Outubro 2012 - * Blog Elaine Gaspareto *

Colocando slide de postagens recentes no blog

em 31/10/2012

Slide de postagens recentesFaz muito tempo que tenho inserido este slide em alguns blogs que personalizo. Ele lista e exibe em forma de slide as postagens recentes do blog. Tem um efeito muito bonito de transição e pode ser personalizado ao seu gosto.
Vamos aprender?

Comece abrindo a página dos códigos.
Deixe aberta para copiar no momento em que precisar.


Copiar os códigos


A seguir faça login em seu painel administrativo do blog. Clique sobre o nome do blog no qual deseja inserir o slide de postagens recentes.
Daí clique na aba Modelo, à sua esquerda. Vai abrir o código-fonte de seu blog. Dentro da caixa de código tecle Crtl+F e na barra de pesquisa que expandir digite </body> e tecle Enter para localizar.
Preste atenção, tem que ser exatamente assim, tá?
Acima dela cole o primeiro código, que é o arquivo JQuery que fará o slide funcionar.

Agora vamos aplicar os estilos ao slide. Localize este trecho:

]]></b:skin>

E acima dele cole o código CSS, que define a aparência do slide.
Atenção para as partes marcadas no código: elas indicam o que pode ser personalizado em termos de cores, tamanhos, etc.

Importante:
Você pode alterar a altura  e a largura que o slide terá.
Depois de inserir os códigos em seu blog clique em Salvar modelo. Não adianta visualizar pois nada aparecerá. Falta incluir o código HTML.

Para fazer aparecer em seu blog depois de salvar clique para fechar o código-fonte e selecione a aba Layout.
Na página que abrir clique em Adicionar um gadget e escolha a opção HTML/JAVASCRIPT. Na janela que abrir cole o código HTML

Insira o endereço de seu blog no lugar marcado. Não apague a barrinha do final do endereço. Tem que ficar assim: http://www.elainegaspareto.com/
Claro que com seu endereço, certo?
Coloque os valores em height e width iguais aos que colocou no código fonte.
No exemplo coloquei 300px por 700px, mas como expliquei esses valores podem ser alterados.
Depois de pronto salve e arraste para onde deseja que apareça. Clique em Salvar organização.
Prontinho! Seu blog tem um slide de postagens recentes lindo pra chamar de seu!

Observações importantes que você deve ler antes de começar a aventura:

  1. Antes de começar qualquer alteração em seu blog faça backup do seu template. Ouça o conselho de quem já danificou muitos blogs de testes antes de aprender a fazer cópias de segurança. Se algo der errado é só reinserir o template original. Veja aqui como fazer cópia de segurança: Como fazer backup completo do blog
  2. Leia e releia este artigo até assimilar todos os passos a serem feitos. Descrevi exatamente como eu faço, e sempre dá certo.
  3. Caso o slide não apareça em seu blog leia este artigo: Como resolver os problemas do blog? Pode ser que esteja havendo conflito de scripts em seu template.
  4. Seguiu todos os passos e ainda assim o slide não aparece? Releia tudo e veja se não pulou alguma etapa ou esqueceu de inserir o endereço de seu blog no último código. 
  5. Certifique-se de que o feed de seu blog esteja correto pois o slide se baseará nele para rodar.
  6. Caso esteja com dificuldades para copiar e aplicar os códigos leia: Como usar os tutoriais deste blog?
QUERO LER O POST COMPLETO

Plantão de notícias

em 28/10/2012

Oi, gente!
Vim deixar um recado rápido, para explicar à quem esteja esperando uma resposta a algum contato de trabalho ou mesmo pessoal.
É o seguinte:estou doente. Nada sério, eu espero. Mas é uma daquelas gripes anuais que me pegam, e isso é muito debilitante. Há 3 dias eu não durmo, e o pior e mais estranho (pra mim, ao menos) é que não como, nada desce, e o que consigo engolir não pára no estômago. Cheguei até os 40 graus de febre. Achei que ia morrer. Eu, a exagerada....

Já tomei chá, antigripal, xarope, e ontem fui parar no PS porque não consigo respirar. Acho que vou pra lá de novo. Não dá pra viver sem respirar...
E tem mais: neste momento estou em casa de minha irmã porque miséria pouca é bobagem e além de todo mal estar estou sem conexão em casa há 3 dias. Ela vai, ela volta, e sempre volta quando estou incapacitada demais pra sequer digitar.
Assim sendo, vou deixar aqui este aviso e junto a ele um pedido: rezem por mim. Para que consiga atravessar esse período ruim com serenidade. Sou do tipo que sofre quando não consegue cumprir o que promete. Sou do tipo que sofre quando não consegue cuidar de casa, cuidar das coisas de casa. Nem de mim estou dando conta de cuidar...
Assim que der eu dou notícias. Vou ao PS fazer inalação de novo e talvez fique lá em observação e também por conta de não conseguir comer precise de soro.
Ai meu Deus... vou morrer? rsrsrsrsrs
Cuida do bloguinho pra mim, tá?

QUERO LER O POST COMPLETO

Saudades de ser filha...

em 25/10/2012

Semana passada eu vi um trecho do programa de entrevistas da Marília Gabriela. Naquele dia o entrevistado era o cantor sertanejo Eduardo Costa. Num determinado trecho da entrevista ele disse que faz terapia. E que a terapia o ajuda a encarar os sentimentos.

E falando em sentimentos ele disse algo que me fez prestar a maior atenção: ele disse que, pelo fato de ter se tornado arrimo de família muito cedo sente falta de ser filho.
Fiquei pensando...

Eu também sinto falta de ser filha. Acho que deixei de ser filha cedo demais, desde muito cedo eu conheci as dificuldades dos meus pais, e desde os 11 anos eu senti a urgência de ajudar. Trabalho desde então.
Quem viveu os anos 70 e e começo dos anos 80 do século 20 sabe o quão duros foram aqueles anos: muita dificuldade financeira, muita pobreza. E era uma pobreza diferente da pobreza de hoje.

A pobreza de hoje tem celular, tem refrigerante, tem bolacha recheada, eu vejo meus sobrinhos. Eles tem coisas que eu e meus irmão jamais tivemos. Eles comem melhor, se vestem com roupas compradas em lojas, usam calçados comprados em lojas. Graças a Deus que é assim.
Comigo e com meus irmãos não era assim. Nossas roupas vinham de bazares da pechincha; fui ter meu primeiro par de sapatos comprado em loja aos 15 anos. O sapatinho de plástico da minha primeira comunhão foi achado no lixo. O vestido foi dado por uma prima.

Mas tudo isso, todas as durezas, toda a privação, jamais me deixaram triste. Ao contrário! Me ensinaram desde cedo o valor do trabalho, o valor de cada coisa.
Eu, naqueles anos difíceis, via meu pai sair de casa de madrugada para ir no ponto de pau-de-arara tentar conseguir trabalho na época da entressafra da cana de açúcar. E via quando ele voltava, muitas vezes sem conseguir nada, e aí sabíamos que a semana seria dura, semana de comer mamão verde refogado.

Também lembro do período da safra da cana. Lembro do meu pai com câimbras de tanto cortar cana. Para alimentar os 3 filhos ele fazia um dos trabalhos mais duros que já existiu, cortar cana verde, toneladas e mais toneladas por dia. Trabalho que envelheceu meu pai, e muitos outros, antes do tempo.

Saber disso tudo, e saber das brigas e frustrações dos meus pais, e ouvir da minha mãe o quanto ela era infeliz, o quanto meu pai era ruim pra ela, ouvir tudo, saber tudo e tentar ajudar, sempre sentindo uma imensa culpa... isso me faz sentir, ainda hoje, passados tantos e tantos anos, saudade de ser filha.
Saudade de ser dependente, saudade de deitar a cabeça no colo dos meus pais, saudade de deixar que eles cuidassem dos problemas de adultos. Sinto saudade de ser o que acho que nunca fui de fato: criança.

Não tenho mágoa. De jeito nenhum! Como poderia? Eu vi, eu vivi aqueles anos. Sei que, dentro do que podiam, meus pais, em especial meu pai, fez o melhor que podia. Mas ficou a saudade de ser filha.
Depois, quando meu pai cansou e foi embora, foi ainda pior. Daí, além de não ser mais filha, passei a ser responsável pela casa. E a filha que havia em mim ficou guardada bem no fundo do coração. E é essa filha que sente saudades...

Porque estou dizendo isso? Porque vi a entrevista, porque a sinceridade dela me tocou.
E porque hoje, esperando no carro pelo marido vi um casal com 3 filhos pequenos. O menino do meio caiu, e imediatamente correu para o colo do pai, que o aninhou, passou as mãos pelo cabelinho da criança, depois pelos olhos molhados, e o consolou. Uma cena tão bonita... pai e filho. Um filho sendo filho. Um pai sendo pai.

Senti saudades. Daquilo que não vivi, senti saudade do gesto meigo do pai. Saudade de ser protegida, ao invés de proteger...
Saudades de ser filha...
QUERO LER O POST COMPLETO

Colocando marca d'água em suas fotos

em 23/10/2012

Há tempos atrás eu publiquei um tutorial que explicava o passo a passo de como inserir marca d'água de texto em suas fotos. O tutorial em questão usava o Picnik para realizar a tarefa e funcionou muito bem. Até que o Google comprou o Picnik e desativou o site.

Então vou mostrar hoje um outro site onde você pode, online, editar suas fotos, redimensionando-as e escrevendo sobre elas, para colocar a marca d´água. Trata-se do PicMonkey.

Para começar acesse o site: http://www.picmonkey.com/. Vai aparecer a home do site, e do seu lado esquerdo um menu de opções. Assim:
Inserir marca d'gua em fotos online

Clique em Edit a photo. Vai abrir uma janela. Escolha em suas pastas a foto que deseja editar. Espere a imagem carregar. Assim que a imagem aparecer você verá esta página (claro que com sua foto/imagem):

Inserir marca d'gua em fotos online

Do seu lado esquerdo, pela ordem, você verá as opções de edição. Assim:
Inserir marca d'gua em fotos online

Clique sobre o primeiro ícone. Ao lado aparecerá esta coluna:
Inserir marca d'gua em fotos online

Vá clicando sobre os ícones e vendo o efeito de cada um sobre a imagem. Caso queira manter clique em Apply ao final de cada alteração. Nesta fase é importante clicar em Resize e redimensionar sua foto para o máximo de 800px de largura. Se deixar suas fotos maiores que isso vai comprometer seu limite de espaço nos álbuns Picasa, que armazenam as imagens do seu blog. Veja:
Inserir marca d'gua em fotos online
Não esqueça de clicar em Apply.

Então, reforçando: fotos sempre com tamanho inferior à 800px de largura, ok?


Agora vamos escrever na foto. Clique no ícone Texto, este: image

Vai aparecer um monte de opções de fontes. Selecione qual quer usar e a seguir clique em Add text. Assim que clicar na fonte escolhida vai abrir uma janela. Assim:

Inserir marca d'gua em fotos online

Selecione a cor do texto, o tamanho, o alinhamento, etc. Vá mexendo até conhecer as opções. Arraste para posicionar a marca d'água.

Inserir marca d'gua em fotos online

Depois de pronto clique em Save e salve sua foto em uma pasta de seu computador.
Inserir marca d'gua em fotos online

A minha foto de exemplo ficou assim:
Menininha

Prontinho. Agora você aprendeu o básico para editar suas fotos e inserir marca d´água sobre elas.

Caso queira aprender como inserir marca d'água usando imagens recomendo que veja este vídeo meu, onde ensino a inserir marca usando o Photoscape. Basta baixar o programa em seu pc, instalar e começar a usar. Bem legal.
barrinha5

#Não tem uma imagem em png transparente para usar como marca d'água? Entre em contato comigo, nós combinamos e eu faço pra você!
Gostou? Então compartilhe! E ajude mais pessoas a proteger suas fotos e imagens!
QUERO LER O POST COMPLETO

Enfeites e truques para seu blog

em 18/10/2012

nosso blog é um jardimBlogs são muito diferentes entre si, tanto quanto são diferentes entre si as pessoas que os escrevem.
Uns gostam de visual clean, limpo, sem enfeites, somente o básico. Outras pessoas gostam de blogs com muitos enfeitinhos, gifs animados na sidebar, cursor diferente, estrelinhas saindo do mouse, links coloridos com efeito arco-íris.

Uns gostam de colocar janelinhas pop up's para curtir a fan page, ou assinar o feed do blog. E há quem deteste essas janelinhas.

Há quem goste de música tocando no blog, outros detestam. Há quem goste do som do sino dos ventos, há quem se assuste com ele. Há quem goste de fundo escuro, há quem prefira fundo claro.

Variedade. Isso existe no mundo dos blogs e é isso que faz esse mundo ser tão divertido. Aqui no blog, por ser minha vitrine, eu faço muitos testes. Toda semana tem alguma coisinha nova, deixo um tempo, algumas ficam por muito tempo. Gosto de experimentar.

E experimentando descobri algumas coisas que enfeitam nossos blogs. Vou compartilhar algumas delas nesta postagem, ok?
Veja:
Esse código é antigo, conheço há muito tempo. Mas as estrelinhas eram de uma cor só e eu queria coloridas. Depois de mexer daqui e dali achei um jeito. Para colocar em seu blog faça assim:
Copie este código todinho:
 <script type="text/javascript">

// <![CDATA[

function initCursor() {

if (document.getElementById) {

var i, rats, rlef, rdow;

for (var i=0; i<sparkles; i++) {

var rats=createDiv(3, 3);

rats.style.visibility="hidden";

document.body.appendChild(tiny[i]=rats);

starv[i]=0;

tinyv[i]=0;

var rats=createDiv(5, 5);

rats.style.backgroundColor="transparent";

rats.style.visibility="hidden";

var rlef=createDiv(1, 5);

var rdow=createDiv(5, 1);

rats.appendChild(rlef);

rats.appendChild(rdow);

rlef.style.top="2px";

rlef.style.left="0px";

rdow.style.top="0px";

rdow.style.left="2px";

document.body.appendChild(star[i]=rats);

}

set_width();

sparkle();

}}

 


var hex=new Array("00","14","28","3C","50","64","78","8C","A0","B4","C8","DC","F0")

var r=1

var g=1

var b=1

var seq=1

var sparkles = 35;

 


var x=ox=400;

var y=oy=300;

var swide=800;

var shigh=600;

var sleft=sdown=0;

var tiny=new Array();

var star=new Array();

var starv=new Array();

var starx=new Array();

var stary=new Array();

var tinyx=new Array();

var tinyy=new Array();

var tinyv=new Array();


function sparkle() {

var c;

if (x!=ox || y!=oy) {

ox=x;

oy=y;

for (c=0; c<sparkles; c++) if (!starv[c]) {

star[c].style.left=(starx[c]=x)+"px";

star[c].style.top=(stary[c]=y)+"px";

star[c].style.clip="rect(0px, 5px, 5px, 0px)";

star[c].style.visibility="visible";

starv[c]=50;

break;

}

}

for (c=0; c<sparkles; c++) {

if (starv[c]) update_star(c);

if (tinyv[c]) update_tiny(c);

}

setTimeout("sparkle()", 40);

}
function update_star(i) {

if (--starv[i]==25) star[i].style.clip="rect(1px, 4px, 4px, 1px)";

if (starv[i]) {

stary[i]+=1+Math.random()*3;

if (stary[i]<shigh+sdown) {

star[i].style.top=stary[i]+"px";

starx[i]+=(i%5-2)/5;

star[i].style.left=starx[i]+"px";

}

else {

star[i].style.visibility="hidden";

starv[i]=0;

return;

}

}

else {

tinyv[i]=50;

tiny[i].style.top=(tinyy[i]=stary[i])+"px";

tiny[i].style.left=(tinyx[i]=starx[i])+"px";

tiny[i].style.width="2px";

tiny[i].style.height="2px";

star[i].style.visibility="hidden";

tiny[i].style.visibility="visible"

}

}
function update_tiny(i) {

if (--tinyv[i]==25) {

tiny[i].style.width="1px";

tiny[i].style.height="1px";

}

if (tinyv[i]) {

tinyy[i]+=1+Math.random()*3;

if (tinyy[i]<shigh+sdown) {

tiny[i].style.top=tinyy[i]+"px";

tinyx[i]+=(i%5-2)/5;

tiny[i].style.left=tinyx[i]+"px";

}

else {

tiny[i].style.visibility="hidden";

tinyv[i]=0;

return;

}

}

else tiny[i].style.visibility="hidden";

}
document.onmousemove=mouse;

function mouse(e) {

set_scroll();

y=(e)?e.pageY:event.y+sdown;

x=(e)?e.pageX:event.x+sleft;

}
function set_scroll() {

if (typeof(self.pageYOffset)=="number") {

sdown=self.pageYOffset;

sleft=self.pageXOffset;

}

else if (document.body.scrollTop || document.body.scrollLeft) {

sdown=document.body.scrollTop;

sleft=document.body.scrollLeft;

}

else if (document.documentElement && (document.documentElement.scrollTop || document.documentElement.scrollLeft)) {

sleft=document.documentElement.scrollLeft;

sdown=document.documentElement.scrollTop;

}

else {

sdown=0;

sleft=0;

}

}
window.onresize=set_width;

function set_width() {

if (typeof(self.innerWidth)=="number") {

swide=self.innerWidth;

shigh=self.innerHeight;

}

else if (document.documentElement && document.documentElement.clientWidth) {

swide=document.documentElement.clientWidth;

shigh=document.documentElement.clientHeight;

}

else if (document.body.clientWidth) {

swide=document.body.clientWidth;

shigh=document.body.clientHeight;

}

}
function createDiv(height, width) {

var div=document.createElement("div");

rainbow="#"+hex[r]+hex[g]+hex[b]

if (seq==6){

b--

if (b==0)

seq=1

}

if (seq==5){

r++

if (r==12)

seq=6

}

if (seq==4){

g--

if (g==0)

seq=5

}

if (seq==3){

b++

if (b==12)

seq=4

}

if (seq==2){

r--

if (r==0)

seq=3

}

if (seq==1){

g++

if (g==12)

seq=2

}

div.style.position="absolute";

div.style.height=height+"px";

div.style.width=width+"px";

div.style.overflow="hidden";

div.style.zIndex="10";

div.style.backgroundColor=rainbow;

return (div);

}

window.onload=function()

{

initCursor()

initImage()

startTime()

}
function initImage() {

imageId = 'menu'

image = document.getElementById(imageId);

setOpacity(image, 0);

image.style.visibility = "visible";

fadeIn(imageId,0);

}

function fadeIn(objId,opacity) {

if (document.getElementById) {

obj = document.getElementById(objId);

if (opacity <= 100) {

setOpacity(obj, opacity);

opacity += 10;

window.setTimeout("fadeIn('"+objId+"',"+opacity+")", 120);

}

}

}

function setOpacity(obj, opacity) {

opacity = (opacity == 100)?99.999:opacity;

// IE/Win

obj.style.filter = "alpha(opacity:"+opacity+")";

// Safari<1.2, Konqueror

obj.style.KHTMLOpacity = opacity/100;

// Older Mozilla and Firefox

obj.style.MozOpacity = opacity/100;

// Safari 1.2, newer Firefox and Mozilla, CSS3

obj.style.opacity = opacity/100;

}
function changeNav(id) {

document.getElementById('content').innerHTML=document.getElementById(id).innerHTML;

document.getElementById('main').innerHTML=document.getElementById('home').innerHTML;

document.getElementById('rabbit').style.top="275px"

document.getElementById('penguin').style.top="532px"

}
function hidestatus(){

window.status=""

return true

}

// ]]>

</script>
<script type="text/javascript">

if (window.jstiming) window.jstiming.load.tick('headEnd');

</script>
<br />
<div class="navbar section" id="navbar">
<div class="widget navbar" id="navbar1">
<script type="text/javascript">

function setAttributeOnload(object, attribute, val) {

if(window.addEventListener) {

window.addEventListener("load",

function(){ object[attribute] = val; }, false);

} else {

window.attachEvent('onload', function(){ object[attribute] = val; });

}

}

function showRelatedContent(args) {

var el = document.getElementById('related-iframe');

if (el.parentNode.style.display != 'none') {

el.parentNode.style.display = 'none';

document.onclick = showRelatedContent.prevOnClick;

return;

}
var match = /(?:^[?]|&)c=([0-9]+)(?:&|(?!.))/.exec(args);

if (match !== null) {

document.getElementById('related-loading').style.left = match[1] + 'px';

el.style.left = Math.max(0, match[1] - parseInt(el.width) / 2) + 'px';

}

el.src = "http://www.blogger.com"

+ '/related-content.g?q='

+ window.location.href

+ '&id=' + "7792698363959436653";

el.parentNode.style.display = 'block';

showRelatedContent.prevOnClick = document.onclick;
// Hide related-content dropdown when clicking anywhere but on it.

document.onclick = function() {

var el = document.getElementById('related-iframe');

if (el.parentNode.style.display != 'none') {

el.parentNode.style.display = 'none';

}document.onclick = showRelatedContent.prevOnClick;

};

}</script>

A seguir, estando logada, clique no nome de seu blog, lá no seu painel administrativo do Blogger. Vai abrir a página administrativa específica de seu blog.
Clique então na aba Layout, que fica à sua esquerda.
Vai abrir uma página; clique em Adicionar um gadget.
Na janela que abrir clique em HTML/JAVASCRIPT e na próxima janelinha cole o código copiado.
Salve. Arraste para onde desejar, isso não influi no aparecimento das estrelinhas.
Clique em Salvar organização.

Eu testei em vários templates e deixei aqui no blog por 1 semana e não deu erro, nem pesou na página porque é basicamente CSS. Se usar me diz, vou lá ver seu blog estrelado…

Links arco-íris

Ao instalar em seu blog todos os seus links terão o efeito arco-íris.
Para fazer é muito simples: acesse a aba Modelo e clique em Editar html.
A seguir clique Ctrl+F dentro da caixa de código e no campo depesquisa que abrir digite esta tag:

</head>

Preste atenção, tem que ser exatamente esta. Tem uma parecida, de abertura: <head> mas não é esta! Atenção, tá?
Acima da tag de fechamento </head> cole este script:

<script src='http://dl.getdropbox.com/u/647003/CiudadBlogger/Scripts/rainbowlinks.js'/>

Depois de pronto clique em Visualizar e se tudo estiver ok clique em Salvar modelo. Caso um dia não queira mais o efeito basta localizar o script e apaga-lo.

Visualizações dinâmicas sem trocar de template

Você sabia que pode dar aos seu leitores a opção de ler seu blog usando as visualizações dinâmicas do Blogger?
Vou te mostrar um gadget que eu adaptei e que mostra o blog em todas as versões. Veja:



Vou te mostrar como ter em seu blog:
Clique em Layout, depois clique em Adicionar um gadget.
Escolha a opção HTML/JAVASCRIPT e na janelinha que abrir cole este código, devidamente modificado com o endereço completo de seu blog:

<form id="form2" name="form2"><br /><select id="jumpMenu2" onchange="window.open(this.value)" name="jumpMenu2"><br /><option/>>Outras formas de ver o blog
<br />

<option value="HTTP://ENDEREÇO DE SEU BLOG/view/mosaic" />Mosaico<br /> 
/>Mosaico<br/>
<option value="HTTP://ENDEREÇO DE SEU BLOG/view/flipcard"/>Flipcard<br />  
/>FlipCard<br/>
<option value="HTTP://ENDEREÇO DE SEU BLOG/view/classic" />Clássico<br /> 

<option value="HTTP://ENDEREÇO DE SEU BLOG/view/magazine" />Magazine<br /> 

<option value="HTTP://ENDEREÇO DE SEU BLOG/view/sidebar" />Sidebar<br /> 

<option value="HTTP://ENDEREÇO DE SEU BLOG/view/snapshot" />SnapShot<br />

<option value="HTTP://ENDEREÇO DE SEU BLOG/view/timeslide" />Linha do tempo<br />

</select><br /></form>

Não apague nada, tá?
Depois de pronto clique em Salvar e a seguir arraste para onde deseja que apareça.
Clique em Salvar organização.
Nessas visualizações os links com efeito e as estrelinhas não aparecerão pois é uma forma "limpa" de ver o blog, sem coluna lateral, sem gadgets, sem cabeçalho, sem fundo, bem clean mesmo. Ideal para quem tem net muito lenta ou quer ler blogs muito pesados.

Código para Caixinha Link-Me

Pra encerrar, um código-base para gerar a famosa caixinha Link-Me. Esta:

Aproveita, copia o código e me ajuda a divulgar o lançamento do livro? Ajuda eu!!!!

O código –base é este:

<div align="center"><img src="ENDEREÇO DE SUA IMAGEM" border="0" /><br /><textarea onfocus="this.select()" onmouseover="this.focus()" rows="3" cols="15" name="textarea"><a href="ENDEREÇO DE SEU BLOG" target="_blank"><img src="ENDEREÇO DE SUA IMAGEM" border="0" /></a></textarea></div>



Onde está ENDEREÇO DE SUA IMAGEM você coloca, claro, o endereço de sua imagem. Note que precisa colocar este endereço em 2 lugares, ok? Evite imagens grandes demais, o ideal é no máximo 200px de largura. Onde está  ENDEREÇO DE SEU BLOG você coloca o endereço completo de seu blog ou do post que deseja divulgar; eu, por exemplo, ao invés do endereço do blog coloquei o endereço do post de lançamento do livro Um pouco de nós.

Para colocar sua caixinha em seu blog clique em Layout, depois clique em Adicionar um gadget.
Escolha a opção HTML/JAVASCRIPT e na janelinha que abrir cole o código, devidamente modificado com seu endereço e o endereço de sua imagem. Salve, arraste para onde desejar e clique em Salvar alterações.
 barra16
Eu tinha programado começar hoje a série Personalize seu blog, mas vou adiar para semana que vem para atender esses pedidos. Se fizer conta pra mim, tá?
E leia este post: Lançamento do livro Um pouco de nós. é muito importante para mim e para cada um dos autores que fazem parte da coletânea. Compre seu exemplar, caso seja possível.
Se precisar de ajuda me diga e eu te passo os dados para compra.
Muito obrigada!
QUERO LER O POST COMPLETO

Pessoas que inspiram: Margaret

em 16/10/2012

229024_400709009978331_1187924907_nImagine que, de repente, você recebe um diagnóstico nada fofo, dizendo que está com câncer de mama. O que você faz?
"(  ) Se encolhe no sofá, fica com medo, chora, faz drama, acha que o barranco desabou e ficou soterrada no sofá. Diz que o mundo caiu, que a vida acabou e aí depois morre;
( x) Levanta, luta, expulsa o ladrão, diz pra ele que na sua casa você manda e ele entrou sem ser convidado. Que sua vida não vai mudar, que você viu ele chegar mas que isso não quer dizer que ele vai ficar na sua casa…e blá blá blá…."
E eu marquei a segunda opção porque doença entra sem ser convidada mas tristeza não muda diagnóstico. E a arma para lutar contra um câncer ou qualquer outra doença feia e invasiva que entra sem ser convidada é a alegria, otimismo, determinação."
Assim a minha convidada para estrear a série de artigos Pessoas que inspiram começa o relato da descoberta do câncer de mama, diagnosticado em 2011.

Estou falando da Margaret, que edita o blog Margaretss tão conhecido por quem navega pelos  blogs. Eu a convidei, enviei algumas perguntinhas e ela se abriu, abriu o coração, falou de si, falou da vitória sobre a doença. E falou mais, falou nas entrelinhas. Falou de determinação, de vida, de vitória.

Com você, Margaret: pessoa que inspira!
 (e como ela mesma diria, senta que o post é longo. Mas aposto que vai te dar um up, e vai te inspirar!)
Perguntei  à ela como chegou ao diagnóstico. Veja como foi, e atente para a importância de estar atenta aos sinais do próprio corpo. E ao fato de que fazer mamografia salvou a vida dela!
 
foto_lateral3 Eu sempre fiz minha mamografia anualmente. Em fevereiro de 2011 eu fiz e tava tudo normal. Em setembro comecei a sentir umas dores estranhas, uma dorzinha assim, de nada, no peito direito e isto começou a me incomodar. Era sempre quando eu ia dormir.
Um dia Achiles falou: você está impressionada com isto né?
Bem...aí me toquei que realmente estava impressionada e no outro dia marquei um mastologista. Como meu exame era de fevereiro ela resolveu pedir novos mas ela frisou assim: não se preocupe Margaret porque câncer não dói.
 
Hoje eu penso assim: Câncer não dói, mas foi uma dor que me alertou.
Bem...fiz a mamografia e precisei repetir umas 10 vezes porque eles viam algo mas não tava boa a imagem. Na hora de fazer o ultrassom o médico pediu que eu verificasse os nódulos que ele estava vendo, com urgência. E assim eu fiz...marquei o mais rápido que pude a mastologista e a biópsia.

Todo exame que a gente faz a gente sempre espera que o resultado seja ótimo né? Eu, por ser bem realista, assim que fiz a biópsia me preparei para um resultado ruim. Eu pensava assim: Se não der nada vai ser maravilhoso... agora se der um resultado ruim eu tenho que estar preparada. Os  nódulos são tão pequenos que até deu trabalho de ver na mamografia, então se tiver algo vai estar no início e ai eu corro e faço tudo bem rápido...
No dia de pegar o resultado eu estava lá na frente da médica e ela olhando pro papel, eu sabia que era câncer. Ela hesitou por instantes e eu tomei o papel da mão dela e vi o resultado. Achiles ficou assim meio em estado de choque e meu único pensamento era resolver. Então falei:
 
- Pronto Dra. já vi, é câncer... agora o que quero saber é: como resolvemos isto rápido? O que precisa ser feito?  E eu fui meio fria, não deixei que um diagnóstico de câncer me fizesse ficar desesperada.
Ela era uma médica assim mais conservadora e começou a me explicar que faria uma cirurgia, tiraria só uma parte do peito (eles chamam de quadrante) que eu deveria fazer outra biópsia para confirmar os negativos (eram 5 nódulos, 2 positivos e 3 negativos).
 
Eu saí de lá com as requisições de todos os exames pré-operatórios. Mas uma coisa me incomodava… eu pensava assim: em 8 meses apareceram estes nódulos...se eu tirar só o quadrante quem me garante que não tem mais aí sem aparecer no exame?
E ai troquei de médico, falei pra ele minhas dúvidas e disse que eu queria tirar o peito todo... Hoje fico feliz de ter tomado esta decisão porque me sinto mais tranquila.

 
Também quero falar do período pós-diagnóstico: lembro de ter lido você dizer que ia vencer sim, que ia expulsar o mal de dentro de você. Isso foi o que desencadeou sua cura? A decisão e a determinação?

269358_463960543633064_1211758552_nSim... o câncer é uma doença que devasta, independente do grau dela. A palavra câncer é forte, dá medo. E eu sou uma pessoa que gosta de enfrentar as coisas.

Enquanto eu esperava o resultado da biópsia eu dizia assim pra mim: Se for positivo não vou deixar ele ser mais forte do que eu... Vou operar, fazer tudo que precisar ser feito e nem vou dar tempo dele respirar...

E assim eu fiz. Eu marcava o mesmo exame em várias clínicas pra garantir, até que achava uma com data mais perto. Eu liguei pra amigos médicos e pedi ajuda de indicação, eu fiz todos os exames por mais chatos que fossem sem reclamar.
 
Vale a pena ressaltar que eu era o tipo de pessoa que não gostava de esperar nada (mal acostumadinha)...rs... E neste período já cheguei a ficar mais de 4 horas esperando uma vaga pra poder fazer meu exame no mesmo dia e pasme...sem reclamar...rs
Além da minha decisão e determinação eu tive um excelente coisa a meu favor: um ótimo plano de saúde. Ele foi decisivo para tudo acontecer relativamente rápido. E consequentemente com um ótimo plano de saúde é mais fácil você achar bons médicos.
 
E além de tudo isto tive pessoas me apoiando em tudo. Meu marido, minhas filhas, minha irmã, minha mãe e este monte de amigos que tenho conquistado.
Estar em cima de uma cama, sem nada pra fazer, teoricamente só sofrendo, e saber que você escreve no face, no blog e tem pessoas pra conversar com você, te fazer companhia... isto é muito bom.
Eu pensava a todo momento: Não vou fraquejar porque eu mostro tudo da minha vida e vou mostrar que sou forte.
 
O que foi mais difícil durante seu tratamento? O que foi melhor do que você imaginava? O que foi pior?

21Nada foi fácil durante o tratamento mas eu não deixei ele ser difícil.

Meio estranho falar isto mas de repente apareceu uma Margaret dentro de mim que levava 10 furadas pra pegar uma veia e não reclamava nada... Uma Margaret que teve alta meio dia e as 18 teve que voltar pro hospital pra outra cirurgia e ela não reclamou.... não chorou... não fez birra...

Uma Margaret que chegou numa emergência 48 horas pós mastectomia (porque pra reinternação tem que ser via emergência já que era num domingo) e esperou horas, sem reclamar e ainda tentando confortar outros pacientes que estavam esperando... E na hora foi tudo muito normal mas hoje eu penso como nem era eu, a Margaret cheia de vontades que tava ali...
 
O que foi melhor: Encontrar médicos maravilhosos na minha vida (porque eu sempre detestei médicos...). Nas quimios eu fazia festa porque embora eu pensasse que morreria, que vomitaria horrores (e eu odeio vomitar) eu sabia que era algo decisivo para a cura. E o melhor? Não vomitei e nem morri...rs.
 
O que foi pior? Pra mim nada foi pior porque tudo que eu enfrentava eu pensava: é pra acabar com ele (o câncer)... Tudo que acontecer comigo não vou reclamar...quero este negocio longe do meu corpo.

E nos dias que eu estava me sentindo muito mal eu dormia ou tentava dormir... Ficava deitava de olhos fechados e zerava meus pensamentos.... não queria pensar...queria só que o tempo passasse...
 
Ahh...tem outra coisa que foi melhor do que eu imaginava. Eu imaginava que eu seria um porre neste tratamento. porque eu sou uma pessoa mimada, cheia de vontades, adoro dar ordens... (mas eu sou uma fofa mesmo com este monte de defeitos viu?) e eu não fui um porre. eu não reclamei de nada, eu não fiquei mal humorada, eu não fui chata (mentira...as vezes eu era meio chatinha...rs) Então eu me comportei melhor do que eu imaginava.
 
Em um post seu você disse que a terapeuta que você consultou por orientação do seu médico te perguntou por que você teve câncer. Na ocasião você respondeu à ela. Responderia a mesma coisa hoje? Dá pra tirar algo de bom de uma experiência (devastadora em muitos sentidos) como essa?
 
Então, eu não gosto de psicóloga (psicólogas não me julguem...please)...523544_406422739406958_457885193_n
Eu queria acabar aquela consulta antes mesmo de iniciar e ai já cheguei falando da vida maravilhosa que sempre tive....rs... e acho que por isto ela me fez a pergunta:
- Se você tem uma vida tão maravilhosa, por que você acha que teve câncer?
 
E eu não acho que câncer é pra quem tem uma vida ruim... câncer tem diversos fatores e não sou cientista pra explicar.... então eu respondi o seguinte:
- Acho que foi pra me mostrar que eu não sou a bam bam bam... porque eu me acho viu doutora? rs....
 
E sim...acho que responderia a mesma coisa hoje porque eu me tornei uma pessoa melhor... (diga-se de passagem que eu já era muito boa....rs...)
Mas falando serio, me tornei mais paciente, mais tolerante, tento não ser tão implicante com determinadas coisas. Descobri que ter vaidade é importante – eu sempre fui um poço de vaidade – mas não é nem de longe algo importante na vida. porque de repente você se vê gorda, careca, com um peito grande e caído e do outro lado nada.... E você se ama mesmo assim.... E você se sente amada mesmo assim....
 
E com uma experiência tão devastadora como estas a gente descobre que o amor está no ar, que as pessoas te amam, que elas te aceitam do jeito que você é. (evidente que nada no mundo é unanimidade)
 
Você é inspiração para muitas pessoas. Era antes, para as arteiras/blogueiras/leitoras e agora é também para pessoas que estejam enfrentando o câncer. Fale com elas. O que diria? E o que diria para quem tenha alguém que ame e esteja enfrentando um diagnóstico de câncer? Como ajudar? Como não dificultar?

Isto é outra coisa que me deixa feliz. Ser de alguma forma exemplo e inspiração.
pallet1O que eu diria? O que sempre digo:
- Olhe, o câncer é uma praga e a gente nunca sabe como será o final. Mas enfrentar tudo com fé, com alegria, com determinação e garra pode fazer a diferença. Porque sofrer, chorar, desesperar não vai mudar o diagnóstico.

Passar um dia chorando é diferente de passar um dia sorrindo. O choro te desanima, te deixa fraca. O sorriso te anima e te fortalece. O câncer? ele vai ta lá do mesmo jeito e é você que tem que fazer a diferença
 
Para quem está perto de alguém com câncer eu digo: Não sinta pena, apenas apoie. Não cobre atitudes, não cobre reações. apenas apoie, apenas AME.
 
Eu passei por uma experiência com uma irmã minha que assim que descobri o câncer ela veio me cobrar determinadas coisas. Quase que exigindo que eu parasse de fumar naquela hora porque ela assim achava.... Hoje ela nem fala mais comigo porque na época eu fui curta e grossa dizendo: Va cuidar da sua vida e fazer mamografia que você nunca fez...isto sim.
 
Nestes momentos a gente não quer cobrança.
Eu sabia que o cigarro não era fator favorável, mas imagine uma pessoa que fuma descobrir que ta com câncer e parar imediamente  porque alguém assim quis? Acho que tudo tem o momento certo e eu parei de fumar quando eu decidi parar. Uns 30 dias pós diagnostico e 30 dias antes da cirurgia. Mas isto tinha que ser uma decisão minha e de mais ninguém.
Então parentes, apoiem, ouçam, fiquem perto, ajudem, mostrem seu amor, mas sem exigências, sem cobranças.
 
E para falar em vitória, não posso deixar passar a criação da Divitae. O projeto existiu antes do câncer, e foi de certa forma adiado por causa da doença, certo? E foi lançado na fase final do tratamento, quando você ainda vivia todos os sintomas colaterais deste tratamento, que bem sabemos, de "viagem à Disney" não tem nada. A Divitae é o símbolo de sua vitória sobre a doença, eu sinto assim. A Divitae é sua vitória, a vitória de quem decidiu que venceria. Estou certa?


A Divitae foi totalmente adiada por causa do câncer.
Como eu falei outro dia em um post eu poderia ter abortado este projeto. É um projeto caro e eu tinha a melhor desculpa do mundo pra parar. Eu estava oficialmente sem trabalhar e meu foco era o tratamento, mas as vezes eu me sentia melhor e ai olhava um pouquinho pra Divitae. 15 dias após a ultima quimio foi lançado e sem estar 100% pronto. E ainda não está... mas já funciona perfeitamente.

Esta certíssima quando diz que Divitae é minha vitória. Porque alguém tem que vencer correto?  E neste caso eu fui a vencedora. Eu consegui colocar em pratica tudo que queria mesmo com um período totalmente atribulado.
 
Ainda estou em tratamento e meu medico diz assim:
- Pra câncer não existe garantia de cura.
E eu penso: talvez não... mas eu nunca me senti com câncer. Eu apenas tinha ele dentro de mim e tirei. E me sinto curada.

Sabe Elaine, como falei antes a palavra câncer assusta mas eu nunca deixei que isto acontecesse comigo. Nem ele e nem a palavra poderia ser mais forte que a minha decisão.
Pensei em morrer? Claro que pensei.... nas cirurgias, nas quimios, nos períodos que eu passava muito mal.... mas nestes momentos eu substituía meu pensamento por um pensamento melhor....
 
E é normal a gente pensar em morrer né?
Olhe, quem me conhece ao vivo e a cores sabe que eu sou exatamente aquela pessoa que escreve no blog, que fala monte de besteira no facebook.... Eu sou uma pessoa feliz. As pessoas as vezes acham que felicidade é uma casa, um carro, viagens.... Felicidade é um estado de espirito.

Sempre fui assim? Claro que não... eu era uma chata ao quadrado.... mas um dia eu resolvi mudar, resolvi ser feliz... E eu não deixei que o câncer mudasse esta minha decisão.
Se tenho problemas?  Evidente....vários...todo mundo tem.... mas não deixo que eles sejam o centro das atenções....

Ah...e as vezes eu fico mal humorada sabe? Porque sou gente, sou humana.... mas tenho trabalhado nisto e a cada dia meu bom humor vence com honra o mal humor.
Obrigada pelo espaço, por lembrar de mim e espero que minhas palavras ajudem as pessoas.
Vamos tornar nosso mundo mais feliz, independente de doença e independente de problema.

 
Abaixo roubei selecionei algumas imagens da Margaret.com algumas blogueiras. Espia:
524509_403067376409161_1974639377_nAqui com a Verônica Kraemer



375773_407273739321858_1207583909_nCom a Tays Rocha



429887_407273545988544_1265043178_n




DSC00461-715312
Aqui fazendo pose esmaltística com Fernanda Reali

2014_418796161502949_94267482_n
De peruca rosa, porque, claro, é Outubro Rosa!
 E aqui uma foto que gosto muito, com a Jujuba e o Brad:


Gostou? Quer conhecer mais da Margaret? Segue os links:

Quer ter uma loja virtual moderna e competitiva pra chamar de sua?




QUERO LER O POST COMPLETO

Novidades no blog: o que vem por aí

em 14/10/2012

tem novidade no blogDesde o aniversário de 4 anos do blog eu tenho planejado algumas novidades. Agora chegou a hora de contar, de partilhar com você que está sempre comigo, me lendo, me apoiando, me incentivando…

Para começar quero te contar que esta semana começo uma nova série de postagens no blog chamada Pessoas que inspiram. Serão relatos de pessoas, em sua maioria blogueiros que  conhecemos,  e que têm, cada uma delas, algo a ensinar: uma experiência de vida para partilhar, uma vivência que serve de inspiração e estímulo para mais pessoas, um exemplo de vida inspirador e em muitos casos, emocionante e motivador.

Será muito bonito registrar esses relatos, essas experiências. E eu te convido a não deixar de ler. Quem sabe um dos textos não vai tocar seu coração e te jogar para cima. Não é?

 

Outra coisa que vou começar esta semana será uma nova série dentro da categoria Dicas para blogs: Como personalizar um blog. Será uma série de postagens com o bê-a-bá da personalização, para você que deseja aprender o básico e para você ter acesso à muitas dicas e truques que estão espalhados nas mais de 130 postagens da categoria Dicas para blogs.

Aproveite e diz pra mim o que você gostaria de aprender? Eu prometo atualizar a minha lista e incluir o se pedido, caso seja possível.

 

Falando em dicas e ajuda para blogueiros criei no Facebook um grupo fechado, destinado à ajuda mútua entre blogueiros. Aqui:

Dicas para blogs e ajuda para blogueiros

Caso tenha interesse em participar acesse a página do grupo e clique na aba Participar do grupo. Eu libero o acesso e você poderá postar caso precise de ajuda com alguma dúvida técnica sobre blogs. E, claro, poderá ajudar quando puder. Antes de solicitar o acesso leia a explicação sobre o foco do grupo, ok? Ele não se destina à pedir seguidores, nem à divulgação do seu blog ou de sorteios, etc. É um grupo de ajuda, não de propaganda. Todos ajudam, todos são ajudados.

 

Agora preste atenção em algo muito importante:

Já foi lançado e está sendo vendido pelo site da Digitexto o livro resultante do Concurso Literário 2012. Você pode encomendar o seu no site da editora, ou se preferir pagar via depósito em conta envie um email pra mim e eu te passo os dados. Veja aqui o post onde falei do lançamento:

Por favor, me ajude a divulgar. E compre seu exemplar! Os textos estão lindos, o livro é primoroso (sim, já recebi os meus!). E caso compre pelo site da editora pode inclusive parcelar. Mas nem precisa, pois está sendo vendido à preço de custo. Quem acompanha a luta que é publicar um livro no Brasil sabe que tudo isso é verdade e o quão importante é que você nos ajude, divulgando e especialmente comprando seu exemplar.

 

E para encerrar, um sorteio:

Neste post aqui:

Vem conhecer o Ateliê Patch com amor, uma loja virtual para você!

Eu prometi sortear um presente entre todo mundo que comentasse a postagem. Promessa feita, promessa cumprida, que sou mocinha de palavra! Fiz até um vídeo do momento do sorteio, espia:

Clique e veja quem ganhou!

Não ganhou? Fica triste não! Vou sempre presentear você com fofuras! Ainda esta semana tem brincadeira aqui no blog. Brincadeira surpresa, comentário premiado. Pode ser em qualquer post, de repente até neste!

Aqui, meu bem, quem comenta sempre corre o risco de ser presenteado!

Então, bora se arriscar?

boa semana

QUERO LER O POST COMPLETO

Hoje é dia de viver!

em 13/10/2012

aproveite a vidaQuando estamos bem, saúde em ordem e tudo tranquilo dificilmente a gente avalia conscientemente o que é importante em nossa vida. Já pensou nisso? Eu pensei. Nesta semana. É que tive uma das piores noites da minha vida.

Claro que não foi a pior, devem ter havido outras tão ruins quanto esta, mas graças à Deus eu apaguei da memória. Vou te contar:

Desde o começo da semana estava agitada, com alguns aborrecimentos. Não conseguia dormir direito e na quarta-feira foi ainda pior. Marido chegou em casa com 4 abacaxis lindos, fizemos um suco gostosinho e depois de tomar fui dormir. Sem conseguir dormir por causa das preocupações, lá pela meia noite comecei a sentir enjoo. Depois uma imensa dor de estômago. Resumindo: vômito, refluxo (nunca tinha tido, horror dos horrores) aspirei, as vias respiratórias bloqueadas, não conseguia respirar, fiquei gelada feito uma pedra de mármore.

No auge do mal estar achei que ia morrer. Sério, achei mesmo, tamanha a ardência nas vias respiratórias, e tamanha a dor de estômago. E enquanto passava mal, mais de 3 horas durou o martírio, eu pedia ao marido:

"Promete que toma conta das minhas meninas?" Minhas meninas são as 4 cachorras. Ele prometia. E eu: "Promete que cuida do meu blog, que avisa aos meus amigos e clientes que eu morri. Posta uma despedida?!

E o marido lá, de madrugada, apavorado, sem saber o que fazer para me ajudar (porque marido fica incapacitado nessas horas?) prometendo cuidar de 4 cachorras e do blog cor de rosa.

 

Fiquei pensando… na hora da crise eu pensei em quem depende de mim. E pensei nos amigos que fiz pelo blog. E no tanto que eles ficariam surpresos se eu sumisse de repente. Parece bobagem, mas juro que foi nisso que pensei. Pensei em cada trabalho começado, em tudo que tenho encaminhado, em cada coisa que estou planejando fazer nos próximos meses. Pensei na Menininha, que me segue a cada passo que dou, nas outras cachorrinhas…

Estranho isso, de ficar com medo de morrer. Não que eu tenha de fato medo de morrer. Não tenho. Tenho medo de deixar quem precisa de mim pra viver. E tenho medo de deixar coisas inacabadas.

E o que eu tive? Cansaço, agitação mental, sopa de legumes quente somada à acidez do suco de abacaxi, tudo junto e misturado em uma pessoa que tem histórico de gastrite (tive crise séria aos 20 anos). Nada sério, mas que parecia um infarto, ah… parecia sim.

Enfim… não morri, as cachorras não ficaram orfãs e o blog cor de rosa está à salvo. Ainda bem. Marido escreve muito mal…

E como de fato a gente nunca sabe o que o dia de amanhã vai trazer é bom a gente apreciar a vida agora, né? Sem perder tempo, sem achar que amanhã dará tempo.

Viver. Tem que ser agora. Porque a vida, essa coisa linda, tem urgência!

Feliz fim de semana. Que ele seja assim, cheio de vida!

anigif

QUERO LER O POST COMPLETO

Você prefere ser parceiro ou concorrente?

em 10/10/2012

colaboração entre blogs Nem só de flores vive um blog. E isso foi uma das coisas me mais me impressionou quando comecei a olhar a blogosfera com olhos menos deslumbrados.
Sim, leitor, a sessão Dicas para blogs hoje vai tocar em um tema espinhoso:
Inveja
concorrência
 disputa
Já parou para pensar nessas coisas? Já percebeu o quanto elas permeiam os blogs nossos de cada dia?

Eu me interesso muito por blogs, e gosto muito de aprender coisas novas. E foi um choque pra mim quando percebi que entre os grandes blogs existia uma disputa acirrada por leitores e pelos “seguidores”. E por empresas parceiras, e por autores e editoras…

Claro, com a infinidade de blogs que existem, é natural que cada um queira melhorar e aperfeiçoar ao máximo o seu próprio blog, mas tem coisas absurdas!
Existem blogueiros que se recusam a ensinar seja lá o que for. Não repartem o que descobrem e ignoram um pedido de ajuda.

Não linkam ninguém a menos que seja troca de links pois têm um medo imenso de perder leitores. Não falam em outros blogs porque não querem que o leitor vá conhecer outras casas. Acham que o leitor é deles, só deles e de mais ninguém!
Tem também aqueles blogueiros que recusam comentar em blogs pequenos pois não querem “gastar” a própria imagem com blogs “sem importância”. E numa prova de falta de bom senso também não interagem com blogs que considerem grande pois têm receio de “dar audiência” ainda mais para um concorrente…

Sim, pois quem vê o mundo dos blogs como uma selva de concorrência vê tudo e todos como inimigos: são inimigos perigosos que querem roubar seus leitores, suas ideias, suas inspirações, suas parcerias
Esse quesito, as parcerias, são talvez o mais aparente e mais gritante dessa coisa chamada concorrência blogueira.

Há blogs, ou melhor, blogueiros, que “mordem os dentes” quando veem que outro blogueiro está fazendo um sorteio bom, ou uma promoção que está bombando. Ficam ressentidos, com dor de cotovelo mesmo: “Por que eu não consigo?” e “Por que ele e não eu?”.
Isso é muito triste.

Talvez pelo fato de jamais ter cultivado essas disputas aqui no blog eu sempre atraí gente muito boa. Gosto de divulagr blogs bons, melhores que o meu. Gosto realmente de repartir o pouco que sei, ainda que de vez em quando haja quem abuse.
Acredito muito mais na colaboração e na cooperação do que na competição. Acredito quando é na vida, acredito que no blog é igual.

Tanto isso é verdade que já perdi a conta do tanto de gente que se conheceu pelos corredores do meu Um pouco de mim. Isso é uma das minhas maiores alegrias: fazer pessoas legais se encontrarem aqui.
E quer saber? Tenho sido muito bem paga. Sou tão retribuída que você não imagina!

De que adianta ter centenas de perfis ali no gadget Seguidores se não fizer um amigo sequer? Claro que eu fico feliz e envaidecida por tantas pessoas gostarem do que escrevo. Mas gosto pelo fato de que cada um que começa a acompanhar meu blog tem grandes chances de vir a ser um amigo. E isso não tem nada que pague.

Assim, deixo aqui talvez aquela que seja a maior dica para blogs que poderia dar:
É melhor ser parceiro que ser concorrente. Parceiros se divertem mais, enquanto que concorrentes se mordem e se arranham.

Pense nisso…
(republicação)
19776gpl8tav10f[1]
QUERO LER O POST COMPLETO

Vem conhecer o Ateliê Patch com amor, uma loja virtual para você!

em 09/10/2012

Você já comprou algo pela internet?
Não me refiro às grandes lojas e magazines apenas. Me refiro à pequenas lojas virtuais, lojas de artesãs, lojas de plataformas como Divitae por exemplo. Já comprou?
Muita gente jamais comprou o que quer que seja em lojas de artesãs. Os motivos são os mais variados, mas os principais são:
  1. falta de confiança na qualidade do produto;
  2. falta de confiança na entrega do produto;
  3. receio de pagar com cartão de crédito pela internet.
E o receio muitas vezes é procedente mesmo: como comprar coisas de pessoas que não conhecemos, produtos que vemos apenas pela tela do computador?
Vou compartilhar com você uma experiência minha, e indicar uma loja linda (eu que fiz!) para que você conheça. Trata-se da loja da Helena Silva, uma mega fofura de loja virtual hospedada na Divitae, chamada Ateliê Patch com amor. Veja aqui o topo da loja:

Agora vou te mostrar algumas coisas lindas e fofas que tem na loja, pra atiçar seu desejo de ter uma peça by Ateliê Patch com amor pra chamar de sua. Veja:

Toda a linha de bolsinhas infantis para sua menininha. Coisa mais linda do mundo!
Agora veja isso:

Dei exatamente uma boneca dessas de presente para minha mãezinha e vou te falar a verdade: a foto não faz jus à lindeza que é essa mocinha. Vontade de apertar, de voltar a ser criança… mas nem precisa ser criança pra ter uma, né?
Vou encomendar um desse para minha irmã, vai se chamar Luís Otávio:


E se você, assim como eu, gosta de lindezas para sua casa, que tal isso?


Você tem algum bebezinho em sua família? Então espia isso:

E isso:


Claro que tem muito mais lindezas na loja. Tem de tudo, e posso afirmar com certeza 3 coisas:
  1. Os produtos são lindos, caprichados e de qualidade. Tenho várias peças, de capa de almofada a centro de mesa, e é tudo lindo e bem feito.
  2. Quando comprei na loja o produto chegou em menos tempo do que eu imaginei, embalado com capricho e cuidado.
  3. Paguei com cartão de crédito e foi mega tranquilo. E poderia ter pago com depósito em conta pois a loja (e a maioria das demais na Divitae)  oferece essa opção. Também pode pagar com seu saldo PagSeguro, caso prefira.
Sim, este é um publieditorial, mas também é um relato de minha experiência com a loja. Pode visitar e se gostar de algo (aposto como vai!) pode comprar sem medo.
Para acessar a loja e conferir tudo o que tem exposto lá clique:

E claro que tem brincadeira:
Comente neste post dizendo o que tem na loja que você mais gostou e concorra a uma lembrança surpresa da loja Ateliê Patch com amor. Presente meu, para você! Sorteio gravado será feito via Random dia 12/10/2012.
Comenta, vai! Quem sabe desta vez o presente que eu escolher não está destinado a ser seu?
QUERO LER O POST COMPLETO

Lançamento: Um pouco de nós, o livro!

em 07/10/2012

Há um ditado, cuja origem desconheço, que diz:
"Quem quer realmente fazer algo arruma sempre um jeito.Quem não quer arruma sempre uma desculpa"
Pensei nisso desde que, no começo deste ano, resolvemos eu e a Editora Digitexto (nas pessoas fofas de seu proprietário e sua esposa linda e chique) embarcar na aventura de produzir um livro com autores variados, participantes de um Concurso literário 2012 .

Ano passado publicamos um livro semelhante, o livro coletivo de contos Vidas. Na ocasião Fernanda Reali me contou que comentou com o marido dela sobre o livro, e ele perguntou, espantado: "Mas como ela conseguiu isso?"

A pergunta procede, claro. Como é possível que um livro, escrito por 25 pessoas diferentes, que moram em cidades, estados e até países diferentes possa de fato ser publicado? Um livro real, de verdade. A pergunta "como é possível" também está em mim. Ainda hoje.

Pois bem. Não só foi possível como estamos agora com um novo livro em mãos. Neste momento ele está na gráfica, sendo impresso, tomando forma, tornando-se real. Inacreditávelmente real. Vitoriosamente real.

Isso só foi possível porque dezenas de autores talentosos acreditaram no sonho, e toparam participar enviando seus textos. Isso só foi possível porque pessoas queridas se dispuseram a passar semanas lendo e relendo cada texto enviado, na penosa missão de selecionar 25 para compor o livro. E este livro só existe porque a Editora Digitexto, nas pessoas de seu proptietário e de sua esposa, a blogueira Macá, se empenharam, trabalharam, diagramaram, revisaram, elaboraram a arte, registrarm… enfim… deram à luz o livro filho de tantos, pertencente a todos.

Lançamos hoje nosso livro. Este:livro um pouco de ns
E neste lançamento também já o colocamos em pré-venda. Sim! Você pode encomendar o seu hoje, agora! E assim receberá seu exemplar asim que ele sair da gráfica, ou seja, em menos de 7 dias! Sabe o valor? Eu te conto: cada exemplar será vendido por R$24,90.

Mas espere! Ná compre ainda! Vou te contar da promoção para todos que comprarem seu exemplar nessa fase de pré-venda. Vou explicar:
  1. Nesta fase de pré-venda você encomenda seu exemplar, realiza o pagamento e o frete sai completamente de graça!
  2. Sim, é isso mesmo! Independente da quantidade de exemplares pedidos, o frete é zero para qualquer lugar do mundo!
  3. Você pode pagar via depósito em conta, ou com cartão de crédito via PagSeguro.
  4. Pode escrever pra mim  e em breve poderá comprar diretamente no site da Digitexto.
Então, reforçando: você encomenda e paga seu exemplar agora, e independente da quantidade de livros pedidos  o frete é grátis. Esta promoção de lançamento será encerrada daqui a 7 dias, ou seja, você tem uma semana todinha pra adquirir seu exemplar!

Para encerrar, um pedido:
Você, leitor querido e fofo do meu blog, você que me acompanha, que aprecia o que publico aqui, pode me ajudar a divulgar este lançamento?
Você pode:
  • Divulgar este post no Facebook;
  • Divulgar no Twitter;
  • Divulgar em toda e qualquer rede social.

E pode, especialmente, divulgar em seu blog. Pode ser um post, pode ser apenas colocando o selo abaixo em sua lateral do blog. Para colocar o selo faça assim:

Copie o conteúdo da caixinha textárea abaixo e cole assim em seu blog: Clique em Adicionar gadget, escolha a opção HTML/JAVASCRIPT e na janelinha que abrir cole o conteúdo copiado da caixinha. Salve.


Posso contar com você?
Feliz… feliz… e vou ficar ainda mais se você me ajudar a divulgar e encomendar um exemplar pra você.

Muito obrigada por compartilhar comigo dessa felicidade!Muito obrigada por me ler, me ajudar, por me incentivar sempre.

QUERO LER O POST COMPLETO


Visualizações

Contando...

Dias online
Postagens
comentários