A alegria simples de encontrar um bottom

em 8 de julho de 2013

Sábado de manhã eu saí com marido, fomos à cidade pagar contas, comprar coisinhas pra casinha, passear na cidade cheia numa manhã  linda e luminosa.

Enquanto ele foi buscar o carro sentei num banco da praça central e fiquei vendo a vida, olhando as pessoas, as ruas lotadas, os carros, as outras pessoas sentadas nos outros bancos também olhando a mesma vida que eu...

O banco que eu sentei fica ao lado da banca de revistas e jornais da praça. Cidade do interior, sabe como é? Sentei, fiquei olhando...
Ao meu lado estava uma moça e um garotinho; ele devia ter uns 4, 5 anos no máximo. Ela comprou a revista que queria e deu ao menininho um pacote desses bottons, como eram as figurinhas de antigamente, sabe?
Quando o menininho abriu o pacotinho começou a pular de alegria!

Você não imagina como foi lindo e doce ver o rostinho dele se iluminar, o sorriso enorme, os pulinhos de felicidade.
Ele só dizia: "Achei, mãe, achei o bottom do Cebolinha!"
Beijou a mãe, feliz demais por ter ganhado o bottom do Cebolinha. Nem o suco que ela abria pra ele foi capaz de desviar a atenção do bottom pequeno e que tanta alegria trouxe.

Olhando a cena, perdida no meio daquela manhã de sábado, eu senti os olhos marejarem.
Porque fiquei pensando em como, ao longo do tempo, perdemos essa inocência de achar a alegria nas pequenas conquistas de cada dia.

Qual foi sua última conquista?
Qual foi a sua alegria mais recente?
Você ficou feliz, sorriu?

Talvez tenha sido algo realmente muito simples, como por exemplo conseguir fazer aquele prato gostoso que nunca dava 100% certo...
Talvez seja o ponto de crochê, trabalhoso, e que você conseguiu!
Talvez sua conquista mais recente tenha sido um jogo de panelas novinho pra sua casinha (como foi meu caso).
Ou aquele artesanato que você fez e ficou lindo... a unha que ficou perfeita... o livro que você tanto queria...
Qual foi sua conquista mais recente?

Você ficou feliz? Sorriu? Com a inocência de um menininho ao achar o bottom do Cebolinha?

Na vida, meu bem, a gente tem dias bons e dias ruins.
Às vezes conseguimos o que sonhamos, às vezes não. De vez em quando realizaremos os grandes sonhos, aqueles que demandam lutas e tempo.
Mas as pequenas alegrias, as pequenas conquistas... ah... essas podemos experimentar a todo momento.
Saber sorrir, dar risada mesmo, ficar feliz de fato com as pequenas coisas boas de todo dia...
Tem ideia de como a vida se torna mais linda, mais iluminada se a vivermos assim?

Olhando o menininho tão feliz, naquela manhã ensolarada e alegre, eu me peguei desejando fazer isso mais vezes: ser mais inocente para ser mais feliz. Ser grata pelas pequenas conquistas, ficar feliz de fato com elas.
De repente, quem sabe... até dar uns pulinhos...

Pense nisso: você tem estado feliz com suas pequenas conquistas e alegrias?



Alguém que escreve. Especialista em si mesma. Leitora que lê muito menos do que gostaria. Blogueira por paixão e profissão. Propriedade da Princesa e da Menininha, e de um cachorrinho muito levado chamado Bloguinho. Tentando viver. Sempre.

30 comentários , comente também!

  1. Cara amiga como você ontem foi o meu dia de me sentir assim como você meu marido meus filhos me fizeram uma festa surpresa de aniversário completei 50 anos e me senti um pouco criança um pouco mulher mas muito feliz eliane lima

    ResponderExcluir
  2. Oi, Elaine! Ah, que belezura de texto...ainda hoje respondi a um comentário no blog que falava sobre isso...como essa vida adulta nos cega, nos faz perder a capacidade de brindar cada pequena conquista com um grande e largo sorriso, uma criança que esquece rapidamente o que não deu certo e vai brincar, uma criança que tem a felicidade inerente por existir...adorei seu texto, e seu olhar sobre a vida. Ter essa capacidade de observar significa que você ainda carrega a criança em si. Um abraço!

    ResponderExcluir
  3. Muito bonito o texto, meus olhos ficaram marejados.

    http://mundodeliina.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Elaine,
    A gente vive querendo ser feliz, mas esquece que podemos ser felizes. E para isso, basta deixar de querer tudo e dar valor ao que se tem e às pequenas coisas diante de nós a cada dia. Na verdade, cada novo dia é uma felicidade, mas o tempo, a pressa, os compromissos não nos deixam perceber isso!
    Bjs e Boa Semana!
    Zazá

    ResponderExcluir
  5. Que coisa linda poder presenciar isso. Ver quem AINDA valoriza coisinhas simples. Isso é um ótimo sinal! beijos,tudo de bom,chica

    ResponderExcluir
  6. Elaine, não é novidade para mim que você tem o "mau habito" de caprichar na crônica de fim de domingo... Mas fazia tempo que você não me quebrava e eu não sou de economizar sorrisos e lágrimas... Não sou mesmo... então estou sorrindo e também chorando agora enquanto penso no seu texto e reflito sobre minhas pequenas alegrias... Obrigada, ler esse texto foi uma alegria.

    ResponderExcluir
  7. Para ser feliz, basta tão pouco, Elaine!
    Procuramos a felicidade enquanto ela pode estar coladinha em nós, né?
    Beijo e boa semana, para você e maridão.

    ResponderExcluir
  8. Ô menina, a vida é simples e bela, a gente é que complica ela. Seu texto é tão belo e simples quanto, porém toca fundo... acho q eu fiquei bem feliz hoje por ouvir minha família elogiando o tempero da comidinha simples que eles adoram.

    Uma bela e feliz semana,

    Luiza Mallmann

    ResponderExcluir
  9. Que texto lindo!
    Como a vida é doce e bela. Bom ter o coração aberto para recebê-la!
    Beijos e boa semana!!!
    Cris

    ResponderExcluir
  10. Oi Elaine! Acabei de receber o feed deste lindo post. Tenho muito para aprender, muito a evoluir. Porém sou feliz por ter tido dos meus pais o aprendizado da valorização das pequenas coisas. Assim como vc, tb me pego emocionada com simples acontecimentos. Quando estamos envolvidas em problemas, às vezes, esquecemos que TUDO PASSA. Saber viver.....penso que seja isso que devemos exercitar todos os dias. Viver com leveza para estarmos preparados para os dias pesados. Sim, eu tenho estado feliz com as pequenas conquistas e alegrias. Grande bjo e uma linda semana pra vc!

    ResponderExcluir
  11. Elaine essas pequenas coisas mas que quase sempre passam despercebidas mas que são necessárias em nosso dia-a-dia,que bom você ter presenciado esse momento...o meu mais recente sorriso de alegria/felicidade esta sendo aos poucos estabelecido com o andar de uma blusa de lã que estou fazendo em crochê,para mim que nunca frequentei cursos esta sendo maravilhoso...bjs e uma semana abençoada...

    ResponderExcluir
  12. Amiga! Consegui entrar no blog! Graças a Deus!

    Sabe? este post foi feito pra mim!
    Ando tão triste com a vida...
    Mas ontem eu me alegrei com um pequeno momento: quando minha enteada mais nova pediu para sentar em meu colo porque estava "cansada" (ela tem crise de bronquite).
    Ela deitou em meu colo e quase dormiu... Achei tão bom aquele momento!
    E quando ela ganhou um pirulito então?
    O rosto dela se iluminou ainda mais... Lindo!!!

    Ah... Imaginei aqui, vc dando os pulinhos... (rsrsrsrs)

    Tenha uma semana de Luz!

    Bjo grande

    ResponderExcluir
  13. OI Lindo texto que me fez refletir.Porque temos que achar ,que para ser feliz e necessário grandes coisas , se pequenas coisas também podem fazer o mesmo,basta ter saúde e amor,pois nem isto muitos não tem.Tenha uma semana iluminada.Beijo

    ResponderExcluir
  14. Que lindo Elaine! Agora mesmo estou aborrecida porque não consigo colocar a caixinha do link-me no blog de uma amiga! Não sei porque mas não dá mais certo, o link para ser copiado não aparece
    Preciso apreciar as conquistas mais simples!
    Beijinhos calorosos...

    ResponderExcluir
  15. Sabe o que me fez mais feliz hoje? O seu texto! Fiquei tão contente em saber de sua alegria por um motivo tão inocente, vindo de um sorriso de criança .....
    É isso o segredo da vida, saber ver e curtir esses minutos que jamais esqueceremos, por ser tão puro e singelo.
    Boa semana.
    Beijos querida.

    ResponderExcluir
  16. Elaine,

    Eu tive uma vida muito corrida e estressante, enquanto morava no Brasil. Mesmo assim, eu sempre prestei à atenção nas pequenas coisas.
    Só que quando o tempo passou, eu percebi que havia perdido alguns momentos desses.
    No momento, eu não me permito mais, não ter tempo pra viver as coisas mais simples e belas da vida.
    Só uma pessoa com um coração como o seu, pra perceber e se emocionar com a alegria dessa criança.
    Já tive grandes e pequenas conquistas, e tenho muito que agradecer a Deus por isso.
    O texto é lindo e pra muita reflexão.
    Uma abençoada semana! Beijos

    ResponderExcluir
  17. Que lindo texto, Elaine! Lindas palavras que nos levam a fazer sérias reflexões.
    Tenho o privilégio de conviver com netos todos os dias, o que me faz dar gargalhadas todos os dias. Sou uma pessoa afortunada.

    Beijos,

    Eneida

    ResponderExcluir
  18. Oi Elaine, acabei de receber o feed. E me fez pensar muito! Sempre achei a vida simples, e que nós que a complicavamos. Agora penso que ela é complexa, e quanto mais o tempo passa, perdemos pessoas e animais queridos. Estou numa fase muito ruim e no momento, como disse seu texto, eu respondo: esta difícil para sorrir em qualquer circunstância. Sei que é uma fase e vai passar, mas é dolorosa.

    ResponderExcluir
  19. Oi Elaine, é a Vi,tem dias que consigo essa paz de espirito e sinto felicidade com coisas que nem percebia, mas tem dias que estou ansiosa com algo que nem sei oque..
    Mas todos os dias agradeço a Deus por tudo que ele me dá, inclusive pelas lutas que não entendo e nem sei como luta-las, mas sei que Ele vai estar comigo.
    Beijos,Vi

    ResponderExcluir
  20. Arrasou, mais uma vez!!!
    Elaine, você que gosta de receitas fáceis e deliciosas, dá uma olhada nesse bolo:
    http://somenteoqueaprovo.blogspot.com.br/2013/07/bolo-rei.html

    Beijos,

    ResponderExcluir
  21. Meu momento de extrema felicidade é quando eu ganho um livro novo, fico igual criança...

    Muito boa sua reflexão...

    Beijos e borboleteios.

    ResponderExcluir
  22. Lindo Elaine!!
    Sempre me cobro essa simplicidade, acho que ela torna nossa vida mais leve e melhora a maneira como encaramos o mundo.
    bjs!!

    http://minhavidaintensa.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  23. Minha alegria de hoje foi abrir o boleto do cartão de crédito e ver que já havia terminado de pagar uma parcela loooonga..... ahhhh, mas isso não tem preço. Aí fico pensando que a vida é tão dura, que custa acabar o mês e o dinheiro acaba tão rápido, e que graças a Deus eu tenho meu trabalho e saúde pra fazê-lo e que em breve um outro sonho vou realizar.
    Eu ri no comecinho do post "fomos à cidade". Ahhh, isso é tão o interior, assim como "tirar retrato". Coisas que amo tanto ouvir... e que só quem mora no interior sabe do que falamos. Aí me lembro das pessoas simples, humildes, das mães levando as crianças no Núcleo da família e estas, apesar de estarem doentinhas, se encantarem pelo bebedouro dágua. Imagina só apertar um botão e a água sair? Isso é mágica! E haja barriga pra caber tanta água assim. Seu filho não bebe água? Ah, leva no posto de saúde!

    Beijos

    ResponderExcluir
  24. Boa reflexão para a semana.
    Compartilhando...
    Beijos minha querida!
    :)

    ResponderExcluir
  25. Oi Elaine!
    Fiquei feliz e emocionada com este texto, mas vou partilhar uma experiência que tive na última semana. Trabalho em uma Secretaria de Saúde. Fui para um curso de capacitação na verdade para repassar o que fosse ensinado para outra pessoa que não poderia ir. Mas a oficina foi tão boa e me fez sonhar e sentir que eu posso ir mais além que eu saí de lá no último dia me sentindo a pessoa mais feliz pela simples oportunidade de ter participado.
    Bjs.

    Jussara

    ResponderExcluir
  26. Amei o texto Elaine, realmente a inocência da criança e a felicidade em coisas simples é o mais gratificante na vida. Eu posso dizer que como trabalho com idealizações de sonhos, como chamo os doces que faço de acordo com cada pedido, a felicidade do cliente é a minha felicidade!

    Beijos querida!

    ResponderExcluir
  27. passei para deixar meu carinho:
    www.pontocomartesanatos.blogspot.com

    ResponderExcluir
  28. O texto me emocionou Elaine, maravilhoso!
    Beijinhos...

    ResponderExcluir
  29. Perfeito. Simplismente perfeito. É aquela coisa de valorizar os pequenos momentos da vida.

    http://falaprodanov.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Olá! Muito obrigada por ler meu blog e obrigada também por se dispor a comentar meus posts. Seja muito bem-vindo(a)!

Importante!
Devido à falta de tempo hábil eu não me comprometo a responder perguntas referentes aos tutoriais postados neste blog.
Pedidos de ajuda individual serão respondidos conforme o meu tempo e disponibilidade permitirem.
Por favor, entenda: comentários sem relação alguma com o post não serão liberados e nem respondidos.

Para saber mais sobre a melhor forma de utilizar este blog leia Termos de uso do blog.



Muito obrigada, fique à vontade para interagir.
Mas lembre-se:
Gentileza, educação e boas maneiras servem também para a vida nos blogs…