Não é que o Mal venceu. Ele só tem uma equipe de marketing melhor

em 15 de novembro de 2015



Estava fazendo janta, na última sexta-feira, seguindo a minha vida boa e tranquila, quando ouvi a moça do telejornal falar que havia acontecido um tiroteio em Paris e que as notícias davam conta de 19 mortos.
Também falou que explosões foram ouvidas no estádio de France.
Claro, sabendo o que o mundo tem vivido eu logo pensei em atentados.
Conforme as notícias iam aparecendo vi que era muito pior. O número de mortos é muito superior, e as consequências do ataque? Me aterrorizam.

E, mais uma vez, fui deitar naquela madrugada, cansada de um dia cheio, chorando.

Mais ou menos como dormira chorando outras noites antes, depois de ver as poucas fotos do desastre horripilante em Minas Gerais, no rompimento da barragem que matou o Rio Doce, que matou pessoas, animais, que matou uma parte da linda Minas Gerais, tão próxima de onde moro, tão mais mineira que paulista me sinto....


Porque as lágrimas e a dor que essas notícias causam são iguais, embora diferentes.

São iguais no sentimento de perda, de não-aceitação. As lágrimas pelas vidas destruídas, pelas famílias, pelo sofrimento imenso que cada pessoa atingida está passando, dor em vários tons... perdas que jamais serão recuperadas.

Mas essas lágrimas são diferentes também.
Não é o mesmo choro por Paris e por Mariana.

Choro por Paris porque sei, com uma certeza assustadora, que muito mais vidas serão perdidas para punir os assassinos de Paris. Vidas de culpados, mas acima de tudo vidas de inocentes porque numa guerra,  as bombas, a fome, a sede, as doenças e os tiros não escolhem alvos, eles caem sobre a terra e matam tudo o que teve a ousadia de estar vivo.
Já li textos falando em guerra mundial.
Meu coração se aperta porque veremos outro Iraque, outro Afeganistão. Minha pobre geração, vendo mais guerras do que podemos contar...

E, quando choro por Paris, choro pelos países que receberem refugiados. Todos são alvos. Assim como os verdadeiros refugiados, que nesse momento sentem mais esse medo, o de serem responsabilizados pelos crimes do terror...

O próprio grupo terrorista confirma algo que só um inocente pra não ter pensado antes: terroristas treinados e com ordens bem definidas infiltrados entre os refugiados. Falam em 4 mil. Espalhados pela Europa, camuflados, e que vão agir.
Meu coração se aperta porque sabe que vem muito mais por aí...


E eu choro por Minas, e pela ameça que paira sobre o Espírito Santo. É um choro diferente porque as pessoas que sobreviveram não terão uma cama pra dormir, uma casa pra morar, ou um enfeite para pendurar no Natal. Não têm nem porta para colocar a guirlanda que a lama soterrou...
Não receberão homenagens de artistas famosos, sequer ajuda do próprio governo omisso e covarde estão recebendo como precisam.

É um choro sentido, que me arranca muito mais que dor, me arranca vergonha e horror. E raiva.
Porque a lama sepultando a vida não foi acidente.
A lama cobrindo e matando tudo é crime.


O sangue das pessoas, dos bichos e do Rio Doce está nas mãos dos fiscais que não fiscalizam porque são ladrões, bandidos e desgraçados que preferem o lucro desonesto às vidas dos pobres e dos que não têm como se proteger.

O sangue das pessoas, dos bichos e do Rio Doce estão nas mãos dos políticos que se omitem, que pronunciam frases vazias porque devem favores às grandes multinacionais como a Samarco.

O sangue dos homens, dos bichos e do Rio Doce está nas mãos dos executivos da Samarco, que estão agora escondidos em suas mansões, protegidos pelo colarinho do terno de executivo. E pelos milhões "doados" para campanhas políticas e para campanhas publicitárias. Chegou a hora de cobrar o favor. E eles estão cobrando.

No site da empresa eles mostram que estão ajudando. Piada.
Não há ajuda que repare o assassinato pelo qual são responsáveis.
Migalhas diante da necessidade e da dor de um povo.


Entretanto...
Se os executivos da Samarco, os fiscais que não fiscalizam, o governo omisso, covarde e cúmplice e a mídia vendida causam vergonha e raiva... para cada um deles existe um bombeiro carregando uma cadelinha viralata no mar de lama:



Foto: IstoÉ

Foto: Douglas Magno

Para cada desgraçado com as mãos sujas de sangue há pessoas com o corpo coberto de lama, buscando resgatar vidas, amenizar a dor:


Para cada culpado, 10 pessoas ajudando, doando o que podem, e não apenas colocando filtro em avatar de Facebook (e discutindo por isso...):



População de Frei Inocêncio se mobiliza com a calamidade de Governador Valadares. Doando água em garrafas pets.
Povo de Governador Valadares em oração na praça...Foto de Anderson Cypriano Marchesine 

Eu sei que tem horas que parece que o Mal venceu, eu sei... no choro da noite, nas vidas destruídas, nas mortes que poderiam ter sido evitadas... a gente fica com a sensação que o mundo está piorando mas não é verdade.
Abra um livro de História e você verá que o Mal sempre agiu.
Apenas que hoje em dia temos acesso rápido à informação, quase em tempo real.
E a informação que chega em geral é pra anunciar desastres e desgraças.
Raramente ações que promovem o bem e a paz viram notícia...
Mas elas existem, acontecem todos os dias!!!

As pessoas boas são muito mais numerosas do que as más.
Há, nesse exato momento, alguém limpando a lama de um filhotinho, alguém doando, alguém orando (porque sim, orar para quem tem fé é ajudar, e tem casos que é só o que se pode fazer...), há alguém publicando a verdade, há alguém dando casa para desabrigados, dando apoio, amparando, exercendo compaixão. Sofrendo junto, ainda que longe.

A humanidade deu certo sim, eu e você somos a prova disso porque, embora tenhamos milhões de defeitos, ainda assim buscamos o bem, lutamos por ele e o desejamos.
Não é?

Como eu li por esses dias, não lembro onde...
"não é que o Mal venceu. Ele só tem uma equipe de marketing melhor".


Como ajudar de fato

Quer ajudar as cidades afetadas pelo rompimento da barragem e não sabe como?
Acesse esse link; ele concentra diversas informações úteis sobre locais de doações, em Minas e em São Paulo, além de formas de ajudar online.

Também é possível ajudar de outras formas, nas páginas das cidades afetadas há muitos modos sugeridos.
Prefeitura de Mariana
Prefeitura de Governador Valadares

E, para quem tem algum tipo de fé, sempre é possível orar. Para quem tem fé a oração sincera do inocente opera milagres... ou no mínimo serve de consolo...
Muito mais efetivo do que apenas praticar o ativismo de rede social, né?

Alguém que escreve. Especialista em si mesma. Leitora que lê muito menos do que gostaria. Blogueira por paixão e profissão. Propriedade da Princesa e da Menininha, e de um cachorrinho muito levado chamado Bloguinho. Tentando viver. Sempre.

19 comentários , comente também!

  1. Elaine,
    que texto!!! MEU DEUS!!!! Lindo, tocante, verdadeiro, doído e humano! Sentimentos vindos de um coração que sente tudo o que eu sinto! Também chorei, também chegou a passar pela minha cabeça que o bem desistiu da gente e foi embora.. mas não! Graças a Deus não! Foi uma fraqueza e desespero momentâneos meus! Afinal, sempre ouvi que o bem vence o mal. E há de continuar sendo assim, se Deus quiser! E que ELE tenha misericórdia de nós, de todos nós, humanidade tão carente de amor, de compreensão, de tolerância, de benevolência... e de uma equipe de marketing melhor e mais atuante, né Elaine?!
    Um beijo,
    Ana
    http://blogdaana.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bem isso, Ana.
      A gente vê infinitamente mais imagens tristes do que bons exemplos, em redes sociais por exemplo.
      Compartilhar desgraça é ajudar o mal, eu acho...nada me deprime mais do que abrir facebook por exemplo e só ver reclamação, fotos de tragédias, etc
      Compartilhar o bem... nem que seja pra alegrar o dia de alguém...

      beijossss

      Excluir
  2. Isso mesmo! Conheci seu blog por uma receita de bolo de chocolate (com beterraba!) E ficou maravilhoso! Tudo bem detalhado e funcionou direitinho, obrigada! Muitas vezes nos resta orar, tb creio nos milagres! Parabéns pelo blog, abs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Patatita, eu sempre me pergunto como as pessoas chegam ao blog...
      Esse bolo com beterraba é ótimo, né?
      beijossss

      Excluir
  3. Elaine, que lindo texto! Vou procurar ajudar. Fico muito triste por essas tragédias... Não só essas, mas tantas outras que acontecem todos os dias...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E muitas vezes tão perto da gente, né Lívia?
      Há umas semanas uma casa pegou fogo aqui perto de onde moro... sempre acontecem essas coisas, e chance de ajudar a gente sempre tem...
      beijosss

      Excluir
  4. Querida elaine, como sempre as palavras certas... Exatamente assim que penso, mas eu não sou como vc que encontra as palavras facilmente, meu coração tbm sofre... Tantas coisas acontecendo no mundo... Tbm acho que o mal sempre existiu, mas antes não tínhamos acesso a tantas informações... E graças a Deus existe mais pessoas do bem do que do mal...Ainda tenho fé na humanidade, enquanto isso rezo para que essas pessoas tenha fé tbm e força para continuarem de cabeças erguidas! Beijos e tenha uma linda semana.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Verdade, Carla.
      Se fossem mais pessoas más que boas seria impossível existir...
      beijosss

      Excluir
  5. Oi Elaine, belo texto, parabéns!!
    Queria ter essa esperança que você e muitos tem, mas realmente não acredito na humanidade, ainda mais nesses tempos com tecnologia que não sabemos usar a nosso favor, como vc bem ilustrou. Fazer o bem, ser bom (minoria) está ficando fora de moda e as pessoas querem o suce$$o a qualquer custo, pais não se envergonham de dar mau exemplo para os filhos, ao contrário se sentem muito poderosos com suas astúcias e esses repetirão o comportamento. Observe no seu dia a dia a canalhice das pessoas(sem generalizar).
    Vivemos iludidos acreditando em salvadores da pátria. To cansada do bicho Homem e tenho cada vez mais medo do que virá.
    Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Dalva, eu entendo seu sentimento.
      A gente vai endurecendo, vê tanta coisa e vai perdendo a capacidade de acreditar.
      Mas sabe?
      Isso também é dar a vitória ao mal.
      Eu, embora tenha vontade matar certos desgraçados, sigo crendo que há mais bons que maus.
      Seria impossível viver se não fosse assim...

      beijossss

      Excluir
  6. Elaine, com lágrimas nos olhos lendo seu texto.
    Tão verdadeiro, tão sincero, tão tocante.
    Nós, do BEM somos maiores combatendo o mal.
    Rezar sim, precisamos .... e muito.
    E ajudar também.
    joturquezzamundial
    Beijos querida.

    ResponderExcluir
  7. Texto corretíssimo, Elaine!
    Te digo, sinceramente, estou sem palavras!
    A dor e a decepção com pessoas que não respeitam a vida, que não estão nem aí com o sofrimento do próximo, pessoas que querem explorar e se beneficiar, a qualquer custo, do ser humano.
    Pessoas que espalham terror pelas suas verdades.
    Não tenho mais palavras, Elaine!
    Estou perplexa!
    Obrigada pelo texto consciente, obrigada pela palavra que orienta nossos passos, para a ajuda, tão necessária, neste momento: oremos por todos!
    Abraços carinhosos
    Maria Teresa

    ResponderExcluir
  8. O mal jamais vencera o bem!
    Existe um exercito de anjos trabalhando em prol dessa humanidade!
    So precisamos ser mais humanos!
    Vamos nos unir a eles em pensamentos,palavras e obras

    ResponderExcluir
  9. Linda reflexão , infelizmente as coisas estão indo por um lado que não se sabe onde vai parar, estou orando , com dinheiro não posso ajudar, mas encontrei outra forma , espero que alegre o coração de algumas crianças por lá, é triste ver as atitudes , é triste ver que até por causa das tragédias o povo está brigando , como se pudéssemos competir sobre qual tragédia é mais importante, como se só pudéssemos ficar tristes pelo que acontece em um lugar, mas se formos olhar pra isso , mais tristes ficaremos , então sigo em frente, ignoro algumas coisas , não por não ter opinião , mas pra evitar desgaste .

    Leide Lima
    http://www.artesbyleidelima.com.br

    ResponderExcluir
  10. Que texto lindo, Elaine.
    É tão triste saber que tem tanta gente má nesse mundo, que tem coragem de tirar a vida dos outros e até mesmo de si próprio, como acontece em muitos casos de terrorismo.
    Mas, graças a Deus, o bem supera tudo isso e o melhor é que tem muita gente que veio nesse mundo só pra fazer o bem, como é o caso das pessoas que estão se doando para ajudar a querida Minas Gerais.
    Beijos e fica com Deus!

    ResponderExcluir
  11. Elaine, esse foi o texto mais realista que li sobre as tragédias. Me deu a real noção do que está acontecendo... É tudo muito triste, que Deus esteja com todas essas pessoas, que os ajude a superar tudo o que aconteceu... sei que não vai ser de uma hora para outra, mas com fé em Deus, eles vão dar a volta por cima e reconstruir a vida deles com a ajuda de muitas pessoas boas que realmente se importam com os outros!

    ResponderExcluir
  12. Bem haja por este texto!
    Abraço de Portugal
    São

    ResponderExcluir
  13. Sou uma chorona profissional... Não tem como não se emocionar com esse post! Doí, a vida doí e as vezes doí muito e mais ainda quando a gente avalia o tamanho da tragédia. Eu não sei se a humanidade deu certo Elaine, não consigo saber... estou tão cansada minha amiga, tão farta de remar... e labuta... e acreditar e trabalhar... as vezes parece que nada acontece tudo só piora...

    Lembro o quanto eu odiei o FHC, pelas minha escola sucateada, pelo meu bairro aos cacos, pela oceano que havia entre mim e a universidade, pelo descaso com o Nordeste, nas palavras do autor do livro didático da 6ª série, uma região problema... pela venda da Vale do Rio Doce a troco de banana (sim, eu vi o leilão na televisão, a farra do capitalismo as custas de uma estatal)... Eu odiei e odiei aquele sociólogo nojento... Ai veio o Lula, e nessa época eu já era cética com políticos meu professor de História não me permitiu ser algo menos que cética, mas todos nós filhos de homens e mulheres de esquerda esperávamos mais e então isso... que temos omissão e algo pior: cumplicidade com o erro e os errados... É uma tragédia em cima da outra... Somos uma especie falida e que arrasta consigo as outras...

    Quero acreditar e talvez consiga quando esse desgosto passar... espero que passe e que realmente você esteja certa e nós não sejamos um fracasso tão grande de Deus ou da Evolução.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pandora, eu entendo o que você diz.
      E penso que esse foi o maior mal que Lula e sua quadrilha causaram.
      Não foi a montagem do maior esquema de corrupção que esse país já viu. Não foi o fato dele se esconder atrás dos militantes convictos dos partidos de esquerda.
      Não foi o fato de ter armado, junto com Dirceu o maior esquema de dominação de todas as áreas da política.
      O maior crime dele foi tirar de toda uma geração a esperança.
      Décadas vão se apssar antes que um jovem acredite de novo como a minha geração acreditou nele.
      Eu, que sou mais velha que você, vi ele surgir, vi os comícios do ABC, vi tudo, e votei nele na eleição contra o Collor.
      E ele, bem rápido, tirou de mim a crença e no lugar ficou uma ojeriza imensa pela política,
      Tanto que não voto há mais de 10 anos.

      Entendo o que você diz, mas sabe?
      Ainda que na política seja esse mar de lama, ainda assim creio que é exceção.
      Não aceito que os vermes da política sejam a regra...
      Senão, que nos sobra?
      Né? rsrsr

      Excluir

Olá! Muito obrigada por ler meu blog e obrigada também por se dispor a comentar meus posts. Seja muito bem-vindo(a)!

Importante!
Devido à falta de tempo hábil eu não me comprometo a responder perguntas referentes aos tutoriais postados neste blog.
Pedidos de ajuda individual serão respondidos conforme o meu tempo e disponibilidade permitirem.
Por favor, entenda: comentários sem relação alguma com o post não serão liberados e nem respondidos.

Para saber mais sobre a melhor forma de utilizar este blog leia Termos de uso do blog.



Muito obrigada, fique à vontade para interagir.
Mas lembre-se:
Gentileza, educação e boas maneiras servem também para a vida nos blogs…