Julho 2015 - * Blog Elaine Gaspareto *

Como melhorar os acessos ao meu blog através do celular

em 30/07/2015


A gente usa celular para tudo: navegar na web e acessar as redes sociais, baixar aplicativos e jogos, tirar fotos. Com o aumento da popularidade de redes como o Instagram, cresce também o uso do celular para acesso aos blogs.

Você já procurou saber o quanto da audiência do seu blog vem pelos celulares?
Não? Então é hora de começar a se preocupar com isso!

Além disso, o Google está utilizando a otimização de sites e blogs para dispositivos móveis como fator de classificação desde abril deste ano.
O que isso quer dizer?
Para nós que somos blogueiras, quer dizer que nossos blogs serão rankeados pelo Google também pelo fator celular.

Quanto melhor for o acesso dos leitores aos nossos blogs através dos celulares, melhor posicionados podemos ficar nas pesquisas feitas via Google.
Isso é ótimo, pois aumenta a chance de aparecermos nas primeiras colocações nas buscas, favorece a relação com empresas parceiras, além de facilitar a vida do nosso leitor.

Mas como saber se o meu blog funciona bem nos celulares?

Não precisa muito malabarismo.
O próprio Google oferece para os seus blogs nativos, o nosso Blogger, várias opções que a gente pode usar para conhecer esse universo e montar uma estratégia.

A primeira coisa a fazer é testar se o blog está preparado para visualização em celulares.
Para isso, o Google disponibiliza uma ferramenta online, a Ferramenta de Teste de Compatibilidade com Dispositivos Móveis.
É só acessar o link, inserir o endereço do seu blog e ver o resultado.
Aqui:
https://www.google.com/webmasters/tools/mobile-friendly/
Olha o resultado para este blog:



Se o resultado for que o seu blog não é mobile-friendly, ou seja, que ele não está preparado para ser corretamente visualizado por um aparelho celular, é preciso corrigir a situação.

Como tornar o blog amigável à celulares e tablets?


Para dar aos seus leitores a opção de ler pelo celular, ative o serviço pelo próprio Blogger. É fácil!
Faça assim:


  1. Faça login na sua conta do Blogger;
  2. Vá para Modelo;
  3. Você vai ver duas opções na tela: “Agora no Blog” e “Celular”, onde aparece uma pequena prévia do seu blog, como ele seria visualizado por um celular. 
  4. Embaixo da imagem tem uma engrenagem, clique nela para abrir as configurações.
  5. Uma nova janela vai abrir: Modelo>Escolher modelo para celular.
  6. Selecione SIM, mostrar modelo para celular em aparelhos celulares.


Você pode deixar ativo o modelo padrão do Blogger, ou pode escolher um dos modelos pré-definidos de layout.
Faça a sua escolha e depois clique em Visualizar para ver uma nova janela que mostrará como o seu blog vai aparecer no celular do seu leitor.
Clique em salvar e está pronto, seu blog já pode ser visualizado por um celular sem problemas.

Além disso, alguns cuidados que devem ser tomados para que os leitores consigam interagir com o seu blog através do celular:

  1.  Evitar usar imagens muito grandes e pesadas. Prefira imagens que não ultrapassem 800px de largura;
  2. Não usar animações em flash nas postagens (lembrando que as colunas laterais do blog não aparecem no celular). Aliás, não use flash. Navegadores como Chrome e Firefox vão deixar de oferecer suporte ao flash em agosto/2015;
  3. Evite janelas pop-up (aquelas janelas que se abrem automaticamente quando o blog é acessado) pois essas janelas tomam todo o espaço da tela e às vezes as pessoas não têm paciência de ficar procurando o lugar certo para fechá-las e acabam saindo do blog antes mesmo de ver o conteúdo;
  4. Quando inserir links no corpo da postagem, dê espaços antes e depois dele, para que a pessoa consiga tocar o link na tela do celular. Exemplo:


Clique aqui para ver mais posts com Dicas para blogs

Com estes pequenos cuidados você facilita a vida do seu leitor e ganha mais acessos para o seu blog, atém de se alinhar com as políticas do Google, o que sempre é essencial.

Como saber se meu blog tem leitores via celular?


Agora você pode estar se perguntando como saber se o seu blog é acessado por celular? 

Novamente, vá ao seu painel do Blogger, escolha Estatísticas e dentro desta opção, clique em Público.
Ali você vai ver as estatísticas de acesso ao seu blog por tipo de navegador e por sistema operacional, incluindo os sistemas de celular (Android, Iphone, Ipad, Nokia, Motorola, etc).

Estatísticas Cozinha do Quintal
Dependendo do blog, os acessos por celular podem representar até mais da metade do total de acessos, por isso é importante saber como melhorar a experiência do seu leitor, certo?



Dica extra by Elaine:Também é importante medir a velocidade e usabilidade de seu blog na versão para celular.
Isso pode ser feito nesse link:

https://developers.google.com/speed/pagespeed/insights/

Insira o endereço de seu blog e clique em Analisar.
Olha o meu resultado:

Além da análise tem ainda as orientações de como melhorar.
Vá lendo com calma, sem desespero, e saiba que 100% perfeito eu ainda não achei nenhum blog.
Mas resultados abaixo de 60% são preocupantes pois podem fazer seu blog despencar em resultados de pesquisa.
E sim, isso importa.
Mais de 80% do meu tráfego vem do Google... então importa estar com tudo em dia, importa que o blog seja mobile-friendly e que o leitor tenha uma boa experiência ao navegar por aqui.
Não é?


Encontre a Paula Mello:

Blog Cozinha do Quintal
Loja virtual Cozinha do Quintal
Fanpage do blog

QUERO LER O POST COMPLETO

Loja virtual Copos long drink - Brindecef

em 29/07/2015


Oi, gente!
Sabe o que tem hoje?
Novidade!
Da empresa parceira do blog, a Brindecef!
Você conhece os produtos?
Deixa eu te mostrar alguns:

Coisa mais linda, né?
Eu tenho muitos copos da empresa, e foram eles que fizeram os copos do aniversário de 15 anos da minha afilhada, espia:



Mostrei alguns detalhes da festa aqui:http://www.elainegaspareto.com/2015/01/boas-noticias-de-uma-vida-boa.html
Os copos lindos fizeram um sucesso enorme!


"Gosto de novidade. Tem alguma, Elaine?"
Sim, querido leitor, tem sim!!!

Agora a Brindecef possui loja virtual para atender à todos os clientes com mais facilidade, com mais opções de pagamento!
Na Loja Virtual é possível comprar pelo Pagseguro, por boleto ou cartão de crédito dividindo em até 18 vezes (depende da bandeira do cartão).
Mais facilitado, impossível, né?
E os preços justos, aliado à qualidade do produto, vale muito a pena!
E os produtos são enviados  por correio ou transportadora, com facilidade para todo o Brasil.

Os produtos podem ser usados em qualquer tipo de festa: em formaturas, chá- bar, noivado, casamento, bodas, chá de bebê, batizado, aniversário, churrascos, confraternizações, baladas, brindes empresariais, congressos, festivais, shows, eventos, bares, restaurantes, hotéis, lanchonetes...
Sim! Para qualquer comemoração ou divulgação.
Já pensou copos com a sua logo, por exemplo? De sua loja virtual ou blog, pra serem ofertados como brinde, por exemplo...

Por enquanto, na Loja Virtual estão disponíveis apenas os copos long drink de 280 ml.

Veja os dados "técnicos":
  • Capacidade: 280 ml.
  • Material: Acrílico *ps (poliestireno)
  • Peso: 32 gramas 
  • Altura: 14 cm  
  • Cores transparentes: cristal, vermelho, laranja, amarelo, verde, verde limão, azul, violeta, rosa e fume
  • Cores opacas: branco, amarelo, verde, azul, rosa e preto
  • Cores que brilham sob luz negra: laranja opaco, amarelo opaco, verde limão, rosa, laranja
Mas a equipe da empresa já está realizando o cadastramento dos demais produtos e logo a loja estará atendendo às mais diversas solicitações de vendas.

Acesse e confira:

www.coposlongdrink.ind.br



QUERO LER O POST COMPLETO

Série Cozinha para iniciantes- Como fazer bife

em 28/07/2015

Alô pessoas lindas e iniciantes na cozinha!
Já viram os posts que iniciam essa série?
Confira aqui, ó:
Como fazer arroz
Como fazer feijão
E hoje o papo é sobre como fazer um bife macio, saboroso e suculento.
Bora?
Então bora!

Como escolher a carne ideal



Para começar vou compartilhar com você umas coisinhas acerca das carnes bovinas que eu costumo comprar para fazer bifes.
Preste atenção na dica mais esperta que eu poderia dar: nem sempre é preciso comprar a carne mais cara.
Mas tenha em mente que quanto mais colágeno a carne tiver, mais líquido será preciso para cozinha-la, e portanto mais dura ela será será.
Cortes bons, que rendem bons bifes, em geral são a alcatra, o contrafilé e o coxão mole.
Mas coxão duro também pode ficar bom, especialmente para bife à rolê (que vamos fazer qualquer dia desses).
Então, para começar, escolha a carne: coxão mole, alcatra ou contrafilé.
Eu acho que em outras partes do Brasil os nomes são outros, alguém sabe me dizer?

De qual altura, madame?

Também é importante a altura do corte.
Quanto mais fino, mais rende, claro, mas em compensação selar a carne se torna mais complicado. E se não selar ela perde os líquidos e fica dura, sacou?
Peça para o açougueiro cortar em espessura normal, cerca de 2 centímetros, em geral.
Mais alto que isso deixará a carne crua por dentro e tostada por fora.

Escolheu a carne?
Então agora preste atenção!
Assim que chegar em casa separe em porções e congele o que não for temperar.
Sim, congele sem tempero porque o congelamento tende a ressaltar o tempero, e isso pode deixar seu bife salgado ou temperado em excesso.
A seguir vamos temperar.
Vou indicar como temperar 500 gramas, ou meio quilo se preferir.
Esse tempero preserva a carne na geladeira por uns 2 ou 3 dias sem problemas.

Ingredientes do tempero:
1 colher bem rasinha (das de sobremesa) de sal fino;
1 colher (das de sopa) de vinagre branco;
2 colheres (das de sopa) de shoyo;
2 dentes de alho bem espremidos;
2 cebolas cortadas em rodelas finas;
pimenta do reino moída (sim, pode tirar se não suportar, meu marido odeia dicunforça);
Azeite para envolver a carne (umas 5 colheres (das de sopa) ou mais.

Em um saco plástico coloque a carne em bifes. Sim, um saco. Ajuda a massagear para o tempero aderir, evita sujeira e ainda serve para guardar...
Acrescente os temperos todos.
Feche o saquinho e massageie a carne para o tempero aderir.
Para provar o sal coloque a ponta do dedo na carne e experimente. Se temperar seu dedo temperou a carne. Sim, é meio tosco mas funciona...
Tá pronto, temperadinho e já embalado pra levar à geladeira, sem fazer sujeira!

E pra grelhar? 

Agora é a parte crítica, né?
Que nada, mole-mole!
Comece retirando da geladeira a carne que for grelhar uns 15 minutos antes de ir ao fogo.
Se colocar o bife gelado ele vai soltar muito líquido e vai ficar solado, duro.

Após esse tempo fora da geladeira aqueça em fogo alto uma frigideira de fundo grosso.
Sim, é importante pois fundo grosso distribui melhor o calor.
Coloque na frigideira um fio de óleo, o suficiente para cobrir o fundo.
Lembre: é grelhar e não fritar por imersão!

Esquentou bem a frigideira?
Coloque os bifes, um a um. Não coloque rodelas de cebola agora; elas soltam água e prejudicam a grelha da carne.

Não mexa na carne! Quanto mais mexe mais líquido solta!
Espere uns 3 minutos (depende do fogo, claro) e vire os bifes.
Retire-os do fogo e mantenha aquecido (colocar o prato com os bifes sobre a panela de arroz mantém o calor).

Na frigideira dos bifes coloque mais um fio de óleo, uma pitadinha de açúcar (sim, açúcar, para caramelizar as cebolas e deixa-las lindonas) e distribua as rodelas de cebola que estavam com os bifes temperados.
Mexa para não queimar.
Elas vão murchar e depois começar a dourar.
Não pare de mexer até ficar como você deseja.
Coloque a cebola sobre os bifes e sirva.

Dicas extras extremamente importantes!


  1. Não compre bifes muito finos e nem grossos demais;
  2. O sal desidrata a carne e ela pode endurecer. Por isso, se preferir salgue só depois de grelhado. Eu salgo ao temperar porque acho que fica insosso se grelhar sem sal, mas é questão de ir experimentando e vendo o que dá mais certo para você;
  3. Só coloque a carne na frigideira bem quente, assim ela vai selar e não perde os sucos;
  4. Não coloque carne gelada para grelhar, o ideal é em temperatura próxima à ambiente;
  5. Não mexa a carne e nem use garfo para vira-la. Prefira uma pinça ou improvise com pegador de massas, por exemplo;
  6. Não tampe a frigideira. Se tampar a carne solta líquido e cozinha ao invés de grelhar;
  7. Compre carne limpa de nervos mas não peça pra retirar a gordura. Ela deve ser mantida pois deixa a carne mais macia e saborosa. Despreze depois do bife pronto, se estiver evitando gorduras. Eu tento, mas amo uma gordurinha #vaigordinha...

Com arroz e feijão fresquinho... hum... mais uma saladinha e umas batatinhas fritas... ou purê de batatas... que tal?

Não sabe fazer batata frita?
Sem problema!
Próximo post:
Batatas fritas caseiras e purê de batatas.
Daí a refeição fica perfeita, né?
Não vá perder, hein!



QUERO LER O POST COMPLETO

Como conseguir cidadania italiana? Saiba se você tem direito à ela!

em 27/07/2015

Como você sabe meu sobrenome de solteira é Gaspareto, e tem origem italiana (ah, vá, sério? rsrsr).
No passado, por causa das guerras mundiais e outros períodos difíceis que a Europa enfrentou, milhares de italianos imigraram para diversos países do mundo, e hoje somente no Brasil estima-se que somos cerca de 38 milhões de brasileiros com direito à dupla cidadania.

Meus avós foram imigrantes italianos no começo do século 20, fugindo com os pais da fome, pobreza e dificuldades que grassavam pela Europa após a 1ª guerra.
Vieram para o Brasil, aportaram, foram levados para as fazendas de café e algodão do interior paulista.
Aqui ficaram, nenhuma das crianças Gaspareto (meu avô) ou Bolsoni (minha avó) retornou para a Itália.
Nem mesmo na época da 2ª Guerra, quando a vida para imigrantes italianos se tornou ainda mais dura por conta das perseguições do governo Vargas.
Seja nos campos de café paulistas ou nos vinhedos do Sul, aqui ficaram, e fincaram raízes...

Crédito da foto
Fizeram a vida no Brasil, mas por gerações o amor à Itália foi passado de pai para filho, e mesmo eu, que nem conheci meus avós, sinto esse amor, esse laço.
Sou mezzo italiana, capisce?
E isso não é modo de falar, é real.
Tão real que eu, se quisesse, poderia requerer cidadania italiana.
Vou te falar mais sobre isso.


Todo descendente de italianos tem garantido por lei, de acordo com a legislação italiana, o direito à cidadania.
Na verdade a lei italiana diz que todo descendente de italianos é italiano.
Basta apenas comprovar a origem, e a cidadania é concedida.
Ao contrário do Brasil o principio da cidadania italiana é “Juris Sanguinis”.


Isso quer dizer que é italiano todo filho de italiano.
Portanto todo filho, neto, bisneto ou tataraneto de um cidadão italiano é italiano, independente do país onde tenha nascido.
Existe uma exceção, que é conhecida como cidadania via materna, onde a mulher italiana casada com um estrangeiro antes de 1948 (data de entrada em vigor da constituição)  perdia automaticamente a cidadania e sendo assim não passava aos seus filhos e etc.
Esse é um problema que hoje é resolvido de maneira fácil.


E ser cidadão italiano abre as portas para a Europa, por causa da União Européia.
Um cidadão italiano é europeu, claro.
Pode entrar e inclusive trabalhar em qualquer país na zona do Euro, sem necessidade de visto. E também no Canadá, Austrália e nos EUA.
Devido à todos os benefícios dessa cidadania são muitos os brasileiros de descendência italiana que a buscam.

O processo para conseguir reunir a documentação necessária, entrar com o pedido, acompanhar o processo até a concessão e finalizar com a cidadania pode levar até 15 anos se for feito daqui do Brasil, em especial se for sem assistência alguma.
Para ter essa cidadania reconhecida a pessoa precisa apresentar as certidões de nascimento, casamento e óbito de todos os ascendentes até chegar ao italiano nascido na Itália.

Essas certidões têm que ser traduzidas e legalizadas, seja pelo consulado italiano e/ou pelo Ministério do Exterior brasileiro e depois disso apresentadas ao consulado ou diretamente em uma prefeitura na Itália.
Muita gente não sabe preparar o processo, precisa conseguir a certidão de nascimento do ascendente italiano e como o processo no consulado italiano no Brasil demora cerca de 15 anos contra os 2 meses se feito diretamente na Itália, muitos brasileiros preferem fazer todo o processo com a ajuda de agências estabelecidas na própria Itália.

Movendo a ação lá, com assessoria e acompanhamento de pessoas in loco o processo todo pode ser concluído em cerca de 2 meses.
Demais, né?

Eu tenho uma amiga e cliente em meu serviço de personal-blogueira que realiza esse acompanhamento de brasileiros ao requererem cidadania italiana.
Ela trabalha com isso, faz todo o trabalho: assessorar os diversos passos necessários para esse reconhecimento, procurar documentos, assessorar na preparação e seguir todo o processo diretamente na Itália.
Desde a chegada da pessoa até ela receber a cidadania, e toda a documentação italiana (certidão de nascimento, carteira de identidade, CPF e passaporte).


Você ficou interessado em saber mais? 

Vou te dar os contatos da Dany Lacerda!
Tire suas dúvidas, faça perguntas e de repente, se tiver direito à cidadania italiana pode ser uma boa oportunidade de vida!
Já pensou?

Dany Lacerda - Contatos

Blog Raízes Italianas
Raízes Italianas no Facebook
Whatsapp: 0039 342 1923414
Email para contato



Eu não penso em mudar de país, mas vou confessar que depois de ler, pesquisar e conversar com a Dany me deu uma vontade imensa de fazer o processo todo e requerer cidadania italiana.
É parte de quem eu sou, e eu amaria ser corajosa o bastante para quem sabe, um dia, entrar em um avião e conhecer a terra que meus avós morreram desejando rever...

Arrivederci, amici!!! 


QUERO LER O POST COMPLETO

A diferença entre tolerar, aceitar e acolher

em 26/07/2015


Arranjo de mesa do casamento, pense numa coisa linda!

Sábado dia 25/07 eu fui (pasme, eu saí de casa! rsrs) em um casamento, de uma das minhas primas, filha de uma prima, na verdade.
Festa maravilhosa, cerimônia linda, noivos lindos, felizes, foi uma delícia rever parte da família que eu não via desde quando eram crianças...
Sim, eu sou bem desapegada de família, gosto de ficar em casa, tenho pouquíssimo contato com primos, tias, etc.

Foto de celular, qualidade ruim, sorry
A noiva linda da foto eu "reencontrei" via Facebook, e embora eu seja a menos festeira das pessoas fiz questão de ir ao casamento.
Foi delicioso, me diverti com marido, irmãos, bebi caipirinha de morango, fiquei de pilequinho... foi bom...
E, olha, foi um aprendizado...

Minha família é bem grande, e estou falando só do lado materno. São 6 tias, só uma não teve filhos, e minha tia mais velha, por exemplo (avó da noivinha de ontem) teve 10 filhos (se não errei a conta), uma infinidade de netos, bisnetos...
Então é natural que, em uma família tão grande exista muita gente com opiniões, gostos, crenças e convicções diferentes.
E família italiana, sabe? Maioria de gente simples, tradicional. São muitas gerações juntas, tenho primos de 70 anos, que são avós...

E um dos meus primos, irmão da noiva de ontem, namora há alguns anos uma transexual. Desculpe se eu usar termos incorretos, sou bem leiga, não sei exatamente quais os termos devo usar e não sei dizer se a namorada do meu primo é travesti ou transexual. Relevem.

E eles foram padrinhos no casamento ontem.
Ela, a madrinha, linda de arrasar, vestida lindamente, entrou pelo corredor central da igreja ao lado do namorado. Creio que eram padrinhos civis porque acho eu, a Igreja não admite casais homoafetivos como padrinhos.
Mas não havia distinção entre os padrinhos, entraram todos lindos e felizes, não teve padrinhos no altar... e meu primo lindo, parecidíssimo com meu irmão, olhos verdes, feliz e orgulhoso.

Na festa fiquei observando porque acho que toda situação pode render um aprendizado, uma chance de crescer, um texto... #blogueirasemprepensanoblog
A namorada dele, animada, gentil, teve uma hora que a vi sentada ao lado da minha tia de 90 anos, com muita intimidade e carinho, sabe?
Também a vi com meus primos mais velhos, tios do namorado dela. E com as crianças da família... sim, temos de avós a bebês, família grande de verdade...
Uma pessoa completamente inserida na família, não apenas aceita, mas acolhida.

Porque há uma grande diferença entre tolerar, aceitar e acolher.
A lei obriga a sociedade a tolerar, ou pelo menos deveria obrigar, pois intolerância é porta aberta para coisas inimagináveis, de ofensas à crimes de ódio.
Tolerância, pra mim, soa como obrigação.
"Não te quero perto de mim, mas tolero sua existência".
Mais ou menos como é com os gordos.
"Preferia que você fosse magro".
"Preferia que você fosse homem".
Tolerar é o mínimo. É o que nos possibilita viver em sociedade.
Deveria sim ser lei, e intolerância tem sim que ser criminalizada porque gera só coisa ruim.

Já aceitar pressupõe respeito, e acredito eu, é um imenso avanço.
Aceitar não é simples.
Aceitar inclui ver que, oh! somos todos diferentes! E que tudo bem ser diferente.
Aceitar implica compreender, aceitar requer a capacidade de ver além, de se colocar no lugar do outro... de saber que sim, somos todos diferentes, mas sim, somos todos dignos do mesmo respeito.
Aceitar quer dizer que eu preciso oferecer ao outro o mesmo respeito que quero pra mim.
Porque o mínimo que podemos dar é respeito, já que queremos ser respeitados naquilo que somos, nossa individualidade, nossa essência.

Aliás, foi sentindo na pele como o mundo trata os diferentes, os que não estão "dentro do padrão" que eu compreendi melhor o que é ser gay, ser trans, ter orientação sexual diferente da maioria.
O mundo trata aos gordos com muito preconceito, e muita crueldade. Acredite, eu sei do que estou falando...
Trata à nós, gordos, como de fôssemos uma praga a ser contida, exterminada, mudada, "curada", jamais aceita.
Como aos gays...

Compreendi, sentindo na pele,  que a gente é o que é, e que não importa se sou gay ou hétero, branco ou negro, gordo ou magro.
Importa que todos queremos, precisamos e merecemos (sim, me-re-ce-mos) respeito!
Aceitar é isso, é saber que sendo diferentes, tendo orientação, cor ou peso diferentes somos iguais naquilo que é nosso direito, desejo e merecimento.
E que tudo bem ser diferente porque afinal ninguém é igual, todo mundo é único...

Mas o que eu vi, na festa de casamento da minha prima linda... não foi tolerância.
Também não foi aceitação apenas.
Foi acolhimento.

Porque acolher é mais do que aceitar.
Enquanto aceitar inclui respeitar, acolher implica amar.
Não há acolhimento se não há amor.
E eu vi amor.
Vi amor quando meu primo entrou, lindo e feliz, com a namorada pelo corredor da matriz. Só imagino o que ela sentiu...
Vi amor, na festa, quando os padrinhos dançaram valsa ao lado dos noivos, eles felizes, um casal lindo. Um casal comum, ao lado da família.

Vi amor quando ela sentou ao lado da minha tia velhinha, que segurou as mãos dela, que a beijou... uma neta a mais, como as outras.
Vi amor e acolhimento, uma família com a namorada do irmão, filho, neto, primo, sobrinho, tio...
Percebi que há uma relação de afeto real, vi minha prima sentada com a nora, papeando. Uma família.

Eu disse no começo que foi uma oportunidade de aprendizado.
E foi mesmo.
A festa foi linda, tudo perfeito, mas ter visto o que eu vi, esse amor, esse afeto, esse acolhimento, sem alarde, sem barulho, simples e por isso mesmo tão significativo... me fez feliz e ter esperança...

Se, numa família tão grande, que tem pessoas de diferentes formações, crenças, idades, convicções e vivências, é possível acolher com amor e naturalidade um rapaz e sua namorada transsexual (ou travesti, desculpe a ignorância do termo exato) então é possível que eu ainda viva para ver o mundo olhar o diferente com mais tolerância... e quem sabe um dia, tratar aos diferentes com amor... acolher ao invés de tolerar...
Não é?



QUERO LER O POST COMPLETO

Apostilas para ganhar dinheiro com comida

em 23/07/2015

Oi, gente!
A conversa de hoje é com você, que anda pensando em começar um pequeno negócio de comida, seja comida mesmo, tipo arroz, feijão, carne... , seja sanduíche, saladas, docinhos, etc...
Quero falar sobre a Coleção Faça e Venda, que reúne apostilas digitais elaboradas pela Paula Mello, blogueira que há mais de 6 anos edita o blog Cozinha do Quintal.

Depois de seis anos escrevendo o blog Cozinha do Quintal, que é voltado a quem faz comida para vender, a Paula resolveu que era hora de partir para algo que pudesse ajudar ainda mais os leitores a iniciar um negócio próprio.

Assim surgiu a coleção Fazer e Vender, que, por enquanto, conta com três ebooks: Marmitex, Salada no Pote e Sanduíches.

Ideais para quem vai começar a produção em casa, os ebooks trazem todo o conhecimento adquirido pela autora nos anos de blog e na própria experiência pessoal, já que ela trabalhou com comida por bastante tempo: fazendo chocolates, salgadinhos, massas frescas, marmitex e comida congelada.
Veja as apostilas disponíveis para venda:


A Apostila Digital Marmitex é para quem vai começar: vai te ajudar a se organizar (materiais, móveis, organização da cozinha e do estoque, entrega, embalagens, custos e sugestão de cardápios).
São apresentados vários tipos possíveis de marmitex e a distribuição de alimentos neles, além do rendimento aproximado de cada alimento principal.

Para deixar o material ainda mais completo, você tem um modelo de planilha com todas as explicações necessárias para calcular corretamente o custo de um prato do cardápio.
Além disso, listas de compras para ajudar a organizar o estoque e sugestões para 10 semanas de cardápios sem repetir.
Por ser voltada a quem já sabe cozinhar, a apostila não tem receitas.


A Apostila Digital Salada no Pote mostra como iniciar as vendas de um produto que está sendo muito procurado ultimamente pelas pessoas que querem variedade e praticidade nas saladas, seja para levar ao trabalho ou para complementar a dieta.

Nessa apostila você vai saber como se organizar, levantar os custos, os cuidados com a higiene, como elaborar um cardápio de saladas, além das receitas de saladas, molhos e acompanhamentos.

São 96 páginas! Muito conteúdo para que você comece certo!




Para quem precisa de uma opção de negócio simples, prática e fácil, a Apostila Digital de Sanduíches traz 23 receitas deliciosas de lanches, 5 receitas de patês básicos e 7 receitas de patês gourmet, além de dicas sobre embalagens, custos e vendas.

Na Apostila Digital Sanduíche você não precisa de grandes investimentos.
Já pensou? Fazer e vender na academia, na faculdade, no trabalho...
Tudo bem explicadinho, passo-a-passo, é fazer e vender!




Ficou interessado/a?
Para adquirir suas apostilas é muito simples:
Acesse: http://loja.cozinhadoquintal.com.br e escolha a sua preferida.
As informações sobre como pagar estão abaixo da capa da apostila, na loja.
Você pode inclusive pagar com cartão de crédito via PagSeguro.
E pode escolher comprar a coleção inteira ou uma apostila por vez.


Arrisque-se!
A gente, às vezes, tem um talento, um sonho, ou uma necessidade de tentar nova fonte de renda.
E fica receoso, travado, com pensamento negativo, imaginando tudo o que pode dar errado.
Receio, travamento, pensamento ruim... isso nunca levou ninguém pra lugar nenhum...
Quem sabe não é agora que você começa seu negócio próprio?
Arrisque, tente.
Com certeza algo de bom vai surgir do passo à frente que você der!
Já pensou?
QUERO LER O POST COMPLETO

Modelo para personalizar os comentários do blog- estilo masculino

em 22/07/2015

Não é de hoje que eu recebo comentários dos meninos que leem o blog e reclamam que tudo é muito feminino, que é tudo muito rosa, que eu também tenho leitores homens, etc e tal.
Então tá, fui vencida, abaixo o rosa!
Mentira, abaixo nada que eu amo uma delicadeza, rosinha, lilás... #coisasdemenininha (que foi? 42 anos, e menininha, uai...)  rsrsrs

Mas de vez em quando vou postar alguns tutoriais para personalizar comentários e outras áreas do blog com cores mais masculinas (se bem que esse conceito é muito discutível, né? O que é masculino, o que é feminino?).
Para começar, esse modelo de comentários personalizados:

modelo estilo masculino para personalizar os comentários do blog



Para instalar em seu blog preste atenção à explicações, leia tudo antes de começar a fazer e só faça depois de se certificar de haver entendido tudo!

1- Caso sua área dos comentários já tenha sido personalizada será preciso apagar a personalização anterior para que esta nova funcione;
2- Não testei em templates baixados da internet, apenas usei em modelos nativos do Blogger, mas em tese deve funcionar em qualquer template para Blogger;
3- A opção do formulário de comentários precisa ser do tipo Incorporado;
4- Cores e fontes editáveis estão marcados no código, leia com atenção;
5- Não altere o código a menos que tenha conhecimento em CSS;
6- Mais importante que tudo: faça antes em um blog de testes e só faça em seu blog real depois de haver testado antes.

Entendeu tudo?
Então vamos ao trabalho!

Instalando a personalização dos comentários


Agora vá ao painel de seu blog e clique na aba Modelo, depois clique em Editar HTML e dentro da caixa de código tecle Ctrl+F.
Dentro da barra de busca digite ]]></b:skin>;
Sim, todo e qualquer template Blogger tem essa tag de fechamento.
Ela encerra a folha de estilos do template, e o código deve ser colado ACIMA dela, ok?
Tecle Enter para localizar e acima disso cole este código:

Copiar o código

Após colar o código você pode edita-lo da forma que mais combine com seu blog.
Altere fontes, cores, como preferir.
Depois de pronto clique em Salvar.
Está pronto, sem grandes dificuldades, não é?

Gostou?
Se tiver interesse por parte dos leitores vou postar mais tutoriais assim, em estilo mais masculino.
E aí?
Interessa procê? rsrsr
Diz pra mim... e aproveita pra curtir e recomendar esse tutorial... assim ele alcança mais pessoas e eu fico mais feliz... olha que coisa boa...

QUERO LER O POST COMPLETO

Série Cozinha para iniciantes- Como fazer feijão

em 21/07/2015


Hoje tem feijão?
Tem, sim senhor!
Segundo post da série Cozinha para iniciantes.
Veja o primeiro post aqui:
Como fazer arroz soltinho

Então, vamos lá?
O feijão que vou ensinar a preparar é o carioquinha, tá?
Esse:


Não sei dizer se o preto ou branco são feitos do mesmo modo porque nunca fiz.
Sim, já fiz feijoada mas o processo é outro, então não tenho como comparar. O mesmo vale para o Cassoulet, o processo é diferente.

Vamos aprender?
Para começar coloque de molho em água fria a quantidade de feijão que deseja cozinhar. Em geral eu cozinho meio quilo de cada vez, depois congelo.
Deixe de molho por umas 2 horas ou mais, fora da geladeira.

Depois desse tempo escorra a água, coloque o feijão na panela de pressão, cubra com água até uns 3 dedos acima do feijão, tampe a panela e leve ao fogo. Sim, panela de pressão.
Não precisa ter medo, basta que a vedação seja boa, o pino limpo e a quantidade de água e feijão não ultrapasse 3/4 da capacidade da panela que não tem erro.

Conte 25 minutos após começar a chiar.
Após esse tempo desligue o fogo e deixe a panela quieta, até sair toda a pressão.
Depois que a pressão sair abra a panela e separe o feijão cozido em porções, o suficiente para ser consumido de uma vez. Eu uso potes pequenos, sempre com tampa.
Espere esfriar um pouco e leve ao congelador.
Dura bastante quando congelado, acho que até 3 meses mas eu congelo por no máximo 15 dias.


Como refogar e temperar feijão


Agora vamos refogar e temperar a porção que você vai consumir.
Vou contar como fazer com bacon e calabresa, mas pode ser com linguiça fresca, com ou sem bacon, vai do seu gosto.
Eu gosto de fartura, sempre (#vaigordinha).

Em uma panela coloque um fio de óleo.
Pode ser azeite mas não faz diferença porque azeite quando aquece muito vira óleo :(
No óleo aquecido coloque  rodelinhas de calabresa,  bacon em cubinhos e mexa até dourar o bacon. A quantidade varia de acordo com o bolso/a dispensa/a época do mês.
Acrescente  cebola raladinha (uma colher das de sopa em geral é o que uso),  alho espremido (um dente pequeno, não uso muito) e mexa.
Coloque o feijão, a água quente e mexa.
Se gostar coloque uma folha de louro. O aroma fica delicioso!

Ajuste o sal para seu gosto, em geral uma pitada é o bastante pois bacon e linguiça contém sal. Experimente.
Abaixe o fogo e deixe engrossar. Se quiser um caldo bem grossinho amasse um pouco os grãos de feijão com as costas da concha.
Essa é uma concha de feijão:


Para servir retire a folha de louro, fica mais bonito, né?

Dicas extras:
como funciona a panela de pressão

  • Não precisa ter medo da panela de pressão. Respeite as medidas, deixe espaço para o vapor circular, mantenha a válvula de segurança em dia e o pino desobstruído e tudo dará certo.
  • Eu cozinho cerca de meio quilo de cada vez, depois separo em potinhos e congelo as poções. Prático e sem complicação.
  • Para descongelar deixe da noite para o dia na geladeira, mas se esquecer, sem crise: descongele direto na panela de refogar, apenas coloque um tantinho mais de água quente.
  • Não congele temperado, sempre sem tempero, tá?
  • Sempre deixo de molho, o cozimento é mais rápido.
  • Minha irmã coloca uma colherinha de extrato de tomate no feijão para dar cor, #ficaadica se você quiser testar. Eu prefiro clarinho.
  • Feijão precisa ser de boa qualidade. Não adianta economizar, ganha-se 1 real e come-se feijão cascudo o mês inteiro. Compensa? Não!


E um belo dia eu descobri que o feijão carioquinha que comemos aqui no estado de São Paulo não é o mesmo feijão que se come no Rio de Janeiro.
Lá, me disseram as amigas carioquinhas, o feijão mais consumido no dia a dia é o preto.
Que aqui em São Paulo, no interior, só usamos para a feijoada.

Reza a lenda que o feijão carioquinha ganhou o nome por causa das listras, que lembram a calçada de Copacabana.
Não sei se é real, mas é fofa a lenda, né?
Coisas desse país lindo que eu tanto amo...

No próximo post da Série Cozinha para iniciantes vou mostrar como fazer um bife macio, saboroso e suculento.
Arroz, feijão, bife...
Ai-que-fome!!!


Sabia que tem brincadeira rolando no blog até dia 29/07/2015?
Clica no banner abaixo, vai lá!
Tem presente!!!


QUERO LER O POST COMPLETO

Brincadeira premiada Blog Amigo- venha indicar o seu blog amigo!

em 20/07/2015

Oi, pessoa linda!
Sabia que hoje, dia 20 de julho, é comemorado o Dia do Amigo?
Eu nunca soube, só vim a descobrir isso depois do blog e em anos passados fiz até sorteios para comemorar...

Esse ano, devido à algumas contingências pessoais (que chique escrever contingências rsrsr) perdi a data para pensar em algo mais "elaborado" mas ainda assim quero comemorar contigo, querido leitor e amigo do blog.
Vamos brincar?
Será bem simples, tá?
Preste atenção!

Brincadeira premiada Blog Amigo

Ao final deste post tem um mosaico.
Ele não é para você colocar link de seu blog.
Ele é para você divulgar o blog de seu amigo.
Sabe aquele blog legal, que você lê e pensa: "Poxa, mais gente devia ver isso..."
Ou aquela pessoa tão gente boa, blogueiro/ amigo/a mesmo, sabe?
E que você gostaria de ajudar na divulgação do blog dessa pessoa?

Então, essa é a oportunidade!
Escolha seus blogs amigos e participe!
Sim, pode inserir mais de um blog amigo, afinal a gente tem muitos amigos no mundo dos blogs, não tem?


Como inserir minhas recomendações?

Simples, leia o passo-a-passo:

  1. Clique no botão Participe ao final deste post;
  2. Na janela que abrir, no campo Url de seu post coloque o endereço completo do blog de seu amigo, sempre começando com http;
  3. No campo Nome coloque o nome do blog de seu amigo ou o nome dele (prefira o nome do blog). Atenção, tá? Não é seu nome, é o nome do blog de seu amigo ou o nome dele!!!;
  4. Insira um email válido no campo Seu email. Tem que ser seu email, e nunca será divulgado, fica tranquilo/a. Esse email será minha forma de contato contigo, por isso é importante;
  5. No campo Forma de inserção de sua imagem escolha Imagem de seu post. Espere as opções carregarem à sua direita, escolha a que melhor representa o blog de seu amigo e selecione-a. A imagem escolhida deve aparecer no quadradinho de participação.
  6.  Não esqueça jamais a imagem! Se a participação não tiver imagem será deletada!
  7. Depois de tudo pronto clique no botão Insira sua participação, que aparece à sua direita, abaixo.
  8. Pode incluir quantos blogs amigos desejar, seja feliz!!!
  9. Não vale incluir seus próprios blogs, tá? Só blogs de seus amigos!!!
  10. Participações sem imagem ou com o nome de quem inseriu ao invés do nome do blog serão deletadas, tá? Corrigi até o número 74 mas à partir de agora não vou corrigir mais pois dá trabalho. Então, por favor, capriche!


Pensa que acabou?
Que nada!
No dia 29/07/2105, data de encerramento do mosaico, vou sortear um presente para um dos blogs participantes do Mosaico Blog Amigo.
E um presente surpresa para o amigo que indicou o blog sorteado.
Presente surpresa, de uma das lojas hospedadas na Divitae, para um dos blogs indicados e para a pessoa amiga que o indicou!

Não conhece a Divitae?
Olha que linda, cheia de lojas lindas:
Clique sobre o banner, conheça a Divitae e quem sabe... abra sua loja também!!!


Então, um blog será sorteado e vai receber em casa, sem custo algum, um presente escolhido por mim em uma loja Divitae. E quem o indicou, também!
O sorteio será dia 29/07/2015 e postarei o resultado aqui nesse mesmo post, ao final.

Porque aqui é assim, amigo indica amigo, divulga e ainda dá presente.
Tem coisa mais fofa que isso?
Bora participar e indicar seu blog amigo?
Então, bora!!!



ATENÇÃO

Eu tive um pequeno contratempo pessoal e por isso o sorteio ainda não teve seu resultado divulgado.
Editei a data de fechamento e agora vamos até a próxima terça-feira, dia 04/08/2015.
Sim, mais uns dias para inserir seus blogs preferidos!
A divulgação será no dia 05/08/2015, tá?
Desculpe o atraso de 1 semana, mas não tive como conferir as participações e finalizar o mosaico.
Então, ainda dá tempo de colocar mais uns blogs no mosaico.
Vem!!!
QUERO LER O POST COMPLETO

Aleatoriedades...

em 19/07/2015

Faz tanto tempo que eu quero falar de mim no blog... falar de coisas que sinto, que penso, que faço, que não faço...
Sinto, às vezes, apesar do crescimento do blog e dos rumos que ele tomou, uma vontade grande de voltar ao tempo quando começamos, o blog e eu... quando aqui era um lugar pra falar das coisas que eu sinto, penso, quero...

Nem sempre dá, a gente cresce, amadurece e isso é bom, mas em contrapartida perde um pouco a espontaneidade, perde a ingenuidade e infelizmente perde a inocência...

Mas hoje, finalzinho de domingo, senti uma vontade imensa de escrever coisas sem ligação, sem muito nexo, aleatoriedades mesmo... coisas sobre como venho me sentindo, coisas sem muito a ver com  nada, sentimentos e pensamentos soltos.
Se não quiser, nem precisa ler, eu entendo que não sou interessante a ponto de valer um post...
Mas se quiser gastar uns minutos...

Faz dias, semanas... meses na verdade... venho sentindo algo que é mais que tristeza... é um pesar profundo, sabe? Esses dias chorei por 3 episódios seguidos de Glee... normal, não é...
Choro muito fácil, não consigo me concentrar, sem foco, sem agilidade mental...

Não, não aconteceu nada extraordinário, nada ruim... ao contrário, tudo está bem, melhor que ano passado, melhor do que eu esperava... E até mesmo isso é motivo de pesar, me sinto culpada, como se estivesse sendo ingrata, sabe?
Mas esse pesar não passa.
Eu sorrio, eu brinco com minhas cachorras, eu escrevo no blog, eu respondo emails, eu trabalho, eu faço comida, falo com marido, com algumas poucas pessoas... mas o pesar está lá, como um vulto. Dia e noite, esteja onde eu estiver...
Não sei explicar...

Uma vontade permanente de chorar, um cansaço que não passa...
Se eu pudesse realizar um desejo hoje seria morar numa casa escondida bem longe, sem telefone, sem internet, sem gente... só eu e Menininha... solidão é o que mais desejo...
Meio Greta Garbo, sabe?
"Me deixem só..."
E mesmo esse pensamento me enche de tristeza, porque me sinto ingrata com tudo que tenho... com tudo que dá certo, tudo que vai bem... e nem assim consigo deixar esse pesar pra lá...


Vou te perguntar uma coisa:
Pra você, é mais fácil ter compaixão dos outros ou ter autocompaixão?
Li algo sobre isso essa semana e fiquei pensando que eu tenho mais compaixão pelos outros do que por mim.
Sou, por muitos motivos, um poço de culpas, de arrependimentos, de autocríticas.
E percebi que preciso me olhar com mais compaixão, sabe?
Aceitar mais meus limites, aceitar que erro sim, mesmo quando quero acertar... aceitar que coisas do passado devem ficar no passado... e sobretudo parar, de vez em quando, e me olhar com mais tolerância, mais compaixão mesmo...

Tem gente que perdoa a si mesmo muito facilmente, mas tende a condenar e julgar os outros duramente. Releva os próprios erros mas aponta os dos outros...

Tem outra espécie de pessoa que perdoa, tolera e compreende os outros muito mais do que a si mesmo. E consigo é dura, intolerante, impaciente...
Sou do segundo tipo...
E isso é ruim, não ter autocompaixão...
Veja bem, não é autopiedade.
Compaixão não é piedade...


Há algumas semanas eu tive dengue.
Sarei. E na semana seguinte tive a maior gripe de todos os tempos (eita exagero!) e fiquei tão mal que um dia nem levantei da cama de tanta dor de cabeça.
Imunidade baixa, a gripe se aproveitou, essa safada rsrsr
Ainda dói um pouco pra respirar, sabe quando dói o pulmão, as costelas?
Mas estou quase 100% boa e nunca tomei tanto chá na vida.
Tem ideia do que é o trabalho acumulado, livros que a gente quer ler, filmes pra ver, comidas pra comer e o corpo se recusa?
Detesto ficar doente... e estive assim por mais de 30 dias.
Gostei não...


Meu marido está aposentado, esqueci de contar.
Quem acompanha o blog sabe que ele é portador de Esclerose Múltipla e foi demitido quando o diagnóstico saiu.
Desde então a gente passou por tempos terríveis, incertos. Nunca trabalhei tanto, apavorada de que ele precisasse de algo e a gente não tivesse...

Nem sempre ele está bem, e a incerteza quanto ao dinheiro é uma faça afiada, né?
Mas desde maio ele está aposentado.
Embora o valor seja bem menor do que deveria (o processo de readequação está tramitando) ainda assim é uma dádiva...
Não é tranquilidade total, mas nesses tempos de crise é uma segurança essencial.
E isso é mesmo uma bênção... sou muito grata!


QUERO LER O POST COMPLETO

Kit caseiro para hidratação das mãos, unhas e cutículas.

em 16/07/2015

Oi, gente!
Como vão vocês?
Deixa eu contar uma coisa:
Antes de conversar sobre o assunto de hoje, eu quero dizer que fiquei muito feliz com todo o retorno que recebi de vocês nos posts sobre os cuidados com as cutículas e nas dicas que eu deixei para quem não quer mais usar o alicate! Para quem não viu os posts, são estes aqui:

Sobre estes dois posts, algumas pessoas escreveram fazendo observações, deixando opiniões e perguntas.  
Eu vou aproveitar para responder aqui, porque a pergunta de uma pessoa pode servir para sanar a dúvida de outras.
E quero também me colocar à disposição para que continuem escrevendo, caso queiram tirar alguma dúvida, ou até mesmo relatar seu progresso.
Vou deixar um link para o formulário de contato aqui:


Email para a Myl!


Você preenche os campos do formulário, envia, eu recebo e te respondo!  
Lá tem um campo com espaço pra você deixar o seu site pra eu te fazer uma visita! 
Se você não tiver um site, não tem problema.. deixe o campo em branco!

Vamos aos "feedbacks" que recebi e que preciso dividir com vocês:

1- Manicures muito bravas que acham que divulgar uma maneira alternativa de retirar as cutículas é um atentado contra o profissionalismo, o emprego e a experiência delas, que pensam que eu estou incentivando as pessoas a abandonarem o serviço de manicure ou deixar de ir até os salões de beleza.

Eu espero que elas possam entender... Estamos no ano de nº 2015 de nosso Senhor Jesus Cristo e o mundo é grande, o progresso e a civilização estão a todo vapor. 
As pessoas são dotadas de algo chamado livre arbítrio e a verdade sequer existe, quanto mais o proprietário dela.
Pode ter acontecido de algumas pessoas não terem lido o post em sua completude, ou não entenderem que as dicas que eu deixei lá, servem também... para as as manicures! Falando nisso, me responde uma coisa?





Esses dias, andando pelo deserto da internet, eu vi um "meme" que achei fantástico - Até vocês se acostumarem comigo ou a Elaine (não contem isso a ela, tá?) me pôr pra fora daqui, meus posts serão sempre permeados de alegorias, metáforas, digressões... eu vivo disso, minha gente... não sei fazer de outro jeito...me perdoem, me amem?



Sim, eu também sou dramática!



O Meme foi este:





Acho que a imagem dispensa qualquer legenda... e sei que é difícil (às vezes a luta é diária!) a gente (me incluo) deixar de ser "o cara com a mão nos olhos"... mas é pra isso que estamos aqui neste planeta.. pra evoluir, para viver e deixar viver... 
Sigamos adiante!




2 - Meninas que perguntaram sobre genéricos do Bepantol:

O preço do Bepantol (aqui em Salvador - BA) varia entre R$15,00 e R$21,00. A boa notícia é que ele possui sim, outras marcas - medicamento genérico: basta a gente verificar se o nome da substância ativa é Dexpantenol, certo?

  • Probentol
  • Bepantriz
  • Neopantol
  • Pantodex 
  • Cicatenol
A diferença de preço é significativa, acreditem!


Eu comprei este aqui por esses dias e aqui em Salvador ele custa a metade do preço do Bepantol. A substância ativa, a quantidade de produto na embalagem e  a concentração mg/g são as mesmas! 
O Bepantol estava por R$ 14,20 e o Neopantol por R$ 7,77.

3 - Sobre os removedores (químicos) em loção, Creme ou Gel que eu sugeri no post anterior a este - Só sugeri os que eu usei em mim, tá, gente?

Podem ser usados para remover cutículas dos dedos dos pés?
Gente, eu uso sim nas cutículas das unhas dos pés...mas  é importante o que eu vou dizer agora: 
Não use se você tiver problema com unha inflamada e ou encravada. 
A região onde a unha encrava/inflama é mais sensível e pode ser que haja reação indesejada da pele ferida em relação ao produto. 
Quem deve manipular unha encravada ou inflamada é o Podólogo - Profissional habilitado profissionalmente pra isso, ok?

4- Meninas com dificuldade para encontrar a cureta, perguntando se existe algum utensílio que a substitua. 
Então... eu penso que a espátula (aquela ponta dela que parece uma "faquinha") possa ajudar, mas não com a mesma segurança e com a mesma eficiência da cureta. 
Reforço que pra quem não tem ainda muita prática, é ideal que a espátula seja de plástico e seja usada com cuidado redobrado, porque ela é meio amolada/cortante e pode machucar.

5- Alérgicas podem usar removedor?
Caso sejam alérgicas a algum componente da fórmula, Não
E digo mais: Mesmo pra quem não é alérgico é imprescindível que leia o rótulo do produto, verifique se possui alergia a algum componente da fórmula e faça a prova de toque - colocar uma gotinha do produto atrás da orelha ou na dobra do braço e esperar pelo menos uma hora pra ver se surge alguma reação - igualzinho "a gente" (que usa) faz com tintura de cabelo (Jura, Myl?)


Finalmente, Graças a Deus.. e depois de metade das pessoas ter ido embora...por causa da minha prolixidade...vamos ao assunto do post?


Hoje eu vou compartilhar com vocês algo que foi uma das primeiras coisas que eu aprendi sobre a rotina de cuidados com as unhas e cutículas... quem adivinhar ganha um doce, hein?

  • Dica número 1: Tem a ver com a palavra que eu escrevi ou me referi a ela mais de 100 vezes nos últimos 2 posts.
  • Dica número 2: começa com "HI"
  • Dica número 3: termina com "DRATAR"

Quando eu comecei fazer as unhas com foco no meu Blog, eu esmaltava várias vezes no final de semana para postar. 
Com isso, eu tive que redobrar os cuidados coma hidratação, porque no processo de pintar, fotografar, remover o esmalte diversas vezes maltratava as cutículas... e eu usava muito esses kits de luvas hidratantes que a gente encontra com uma certa facilidade em lojas de produtos para manicures que vocês já devem ter visto e até mesmo usado em casa ou no salão.
Eu usei muito este aqui:


Como dito na embalagem, ele vem um par de luvas com um pouco de creme dentro, um palitinho de laranjeira, uma lixa de unha - tudo descartável. O preço aqui em Salvador varia de R$ 1,80 a R$ 2,50.

Eu tinha estoque desse kit. Até que um dia, matutando e querendo economizar dinheiro nos kits pra comprar outros insumos (acetona, algodão, base e esmaltes... claro!),  eu resolvi que iria fazer meu próoprio kit.

Como? Eu descobri que nos salões de beleza, as cabeleireiras e os cabeleireiros compravam as luvinhas em pacotes com 50 ou 100 unidades para aplicar tintura - nas tinturas que a "a gente" compra sempre vem um par, né? - nos cabelos de suas clientes... E que as luvinhas eram as mesmas do kit.
As luvinhas são essas aqui:


Imagem daqui

Bom, o pacote com 100  unidades, aqui em Salvador - onde a carga tributária do Estado faz tudo quase dobrar de preço, fica em torno de R$ 6,00 e o pacote com 50 Unidades custa por volta de R$4,50.

Eu não precisava ser nenhum gênio da matemática pra entender que isso me traria uma economia incontestável. 6 /100 = 12 centavos o par!

Sim Myl, mas o Kit vem com um pouco de creme dentro das luvas e ainda um palitinho e uma lixa.. e já vem pronto, né?

Elementar, minhas caras... mas e os váááááááários creminhos que eu tinha dentro de casa? 
E os meus diversos palitos e lixas do estojo de "Mylnicure", hein? Pra mim, eles não precisariam ser descartáveis, pois são do meu uso pessoal e intransferível!
Isto posto, foi só juntar as coisas!

Eu, no dia em que faço as unhas, entre uma esmaltação e outra, eu passo o creme nas mãos, calço um par de luvas e deixo agir por us 5 minutos, e pronto!

Qual a diferença de hidratar as mãos com e sem o kit?

Basicamente praticidade! 
Some -se a isso o fato de que o calor advindo do calçamento das luvas dilata os poros, fazendo com que o creme seja absorvido mais profundamente pela pele, intensificando a hidratação.
Mais uma vez, não precisa ser o creme usado pela Duquesa de Cambridge (até pode, se você qui$er). 
Eu uso muitos cremes - adoro testar -  e já mostrei um dos meus preferidos para hidratação diária no post de cuidados com as cutículas. 
Vou colocar mais um aqui:

Loção Hidratante de Camomila e Malva da Boticário, que eu uso com as luvas entre uma esmaltação e outra - porque eu faço várias para o Blog no final de semana.

Algumas considerações adicionais :

  • Você não precisa deixar de usar o seu kit que você compra pronto, se não desejar.
  • Também não precisa necessariamente comprar luvas descartáveis. De repente, você pode optar por usar um saquinho plástico mais fino e limpo que você tenha dentro de casa.
  • As luvas de látex podem ser usadas no lugar das descartáveis, para evitar jogar fora um par de luvas plásticas na natureza toda vez que fizer as unhas? Se você tiver toda a técnica e a disciplina de fazer a higienização e secagem cuidadosa das luvas para a próxima vez que for utilizar, sim!
  • Se optar por luvas de procedimento - prefira as que não possuem aquele pó (de talco ou amido) dentro. Esté pó costuma favorecer a descamação das unhas - segundo depoimento de profissionais da área de saúde que fazem uso continuado dessas luvas.
  •  Uso continuado de Álcool Gel também resseca muito a pela das mãos e cutículas. - Intensifique a... Hidratação!
 

Então é isso!
Espero poder ter sido util pra vocês.
Obrigada pelo carinho de sempre!

Vou deixar aqui um convite para me visitarem lá no Coisas de Menininha e nas Redes Sociais. 
Vou ficar muito feliz com a visita e os comentários de vocês! 
Sim, eu sou carente! 
Venham me fazer um carinho! 
Me acompanhem por lá também!
Um beijo enorme em cada uma de vocês!



QUERO LER O POST COMPLETO


No Instagram