Gnocchi fácil e delicioso (e um pouco da minha avó)

em 1 de setembro de 2012

bandeira_brasil_italiaEu sou neta de italianos. Claro, com Gaspareto no nome você já deve ter deduzido. Então, eu sou. Já falei disso outras vezes aqui no blog (relembre aqui e aqui algumas coisas sobre minha família) e quando vi no blog da Fernanda Reali que a Blogagem coletiva de esmaltes desta semana seria sobre a Itália quis muito participar pra mostrar uma receita que amo, mostrar um esmalte lindo que ganhei da Nina e que deixou minhas unhas lindas.
E pra falar da minha avó Amélia Rosa.

Minha avó chegou ao Brasil na barriga de minha bisavó, que veio para cá com o marido, recém-casada. Enviuvou aos 20 e poucos anos, com 5 filhos pra criar, todos pequenos, ela sem família no Brasil. Usou luto a vida toda, minha mãe conta. Nunca falou português, travalhava na roça de café pra alimentar os filhos. Nem sempre conseguia, minha avó contava que quando criança ela comeu muita lavagem dos porcos. Banquete.

Pois essa mulher que veio a ser minha avó teve 7 filhas, viveu uma vida plena. Foi viciada em álcool, as filhas adultas e ela bebia uma garrafa de cachaça pura se deixassem. Mulher de fibra, trabalhou lado a lado com meu avô naqueles anos difíceis entre guerras. Minha mãe, penúltima filha, nasceu em 1940. Época dura para imigrantes de países do Eixo. Muita exploração, fome, muitos filhos, muitas festas, uma comida rica que está entranhada em mim. Meus gostos são italianos, essa veia dramática, latina, esse gosto pelas cores vivas. Nunca pisei a Itália dos meus avós, mas tenho o gene italiano em mim…

Das 7 filhas minha mãe foi a última a casar, e minha avó morreu quando eu tinha 4 meses. Restaram dela as estórias,  toalhas bordadas e uma louça antiga, da qual eu tenho ainda 3 peças. Usei uma delas pra fotografar este gnocchi:

nhoque na travessa
A receita? Esta, que aprendi com minha mãe, que aprendeu com minha avó, nunca dá erro:

Comece pelo molho à bolonhesa. Eu faço o mais simples possível, o segredo está na paciência. Refogue em um fio de azeite uma cebola pequena raladinha e um dente de alho. Assim que dourarem coloque meio quilo de carne moída magra, sem partes brancas. Eu peço pra moer 2 vezes, é importante.
Refogue até a carne mudar de cor e ficar bem soltinha.
A seguir coloque os temperos que gostar.
Eu uso apenas sal pois marido não come pimenta.

Coloque então uns 4 tomates grandes, sem pele nem sementes, cortados grosseiramente. Mexa, coloque 1 xícara de água quente e tampe. Fogo baixinho, vá pingando água quente conforme sentir necessidade. Eu levo mais de 1 hora pra apurar. Se gostar pode acrescentar 1 colher de extrato de tomate pra realçar a cor. Com o cozimento lento a carne desmancha, o molho encorpa, fica delicioso!

Agora, enquanto o molho apura, fazemos a massa:
Cozinhe 1 quilo de batatas com a casca. Coloque pra cozinhar em água fria pra não ter erro. Depois de cozida, ainda quente, tire a pele e esprema como se fosse fazer um purê. Junte 1 colher generosa de manteiga, 1 ovo, 2 colheres de parmesão ralado e ajuste o sal.Acrescente farinha de trigo, cerca de 200 gramas. Mas cuidado! A farinha serve apenas para dar forma ao gnhocci: quanto menos farinha mais macio ele fica.

Incorpore os ingredientes e forme cordões sobre uma superfície lisa e enfarinhada. Corte pequenas porções.Eu, como faço pouco, ainda boleio pra ficar bem bonito. Coloque para cozinhar em água quente, panela grande, com uma pitada de sal. Não coloque nem óleo nem azeite nessa água pois senão o molho não "entra" na massa.Assim que as bolinhas subirem à superfície da água retire com uma escumadeira.

Disponha em uma travessa e cubra com o molho. Se gostar salpique parmesão ralado. Ah, eu coloco cheiro verde picadinho no molho depois que desligo o fogo. Fica di-vi-no!

nhoque
Essa travessa tem mais de 80 anos, foi da minha avó, depois da minha mãe e agora está comigo. Coisa linda!

Agora o esmalte (falando em coisa linda):
2012-08-31 09.40.44
Usei um vermelho intenso, esmalte lindo e perfeito que ganhei da Nina (Entre mãe e filha). Você não imagina o quanto ele é lindo, consistência perfeita, pincel macio e anatômico. Veja a imagem dele:4002554110231
A marca é vendida na Alemanha, Áustria, Espanha e Suiça. Chique, meu bem! Veja o site da marca: Manhattan
2012-08-31 09.37.22


2012-08-31 09.39.54
Verde e vermelho, bem Itália, amore mio!2012-08-31 09.38.25

Quer ver mais imagens e esmaltes lindos? Visite o blog Fernanda Reali e conheça todas as participantes da blogagem. Quem sabe você não se anima,pinta as unhas e participa!

E pra te desejar um lindo dia de sol veja esta imagem que fiz ontem do manacá que tem na casa da minha mãe:
2012-08-31 10.00.01
Feliz sábado!!!!

Alguém que escreve. Especialista em si mesma. Leitora que lê muito menos do que gostaria. Blogueira por paixão e profissão. Propriedade da Princesa e da Menininha, e de um cachorrinho muito levado chamado Bloguinho. Tentando viver. Sempre.

37 comentários , comente também!

  1. O esmalte é lindo realmente, mas a sua mão ajuda muito. Bela mão.
    Obrigado Eliane por me seguir, já estou na sua lista de fã.
    Beijos

    ResponderExcluir
  2. Nossa Elaine...deu uma saudade agora...
    É exatamente essa a receita que aprendi com minha mãe...que aprendeu com minha avó...que aprendeu com minha bisa...
    Coisas de sangue italiano(Gugliotti e D'Andréa)...emotiva total!!!!
    Tenha um ótimo dia...beijos!!!

    ResponderExcluir
  3. Que comida boa! Que esmalte lindo! Adorei. Très Chic hein amiga!

    Abraços de lua azul

    ResponderExcluir
  4. Apetitosa a sua pasta! E as unhas vermelhas? Menina!!!

    ResponderExcluir
  5. Olá, Elaine
    Amei conhecer a história de sua família e anotei a receitinha direitinha. Lindo esmalte, a cor vibrante diante de sua pele tão clara - um escândalo!Adorei.
    Bjos e bom final de semana.

    ResponderExcluir
  6. Achei o máximo vc na bc esmaltes.
    Suas unhas são um arraso, o esmalte é lindo.
    Tb achei mto interessante vc postando uma receita, super explicadinho, de até fome, uma delícia.
    Bjs

    ResponderExcluir
  7. Adorei saber um pouquinho mais da sua história. Amo Gnocchi mas, nunca fiz a massa. Sempre vou a casa de massas e compro a massa pronta, mais prático na correria do dia a dia. Quando vou na casa da minha avó morro de medo de quebrar as louças dela, tem muita coisa antiga, da época em que ela casou. Creio que a história deve ser preservada. Lindo esmalte, beijos!

    ResponderExcluir
  8. Deu aguinha na boca!!
    Que linda cor e que vidrinho fofo!!!
    bj bonita

    ResponderExcluir
  9. que post mais perfeito....e me deu uma fome.......uhmmmmmm e vontade de gnochi......bjus...ou melhor bacio

    ResponderExcluir
  10. A Fernanda Reali, tem razão suas mãos são lindas.
    bj e bom sábado pra vc tb.

    ResponderExcluir
  11. Nooooossa ... eu adoooro nhoque e essas imagens me deixaram com muita água na boca! Vou pegar a receita de tentar fazer um dia ....

    Adorei o esmalte, lindo!

    Beijos, Má
    www.monmaternite.com

    ResponderExcluir
  12. Elaine querida,

    Achei linda a história de sua avó,batalhadora e valente...e corajosa também.E esta receita de gnocchi é maravilhosa, é a mesma que minha mãe fazia.
    Agora, o esmalte é bonito, mas sua mão é linda, realçou a cor...demaaaaais.

    Bjsssssss,
    Leninha

    ResponderExcluir
  13. Boca cheia de água, adoro nhoque. Quente, frio, na hora, dormido, amo de paixão. A cor do esmalte é linda.

    Bjos


    Gláucia

    ResponderExcluir
  14. Que unhas lindas, esmaltes perfeitos e receita maravilhosa!!! Vou salvar para fazer porque amo nhoque!!! Beijos

    ResponderExcluir
  15. Olá!!! Prestei a maior atenção na receita, apesar de eu ser um desastre na cozinha!! Gostei demais do esmalte, adoro vermelho e suas unhas estão num comprimento lindo =)

    ResponderExcluir
  16. Nossa Elaine...posso falar?? Suas mãos com esse vermelho maravilhoso nas unhas lembrou as mãos da minha nonna! Ela SEMPRE usava vermelho! E era a chefe da família, nosso esteio. Ela mandava e desmandava, como toda mulher italiana! hahahaha
    Adorei teu post!
    Bjs

    ResponderExcluir
  17. Ah! E acredite: minha avó tinha uma máquina de fazer gnocchi feita de cano de PVC. Prática! rsrsrsrsrs

    ResponderExcluir
  18. Amo nhoque, amei o esmalte, lindo! bjs!!!

    ResponderExcluir
  19. Nossa Elaine, como são lindas as suas mãos...combinou muito com esse esmalte. Agora fala sério esse prato lindo e cheio de histórias para contar, dá mais sabor ainda ao que você serve. Adorei a receita.

    Muita Luz e Paz
    Abraços

    ResponderExcluir
  20. Elaine que belo!! Essa BC está engordante..rsrsrs. Que marrravilha essa receita. E que unhas heim! Lindas!!!! Amei ver o carinho que tens com a louça. Tenho apenas pouquíssimas peças de minha mãe. Adoro histórias de famílias que cultivam a tradição. E isso é bem peculiar dos italianos. Bjaum e um lindo domingo pra vc e família!

    ResponderExcluir
  21. Elaine, morri com o esmalte.
    Adorei ler a história da sua família, parecida com a de muitos descendentes de italianos. Tenho tataravós que vieram da Itália tbm.
    A minha mãe adorava fazer nhoque, mas vc deu dicas aqui que eu não conhecia.
    Quem sabe um dia desses me animo a fazer essa receita.
    Beijos!
    Alessandra

    http://ouvindoamusicaaolonge.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  22. Que deleite de post!!!! Adorei. Tuas unhas e mãos são tão lindas... Adoro vermelho da todo um charme. Beijos linda e vou testar a receitinha.

    ResponderExcluir
  23. Elaine,

    Molto bello questo smalto, è piaciuto molto il colore, per non parlare che le mani sono belle. E il gnocchi, sembra divino, inviare alcune per me?!
    Bacio mia cara amica!


    ResponderExcluir
  24. Que unhas lindas!!!
    Que vermelho lindo!!!!

    Que comida é essa? É o velho nhoque com um nome mais chique?
    Ficou lindo... e esse molho a bolognesa deve ter ficado divinho. Não tenho paciência pra deixar molho apurar 1 hora.... uso o de saquinho mesmo, mas é claro que o sabor é bem outro. Masssssssssssss....

    Na sua família tem mulheres batalhadoras, né? Guerreiras...

    Beijos

    ResponderExcluir
  25. Hummm, isso é muito bom. Eu chamo de nhoque mesmo. Já fiz muito e dá trabalho. Agora tenho ajudante e entro pouco na cozinha. Mas seu post deu saudade do meu nhoque.
    Bj...Bj
    artemadeiraevida.blogspot.com

    ResponderExcluir
  26. Eu adoro nhoque, achei sua receita muito facil, ja copiei e vou fazer.
    E esse esmalte escandalo? Perfeito, amo vermelhos....
    Adorei a historia da sua avó, guerreira mesmo

    Beijos e um lindo domingo

    ResponderExcluir
  27. Olá, elaine!
    Fiquei com água na boca...nhoque é um dos meus pratos favoritos; meu genro também gosta muito e normalmente compro pronto, pois as vezes que tentei fazer não acertei muito não. Te agradeço por postar a receita da tua avó, vou seguir direitinho, tenho certeza que desta vez não vou errar, ela está bem explicadinha.
    Sou descendente de alemão, mas admiro e acho linda a cultura italiana.
    Um beijão, amiga!

    ResponderExcluir
  28. Que receita otimaaa, voou mudar a minha,apurar os tomates assim, trocar de vez o famoso Pomarola!E esse esmalte, maravilhoso!Amei!Bjsss

    ResponderExcluir
  29. Mas bah, guria, tanbém sou bisneto de imigrantes italianos, o sobrenome Borio vem dai...Também já postei uma receita de nhoque com bracciola, que gosto muito, herdei do meu avó, tive a felicidade de conviver com o nonno até meus vinte anos...A prendei algumas receitas dele...Há uma diferença da sua receita para a minha; costumo dizer que nhoque é um tipo de massa que leva batatas, minha receita leva 500 gramas de farinha e apenas quatro batatas, minha filha faz nhoque como os seus, com menos farinha. Outra diferença, meu bolonhesa vai metade carne de boi e metade de porco... Claro que são pequenas difereenças, mas são elas que levam um gringo amigo meu a dizer: A arte culinária é a única onde um obra pode ser copiada, ficar diferente e mesmo assim fazer o maior sucesso! Abração e bom ldomingo.

    ResponderExcluir
  30. Que delícia receitinha com estória junto....Amei este modo de preparo do molho a bolonhesa, quero muito fazer, vou fazer!!!

    Lembrei da passagem de O Pequeno Príncipe:...A raposa disse: - Foi o tempo que perdeste com tua rosa que fez tua rosa tão importante. Obs: fui espiar isso no livro que nunquinha mais na vida o alemão me permite lembrar uma frase inteira...snif
    Acho que esse tempo no preparo dos alimentos no passado, com tanto carinho é o que os faziam tão especiais e perfumados a ponto de existir e persistir em nossas lembranças tanto tempo depois, além da morte de quem ofertou este afeto. Hoje é td tão corrido e não temos mais tempo para esses carinhos...Será que no futuro nossos netos, sobrinhos-netos, lembrarão do perfume de bolos e molhos caseiros saindo do forno ou de miojo "fresquinho"?

    E servir este Gnocchi neste pedacinho de estória é outra conversa, né!

    Lindas unhas, parabéns!!

    Beijos!

    ResponderExcluir
  31. lindas suas unhas! eu tambem sou neta de italianos, daquela turma que escreveram o sobrenome errado no desembarque em santos rsrsrs trocaram zz por ç rsrsrs

    http://anacristinap.blogspot.com.br/2012/09/esmalte-e-italia.html

    boa semana, bjo bjo

    ResponderExcluir
  32. Hummm...
    Deu fome,adorei ''tuaszunhas''.
    Ah!!arrangei outra maneira de colocar assinatura: como fotos!!
    Vai assim mesmo...
    bjs boa semana

    ResponderExcluir
  33. Eu vou infartar! Duas coisas que eu amo muito! Esmalte vermelho e comidinha aiaiai bjbjbj

    ResponderExcluir
  34. Amei tudo!!
    A estória, a comida, o esmalte as unhas!!
    bjs

    ResponderExcluir
  35. Elaine mãos de fada! caramba, mas que nhoque é esse????? deve estar uma delícia e é LINDO! é todo bonitinho, de formato certinho, que caprichado!

    gostei da travessa, o sentimento que ela traz... histórias e lembranças, muito amor né?

    boa semana Elaine!

    ResponderExcluir
  36. Amiga,tem um selinho de presente pra pegar lá no meu blog:
    ♥http://limaraque.blogspot.com.br/
    Esta no final do blog,na parte: Selinhos.
    Abraços,keke.

    ResponderExcluir
  37. Oi Elaine.êita delicia né?Minha vó tb fazia,minha mãe faz e fica divino, mas o meu...dá p/ fazer chiclet rsrsrsrs,minha mãe sempre fala q é pq coloco farinha demais rsrsrsrsr....Pois é tb sou descendente de italianos por parte de mãe,meus bisavós avós de minha mãe eram italianos,mas não tenho nem Bosco e nem Facchineli(acho q é assim mesmo q escreve rsrsrsr)no nome.E tb não conheço a italia rsrssrs.Por pare de pai,sou descendente de portugueses e espanhóis.Parbéns por sua postagem,ficou ótima como todas as q vc faz.Amiga mudando de assunto, escrevi para vc em contato, será q vc recebeu?Estou precisando de ajuda...Bjimmmmmm

    ResponderExcluir

Olá! Muito obrigada por ler meu blog e obrigada também por se dispor a comentar meus posts. Seja muito bem-vindo(a)!

Importante!
Devido à falta de tempo hábil eu não me comprometo a responder perguntas referentes aos tutoriais postados neste blog.
Pedidos de ajuda individual serão respondidos conforme o meu tempo e disponibilidade permitirem.
Por favor, entenda: comentários sem relação alguma com o post não serão liberados e nem respondidos.

Para saber mais sobre a melhor forma de utilizar este blog leia Termos de uso do blog.



Muito obrigada, fique à vontade para interagir.
Mas lembre-se:
Gentileza, educação e boas maneiras servem também para a vida nos blogs…