Abril 2012 - * Blog Elaine Gaspareto *

O que você viu nos blogs por onde passou?

em 29/04/2012

Vida corridaOi, gente!Como está a vida? A minha está como a imagem acima: corrida, agitada, correndo demais…Parece que falta minuto na minha hora, que falta hora no meu dia…tanta coisa pra fazer, tão pouco tempo pra dar conta de tudo…

Parece inacreditável, mas uma semana se passou desde a última lista de posts legais que a gente compartilhou. Não viu? Veja aqui: O que vi nos blogs por onde andei?
Foram mais de 50 links de coisas muito legais. Os mais clicados foram, na ordem:
  1. Tapete de porta com 153 cliques
  2. Para refletir com 148 cliques
  3. Borboletas reutilizando latinhas com 135 cliques
  4. O diabo investe em blogs com 106 cliques
  5. Conquiste o direito de ser uma nova mulher com 98 cliques
Bom demais, né?
Vamos divulgar então os posts legais que a gente viu por aí esta semana? Pode ser um post seu, pode ser algo legal que você tenha visto e gostado, de qualquer estilo e escrito à qualquer tempo, não precisando ter sido escrito esta semana, tá?
Veja a imagem e saiba como fazer para tudo sair direitnho:
Uma dica:
Para inserir o link de modo correto faça assim: clique com o botão direito do mouse sobre o título do post que quer divulgar. Daí clique em Copiar link. Este é o endereço que você deve colar no campo URL. No campo Name coloque o nome da postagem. Lembre que títulos bons atraem mais cliques.
Está aberta a lista de divulgação! Conta pra mim:

  O que você viu nos blogs por onde passou?

QUERO LER O POST COMPLETO

Encomendas entregues

em 28/04/2012

 

A casa de Tami

A casa de Tami

 

A Pedra
A  Pedra – Blog do Pr. Anselmo Melo
 
 
Compartilhando
 
 
Vivendo e Aprendendo

Cada um mais lindo do que o outro! Clique sobre a imagem para visualizar e conhecer.

Quer um lindo assim, e cheio de todos os recursos mais importantes? Envie um email pra mim e solicite maiores informações!

QUERO LER O POST COMPLETO

Punições aplicadas em casos de plágio e/ou contrafação

em 26/04/2012

Uma das perguntas que mais me fizeram quando publiquei o primeiro artigo da série sobre Plágio e suas variações (clique sobre o link e elia o primeiro artigo da série) foi quais são as punições que o Google aplica em casos de blogs pegos em flagrante de plágio e/ou contrafação. E se as tais punições, quando vindas do Blogger, demoram.

São 2 assuntos diferentes, embora tratem do mesmo tema:

Punições aplicadas pelo Blogger em casos de denúncia de plágio

Vamos primeiro falar do que nos toca mais de perto, que são as punições aplicadas pelo Blogger. Veja bem, este não é um post técnico, então vou usar uma linguagem bem simples e sem muitos termos complicados, ok?

Quando um blog é denunciado ao Blogger por plágio e/ou por contrafação em um primeiro momento o assunto é analisado pela equipe do Blogger. Em todas as vezes que denunciei cópias indevidas dos meus textos imediatamente eu recebi um email da equipe do Blogger informando exatamente isso: que a minha solicitação estava sendo averiguada e que em breve eu receberia um parecer.

Nunca demorou mais de 48 horas, em geral não leva nem 24 horas. Em todos os casos foi comprovado que o texto era meu, e que minha solicitação estava correta.

Mas o que acontece? No Fórum do Blogger informam o seguinte: O dono do blog que plagiou conteúdo  recebe  um email informando da denúncia e solicitando que o material seja imediatamente removido do blog plagiador. Caso o dono do blog não tome a providência de ele mesmo retirar o texto indevido o próprio Blogger retira. Sim, isso mesmo.

Caso um mesmo blog seja denunciado reinteradamente por plágio ou contrafação ele será advertido. O terceiro "nível" de punição é a suspensão do blog por tempo determinado. Caso haja nova reincidência o Blogger desativa o blog em questão, sem chance de volta. Perde-se tudo, de posts e comentários a seguidores. Não sei informar se o dono do blog, responsável pelo plágio, perde ou não o acesso à conta Blogger. Se alguém souber, me diz…

Ah, e nem precisa ser o dono do texto a fazer a denúncia. Qualquer um pode fazer.

E o Google, maior indexador de blogs e responsável por quase todo o tráfego vindo das pesquisas orgânicas? Como ele pune plágio?

Enquanto o Blogger precisa de uma denúncia para agir, o Google age por si só. Vou explicar:

De tempos em tempos os 'robozinhos' do Google varrem seu blog. Isso quer dizer que eles vasculham seu conteúdo para saber quando indicar seu blog quando alguém fizer uma pesquisa usando o Google. Se eles encontrarem conteúdo duplicado em blogs eles vão procurar quem postou primeiro e indexar o autor original do texto. Assim o conteúdo mais relevante e original vai aparecer antes nas pesquisas, e portanto gerar mais tráfego ao blog. E com isso o blog cresce, fica conhecido e fortinho.

Se os 'robozinhos' encontrarem em seu blog conteúdo suspeito eles vão rebaixar seu blog, e vão rebaixando até você não aparecer mais nos mecanismos de pesquisa. E um blog que não aparece nas buscas orgânicas vai morrer, cedo ou tarde. A punição final é excluir definitivamente seu blog do banco de pesquisa Google. Geralmente sem chance de volta.

Para te dar uma ideia da importância de estar bem posicionado nas pesquisas o meu tráfego vindo do Google é de mais de 56% do total. Isso quer dizer que se meu blog fosse penalizado por alguma denúncia verdadeira eu perderia mais da metade dos acessos, e portanto dos leitores do blog.

Mas, como eu disse, os 'robozinhos' são isso mesmo, são robozinhos, portanto cometem erros. Se você, querendo ser gentil, autoriza que outros copiem e colem seus posts na íntegra, saiba que o punido pode ser você. Os robots podem entender que o plagiador é você, mesmo sendo o autor original do post. E daí seu blog pode ser penalizado.

Tudo isso, tanto as punições do Blogger quanto as do Google, são severas para quem pratica plágio. Mas, do meu ponto de vista, tem uma punição pior: a perda da credibilidade.

Não se engane: cedo ou tarde o plagiador é descoberto. Todas as vezes que um caso de plágio de algo meu chegou até mim foi porque alguém me contou. Alguém sempre conta.

Mas atenção!

Se você denunciar de má fé, sem estar absolutamente certo de que o texto é seu, inteiramente seu, o penalizado será você. Portanto não faça jamais denúncias falsas!

 

Mas… e se você cometeu plágio sem saber que era errado, que é crime? O que fazer? Vou citar o que diz o site Blogosfera Antiplágio:

Primeiramente, você não deveria ter copiado o texto de outra pessoa - seja para postar no seu blog, ou em algum trabalho da faculdade ou em nenhuma outra ocasião.

Entretanto, isso aconteceu. É louvável que você esteja arrependido e agora queira remediar o seu erro. 

O primeiro passo é retirar o post do ar e pedir desculpas ao dono do texto por tê-lo copiado. 

Se você gosta muito daquele conteúdo, a melhor maneira de mostrar isso para os leitores do seu blog é falar de sua apreciação e colocar um link para o post original, para que os seus leitores possam conferi-lo.

Não fique com vergonha por ter errado, orgulhe-se por estar se reiterando e não caia no mesmo erro novamente.

Certo?

 

E falando em Blogosfera Antiplágio:

Está rolando hoje em boa parte da blogsfera, especialmente a literária, um protesto contra o plágio. Mais de 200 blogs estão participando, e o selo que ilustra esta postagem foi cedido pela organização da blogagem. Para conferir os participantes clique aqui: Participantes da blogagem coletiva antiplágio. E este blog e sua autora apoiam inteiramente o movimento.

Plágio é crime, não esqueçamos!

QUERO LER O POST COMPLETO

Concurso Literário 2012: textos lindos para te emocionar!

em 24/04/2012

Sabe o que eu fiz na noite de domingo passado? Eu li. E lendo, eu ri e chorei. Em alguns momentos eu ri alto, de gargalhar mesmo; em outros chorei de soluçar. Não, não li nenhum livro não. Ainda não é um livro. Mas será. Um livro escrito à muitas mãos, concebido em diversos corações. Um livro lindo e emocionante. O livro que resultará do Concurso Literário 2012.

Eu li todos os trabalhos que já foram enviados para participar do Concurso Literário 2012. Um monte de trabalhos, cada um melhor do que o outro. Você não imagina como este livro vai ficar lindo!!!

E como já estamos chegando ao final de abril, e o prazo para envio dos trabalhos termina  em 30/04/2012 resolvi postar hoje pra lembrar você, que deseja participar. E também pra incentivar quem ainda está indeciso. E pra convidar quem ainda não sabe do concurso.

Veja o selo (e leve para seu blog caso queira):

Para saber tudo sobre o concurso clique sobre o selo acima.  Para ler o regulamento clique aqui: Concurso Literário-Regulamento

Sei que muitas vezes a gente fica indecisa, com medo de não estar à altura, com receio de ser rejeitada. Eu também sinto isso, tantas vezes. Mas sabe? Se a gente não tentar, se não se jogar, nunca vai saber. E mesmo que um texto seu não esteja entre os que o juri vai selecionar você já terá dado um passo enorme, terá dado à luz palavras suas, que brotaram de você! E isso é gratificante demais!

E sobre não estar à altura, nem pense nisso. Somos todos aprendizes, e o objetivo é despertar o escritor que habita em cada um. Não há melhores nem piores, há escritores.

Bora aproveitar e enviar seu texto pra mim? Envie para concurso-literario@hotmail.com.

Se joga comigo, o passeio vale a pena!

QUERO LER O POST COMPLETO

O que vi nos blogs por onde andei?

em 22/04/2012

Durante muito tempo eu mantive aqui no blog uma coluna semanal chamada Conheça este blog. Tratava-se de uma forma de divulgar e homenagear blogs dos quais eu gosto, que eram importantes pra mim naquele momento (e a grande maioria continua sendo). Me dava grande alegria manter a coluna. Quem sabe ainda não volto com ela?
Pensei muito nisso esses dias. A gente lê tantas coisas legais pelos blogs, né? Lê, retuita, compartilha no Facebook…Já aconteceu com você? De ler um post tão legal, importante, que mais gente talvez gostasse de ler…
Pensando nisso eu tive uma ideia bem bacaninha pra divulgar as coisas legais que a gente lê durante a semana em blogs por aí afora. É o seguinte:
Todo sábado de noite vou colocar no ar uma espécia de lista de divulgação. Uma lista aberta para que todos os meus leitores queridos possam deixar o link de algum post bacana que tenham lido e gostado. Pode ser qualquer assunto, de qualquer blog, de qualquer dia. Pode inclusive ser de seu próprio blog (pode ser do meu também rsrsrs).
O divertido é ter uma lista de postagens legais pra gente visitar. E assim conhecer e ler coisas interessantes que podem ter passado desapercebidas no corre-corre de todo dia.
Como vai funcionar?
Simples.
Todo fim de semana vou colocar uma nova lista no ar. Você lê uma postagem interessante por aí afora(que pode ser sua, de seu blog) e vem aqui divulgar. Clica sobre o símbolo semelhante a este que estará no fim da lista: A seguir coloca o link do post que deseja divulgar. Note que é o endereço do post e não do blog, ok? Coloque também seu email (não será mostrado) e o nome do post que está divulgando. Assim:
Amostra do formulário para inserir links
E está feito! Os posts que você gostou de ler agora poderão ser conhecidos por outras pessoas. Pode inserir quantos links desejar, ok?
Bora divulgar o que é bom? E se tiver um tempinho visite os posts linkados, tá? Só coisa boa, vai por mim!
bom domingo

QUERO LER O POST COMPLETO

Como enviar livros pelos Correios de modo mais barato

em 17/04/2012

Como enviar livros pelos Correios de modo mais baratoOntem eu fui aos Correios enviar alguns livros para amigas queridas, presentes ganhos em sorteios no blog e na última rifa realizada pelo Blog Solidário. Também enviei livro para Londres e para a Itália. Como envio e recebo muitos livros(amooo) vou compartilhar com você uma dica muito útil para baratear esses envios: Registro Módico.
Para usufruir do serviço é muito simples: coloque o livro que será enviado dentro de um envelope aberto. Coloque seus dados de remetente e os dados do destinatário. Abaixo do endereço do destinatário (bem ao final do envelope) coloque em letrar grandes assim:
IMPRESSO                 REGISTRO MÓDICO
O livro enviado terá um número de rastreamento (importante nesses tempos de perda e extravio de encomendas) e o valor cai pela metade. Para te dar uma ideia um livro de 260 gramas custou menos de 4 reais pra ser enviado para São Paulo.
Tem algumas dicas para não ter problemas ao enviar por esta modalidade:
  1. Deixe o envelope aberto pois ele precisa ser conferido pelo atendente dos Correios. O motivo é que apenas material impresso pode usar esta modalidade de envio.
  2. O peso não pode ultrapassar 1 quilo.
  3. É indispensável que o endereço do remetente e do destinatário estejam completos.
  4. Se o atendente dos Correios se recusar por desconhecer a modalidade de envio (aconteceu comigo no começo, ninguém aqui em São Joaquim sabia o que era) peça à ele para acessar a página dos Correios neste link: http://www.correios.com.br/produtosaz/produto.cfm?id=BC88AAF6-012E-0AB5-92EF0B95721B8CE1. Lá ele lera isso:
Registro Módico:
O Registro Módico é uma redução tarifária aplicada ao serviço de Registro Nacional. Pode ser utilizado junto aos serviços de Carta (comercial e não comercial), impresso normal, impresso especial e mala direta postal, quando da postagem de:
- livros em geral, postados por qualquer pessoa física ou jurídica;
Isso é importante pois no começo me diziam que só escolas de ensino à distância podiam usar. Mas a verdade é que todo mundo pode e deve usar.

Dica extra da Vanessa Anacleto:
Elaine, querida. Avise o pessoal que não precisa deixar o envelope aberto ou embrulhado com barbante. Ele pode ser lacrado se for feito um envelope que deixe o livro a mostra.
Eu faço assim: Corto a ponta do envelope na medida do livro, embrulho o livro com papel celofane transparente e coloco dentro do envelope cortado em uma das pontas. Fecho o envelope normalmente e na ponta cortada, que deixará uma das partes do livro a mostra eu fecho com fica adesiva bem larga para reforçar o pacote. Pronto, dá pra ver o livro e ele vai sem risco de ser aberto pelos correios.
Gostou? Então compartilhe! E se quiser me mandar um livro de presente não se acanhe não… amooooo!!!!
QUERO LER O POST COMPLETO

Por que que a gente morre?

em 15/04/2012

Há uma cançao chamada 8 anos, que a cantora Paula Toller compôs para seu filho Gabriel que diz, em um certo trecho:

"Por que que a gente espirra?
Por que as unhas crescem?
Por que o sangue corre?
Por que que a gente morre?
Do qué é feita a nuvem?
Do qué é feita a neve?
Como é que se escreve
Reveillón?"

Perguntas que as crianças fazem, mas que esta mulher de 39 anos também faz, uma delas ao menos... Por que que a gente morre? E depois que morre, pra onde a gente vai? O que acontece com a gente?

Fiquei pensando muito nisso esses dias, muito mais do que penso habitualmente. Desde que soube da morte da Glorinha Lion, do blog Café com bolo e Glorinha.

Glorinha estava doente, gravemente doente, com um melanoma inoperável. Excelente escritora, dona de um dom enorme com as palavras, eu a conheci mais de perto quando me concedeu um bate-papo sobre seu livro Na esquina do tempo, nº 50 (confira a entrevista aqui). Uma leitora portuguesa me deu a notícia; nem sei dizer como fiquei triste…

Fiquei triste pela vida perdida, pela perda, pela forma como o câncer se manisfestou e a levou tão rápido… sem chances de lutar. Sei que as pessoas morrem, mas ainda me choca uma pessoa-blogueira morrer. Alguém tão próximo e ao mesmo tempo um estranho… Enquanto escrevo olho o blog dela… há tanto dela ali… nas palavras, nas cores escolhidas, nos detalhes… Será que ficará ali pra sempre? Seria bom…tipo um memorial da grande escritora que ela era, da blogueira cheia de ideias, dada à interação, franca e direta sempre. Fiquei triste, tive por ela meu dia de luto…

E me ocorre de novo a pergunta: por que que a gente morre? Será mesmo que a gente morre? E se a morte não é o fim, então o que acontece depois dela? Nosso "eu" humano se recusa a aceitar que podemos ter o mesmo destino dos outros animais… Nos agarramos ferozmente à convicção da centelha divina que nos torna(ria) eternos… Uns creem, outros acreditam que a morte é como um filme que termina: acabou o filme, acabou a vida, apague as luzes… Outros creem em segunda chance, renascer aqui outra vez…

Perguntas pessoais, e cada pessoa, dependendo de sua vivência, experiência e fé (ou não-fé, como era o caso da Glorinha) terá uma resposta diferente. Eu sei… durante muito tempo eu achei que tinha a resposta. Hoje não tenho mais a resposta, só me restou a pergunta…

E como toda pergunta decisiva só eu posso achar a resposta que me satisfaça. Nem que seja no fim de tudo, quando enfim as minhas luzes também se apagarem…

QUERO LER O POST COMPLETO

Série: Plágio e suas variações

em 12/04/2012

Série: Plágio e suas variações

Um dia, pesquisando para uma postagem, encontrei sem querer um blog que, pasme! continha ao menos uns 5 textos meus, postados na íntegra.
Eram 2 tutoriais das dicas para blogs, 1 conto e os demais textos eram coisas pessoais minhas, dessas que escrevo e que chamo de crônicas por falta de nome melhor.
Pois bem, estavam lá, inteirinhos.
Alguns informavam que o texto era meu, que eu era a "fonte", sem link no final. Outros, nem isso, dando a entender que a autora deles era a pessoa dona do blog.

Neste caso específico eu enviei um email para a dona do blog solicitando que ela por favor retirasse meus textos do blog dela, uma vez que minha autorização não foi pedida.
Ela me respondeu que havia mencionado que os textos eram meus, e que eu era muito grossa e mal educada,e egoísta já que não queria compartilhar o que poderia ajudar outras pessoas.
Respondi que não sou egoísta, uma vez que meu blog é aberto e todo mundo que quiser pode consultar tudo o que posto, em qualquer tempo.
Mas que não há sentido em ler a postagem no blog de origem se ela já foi todinha copiada e colada em outro lugar.
Sem contar que mencionar e linkar são coisas diferentes.

Expliquei o que é plágio, o que é contrafação, o que são direitos autorais e o que o Blogger diz sobre isso em seus termos de serviço. Falei sobre as punições que o Google aplica em casos de conteúdo duplicado. Expliquei tudo.

Adiantou? Não, foi pura perda de tempo.
Me desgastei à toa, fiquei irritada e o pior: ela não retirou as cópias indevidas. Portanto não recomendo discutir, nem bater boca.
Mas durante o episódio aprendi algumas coisas muito importantes e vou compartilhar com você, meu leitor querido.
Para o artigo não ficar imenso e você desistir de ler (e me deixar sofrendo de solidão) vou dividi-lo em 4 partes, ok?
Começo assim uma série que venho desejando fazer há muito tempo: Plágio e suas variações
Mas…

O que é plágio?


Em termos bem simples plágio é o ato de assumir como seu algo que foi produzido por outra pessoa. Por exemplo: um texto de um blog, um PAP de algum artesanato. Além de feio isso é crime, estando previsto no artigo 184 da lei nº 9610 (clique aqui e conheça a lei). O fato de não deixar claro que o texto ou PAP é de outra pessoa configura plágio.

Mas e se a pessoa deixou claro que o texto ou PAP não é dela, citou a "fonte", deu o link… e colou o post todinho… Aí está tudo dentro da lei e eu não posso fazer nada, certo?
ERRADO!
Se você não autorizou expressamente, é crime, mesmo que o texto copiado contenha seu link (alguns, malandramente, colocam o link da página inicial mas não da postagem usurpada). Isso se chama contrafação.
Mas…

O que é contrafação?


A lei 9.610 estabelece que contrafação é a reprodução não autorizada da obra intelectual, seja ela material ou imaterial. Uma forma de contrafação bem comum no Brasil é a pirataria, crime no qual cópias ilegais são vendidas com preço inferior às originais.
Em termos bloguísticos podemos definir contrafação como o ato de repostar em seu blog conteúdo extraído de outros blogs sem prévia e expressa autorização do autor. Assim como no caso de um cd pirata, onde sabemos que o cantor é ele mesmo mas certamente não autorizou a cópia indevida, contrafação em termos bloguísticos é tão crime quanto plágio, podendo portanto sofrer as mesmas penalidades.

Disse no começo que não recomendo essa atitude de reclamar e vou dizer agora o que recomendo: denuncie ao Blogger.
Não bata boca, não discuta, não faça alarde, não se exponha desnecessariamente.
Para aprender como fazer uma denúncia por plágio e/ou contrafação leia:

Como denunciar cópias indevidas ao Blogger

Algumas 'justificativas" que recebemos quando reclamamos de cópias não-autorizadas:

1- "Mas eu coloquei seu link no final" Me responda sinceramente: quem vai ao blog ler o texto original se já leu ele todinho no blog que copiou e colou? E assim fica fácil, né? Alguém leva horas pesquisando e escrevendo algo legal daí vem alguém e em menos de 2 minutos tem um post novinho pra chamar de seu…
O modo certo de fazer é: copie um pequeno trecho inicial e coloque o link direcionando para a postagem original. Assim você recomenda algo que achou importante, ajuda seus leitores e não fere o direito autoral de ninguém. E não queima seu filme no mundo dos blogs. Vai por mim, as pessoas sempre descobrem, cedo ou tarde.

2- "Copiei porque gostei, é uma forma de homenagem." Não, não é homenagem. É ruim, pode causar punições dos mecanismos de pesquisa para seu blog e fazer você ser punido pelo Google por conteúdo duplicado. Na boa? Quer homenagear alguém que escreve bem? Link o blog da pessoa. Ou faça um poema pra ela. Copiar não é homenagear.

3- "Não sabia que não podia copiar…" Ahá! Essa é a mais comum (algumas vezes sincera, mas na maioria dos casos é cinismo mesmo). Então vou ensinar algo que fiz no blog Vias percorridas e aqui no meu também: colocar um alerta anti-cópias ao final de todas as postagens!

Para fazer é muito simples: vá ao painel de seu blog, clique em Modelo e a seguir clique em Editar HTML.
Dentro da caixa de códigos tecle Ctrl+F e na barra de busca que expandir digite isso:


Achou? Acima dele cole este código:


Copiar o código


Não esqueça de alterar onde marquei e colocar o texto de alerta que desejar.
Depois de pronto clique em Visualizar e se estiver tudo ok salve suas modificações.
E acabe com isso de "não sabia que não podia copiar"…

No próximo artigo vamos falar mais sobre as punições do Google (principal mecanismo de pesquisa e indexação de blogs) para artigos duplicados e como isso afeta seu blog.
Aguarde!

Gostou deste artigo? Então clique nos botões de compartilhar ao final do post e compartilhe!

Veja os demais posts da série:

Saiba tudo sobre plágio, suas variações e possíveis punições

QUERO LER O POST COMPLETO

Mais trabalhos lindos entregues

em 10/04/2012

image
 
Cadê meu rímel?
Imagem do topo enviada pela cliente
 
image
 

Eu que fiz…ou quase isso

Este último blog eu fiz o menu e o topo. A ilustração exclusiva e original foi criada pelo ilustrador Marcelo Daltro, esposo da Patrícia Daltro.

Caso queira uma ilustração exclusiva, feita especialmente para você, de acordo com seu desejo e por um preço bem em conta, que cabe no bolso, peça um orçamento sem compromisso ao Marcelo. Caso se interesse me diga e eu passo pra você o email de contato dele.

 

Gostou? Quer ter um blog todo organizado e lindo pra chamar de seu? Entre em contato comigo e eu faço pra você!

QUERO LER O POST COMPLETO

O momento em que fui mais feliz

em 09/04/2012

60-GHá um ditado, que certamente você conhece, que diz: "Não há felicidade plena, o que existe são momentos felizes". De certa forma isso é verdade.

Creio que ninguém nessa vida é 100% feliz o tempo todo. Todos temos momentos ruins, momentos de dor, tristeza e solidão profundas. Momentos de desabar, de sentir o chão faltar. E todos temos momentos de puro encantamento, momentos felizes, alegres, plenos.
Fiquei pensando nisso esses dias… em meio às tormentas dos dias maus me peguei pensando nos momentos em que fui mais feliz.

Lembrei de tantas coisas, tantas coisas que ficaram no passado… muitas vezes um passado distante, noutras vezes um passado que foi ontem… Lembrei do dia quando, aos 8 anos, cheguei em casa dizendo pra minha mãe que havia passado de ano, da 1ª para a 2ª série, como a primeira aluna da classe. Lembro do abraço dela me levantando do chão, lembro dela feliz.

Lembrei do dia em que minha irmã nasceu. Minha irmã caçula, pequenininha e delicada, chegando em casa com minha mãe, de taxi. Nunca havia visto um taxi na vida. Nem um bebê tão pequeno. Eu tinha 6 anos e lembro exatamente. Lembro de ter sido feliz naquele dia; eu tinha já um irmão, mas ter uma irmãzinha era muita felicidade!

Lembrei, por esses dias, de cada pequena conquista: das redações lidas diante da classe toda, tantos elogios… lembrei de todos os momentos vividos dentro da igreja, do quanto fui feliz lá, quando ainda tinha inocência suficiente. Lembrei de quando dei um basta em um noivado ruim, do quanto fui feliz ao conseguir dizer que não queria mais.

Lembrei de tantas felicidades…Lembrei do dia do meu casamento, o quanto estava feliz e tranquila. Lembrei do dia que nos mudamos para esta casa, dia 03 de fevereiro de 2001. Lembrei do dia em que segurei a Ana Laura pela primeira vez em meus braços, do tanto de amor que senti e do quanto fui feliz naquela hora.

Lembrei do dia que criei este blog e lembrei de todos os dias que ele me fez feliz. De todas as pessoas queridas que me fazem feliz. De tudo que aprendi, de tudo o que vivi até aqui…
Tantos momentos felizes…
E agora que contei alguns dos meus, conte alguns dos seus pra mim?

E quer saber o mais louco, e mais impressionante disso tudo?
O melhor ainda está por vir!
Tem um mar imenso de momentos felizes esperando por mim. Tem um oceano imenso de momentos felizes esperando por você.
Bora mergulhar?
feliz semana nova


QUERO LER O POST COMPLETO

Menu horizontal com sub-abas

em 04/04/2012


Um dos pedidos mais comuns aqui na sessão dicas para blogs diz respeito à menus horizontais.Eu uso este aí abaixo do cabeçalho há bastante tempo, e tenho instalado o mesmo modelo em alguns blogs que personalizei. Mas o funcionamento dele depende do template que o blog usar, então fui procurar um outro menu com sub-abas que fosse mais fácil de usar. E achei. E agora reparto com você.

Para começar vá ao seu painel do blog e acesse o código fonte de seu blog. Dentro da caixa de código tecle Ctrl+F.
Na barra de busca que aparecer digite ]]></b:skin> e tecle Enter para localizar.

Acima dela cole o Código CSS:


Copiar os códigos


Salve seu template.
Para modificar as cores e fontes observe que já deixei sinalizado no código.

Mas atenção! Só altere onde está marcado, ou seja, somente cores e fontes. E muito cuidado para não apagar nenhum sinalzinho senão o menu não funciona.


Agora a parte mais fácil: Vá ao seu painel e clique na aba Design. Clique em Adicionar um gadget e escolha a opção HTML/JAVASCRIPT.
Na janela que abrir cole o Código HTML.


Faça as devidas modificações, inserindo seus links e os nomes que deseja que apareçam em seu menu. Salve.
Tá pronto.

Parece muito difícil, e realmente é preciso atenção.
Mas quando a gente quer aprender uma coisa a gente sempre consegue.
E assim, com tudo sinalizado, fica bem mais simples, né? Uma dica é você testar tudo antes em um blog de testes.
Daí, quando sentir segurança insere a novidade em seu blog.
É assim que eu faço, até aprender.
E se não der certo em um template, tente outro pois nem todos aceitam o menu com abas.
Vá testando até conseguir.
Demora, mas vale a pena aprender algo novo.
E lembre-se que nem sempre o Internet Explorer aceita mostrar esse tipo de menu. Aliás, o Explorer é complicadinho...


QUERO LER O POST COMPLETO


Visualizações

Contando...

Dias online
Postagens
comentários