Presente feito em casa para um Natal mais simples: geléia de amora!

em 3 de novembro de 2014


 A cada ano os panetones chegam mais cedo às lojas, anunciando que devemos começar a nos preocupar com o Natal.
Vejo muitas pessoas próximas já na neurose das compras. Gastando, principalmente o que ainda não têm, pois o décimo terceiro demora rsrsr e vale lembrar que janeiro é um mês longo e cheio de contas a pagar.
Todos os anos eu procuro fazer alguns quitutes para presentear os amigos, o pediatra das crianças, pessoas queridas aqui e ali.
Ainda não me convenceram que os presentes caseiros, como biscoitinhos decorados, licores, chocolates e geléias não sejam opções excelentes.

No carinho do preparo, com cuidado e capricho na embalagem, um cartão mimoso, uma mensagem de esperança acompanhando. Todas estas energias que se misturam aos alimentos, levando não apenas sabores, mas emoções à mesa daqueles que os recebem.

Neste Natal, reflita. Será que é necessário mesmo que estejamos nessa correria consumista? Será que podemos ter um Natal feliz, ao lado da família e dos amigos, com menos presentes caros e mais significados?

Afinal, a mensagem do Natal é a singeleza. O nascimento de Cristo, na manjedoura pobre e simples, anunciando à Humanidade a chegada da Estrela que iluminaria os nossos caminhos desde então precisa ser relembrada e valorizada nestes nossos tempos estranhos.

Como sugestão, trago hoje a minha receita de geléia caseira. Ela faz sucesso há anos, é presenteada com amor a muita gente e juro, todo mundo adora!!

Anime-se e vamos para a cozinha, fazer com as próprias mãos um delicioso presentinho!


Antes de iniciar a geléia propriamente dita, precisamos falar da pectina. Essa substância de origem vegetal é encontrada em grande quantidade nas maçãs, no maracujá e nos cítricos em geral, como limão, laranjas e mexericas.

Responsável pela consistência ideal nas geléias, a pectina faz bem à saúde, pois forma um gel em nosso estômago, que absorve quantidades consideráveis de gorduras, além de promover uma sensação de saciedade, diminuindo a fome. Como você vê, tudo de bom!!

Existem pectinas industrializadas à venda, mas são caras e difíceis de encontrar. Podemos conseguir a pectina por um processo bastante simples e é ela que vai deixar as nossas geléias com a consistência ideal, além de preservá-las por mais tempo.

 

Não existe uma quantidade certa para fazer este processo, bastando picar maçãs com a casca e as sementes, colocar em uma panela, cobrir com água e levar ao fogo alto até ferver. Ferveu, abaixe o fogo e deixe cozinhar por mais ou menos uns 30 minutos, com a panela aberta mesmo.

A seguir, prepare uma peneira de cozinha, colocando dentro um pano de prato limpo. Coloque as maçãs cozidas sobre a peneira preparada e deixe escorrer sobre um recipiente. Veja como eu faço:



O líquido formado é a pectina que será usada na geléia. Se for fazer a geléia agora, pode usar imediatamente. Caso vá fazer mais tarde ou outro dia, reserve a pectina na geladeira em um pote de vidro bem tampado, dura até uma semana.


Não esprema as maçãs. Deixe escorrer por uma ou duas horas. Tenha paciência... Com o conteúdo do pano, você pode transformar num purê passando pela peneira e preparando um delicioso chutney de maçãs para acompanhar o peru de Natal, ou pode usar a mistura como geléia, acrescentando açúcar a gosto e apurando um pouco no fogo.

Então, agora com a pectina pronta, vamos para a geléia!

Geléia de Amora

As frutas devem ser lavadas, higienizadas com um desinfetante próprio para alimentos e você deve retirar os cabinhos também.


Pese as frutas e utilize a proporção de 1 medida de fruta para 1/2 medida de açúcar. Por exemplo, se tiver 1 kg de frutas, utilize 500g de açúcar. 

A proporção de pectina é de 150ml para cada litro de suco de frutas ou quilo de frutas e 50ml de suco de limão coado para cada litro de suco ou para cada quilo de frutas. O limão auxilia no processo de gelificar a geléia, além de ser um conservante natural.

Leve ao fogo até ferver, mexendo bem. Abaixe e mantenha por mais 15 minutos, sempre mexendo. Se formar espuma na superfície, retire com uma escumadeira. Essa espuma não estraga a geléia, no caso da geléia de amora eu deixo pois não interfere, mas se você quiser fazer uma geléia bem transparente e clarinha, com pêssegos, por exemplo, a espuma vai turvar a geléia. No caso das amoras, elas são tão escuras que não faz diferença.

Aqui nesta altura você pode bater as frutas com um mixer na panela mesmo, para obter um purê ou pode passar no liquidificador, voltando ao fogo em seguida. Eu gosto de reservar uma parte das amoras para colocar no fim assim algumas ficam inteiras dentro da geléia.
Acrescente a pectina e misture bem. Mantenha ainda no fogo por mais 5 minutos, mexendo sem parar.

Por último adicione 50ml de suco de limão coado à mistura na panela e mexa bem por mais 1 minuto. Desligue o fogo e deixe amornar ligeiramente.

A seguir, coloque em vidros previamente esterilizados com água fervendo, enchendo até 1cm da boca. Feche bem e deixe em algum lugar sossegado para descansar até esfriar. 

Eu gosto de colocar os vidros sobre uma assadeira forrada com um pano de prato e deixo os potes cheios e tampados esfriando dentro do forno. Claro que o forno não foi utilizado e está frio e desligado.

Depois de tudo bem frio, você pode congelar a geléia se desejar, pode manter na geladeira e ela ficará boa por muito tempo, ou pode decorar o pote bem graciosamente para uma pessoa querida. 


Faça uma etiqueta bem linda para enfeitar o vidro, aproveitando para informar as datas de fabricação e validade para a sua geléia (30 dias na geladeira, mas dificilmente vai durar tudo isso). As minhas amoras são orgânicas, por isso a minha etiqueta é assim, dá para copiar, né?

Os acompanhamentos ideais para uma geléia? Biscoitinhos de nata caseiros, ou madeleines, ou um queijo leve, como um queijo branco, ou pura mesmo, na torradinha. Uma delícia de fazer e mais ainda de comer. 

Um presente cheio de carinho, feito à mão, que transmite a essência do Natal e quem ganhar com certeza vai amar.



Essa aqui da foto já tem dona.

Casada, mãe de 3, pinta, borda e costura, aprendeu a cozinhar com a vó mais italiana do planeta, adora cheiro de terra molhada e tem um quintal cheio de pé de frutas, onde cabe todo mundo e uma cachorra preta chamada Lola =)

8 comentários , comente também!

  1. Oi Elaine!

    hummmmmmmm, que delícia! Concordo que é um super presente! Acho que é bem mais "carinhoso" um presente feito pelas nossas mãos.

    beijos, Renata
    palpitandoemtudo

    ResponderExcluir
  2. Oi Paula, que lindas suas amoras, deve estar uma delícia esta geleia, um presente que todos adorariam ganhar certamente!! Obrigada pela receita!

    ResponderExcluir
  3. Muito legal o post e a receita e que bom seria se voltasse essa simplicidade no Natal. Isso é que é lindo! bjs, tudo de bom,chica

    ResponderExcluir
  4. Oi Paula,

    Lembrei da minha sogra, ela tinha uma plantação de amoras, e fazia geleias.

    Beijos!

    ResponderExcluir
  5. Amei essa geléia, Elaine, deu água na boca, vou aproveitar a receita adoro esses jeitinhos de vovó, os perfumes, os sabores me deliciam.
    Querida, preciso dos teus serviços para me auxiliar no blog que quero transformar em site. Meu email é evasabbado@gmail.com, ficaria feliz com teu contato, beijos!

    ResponderExcluir
  6. Aqui não temos amora, mesmo assim amei a ideia geral do presente

    ResponderExcluir
  7. AQUI TEMOS PÉS DE AMORA NOS QUINTAIS..MAIS A MENINADA FAZ A FESTA É SUBINDO NAS ÁRVORES E SE LAMBUZANDO, AINDA NÃO TINHA VISTO ESSA MARAVILHA...VOU TENTAR COLHER E TESTAR SUA RECEITA QUE PARECE SER UMA MARAVILHA
    BEIJM

    ResponderExcluir
  8. Hummmmmmm, amo geléia de amora! Quando morava em sítio , fazia todo ano e presenteava minhas irmãs. Como não conhecia esse processo da pectina, usava um pacotinho de gelatina sem sabor pra dar a consistência, no resto, fazia igual. Agora moro na cidade e plantei um pé de amora no quintal, mas ainda não deu frutos, estou cuidando com carinho, rsrrsrsrr É a melhor geleia que existe! bjs

    ResponderExcluir

Olá! Muito obrigada por ler meu blog e obrigada também por se dispor a comentar meus posts. Seja muito bem-vindo(a)!

Importante!
Devido à falta de tempo hábil eu não me comprometo a responder perguntas referentes aos tutoriais postados neste blog.
Pedidos de ajuda individual serão respondidos conforme o meu tempo e disponibilidade permitirem.
Por favor, entenda: comentários sem relação alguma com o post não serão liberados e nem respondidos.

Para saber mais sobre a melhor forma de utilizar este blog leia Termos de uso do blog.



Muito obrigada, fique à vontade para interagir.
Mas lembre-se:
Gentileza, educação e boas maneiras servem também para a vida nos blogs…