Junho 2015 - * Blog Elaine Gaspareto *

Como você responde aos comentários de seu blog?

em 30/06/2015

Recentemente publiquei na fanpage do blog um pedido para que as pessoas respondessem à um questionário rápido e simples sobre como eles agem em relação aos comentários feitos em seus blogs.
Quero montar um post, talvez uma minissérie, sobre esse assunto e para isso preciso da sua ajuda.
Você pode participar da pesquisa?
É rápido, não precisa se identificar.
Basta clicar no item que melhor define suas respostas e enviar.
Muito obrigadinha, tá?




Você pode conferir o resultado desta pesquisa e o post criado à partir dela aqui:
http://www.elainegaspareto.com/2015/07/como-lidar-com-os-comentarios-do-blog.html
QUERO LER O POST COMPLETO

7 erros que cometemos na hora de divulgar o blog

em 29/06/2015

Ao longo do tempo de vida deste blog, quase 7 anos já, eu usei muitas formas de divulgação.
Em algumas eu tive, e tenho sucesso.
Em outras o fiasco foi total.
Em algumas eu acertei mas em outras eu errei a mão.

Com a experiência eu fui afinando a forma de divulgar, e é essa experiência pessoal que quero compartilhar.
Veja bem: não são regras porque eu acho que regras não se aplicam à todo mundo, cada blog é um blog e cada um deve descobrir seu próprio caminho.
Mas conhecer dicas ajuda a encurtar esse caminho, não é?

Para facilitar o entendimento vou separar por tópicos, tá?
Vem comigo!

1- Deixar comentários idênticos, colados em dezenas de blogs

Este é, talvez, o erro mais visível que encontro por aí... e que francamente, tem efeito inverso ao esperado!
A pessoa, no intuito de divulgar o blog, cria um comentário padrão e visita blogs e mais blogs, colando o mesmo comentário em cada um deles.
Tenta passar a falsa impressão de ter lido o blog, mas a padronização deixa claro a deselegância do copy and past...
Deixa o link, pede visitas, pede pra seguir mas sequer se deu ao trabalho de ler um post.
Marketing inverso, entende?

A dica é: não faça isso com os outros! Respeite o trabalho alheio, não seja tão bobo pensando que as pessoas não perceberão.
Uma olhada e a gente já saca que a pessoa está usando o mesmíssimo texto em todo blog por onde passa...
Perde a credibilidade e corre o risco de ficar marcado como spammer...

2- Não divulgar os posts nas redes sociais

Esse foi um erro que cometi no começo. Quando comecei o boom do Orkut já tinha passado, o Twitter estava se firmando e o Facebook era irrelevante.
Eu achava que simplesmente por postar os leitores que seguem o blog  viriam. Não percebia o quanto as redes sociais são importantes.

Hoje vejo claramente que não usar as redes sociais à favor do blog é uma ilusão e um erro.
São publicados milhares e milhares de postagens todos os dias, seja em blog do Blogger, do Wordpress, no Tumblr, e em cada plataforma que exista.

Assim sendo, divulgar nas redes sociais é uma ação necessária, praticamente obrigatório.
O motivo:
Simplesmente porque as pessoas estão nas redes sociais. Seja Twitter, seja Facebook, seja Google+, seja qual for.
Muita gente (eu, por exemplo) usa o Facebook, especialmente o recurso Curtir Páginas, como um agregador/leitor de feed.
Eu curto as páginas de blogs que eu gosto e quando entro no Fcebook é a coisa que mais faço, visitar os blogs cujos posts foram compartilhados nas fanpages.

A dica é: use os botões de compartilhar postagens.
Eles levam seu link para as redes sociais e isso é uma coisa bem boa pois a maioria dos leitores estão atualmente em ao menos uma rede social.
Mas atenção!
Não exagere. Seja sensato e não seja chato/insistente/monotemático.
Quando é muito agressiva a divulgação, em geral, afasta ao invés de aproximar.

3-  Não ter o perfil público ativado

Se o perfil que você usa é o mais antigo, do Blogger, sempre, sempre, sempre deixe-o público.
Se não for assim como as pessoas chegarão até seu blog quando você comentar em algum outro blog por aí?
Já aconteceu comigo: o leitor fez um comentário legal, eu quis conhecer o blog dele, e na hora de acessar o perfil, cadê?

Então a dica é: perfil público, sempre.


4- Ter o perfil Google+ incompleto ou mal formatado


Isso é muito importante!
Quando comentamos em um blog e o nosso nome de perfil aparece é essencial que possamos ser encontrados através dele.
Se você ainda não formatou seu perfil Google+ corretamente sugiro que pare agora e faça-o.
Você pode estar perdendo visitas se não o fizer.
Clique aqui e saiba como configurar seu perfil Google+ corretamente.
Lembre que o link para seu blog deve estar acessível em seu perfil, sempre, sem exceção!!!


5- Implorar seguidores, visitas e troca de banners e links

Fonte da imagem
No começo é normal a gente ficar desesperado por seguidores, se preocupar com isso.
Mas é preciso cuidado para não virar mendigo virtual, aquele tipo tão conhecido que sempre comenta nos blogs mais ou menos assim:
"Seguindo, segue de volta?"
"Coloca meu link/banner/ que eu coloco o seu."
"Segue meu blog que eu sigo o seu."
"Curte minha página que eu curto a sua"
E por aí vai...


Eu, pessoalmente, acho isso muito feio e desnecessário.
E essa praga já chegou aos grupos do Facebook. Vivo me excluindo de grupos onde esse tipo de pedido é comum.
Além de ser deselegante, é inútil.
Trocar banners e links não faz seu blog ser mais relevante nem melhor posicionado junto aos mecanismos de pesquisa. Ao contrário, aliás.

Pedir, implorar seguidores só faz a pessoa parecer desesperada.
E a gente tem a tendência de se afastar de desespero, né?
Agir assim depõe contra o blog, dá a entender que ele não é bom.

Então a dica é: não implore, jamais. Não peça, não suplique seguidores, não implore curtidas, não faça chantagem com seus leitores ("só faço post novo se tiver 20 comentários no post de hoje" , sério???).
Não, não faça isso com seu blog.

6- Fazer spam


Infelizmente a praga do spam está em todo canto: Instagram, Youtube (gente, lá é demais, fico pasma!), fanpages, e como não podia deixar de ser, no blog.
Chega a dar uma dor no coração quando recebo comentários que nada mais são do que spam...

Se você não sabe o que é vou dar um exemplo:

"Oi, flor! Legal seu post. Tem post novo no blog, vem me visitar e ver o que eu achei dos novos batons que estão nos recebidos de junho" (Recebi esse ontem, em 5 posts diferentes)

Seguido, claro, do link porque sem link o spam não seria completo...
Isso colado igual em dezenas de blogs, em dezenas de fanpages, em canais do Youtube, em todo lugar, pior que erva daninha, pior que praga.

Outro dia, num post na fanpage de uma blogueira que acompanho contei 31 comentários assim, em todo post dela a menina-spammer deixou exatamente o mesmo texto. E quando a blogueira pediu para pararem foi criticada, escreveram horrores pra ela... como se a errada fosse ela e não a spammer...

A minha dica é: não faça isso.
Acredite, se seu post for bom, se seu conteúdo for relevante, e a divulgação for bem feita e elegante as pessoas virão.
Acessarão ao ver o link em outros blogs, em sua fanpage, em seu perfil do Facebook, em seu perfil no Instagram, em seu canal Youtube, em seu Twitter, etc
Mas se, ao contrário, você se portar como spammer, acredite, será complicado reverter...

7- Deixar mensagem inbox toda vez que postar, que fizer sorteio, que respirar

Não há como negar, Facebook é uma constante na vida de muita gente, e grande parte da divulgação dos blogs ocorre lá.
Então tenha cuidado, evite ao extremo enviar spam por mensagens privadas.

Gente, não há nada que me faça ficar mais pasma do que abrir meu inbox e me deparar com spam, gente que muitas vezes jamais me disse oi e que se acha no direito de enviar links, convites, pedidos para seguir, intimação para seguir de volta (oi?), etc

Minha opinião pessoal: amigo muito amigo, tudo bem. Eu faço convites para amigos quando quero bombar um post, eu recebo convites de amigos quando eles querem que eu ajude a divulgar um post, e acho isso saudável e legal, é parte da "rede social".
Mas enviar esses pedidos para gente que a gente mal conhece?
Não, não tem defesa.
E fica mais feio quando é pela fanpage.
No perfil ainda tem a desculpa do "é meu amigo" mas pelas fanpages é muito ruim...

Minha dica é: apenas não faça. Isso queima a gente, queima o blog e vai chegar num ponto que as pessoas nem vão abrir as mensagens porque já sabem: é spam.




Finalizando:
Com certeza há blogs que você, assim como eu, gosta e se inspira. Blogs, e blogueir@s que servem de motivação.
Observe como os donos/as donas desses blogs agem quando o assunto é divulgação.
Observe que a imensa maioria não faz comentários do tipo copia-e-cola.
Note que a divulgação nas redes sociais é constante, bem feita, sem ser chata ou abusiva.
Veja como é fácil achar o blog pois os links são ativos, os perfis, públicos.
Note também que blogs bem acessados, com blogueiros ativos, não fazem spam. Ao contrário, defendem que o spam seja abolido!
Há exceções? Sim, mas que só confirmam a regra!


Sei que esse assunto é amplo e complexo, e que cada pessoa pode ter uma visão diferente.
Por isso ressalto, novamente, que são dicas pessoais minhas, fruto de alguns anos blogando.
Espero que ajude...


E se você tiver mais dicas, diz aí! Ou um ponto de vista diferente em relação à algum dos tópicos...
Post assim sempre é útil, até para quem discorda... lança luz, abre a cabeça para pontos de vista diversos...
Não é?

QUERO LER O POST COMPLETO

O que fazer com os livros já lidos? Venda!

em 26/06/2015


Você costuma comprar livros?
Já pensou no que fazer com seus livros já lidos, e que você sabe que não lerá de novo?

Ao contrário de coisas como roupas, sapatos e batons, que em geral usamos até acabar, os livros (quando bem cuidados, claro) não acabam tão facilmente, não é?

Tem os livros do coração, aqueles que a gente não troca, não empresta, não se desfaz de jeito nenhum. Livros que relemos algumas vezes na vida, que vão conosco pela vida afora... livros dos quais a gente não se separa.
Tenho uma 1ª edição de ...E o vento levou que é meu xodó...
Eu tenho alguns assim, livros do coração. E você?

Mas também existem aqueles que, tendo gostado ou detestado, não leremos de novo.
E ficam ali, na estante (armário, no meu caso), por anos a fio... talvez juntando poeira... sem nunca mais serem lidos...
Eu acredito que todo e qualquer livro merece um destino melhor...

Podemos doar esses livros; podemos trocar com outras pessoas; podemos liberta-los em algum lugar, para que outras pessoas os leiam...ou podemos vender nossos livros já lidos e com a graninha comprar outros...
Afinal, leitor é um ser que nunca se contenta, né? Livros, a gente sempre quer, sempre!

Já pensou em vender seus livros?
Deixe eu te dar uma dica:

Veja esse site:

Clique sobre o banner

Conheci o site Vender Livros recentemente, achei incrível a proposta e a facilidade em usar!
E fiquei pensando num jeito de explicar de modo bem simples como ele funciona.
Vou fazer um comparativo, tá?


Imagine que o site é uma grande feira ao ar livre, que vende exclusivamente livros.
Cada quiosque da feira vende um tipo de livro: Literatura diversa, Cursos e Idiomas, Gastronomia, Informática, Livros escolares, Artes, Autoajuda, Medicina, e todos os temas que você desejar/precisar/imaginar.
Fácil de achar, fácil de cadastrar, e o melhor: o vendedor não paga nada para anunciar e vender seus livros.
Sim, grátis!

Os livros são cadastrados pelos próprios vendedores, de modo simples e fácil. Tão fácil quanto criar um post no blog.
A criação da conta necessária para anunciar seus livros é gratuita. Sim, sério, de graça!
Quer experimentar? É muito fácil!
Clique aqui: Criar conta
A seguir preencha os dados pedidos e clique em Criar.
Assim:
Na sequência você receberá um email para ativar sua conta. Por isso é importante inserir um email real, válido, na hora de criar a conta.
Clique no link fornecido para validar a conta, e pronto! Você já pode inserir seus livros e coloca-los à venda. Ou comprar livros, claro!

Cada anúncio pode ter até 4 fotos diferentes, o que é muito bom tanto para quem vende quanto para quem compra. Dá pra ter detalhes dos livros, capa, contracapa, miolo...


Como inserir meus anúncios no site Vender Livros?


Para anunciar seus livros à venda é bem simples!
Veja a página para inserir o anúncio:

Coloque o título do livro, escolha a categoria, e coloque a descrição.
Não é apenas resenha, é descrição do estado real do livro, acompanhada da sinopse para que o comprador não tenha dúvidas sobre o que estiver comprando.
E você precisa de fotos, claro. Prefira sempre fotos reais do livro, tá?

Preencha os demais dados pedidos e clique em Publicar.
Simples e fácil!
Olha como ficou meu primeiro anúncio

Assim que você publicar seu anúncio receberá um email informando que deu tudo certo.
Aí é esperar que algum leitor se interesse pelo seu livro.

No site tem dicas de como enviar os livros negociados.
Vale a pena ler, são dicas preciosas para quem envia livros pelos Correios.
Aqui:
Como enviar os livros?


Ah, e o mais legal: você pode anunciar quantos livros desejar.
O site fornece ainda uma página de contato.
Assim, se algum possível comprador se interessar e quiser falar com você o contato será enviado para seu email.


Também para comprar livros


Como eu comentei acima, o site Vender Livros não é apenas para quem deseja vender.
Não!
Ele é especialmente indicado para quem deseja comprar livros mais baratos.
Há casos em que a economia em relação ao exemplar novo pode chegar à 60%!
Já pensou?
Especialmente livros acadêmicos, ou didáticos. Economia, gente! Economia real.
Quem não quer, né?



Eu criei a conta e cadastrei um livro para testar e criar este post.
Mas tenho um monte de livros aqui, assim que der tempo vou inserir mais anúncios.
E a grana que entrar?
Vai virar livro novo, com certeza...
Não é sempre assim com quem é apaixonado por livros?
Eu sou... e você?

Fonte da imagem

QUERO LER O POST COMPLETO

Templates personalizados para blog

em 25/06/2015

Oi, gente!
Faz um tempão que não mostro aqui os meus trabalhos entregues, templates personalizados para blogs que tenho feito, né?
Nossa... desde o ano passado, eu acho...
Sempre tão corrida a vida, mal dá tempo de colocar no meu Portfólio.
Hoje vou te mostrar logo um monte.
Alguns foram entregues faz um tempão já, outros são mais recentes.
Para ir direto ao blog clique no nome dele, tá?
Espero que você goste.


Make e outros fricotes
Mulherzices
Lulu on the sky
Casas Possíveis
Receitas Caseiras
by Raquel Cupcakes
Cris Lassen
Blog Selma Anjos
A Empregada Doméstica
Refúgio das Viciadas em Livros
Meu espelho que o diga
Ariane Baldassin
Blog Vida da Paulinha

Tomando uma chávena de chá
ArtearBead
Cantinho Organizado
Papo Feminino
Salete Arantes

Para ver mais trabalhos entregues você pode acessar meu Portfólio.
Também pode acessar minha Loja de templates à pronta entrega.
Em breve teremos novos modelos disponíveis lá. Tô fervilhando de ideias... coisas que aprendi e que quero fazer...

No momento minha agenda está fechada para encomendas personalizadas.É que eu tive dengue e os projetos já agendados estão bem atrasados. Por isso fechei agenda para novas encomendas, mas assim que possível abrirei novamente.
Clique aqui, eu explico tudo mais detalhadamente.

Tempo... sempre tão corrido, tão escasso...


QUERO LER O POST COMPLETO

Como personalizar o box de envio do feed no blog?

em 24/06/2015


Há alguns dias eu publiquei a primeira parte deste tutorial, relembre aqui:
Tudo sobre feed- como configurar e como usar à favor do blog
Paramos na parte em que eu prometi mostrar como personalizar a caixinha Seguir por email e como configurar o feed para exibir apenas o resumo do post, com mensagem ao leitor.
Vamos cumprir a promessa e concluir?

Claro que, antes de mais nada, você precisa ter feito a primeira parte do tutorial:
Tudo sobre feed- como configurar e como usar à favor do blog.
Caso não tenha lido/feito, vá lá, eu te espero...
Tic-tac
                        Tic-tac
Tic-tac

Depois de tudo pronto e de ter  configurado o feed de seu blog corretamente e inserido a opção do leitor cadastrar o email para receber seus posts vamos personalizar essa caixinha de cadastro de email.

A caixinha original, sem personalização alguma, é assim:

Enter your email address:


Delivered by FeedBurner

Como personalizar o box Seguir por email?


Vamos aprender a personalizar?
Para começar, um modo simples, que é editando o próprio código.
Ele é assim:

<form style="border:1px solid #ccc;padding:3px;text-align:center;" action="https://feedburner.google.com/fb/a/mailverify" method="post" target="popupwindow" onsubmit="window.open('https://feedburner.google.com/fb/a/mailverify?uri=AQUI O NOME DE SEU FEED', 'popupwindow', 'scrollbars=yes,width=550,height=520');return true"><p>Enter your email address:</p><p><input type="text" style="width:140px" name="email"/></p><input type="hidden" value="AQUI O NOME DE SEU FEED" name="uri"/><input type="hidden" name="loc" value="en_US"/><input type="submit" value="Subscribe" /><p>Delivered by <a href="https://feedburner.google.com" target="_blank">FeedBurner</a></p></form>

Você pode:

  • Alterar a cor e o tipo da borda: 1px solid #ccc define que a borda é sólida, mede 1 pixel de largura e tem a cor cinza.
  • Trocar a borda tipo solid por dashed (tracejado), dotted (pontilhado), double (duplo). Troque a espessura 1px por uma maior. Troque a cor #ccc por outra.Aqui tem uma tabela de cores.
  • Trocar a frase Enter your email address por outra de sua preferência.
  • Trocar a palavra Subscribe por outra de sua preferência, tipo Assinar agora, Cadastrar email, etc.

Seja criativo!
Caso queira retirar o link do Feedburner basta apagar o trecho final que começa com <p> e termina com </p>
Olha como já muda:

Digite seu endereço de email:


Além de personalizar o próprio código gerado pelo Feedburner vou deixar 3 códigos prontos que você pode usar.
São modelinhos mais estilosos e personalizados.
Para usar em seu blog escolha o modelo que preferir, copie o código dele e insira em seu blog, sempre da mesma forma, assim:

Depois do feed criado copie o endereço dele. É essencial para que funcione.
A seguir vá ao painel administrativo de seu blog e clique em Design.
Escolha Adicionar um gadget e selecione a opção HTML/JAVASCRIPT.
Dentro da caixa que abrir cole o código do modelo escolhido.
Altere os campos marcados para que a aparência combine com seu blog.
Em geral podem ser alterados cor do botão, fontes, largura, etc. Leia o código para entender.

Essas alterações são opcionais, mas o campo SEU FEED ID é indispensável que seja alterado. Coloque o nome de seu feed, ok?
Depois de pronto, salve, arraste para onde quer que fique e salve as alterações do layout.


Veja os modelos, escolha o seu!


Modelo 1
Usei por um tempo em meu blog, editado com base no nativo do Blogger.

Copiar o código deste modelo


Modelo 2
Este modelo foi desenvolvido para Wordpress, mas dá certo no Blogger. 
Tem links para as redes sociais.
Créditos deste widget: http://mashable.com/

Copiar o código deste modelo



Modelo 3
Créditos deste widget: http://ndorokakung.com/
Adicionei o contador do Twitter e o ícone do G+.

Copiar o código deste modelo



Configurando o feed para entregar apenas o resumo do post


Quem recebe meus posts por email ou via algum agregador de feed já reparou que não chega o texto inteiro, mas apenas o título e a primeira frase, seguida de uma mensagem que pede para clicar no título do post para lê-lo inteiro.

Não é o ideal mas como eu vinha sofrendo muitos casos de cópias, com posts inteiros copiados e postados em dezenas de blogs tomei essa medida para reduzir um pouco os casos de plágio.
Repito: não é o ideal, legal mesmo é o post inteiro chegar por email para o leitor, e lamento muito ter sido forçada a tomar essa atitude.

Para quem me perguntou como fazer, é simples.
Para começar vá ao Feedburner, faça login e acesse a área administrativa de seu feed.
Clique na aba Optimizar. No menu lateral esquerdo localize o item Summary Burner.
Ao clicar vai aparecer uma caixinha.
Digite nela a mensagem que quiser, usando até 200 caracteres, clique em Ativar.
Confira a frase, veja se não contém erros de grafia, e clique em Salvar.
Tá feito.
Caso um dia não queira mais enviar só o resumo basta desativar essa opção.


Gostou do tutorial?
Clique em Compartilhar, ou recomende no Google+.
Assim o post alcança mais pessoas, ajuda mais gente e faz o blog crescer.
E eu fico feliz e agradecida...
QUERO LER O POST COMPLETO

Sense 8- conheça a nova série da Netflix

em 23/06/2015

Assisti recentemente aos 12 episódios da série original Netflix Sense 8.
Não assisti de uma vez, claro, mas teve dias de juntar 3 episódios e nem sentir...
Já te falei que sou a doida das séries, né?

Mas adianto: não é recomendada para todos os públicos.
Quem se ouriça todo com beijos gays, ou cenas mais apimentadas de sexo pode não gostar.
A "família brasileira" que se indigna com comercial de televisão certamente ficaria pasma e começaria um boicote à série...
A mesma família brasileira que assiste e aplaude o empresário coroa bonitão transar com a  aspirante à modelo de 16 anos... ou que acha graça no político corrupto safado que vai pra cama com metade do elenco feminino da novela, sendo ele casado.
Coerência, #sqn
Mas voltando à Sense 8:

A série é dos mesmos criadores de Matrix, os irmãos Wachowski, Lana e Andy.
Apresenta 8 pessoas, de diferentes partes do mundo, com histórias e personalidades diferentes, que depois de um evento logo no começo do primeiro episódio, ficam misteriosamente ligados. Física, emocional e psicologicamente ligados.
Os 8 protagonistas não se conhecem, vivem em lugares tão diferentes quanto é possível ser diferente dentro de um mesmo planeta, vivem vidas também muito diferentes (ao menos aparentemente pois conforme vamos conhecendo as histórias de cada um vamos percebendo os pontos em comum) mas começam a compartilhar sentimentos, visões, emoções.
E, o mais espantoso, começam a se visitar.
Não tenho palavra melhor para descrever. É muito bem feito, edição precisa e bem amarrada!

Cada um dos episódios foca em um dos senses, às vezes com mais, outras vezes com menos brilhantismo e sensibilidade.
A edição é perfeita, coisa que a gente não vê todo dia na televisão. A trilha sonora também, ajuda não só a contextualizar cada protagonista, como em um episódio em especial é a música que dá o tom de uma das sequências mais lindas, perfeitas e sensíveis da série.
A música é essa, ouça enquanto lê o resto do post:
A edição perfeita, todos os senses compartilhando a mesma canção, em lugares diferentes do mundo... muito show!

Ainda falando em trilha sonora, a sequência em que todos os senses relembram a hora exata em que nasceram, ao som de música clássica, é arrebatadora e incrível. Tanto pela qualidade da trilha quanto pelas imagens. Imagens dos partos, com muito realismo e uma certa crueza. Tenho 42 anos e não me lembro de ter visto algo tão realista assim...

Mas deixe eu apresentar os personagens:


De cima para baixo, da esquerda para a direita:
Sun (Doona Bae): executiva coreana, que também é exímia lutadora de kickboxer. é minha sense preferida. São dela e de Wolfgang as cenas de ação, e são muitas e boas;
Will (Brian J. Smith): policial de Chicago, tipo Superman, sabe? Mocinho clássico, sempre presente quando os outros precisam;
Riley (Tuppence Middleton): Dj nascida na Islândia, morando em Londres, metida com gente errada, seu arco narrativo é o dos mais sofridos, impossível não sofrer com ela;
Kala (Tina Desai): bioquímica de Mumbai, na Índia, prestes a se casar com o filho do patrão. Linda, e engraçada, apaixonei;
Capheus (Aml Ameen): motorista de van em Nairóbi, vive com a mãe portadora do vírus da Aids, otimista até dizer chega, leal até o fim, quero pra amigo;
Nomi (Jamie Clayton): hacker, blogueira, transex, de São Francisco, é o cérebro do grupo;
Wolfgang (Max Rielmet): arrombador de cofres berlinense, tem nu frontal dele, pre-pa-ra;
Lito (Miguel Àngel Silvestre): ator mexicano, típico galã de novela. Também é a parte engraçada da série, o alívio cômico é no núcleo dele. E ainda tem tem Hernando...;


Claro que cada personagem em si é extremamente mais complexo do que podemos resumir numa única frase. São histórias profundas, camadas ocultas que vamos descobrindo ao longo dos episódios.
Vale a pena acompanhar cada personagem...

E tem curiosidades interessantes

Por exemplo a personagem Nomi (gente, amei a Nomi, blogueira e hacker!): a atriz que a interpreta ( Jamie Clayton) é ela mesma transexual, e a personagem tem muito de Lana Wachowski, que até pouco tempo era Larry Wachowski.

A atriz que interpreta Amanita, namorada de Nomi, é a inglesa Freema Agyeman, que eu conheci quando deu vida à Martha Jones na série Doctor Who.
Gostava dela em Doctor Who, gostei ainda mais em Sense 8.
O amor entre elas em alguns momentos é tão comovente...


Outra curiosidade é a participação de Alfonso Herrera, ex RBD.
Não lembra quem é?
Ele está bem diferente, e eu só me dei conta de quem era depois de olhar os créditos.

Assista à série, bote reparo no personagem Hernando, e jamais vai esquecer...


Outra curiosidade é ver Naveen Andrews, que interpretou o Sayid de Lost, e
também foi Jafar no spin-off Once upon a time in Wonderland.
Ele é Jonas na série Sense 8, e é dele a responsabilidade de orientar (minimamente, diga-se de passagem) os 8 senses. Ainda não sei se é mocinho ou não... #confusa



Um comentário meu:
Embora tão diferentes entre si, os 8 senses em momento algum julgam uns aos outros, nem mesmo diante de confissões duras e pesadas.
Isso acontece porque cada um sente exatamente o que o outro sente, conhece as emoções, sentimentos, motivações.
Ou seja: à partir do momento em que a gente se coloca de fato no lugar do outro o julgamento passa a não ser mais possível porque quem sente, quem tem empatia entende e não julga.
Interessante, né?

A série tem 12 episódios, e o final deixa todos os fios soltos.
A estimativa é que tenha 5 temporadas, ou seja: tem muito pra rolar ainda...
Um dos raros momentos em que os 8 senses estão todos 'juntos'
Sense 8 é boa?
Sim, é.
Mas não é excepcional, e certamente não é para todos os públicos.
A classificação indicativa para 16 anos poderia facilmente ser para 18 anos, e quem não aprecia ficção científica não vai amar.
Também quem se distrai com facilidade pode ficar perdido pois um detalhe faz diferença.

Mas eu gostei, acho que muita gente vai gostar e muita gente vai pular algumas partes.
Vale a pena?
Sim, vale.
Pode apostar!

Quer um aperitivo?

QUERO LER O POST COMPLETO

Receita fácil de sequilhos de leite condensado

em 22/06/2015


Sabe fome de uma coisa gostosa?
De vez em quando a gente tem, não é?
Nessas horas vale uma receita simples e fácil.
Quer experimentar essa?
Sequilhos de leite condensado, poucos ingredientes, e a parte mais demorada é fazer as bolinhas....
Veja como é simples!

Ingredientes:
500 gramas de amido de milho;
1 ovo grande;
2 colheres (das de sopa) de manteiga em temperatura ambiente;
1 colher de sopa rasa de fermento biológico (aquele do bolo);
meia lata de leite condensado;
1 garrafinha de leite de coco;

Modo de fazer:
Coloque uns 400 gramas de amido de milho em uma tigela e acrescente o ovo, o leite de coco, o fermento e o leite condensado.
Misture com as mãos até formar uma massa lisinha.
Faça pequenas bolinhas e achate-as levemente na palma da mão.
Coloque em assadeira untada, pressione as costas de um garfo levemente para fazer os risquinhos e leve para assar em forno moderado por uns 10 minutos.
Os sequilhos não douram, tá?

Tão fácil que fiz com meu marido, que como você sabe está aprendendo agora a cozinhar e até pouco tempo não sabia nem pra qual lado que mexe o macarrão...


Dicas extras (leia!)
1- Na verdade não vai 500 gramas de amido de milho, é em torno de 450 gramas pois depende do tamanho do ovo e da qualidade/consistência do leite condensado. Se o leite condensado for mais ralo, se o ovo for muito grandão, isso influencia. Tenha 500 gramas para garantir;
2- É legal tirar a película da gema para não ficar nadinha de cheiro de ovo;
3- O forno é em torno de 180 graus. Fique de olho porque queima se deixar passar. Assa bem rápido e como não doura pode enganar a gente.
4- Untar a assadeira é importante pois como os sequilhos ficam muito macios podem esfarelar se deixar grudar. Minha primeira fornada grudou, perdi alguns...

Ficam muito macios! Não endurecem e nem ficam ressecados.
Depois de frios eu guardei numa lata de panetone e duraram macios por uns 5 dias.
Sabe quando a gente abre a lata e sai aquele cheiro de infância, cheiro de bolacha caseira?
Então... é exato isso!
Faz aí, chama as crianças pra fazer as bolinhas.
Fica bom!



QUERO LER O POST COMPLETO

Links da semana, coisas que eu #curti e estou compartilhando!

em 19/06/2015

Oi, gente querida!
Durante a semana a gente vai lendo coisas legais, vai curtindo e compartilhando, vai comentando nos blogs...
E hoje eu quero mostrar pra você alguns links legais que eu #curtiecompartilhei durante a semana.
Vem comigo, que tá legal, lindo e também reflexivo.
Vem!


Para começar um post em um blog que é obrigatório para quem deseja entrar (e se dar bem) no ramo de comida caseira.
+Paula Mello fez um post recheado de dicas para que seu negócio não afunde, mas ao contrário, tenha sucesso, cresça e tenha vida longa e próspera.
Veja: Por que seu negócio de comida não dá certo


Falando em comida, olha isso:


Receita que vou testar nesse final de semana, mas nem precisa.
Se Rita fez e deu certo é porque é boa.
Aqui: Pão trança recheado
Beijo-me-recheia-e-me-trança rsrsrs

E aqui no blog também teve post que rendeu, viu?
Rendeu continuação, rendeu interação, rendeu dicas espertas para quem quer cuidar da cutículas de forma segura e prática.
Olha:

Está no ar a segunda parte do post extremamente útil que a Myriam fez para o blog.Venha ver!
Posted by Blog Elaine Gaspareto on Quarta, 17 de junho de 2015


Carinha de santa, tinha acabado de fazer travessura...
Aproveitando esse post quero falar de algo que mexe demais comigo.
Algo que quando leio me deixa doente, de corpo e de alma.
Não sei se você se recorda, mas em 2012 uma falsa protetora foi acusada de matar de forma cruel dezenas de cães e gatos que ela falsamente resgatava.
Pois bem, essa filha da puta (sem ofensa às putas) foi condenada em decisão inédita no Brasil (esse país de tanta injustiça...) à 12 anos de prisão, mais pagamento de multa.
A prisão é em regime semi aberto, o que pra mim é pouco, mas reconheço que é um começo.
Olha aqui a notícia:

Em decisão inédita, assassina de dezenas de gatos é condenada a doze anos de detenção

Essas coisas me deixam mesmo doente.
Evito ler para não sofrer, bloqueio imagens disso em Facebook, desfaço amizade sem dó quando a pessoa é de postar fotos de animais, crianças, etc mutilados.
Mas quis compartilhar isso porque é uma vitória.
Pequena, diante de tanta crueldade, mas ainda assim, vitória.
Né?


Para finalizar vou compartilhar 2 fanpages que você vai gostar de conhecer, e quem sabe, curtir.
A primeira é bem novinha, bebê-fanpage.
É feita pela psicologa Elisa.
A Elisa é uma das leitoras do blog lá do comecinho, mas ela não bloga desde 2010.
A página é esta, você vai gostar!


A outra fanpage é uma que divulguei na fanpage do blog há uns dias.
Ela pertence à +RenataPereira.
Trata-se de uma página literária, com dicas de livros, resenhas, quotes, e muito mais.
Olha:

Topa um passeio?Vem conhecer a página Uma leitura a mais da minha amiga e cliente Renata Pereira.São resenhas bem escritas, um mundo de livros pra gente mergulhar!Vem!
Posted by Blog Elaine Gaspareto on Segunda, 15 de junho de 2015


Gostou do post?
Aqui tem mais:
Fernanda Reali

Quer participar também?
É simples: faça seu post, insira seu link no mosaico que estará no blog da Fernanda Reali e seja feliz com a gente!
Vem, Blogagens Coletivas ajudam o blog a aparecer!
QUERO LER O POST COMPLETO


Visualizações

Contando...

Dias online
Postagens
comentários