Um olhar sobre São Joaquim da Barra...

em 29 de maio de 2016

Nesse dia 30 de maio minha cidade completa 118 anos.
Eu, desde que eu criei esse blog, sinto vontade de te mostrar uns pedacinhos dela, do passado e do presente... dessa cidadezinha que eu amo tanto, lugar onde nasci, cresci e acredito, vou morrer.

Foto: Gláucia Maria Deienno Pinhal

Minha cidade nasceu como povoado, em terras que foram doadas por um fazendeiro e sua esposa, com escritura lavrada em 30 de maio de 1898. O povoado prosperou com a abertura de uma venda, pelo irmão do fazendeiro que doara as terras, a Venda Damásio, de Manoel Damásio Ribeiro. Tem até busto dele na cidade...
Olha uma foto dele, de 1952, em um desfile:


O nome, São Joaquim da Barra, se deve ao nome da fazenda mais o nome do principal córrego da cidade, Córrego da Barra, afluente do Rio Sapucaí.


Eu já passei de carro por essa ponte, é uma lindeza!
Se um dia vieres me visitar te levo lá, e te mostro onde meu sogro costumava pescar...
É uma beleza de rio, e eu só fui conhecer de perto há uns 3 anos... imperdoável.


Aqui uma foto da antiga matriz São Joaquim, que foi demolida para dar lugar à atual, logo abaixo:

Igreja antiga, demolida na década de 20
Projeto da igreja antiga

Fachada da Matriz São Joaquim


A Matriz São Joaquim por dentro, que linda!

Concerto de Natal

Aqui a outra Igreja Matriz, no bairro João Paulo II:


Eu vi essa igreja nascer, vi se tornar paróquia...
Lembro quando o chão era de cimento grosso, lembro dessas escadas sendo feitas... ajudei na construção dessa torre...
Essa igreja está sendo erguida há muitos anos, com esforço e dedicação das pessoas que a frequentam. Uma comunidade linda, que levanta a sua igreja muitas vezes com as próprias mãos...


Aqui a fonte da praça 7 de setembro, no centro da cidade.
É tão bonita, nas noites de domingo costuma ficar cercada de casais, jovens...




Aqui uma imagem do coreto. Nas noites de domingo tem banda, coisa linda!
A Sociedade Lira União e Trabalho foi fundada em 1924 e atua até hoje!


Aqui uma foto linda, com vários parentes do meu marido, na banda dos anos 50...


Banda de 1950
PRIMEIRA FILA:
-Luis Budelon-João Tavares-Levi Aristides de Andrade (Dunga)-Antônio Maito- Bastiãozinho
FILA DO MEIO : Adel Parada- Luis Leonello- prof. Reinaldo Teixeira Diniz- Izéquias Parada- Geraldo Valente Costa- Itamar Parada- Ismerai Parada- Zedéquias Parada- SENTADOS : Edgard Prócida - Torinho- Ílquias Parada e Uziel Parada.
O senhor magro, de bigode, é avô do meu marido, e Ismerai é irmão do meu sogro.

Fonte: Crônicas de São Joaquim

Aqui a Estação Mogiana, como era na década de 1990 e como está agora.
No momento abriga a Estação do Saber, que inclui a Biblioteca Municipal.


Foto Glaucio H. Chavez
Vem me visitar, e a gente vai na Biblioteca. O prédio ficou lindo...
Exatamente ali passava o trem, e por muitos anos, na década de 1990 e 2000 foi o terminal de ônibus circular.

A antiga casa do chefe da estação, hoje Ambulatório de saúde mental.
É tão bonitinha...


Aqui uma imagem linda de uma rua da cidade, a rua 15 de novembro.
Ipê amarelo, lindo demais...

Crédito da foto : Beto Medeiros
E tem ipê roxo também:

Foto:Crispin Antônio Carlos Dos Santos

Aqui a Avenida Orestes Quércia, a principal da cidade.
Foto: Fernanda Jossi

Foto da escola onde estudei quando menina, a E.E.P.G. Elza Miguel Francisco.
Saudades...



Se você vier me visitar um dia te levo na minha sorveteria preferida, que tem o melhor sorvete de doce de leite do mundo!
E tem um sorvete de capuccino que até eu, que não tomo café, me derreto!
Também te levo pra almoçar no meu restaurante preferido, que fica nesse hotel:


O Hotel São Jorge, lindo e na ativa desde os anos 50...


Minha cidade tem problemas, claro...
Qual cidade não tem?
Mas é um lugar lindo que eu amo, um lugar que nunca deixarei. Em cada lugar tem um pouco de mim...
Em cada rua que passo tem um pedacinho de quem eu sou, ou de quem eu fui... nas casas que trabalhei quando era menina, como empregada doméstica... nas fábricas de calçados que trabalhei e que não existem mais...

Tem uma parte de mim na esquina do Banco Itaú, onde meu marido me beijou pela primeira vez... o banco da avenida onde eu o conheci, naquela noite em que ele tomou da minha mão um saquinho de batata frita, há mais de 23 anos...a igreja onde casamos... o cemitério onde um dia vou repousar...

Em cada lugar tem uma memória... congelada no tempo. Olho aquela esquina do banco Itaú e vejo a cena tão claramente como se fosse um quadro: o jovem casal trocando o primeiro beijo...

Olho a praça e vejo a cena, congelada no tempo, da minha sobrinha/afilhada andando de motoquinha cor de rosa, 15 anos atrás... uma menininha que eu amei tanto, a filha que eu não tive...

Vejo a menina que eu era, rondando a biblioteca por horas, perdida no meio de tantos livros, que ela nem sabia que existiam...
Ali aprendi a amar os livros, a respeita-los...

Passo pela escola onde estudei e vejo claramente a menina que eu fui... os anos ali, o quanto sou grata e feliz por ter tido aquela escola em minha vida...

A rua Sergipe, onde cresci e onde vivi até me casar. A casa onde minha mãe vive até hoje, os vizinhos da minha infância, todos lá... a capela São José, que foi parte de mim por tanto tempo...

Vejo a rua onde nasci, a casinha existe até hoje, e penso no bebê de olhos claros que eu fui, nos meus pais vindos da roça, em tudo que aconteceu depois disso...

Minha vida está nessa cidade, e eu a amo demais!
É pequena, é simples, não tem grandes atrativos... mas é o lugar que eu mais amo nesse mundo!
Feliz aniversário, cidadezinha querida!

Alguém que escreve. Especialista em si mesma. Leitora que lê muito menos do que gostaria. Blogueira por paixão e profissão. Propriedade da Princesa e da Menininha, e de um cachorrinho muito levado chamado Bloguinho. Tentando viver. Sempre.

10 comentários , comente também!

  1. Cidade-bebê, pequena e bonita. Adorei saber que tu ajudaste a erguer a igreja!.Eu contei pro meu filho Guga que todas as cidades do Brasil têm uma avenida chamada Sete de Setembro (bem, quase todas). E quase todas têm uma igreja e uma praça, pelo menos nas que eu já passei! Beijoooo, amei

    ResponderExcluir
  2. Que post lindo , Elaine! Já li muitos dos seus posts e dos que li, este é o mais bonito.
    Fiquei com vontade de conhecer São Joaquim da Barra.
    Bjs

    ResponderExcluir
  3. Elaine, que homenagem encantadora!
    Cidade linda, e que rio maravilhoso, fui visualizando as imagens descritas, vi até vc e o Erdilan se beijando... A nossa memória afetiva é surpreendente.
    Bela postagem! um bom início de semana para vcs!

    Bjossss

    ResponderExcluir
  4. Parabéns à cidade de São Joaquim da Barra!
    Parabéns pela história de amor por sua cidade!
    Parabéns por sua história tão bem construída!
    Feliz e abençoada semana, abraços carinhosos
    Maria Teresa

    ResponderExcluir
  5. Lindas recordações e uma cidade encantadora.
    Bjs

    ResponderExcluir
  6. Elaine,seu post foi emocionante, se não me engano é a cidade da Ana Maria Braga também.Eu moro aqui no Rio de Janeiro, mas me vi aí neste paraíso que vc descreveu com a alma.Daria minha vida pra viver num lugar assim.Bjs sou tua fã, não tenho blog, mas sou tua seguidora.

    ResponderExcluir
  7. Adoro cidade do interior, por isso larguei Guarulhos e SP.
    Gosto desta ideia da gente saber como tudo começou, meus filhos sempre fazem algum trabalho de pesquisa sobre nossa cidade tb e ajudo e aprendo mto sobre a nossa José Bonifácio.
    Linda as fotos que vc postou.
    Bjs

    ResponderExcluir
  8. Muito bonita sua cidade! O legal de cidades pequenas é que se conservam os predios antigos, os parques e praças tem vida. Só fiquei indignada com a demolição da igreja!

    ResponderExcluir
  9. Oi Elaine! Linda cidade e depoimento, quantas histórias...Adorei o post!
    Beijos!

    ResponderExcluir
  10. Que passeio maravilhoso esse post.
    Quero conhecer todos os lugares que prometeu. Ainda vou até aí, hein! rsrs
    Também sou do interior, o estilo é bem parecido. Coreto, avenida principal. Tudo.

    Eu moro aqui desde os dois anos, nasci na cidade vizinha e nunca saí do Estado de São Paulo, acredita?

    Beijosssss

    ResponderExcluir

Olá! Muito obrigada por ler meu blog e obrigada também por se dispor a comentar meus posts. Seja muito bem-vindo(a)!

Importante!
Devido à falta de tempo hábil eu não me comprometo a responder perguntas referentes aos tutoriais postados neste blog.
Pedidos de ajuda individual serão respondidos conforme o meu tempo e disponibilidade permitirem.
Por favor, entenda: comentários sem relação alguma com o post não serão liberados e nem respondidos.

Para saber mais sobre a melhor forma de utilizar este blog leia Termos de uso do blog.



Muito obrigada, fique à vontade para interagir.
Mas lembre-se:
Gentileza, educação e boas maneiras servem também para a vida nos blogs…