Receita de doce de mamão verde em pedaços

em 18 de agosto de 2016


Quando a gente era criança (a gente que eu digo sou eu rsrsrsr) não existia essa infinidade de doces industrializados que vemos em supermercado.
Quer dizer, até devia existir, mas estava fora do nosso alcance e realidade.
Aqui no interior, lá pelo final dos anos 1970, começo dos anos 1980, o máximo eram as paneladas de doces caseiros que a mãe da gente (no caso, de novo, a gente sou eu rsrsrs) fazia com frutas do quintal.

Na casa da minha mãe tinha (alguns ainda tem) goiabeira, pé de mamão, pé de cidra, limoeiro, mangueira, laranjeira, cajueiro...
Lembro dos tachos de goiabada, feita no fogão à lenha (a gente só foi ter fogão à gás muito tempo depois, eu já trabalhava... era um Dako azul e branco de asinhas, coisa linda, sinto saudade até hoje de fogão com asinha...), lembro do doce de manga (a última vez que comi foi quando minha irmã estava grávida da Ana Laura e cismou com o doce de manga).
E doce de leite (sabia que aqui onde moro hoje era uma fazenda? E era justamente aqui que a gente vinha comprar leite tirado na hora. Quem diria que anos depois aqui seria minha casinha...), daquele doce caseiro, apurado por horas no forgão à lenha... cor linda, gosto sem igual...

Nunca fui muito apaixonada por doce (minha fraqueza é salgada rsrsr) mas alguns daqueles doces de antigamente eu faço de vez em quando. Muito raramente pois é coisa de paciência e de tempo... e de achar a fruta certa...
E dos doces que eu ainda consigo fazer, daquela época, restou o doce de mamão verde.
Esse, olha de pertinho:


É aquele doce que fica durinho por fora e macio por dentro, sabe?
A minha mãe sempre fez com cal virgem, mas eu sempre cismei usar cal de construção no doce... eu, hein...
Até que a internet, essa coisa maravilhosa, me mostrou que podemos usar bicarbonato ao invés de cal.
Ou fermento em pó (aquele do bolo) ao invés de bicarbonato.
E dá certinho!

E sim, tem segredinhos!
Vou te contar como eu faço, os segredos todos, tá?
Vamos?
Então vamos!


Receita de doce de mamão verde


Ingredientes:
Mamão verde cortado em cubos não muito pequenos.
Tem que ser mamão verde, tirado do pé. Aquele verde que a gente compra no mercado não dá, ele sempre "tá de vez", ou seja, só é verde por fora, por dentro tá madurando já.
Tem que ser verde assim:
Açúcar o quanto baste (calcule mais ou menos 1 quilo de açúcar para cada 1 quilo de mamão)
Cravo da índia.
Cal virgem, bicarbonato de sódio ou fermento químico em pó. Escolha seu preferido. Água quente (uns 3 litros ou mais).


Agora os segredos:

Descasque e tire as sementes do mamão.
Corte em cubos não muito pequenos, e de preferência em tamanhos regulares.
Coloque em uma bacia e cubra com água.
Para cada quilo de mamão já cortado coloque 1 colher das de sopa bem cheia de bicarbonato de sódio ou fermento em pó. Ou cal de construção.

O bicarbonato é melhor que o fermento, tem ação mais potente ( assim como cal é melhor que bicarbonato, mas eu sou cismada rsrsrs).
Mexa bem, cubra e deixe descansar  por umas 2 ou 3 horas. Pode ser na geladeira, ou não, você decide.
Sim, 2 ou 3 horas... paciência, lembra?
Coloca o mamão de molho e vai fazer outra coisa.

Após o tempo de molho escorra a água e lave o mamão muito bem, umas  3 vezes em água corrente.
Tem que sair todo o bicarbonato/fermento/cal que tiver usado.
Reserve o mamão.

Em uma panela grande, de fundo grosso (eu tenho uma que foi da minha mãe, a "panela de fazer doce", alumínio batido, pesada e muito boa) coloque o açúcar e faça um caramelo.
Isso é importante porque dará cor ao doce, ele não ficará com aquela carinha pálida, mas sim dourado e lindo.
Quando o açúcar derreter e virar caramelo despeje o mamão, acrescente uns 10 cravos da índia, mexa.
Vai grudar tudo, é normal.
Cubra com água quente e tampe.

Deixe cozinhar em fogo alto por mais ou menos 1 hora, 1 hora e meia, depende do seu fogo (do fogo do seu fogão, tá? rsrrss) e do tamanho dos cubos de mamão.
Aqui em casa, na chama grande do fogão de 5 bocas, leva em torno de 1 hora.

Nesse tempo não precisa mexer, mas se a água começar a secar é só colocar mais, desde que seja água fervente e com açúcar.
Sim, com açúcar pra não deixar o doce sem doce, entende?
No total eu gastei quase 900 gramas de açúcar refinado.
Sim, pode ser cristal.
A calda vai encorpar, não se preocupe.

Após o tempo de cozimento (como saber se está cozido? Experimente, uai rsrsrs) espere esfriar e coloque em uma compoteira.
Mantenha em geladeira.
Dura bastante, especialmente se colocar em vidro com tampa esterilizado.

Dicas extras:
Nunca congelei, não sei dizer se pode.
Já fiz com mamão "de vez" e fica bom mas não fica durinho por fora.
Não coloque cal, bicarbonato ou fermento demais. Deixará o doce muito duro. Mantenha a proporção que falei acima.
Se usar cal o tempo de molho por ser reduzido em 10%. Mas lave muito bem, tá?

Se fizer me diz.
Bora adoçar a vida com doce da roça?
Enjoy!!!

Quer imprimir a receita?
Clica aí, ó:

Print Friendly and PDF




Alguém que escreve. Especialista em si mesma. Leitora que lê muito menos do que gostaria. Blogueira por paixão e profissão. Propriedade da Princesa e da Menininha, e de um cachorrinho muito levado chamado Bloguinho. Tentando viver. Sempre.

5 comentários , comente também!

  1. Bom dia minha querida, nossa quanto tempo ne rsrs , minha flor tenho uma amiga que esta precisando da sua ajuda, eu tentei passar seu face mas vc não esta mais na minha lista (acho que vc me excluiu) rsrs vc pode me passar para que eu possa passar pra ela ? bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Lídia, eu não excluí não rsrsrs
      Quase nem acesso Facebook, é tudo automático e pela fanpage do blog.
      Pede pra ela entrar em contato pela fanpage ou aqui pelo Contato do blog.
      beijosssss

      Excluir
  2. Oi Elaine! Sabe que quanto mais envelheço, mais gosto desses doces caseiros, além do sabor, me traz lembranças tão boas.
    Não sabia da dica do bicarbonato, da próxima vez que fizer com abóbora com testar.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  3. Olá, Elaine. Eu já fiz esse doce com abóbora e também usando cal de construção, kkk. Adorei a dica do bicarbonato ou fermento, vou experimentar! Abraços!

    ResponderExcluir
  4. Lá no meu blog: "Jogos do Brasil e do mundo" coloquei sobre seu blog vê lá: http://brasilmundojogos.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Olá! Muito obrigada por ler meu blog e obrigada também por se dispor a comentar meus posts. Seja muito bem-vindo(a)!

Importante!
Devido à falta de tempo hábil eu não me comprometo a responder perguntas referentes aos tutoriais postados neste blog.
Pedidos de ajuda individual serão respondidos conforme o meu tempo e disponibilidade permitirem.
Por favor, entenda: comentários sem relação alguma com o post não serão liberados e nem respondidos.

Para saber mais sobre a melhor forma de utilizar este blog leia Termos de uso do blog.



Muito obrigada, fique à vontade para interagir.
Mas lembre-se:
Gentileza, educação e boas maneiras servem também para a vida nos blogs…