Aqui o texto que desejar Aqui o texto que desejar
1 2 3

Feliz dias das mães para mim

no dia 14 de maio de 2012

Vou te contar uma estória. Um pedaço da minha estória.

Em 1988 meus pais se separaram. Acho que se separaram muito antes disso, na primeira briga, no primeiro tapa, na primeira surra. Mas em março de 1988 a coisa foi definitiva.
Eu tinha pouco mais de 15 anos, meu irmão faria 12 em maio e minha irmã era uma criança de pouco mais de 9 anos. Eles se separaram, ficamos sem um tostão para a compra da semana, meu pai foi embora levando o pagamento dele e o meu. Era o dia 6 de março.

Minhas tias, irmãs de minha mãe, levaram comida, deram apoio conforme podiam. Depois que foram embora minha mãe sentou e chorou. E ficou assim por uma semana. Ela não tinha 50 anos e mesmo assim declarou que trabalhar ela não ia, e mesmo tendo apanhado a vida toda começou uma saga pra trazer o marido de volta. Implorou, correu atrás, se rebaixou, nos infernizou e tornou a nossa vida um terror de gritos, chantagem e choro cotidiano.

Enquanto isso o ano letivo começara, e a comida doada acabou. Eu trabalhava em uma fábrica, salário de aprendiz. Fui à luta, assumi uma casa, 2 crianças e minha mãe. Passamos por dificuldades que você não imagina, eu era uma criança. Eu aprendi a fazer compra, aprendi a pedir desconto; eu ia de madrugada no varejão aos domingos, era dia de limpar a banca para a semana nova, enchia a sacola e trazia pra casa. Comprava um caderno por mês para meus irmãos estudarem. Meu irmão vendia picolé de tarde e com o dinheirinho dele a gente comprava cada dia uma coisa, um quilo de arroz, um litro de óleo. Já comeu arroz quirera, que dão para aves? Eu já. Já comi sobras de comida servida na escola onde meus irmãos estudavam.

Havia dias muito duros, mas com o tempo eu aprendi. Me tornei conhecida nos mercados, pagava luz e água, e fomos vivendo. Meu tio dono da casa onde vivíamos nos deixou morar lá depois da separação, e graças à ele tivemos onde morar sem pagar mais aluguel. Nem sei o que teria sido de nós sem essa ajuda.
Enquanto isso minha mãe me culpava por eu não ter aceito do meu pai os tapas que ela sempre aceitou, como tantas vezes ela me disse. Ela dizia que se eu tivesse abaixado a cabeça meu pai teria voltado. Mas eu reagi e ele não aceitou. Ela me culpava, dizia que pelos filhos ela aceitou as surras, mas que eu era orgulhosa, e que a culpa era minha. E se a culpa era minha ela não ia trabalhar, a vida dela estava uma desgraça mesmo, então que tudo se danasse…Engraçado como, depois de tantos anos, ainda choro ao lembrar as frases daqueles tempos.

Mas o tempo passou. Ensinei tudo o que aprendi aos meus irmãos. Meu irmão foi trabalhar aos 16 anos em uma empresa, depois de uns anos minha irmã foi trabalhar comigo na fábrica. Ficamos juntos, tenho por eles um amor que duvido seria maior se mãe deles eu fosse. São meus filhos, eu os criei, eu os protegi o quanto pude, eu fiz de tudo para que eles não passassem fome, para que tivessem o que vestir.
Fiquei 4 anos sem cortar o cabelo porque não tinha dinheiro para isso, tudo era transformado em comida para nós.
Sim, já me perguntei o motivo de eu ter assumido uma responsabilidade que não era minha, eu era filha, também uma criança. Durante anos me perguntei. Mas foi preciso falar sobre isso, escrever sobre isso para entender, ao menos em parte.

Três coisas me moveram naqueles anos: instinto de sobrevivência arraigado, uma enorme determinação em não cair. Uma boa dose da culpa, daquela culpa plantada pela minha mãe que vingou e criou raiz em mim. Mas sobretudo, vejo hoje, que o que mais me jogou pra frente, que me fez ser a costureira mais nova que conheci (ganhava mais se costurasse), que me fez tomar as rédeas e criar meus irmãos até eles poderem caminhar sozinhos foi o amor.

Eu olhava aqueles dois sentadinhos no sofá e sentia uma coisa tão forte, sentia que eles eram meus, que eram tão importantes… era tanto amor, tanto, mas tanto…fiz tudo o que pude, fiz coisas que  você não imagina, fiz por eles. Fiz por nós, pois havia em mim uma menininha também. Enquanto escrevo percebo ela aqui, lembrando, exorcisando…

Nem sempre é preciso parir para se sentir mãe de alguém… você já pensou nisso? Eu andei pensando por esses dias em que chovem imagens, fatos, fotos, músicas e apelos falando em maternidade. Pensei em quantas mulheres sentem um verdadeiro aperto no coração quando chega esta data, mulheres que pelos mais variados motivos não têm um filho pra chamar de seu.

Ou têm, e não se deram conta disso. Porque ser mãe é muito mais do que parir. Ser mãe é amar e cuidar. E proteger. Pode ser um filho, mas pode ser também um irmão, um sobrinho, um bichinho de estimação como eu tenho. Pode ser o pai e mãe velhinhos, como tantas amigas minhas fazem. Podemos ser mães de tantas e tão variadas formas…

Já não me resta mágoa pelo passado, pelo comportamento que minha mãe teve, isso já passou.  Me resta uma certa dor porque poderia ter sido diferente e hoje eu te contaria uma estória menos dolorida. Mas foi isso que vivi, faz parte de mim e de certa forma ajudou na construção do que sou hoje como pessoa. Tenho um instinto de sobrevivência que você não imagina!

Olho para meus irmãos hoje, ambos adultos, e vejo as mesmas crianças, meus pequenos. Sinto a mesma vontade de proteger, de cuidar. São os filhos que não gerei nem pari.
Feliz dia das mães para nós.




http://www.tupperwarecia.com.br/

96 comentários:

  1. Oi Elaine!

    Quando penso isso não é possível, você se supera! Lindo e emocionante seu texto, dizer mais que isso é ser repetitiva, admiro muito sua forma simples de se expressar e nos tocar com as palavras.

    Eu fiquei aqui imaginando a sua luta e seus irmãos totalmente dependentes esperando por você. Que sorte eles tiveram!

    E depois ainda vem os eventos nas empresas que a gente trabalha na porta dando florzinha perguntando: "você é mãe? " Por que se não tiver parido não ganhar florzinha...

    Beijos e feliz todo dia pra você!

    Clau

    ResponderExcluir
  2. Olá Elaine,
    Quero lhe parabenizar e, também agradecer por compartilhar essa linda e triste estória. Feliz dia das mâes pra você que, sem sombra de duvída, foi uma verdadeira MÃE para seus irmãos. Que Deus lhe ilumine sempre!
    Pelos blogs que sigo sempre você é citada, pelos trabalhos e dicas em blogs. Adorei te visitar.
    Um abraço de sincera admiração pela sua vitória.
    Go

    ResponderExcluir
  3. Parabéns, querida, por passar por tudo isso e ser uma pessoa inteira !!!
    Feliz Dia das Mães prá você !!!
    Bjkssssssssssss

    ResponderExcluir
  4. Parabéns, querida, por passar por tudo isso e ser uma pessoa inteira , doce, linda !!!
    Feliz Dia das Mães !!!
    Bjkssssssssssssssss

    ResponderExcluir
  5. Olá amada...parabéns pelo lindo texto de vida e pela coragem.E é verdade para ser mãe não precisa parir,o amor é o mesmo...ou ás vezes até mais do que certas mães..nossa sociedade cobra muito a mulher que não tem filhos,e essa data então,todos ficam "comovidos" por vc...como se fosse um aleixo não ter filhos.cada uma tem seus motivos pelo qual não teve.Oamor doado ás vezes é mais puro do que qualquer outra coisa.....então parabéns á vc MULHER DE GARRA,DE RAÇA....O DIA É SEU.

    ResponderExcluir
  6. Que história! Um maravilhoso Dia das Mães para vc, que sim, é este amor que vc demosntrou pelos seus irmãos que a Mãe de verdade sente pelos filhos e não é necessário gerar ou parir como vc sabiamente disse, é esse amor incondicional e sentimento de proteção. Beijo enorme da Andrea e da Maki.

    ResponderExcluir
  7. Eu sei que não foi pra isso que o post foi feito, mas eu chorei minha amiga e li pra minha filha pre adolescente que talvez pela fase que está se sente a criatura mais injustiçada por ajudar na casa em coisas chatas (totalmente reconhecido) só que fundamentais como arrumar sua própria cama.

    Não é pra ser dramática é pra ser realista e lembrar ( e fazer conhecer) que a vida é assim; cheia de coisas lindas e de outras não tão lindas.

    Obrigada por compartilhar e feliz dia pra vc !!!
    Rosa

    ResponderExcluir
  8. Acho que a parte mais emocionante é a que depois de viver tudo isso, você não guarda magoa, nem todos conseguem perdoar, sua mãe estava mais perdida do que você, que tinha apenas 15 anos, mais tudo isso serviu para moldar a pessoa que você é hoje...que Deus continue te abençoando muito...bjs

    ResponderExcluir
  9. Ah Elaine, que post emocionante! Feliz dia das mães, viu?! Porque vc é mãe sim! ;)
    Beijo, beijo!
    She

    ResponderExcluir
  10. Minha querida Elaine, cada vez que leio uma parte da história da sua vida, me emociono. Você tem uma fibra que eu tive aos 14 anos quando meu pai virou estrelinha brilhante no céu, e minha mãe era aquela dona de casa que não sabia fazer nada fora de casa, era a melhor mãe, a melhor dona de casa ......
    Eu também fui arrimo da família, com dois irmãos menores, também deixei de almoçar quando trabalhava em escritórios, para sobrar dinheiro para dar para o que comer para eles .....
    Casei, tive um filho, só quis um mesmo, tinha medo de passar o que minha mãe passou.
    Hoje ele mora longe, tem a vida dele, feliz, mesmo saudoso dos pais.
    E a vida é assim, não devemos ficar traumatizados e sim continuar vivendo fazendo o bem sem olhar a quem, não é?
    Parabéns pela sua garra, você é uma vencedora, amada, admirada por muitas pessoas que lhe respeitam e dão muito valor, mesmo sendo alguns virtuais.
    Você tem uma alma linda e resplandece para todas nós.
    Amanhã meu dia será mais ameno, não tão sofrido, depois de ter lido essas suas tão sinceras palavras.
    Tenha um Domingo pleno de amor e carinho.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  11. Elaine, tenho que te confessar que foi a primeira vez que chorei lendo um post. Impossível não se emocionar com sua história de amor e de luta.

    Fiquei até desarticulada pra falar mais então só quero desejar também feliz dia das mães pra todas nós.

    Grande beijo!

    ResponderExcluir
  12. Elaine, me emocionei com sua história e o que muito dela ainda poderia ser contado. Vc foi uma menina guerreira, abdicou o direito de ser filha para se tornar mãe e assumir a responsabilidade que não cabia a uma criança que também era. Ser mãe é fácil o dificil é fazer o que vc fez, ser mãe por amor, aos filhos que vc ainda não teve mas que os amou como tal. Se antes eu já lhe admirava pelos seus trabalhos e como pessoa, agora lhe admiro mais pelo grande e imenso amor que vc tem dentro do seu peito. De fato não é preciso ser mãe, para ser uma mãe de verdade. E vc foi. Parabéns por sua luta sofrida e tão amorosa. Feliz dia das Mães. Bjos com carinho.
    Josy

    ResponderExcluir
  13. Elaine,que corajosa você foi!Uma menina ainda e com tanta responsabilidade.Mas isso fez de você uma mulher forte.Eu concordo com você.Ser mãe é muito mais que gerar uma criança,é dar amor,é proteger e isso você fez.Você foi mãe de seus irmãos e de sua mãe também,pois ela também foi alimentada e protegida por você.Ainda bem que tudo acabou e você não guarda mágoas nem rancores.Você superou tudo e se tornou ainda mais forte.Sua mãe deve se orgulhar de você,assim como seus irmãos.Eu que já te admirava,te admiro mais agora que sei de tua história de coragem.Também gostei da história do pombo que adotou os coelhinhos.É emocionante ver que até os bichinhos podem ser solidários com os mais fracos e protegê-los.Muitos humanos deveriam seguir o exemplo deste pombo e de outros animai.Beijos e você melhor do que ninguém merece ter um Feliz Dia das Mães.

    ResponderExcluir
  14. Elaine,
    Desejo-lhe um Feliz Dia das Mães mais que merecido!!
    Vc lutou para que seus irmãos tivessem uma vida digna.
    Foi Deus que te deu forças para vc seguir em frente e ser uma guerreira mesmo sendo tão nova na época.
    Que Deus sempre abençoe vc e seus irmãos!!
    Bjs

    ResponderExcluir
  15. Parabéns pela força interior, garra, coragem... FELIZ DIA DAS MÃES, tu que és sem dúvida alguma um exemplo de mãe... Criaste, zelaste, conduziste teus irmãos para a vida, que belo relato, que exemplo de amor! Com certeza, tua dedicação com teus irmãos é prova viva de que mãe nem sempre é a que pariu e sim aquela pessoa que se compromete a proteger, orientar e amar verdadeiramente. Desejo muita alegria em tua vida, muita LUZ! Abç

    ResponderExcluir
  16. Ser mãe é isso mesmo.
    Feliz dia das mães.
    Não tenho filhos mas sou mãe de um poodle muito educadinho de 17 anos e outros 5 irmãozinhos poodles de 15,14 e 11 anos.

    ResponderExcluir
  17. Muito triste sua história! Mas com certeza isso te fez mais forte também! Trabalho numa região de periferia e fui orientada a conversar com meus alunos sobre o fato de nem toda mãe ser uma santa, nem toda mãe ser amor puro, isso para que eles saibam que o problemas que eles passam com suas mães não é só deles, tem muitos outros casos no mundo. A mãe ideal é linda, mas raramente é verdade. Antes de ser mãe, ela é um ser humano que erra, chora, pisa na bola etc...Seu texto me fez te admirar ainda mais! Grande mulher de fibra você é! Um domingo de paz pra você. Beijos

    ResponderExcluir
  18. Um domingo cheio de amor, paz e coisas boas.
    feliz dia das mães
    Beijos
    Mary.

    ResponderExcluir
  19. Elaine,
    Passei para desejar um feliz dia das mães para ti.
    Sua história é comovente e me fez pensar, pensar... Certas coisas são complexas demais. Vc é sim mãe de seus irmãos. Parabéns pela garra e pelo amor maior.
    Bjs

    ResponderExcluir
  20. Feliz Dia das Mães!

    ___________888888__________
    ___8888___88888888___8888__
    __888888_8888888888_888888_
    __888888888888888888888888_
    __888888888888888888888888_
    ___8888888888888888888888__
    ____88888888888888888888___
    ______8888888888888888_____
    ________888888888888_______
    _____________**____________
    __####______**______####__
    #######____**____#######_
    _#######___**___#######__
    ___######__**__######____
    ______#####_**_#####______

    ResponderExcluir
  21. Que lindo, Elaine. Li com lágrimas nos olhos, visualizei a mocinha de 15 anos que você foi, tão valente, tão leal aos irmãos.
    Certamente que ser mãe não é apenas parir. Falei disso hoje, na minha blogagem. Ser mãe é cuidar, é dar amor, dar carinho.
    Você é uma mãe, sim. E além dos seus irmãos (que, desejo, lhe tenham muito amor e admiração), as crianças da sua irmã, antes de serem "netos", acho que os enxerga como filhos também.
    Parabéns para você, que seu domingo seja muito feliz.
    Feliz Dia das Mães, Elaine.
    Beijo!

    ResponderExcluir
  22. Que lindo ameiii ameiiii ameiii!!!
    Parabéns pela estória! Me prendeu a cada palavra!
    Beijos

    ResponderExcluir
  23. Que história linda de luta e vitórias. Você hoje é uma vitoriosa. é uma mãe de coração, que sou ir a luta por amor aos seus irmãos. Agora sua mãe, que pena em?
    Sabe tem um pedacinho de uma musica que me lembrei ao ler seu relato:
    Mas é preciso ter força
    É preciso ter raça
    É preciso ter gana sempre
    Quem traz no corpo a marca
    Maria, Maria
    Mistura a dor e a alegria.
    Te vejo, uma mulher que tem raça, que tem força e soube ser mãe de verdade.
    Que este dia de hoje seja para você, não uma recordação das dificuldades vividas, mas uma recordação de frutos colhidos.
    Feliz dia das mães para você.
    Beijos
    Lena

    ResponderExcluir
  24. querida, li seu post com o coraçao apertado e os olhos cheios de lágrimas. não consigo imaginar o que você passou, não consigo nem pensar no sofrimento de todos vocês. Minha filha tem 15 anos hoje. E as preocupações dela são de outra dimensão.
    O que me conforta e saber que de todo esse sofrimento, voce tirou liçoes de vida que muito adulto ( inclusive a sua mae) nao conseguiram tirar.
    Voce foi forte, voce lutou e você venceu. E deve ter muito orgulho disso.
    Parabens por hoje. Feliz dia das Maes!!!

    ResponderExcluir
  25. Feliz dia das mães
    por Lucas, um beijo.

    ResponderExcluir
  26. Seu texto é lindo. Fiquei emocionada ao lê-lo. Você escreve muito bem. Eu até ia dizer 'pena vc ter vivido tudo isso'... mas, quer saber? Esse 'tudo isso' é que fez de vc a pessoa que vc é. Então parabéns por ser quem vc é.
    bjs
    Sônia

    ResponderExcluir
  27. Garotinha vc me fez chorar!!!
    Vou reeditar minha postagem...parabéns pelo seu dia!!

    ResponderExcluir
  28. Elaine,eu já havia lido a sua história e realmente você foi uma pessoa muito guerreira,entendo também a sua mãe,tenho certeza que também não foi fácil para ela,mas as pessoas reagem diferente em frente as dificuldades da vida,uns decidem morrer em vida e outros reagem como você reagiu,lutando. Tenha um ótimo domingo! Bjsss.

    ResponderExcluir
  29. QUE LINDO TEXTO ELAINE E QUE BELA HISTÓRIA DE VIDA TAMBÉM. PARABÉNS! POSTEI UM POEMA NO MEU BLOG. LEIA-O, FAÇO QUESTÃO. ME Dê A HONRA DE SUA VISITA!!
    UM LINDO DOMINGO PRA VOCÊ!!

    ResponderExcluir
  30. Oi Elaine! Já conhecia parte da sua história, histórias contadas em posts antigos. Feliz dia das mães, para você que foi uma mãe jovem e teve que ser mãe da própria mãe contrariando a ordem natural das coisas. Que você seja feliz ao lado do seu marido e cuidando dos seus bichinhos. Beijos!

    ResponderExcluir
  31. Bom Dia!!
    Passando para
    deixar um pouco
    do meu AMOR de Mãe!
    Saúde, Paz e Harmonia!
    FELIZ DIA DAS MÃES!
    Beijinhos Maternais!

    ResponderExcluir
  32. Uma história triste, mas muito bonita também.

    Parabéns Elaine.

    ResponderExcluir
  33. Nossa....que depoimento marcante! Agora sou mais ainda sua fã, pela postura diante da situação, por escolher viver de cabeça erguida e não aceitar o papel de vítima que na verdade realmente foi da situação.
    Você só confirma o que pensei no dia de hoje, ser mãe é mais que tudo uma questão de ATITUDE!

    Abraço!

    Estou torcendo p este comentário entrar, não estou conseguindo comentar nem mesmo nas minhas postagens.

    ResponderExcluir
  34. Tb escrevi sobre isso, Elaine. Ser mãe não é parir, porque se assim o fosse, não haveriam crianças maltratadas, abandonadas em latas de lixo e calçadas. Ser mãe é doar-se, em amor sem medidas e isso vc fez e faz. Por isso, Parabéns pelo nosso dia!

    Um trechinho do que escrevi no Face:
    Quando se decide SER MÃE, sim, porque mesmo que seja uma gravidez não planejada, você decide tê-la. SIM, porque ao decidir pela adoção, você gera um filho no coração, envolto em sonho e amor. Sim, porque ao assumir a responsabilidade e envolver com amor um sobrinho, primo, um afilhado, você o faz movido pelo amor materno que há dentro de si. Sim, porque há PÃES, eu conheço um especial. Sim, você decide ser mãe, você abraça o mundo e, neste abraço, queria poder separar o bem e o mal e deixar só o primeiro no caminho do filho. E é por esta decisão que você descobre uma dádiva infinita. Deus dá às mães e a quem escolhe este papel, uma força magnífica, grandiosa, revitalizadora. Essa força, é feita de 80% do mais puro amor, aquele descrito em Coríntios 1, 13. E os demais 20% são de um ingrediente secreto, divino, que faz com que NADA se pareça ao amor de mãe. Somos abençoadas e abençoadoras.

    Desejo Feliz Dia das Mães!

    ResponderExcluir
  35. Elaine, este teu depoimento foi a MELHOR coisa que já li hoje. Ser mãe não é parir, é muito mais do que isso. Ser mãe é ser um anjo na vida de alguém é amar incondicionalmente e isso tu fizeste com os teus irmãos e muitas outras mulheres hoje em dia fazem com filhos adoptivos, irmaos, primos, enteados e até mesmo com o filho da vizinha. Pessoas como tu merecem reconhecimento mundial pelo grande exemplo de superação e determinação. Que a vida de traga coisas boas no futuro que começa hoje! Muitos beijos e abraços.
    Gostei muito do post. As mães são anjos enviados por Deus e merecem todo nossa amor e carinho, não só no entitulado dia das mães mas sim todos os dias. Aqui em Angola o dia das mães foi domingo passado. FELIZ DIA PARA TI E TODAS MÃES DO BRASIL :)

    http://www.soentrenosmulheres.co.cc/

    ResponderExcluir
  36. Para todos vocês que são mães, que serão mães, que têm mãe( no plano terrestre ou no espiritual), para as mães blogueiras e as blogueiras mães...
    FELIZ DIA DAS MÃES!!
    bjs Sandra
    http://projetandopessoas.blogspot.com//

    ResponderExcluir
  37. Que mãe, que guerreira!!! Que pessoa linda que és. Feliz dia das verdadeiras mães!!! Bjos!!!

    ResponderExcluir
  38. Minha querida,minha pequena e grande flor,tu que foste obrigada a crescer depressa para ajudares teus irmãos, teus filhos,enfim és uma grande mãe,beijinhos

    ResponderExcluir
  39. Já conhecia parte da história, mas tornei a chorar com ela. Nem imagino o que seja sentir fome de comida, nunca senti, mas fome de segurança e de carinho eu já senti. Eu te admiro demais.
    Mil beijos

    ResponderExcluir
  40. Não li os outros comentários para não me sentir influenciada pelo que vou dizer.
    Muitas são mais mãe sem nunca ter gerado um filho biológico. Você foi mais mãe porque gerou seus filhos na alma. Além do mais foi mãe de sua mãe. Não sei se ela já partiu, mas se não partiu, o dia que partir você terá perdido uma filha ,pois ensinou-a através de exemplos de dignidade, honradez, perseverança... e muito mais.A minha foi como vc por isso que a amo tanto até hoje. Seus irmão a amarão eternamente....
    Parabéns pelo post.
    bjs Lais

    ResponderExcluir
  41. Elaine!!

    cada vez que conheço um pedacinho a mais da tua história, me sinto mais feliz por poder participar, mesmo que indiretamente dela...
    Tu é uma verdadeira mãe, minha amiga. Guerreira, lutadora, amorosa e leoa. Só mães verdadeiras fariam o que tu fizeste... te admiro mais ainda, te respeito mais ainda...
    Feliz Dia das Mães, porque és uma mãe maravilhosa.

    Beijos molhados de lágrimas de emoção, Carla Pathy

    http://pathyarteira.blogspot.com

    ResponderExcluir
  42. Parabéns pela garra, pela determinação!!!!!!!!!
    E um feliz dia das mães merecido a vc!!!!

    ResponderExcluir
  43. Só tenho uma frase pra te dizer: Feliz dia das mães!
    Beijos,
    Ju

    ResponderExcluir
  44. Elaine, que exemplo de mãe determinada e generosa, que vc é!
    Fico sem palavras, tamanha a emoção ao ler tudo pelo qual vc teve que passar na sua vida.
    A gente se sente tão pequena, tão mimada...mas enfim...a gente não sabe os porquês dessas coisas - só Deus mesmo para nos dar as respostas.
    Mas queria deixar registrada a minha admiração e carinho.
    Beijos e parabéns pelos filhos que vc tem e pelos quais vc lutou brava e dignamente.
    Bjs!!

    ResponderExcluir
  45. A gente valoriza mais as pessoas qdo conhece sua história.
    Tbm passamos por problemas com a separação de meus pais, pq os 3 irmãos fomos separados. E lutamos mto pra ficarmos junto de novo. Iso nos uniu, nos fortaleceu e fez o amor entre nós 3 ser maior do que pelos nossos pais.
    Eu entendo muito seu sentimento.

    Um gde abraço, Elaine.

    ResponderExcluir
  46. Ah, Elaine....

    Dores, dores, sofrimentos.... torturas........
    Quem já passou por isso sabe o que é passar aperto e não ter o comer e não ter o que dar aos filhos...
    Eu te entendo, só isso!
    E qdo passamos por tal situação, aprendemos a nos virar sim.
    Acredita que eu mesma corto meus cabelos? Aprendi e hoje até não tenho mais paciência com cabelereira... nunca cortam do jeito que quero.
    Então, qdo vejo que precisa dar uma podadinha.... lá vou eu pro espelho e corto. E fica ótimo!

    Coisas que passamos, mas que graças a Deus, passa.... a única coisa que fica é nosso amadurecimento, nossa aprendizagem, jogo de cintura.... e o amor... que não acaba jamais....

    Beijos e ótimo Dia das Mães pra vc!!!

    ResponderExcluir
  47. Elaine, feliz dia, todos os dias.
    Nao sou fa de datas comemorativas, gosto de comemorar o dom da vida todos os dias.
    Muito boa suas reflexoes, mesmo sendo dolorido relembrar o passado, sua historia mostra qual maravilhosa voce e'.
    Amor ao proximo e' amor ao proximo e nao necessariamente dos que geramos, somente e unicamente de forma fisica.
    Abracos e otima semana
    Gra

    ResponderExcluir
  48. Elaine sou tua fã, admiradora e me sinto tua filha naquilo que me ensina ou passa. Você é muito guerreira e determinada, qualidades de uma alma que muito lutou e aprendeu, mas mais que isso você nos dá lições de vida a todo momento, Agradeço a Deus a oportunidade de estar aqui com você e poder desejar que seus dias sejam sempre iluminados e abençoados, para que possa continuar sua missão, obrigada e abraços carinhosos

    ResponderExcluir
  49. Sim, feliz dia das mães para nós!
    Beijinhos...

    ResponderExcluir
  50. PARABÉNS MULHER BATALHADORA! O AMOR POR SI PRÓPRIA E PELOS SEUS IRMÃOS TE FEZ SUPERAR TUDO E VC VENCEU!QUE ESTE DIA DAS MÃES SEJA MAIS UM DIA DE COMEMORAÇÃO PELAS SUAS VITÓRIAS ALCANÇADAS! QUE DEUS CONTINUE TE DANDO SABEDORIA E BENÇÃOS INCONTÁVEIS NA VIDA! VC MERECE! BJOS.

    ResponderExcluir
  51. Elaine!

    Emocionante!

    Passando para desejar uma semana carregada de amor e afeto.

    “Dá-me Senhora mãe de Deus...
    Um pouco da tua força...para a minha fraqueza.
    Um pouco da tua coragem...para o meu desalento.
    Um pouco da tua compreensão...para o meu problema.
    Um pouco da tua plenitude...para o meu vazio.
    Um pouco da tua rosa...para o meu espinho.
    Um pouco da tua alegria...para a minha tristeza.
    Um pouco da tua sabedoria...para a minha ignorância.
    Um pouco do teu amor...para o meu rancor.
    Um pouco do teu filho Deus...para teu filho pecador.
    Com todos esses "poucos"
    Senhora eu terei TUDO.”
    FELIZ DIA DAS MÃES!!

    Carinho não tem preço, doe-se. Blogueiras Unidas 1275!
    Luz e paz!
    Cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  52. Elaine, que relato lindo, exemplo de amor, fé e superação. Também tive uma infância e adolescência difícil, mas como você já deve ter percebido, são tais provações que nos fizeram o que somos hoje. Que nos fizeram amadurecer e a evoluir espiritualmente.

    Um feliz dia das mães pra você!!

    Beijos!!

    ResponderExcluir
  53. A vida colocou crianças em seu colo e, apesar de ainda ser criança também, a transformou em mãe.
    Para ser mãe não é necessario parir, mas é prciso ter o instinto, o sentimento protetor,a responsabilidade de ter sob sua guarda vidas a se formar, o amor incondicional.
    Quer maior demonstração do que é ser MÃE, do que essa que você nos deu?

    Parabens pelo seu dia.

    bjo procê

    ResponderExcluir
  54. Chorei quanto te li, Elaine. E acabei ficando sem palavras.


    Feliz Dia das Mães!

    ResponderExcluir
  55. Elaine querida,

    Sabe que hoje eu tb comemorei o dia das mães, mesmo sem nunca ter parido ou ter filhos... sou e fui uma mãezona como vc... já até falamos sobre isso uma vez via voz...

    Na minha profissão tb...os pequenos os grandes sempre encontraram abrigos em minhas asas kkk os bichinhos... enfim eu é que nunca encontro ou encontrei asas pra me abrigar... tb tive uma história complicada com mãe, pai, irmãos... enfim... hoje eu me dou o direito de me parabenizar, fico feliz pelo que fiz, pelas causas que abracei... não sinto mais aquele vazio... ás vezes penso no futuro... mas tenho 2 unicos sobrinhos... então enquanto eles viverem eu estarei viva tb...penso assim... porque a gente só deixar de existir ou de viver quando não tem mais ninguém que se lembre da gente... acho que fui mais mãe na minha vida do jamais esperei ser...
    Trabalhei desde muito cedo,abri mão de muita coisa pra ajudar a criar meus dois irmãos... ajudar minha mãe... meu pai morreu cedo... e bom eu tinha muita mágoa dele, hoje perdoei ele, minha mãe, todo mundo...e no fim me perdoei de muita coisa tb ... afinal né Elaine somos vitimas de vitimas....
    não me sinto frustrada, me sinto bem... aliás tão bem que as pessoas por incrível que pareça não aceitam...fico feliz de ler esse seu texto, feliz por saber que ai do outro lado da telinha tem alguém que é assim como a gente... bjoo

    ResponderExcluir
  56. Meu Deus! Comecei a ler seu post e achei que era a minha estória sendo contada. Minha vida foi bem parecida com a sua, menos na parte da mãe. A minha tbm não trabalhava fora, mas foi guerreira, lavava roupa pra fora, fazia pão pra vender. Tive a sorte de ter uma irmã mais velha, assumimos juntas as despesas da casa e tudo mais. Tinha tbm uma irmãzinha pequena na época, que assim que pode foi trabalhar na roça conosco pra podermos sobreviver. Comemos muito arroz ruim, dividíamos um ovo pras quatro, mas sobrevivemos e aprendemos muito. Hoje estamos cheias de marcas do passado, mas seguindo em frente e tentando ser feliz sempre! Acredito e afirmo a frase: O QUE NÃO TE MATA, TE FORTALECE! Tenho certeza de que vc é uma dessas mães MARAVILHOSAS que existem por aí, mães que assumiram com todo amor o filho parido por outra. E isso as tornam muito mais especiais. Parabéns pelo seu dia!

    ResponderExcluir
  57. Querida tudo aqui ja foi dito expressado de formas diferentes para elevar teu amor aos teus irmãos,uma batalha vencida e superando todas dores da alma, junto-me a todos neste carinho a VOCÊ!
    Que Deus sempre ilumine seu caminhar,Saùde,Paz!Agora aproveite todos os momentos e Alegrias junto a teus amados.Abraços e beijos.

    ResponderExcluir
  58. Oi, Elaine.
    Me emocionei com o seu post. Sempre venho aqui com problemas técnicos em busca de ajuda e hoje encontrei uma Elaine frágil, mas ao mesmo tempo forte como uma rocha. Parabéns pelo dia das mães. Com certeza esse instinto de sobrevivência e de proteção são inerentes à maternidade.
    Hoje o nome do blog deveria ser não "Um pouco de mim", mas "Um tudo de mim". Vc se abriu e deixou se mostrar. E olha, te admiro muito mais ainda. Um ótima semana
    Bjus

    ResponderExcluir
  59. Sem palavras. Só admiração.
    Amo você, amiga!!!

    ResponderExcluir
  60. Oi Elaine, cada vez admiro mais vc. Parabéns pela pessoa forte que vc se tornou.
    Li um texto e lembrei de vc.

    http://clarinhagomes.wordpress.com/2012/05/11/sobre-o-crescer-e-a-dor-2/

    Bjs, Pati:)

    ResponderExcluir
  61. Belo texto. Uma história emocionante....que vamos combinar se parar para pensar vemos isso as vezes em novelas e imaginamos que o escritor é louco isso não existe na vida real...mas também vivi algo similar e sei que esta realidade é mais comum do que imaginamos.

    Feliz todos os dias de mãe, amiga e profissional.

    Muita luz e paz
    Abraços

    ResponderExcluir
  62. Parabéns a você mamãe!!
    Mãe guerreira, sábia, dedicada, leõa, corajosa, surpreendente,
    Tenho orgulho de conhecer vc!!!
    Parabéns!!

    ResponderExcluir
  63. Lindo! Me emocionei muito com sua história! abraço
    Michelle

    ResponderExcluir
  64. Fiquei com uma vontade de pegar na mao dessa menininha e fazer um carinho de leve na sua cabeca, levar pra tomar um sorvete e brincar no gramado. Dar um beijo na bochecha, e dizer que tudo vai passar :-(

    E que principalmente, ela nao teve culpa alguma!! e que nao precisava carregar o mundo nas costas, e que sua mae estava sim, errada. Mas que tinha suas razoes, as pessoas tem seus medos, seus bichos papoes eternos...

    Nao sei como vc lida com isso hj em dia, mas existe uma terapia mt boa pra esses casos, basta a noite, reencontrar sua menininha e conversar com ela, abracar e contar coisas bem bonitas, pegar na mao dela e mostrar o qt ela é amada.É um exercicio mt bom.

    Um bj querida
    e sim, feliz dia seu.

    ResponderExcluir
  65. oi Elaine,eu já li esta estória algum tempo atrás aqui no seu blog e me emocionei e chorei e agora estou lendo de novo e me emocionando de novo ,sua estória é parescida com a da minha mãe ,mas o melhor mesmo passando por tudo se tornou esta mulher incrivél e admiravél bjss

    ResponderExcluir
  66. Amiga,

    Eu posso falar que vc superou tudo isso por que vc é uma guerreira e talvez porque pediu isso a Deus antes de nascer...
    Mas vc não acreditaria...

    Então acredite que o AMOR vence tudo...

    Feliz dia atrasado!

    bjos

    ResponderExcluir
  67. Que coisa linda! Estorias como essas que movem a gente. Muito orgulho de saber q vc passou por td isso, deu a volta por cima e superou tanto sofrimento. Feliz dia das maes atrasado! Hoje e todos os dias.
    Beijos

    ResponderExcluir
  68. Lágrima escorrendo no rosto...
    Feliz por apesar de tudo, ter se tornado uma mulher digna e de caráter.
    Você é mãe sim! E de filhos que escolheu e lutou por eles.
    Papai do céu abençoe sempre a sua vida.
    Beijos e boa semana.

    ResponderExcluir
  69. Parabéns a tudo de mãe que existe em vc, mas principalmente, por tudo de guerreira! Parabéns todos os dias!

    Beijinhos e uma linda e produtiva semana,

    Luiza Mallmann
    decorarsustentavel.blogspot.com

    ResponderExcluir
  70. Elaine, uma "magia" que vc tem e acho incrível é o dom de transmutar as coisas. Negatividades não acabam em negatividades. vc podia ter se tornado uma garota rebelde, uma mulher má, revoltada e agressiva, tentando se vingar do mundo que não foi legal pra vc durante certa época. mas não, vc só se dedica ao melhor, ao Bem. pessoas q nem vc são raras, mas são elas que ainda fazem a gente ter fé no ser humano.

    e vc é muito mãe, para todos nós, que sempre aprendemos e temos em vc um abraço de amizade, um afago e um olhar carinhoso.

    bjs e sempre te admiro.
    bom dia querida amiga

    ResponderExcluir
  71. Oi minha querida Elaine!
    Que tenha passado um dia das mães cercada pela família.
    São dias que nos fazem refletir o valor real do sentimento materno. Mãe está presente no simples gesto de amar, doar esquecendo de si próprio.

    Linda história de uma grande mulher.

    Uma linda semana
    Beijos

    ResponderExcluir
  72. Nossa! Como me emocionei!
    Qdo você diz que não precisa parir pra ser mãe, não posso deixar de pensar que às vezes nem parindo é mãe.....
    O que sua mãe, como a minha e milhares de mães por aí já causaram de dores, magoas revoltas nos próprios filhos, sangue do sangue delas....
    É por isso que eu não tenho esse mito com família, com mãe... pra mim há muito folclore em torno das relações humanas e eu vejo alem. Infelizmente....
    Feliz dia das mães pra quem é mãe e para quem é pãe (pai + mãe). O bom que nesse caso a gente pode comemorar duas vezes rsrs

    ResponderExcluir
  73. A vida as vezes nos prega umas peças assim.
    Reconheço em você uma MULHER forte, guerreira e destemida. Parabéns!


    Bjos Luzia

    ResponderExcluir
  74. Oi Elaine, tu sabes que sinto uma admiração enorme por ti, tipo se tivesse que escolher uma irmã com "I", te escolheria e sim tu mereces te considerar a melhor Mãe do Mundo! Beijos, que Deus te abençoe com uma vida plena de amor, sabedoria e alegrias.

    ResponderExcluir
  75. Oi, Elaine, sua história é linda e cheia de lições...de certa forma me vi lendo a minha história contada através da sua...
    Meu pai foi embora, e deixou minha mãe com três filhas (incluindo eu) e um filho adotivo, mas nossas histórias tem dois pontos diferentes: No meu caso, fui eu quem mandou meu pai embora e minha trabalhava fora. Mas isso não fez com que minha mãe cuidasse de nós, e eu fiz esse papel como faço até hoje. Cuidei da minha irmã mais nova que eu 4 anos, um primo mais novo que eu 2 anos e minha irmã mais nova que eu 11 anos, que até hoje vive comigo. Não tenho mágoas da minha mãe, mas sinto falta de tê-la como mãe. Ela é minha amiga, muito amiga. Passamos por muitas dificuldades, hoje superadas. Mas não deixa de doer...por mais que não se guarde mágoas...as cicatrizes ficam para lembrar-nos de como foi...o que vivemos para nos tornar-mos quem somos hoje.
    Hoje sou casada, tenho um filho lindo e uma filha no céu. Amo meus pais (me entendo superbem com meu pai hoje, e ele também superou tudo e reconhece que foi o melhor a ser feito na época), amo minhas irmãs e meu irmão (primo de sangue). Me sinto feliz, quando ouço principalmente do meu irmão que fui e sou a melhor irmã que ele poderia ter...sou sua mãe.
    beijos

    ResponderExcluir
  76. Nossa que blog lindo!! *.*!!! Não sei nem oque falar para um blog tão perfeito, criativo!!!
    Estou seguindo aqui, óbvio!!! Da uma passada la no blog?? Se quiser passa la!!

    --> Dicas Blogspot

    ResponderExcluir
  77. Elaine
    Eu nunca li nada tão lindo e na qual senti tanto .
    Voce é a homenageada por mim neste mês.
    Eu gosto de assistir as reportagens que Luciano Hook faz sobre as pessoas que ele ajuda mas nunca vi uma história de tanta firmeza de carater, tanta persistencia em viver com garra e com tanta responsabilidade.
    E como voce sem ter magoa ou rancor sobreviveu e ainda criou novos sobrevientes. Voces tres serao para mim minha fonte de inspiraçao.
    Que Nossa Senhora continua a guarda-la pois foi a fe no amor que a fez GENTE.
    Tenho orgulho de se sua amiga mesmo sem conhece-la
    com muito carinho sua amiga Monica

    ResponderExcluir
  78. Oi Elaine!

    Aiii, vou falar o quê? Fiquei emocionada e sensibilizada com sua estória.
    Deve ter sido muito duro passar por tudo que você passou, mas isso tudo ajudou a formar essa pessoa linda que você é!
    Concordo quando você diz que não precisa parir para ser mãe. Creio que cada uma a seu jeito exercita a sua maternidade.
    Um beijo enorme no seu coração,
    Renata
    palpitandoemtudo

    ResponderExcluir
  79. Elaine querida!!!
    Eu assino postagem do seu site,você sabe disso.
    Quando li esta postagem,eu chorei;acredite quem quiser.
    Quantas mães e pais, jogam os filhos que geraram no lixo,outros matam por falta de paciência ou ignorância mesmo.
    Você tão jovem foi e é mãe e pai.
    Parabéns minha grande amiga,vitoriosa e maravilhosa.
    Sucesso para toda a família,bjs

    ResponderExcluir
  80. Aieeee eu chorando a essa hora da manha? Forte sua história não tem como não sentir um aperto no peito.... Vc e uma pessoa muito generosa. Me conta que loja e essa que vc fez kkkkkkk mimataapau

    ResponderExcluir
  81. Meu Deus Elaine querida ,acompanho seu blog há muito tempo , tinha que fazer um comentário hoje,sua estória é linda,sabe eu passei por coisas muito parecida , minha mãe também me culpa por não aceitar o tipo de vida que ela queria e quer levar até hoje, também fui responsável em boa parte da criação de meus irmãos , ela era alcoolatra,nós crescemos um pouco na casa de cada parente , sofremos muito ,e eu até hoje tenho vergonha de dizer que sou orfã de mãe viva, estranho não é? querida que resposta linda você deu a vida , pode ter certeza você é mãe sim , este é um estado conquistado ,que Deus te dê cada dia mais coragem de brigar pela vida , bjs e bençãos Déia.

    ResponderExcluir
  82. Elaine,sua história me emocionou,estou aqui com o coração apertado e só tenho á te dizer é que cada dia que passa me torno mais fã sua...você é uma guerreira,uma vencedora e tenho certeza que seus irmãos se orgulham muito de você.
    Desejo que Deus com sua infinidade bondade e amor cubra sua vida de bençãos.
    Bjinhus

    ResponderExcluir
  83. Elaine
    desnecessário dizer da grande e grata admiração que eu tenho por você.
    mãe para mim que tive duas é aquela que educa, que educa com amor.
    E educar é conduzir, conduzir para o bem, independente da circunstância ser favorável ou não.
    Você nasceu pra ser mãe e ponto final.
    A maneira como isso aconteceu é que foi diferente da maioria.
    Os animais não são mães porque geram os filhotes.
    O ser humano cresce quando encontra alguém que o faça crescer.
    E isso você faz com excelência, desde muito cedo.
    Assuma mesmo esta maternidade, essa missão e talento natural que você tem para SER MÃE.

    ABRAÇO grandioso pra uma super mamãe que é você.
    bjs.

    ResponderExcluir
  84. Elaine minha linda, estou aqui emocionadíssima com sua história e muito feliz pela verdadeira lição de amor e garra que você nos passa, ao ler seu post, entre lágrimas, revivo parte da história de minha mãe e avó, que é bem parecida com a sua, pois minha vó foi abandonada pelo marido com 6 filhos pequenos, sendo minha mãe a mais velha (na época ela tinha 8 para 9 anos) e foi trabalhar em casa de família para ajudar minha vó (que estava bem doente) a cuidar dos 5 menores, hoje minha vózinha é falecida e meus tios também têm minha mãe como a mãe deles.
    Amiga você como minha véinha(é como eu chamo carinhosamente minha mãe) são um exemplo de vida, de superação, de coragem e garra, são guerreiras, meus parabéns minha linda, tenho certeza que lá em cima o pai esta muito feliz por ter entre seus filhos, pessoas como vocês.
    http://patriciatrr.blogspot.com.br/

    Bjim

    Patty

    ResponderExcluir
  85. Querida Elaine,
    Parabéns por palavras tão singelas, tocantes e contextualizada de um amor maternal.
    No Domingo dia das mães, após um longo dia melancolico ao ler suas palavras foi a resposta que estava aguardando. Seu texto, descreve um pouco da minha história e ainda mais em ser mãe, (sem nem um ter nascido de mim). Mas um amor incondiconal pelos filhos-irmãos (5 > hoje, sou avó dos meus sobrinhos.
    Obrigada, suas história tramnsmite superação, amor e muito mais..
    Um abraço
    Irane

    ResponderExcluir
  86. Querida Elaine,
    Parabéns por palavras tão singelas, tocantes e contextualizada de um amor maternal.
    No Domingo dia das mães, após um longo dia melancolico ao ler suas palavras foi a resposta que estava aguardando. Seu texto, descreve um pouco da minha história e ainda mais em ser mãe, (sem nem um ter nascido de mim). Mas um amor incondiconal pelos filhos-irmãos (5 > hoje, sou avó dos meus sobrinhos.
    Obrigada, suas história tramnsmite superação, amor e muito mais..
    Um abraço
    Irane

    ResponderExcluir
  87. Olá Elaine!
    Q mulher mais adirável é vc! Numa época em que as pessoas mostram apenas coisas boas e imagens de perfeição e felicidade ímpar, vc se expõe apresentando verdades de sua vida para declarar seu amor por seus irmãos. Lindo!!
    Me emocionei com seu texto, com sua história e sua mensagem final.
    Acredite se quiser, mas acho q na 2a feira inconscientemente, fiz uma 'homenagem' para vc lá no meu cantinho {Segredos da Anna}. Falei sobre suas dicas de envio de livros pelo Correios e das muitas ajudas q vc nos dá sempre.
    Eu não tenho filhos. Estou lutando para ter o meu rebento e tem sido muito difícil, mas tenho aprendido que posso ser feliz com a felicidade dos outros e com o amor q sinto por meus irmãos, pais, sobrinhos e amigos. Felicidade é isso, aprender e ser feliz com o q se tem, mas não desistir de seus sonhos e buscá-los... sempre!!!!
    Bjs no coração e abraço forte na alma. ;D

    ResponderExcluir
  88. Trabalho lindo o seu!!! Tem sorteio lá no bloguinho, passa lá e confira!!! Bjoooo

    ResponderExcluir
  89. olá, só vendo agora o seu post e me emocionando por vc que se fez mãe tendo mãe e por mim que me faço mãe da minha mãe atualmente..até consigo entender a postura da sua mãe na época .. e se vc tivesse abaixado a cabeça? será que o final seria venturoso com foi? bjks IN

    ResponderExcluir
  90. Oi Elaine!
    Como estava viajando semana que passou, vim ver suas postagens passadas e me deparo com este depoimento emocionante e surpreendente. Você é mesmo uma pessoa de muita força interior e isso foi se forjando desde muito cedo e infelizmente de uma maneira sofrida. As dores pelas quais passamos aos poucos vão se dissipando, graças a Deus. Você venceu e se superou e isso é o que importa.
    Beijinhos!

    ResponderExcluir
  91. Olá Elaine!
    Só agora é que tive tempo para ler descansadamente a sua história. Uma história de coragem e sacríficio mas que valeu a pena pelo que diz.
    Eu sou divorciada já há uma data de anos e criei os meus filhos sózinha. A minha filosofia é "mais vale só que mal acompanhada" por isso segui em frente. Felizmente não enfreitei em termos materias dificuldades, só a nível psicológico. Eu sempre fui a má, a que não deixava pôr pé em ramo verde e por aí adiante, mas os meus filhos hoje reconhecem e estão-me agradecidos porque os eduquei bem.
    Parabéns por ter assumido o papel de uma Mãe tão cedo e por ter vencido.
    Beijo grande
    Milai

    ResponderExcluir
  92. Elaine querida,

    Amor de mãe nasce do coração, não da barriga. Amar filho da barriga é super fácil. É um pedaço seu, vc viu crescer, é parte do seu amor etc e tal. Amor não gerado na barriga , como seu caso e o de mães adotivas é o que mais me encanta. Outro dia fui a um aniversário de uma amiga do meu filho , a mãe adotiva da menina estava com a própria mãe internada no CTI com um AVC acontecido dias antes mas não cancelou a festinha. Quanto amor para uma pessoa totalmente diferente em feições do resto da família. Fiquei pensando: amar meu filho é fácil, é natural e se eu não o amasse é que seria estranho. Será que eu seria capaz de resignação e sacrifício por um filho que não nasceu de mim? As mães de coração, que escolheram cuidar de quem não era responsabilidade sua são as que merecem mais aplausos. Falei pra caramba. bjs

    ResponderExcluir
  93. Elaine,
    Me emocionei ao ler seu relato. Parabéns você é uma vitoriosa. Principalmente porque você e seus irmãos não usaram as necessidades que passaram para se tornarem menores infratores.
    Parabéns!!!!!!

    ResponderExcluir
  94. cheguei aqui pela sua postagem do blog retrô,não tinha lido ainda,tô passada
    e emocionada com sua historia de vida.
    não te conheço pessoalmente ,mas pelas sua palavres consigo enxergar a sua alma e
    entender porque você gosta tanto de ajudar as pessoas com sua dicas e textos generosos ,entendo porque você é forte e está tendo essa garra toda pra ajudar seu esposo nesta faze difícil,concordo com você isto é ser mãe.eu sou mãe e posso afirmar que sim ,este seu amor por eles é amor de mãe puro e incondicional .
    desculpe pelo tamanho do comentário mas foi necessário para expressar minha admiração pela sua força e coragem de enfrentar a vida.bjim Núbia Rangel

    ResponderExcluir
  95. Elaine, lendo seu depoimento tão emocionante me lembrei de um poema que te serve como ninguém!

    Meu nome é mulher

    No princípio eu era a Eva,
    Criada para a felicidade de Adão.
    Mais tarde fui Maria,
    Dando à luz aquele
    Que traria a salvação;
    Mas isso não bastaria
    Para eu encontrar perdão.
    Passei a ser Amélia,
    A mulher de verdade.
    Para a sociedade
    Não tinha a menor vaidade,
    Mas sonhava com a igualdade.
    Muito tempo depois decidi:
    Não dá mais!
    Quero minha dignidade
    Tenho meus ideais!
    Hoje não sou só esposa ou filha
    Sou pai, mãe, arrimo de família.
    Sou caminhoneira, professora, taxista,
    Piloto de avião, advogada, policial feminina,
    Operária em construção...
    Ao mundo peço licença
    Para atuar onde quiser.
    Meu sobrenome é competência
    E meu nome é mulher!

    Deus te Abençoe, Guerreira!

    (autoria, infelizmente, desconhecida).

    ResponderExcluir
  96. Oi Elaine! Só hoje encontrei esse blog e nem imagina como meu coração ficou quando lia cada palavra sua , e me sentia como se fosse eu! Eu tb passei por uma historia quase igual a sua ,mas eu ainda tive sorte pq eu é que coordenava as coisas e minha mãe tb ja de idade não aguentava muita coisa , mas sofri e passei uma vida muito triste na minha infância junto com os outros 5 irmãos! Eu penso que hoje em dia os irmão não são mais tão unidos como antes! Voce é uma pessoa iluminada , guerreira e Deus te fez assim...Um dia td isso vai se reverter em tesouro para voce colher no livro da vida! Deus te proteja porque és um anjo. Um abraço bem forte de alguém que se emocionou muito com a sua história..E juro que se tivesse perto de ti te daria sim esse abraço do fundo do meu coração.Siga sempre assim altiva e forte pq é isso que o mundo precisa..Tens um coração de ouro. Beijo e boa sorte ..

    ResponderExcluir

Olá! Muito obrigada por ler meu blog e obrigada também por se dispor a comentar meus posts. Seja muito bem-vindo(a)!

Importante!
Devido à falta de tempo hábil eu não me comprometo a responder perguntas referentes aos tutoriais postados neste blog.

Para saber mais sobre a melhor forma de utilizar este blog leia Termos de uso do blog.


Muito obrigada, fique à vontade para interagir.
Mas lembre-se:
Gentileza, educação e boas maneiras servem também para a vida nos blogs…