Dia do Cachorro com fotos e estórias das minhas fofuras para você conhecer!

em 4 de outubro de 2016


Hoje, 4 de outubro, comemora-se o Dia Mundial dos Animais, o Dia do cachorro e o Dia de São Francisco de Assis, considerado o protetor dos animais pelos católicos. Uma data tão importante pra quem ama animais, e no meu caso, especialmente os cachorros, não poderia passar em branco, né?
À convite da BitCão vim contar para você um pouco mais sobre 3 amorinhos muito especiais para mim: Menininha, Princesa e Bloguinho!


Quem acompanha o blog, ou meu Instagram, ou meu perfil no Facebook, sabe sem sombra de dúvida que as figurinhas mais presentes por lá são meus cachorrinhos.
Menininha, Princesa e Bloguinho: fotos deles tem de monte. Minha? Tem não...




Instagram



Todos os 3 foram resgatados da rua: Menininha apareceu aqui na minha rua 12 anos atrás, Princesa foi recolhida pelo meu cunhado e chegou aqui tão novinha que nem dentinhos tinha e Bloguinho é o mais recente, marido resgatou.
O nome Bloguinho? Sugestão da Fernanda Reali. Tão fofo que ficou!



Mas quero te contar mesmo é um pouco mais da estória da minha Menininha.
Quando ela apareceu por aqui eu era pespontadeira e trabalhava com minha irmã e mais uma ajudante.
Um dia lá vem descendo a rua um filhotinho muito pequenininho, naquele andar engraçadinho que os filhotes muito novinhos têm, sabe como é?
Ela sempre foi gordinha, e estava muito suja, coberta de barro.
Pegamos, limpamos, demos água e papinha de ração.
Mas eu não podia adotar porque nessa época já tinha, pasme, 5 cachorros em casa.
Então fizemos uma casinha do outro lado da calçada pra ela.
Mas era um terror porque ela queria atravessar a rua e ficar com a gente.
E a gente queria também...

Aí não teve jeito: veio pra dentro de casa, de verdade. Dormia dentro de casa porque durante a noite meu cachorro mais bravo ficava solto na frente de casa.
E foi assim, cresceu grudada comigo e com minha irmã. A gente trabalhava, ela debaixo da mesa com a gente. De noite dormia na caminha ao meu lado.
Quando minha irmã estava grávida do Luís Otávio ela, a Menininha, foi a primeira a saber: cheirava a barriga da minha irmã, encostava a cabecinha, parecia que sorria.
Tinha mesmo um neném ali, ela estava certa!


Quando ela teve câncer e foi operada foi muito ruim. Mas ela conseguiu superar e está bem pra idade e peso que tem. Também teve a doença do carrapato quando era filhote e foi minha irmã quem mais cuidou dela, dava remédio, fazia caldinho.
E Menininha tem por ela um amor imenso, chega a chorar só de ouvir a voz da titia pelo viva-voz...



Quando eu passei a trabalhar dentro de casa, com blogs, ela, claro, se adaptou: dorme debaixo da mesa do computador, nesse momento mesmo eu ouço o ronquinho dela.
É minha companhia mais constante, se eu vou ao banheiro ela vai junto, se eu dou 100 passos ela dá 101 pra estar comigo.
Somos muito parecidas: gordinhas, quietas, não gostamos de barulho, nem de gente apertando a gente rsrsrs
Ela não gosta de abraço, de beijo, nem que façam a Felícia com ela.
Raramente deixa eu dar um cheiro nela. E ela tem um cheirinho tão gostoso de cachorrinha... #amor

Sou aquela pessoa que tem grande dificuldade em dizer "eu te amo" mas pra ela eu falo mil vezes, naturalmente, sem esforço nenhum.
Ela me fez melhor, me fez mais paciente, mais atenciosa.
Só consigo estar bem se ela estiver bem, não consigo dormir sem escutar o respirinho dela.
Nos dias ruins, naqueles que eu não consigo sair da cama, ela está lá. Fica comigo o dia todo, se precisar.
Ela só se separa de mim quando meu marido não está bem. Aí ela deita ao lado dele, deixa ele fazer carinho nas orelhinhas dela, fica com o focinho colado nele. Ela sente quando precisamos do amor dela...


Aqui em casa dividimos os cuidados com os peludinhos: banho na Princesa é no petshop, nos outros dois eu dou. E Bloguinho é uma saga: ele corre, ele luta, ele me dá uma canseira.
Menininha é tranquila, nem se mexe. Minha gordinha é calminha...
Alimentação é com marido. E todo dia tem que misturar uma carne na ração. E tem que ser marido, senão eles ficam olhando pra minha cara, tipo: "cadê ele?" rsrsrs
E passeio é só na frente de casa porque marido não consegue caminhar.
Mas de carro os dois mais novos amam!
Menininha? Nem entra, morre de medo de carro rsrsrs

Eu amo andar de carro!


A vida com eles é boa. muito melhor do seria sem eles. São divertidos, alegres, fazem a casa mais bagunçada, mais suja, muito mais feliz!
Por eles marido dirige com mais cuidado porque a gente sempre pensa: se acontece um acidente? Eles vão esperar a gente pra sempre, vão achar que os abandonamos...
Então, cuidado redobrado porque tem 3 crianças de 4 patas esperando a gente em casa. Ansiosamente.


Mas cuidar de um cachorrinho não é simples.
Além dos cuidados de todo dia (limpeza, deles e da casa) tem os gastos.
Ração, vacinas, etc... veterinário quando adoecem...
Muitas vezes eu deixo de sair de casa pra não deixa-los sozinhos. Quando tenho que sair da cidade tem que coloca-los na equação.

Princesa filhotinha, com 2 meses

É um compromisso sério, pra durar enquanto eles viverem.
Não é de pelúcia, embora alguns pareçam.
É um ser vivo, que sente fome, dor, medo, solidão e tristeza.
Abandonar é uma crueldade sem tamanho, e a gente sabe que há abandono demais.
Seja filhote, seja o cão adulto, a dor é imensa!




Se você pensa em ter um cachorrinho em casa considere a possibilidade de adotar.
Não compre! Em toda cidade há centenas de  animaizinhos desejando o que todos merecem: um lar amoroso e responsável!
Há uma indústria cruel por trás do filhote lindo de raça à venda.
Se realmente for comprar certifique-se sobre o canil, conheça os pais do filhote. Há muitas matrizes morrendo aos poucos à cada cria por falta de cuidado e zelo...

Para encerrar o post com minhas fofuras, uma foto da minha mini poodle:

Eu, a mini poodle...

Acredite: o amor que eles me dão supera de longe todo o trabalho que eu possa ter.
Amo tanto, mas tanto...
E ama-los me fez amar mais as pessoas, me fez melhor.
Creio firmemente que amar os animais nos dá mais capacidade de ter compaixão.
Afinal, quem é compassivo é e pronto.
Seja com gente, seja com bicho...
Né?


Alguém que escreve. Especialista em si mesma. Leitora que lê muito menos do que gostaria. Blogueira por paixão e profissão. Propriedade da Princesa e da Menininha, e de um cachorrinho muito levado chamado Bloguinho. Tentando viver. Sempre.

7 comentários , comente também!

  1. Ótimo post! Sou apaixonada pelos animais.. Principalmente cachorrinhos rs Muito legal essa ideia da adoção de cães. Parabéns pelo blog!

    ResponderExcluir
  2. Tenho dois príncipes aqui em casa e tem um que me segue o tempo todo também ...

    ResponderExcluir
  3. Miga, Eu tenho 1 cachorro (Thor) e 1 gata (Shushu)...
    A Shushu vai onde eu vou... deita do meu lado, no banquinho do lado da cama...
    Até ao banheiro...
    Ela é uma SRD...
    AMO ELES...
    É todos foram adotados...
    Amei seu post!

    ResponderExcluir
  4. Linda postagem,uma lição de amor.
    Eu também me dou muio bem com os animais.
    Quando eu morava em casa,os cachorros dos vizinhos me adotavam como dona , não saiam lá de casa e aí de quem falasse um pouquinho mais alto comigo...Pode?
    Eles são leais e verdadeiros.
    Bjs

    ResponderExcluir
  5. Você sempre me comove muito com seus posts. Entendo seu amor por animais, também sou assim. Todos os meus amados apareceram na minha vida e são tratados como filhos. Grande abraço

    ResponderExcluir
  6. Tão lindo este post minha amiga, fiquei triste, pois o que mais me dói em ter saído do Brasil é a falta das minhas meninas Teresa e Clarice, tive de doa-las pois não tinha condições de traze-las para cá, mas não há um só dia que eu não chore por elas, mesmo sabendo que estão bem, nunca mais quero cachorro, pois qdo a gente precisa como eu, mudar de cidade ou país, a coisa complica se não temos condições financeiras de traze-los junto com a gente. A minha saudade é imensa e dói mesmo passado tantos anos... Acompanho a história dos teus bebes ha anos e estão cada dia mais lindos, Bloguinho foi a renovação, a bagunça que faltava nessa casa com tanto amor, bjuivos no coração de vcs. Feliz dia amiga.

    Loba.

    ResponderExcluir

Olá! Muito obrigada por ler meu blog e obrigada também por se dispor a comentar meus posts. Seja muito bem-vindo(a)!

Importante!
Devido à falta de tempo hábil eu não me comprometo a responder perguntas referentes aos tutoriais postados neste blog.
Pedidos de ajuda individual serão respondidos conforme o meu tempo e disponibilidade permitirem.
Por favor, entenda: comentários sem relação alguma com o post não serão liberados e nem respondidos.

Para saber mais sobre a melhor forma de utilizar este blog leia Termos de uso do blog.



Muito obrigada, fique à vontade para interagir.
Mas lembre-se:
Gentileza, educação e boas maneiras servem também para a vida nos blogs…