilhas... Enviando anjos para nos auxiliar nos momentos em que mais precisamos! Parabéns pela linda trajetória!

    ResponderExcluir
  15. Oi Elaine, parabéns pela conquista da casa própria e quitada. è para ficar muito grata e ser muito feliz mesmo.
    Uma ótima semana pra você.
    beijos
    Chris

    ResponderExcluir
  16. Hey Elaine, que maravilha! Deus é mesmo maravilhoso. E vc uma guerreira, fiquei feliz demais por vc e sua família, curta demais esse momento. #gratidãoetudo

    ResponderExcluir
  17. Chorei ? Sim ou com certeza ?
    Acho que casa é a coisa mais importante que uma pessoa pode ter ! Sabe felicidade com a conquista alheia ? Pois é, eu sinto essa felicidade junto contigo !! E gratidão por tê-la no meu hall de amigos !!!

    Bjus 1000 querida e comemore muito (com coca cola, off course, rsrsrs)

    ResponderExcluir
  18. Olá Elaine, boa tarde! Cheguei até você, pelo blog da querida Rosélia.
    Uma história riquíssima, bela e emocionate. Envolvi-me de coração, pelas tuas palavras e com alegria, parabenizo, bato plammas pela tua feliz e grande conquista! Sim, um teto, um lar é muito especial e importante. Brava Elaine e muito prazer em conhecê-la.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  19. Basta sonhar e persistir para alcaçar objetivos. e você, pelo relato que li, soube fazer muito bem. Agora é desfrutar do que Deus lhe permitiu ter e, continuar persisitindo e realizando seus sonhos de sempre melhor a vida. Você merece!!!Bjs

    ResponderExcluir
  20. Elaine querida, quanta emoção, confesso que chorei, pois sei que não é fácil a vida e a luta diária para se conquistar os objetivos. Mas como vc mesma disse, a ajuda vem e milagres acontecem para quem tem fé e gratidão no coração, vc é merecedora de tudo isso e muito mais. Que Deus abençoe sua amiga querida e que ela sempre tenha vitórias, luz e felicidade em sua vida, pois generosidade somente os bons de alma possuem. Parabéns minha linda pela conquista, estou muito feliz por vcs, melhoras ao teu marido e forças sempre pois és uma guerreira, te admito, te gosto muito.

    Loba.

    ResponderExcluir
  21. Elaine minha querida, você me surpreende a cada dia com suas histórias de superação e amor a vida e aos seus!
    Este é um grandioso motivo de agradecimento e louvo a Deus pela vida da amiga que te emprestou o dinheiro foi um gesto lindo e nobre da parte dela, que o Senhor a abençoe grandemente sempre!
    Você é uma mulher virtuosa Elaine e muito, mais muito preciosa para nós e principalmente para Deus!
    Bjoooo no seu lindo e terno coração...

    ResponderExcluir
  22. Cada vez mais admiradora sua! Parabéns Guerreira!

    ResponderExcluir
  23. Elaine eu sei bem o que é quitar um financiamento de 25 anos...rsrs costumava dizer que acabaria quando as crianças terminassem a faculdade, e eu ainda nem tinha minha filha.
    Fico feliz com sua conquista, com mais esse obstáculo superado
    Muita Luz e paz
    abraços

    ResponderExcluir
  24. Linda a sua casa! E mais linda ainda a história por trás dela!
    Devemos ser gratos sempre!
    Uma abençoada semana para todos nós!!!

    ResponderExcluir
  25. Oi Elaine, além da "estória" da sua casa ser muito linda, você tem o dom da escrita e sabe se expressar como poucos!
    Parabéns pela casa, não importa o tamanho, sendo nossa, a transformamos em nosso verdadeiro lar! Adorei o post e ficar ouvindo o canto dos pássaros é lindo demais. Parabéns!
    Agora vou ler as postagens das colegas que deixaram os links aqui embaixo.
    Beijinhos,
    Ana
    www.viagensebeleza.com

    ResponderExcluir
  26. Elaine querida! Uma postagem linda. Me emociona muito ler tudo isso. Bom saber que foram recompensados pela luta e sei que poderão viver mais aliviados. Uma casa é feita só de teto, paredes, portas, janelas e piso... Vocês tem mais que isso, têm um lar! Esta semana está difícil de participar fazendo postagem no meu blog, mas minha gratidão é poder ler coisas tão especiais assim. Bjks

    ResponderExcluir
  27. Elaine que testemunho lindo! Agradecer todos os dias é pouco, quando Deus nos dá forças pra continuar e acreditar, que tudo se resolverá. Muitas bênçãos em seu lar. Bjs! Nice

    ResponderExcluir
  28. <3 tão bom ler isso numa segunda de manhã... não faz mt tempo que conheci teu blog, mas já amo de paixão... sempre venho aqui... Bjsssss

    Pati - RS

    ResponderExcluir
  29. Amo seus relatos. Tão cheio de emoções, delicadeza, intensidade... Me emociono sempre. Sua luta para ter sua casa, parabéns! Generosidade gera generosidade! Você é tão boa e doce que não tem como não ter várias e várias pessoas para te ajudar sempre. Saiba disso, você é iluminada.
    Beijos e amei o post
    Adriana

    ResponderExcluir
  30. Linda História, parecida com a de muitos e muitos brasileiros que sonham em ter um pedacinho de chão para chamar de seu. Moro numa casa que é do meu pai. Sou grata pela chance que ele me deu de não gastar meu suado dinheirinho em aluguel, mas não vejo a hora de ter o meu próprio cantinho! esse ano estou quitando meu lote vou começar a levantar as paredes do meu novo lar. Tenho muito o que agradecer! Na sexta começo na blogagem coletiva. Amei a ideia que vai ajudar a muitas blogueiras. Até lá.

    ResponderExcluir
  31. Oi Elaine! que bom que finalmente terá sua escritura, morei de aluguel por alguns anos de minha vida, a gente nunca está seguro para nada... Toda vida guardei dinheiro enquanto tinha um bom trabalho,sonhando em comprar minha casinha e com a ajuda de meu pai e na época marido, consegui realizar este sonho. A casa é pequena, simples também, só agora que após a morte do meu pai vendemos um imóvel, consegui dar uma melhoradinha nela...Ah, me sinto tão grata ao meu falecido pai e minha mãe que abriu mão pelos filhos...feliz demais com meu cantinho!
    Linda paisagem de brinde com a casa!
    Abraço!

    ResponderExcluir
  32. Acho que sei amiga de quem vc fala nesse post. Chorei aqui no silencio da minha salinha de trabalho. Deus é bom e honra pessoas honestas como vc. Te amo mesmo sem te conhecer viu.
    Bjs Mona

    ResponderExcluir
  33. Lembro quando vc passou pelo sufoco de quase perder a casa e que uma amiga virtual a ajudou. Aí vemos como não tem essa de amigo virtual e real. Para ser amigo de verdade basta ser amigo.
    Bjk e abençoado fim de semana.

    ResponderExcluir
  34. linda, não sei como postar no painel de gratidão do blog coletivo mas aí está o link da postagem no meu blog com o teu selo ok
    http://dicasdamartinha.blogspot.com.br/2017/02/do-loiro-ao-ruivo.html

    ResponderExcluir
  35. Ter um teto para chamar de seu é uma dádiva e um motivo de gratidão mesmo. Um conquista que é até um direito, mas se torna u m privilégio no mundo confuso no qual vivemos! Parabéns Elaine por seu milagre e conquista!

    ResponderExcluir

Olá! Muito obrigada por ler meu blog e obrigada também por se dispor a comentar meus posts. Seja muito bem-vindo(a)!

Importante!
Devido à falta de tempo hábil eu não me comprometo a responder perguntas referentes aos tutoriais postados neste blog.
Pedidos de ajuda individual serão respondidos conforme o meu tempo e disponibilidade permitirem.
Por favor, entenda: comentários sem relação alguma com o post não serão liberados e nem respondidos.

Para saber mais sobre a melhor forma de utilizar este blog leia Termos de uso do blog.



Muito obrigada, fique à vontade para interagir.
Mas lembre-se:
Gentileza, educação e boas maneiras servem também para a vida nos blogs…

Para receber os posts diariamente:

Digite seu email e receba nossas
atualizações gratuitamente



Para receber a newsletter semanal fofa e especial:

Assine minha newsletter linda!

* indicates required