Série Cozinha para iniciantes- Como fazer bife

em 28 de julho de 2015

Alô pessoas lindas e iniciantes na cozinha!
Já viram os posts que iniciam essa série?
Confira aqui, ó:
Como fazer arroz
Como fazer feijão
E hoje o papo é sobre como fazer um bife macio, saboroso e suculento.
Bora?
Então bora!

Como escolher a carne ideal



Para começar vou compartilhar com você umas coisinhas acerca das carnes bovinas que eu costumo comprar para fazer bifes.
Preste atenção na dica mais esperta que eu poderia dar: nem sempre é preciso comprar a carne mais cara.
Mas tenha em mente que quanto mais colágeno a carne tiver, mais líquido será preciso para cozinha-la, e portanto mais dura ela será será.
Cortes bons, que rendem bons bifes, em geral são a alcatra, o contrafilé e o coxão mole.
Mas coxão duro também pode ficar bom, especialmente para bife à rolê (que vamos fazer qualquer dia desses).
Então, para começar, escolha a carne: coxão mole, alcatra ou contrafilé.
Eu acho que em outras partes do Brasil os nomes são outros, alguém sabe me dizer?

De qual altura, madame?

Também é importante a altura do corte.
Quanto mais fino, mais rende, claro, mas em compensação selar a carne se torna mais complicado. E se não selar ela perde os líquidos e fica dura, sacou?
Peça para o açougueiro cortar em espessura normal, cerca de 2 centímetros, em geral.
Mais alto que isso deixará a carne crua por dentro e tostada por fora.

Escolheu a carne?
Então agora preste atenção!
Assim que chegar em casa separe em porções e congele o que não for temperar.
Sim, congele sem tempero porque o congelamento tende a ressaltar o tempero, e isso pode deixar seu bife salgado ou temperado em excesso.
A seguir vamos temperar.
Vou indicar como temperar 500 gramas, ou meio quilo se preferir.
Esse tempero preserva a carne na geladeira por uns 2 ou 3 dias sem problemas.

Ingredientes do tempero:
1 colher bem rasinha (das de sobremesa) de sal fino;
1 colher (das de sopa) de vinagre branco;
2 colheres (das de sopa) de shoyo;
2 dentes de alho bem espremidos;
2 cebolas cortadas em rodelas finas;
pimenta do reino moída (sim, pode tirar se não suportar, meu marido odeia dicunforça);
Azeite para envolver a carne (umas 5 colheres (das de sopa) ou mais.

Em um saco plástico coloque a carne em bifes. Sim, um saco. Ajuda a massagear para o tempero aderir, evita sujeira e ainda serve para guardar...
Acrescente os temperos todos.
Feche o saquinho e massageie a carne para o tempero aderir.
Para provar o sal coloque a ponta do dedo na carne e experimente. Se temperar seu dedo temperou a carne. Sim, é meio tosco mas funciona...
Tá pronto, temperadinho e já embalado pra levar à geladeira, sem fazer sujeira!

E pra grelhar? 

Agora é a parte crítica, né?
Que nada, mole-mole!
Comece retirando da geladeira a carne que for grelhar uns 15 minutos antes de ir ao fogo.
Se colocar o bife gelado ele vai soltar muito líquido e vai ficar solado, duro.

Após esse tempo fora da geladeira aqueça em fogo alto uma frigideira de fundo grosso.
Sim, é importante pois fundo grosso distribui melhor o calor.
Coloque na frigideira um fio de óleo, o suficiente para cobrir o fundo.
Lembre: é grelhar e não fritar por imersão!

Esquentou bem a frigideira?
Coloque os bifes, um a um. Não coloque rodelas de cebola agora; elas soltam água e prejudicam a grelha da carne.

Não mexa na carne! Quanto mais mexe mais líquido solta!
Espere uns 3 minutos (depende do fogo, claro) e vire os bifes.
Retire-os do fogo e mantenha aquecido (colocar o prato com os bifes sobre a panela de arroz mantém o calor).

Na frigideira dos bifes coloque mais um fio de óleo, uma pitadinha de açúcar (sim, açúcar, para caramelizar as cebolas e deixa-las lindonas) e distribua as rodelas de cebola que estavam com os bifes temperados.
Mexa para não queimar.
Elas vão murchar e depois começar a dourar.
Não pare de mexer até ficar como você deseja.
Coloque a cebola sobre os bifes e sirva.

Dicas extras extremamente importantes!


  1. Não compre bifes muito finos e nem grossos demais;
  2. O sal desidrata a carne e ela pode endurecer. Por isso, se preferir salgue só depois de grelhado. Eu salgo ao temperar porque acho que fica insosso se grelhar sem sal, mas é questão de ir experimentando e vendo o que dá mais certo para você;
  3. Só coloque a carne na frigideira bem quente, assim ela vai selar e não perde os sucos;
  4. Não coloque carne gelada para grelhar, o ideal é em temperatura próxima à ambiente;
  5. Não mexa a carne e nem use garfo para vira-la. Prefira uma pinça ou improvise com pegador de massas, por exemplo;
  6. Não tampe a frigideira. Se tampar a carne solta líquido e cozinha ao invés de grelhar;
  7. Compre carne limpa de nervos mas não peça pra retirar a gordura. Ela deve ser mantida pois deixa a carne mais macia e saborosa. Despreze depois do bife pronto, se estiver evitando gorduras. Eu tento, mas amo uma gordurinha #vaigordinha...

Com arroz e feijão fresquinho... hum... mais uma saladinha e umas batatinhas fritas... ou purê de batatas... que tal?

Não sabe fazer batata frita?
Sem problema!
Próximo post:
Batatas fritas caseiras e purê de batatas.
Daí a refeição fica perfeita, né?
Não vá perder, hein!



Alguém que escreve. Especialista em si mesma. Leitora que lê muito menos do que gostaria. Blogueira por paixão e profissão. Propriedade da Princesa e da Menininha, e de um cachorrinho muito levado chamado Bloguinho. Tentando viver. Sempre.

8 comentários , comente também!

  1. E tem como perder dicas tão valiosas? ^^
    Eu lembrava que tinha visto em algum lugar, a muito tempo rsrs que não podia mexer na carne, mas não sabia dos outros truques. Então, ela nunca fica (ficava) do jeito que eu queria. Obrigada por compartilhar!
    Um restinho de semana maravilhoso! Bjs

    ResponderExcluir
  2. Amei as dicas! Sempre peço para tirar a gordura do bife, mas vou fazer com ela agora...mais sabor!
    Beijos
    CamomilaRosa

    ResponderExcluir
  3. hummmmm, senti o cheirinho de bife aqui!!! Acho ótimo essas receitas para iniciantes, pois eu sei fazer várias receitas mais elaboradas e na hora do feijão com arroz kkkkkkkkk fica a desejar.

    beijão

    ResponderExcluir
  4. Já comentei que estou amando essa série? Já, mas repito: estou amando essa série ahaha Vou experimentar fazer hoje aqui em casa, vamos ver no que dá <3 Muito obrigada por essa série de posts, você está salvando a minha vida!!

    http://nostalgiacinza.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Já faço quase tudo o que vc aconselhou.
    Achei que vc não ia falar e não usar o garfo...mas vc deu esta dica tb.
    Aqui meu marido tb não gosta de pimenta do reino, então, nem compro, mas eu adoro uma pimenta, então compro pronta em molho ou eu mesma faço.
    Elaine, posso não ser grande coisa na cozinha, mas ando super viciada em realitys de culinária.
    Bjs

    ResponderExcluir
  6. Desde que me casei, nunca fiz carne vermelha. Minha desculpa é porque meu esposo adora frango e eu adoro peixe. Mas, também tem outro detalhe, eu não sei comprar carne vermelha.
    Não sabia, porque agora eu aprendi.

    Muito obrigada!
    Thaís Xavier

    ResponderExcluir
  7. Olá querida ótima sugestão, to casada a 3 anos é sempre bom aprender...

    ResponderExcluir

Olá! Muito obrigada por ler meu blog e obrigada também por se dispor a comentar meus posts. Seja muito bem-vindo(a)!

Importante!
Devido à falta de tempo hábil eu não me comprometo a responder perguntas referentes aos tutoriais postados neste blog.
Pedidos de ajuda individual serão respondidos conforme o meu tempo e disponibilidade permitirem.
Por favor, entenda: comentários sem relação alguma com o post não serão liberados e nem respondidos.

Para saber mais sobre a melhor forma de utilizar este blog leia Termos de uso do blog.



Muito obrigada, fique à vontade para interagir.
Mas lembre-se:
Gentileza, educação e boas maneiras servem também para a vida nos blogs…