Tantas Lilianes, tantas Eloás, tantas Sílvias

em 17 de fevereiro de 2012

T210-2BEnquanto escrevo este post chega ao fim o julgamento em primeira instância do assassino da Eloá. Ainda não se sabe o que será dito pela juíza que preside o julgamento. E enquanto leio as notícias, lembro de um outro caso, muito pouco conhecido, que aconteceu aqui em São Joaquim da Barra há uns 5 anos atrás.

Havia uma menina que trabalhava em uma fábrica de calçados, mesma profissão que eu exerço. Cidade pequena, poucas fábricas, eu a conhecia de vista. Liliane. Ela tinha um namorado, trabalhador desempregado do corte de cana, sujeito quieto e muito ciumento. Brigavam, reatavam… até que um dia ela decidiu terminar de vez e seguir a vida. Ele passou a insistir pela volta, ela dizia a ele pra seguir o caminho dele e deixar que ela seguisse o dela.

Uma quinta-feira à noite ele bate no portão da casa dela, e de acordo com o irmão e os pais, diz a ele que ali estava pra dar uma última chance dela "criar juízo" e voltar a namorar com ele. Última chance, ele disse. Ela, muito calma, diz que não, que não o ama mais, que quer a felicidade dele mas que pra ela acabou mesmo. Ele vai embora, e ao sair repete: "Tem certeza? É sua última chance"

Na sexta-feira de manhã ela, junto com o irmão (trabalhavam na mesma fábrica) chega pra trabalhar. O dia, está apenas começando, é pouco mais de sete da manhã. A fábrica (conheço o lugar) tem um corredor comprido, e no começo do corredor tem um tanque que as meninas usam pra lavar panos de limpeza. O tanque fica a uns 20 metros do fundo da fábrica, talvez um pouco mais.

No momento a moça está sozinha lavando os panos que usou pra limpar o balcão de acabamento no qual trabalha. O ex-namorado, que passara a madrugada amolando o facão,  pára a bicicleta na calçada, desce, se dirige até ela e ergue o facão de cortar cana que usava pra trabalhar. O primeiro golpe atinge os dedos da mão direita, decepados imediatamente. Ele visa o rosto, ela ergue as mãos, e novamente ele a atinge. Decepa dedos, a mão esquerda e finalmente, em menos de 30 segundos, atinge o pescoço dela. Vários golpes, e o irmão vê o ataque quando já é tarde demais. Ele corre, tenta defender a irmã, é atingido também.

O assassino sai do corredor calmamente, sobe na bicicleta e enquanto o choque domina ele ganha os poucos minutos necessários para fugir. Entra na casa de um amigo, que o ajuda, queima a camisa ensanguentada e ganha roupas novas para fugir. Recebe também a ajuda de um outro amigo, que chama um moto-taxista que o leva até uma fazenda. Lá ele é capturado rapidamente. Está preso, acusado de homicídio, tentativa de homícidio, roubo e porte de drogas.

Quem me contou a estória foi meu patrão, assustado e chocado; ela havia trabalhado para ele tempos atrás, todos gostavam dela. No dia do velório as fábricas liberam os funcionários. Ela tinha 22 anos.

Se você quiser conferir alguns jornais relataram o caso: Jornal Pequeno e O Estado de São Paulo.

Coisas assim acontecem todos os dias. Sei disso. Mas o dia que eu perder a capacidade de chorar e me indignar com coisas assim eu estarei morta. Fico pensando…

Penso em como a lei é toda errada. Ele ficará preso o que? Uns 10 anos? Sairá da cadeia muito antes de envelhecer, aos 30 e poucos anos. Quantas vezes já não vimos isso? Minha mãe tem um vizinho que matou o guarda da empresa que ele invadiu pra roubar. O assassino foi absolvido porque fugiu do flagrante e hoje desfila lindo e saudável de moto(roubada).

Se eu defendo pena de morte? Sim, em muitos casos sim. Estupradores de crianças, assassinos reincidentes, pessoas perigosas que não possuem limite algum.

Mas defendo sobretudo leis sérias, sem brechas, que trancafiem um assassino pra sempre. Do que adianta condenar Lindemberg há 98 anos de prisão (ouvi agora a sentença) se ele sairá em 5 anos porque "tem bom comportamento"? Vide Guilherme de Pádua. E centenas de outros.

Tive uma prima assassinada pelo ex-marido (contei o caso neste post aqui, há muito tempo) e hoje ele casou de novo, está bem de vida e minha prima linda, de olhos verdes e tão parecida comigo é apenas uma lembrança. E uma dor para os pais e para os dois filhinhos que deixou…

Leis mais sérias, veredictos que sejam cumpridos, sem brechas pra salvar assassinos. Este é meu sonho pra hoje… pra que não hajam tantas Lilianes, tantas Eloás, tantas Sílvias…

Alguém que escreve. Especialista em si mesma. Leitora que lê muito menos do que gostaria. Blogueira por paixão e profissão. Propriedade da Princesa e da Menininha, e de um cachorrinho muito levado chamado Bloguinho. Tentando viver. Sempre.

46 comentários , comente também!

  1. Com certeza, Elaine. Leis sérias, que punam os criminosos. Mas parece que é querer demais... No Brasil, infelizmente o crime compensa. :/

    ResponderExcluir
  2. Estava pensando nesse Guilherme de tal tbm.
    Só quem convive ou conviveu com psicopata sabe o que é. A gente passa o resto da vida escondida, com medo, e sem recomeçar nada.
    Aqui em Franca tbm aconteceu faz uns 2 meses. O rapaz matou a namorada de 15 anos, a avó e atirou no pai dela, que não morreu. E depois se matou.
    É muito grave, é triste, mas acontece praticamente todos os dias....
    Eu que o diga!

    Beijossss

    ResponderExcluir
  3. Pois é. Trabalho na justiça criminal deste país, Mais precisamente no TJ de SP e nao me conformo por nao ocorrer pena de morte ou perpetua neste país, se fosse fora ele certamente seria condenado a pena de morte. Mas aqui? O Brasil tem que comer muito arroz com feijão pra chegar a este patamar! Só discordo d algo, ele provavelmente sairá em 25 ou 20 anos, mesmo que com bom comportamento, mas mesmo assim acho pouco! Ele merecia a morte sim! Quem sabe ele nao pegue uma tuberculose por lá e por lá fique. Bom Deus é quem sabe, mas que dá uma raiva tremenda destes homens que acham que são nossos donos! Isso é falta de terem escutado Não dos pais, e hoje nao conseguem lidar com isso. Bjaum e bom feriado!

    ResponderExcluir
  4. Vc tem toda razão ... este seu desabafo é, infelizmente, o desabafo de muito hoje ... pessoas que perdemos pessoas queridas, pessoas que perderam conhecidos ou pessoas que perderam pessoas ... isso já bastaria para que a gente se sinta indignada diante do sentimento de 'mãos atadas' que somos obrigadas a engolir .... até quando assassinos bandidos estupradores terão direito a ter direitos não? até quando?

    ResponderExcluir
  5. Elaine passei aqui para conhecer seu blog, sugestão da Edinir, tenho certeza que fiquei fã.
    Essas tragédias diárias são de uma profunda tristeza, meninas-mulheres que pensam amar demais e homens-maus que amam de menos. Eloá teve a cobertuda da imprensa e isso contribui muito para que a justiça seja mais rápida e "justa" mas sabemos que nem todas tem ou terão o mesmo tratamento por parte da mídia.
    Só Deus mesmo para nos defender destas coisas que nos entristecem e preocupam a qualquer pai ou mãe.

    Tenha um bom carnaval.

    Bjs

    ResponderExcluir
  6. E que seja um sonho transformado em realidade, se não para nós, ao menos para um futuro próximo.
    E que um dia nossas crianças possam apanhar frutas no quintal dos vizinhos, construir cabaninhas para cuidar de cachorros de rua, fazer passeios de bicicleta com toda a turma pelos parques e ruas desertas, pegar carona para ir à praia, e tantas outras peraltices que fazíamos há poucos anos...
    E que continuemos mantendo a capacidade de nos surpreender, emocionar e indignar.
    Beijos

    ResponderExcluir
  7. Isso é o nosso Brasil, que deixa a solta monstros como esse do seu relato!!!!

    ResponderExcluir
  8. Estava ainda pouco conversando com meu filho mais velho (9 anos) e explicando como acontece aqui no Brasil, é quase impossível de acreditar que um país como o nosso ainda aceite uma "justiça" dessas..Beijos

    ResponderExcluir
  9. Infelizmente ainda existe muita inpunidade em nosso pais. Agora há pouco falava c/uma amiga no telefone(ela ajudava uma familia numa cidade vizinha daqui de Ribeirao Preto- Jardinópolis e ela me contou q/o marido havia matado a esposa, deixou 2 filhas gemeas de menos de um ano.Qtas mulheres morrem, vivem c/medo, sendo espancada por estes monstros, até quando......
    Bjs,
    Rai

    ResponderExcluir
  10. Olá querida, que blog lindo de verdade. Pena de morte não,mas perpetua de verdade, sem direitos ai sim...boa semana..voltarei sempre.estou te seguindo

    ResponderExcluir
  11. Oi Elaine! A indignação é geral (para as pessoas de bem).
    Eu, antes de viajar para um país de primeiro mundo, que respeita o ser humano, são educados e cumprem os direitos e deveres etc etc, já não estava mais gostando do país que nasci.
    Agora então, vendo tanta impunidade, corrupção, deboche .........
    Cansa, se eu pudesse ia embora hoje mesmo, sem nenhuma saudade desse sistema brasileiro, que envergonha as pessoas de bem, repito!
    Não sei se tem conserto, mas como esperança é a última que se vai ........
    Quem sabe um dia.
    Beijos querida e um bom descanso no feriadão.

    ResponderExcluir
  12. É menina...
    Infelizmente nossa justiça é vergonhosa.
    O Lindenberg foi condenado a mais de cem anos, só que na realidade, daqui a uns 15 anos ele estará livre...

    bj
    Beta

    ResponderExcluir
  13. Eu lembro de um outro post no qual você contou a história dessa moça, fiquei chocada e ainda estou... Mas confesso que o que mais me chocou foi o comentário que ouvir hoje lá na copiadora da universidade, o rapaz disse que sentia pena dele, afinal devia ter deixado a menina, ela não queria mais ele, ai ele foi lá e matou a menina... Coitado, ele foi a maior vitima pq agora tá preso perdendo a juventude dele!!! Diga ai: eu mereço isso???? Quem quase morreu ali fui eu!!!

    Claro que eu não tenho uma lingua e sim uma metralhadora então dei-lhe um rela do bom... Mas, te digo, enquanto houver quem pense dessa forma as leis sempre terão brechas... Lembro de minha amiga que pesquisa processos criminais contra assassinos no começo do século XX, das lágrimas dela contado os casos, de como os réus eram inocentados pelo juri as vezes contra a vontade do juiz e me corroí a alma ver o quão pouco isso mudou, hoje se condena, mas a penas curtas...

    As mulheres perdem a vida e as vitimas são os assassinos!!

    ResponderExcluir
  14. O que me incomoda nisso tudo é pensar que um ser humano tem coragem de tirar a vida de um outro. Isso me deixa tao incomodada Elaine. Deus, como pode ter coragem? De MATAR? Matar Elaine, gente, acho isso tao forte.

    Me incomoda pensar que alguem nao aceite o fim de um romance. Que gente pirada cara.

    ResponderExcluir
  15. Olá Elaine.
    Triste história. Infelizmente são histórias que acontecem por todo o lado. Acabamos de ter também uma tragédia em portugal de um homem que assassinou com uma catana mulher filha, neta, e os animais domésticos que tinha. E ainda viveu com eles durante uns dias em casa. Um horror. Aqui em portugal a pena máxima são 25 anos de cadeia. O que é isso... E ainda por cima com bom comportamento sai em menos de metade. Por isso concordo consigo penas mais sérias e sem brechas...
    Beijinhos grandes e bom fim de semana.

    ResponderExcluir
  16. Oi Elaine!
    Concordo com você quando diz que as leis brasileiras não fazem a devida justiça. De que adianta condenar uma "criatura" dessas a 98 anos se ele não vai passar nem metade disso no xilindró!
    Não sou totalmente a favor da pena de morte, porque num país onde o cara que rouba um leite no mercado fica preso por mais de um ano e um assassino confesso (Pimenta Neves) desfila por tanto tempo impune pelas ruas, imagina quantos "cafés pequenos"seriam condenados à morte enquanto verdadeiros assassinos iriam se valer de adiamentos, perícias e advogados medalhões para se safar? Creio que pena perpétua já estaria de bom tamanho para trancafiar assassinos, estupradores e até mesmo traficantes.
    Ainda há pouco vi no jornal sobre um homem que estuprou uma menina de 12 anos dentro de um coletivo...onde vamos parar?
    E agora, é carnaval! E o ano vai começar após a quarta feira de cinzas!
    Bom feriado!
    Beijos, Renata
    palpitandoemtudo

    ResponderExcluir
  17. Nós fazemos parte do melhor. Usamos o amor que existe em nossos corações, nos revoltamos com essa lei, educação, política e sofremos com dores alheias, digo porque tem gente que nem tem essa grandeza, o que mais me revolta nessa tal lei é quando vejo registrado em imagens e algumas ao vivo ter que ouvir "Será aberto inquérito para apurar os fatos, se for comprovado..."
    Assistimos durante 100h ao vivo em dores(cores),estam defendendo o que mesmo lá? 14 testemunhas (não devem ter TV)3 dias de julgamento, escolta e blá blá,realmente fica difícil julgar e proteger causas que ficam décadas empilhadas a espera de traças, se estam comprovando o que já esta comprovado: A humanidade esta doente e falta de respeito é o principal sintoma e parece que contagioso. Ainda bem que estamos protegidas, pelo menos da falta de amor.
    Cut beijos e que Deus nos proteja nesse feriado #onde irresponsáveis e psicopatas soltam seus bichos#

    ResponderExcluir
  18. É Elaine o sentimento é impotente até para comentar...O que dizer? Seja qual for a linha de argumento , um prepondera: não há nada que justifique a violência gratuita ou não..mas por que elas ocorrem? pergunta sem resposta, são fatos que se repetem sistematicamente e estes indivíduos são posto em liberdade e na maioria das vezes voltam a cometer os mesmos crimes , com os mesmos requintes de perversidade,infelizmente mora um "monstro" em cada um apenas à espera do momento de acordar,não creio na recuperação destas pessoas, somente a misericórdia de Deus para nos proteger. Somente uma certeza as "vítimas" estarão bem melhores onde estiverem , livres! Abraços.

    ResponderExcluir
  19. horrivel historia por aqui em Portuga aconteceu tb uma situação macabra á apenas alguns dias um homem com os seus 50 e mts matou a mulher a filha e aneta com apenas 4 aninhos à catanada, ainda matou todos os animais dométicos e manteve os corpos durante uma semana inteirinha em casa até que foi apanhado. enquanto os corpos estavam em casa a apodercer ele fazia a vida normal dele andava na rua e tudo... foi preso. hoje foi encontrado enforcados com os lençois na cela onde estava... enfim. há pessoas que não tem nenhum resto de humanidade.....
    bjs

    ResponderExcluir
  20. Nessas horas eu queria muito um Death Note (Caderno da Morte), sabe?

    Hoje em dia pessoas morrem ate por uma briga por causa de lixo na rua. Eu não sei o que está acontecendo com os seres humanos... Sério.

    ResponderExcluir
  21. Essa semana uma menina de 12 anos foi estuprada no ônibus no RJ, soube no blog da Lola (Escreva, Lola, escreva), entre outros crimes bárbaros contra a mulher.
    Não sei como tem pessoas que ficam indiferentes, eu fico SEMPRE chocada com essas violências contra a mulher, principalmente meninas. Para esses criminosos deveriam ter penas mais duras, castração inclusive. Pois se não sabem se conter, corta fora, né?
    Beijinho, Elaine.

    ResponderExcluir
  22. é Elaine...
    tem toda razão no q postou,
    não tem como se indignar...
    ficar triste,
    temer pelo dia seguinte, pelo futuro,
    pq temos filhos, sobrinhos, primos.. nascendo agora, se formando, enfim...
    concordo com td q escreveu,
    e me pergunto: até qdo?
    como assisti a irmã da linda Luíza, q recentemente foi assassinada dentro de casa (msm caso da linda Bianca...), ela disse: até qdo?

    bj
    da Li

    ResponderExcluir
  23. Aff, não dá para achar normal, apesar de vermos todos os dias nos noticiários...sofro junto com as famílias e sempre peço a Deus que os conforte e que justiça seja feita.No caso da Eloá senti muito por ouvir todos os dias em que ela ficou presa e também depois de sua morte, o seu nome que por sinal é o meu...foi um sensação horrível.

    Realmente aqui no Brasil muita coisa precisa mudar, sei que muitos países tem problemas, não só o Brasil, mas em caso de impunidade, estamos em um dos primeiros lugares.

    Que Deus conforte os familiares e amigos da Eloá, e que agora eles possam pelo menos dar continuidade as suas vidas.

    Tenha uma linda sexta-feira e um ótimo feriado!!!

    Beijinhos :)******
    www.saladamista2.blogspot.com
    @saladamista2

    ResponderExcluir
  24. Que nunca passemos por uma tragédia dessas. Deus abençoe essas famílias que perdem os entes amados dessa maneira. Mas em lugar nenhum do mundo homens ficam presos a vida toda por matarem mulheres. Estas, sim, são punidas exemplarmente se matam seus maridos, ou namorados, ou amantes.
    Não sei porque, mas é assim.
    Se um dia um bandido desses, solto, matar alguém da família de um magistrado (não é desejo, nunca! mas uma constatação)talvez a lei mude e os coloque em prisão perpétua.
    Beijo!

    ResponderExcluir
  25. Hoje em dia não se tem mais respeito uns pelos outros...o tal de "um por todos e todos por um" está se usando para unirem-se para roubar, matar etc..
    Nos meros cidadães que desejamos o bem para o próximo, vimemos com "Deus por todos e cada um por si" por conta dessas maçãs podres que andam por ai!!!

    ResponderExcluir
  26. É verdade,nem animais fazem uma barbaridade dessas

    ResponderExcluir
  27. Oi Elaine!

    Todas as histórias são muito tristes. Fui lá ler o post da sua linda prima de olhos verdes e realmente é uma lástima um casamento se tornar isso.

    O relacionamento que faz a pessoa perder o viço, a alegria e por fim a vida devia ser assim: se você se aproximasse da pessoa tocaria um alarme bem alto pra você se afastar, mas isso não acontece e essas pobres mulheres fizeram, sem saber, escolhas erradas ao se aproximar desses fracos que não admitem "perder".

    Já vi cada covardia contra a mulher nesse mundo forense que nem é bom relembrar...afff...

    São muitas vidas com vários tipos de violência que infelizmente não recebem tanto destaque da mídia, mas ainda assim faz um estrago imenso na vida da família. Só Deus pra dar o conforto nessas tragédias.

    Beijos.

    Clau

    ResponderExcluir
  28. Laine, a minha única preocupação com a pena de morte no Brasil é que, com a nossa polícia "eficiente", mta gente inocente vai acabar morta injustamente. Mas que a prisão perpétua deve existir, que bandido não deve ter pena reduzida por "bom comportamento" e que não devia ter brecha na lei pra salvar bandido, isso eu acho.
    Bjs

    ResponderExcluir
  29. Faz tempo que não passo por aqui, mas assim como vc sou a favor de penas mais duras, mas sobretudo de que a nossa legislação seja revista e o sistema prisional alterado, assim quem pegar 100 anos que pague por eles.

    Bjos

    ResponderExcluir
  30. Heeey coração,
    Passei no seu blog e estou seguindo se poder fazer o mesmo viu <3
    Beijos e Sonhos Doce ...
    --------------------------------------------------
    chuvaadenovembro.blogspot.com

    ResponderExcluir
  31. INfelizmente as leis aqui no Brasil deixam muito a desejar.

    ResponderExcluir
  32. É tanta impunidade, são tantas injustiças e barbaridades, que mesmo os punidos, as apurações da pena ainda privilegiam os assassinos, os bandidos engordam na cadeia, tem regalias pagas por nós...bem não vale nem falar a respeito!
    São tantas as Eloás,como vc bem falou...
    Bom carnaval
    bjs Sandra
    http://projetandopessoas.blogspot.com//

    ResponderExcluir
  33. oi Elaine
    excelente texto....
    excelente reflexão
    e eu fico pensando:
    quantas Lilianes, Eloás precisarão existir pra que a gente compreenda a necessidade de se educar as pessoas para o respeito?
    Respeito aos sentimentos dos outros.
    E a autoestima e segurança deste rapaz?
    Com quem ele aprendeu ser tão agressivo?
    E os outros crimes que os mais fortes cometem contra os mais fracos?
    Precisamos repensar nossa maneira de olhar as coisas, as pessoas.
    Infelizmente, o sistema penitenciário não corrige nada, pelo contrario.


    querida, recebe o meu abraço neste dia.

    ResponderExcluir
  34. Elaine,

    Essa mudança na lei é urgente, se formo analisar com sangue frio foi um grandes espetáculo encenado por todos, exceto a vítima e seus familiares, e claro, nós, que ainda acreditávamos que dessa vez seria diferente. É um teatro pra mídia, para a advogada de defesa, para a promotoria, todo mundo usou disso para alavancar a carreira, o sentença foi enorme, mas o que de fato ele vai cumprir é vergonhoso. Me doeu ver a mãe da Eloá acenando para o público como se justiça tivesse sido feita, será que ela tem noção de quanto tempo o assassino da filha dela ficará realmente preso?
    Enfim, me indigno com tudo isso.
    Grandes beijos e que dias melhores se sigam!

    ResponderExcluir
  35. Olá minha querida amiga!!!
    Vim lhe visitar, deixar meu abraço e colocar meu bloco na rua. E dizer-lhe que sua "Escola" é tudo de bom.Nota 10 em todos os quesitos, 10 em "harmonia", 10 em "alegorias", 10 em "adereços" e principalmente 10 pelo "conjunto". Que sua "evolução" nunca se dissipe e que você seja sempre a campeã desse samba-enredo chamado "Vida".Nessa folia, sou arlequim de sua paz e de sua alegria em viver.Conte comigo para convencer os jurados, de que sua "Escola"(blog) é NOTA DEZ em tudo.Bom Descanso!!! Rubi Valente.
    www.valentebrasil.blogspot.com

    ResponderExcluir
  36. Olá, querida
    E ainda chamam isso de amor...
    Bjm de paz e alegria

    ResponderExcluir
  37. Boa noite Elaine, o permanecer junto por medo, pavor é mais frequente do que possamos imaginar, antes achava que a mulher suportava por falta de amor próprio. Hoje, apesar das leis inclusive a Maria da Penha, penso diferente é uma questão de sobrevivência. O crime se tornou banalidade, noticia hoje, amanhã esquecimento.
    Mesmo assim, mostrar a nossa indignação possa vir a surtir algum efeito.
    Abraços carinhosos

    ResponderExcluir
  38. Não é só no Brasil que a mulher é violentada à exaustão. É horrendo.Qt às nossas leis, pior é o Poder Judiciário que não as aplica corretamente.

    ResponderExcluir
  39. Bom dia Elaine!

    Concordo com as leis sérias que sejam cumpridas, para acabar com a impunidade. Morte? Não resolveria, ao contrário, acabaria com a dor do assassino neste plano...

    Início do ano (05/jan), um grande amigo meu foi assassinado, está semana foi que saiu a prisão preventiva, o assassino fez o óbvio: Fugiu! Este é um em milhares no Brasil, de uma coisa tenho certeza Elaine, da justiça divina não tem como fugir, e quem planta colhe... As leis dos homens são falhas... Inclusive a lei de "morte"! Sendo que a aplicação dela não diminuir a dor de quem fica e a ausência de quem foi...

    Mudando de assunto: A minha cadela também tem esse olhar meigo, grande amiga vcs ganharam!

    Um carnaval tranquilo e relax p/ vcs!

    Beijosssssss

    ResponderExcluir
  40. Essas coisas são muito complicadas... pq a justiça dá mole demais, a gente tem a impressão que crime só é grave para a vítima (que morre) pois o criminoso fica descansando um tempinho às custas do povo e logo tá solto.

    ué, lembra daqueles casos famosos, tipo Fera da Penha? A mulher ficou só 15 anos presa depois de ter queimado a menina que era filha do amante, tá viva até hj curtindo aposentadoria.

    Os assassinos da menina Araceli (caso antigo tb) um deles VIROU NOME DE AVENIDA NO ESPÍRITO SANTO, DANTE MICHELINI! ou seja, além de não ser preso por ter violentado, matado e queimado uma criança ainda ganhou nome da principal avenida da cidade como homenagem!!!
    E rir da cara do povo...
    bjs Elaine, Deus proteja vc e os seus

    ResponderExcluir
  41. Concordo plenamente com seu ponto de vista Elaine. A criminalidade está tão sem controle por conta das leis atuais que chegamos ao ponto de nós, cidadãos de bem, vivermos em cárcere. Enquanto tipos como esse voltam as ruas a cada dia para matar, roubar e violentar novamente. Eu considerava minha rua até um ano atrás calma e tranquila. Porém o craque chegou entre meninos de 10 a 11 anos por aqui. Na semana passada bandidos mataram um rapaz de 24 anos na minha rua. Qualificado como: vitima de divida de drogas. E, os bandidos, não satisfeitos com isso, atirarão no cão dele, que tentava em vão defendê-lo, morreram os dois. O medo imperou por aqui, e nós e nossos filhos ficamos literalmente "presos". Penso que se houvesse leis mais rígidas haveria menos facilidades de se comprar drogas e armas que nem policiais têm. Penso que se houvesse mais pessoas preocupadas com o seu próximo e menos com seu próprio umbigo, diminuiríamos e muito o número dessas vítimas do "craque", quiçá se extinguiria essa erva daninha de nossa sociedade.

    ResponderExcluir
  42. Amei seu cantinho... ja virei seguidora, se poder me faca uma visitinha e se gostar me siga tbm..


    www.blogdabiane.com

    ResponderExcluir
  43. Não consigo deixar de pensar que estou criando uma filha mulher e peço a Deus para que ela não se meta com homens desse tipo quando crescer.

    ResponderExcluir
  44. Elaine,
    Eu me emocionei aqui com a história de sua prima...
    Mas qdo uma morte violenta dessas acontece assim, eu penso que se não houver uma punição rigorosa para o assassino aqui na Terra, ele será punido por Deus...

    bjão

    ResponderExcluir
  45. Elaine,
    O caso e a morte de Eloá ficaram bom guardados pra mim, no dia que aquele animal a matou eu estava na sala de espera em um hospital aqui em Porto Alegre, aguardando a cirurgia do meu ex-marido (um tumor maligno no cerébro). Além de toda a ansiedade que eu estava passando, ainda assisti aquilo pela tv da sala em que aguardava.
    Eu também sou a favor da pena de morte para casos extremos de violência. Infelizmente é como você disse eles acabam saindo em pouco tempo.

    Bjos
    Mana

    ResponderExcluir
  46. Existem várias e prefiro nem estender mais este assunto já que só estou marcando ponto por aqui.

    Tristezas como esta só me partem o coração.

    Bjs

    ResponderExcluir

Olá! Muito obrigada por ler meu blog e obrigada também por se dispor a comentar meus posts. Seja muito bem-vindo(a)!

Importante!
Devido à falta de tempo hábil eu não me comprometo a responder perguntas referentes aos tutoriais postados neste blog.
Pedidos de ajuda individual serão respondidos conforme o meu tempo e disponibilidade permitirem.
Por favor, entenda: comentários sem relação alguma com o post não serão liberados e nem respondidos.

Para saber mais sobre a melhor forma de utilizar este blog leia Termos de uso do blog.



Muito obrigada, fique à vontade para interagir.
Mas lembre-se:
Gentileza, educação e boas maneiras servem também para a vida nos blogs…