Fevereiro 2014 - * Blog Elaine Gaspareto *

Modelo pronto para personalizar o Linkwithin

em 25/02/2014

Um dos recursos mais usados em blogs é, certamente, o Linkwithin.
O padrão do gadget, exatamente como ele é gerado no site, é simples e básico. Mais ou menos assim:


Em alguns casos inclusive ele pode vir com o título em inglês.
E eu já ensinei como instalar e alterar o título de seu Linkwithin.
Relembre:
Postagens relacionadas com miniaturas ao final dos posts

O tutorial de hoje vai além: vamos aprender como personalizar o gadget Linkwithin.

Ficará assim:
http://blogdetestesdaelaine.blogspot.com.br/

Personalizar o Linkwithin - modelo 1

Comece acessando o painel administrativo de seu blog.
Clique na aba Modelo, escolha Editar html e dentro da caixa de códigos tecle Ctrl+F.
Na barra de busca que abrir cole isso:

 ]]></b:skin>


Imediatamente acima da tag localizada cole este código:

http://codigos.elainegaspareto.com/2014/02/codigo-para-personalizar-o-linkwithin.html


Deixei marcado no código as alterações de cor e estilo que você poderá fazer.
Depois de pronto é só salvar as alterações.
Simples, né?



QUERO LER O POST COMPLETO

Por onde anda a blogueira que deveria estar aqui?

em 23/02/2014

Alô, pessoa!
Saudades de mim?
Se nem notou minha ausência não me conte, deixa eu acreditar que fiz falta....

As postagens do blog pararam por mais de uma semana (mas os leitores lindos e fofos não deixaram de acessar, as visitas se mantiveram, i love you!) porque a vida aqui do lado de cá da tela exigiu.
Em poucas palavras: como contei nesse post aqui no final do ano passado meu marido teve novo surto de EM.
A gente desconfiava, em dezembro foram feitas 2 ressonâncias, o resultado saiu em janeiro e conformou-se o surto.
Ele nem andar conseguia, foi terrível e frustrante porque a gente espera que a medicação segure o surto e isso não ocorreu. Decepção define.
Então ele tomou remédio via oral pra conter o surto e foram marcadas pra fevereiro 3 sessões de pulsoterapia. E depois mais 6 sessões, 1 por mês, e daí novas ressonâncias pra checar se de fato o surto foi detido.

Mas na segunda-feira os exames feitos revelaram que ele estava com menos de 15% do que seria normal em número de plaquetas, e o organismo dele não suportaria a pulsoterapia.
Foram 2 dias sem medicação alguma, até as plaquetas subirem um pouco e a pulso poder ser feita.
Ainda falta uma sessão, que será feita na segunda-feira, dia 24. Depois virão as 6 mensais.
A medicação regular foi tirada porque a toxicidade dela é alta demais pra ele. Ia acabar com as plaquetas dele, além de afetar o fígado, os rins, etc
Remédio que quase mata, sabe como é? Interferon é o nome do remédio...

Já entramos com o processo para a troca de medicação, e até que isso ocorra ele vai ficar sem tomar nada, e a EM será controlada nessas sessões de pulsoterapia.

Então passamos a semana indo e vindo de Ribeirão Preto. Um calor intenso, mais de 110 km. pra ir, e outros tantos pra voltar, a semana toda... e teve dias de passarmos 10 horas dentro do hospital.
E numa dessas voltas vi um acidente, coisa terrível, nunca tinha visto...

Lá dentro, como em qualquer grande hospital, é muito ruim, a gente vê coisas muito tristes.
E como eu disse pra uma amiga esta semana: detesto levar choque de realidade.
Eu gosto do meu mundo, da minha casa, e ver dor e sofrimento não me faz uma pessoa melhor, me faz mais triste e mais infeliz.
Detesto... mas é preciso, então bora lá... Graças a Deus está terminando essa fase mais intensa...

Então, gente querida, o post de hoje é só pra dizer que não morri, nem estou doente, está tudo bem.
Recebi um montão de emails perguntando se estava bem, a resposta é sim, cansada no corpo e na alma, mas está tudo bem.

Mas já que você veio me ver quero te convidar pra acessar esse link:
 http://recantodosautores.blogspot.com.br/2014/02/recanto-entrevista-elaine-gasparetto.html

Trata-se de uma participação minha no blog Recanto dos Autores.
O bate-papo foi um convite da Anne Lieri, e eu levei uma vida e meia pra entregar as respostas...
Obrigada, Anne querida, pela paciência e pelo espaço que me concedeu. Fiquei muito honrada e feliz em estar em seu blog!

Então, querido leitor, querida leitora, esta blogueira hoje está passeando na casinha dos outros.
Vai lá me prestigiar e ler o que me perguntaram?
Respondi tudinho, falei um monte de coisas...
Vem, vamos lá?

QUERO LER O POST COMPLETO

O que esperar quando você está esperando

em 13/02/2014

Assisti recentemente ao filme O que esperar quando você está esperando.
Veja a sinopse:

Holly (Jennifer Lopez) é uma fotógrafa casada com Alex (Rodrigo Santoro) e quer muito adotar uma criança.
Ele concorda com a ideia, mas a proximidade de receber o bebê faz com que tenha dúvidas se está preparado para a tarefa de ser pai.
Wendy (Elizabeth Banks) sempre sonhou com o brilho da gestação e, após dois anos de tentativas, enfim está grávida.
Entretanto, ela e o marido Gary (Ben Falcone) precisam lidar com a rivalidade do pai dele, Ramsey (Dennis Quaid), que está esperando gêmeos com a jovem Skyler (Brooklyn Decker).
Jules (Cameron Diaz) apresenta um reality show onde os participantes precisam emagrecer e acaba de ganhar a Dança das Celebridades ao lado do parceiro Evan (Matthew Morrison).
Eles mantêm um caso há poucos meses e, sem esperar, ela engravida, aos 42 anos.
Há ainda Rosie (Anna Kendrick), uma jovem vendedora de sanduíches que engravida em uma única transa com o ex colega de escola  Marco (Chace Crawford), que trabalha como vendedor em outro trailer.



Já havia lido sobre o filme na época do lançamento, e como tem Rodrigo Santoro no elenco, além de Chris Rock (o gênio por trás de Todo mundo odeia o Chris) sempre quis ver, apesar das críticas não serem das melhores.
Pois bem: eu me diverti.
A estória de cada casal é muito bonitinha. Morri de raiva da loura linda, sexy e que nem transpira pra ter 2 bebês...

Alguns momentos são fofos, como por exemplo a cena onde Alex e Holly seguram o bebê que acabaram de adotar. Impossível não se emocionar...

Também há momentos de fazer chorar.
Eu chorei em 2, e em um deles nem era tão emocionate assim. Mas a gente se emociona também por identificação, não é?
Quem assistir e prestar atenção à cena de Holly e Alex saindo do chá de bebê-surpresa vão entender...
Ou quando uma das personagens perde o bebê. Aquele choro sofrido é de tocar o coração...

 Aliás, falando em Santoro, é dele  uma das melhores atuações no filme.
Ele consegue mostrar bem as nuances do personagem, suas dúvidas e conflitos.
Bem à vontade em cena, afinado com Jennifer Lopez, um casal lindo. Podiam repetir...

Alguns momentos são divertidos, fazem rir, mas de leve. É uma comédia que não faz gargalhar, faz sorrir.
Apesar do elenco estelar não é, de forma alguma, um grande filme, longe disso.
Mas é divertido, é fofo, e distrai a gente em uma tarde quente de domingo.
Vale a pena.

Curiosidades:

O filme foi baseado no bestseller das autoras Arlene Eisenberg, Heidi Murkoff e Sandee Hathaway, publicado em 1984.


Anna Kendrick foi uma das amigas de Bella na saga Crepúsculo. Foi indicada ao Oscar  de melhor atriz coadjuvante por Up in the Air, onde atuou ao lado de George Clooney. E a moça é cantora desde os 13 anos.
Ouça aqui.

A cena inicial é um show de dança de Cameron Diaz. Linda demais!

Dá pra assistir o filme online aqui.



QUERO LER O POST COMPLETO

Gadget de postagens em destaque (com escolha randômica)

em 12/02/2014

Há, no Blogger, um gadget muito útil que é o gadget Postagens populares.
Eu uso aqui no blog, veja ali na sidebar, com o nome de Mais acessadas da semana.
Já publiquei tutoriais sobre como personalizar esse gadget, relembre:



Mas o gadget que vou mostrar hoje é diferente: ele lista as postagens do blog de forma aleatória, ou seja: vai alternando as postagens a cada vez que a página é recarregada, ou a cada nova visita do leitor.
Isso é muito legal pois resgata conteúdo que nem sempre é visitado, e ajuda a manter o leitor mais tempo com a gente no blog.

Veja a demonstração (está no rodapé do blog com o título Destaques):
http://portfolio.elainegaspareto.com/


Para instalar em seu blog é muito simples e fácil:
Acesse seu painel e clique na aba Layout.
A seguir clique em Adicionar um gadget e escolha a opção HTML/JAVASCRIPT.
Dentro da janela que expandir cole este código:

http://static.tumblr.com/glpbb7a/Fwyn0oybs/destaques.txt


Salve, arraste para onde deseja que apareça e salve as alterações do layout.
Viu que facinho?


QUERO LER O POST COMPLETO

Sobre fazer justiça com as próprias mãos

em 10/02/2014

Há alguns anos aconteceu um crime na cidade de São Carlos: uma mulher matou o adolescente de 15 anos que havia acabado de estuprar o filho dela, de apenas 3 anos de idade.
Na época a polícia prendeu o adolescente em flagrante e o encaminhou para a  delegacia, e num caso absurdo de descuido o deixou sozinho por alguns minutos, na sala com a mãe da vítima.
Ela disse à polícia que assim que ficaram a sós o adolescente riu e murmurou: "num vai dar nada, eu sou de menor".
Ela avançou sobre ele e passou-lhe uma faca na garganta.
Foi socorrido mas morreu.
Ela foi presa,  acusada de homício qualificado.
Foi levada à juri popular e absolvida em 2 instâncias.
Está livre.
Leia sobre o caso.

Há alguns dias, no México, uma jovem foi abordada na rua por 2 homens armados com facas e obrigada a entrar em um quarto com ambos.
Lá foi estuprada por um dos homens, enquanto o outro saía para dar retaguarda.
Num momento de distração do estuprador ela pegou a faca com a qual ele a ameçara e o esfaqueou até mata-lo.
Está presa, acusada de assassinato.
Há uma grande mobilização pela libertação da moça.
A campanha se chama "Eu teria feito o mesmo".
Leia aqui sobre o caso.

Recentemente tem sido mostrada na televisão o caso dos 'justiceiros' que amarraram a um poste um suspeito de ser assaltante. Amarraram-no nu, bateram, havia corte de faca na orelha. O rapaz tem 15 anos.
Leia aqui sobre o caso.

Eu poderia fazer uma lista imensa só com casos assim.
Poderia falar do absurdo que é pessoas cercarem uma delegacia tentando linchar um suspeito.
Poderia falar dos casos de policiais que despem a farda e vestem a armadura de milicianos para punir suspeitos.
Poderia falar de jornalistas que dão voz a uma parcela muito significativa da sociedade, aquela parcela que vive aterrorizada porque não há lei que garanta a segurança de ninguém.
Poderia falar sobre o que as pessoas sentem quando a televisão noticia que presos estão matando presos em presídios.
Uma parcela da sociedade que repete o mantra "bandido bom é bandido morto"...

Francamente?
Eu não tenho opinião definitiva sobre o assunto. Sinto meu coração muito dividido...

Eu entendo e acredito que punições devam ser aplicadas pelo Estado de direito e não por milicianos, cidadão enfurecidos, jovens ricos em suas motos ou grupos de extermínio.
Mas percebo também que quando o Estado está ausente o espaço sobra. E se está sobrando logo pode ser preenchido por um grupo que se julga no direito de punir.
E logo a punição vira vingança.

No caso da mãe que matou o estuprador do filho pequeno: se o filho fosse meu, e no calor do momento, eu faria igual.Talvez fizesse pior.
Mas assim como estou, distante, sentada em uma casa tranquila, escrevendo esse texto, sem filho estuprado, eu raciocino e penso que se há vingança não há justiça; penso que a pessoa precisa acreditar na justiça.
Mas repito: estou aqui, calma e tranquilamente escrevendo sobre o assunto, e não vivendo a dor.

No caso da moça estuprada que matou o estuprador: penso que se fosse eu, faria igual. Ou faria muito pior se tivesse chance.
Mas não fui eu, não era eu que estava nas mãos de um estuprador, e não era eu que tive a chance de me defender com uma faca.

Então eu penso que ela poderia ter confiado na justiça, no Estado de direito, a quem de fato cabe prender, julgar e punir...
Mas eu estou aqui, sentada, apenas escrevendo... e não toda ferida, no corpo, na alma e na dignidade de mulher.

No caso do rapaz espancado e amarrado ao poste: quem já passou por um assalto, ou por um sequestro, quem já teve a família na mira de uma arma, quem vive todo dia o medo e a insegurança, e o terror... ah... quem vive isso pode pensar: 'bem feito'...

Talvez se fosse eu a assaltada inúmeras vezes, a sequestrada, a ferida, ou aquela que teve pessoas queridas assassinadas em casos de assalto com vítimas... talvez eu pensasse a mesma coisa, e sentisse por um momento que sim, é merecido, é justo. E que bandido morto não rouba, nem mata.

Mas eu estou aqui, apenas escrevendo sobre isso, sem nunca ter passado por assaltou ou sequestro, ou ter tido alguém querido vítima de assassinato.
Então eu digo com convicção que não, que não se pode fazer isso com uma pessoa, não importa se ele matou, assaltou, aterrorizou.
Ao Estado cabe a função de prender, julgar e punir.

Mas veja bem: eu estou aqui, sem nunca ter sido aterrorizada assim.
Apenas uma vez na vida fui furtada em um circulador de ar...
Então realmente não sei dizer como agiria.
De cabeça fria, em relativa segurança, sem a dor e sem o terror, eu digo que justiça e vingança são coisas quase que opostas.
Penso que a sociedade caminha para a tragédia quando o Estado é ineficaz em punir e o cidadão se sente no direito (e até no dever) de fazer justiça com as próprias mãos.
Aqui, pensando sobre o assunto eu digo que jamais iria para a porta de uma delegacia gritar e tentar linchar um suspeito.
Digo que jamais seria capaz de ferir um adolescente, ferir uma pessoa... seja ele bandidinho ou bandidão.

Mas tudo isso eu acredito e digo aqui, sem estar vivenciando a dor dessas coisas todas.
São apenas conjecturas.
E desejo, do fundo do coração, que nunca passem de conjecturas.
Porque eu não sei até onde minhas convicções me sustentariam.

Penso que a justiça deveria ser feita sempre.
Mas não é isso que acontece.
E onde não há justiça começam a surgir sentimentos de vingança. E todos nós sabemos que justiça e vingança são coisas muito distintas...
QUERO LER O POST COMPLETO

Postagens recentes em formato de menu de notícias deslizante

em 05/02/2014


O tutorial de hoje é bem legal, ele mostra as postagens mais recentes do blog em formato de slide horizontal, semelhante ao usado em portais de notícias.
Veja aqui o exemplo:


Demonstração do tutorial


Para ter em seu blog são necessários 2 passos simples.
Acesse o painel administrativo de seu blog e clique na aba Modelo.
Clique em Editar HTML e tecle Ctrl+F dentro da caixa de código.
Na barra de busca que abrir cole isso:




Dê Enter para localizar.
Assim que achar cole o Código CSS acima da tag encontrada:


Copiar os códigos


Salve a alteração.
Agora clique na aba Layout; a seguir clique em Adicionar um gadget. Escolha a opção HTML/JAVASCRIPT  na caixa que expandir cole o Código HTML.
Salve, arraste para onde desejar e salva a alteração do Layout.



Dicas extras:

Onde você lê URL DE SEU BLOG  coloque, claro, o endereço completo de seu blog, sempre começando com http.
Salve, arraste para onde deseja que fique e salve as alterações do layout.
Um bom lugar é abaixo ou acima do cabeçalho. Também fica legal acima da área de postagem.
Faça testes pois a melhor posição varia de acordo com seu template.
Funciona bem no Chrome e no Firefox.
Apresenta irregularidades no Internet Explorer.


Com dificuldades para copiar os códigos?
Leia:
Como usar os tutoriais deste blog?

Viu que facinho que é?
Gostou?
Curte aí!
Eu agradeço!
QUERO LER O POST COMPLETO

Strogonoff de carne simples, fácil e rápido

Você gosta de uma comidinha rápida, fácil e que faz sucesso?
Então a dica hoje é pra você!
Fiz no domingo, e não demora nem 15 minutos.
Claro que existem receitas muito mais elaboradas de strogonoff (ou estrogonofe, se preferir).
Mas essa é para aqueles dias que a gente precisa de algo prático e que não vá tomar muito tempo, sabe?
Anota aí:

Ingredientes:
500 gramas de carne em bifes (eu usei coxão mole, mas pode ser qualquer bifinho que estiver dando sopa aí em sua geladeira);
1 cebola pequena ralada ou cortadinha em cubos bem pequenos;
1 dente de alho espremido;
azeite à gosto (eu usei umas 2 colheres, talvez mais)
sal à gosto ou 1 cubo de caldo de picanha (eu temperei os bifes com shoyo)
meia colher (das de sopa) de mostarda (se gostar muito pode aumentar mas vá devagar porque mostarda sobressai muito);
1 colher (das de sopa) de molho inglês;
2 colheres (das de sopa) de catchup;
100 gramas de cogumelos champignon  finamente fatiados (eu não tinha, então não coloquei. Podem ser trocados por palmito, por exemplo.)
1 caixinha de 200 gramas de creme de leite

Modo de fazer:
Comece ralando a cebola e espremendo o alho.
Corte os bifes em tiras finas, depois corte as tiras em cubinhos; quanto menores mais bonito e gostoso fica.
Caso não vá usar caldo em cubo tempere a carne como de costume.

Leve ao fogo a cebola, o alho e o azeite e deixe a cebola murchar bem.
Se usar caldo em cubinho coloque agora e dissolva-o.
Junte a carne e mexa até ela mudar de cor.
Continue mexendo até ficar ao ponto. Vai juntar um pouco de líquido, isso é bom pois ajuda na formação do molho.

Quando a carne estiver ao ponto, nem mal passada nem muito passada, junte o molho inglês, a mostarda e o catchup.
Mexa. Junte os cogumelos (ou palmito) e mexa mais um pouco.
Junte o creme de leite.
Caso fique muito grosso pingue leite, umas 4 colheres bastam.
Mexa de novo para incorporar bem.

Desligue o fogo e sirva.

Fica di-vi-no!
Com arroz branquinho, bem soltinho...
Hummmmm

Print Friendly and PDF
QUERO LER O POST COMPLETO

Como numerar as páginas do blog?

em 04/02/2014


Há algum tempo eu mostrei aqui no blog algumas opções bem legais para quem deseja colocar paginação numerada no blog.
Relembre:

O tutorial de hoje é ainda mais simples, um pouco de atenção e paciência e todo mundo vai conseguir fazer.
Comece acessando o seu painel do blog.
Clique em Layout e a seguir clique em Adicionar um gadget.
Na caixa de opções que abrir selecione HTML/JAVASCRIPT.
Dentro da caixa que expandir cole este código:

http://static.tumblr.com/glpbb7a/TItn00snp/p__ginas_numeradas.txt

Salve, arraste para o final do blog e salve as alterações.


Dicas extras:
Onde você lê:
var numshowpage=4;  onde 4 é a quantidade de páginas mostradas (1, 2, 3, 4). Altere se quiser mais ou menos. A página ativa não entra na conta.
var postperpage =3;  onde 3 é a quantidade de posts mostrados por página. Esse número deve ser igual à quantidade de posts que seu blog exibe na página inicial. Você define isso seguindo o roteiro Configurações/Postagens e comentários/Postagens.
var upPageWord="Anterior"; Mude a palavra anterior caso queira;
var downPageWord="Próxima"; Mude a palavra Próxima caso queira

Todas as cores podem ser mudadas. Basta trocar o código de cada uma delas pelo código hexadecimal da cor que desejar. As cores sempre são definidas por códigos hexadecimais precedidos do sinal #.
Aqui tem uma tabela de cores para você escolher as suas preferidas.

Cuidado para não apagar nenhuma aspa ou sinal ao mexer no código. Uma coisa fora do lugar pode fazer com que ele deixe de funcionar.


Se tiver dúvidas diga nos comentários, e caso alguém possa ajudar a resposta pode ser dada aqui.
Ajudarei, caso possa, e se a solução já não estiver explicada no tutorial.

QUERO LER O POST COMPLETO


Visualizações

Contando...

Dias online
Postagens
comentários