Pessoas que inspiram: Margaret

em 16 de outubro de 2012

229024_400709009978331_1187924907_nImagine que, de repente, você recebe um diagnóstico nada fofo, dizendo que está com câncer de mama. O que você faz?
"(  ) Se encolhe no sofá, fica com medo, chora, faz drama, acha que o barranco desabou e ficou soterrada no sofá. Diz que o mundo caiu, que a vida acabou e aí depois morre;
( x) Levanta, luta, expulsa o ladrão, diz pra ele que na sua casa você manda e ele entrou sem ser convidado. Que sua vida não vai mudar, que você viu ele chegar mas que isso não quer dizer que ele vai ficar na sua casa…e blá blá blá…."
E eu marquei a segunda opção porque doença entra sem ser convidada mas tristeza não muda diagnóstico. E a arma para lutar contra um câncer ou qualquer outra doença feia e invasiva que entra sem ser convidada é a alegria, otimismo, determinação."
Assim a minha convidada para estrear a série de artigos Pessoas que inspiram começa o relato da descoberta do câncer de mama, diagnosticado em 2011.

Estou falando da Margaret, que edita o blog Margaretss tão conhecido por quem navega pelos  blogs. Eu a convidei, enviei algumas perguntinhas e ela se abriu, abriu o coração, falou de si, falou da vitória sobre a doença. E falou mais, falou nas entrelinhas. Falou de determinação, de vida, de vitória.

Com você, Margaret: pessoa que inspira!
 (e como ela mesma diria, senta que o post é longo. Mas aposto que vai te dar um up, e vai te inspirar!)
Perguntei  à ela como chegou ao diagnóstico. Veja como foi, e atente para a importância de estar atenta aos sinais do próprio corpo. E ao fato de que fazer mamografia salvou a vida dela!
 
foto_lateral3 Eu sempre fiz minha mamografia anualmente. Em fevereiro de 2011 eu fiz e tava tudo normal. Em setembro comecei a sentir umas dores estranhas, uma dorzinha assim, de nada, no peito direito e isto começou a me incomodar. Era sempre quando eu ia dormir.
Um dia Achiles falou: você está impressionada com isto né?
Bem...aí me toquei que realmente estava impressionada e no outro dia marquei um mastologista. Como meu exame era de fevereiro ela resolveu pedir novos mas ela frisou assim: não se preocupe Margaret porque câncer não dói.
 
Hoje eu penso assim: Câncer não dói, mas foi uma dor que me alertou.
Bem...fiz a mamografia e precisei repetir umas 10 vezes porque eles viam algo mas não tava boa a imagem. Na hora de fazer o ultrassom o médico pediu que eu verificasse os nódulos que ele estava vendo, com urgência. E assim eu fiz...marquei o mais rápido que pude a mastologista e a biópsia.

Todo exame que a gente faz a gente sempre espera que o resultado seja ótimo né? Eu, por ser bem realista, assim que fiz a biópsia me preparei para um resultado ruim. Eu pensava assim: Se não der nada vai ser maravilhoso... agora se der um resultado ruim eu tenho que estar preparada. Os  nódulos são tão pequenos que até deu trabalho de ver na mamografia, então se tiver algo vai estar no início e ai eu corro e faço tudo bem rápido...
No dia de pegar o resultado eu estava lá na frente da médica e ela olhando pro papel, eu sabia que era câncer. Ela hesitou por instantes e eu tomei o papel da mão dela e vi o resultado. Achiles ficou assim meio em estado de choque e meu único pensamento era resolver. Então falei:
 
- Pronto Dra. já vi, é câncer... agora o que quero saber é: como resolvemos isto rápido? O que precisa ser feito?  E eu fui meio fria, não deixei que um diagnóstico de câncer me fizesse ficar desesperada.
Ela era uma médica assim mais conservadora e começou a me explicar que faria uma cirurgia, tiraria só uma parte do peito (eles chamam de quadrante) que eu deveria fazer outra biópsia para confirmar os negativos (eram 5 nódulos, 2 positivos e 3 negativos).
 
Eu saí de lá com as requisições de todos os exames pré-operatórios. Mas uma coisa me incomodava… eu pensava assim: em 8 meses apareceram estes nódulos...se eu tirar só o quadrante quem me garante que não tem mais aí sem aparecer no exame?
E ai troquei de médico, falei pra ele minhas dúvidas e disse que eu queria tirar o peito todo... Hoje fico feliz de ter tomado esta decisão porque me sinto mais tranquila.

 
Também quero falar do período pós-diagnóstico: lembro de ter lido você dizer que ia vencer sim, que ia expulsar o mal de dentro de você. Isso foi o que desencadeou sua cura? A decisão e a determinação?

269358_463960543633064_1211758552_nSim... o câncer é uma doença que devasta, independente do grau dela. A palavra câncer é forte, dá medo. E eu sou uma pessoa que gosta de enfrentar as coisas.

Enquanto eu esperava o resultado da biópsia eu dizia assim pra mim: Se for positivo não vou deixar ele ser mais forte do que eu... Vou operar, fazer tudo que precisar ser feito e nem vou dar tempo dele respirar...

E assim eu fiz. Eu marcava o mesmo exame em várias clínicas pra garantir, até que achava uma com data mais perto. Eu liguei pra amigos médicos e pedi ajuda de indicação, eu fiz todos os exames por mais chatos que fossem sem reclamar.
 
Vale a pena ressaltar que eu era o tipo de pessoa que não gostava de esperar nada (mal acostumadinha)...rs... E neste período já cheguei a ficar mais de 4 horas esperando uma vaga pra poder fazer meu exame no mesmo dia e pasme...sem reclamar...rs
Além da minha decisão e determinação eu tive um excelente coisa a meu favor: um ótimo plano de saúde. Ele foi decisivo para tudo acontecer relativamente rápido. E consequentemente com um ótimo plano de saúde é mais fácil você achar bons médicos.
 
E além de tudo isto tive pessoas me apoiando em tudo. Meu marido, minhas filhas, minha irmã, minha mãe e este monte de amigos que tenho conquistado.
Estar em cima de uma cama, sem nada pra fazer, teoricamente só sofrendo, e saber que você escreve no face, no blog e tem pessoas pra conversar com você, te fazer companhia... isto é muito bom.
Eu pensava a todo momento: Não vou fraquejar porque eu mostro tudo da minha vida e vou mostrar que sou forte.
 
O que foi mais difícil durante seu tratamento? O que foi melhor do que você imaginava? O que foi pior?

21Nada foi fácil durante o tratamento mas eu não deixei ele ser difícil.

Meio estranho falar isto mas de repente apareceu uma Margaret dentro de mim que levava 10 furadas pra pegar uma veia e não reclamava nada... Uma Margaret que teve alta meio dia e as 18 teve que voltar pro hospital pra outra cirurgia e ela não reclamou.... não chorou... não fez birra...

Uma Margaret que chegou numa emergência 48 horas pós mastectomia (porque pra reinternação tem que ser via emergência já que era num domingo) e esperou horas, sem reclamar e ainda tentando confortar outros pacientes que estavam esperando... E na hora foi tudo muito normal mas hoje eu penso como nem era eu, a Margaret cheia de vontades que tava ali...
 
O que foi melhor: Encontrar médicos maravilhosos na minha vida (porque eu sempre detestei médicos...). Nas quimios eu fazia festa porque embora eu pensasse que morreria, que vomitaria horrores (e eu odeio vomitar) eu sabia que era algo decisivo para a cura. E o melhor? Não vomitei e nem morri...rs.
 
O que foi pior? Pra mim nada foi pior porque tudo que eu enfrentava eu pensava: é pra acabar com ele (o câncer)... Tudo que acontecer comigo não vou reclamar...quero este negocio longe do meu corpo.

E nos dias que eu estava me sentindo muito mal eu dormia ou tentava dormir... Ficava deitava de olhos fechados e zerava meus pensamentos.... não queria pensar...queria só que o tempo passasse...
 
Ahh...tem outra coisa que foi melhor do que eu imaginava. Eu imaginava que eu seria um porre neste tratamento. porque eu sou uma pessoa mimada, cheia de vontades, adoro dar ordens... (mas eu sou uma fofa mesmo com este monte de defeitos viu?) e eu não fui um porre. eu não reclamei de nada, eu não fiquei mal humorada, eu não fui chata (mentira...as vezes eu era meio chatinha...rs) Então eu me comportei melhor do que eu imaginava.
 
Em um post seu você disse que a terapeuta que você consultou por orientação do seu médico te perguntou por que você teve câncer. Na ocasião você respondeu à ela. Responderia a mesma coisa hoje? Dá pra tirar algo de bom de uma experiência (devastadora em muitos sentidos) como essa?
 
Então, eu não gosto de psicóloga (psicólogas não me julguem...please)...523544_406422739406958_457885193_n
Eu queria acabar aquela consulta antes mesmo de iniciar e ai já cheguei falando da vida maravilhosa que sempre tive....rs... e acho que por isto ela me fez a pergunta:
- Se você tem uma vida tão maravilhosa, por que você acha que teve câncer?
 
E eu não acho que câncer é pra quem tem uma vida ruim... câncer tem diversos fatores e não sou cientista pra explicar.... então eu respondi o seguinte:
- Acho que foi pra me mostrar que eu não sou a bam bam bam... porque eu me acho viu doutora? rs....
 
E sim...acho que responderia a mesma coisa hoje porque eu me tornei uma pessoa melhor... (diga-se de passagem que eu já era muito boa....rs...)
Mas falando serio, me tornei mais paciente, mais tolerante, tento não ser tão implicante com determinadas coisas. Descobri que ter vaidade é importante – eu sempre fui um poço de vaidade – mas não é nem de longe algo importante na vida. porque de repente você se vê gorda, careca, com um peito grande e caído e do outro lado nada.... E você se ama mesmo assim.... E você se sente amada mesmo assim....
 
E com uma experiência tão devastadora como estas a gente descobre que o amor está no ar, que as pessoas te amam, que elas te aceitam do jeito que você é. (evidente que nada no mundo é unanimidade)
 
Você é inspiração para muitas pessoas. Era antes, para as arteiras/blogueiras/leitoras e agora é também para pessoas que estejam enfrentando o câncer. Fale com elas. O que diria? E o que diria para quem tenha alguém que ame e esteja enfrentando um diagnóstico de câncer? Como ajudar? Como não dificultar?

Isto é outra coisa que me deixa feliz. Ser de alguma forma exemplo e inspiração.
pallet1O que eu diria? O que sempre digo:
- Olhe, o câncer é uma praga e a gente nunca sabe como será o final. Mas enfrentar tudo com fé, com alegria, com determinação e garra pode fazer a diferença. Porque sofrer, chorar, desesperar não vai mudar o diagnóstico.

Passar um dia chorando é diferente de passar um dia sorrindo. O choro te desanima, te deixa fraca. O sorriso te anima e te fortalece. O câncer? ele vai ta lá do mesmo jeito e é você que tem que fazer a diferença
 
Para quem está perto de alguém com câncer eu digo: Não sinta pena, apenas apoie. Não cobre atitudes, não cobre reações. apenas apoie, apenas AME.
 
Eu passei por uma experiência com uma irmã minha que assim que descobri o câncer ela veio me cobrar determinadas coisas. Quase que exigindo que eu parasse de fumar naquela hora porque ela assim achava.... Hoje ela nem fala mais comigo porque na época eu fui curta e grossa dizendo: Va cuidar da sua vida e fazer mamografia que você nunca fez...isto sim.
 
Nestes momentos a gente não quer cobrança.
Eu sabia que o cigarro não era fator favorável, mas imagine uma pessoa que fuma descobrir que ta com câncer e parar imediamente  porque alguém assim quis? Acho que tudo tem o momento certo e eu parei de fumar quando eu decidi parar. Uns 30 dias pós diagnostico e 30 dias antes da cirurgia. Mas isto tinha que ser uma decisão minha e de mais ninguém.
Então parentes, apoiem, ouçam, fiquem perto, ajudem, mostrem seu amor, mas sem exigências, sem cobranças.
 
E para falar em vitória, não posso deixar passar a criação da Divitae. O projeto existiu antes do câncer, e foi de certa forma adiado por causa da doença, certo? E foi lançado na fase final do tratamento, quando você ainda vivia todos os sintomas colaterais deste tratamento, que bem sabemos, de "viagem à Disney" não tem nada. A Divitae é o símbolo de sua vitória sobre a doença, eu sinto assim. A Divitae é sua vitória, a vitória de quem decidiu que venceria. Estou certa?


A Divitae foi totalmente adiada por causa do câncer.
Como eu falei outro dia em um post eu poderia ter abortado este projeto. É um projeto caro e eu tinha a melhor desculpa do mundo pra parar. Eu estava oficialmente sem trabalhar e meu foco era o tratamento, mas as vezes eu me sentia melhor e ai olhava um pouquinho pra Divitae. 15 dias após a ultima quimio foi lançado e sem estar 100% pronto. E ainda não está... mas já funciona perfeitamente.

Esta certíssima quando diz que Divitae é minha vitória. Porque alguém tem que vencer correto?  E neste caso eu fui a vencedora. Eu consegui colocar em pratica tudo que queria mesmo com um período totalmente atribulado.
 
Ainda estou em tratamento e meu medico diz assim:
- Pra câncer não existe garantia de cura.
E eu penso: talvez não... mas eu nunca me senti com câncer. Eu apenas tinha ele dentro de mim e tirei. E me sinto curada.

Sabe Elaine, como falei antes a palavra câncer assusta mas eu nunca deixei que isto acontecesse comigo. Nem ele e nem a palavra poderia ser mais forte que a minha decisão.
Pensei em morrer? Claro que pensei.... nas cirurgias, nas quimios, nos períodos que eu passava muito mal.... mas nestes momentos eu substituía meu pensamento por um pensamento melhor....
 
E é normal a gente pensar em morrer né?
Olhe, quem me conhece ao vivo e a cores sabe que eu sou exatamente aquela pessoa que escreve no blog, que fala monte de besteira no facebook.... Eu sou uma pessoa feliz. As pessoas as vezes acham que felicidade é uma casa, um carro, viagens.... Felicidade é um estado de espirito.

Sempre fui assim? Claro que não... eu era uma chata ao quadrado.... mas um dia eu resolvi mudar, resolvi ser feliz... E eu não deixei que o câncer mudasse esta minha decisão.
Se tenho problemas?  Evidente....vários...todo mundo tem.... mas não deixo que eles sejam o centro das atenções....

Ah...e as vezes eu fico mal humorada sabe? Porque sou gente, sou humana.... mas tenho trabalhado nisto e a cada dia meu bom humor vence com honra o mal humor.
Obrigada pelo espaço, por lembrar de mim e espero que minhas palavras ajudem as pessoas.
Vamos tornar nosso mundo mais feliz, independente de doença e independente de problema.

 
Abaixo roubei selecionei algumas imagens da Margaret.com algumas blogueiras. Espia:
524509_403067376409161_1974639377_nAqui com a Verônica Kraemer



375773_407273739321858_1207583909_nCom a Tays Rocha



429887_407273545988544_1265043178_n




DSC00461-715312
Aqui fazendo pose esmaltística com Fernanda Reali

2014_418796161502949_94267482_n
De peruca rosa, porque, claro, é Outubro Rosa!
 E aqui uma foto que gosto muito, com a Jujuba e o Brad:


Gostou? Quer conhecer mais da Margaret? Segue os links:

Quer ter uma loja virtual moderna e competitiva pra chamar de sua?




Alguém que escreve. Especialista em si mesma. Leitora que lê muito menos do que gostaria. Blogueira por paixão e profissão. Propriedade da Princesa e da Menininha, e de um cachorrinho muito levado chamado Bloguinho. Tentando viver. Sempre.

59 comentários , comente também!

  1. Muito, muito inspirador, mesmo... Parabéns pras duas: pela entrevista e seu conteúdo e pelo post!!!

    ResponderExcluir
  2. Que beleza de encontro faço aqui. Vou logo lá ver essa pessoinha do bem, cheia de força e garra.Adorei a indicação e ainda não a conhecia! beijos às duas,chica

    ResponderExcluir
  3. Sempre emocionate ler a Margareth. Deus abençoe-a,para que essa alegria de viver seja uma constante na vida dela. Realmente o desespero não nos leva a menhum lugar, é preciso ser otimista e encarar com garra os problemas.
    Um beijo para a Margareth e um beijo pra você, Elaine, sempre trazendo boas novidades para o blog.

    ResponderExcluir
  4. Gente, é emocionante! Sem palavras... acompanhei mais lendo tudo novamente revivemos essa história e digamos `linda` dela. Parabéns Má!

    ResponderExcluir
  5. Um belo relato que serve de exemplo para muita gente!Entendo bem o que ela relata pois também enfrentei esta situação com o mesmo pensamento
    e cá estou, lépida e faceira, me cuidando pra não dar mole pro azar.Margaret é uma mulher que inspira, realmente.
    Abraços!

    ResponderExcluir
  6. Conheci a Meg's que chamo de fadinha baiana através de uma amiga que é arteira como eu. De cara a achei o máximo. Pessoa linda que divide com todo mundo tudo o que faz e o que lhe vai por dentro. A história do câncer, repassei para uma irmã que também teve câncer no seio. A diferença é que minha irmã ainda conserva o câncer como seu. Ela diz sempre "meu câncer". Quanto ao espírito dessa baiana linda, estou sempre dizendo que quando crescer quero ser igual a ela. Mas outro dia ela me disse "bora mulher, mãos à obra"!!! Tô indo Meg's, tô indo...
    Parabéns pela enoooorrrme sensibilidade Elaine. bjks

    ResponderExcluir
  7. Parabéns Elaine pela sua sensibilidade.
    Parabéns a Meg's essa baiana que costumo chamar de fadinha e que conheci através de uma amiga arteira. Acompanhei o processo do câncer e a luta dessa mulher. A força e determinação são de copiar e fazer igual. Costumo dizer que quando crescer quero ser igualzinha a ela e outro dia ela me deu um empurrão dizendo "bora mulher, tá esperando o que?". Tô indo Meg's, tô indo... bjks nas duas.

    ResponderExcluir
  8. Elaine, quero agradecer do fundo do meu coração esta oportunidade de estrear seu espaço, de estar aqui no seu blog, de poder falar para as pessoas como é importante cuidar da saude e principalmente alertar as pessoas que elas podem correr atras da felicidade e não ter os problemas como desculpa para viver infeliz.
    Muito obrigada mesmo.
    Beijinho
    (Eu que escrevi tudo e ai leio aqui no teu blog e me emociono....culpa do tamoxifeno...rs)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Te amoooooooooooooo, Má!!! Se tu chorou, imagina eu! Obrigada por ser esta pessoa tão maravilhosa!!!

      Excluir
    2. Morri de chorar, e tenho orgulho de ser amiga de alguém tão corajosa, especial e feliz!!!! Não tem como não amar ♥♥♥

      Excluir
  9. Não sei porque mas sabia que a Margaret seria a primeira a contar sua história. Mas pensando bem acho que sei sim: ela é guerreira, batalhadora, animada, engraçada, amiga e tudo isso ficou lutando junto com ela e venceram.
    Parabéns Margaret você deixa a gente mais forte para tudo nesta vida. Continue sempre assim!
    Beijos.
    E parabéns à você Elaine, por colocar no blog as histórias de "dar a volta por cima"! Tanta gente precisa.
    Beijos.

    ResponderExcluir

  10. Oi Elaine.linda homenagens a essa super guerreira q é a Margarets.

    já "ouvi" muito falar de vcs em outros blogs,mas q eu me lembre ainda ñ tinha passado por aki.Já estou te seguindo pra ñ te perder de vista.
    Ainda ñ xeretei o seu blog,mas vou fazer isso agora(se minha net morta deixar).rssrs

    bjinhoos

    Se quiser conhecer o meu humilde bloguinho,fique a vontade.

    ResponderExcluir
  11. Texto totalmente humano e lindo! Parabéns!!! Olá, blogueira! Tenho querido escrever algo com Margaretss como personagem principal. Quem sabe qualquer dia!!! Ela é proprietária da inspiração que nos alavanca a vida.
    Mas, amei mesmo suas estrelinhas quando passo o mousse. Primeiro achei que era problema no meu monitor num olhar desatento e descuidado. O resultado ficou lindo

    ResponderExcluir
  12. Genteeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeee, que post mais lindo, to chorando aqui, de felicidade, por conhecer pessoas maravilhosas, a Má, e tu, Elaine! Amo vocês!!!
    Obrigada, Elaine, adorei este novo espaço, ainda mais com a diva estrelando!
    Bejossssssssssssssss
    Vero

    ResponderExcluir
  13. Sabe um dia tive a felicidade de abraçar essa mulher guerreira,que é isso mesmo,feliz e de bem com a vida,quando minha mãe descobriu o câncer, dei o blog da Mag pra ela ler e aquilo deu ânimo e fez ela se levantar da cama.
    Enfrentar um câncer não é nada fácil,mas com humor fica mais leve e minha querida sua convidada é especilista em sorrir da vida e para a vida.
    Beijos

    ResponderExcluir
  14. Muito inspiradora mesmo, e reclamamos de tantas coisas... conheci a Manu Nygard que passa pelo mesmo que ela, alto astral, é claro que os momentos não são fáceis, mas com otimismo tudo fica mais fácil. Grande bj nas duas!!!

    ResponderExcluir
  15. Muito emocionante Elaine esse post!
    Perdí minha cunhada a 3 meses, infelizmente ela não conseguiu vencer...
    Fico tão feliz em ver a Margaret assim tão feliz, tão alegre!
    Ela é um exemplo pra gente de coragem e força!
    Uma mulher admirável mesmo!
    Parabens Elaine querida pela iniciativa em homenagear a Margaret!
    Beijoooo flor!!!

    ResponderExcluir
  16. Eu não sei te explicar o AMOR que eu sinto pela @margaretss. Não há uma razão, não há um motivo. Sinto amor e pronto.

    A pouca convivência que temos fez esse amor que sinto ficar ainda mais consistente. Quando eu busco explicação para o meu sentimento, concluo que alguma força divina pôs a @margaretss na minha vida, para me fazer uma pessoa melhor. O exemplo que ela dá me faz melhor, exemplo de mãe, de mulher, de amiga, de blogueira.

    Sou grata a ti por dar oportunidade a outras pessoas de conhecerem @margaretss, de saboreá-la, doce e ácida, mas nunca amarga. Delícia de mulher!

    obrigada, Elaine!

    ResponderExcluir
  17. Minha querida! Já sou tua seguidora e só hoje com mais tampo li tua emocionante história. Você é uma vencedora e com certeza está falando corretíssimo, você estava com o cancer não está mais e confie em Jesus que nunca mais voltará. Perdi duas colegas de trabalho recentemente e tenho mais uma lutando a um ano com o cancer no intestino como as demais que se foram. O tratamento é o pior e foi a reação ao tratamento que elas pioraram, porque não são todos fortes como você foi e está sendo. Parabéns! que Jesus cuide de ti sempre pra que você continue sendo esta guerreira linda amando a vida!1 Bjuss

    ResponderExcluir
  18. obrigada flor... por este post... foi um presente pra mim... pra eu acordar pra vida e agradecer cada dia com alegria, ao invés de reclamar da vida... amei seu blog... voltarei mais vezes com certeza... bjim fik com Deus...

    ResponderExcluir
  19. Um exemplo de vida e depois de tudo que li não tenho mais nada a dizer do que muito prazer em te conhecer Margareth. Muito obrigado por me ensinar que a força está dentro de nós.

    Tudo de bom !

    Beijos

    ResponderExcluir
  20. Nossaaaa! fiquei de boca aberta , não conseguia parar de ler, e uma historia forte de uma mulher forte
    Margaret obrigada por nos contar sua historia tenho certeza que vai ajudar muita gente
    bjs

    ResponderExcluir
  21. A Margareth é uma pessoa iluminada... nada me tira da cabeça que ela passou por tudo isso para poder alertar outras pessoas. Deus simplesmente queria que ela fosse a mensageira, por ser tão querida, por ter acesso à casa de tantas brasileiras. Também tenho a Marga no coração, tanto que já sonhei com ela.
    O depoimento é emocionante, e me identifico com ela, quando diz que a doença a fez mudar. Um choque nos faz mudar. Nos faz ter uma personalidade melhor, quando a experiência é bem vivida.
    Arrisco a dizer, o cancêr, ela nunca o teve mesmo. Foi só um caminho para o crescimento.
    Fiquem com Deus as duas, pessoas lindas!
    Um grande beijo e obrigada!

    ResponderExcluir
  22. Que entrevista maravilhosa, mais com uma entrevistada assim que sempre dividiu tudo com nós leitoras não podíamos esperar outra coisa a não ser uma bela entrevista não é mesmo?
    Parabéns a você Elaine pela iniciativa de fazer uma entrevista tão útil a todas nós mulheres e obrigada Margaret por dividir com a gente nos mínimos tudo sobre a doença, isso com certeza nos incentivará a procurar um médico regularmente.

    bjus as duas

    ResponderExcluir
  23. Elaine,

    Conheci o blog da Margaret há pouco tempo, embora, já a conhecesse de nome. Mas, quando cheguei lá, eu não sabia do câncer. Fui porque vi um post mostrando um dos lindos trabalhos dela num blog.
    Ao ler as postagens, conheci uma pessoa maravilhosa, e jamais havia passado por minha mente tal coisa, pela positividade e determinação.
    Quando li algo no blog dela e soube do câncer, percebi que havia acabado de conhecer uma mulher muito forte.
    Uma linda lição de vida para todos nós. Uma mulher que não se deixou vencer por uma doença tão temível.
    Parabéns por mais uma linda iniciativa que foi criar o "pessoas que inspiram"!
    Abraços.

    ResponderExcluir
  24. Olá Elaine.
    Uma historia linda. So mostra a importância de lutar contra a doença e tentar não ir abaixo. A Margaret é mesmo uma inspiração.
    Beijinhos grandes.

    ResponderExcluir
  25. lindo adorei muito inspirador,queria que minha mae solbese ler para eu ter apresentar a ela.
    desejo toda força que vc teve para ela.

    ResponderExcluir
  26. Adorei seu post. Acompanhei a luta da Margaret e ela é mesmo uma inspiração.
    bjs
    Sônia

    ResponderExcluir
  27. Elaine que texto maravilhoso e que pessoa incrível nos apresentou! Parabéns pelo direcionamento da entrevista e por nos mostrar que tudo é possível. Eu ultimamente tenho passado por momentos difícieis. Meu emocional tem balançado muito e saber que posso também ter essa força interior me dá muita alegria. Parabéns Margareth pelo exemplo, pela garra, pela alegria que irradia a todas nós e nos inspira a sermos gerreiras como você. Bjs

    ResponderExcluir
  28. Eu amei as palavras da diva Margaret, uma mulher com M maiúsculo, sou fã de sua garra e força de vontade de viver..sei que ela está aqui para marcar presença e abrir nossos olhos para a felicidade. Obrigada querida pela oportunidade Elaine de ler uma entrevista tão bacana e emocionante..beijussss

    ResponderExcluir
  29. Uma Lição de vida em todos os sentidos!
    Brava Margaret!!!

    E obrigada...

    ResponderExcluir
  30. margarets...é exemplo de mulher...quando estou pra baixo corro lá e dou uma olhada no blog dela e logo fico animada...bjs amiga fique sempre bem

    ResponderExcluir
  31. Chorei!!!

    Tive o prazer de conhecê-la na palestra aqui em Sampa. A alegria em pessoa, super alto astral, divertida, linda, simpática, atenciosa.

    Torci e torço muito por ela.

    Que Deus abençõe cada segundo da vida da nossa Diva.

    ResponderExcluir
  32. Adorei!!!
    Simples e direta!
    Ela tem uma força enorme dentro dela!
    Tem o mais importante: felicidade...
    Eu vou amar essa série... sei que vou...
    Não é porque estamos doente que devemos nos abater!!!
    Devemos é vencer sempre!

    bjos

    ResponderExcluir
  33. Só uma pessoa com tanto amor para dar é capaz de encarar problemas como lição de vida. Essa pessoa é vc: Margaret. Saúde e paz.

    ResponderExcluir
  34. Brilhante a Margaret, me emocionei com o post, pura inspiração, maravilhoso demais, super parabéns por compartilhar pessoa tão especial e tão cheia de vida e verdade, especial demais, obrigada! bjos.

    ResponderExcluir
  35. Que entrevista maravilhosa e que mulher de coragem.

    Adorei a sua mensagem, de como encarar uma dessas notícias.

    um grande beijo

    Regina Célia

    ResponderExcluir
  36. Sem palavras. Arrepiei, "só não chorei porque não sou disso"...
    Também já passei por um câncer de tireóide, e sei exatamente como é resolver que vou tirar o dito cujo e ficar tranquila depois da cirurgia, como se nada tivesse acontecido. Mas aconteceu tanta coisa... E hoje eu também sou outra pessoa. E bem melhor, garanto!
    Beijos às duas lindas!

    ResponderExcluir
  37. Como é bom ler o relato de uma história que teve final feliz!!!
    Alguns lutam com determinação e vencem como a Margaret, outros nem assim conseguem, alguns desistem de cara. Tem também aqueles que vencem mas de certa forma morrem porque usam o fato de ter tido um cancer para justificar tudo na vida, se sentem vítimas, manipulam o tempo todo...Outros usam a vitória como incentivo para viver mais e melhor.
    O que devemos desmistificar é esse papo de que nós mesmos criamos um câncer por conta de pensamentos e atitudes, isso gera culpa, gera medo vergonha e tristeza, fatores nada favoráveis em um tratamento tão delicado.
    O melhor caminho é o escolhido pela amiga da entrevista, parabéns!!!

    ResponderExcluir
  38. Oie bom dia! linda história, ela é uma vencedora, o mais importante pelo que percebi, foi que em nenhum momento, ela desistiu, não se entregou, acho que tudo na vida, tem que ser assim, por mais difícil que tudo pareça tende encontrar forças para encarar o problema de frente e superar, no caso dela é uma vitória, ainda mais sobre câncer de mama, para nós mulheres afeta-nos demais, devido mexer com uma parte do corpo, a auto estima etc...ela foi bem séria com a médica, pediu para tirá-lo, corajosa, como disse no inicio ela tinha 2 opçoes, escolheu vencer, muito historia da Margarete.

    ResponderExcluir
  39. Elaine,que exemplo a Margareth!Mulher forte,positiva,corajosa e linda!Eu não a conhecia e vou visitar o blog dela tb!Obrigada pela beleza de entrevista e ensinamento!bjs e meu carinho,

    ResponderExcluir
  40. Lindo exemplo de vida, fé e superação!
    Parabéns, Elaine pela postagem!
    Beijos!

    ResponderExcluir
  41. Oi Elaine!
    Que post maravilhoso! Prazer em conhecer pessoas assim.Um belo exemplo de superação.
    Beijinhos nas duas!

    ResponderExcluir
  42. Taí ,Elaine! você não poderia ter escolhido pessoa nem historia de vida melhor pra contar,gosto de pessoas fortes e determinadas ,que por nada no mundo se deixa abater.toda essa historia de vida está de acordo com uma frase que levo pra vida inteira ¨"a fé é o firme fundamento das coisas que não se vê e a certeza daquilo que se espera"Elaine ,que seu blog continue sendo fonte de inspiração sempre . Margaret que a força sempre habite em você!!!bjs

    ResponderExcluir
  43. Amei o post... é assim que se fala de um assunto que parece ter sido tratado como tabu, com simplicidade e sinceridade : )

    Também fiz um post sobre o Outubro Rosa, é preciso alertar... e mostrar como o mundo rosa pode ser lindo!!

    Beijocas

    www.vidabonita.com.br

    ResponderExcluir
  44. Que exemplo maravilhoso de vida, força e garra!
    Também acredito que o sofrimento fortalece, sem dúvida Margaret é o exemplo vivo disso!
    Parabéns por tudo!
    Beijos
    mentecriadora.com.br

    ResponderExcluir
  45. O que dizer...

    Bom, Elaine,
    para mim você não poderia ter escolhido pessoa melhor para iniciar essa série de artigos, pois, para mim, a Margaret é uma grande inspiração!
    Primeiro, pela pessoa autêntica que ela mostra ser.
    Segundo, pq ela é bem humorada em tudo.
    Terceiro, pq ela não deixou de ser quem é por causa do cancer!!!
    Muitas de nós, deixamos de fazer os exames de praxe e que deveriam ser rotina, por achar que nunca vai acontecer com a gente ou pq temos medo de enfrentar um possível cancer!!!
    Sendo assim, quando decobrimos o diagnóstico negativo, nos deixamos consumir pelo medo e esquecemos quem somos, etc, etc.

    A Margaret encarou o problema de frente e venceu!!!
    E continua lutando
    e, melhor de tudo, não deixou de ser quem é!!!

    Muita gente por aí, por muito menos, se deixa consumir pela tristeza, pelo medo..

    Ela não.

    Por isso e muito mais
    Ela realmente é uma grande inspiração!!! Não apenas para aquelas que estão passando por um cancer, mas tbem para pessoas que vivem esperando pelo pior da vida, descontando nos outros seus problemas, sem aproveitar aquilo que lhe é dado, o dom de viver!!

    Sendo assim, Elaine e Margaret, obrigada às duas.

    À Elaine, por ter tido a ideia dos artigos "Pessoas que inspiram"
    e à Margaret, por ter se prontificado em responder às perguntas com a sinceridade e bom humor que lhe são característicos!!!

    Bjo às duas


    Thábata Larisse
    Boa Vista/Roraima

    ResponderExcluir
  46. Uma iniciativa linda esta sua, tenho certeza que em cada convidada poderemos aprender muito.
    A Margaretess é incrível, um pessoa que esta além dos níveis normais, uma inspiração para a vida.
    Bj

    ResponderExcluir
  47. Olá, Elaine!
    A Margaret é rock n' roll!!! Que Deus a abençoe, sempre!!!
    Super beijo!!!

    ResponderExcluir
  48. Elaine,
    que post edificante.Aplaudo muitíssimo a garra, a determinação,a fé e a perseverança da Margareth. Ela conjuga o verbo "viver" em todas as designações e o faz tão perfeitamente que nenhum intruso ousará aparecer de novo.
    Exemplo e orgulho de ser mulher.
    Abraço carinhoso às duas.
    Calu

    ResponderExcluir
  49. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  50. Sem palavras... admiro demais essa mulher!!

    Um dia ainda realizo meu sonho de conhecê-la pessoalmente!!

    Sou sua fã!!

    ResponderExcluir
  51. Margaret é um espetáculo de pessoa, um exemplo de força, alegria e amor! <3

    ResponderExcluir
  52. Margaret é força, determinação, fé e alegria!

    ResponderExcluir
  53. Esse menina Margareth é muito fofa!
    Coragem amiga .
    Fique com Deus
    Bjos De♥coração

    ResponderExcluir
  54. simplesmente ela é lindah d chiqueeeeee!!!

    ResponderExcluir
  55. Vitoriosa, te curto demais. mil felicidades, saude e paz no seu coração.Seu blog foi o primeiro que eu li e comecei a curtir ele me abriu para este mundo blogstico

    ResponderExcluir
  56. Tomei a liberdade e compartilhei sua publicação na minha fan page. Impossível ouvir essa história e não se emocionar!
    Segue link da minha postagem:https://www.facebook.com/photo.php?fbid=608668472550808&set=a.397769980307326.94551.172242166193443&type=1&theater

    ResponderExcluir
  57. Ela é sem duvida uma inspiração, aqui em portugal também existe pesoas que ispiram, mas o mais irónico, +e que só ligam ao cancer da mama, por exemplo eu, tenho um cancer no figado já está alastrado pelos rins e pâncreas, mas como sou muito activa, apesar de sofrer de uma dspressão profunda, devido ao cancer, como ainda não estou careca, não se vê ninguêm liga, as vezes me sinto tão só, nem sei porque estou comentado isto aqui, talvez porque não consiga, comentar no meu blog, ele é a minha ajuda, para me distrair, porque tenho de pasar muito tempo em casa, devido ao cansaço ao inchaço, as faltas de força, a falta de vontade de viver, o cabelo já tive de o cortar curto, porque estava a cair muito.
    Só queria ter paz, e alegria, não me lembro de rir.
    Desculpa Eleane vir aqui desabafar,
    Sou a Alexandra Melo de portugal eu não sei se fizeste um post publico como por a caiza em baixo ao ao lado para mim, visto que eu te mandei uma mensagem, que nunca mais falamos mas se foi para mim, não deve ter sido não me lembro desculpa, não consegui, para dizer a verdade, a muita coisa que não consigo, estou a ficar cansada do blogspot porque há tanta coisa que não consigo, ontem foi assaltada, tinha lá o dinheiro para a medicação semanal, e roubaram-me o meu Ifnome da apple, mais 2 telm, estou sem contactos estou de rastos nem sei o que diga mais, só desculpa.
    Alexandra Melo
    Blog www.reciclardecorar.net
    Beijinhos

    ResponderExcluir

Olá! Muito obrigada por ler meu blog e obrigada também por se dispor a comentar meus posts. Seja muito bem-vindo(a)!

Importante!
Devido à falta de tempo hábil eu não me comprometo a responder perguntas referentes aos tutoriais postados neste blog.
Pedidos de ajuda individual serão respondidos conforme o meu tempo e disponibilidade permitirem.
Por favor, entenda: comentários sem relação alguma com o post não serão liberados e nem respondidos.

Para saber mais sobre a melhor forma de utilizar este blog leia Termos de uso do blog.



Muito obrigada, fique à vontade para interagir.
Mas lembre-se:
Gentileza, educação e boas maneiras servem também para a vida nos blogs…