Recortes de vida

em 6 de novembro de 2016

Recortes de vida

Conta pra mim: em quantas redes sociais você possui perfil?
Blogger, Facebook, Instagram, Twitter...
Vamos olhar os dois mais comuns e famosos atualmente: Instagram e Facebook.
Olhe sua timeline e seu feed. Olhe o feed e a timeline de quem você segue.
Olhe o feed e a timeline de quem segue você.

O Instagram, alimentado essencialmente por imagens, e o Facebook, alimentado sobretudo por imagens, notícias compartilhadas e textos motivacionais/opinativos.
A gente olha as imagens, as fotos lindas e editadas, o churrasco com os amigos, a festa com a família, a mesa posta para o café, a louça caprichada... o prato lindo do almoço, a foto do cachorrinho, a foto dos filhos, as falas dos filhos, a unha bem pintada e o livro ou filme que a pessoa está lendo ou vendo... as viagens, os passeios, as frases politicamente corretas...
Tudo bonito....
Visto pelo "filtro" das redes sociais parece que só há felicidade no mundo... só beleza, gentileza e dias bons...

A nossa própria linha do tempo também é assim, o nosso feed do Instagram também (salvo exceções).
Tudo bonito, feliz. Sorrisos. Sem unha lascada, sem cachorro sujando tudo, sem a comida queimando, sem o dia de cão, sem as birras dos filhos, sem a briga feia com o marido, sem a cara feia depois de uma contrariedade...

Nas redes sociais, salvo raras exceções, postamos o que nos faz bem mostrar. E, verdade seja dita: queremos ver o que anima, alegra e motiva.
E não gostamos de mostrar quando estamos "do lado negro da força". Quando somos agressivos, mal educados, impacientes, quando estamos do lado errado do rio...


Assim como nas fotos antigas, onde a gente escolhia a melhor para dar ao namorado num filme de 48 poses, ou nas centenas de fotos tiradas no dia do casamento a gente escolhe as melhores para compor o álbum... assim são as redes sociais hoje em dia: recortes da vida.
São retalhos. Em geral, os mais bonitos.

Quer dizer que é falso? Claro que não!
Mas achar que essas imagens traduzem a vida toda, isso sim seria um imenso equívoco!
A foto não é a vida, é um recorte da vida.
A foto que eu posto não é a minha vida, é um recorte da minha vida.
O que eu publico no blog, no Facebook ou no Instagram é um recorte da minha vida, não é a minha vida toda.
Nem os momentos bons, nem os ruins.
São apenas recortes de um determinado momento.

A foto ou texto de opinião que você posta é um retalho da sua vida, não a sua vida toda.
Nem se eu ou você publicássemos tudo o que vivemos, cada detalhe... ainda assim seriam recortes da vida e não a vida toda.

Fiquei pensando nisso outro dia, quando vi em uma foto que uma menina que sigo no Instagram postou. Ela está com o pai doente e na foto ela estava sorrindo, em um lindo amanhecer. Alguém comentou, maldosamente: "Seu pai saiu do coma?"
Não, não melhorou. Mas o sorriso era um recorte da vida, um momento bonito que ela quis mostrar.
Ninguém deveria julga-la por sorrir mesmo em dias tristes... nem achar que somos tristes e cheios de problemas só porque, de vez em quando, partilhamos algo mais pessoal e dolorido.

Recortes. Retalhos.
Apenas isso.
Lembremos sempre: a foto bonita, o texto opinativo, a imagem publicada... são recortes.
Se juntarmos absolutamente tudo teremos um recorte maior, mas ainda assim, apenas recortes... e não a vida toda, nem a nossa, nem a do outro.
Não é?

Alguém que escreve. Especialista em si mesma. Leitora que lê muito menos do que gostaria. Blogueira por paixão e profissão. Propriedade da Princesa e da Menininha, e de um cachorrinho muito levado chamado Bloguinho. Tentando viver. Sempre.

8 comentários , comente também!

  1. Verdade!! Elaine
    Beijinho e bom inicio de semana :)

    ResponderExcluir
  2. Concordo plenamente, Elaine! Por mais que a pessoa seja detalhista e insista em colocar toda a sua vida nas redes sociais, são apenas retalhos e muitos, se juntar tudo, dá uma vida tão perfeita e feliz que até Deus duvida, rs.
    Amei o post! Gosto da sua percepção das coisas!
    Bjs, linda semana! =)

    ResponderExcluir
  3. Lindo seu texto, Elaine. Retalhos da vida, mas bem ao contrário do que diz a música da Alcione! beijo, boa semana!

    ResponderExcluir
  4. Texto muito bom e essencialmente reflexivo. Nenhum de nós é sempre triste ou sempre alegre, mesmo quando a vida nos prega aquela rasteira e nos estatelamos no chão sempre vai haver aquela frase dita pela amiga e então aquele sorriso de minha neta de 1 1/2 , quando ela chega em casa posso estar com a maior dor de cabeça ou o maior mau humor aquela falarota que ninguém entende aquele chamego e aquela gargalhada de bebé põe meu dia feliz, não vou dizer que é o dia todo sempre há aquela discussão com o marido ou a noticia que nos deixa de cabelos em pé. Mas a vida faz-se caminhando. Tudo de bom para si e seu marido e seus pets. Júlia Albuquerque (Lisboa)

    ResponderExcluir
  5. Verdade, querida!

    As pessoas tem a impressão de que a gente tem que esconder a dor, como "lixo em baixo do tapete", muitas vezes sofremos, mas a dor que sentimos não é suficiente para sufocar a alegria que almejamos ou que temos naturalmente dentro do nosso ser. Eu sei que eu não sou a boazinha da história, nem a tirana que de vez em quando se apodera do meu corpo, eu sou uma mistura de cada uma, num equilíbrio que me faz ser normal. Por isso, não é possível rotular as pessoas, elas sempre tem a possibilidade de melhorar, se estão "no lado escuro da vida". Deus sabe disso, por isso sempre nos perdoa e nos dá uma nova chance a cada nascer do sol!
    Tem muita gente também que gosta de se enganar, mostrando para o outro o que na verdade não é, isso é o que nos faz mal, colocar máscaras e quando nos deparamos com a realidade isso causa uma frustração muito grande! Melhor mesmo é ser quem somos, independente da opinião dos outros, mas é um exercício diário!!! Uma luta! E vamos à luta!

    Abração,

    Drica.

    ResponderExcluir
  6. Oi Elaine, lindo post! Só tenho usado Facebook e olha lá. Diante de tanta invasão de privacidade que vemos hoje nas redes sociais, para mim postar suposta felicidade não me incomoda ou merece julgamento, melhor isso do que postar retalhos da vida dos outros,ridicularizar, inventar mentiras etc.
    Já disse alguém, não me lembro o autor: "Cada um sabe a dor e a delícia de ser o que é".
    A vida é efêmera, não se deve perder a oportunidade de SE SENTIR feliz, uma alegria em meio a dor, é privilégio.
    Beijos!

    ResponderExcluir

Olá! Muito obrigada por ler meu blog e obrigada também por se dispor a comentar meus posts. Seja muito bem-vindo(a)!

Importante!
Devido à falta de tempo hábil eu não me comprometo a responder perguntas referentes aos tutoriais postados neste blog.
Pedidos de ajuda individual serão respondidos conforme o meu tempo e disponibilidade permitirem.
Por favor, entenda: comentários sem relação alguma com o post não serão liberados e nem respondidos.

Para saber mais sobre a melhor forma de utilizar este blog leia Termos de uso do blog.



Muito obrigada, fique à vontade para interagir.
Mas lembre-se:
Gentileza, educação e boas maneiras servem também para a vida nos blogs…