O mais difícil

em 29 de agosto de 2011

Qual a coisa mais difícil que você tem que fazer todos os dias? Acordar? Levantar depois que acordou? Ou ter que levantar sem ter acordado direito? Ter que enfrentar todo santo dia a mesma rotina? Ou a cada dia ter um leão pra abater?

Qual a coisa mais difícil que você faz, ou precisaria fazer, todos os dias? Já pensou nisso?

Eu já. E cheguei à conclusão que a coisa mais difícil que preciso fazer todos os dias é respeitar quem é diferente de mim. E isso inclui todo mundo, porque ao menos em um aspecto todos somos diferentes, né?

E como respeitar a diferença é difícil! Diferença de opinião, de postura, de valores. diferença de linguagem, de momento, de temperamento. De expectativas. Se a gente não tomar cuidado, nos estranhamos até com quem a gente gosta de verdade.

Eu preciso respeitar, por exemplo, que meu marido é diferente de mim. Ele gosta de coisas que eu não suporto, ele tem opiniões que eu não tenho e ele certamente pensa o mesmo sobre mim. E olha que vivemos juntos há mais de 15 anos…

Agora imagine o quanto de respeito é preciso nas relações virtuais, com pessoas que só conhecemos pelo que escrevem. E bem sabemos que somos todos muito mais complexos do que uma postagem ou uma tuitada...

Fiquei pensando nisso ao ler o excelente post da Cissa Branco, e também lendo os comentários. Pensando nos equívocos que a gente comete, nos julgamentos errados que a gente fz e também dos quais somos vítimas…

Pessoas que a gente conhece, outras que a gente lê de vez em quando, opiniões tão diferentes, outras tão iguais…e eu penso que se não houver respeito pelo diferente a coisa toda vira um rastilho de pólvora. As pessoas vivem vidas diferentes, possuem formação diferente e portanto têm opiniões diferentes sobre um mesmo assunto.

E o mesmo acontece em nossas opiniões sobre as pessoas, né? Outro dia eu recebi um email de uma (ex) leitora dizendo que leu alguns elogios sobre mim em outros blogs mas que com ela é diferente pois ela me achou antipática e fria, que eu nem dei bola pra ela e que ignorei seus pedidos  para que eu seguisse o blog dela.

Fiquei pasma. Como alguém arranja tempo pra ser grosseira com alguém que nem conhece??? Eu mal consigo ler e responder a quem eu aprecio, e tem dias que chego a sonhar com pessoas queridas cujos emails ainda não retornei!  Mas depois eu deixei pra lá, porque, né…só notas de R$100 agradam todo mundo. E a opinião dela é esta, e não muda em nada o que de fato eu sou.

Isso acontece com todo mundo, eu acho. Eu posso achar determinada pessoa muito gente boa, ter simpatia por ela e uma outra pessoa discordar de mim. Repito: depende de cada um…E eu tenho uma coisa comigo: a opinião de alguém sobre uma pessoa não me influencia. Eu tento, nem sempre consigo; porque a gente acaba mesmo dando ouvidos a algumas coisas, especialmente (no meu caso) quando são positivas. Mas eu evito criar expectativas. Prefiro minha experiência às experiências alheias.

E é sempre bom  lembrar que aquilo que a gente escreve pode ser interpretado de uma maneira totalmente diferente da intenção original. Depende sempre de quem lê…do momento de cada um.

Mas uma coisa eu considero essencial, pra continuar querendo blogar: respeitar sempre, discordar com educação e não ser agredida de graça. No dia que a vida virtual me trouxer mais desgostos que prazer, eu caio fora.

Afinal prazer é o que vale a pena, né? Se for pra chorar, sofrer e ficar chateada, bora brincar de outra coisa, uai…

Né?

Alguém que escreve. Especialista em si mesma. Leitora que lê muito menos do que gostaria. Blogueira por paixão e profissão. Propriedade da Princesa e da Menininha, e de um cachorrinho muito levado chamado Bloguinho. Tentando viver. Sempre.

50 comentários , comente também!

  1. Oi Elaine!

    Adoro mesmo esse seu jeitinho de escrever, uai...rs...

    Sabe que o post da Cissa foi bem terapêutico, a gente soltou as bruxas mesmo, mas reconheço que muita gente faz asneiras na vida virtual por pura ingenuidade. Ninguém é obrigada a conhecer as regrinhas que imperam por aqui há tempos, logo que chega no mundo bloguístico.

    Eu mesma tinha hábito de ir nos blogs do povo no começo e dizer coisas do tipo: que blog lindo, tô te seguindo,rs... quer dizer, quase pedindo prá amiga ir me visitar e seguir tbém. Com o tempo a gente percebe que isso não é legal, mas também não é o fim do mundo.

    Tô começando a achar que qdo fui no blog da Cissa eu tava de TPM, ou será que sou tripolar ou algo assim? rs ... Malhei o povo e agora tô com peninha...rs... #alocka

    Não me dou com selinhos: Fato 1.

    Não consigo retribuir visitas: Fato 2.

    Ignoro gente deselegante, negativa ou insistente demais. Fatos xxxxxx.

    Beijão.

    Clau

    E qdo eu falei no post da Cissa sobre as blogueiras que se acham, não falei daquelas que não tem tempo por se humanamente impossível, de visitar as amigas e comentar nos blogs, falo daquelas que se acham a própria Lady Gaga da blogosfera e sequer falam conosco no twitter ou dão um mínimo de atenção ao longo de meses. Eu sei que não conseguimos ir atrás de todos os comentários muuito simpáticos que recebemos, no meu blog não consigo, imagina um blog com mais movimentação como o seu e o da Fernanda Reali, mas ficar no pedestal só recebendo visitas, isso nem o Papa faz mais, né amiga...rs

    ResponderExcluir
  2. OLA
    SIM o mais difícil do dia é enfrentar as diferenças....todos os dias ao acordar e sair para enfrentar a vida devemos agir com calma para ´não bater de frente com a opinião de outros..nem sempre é fácil...
    adoro a blogosfera é onde encontro pessoas com várias idéias como as minhas
    bjossssssssssssss

    ResponderExcluir
  3. Olá Elaine!!! Obrigada por mais estas palavras tão edificantes!!! Tenho o mesmo pensamento que voce e acho que muito mais importante que o sentimento amor é o sentimento respeito pois se temos respeito um pelo outro com certeza muitas pessoas não serão mortas por amor!!! Tenha uma linda semana com muitas flores e cores para voce!!! Beijos!!!FLOR

    ResponderExcluir
  4. olá, roberto carlos deveria cantar : é preciso saber conviver !!.. pq é dificil p caramba.. a famosa frase : não se pode agradar a gregos e troianos , é a maior verdade do mundo .. vejo isso no twitter ..mas concordo c vc: qdo deixar de prazer melhor pular fora .. bjks LIN

    ResponderExcluir
  5. Elaine adorei seu post, sempre leio coisas boas de você,seu blog é ótimo, nos ajuda muito, sempre estou por aqui, por mais que eu não comente, porque não sou muito boa com palavras, mais estou aqui...e sabe tenho seu link no meu blogroll, e nem tinha visto que não era seguidora, pode isso, mais agora sou, rsrs...É isso não precisamos seguir ou comentar sempre pra mostrar o quanto aquele blog ou pessoa é importante pra gente, né... então não vamos fazer julgamento errado, se todos pensar assim: aquela pessoa não me segue é porque ela é antipática , imagina gente sigo tantos blogs e alguns deles nem sabem que existo, rsrsr
    Vamo que vamo, que comentários assim só nos deixam fortes!!!!
    bjinhuss

    ResponderExcluir
  6. Oi! Primeira vez que venho aqui e, ao contrário de uns e outros rs, não te achei nada antipática! É engraçado mesmo ver como as pessoas têm uma percepção completamente diferente sobre um mesmo ponto, mas acho que a graça do mundo é justamente toda essa diversidade! Eu, pelo menos, adoro conhecer o diferente e entendê-lo. Sou curiosa. rs Adorei o post! Bjs

    ResponderExcluir
  7. Amiga concordo em tudo que falou neste post. Eu as vezes fico chateada por não ter tempo de visitar todas as(os) amigas(os), a atenção que todos merecem. Mas fora daqui temos uma vida corrida e atarefada e as pessoas tem que entender isso, se não entendem não podemos fazer nada.
    Agora com relação à comentários grosseiros, tenta passar por cima disso, pois a pessoa que fez isso devia estar de mau humor e a primeira pessoa que achou pela frente, descontou.
    Eu acho que essas pessoas deveriam usar essa energia e tempo pra fazer um passeio ou algo de sua preferencia, mas não o fazem.
    Você é uma pessoa super amiga, compartilha informações, nos alerta de coisas, sempre está ajudando. Só peço que Deus te proteja de pessoas com coração amargo.
    Muitos e muitos beijos, te desejo uma ótima semana !!
    Fernanda

    ResponderExcluir
  8. Boa noite Elaine, concordo com vc, muitas vezes o que falta é um segundo olhar desarmado pra que tenhamos outra impressão sobre algo ou alguém!
    Adoro seu blog, e amo as dicas(aulinhas pra blogueiras como eu rs!) pra deixar o blog melhor, além do seu jeitinho de escrever! E é tudo isso que me faz voltar aqui e não o fato de vc me seguir ou não!!
    Uma bjk e muito sucesso pra vc!

    ResponderExcluir
  9. É, Elaine! Por isso parei com o blog. Porque estava me aborrecendo, mas não por causa de alguém, mas por mim mesma. Que me cobrava muito. Que queria agradar a todos, o que é absolutamente impossível.
    Acho que vc está certa em suas colocações. Não devemos fazer julgamento das pessoas sem que as conheçamos de fato. E ninguém conhece ninguém, até nós mesmos podemos nos surpreender.
    Lembro-me de tê-la julgado um dia, achei tb que fosse indiferença sua, e na maior humildade vc foi a mim, elegantemente, através de um e-mail, justificando-se. E eu me redimi e até hoje me envergonho da minha precipitação. Ainda bem que não a agredi com palavrs, apenas me tomei por vítima e choraminguei minha decepção. Mas a gente se decepciona por nossa própria causa, porque sabemos bem que ninguém tem que corresponder a tudo que queremos.
    Hj me orgulho de ser sua amiga, tenho certeza de que é recíproco.
    Para mim sempre é um prazer ler o que vc escreve.
    Boa semana!

    ResponderExcluir
  10. Eu sempre acreditei que o amor fosse o sentimento maior do mundo, acredito ainda, mas tenho percebido que ele já não é mais suficiente pra garantir um bom relacionamento, seja real ou virtual, mas que é fundamental, vital até, que tenhamos educação e respeito pelo outro, independente do que for. É jamais esquecer que somos diferente sim, que o ideal de beleza pro sapo é a sapa, que cada um tem livre arbítrio e que todo ser humano é sim responsável por todos os outros. Porque cada ação de um vira uma reação em cadeia. Ela vai interferir na vida de quem está ao seu lado, que fará um movimento que irá atingir o outro e assim por diante, bem como uma corrente do bem ou o que é pior, do mal também.

    Mais uma vez eu chego aqui, leio suas letras e aplaudo de pé!
    CLAP CLAP CLAP

    Xerinhos
    Paty

    ResponderExcluir
  11. O mais dificil para mim tem sido as segundas-feiras, eu faço piada, invento motivos, trago o Garfiel para dialogar comigo, mas cada vez que ela chega eu penso, menos uma semana de prazo para eu escrever minha dissertação, menos uma semana para eu fazer esse projeto acontecer... Eu tou sendo patrocinada pelo CNPq... Minha orientadora no meu pé, dezenas de livros para ler, 10 anos de jornal para conferir... e escrever uma dissertação... Enfim... o mais dificil é isso!!!

    E o blog, o blog é meu amor... me trás mais alegrias que aborrecimentos, o diferente, bem... eu sou uma irmã que pesquisou cultura afro-brasileira e fala sobre os Orixás com a traquilidade de quem fala sobre qualquer outra mitologia, conhece as secretarias de algumas das maiores igrejas catolicas de Recife e pensa em Nietzsche enquanto assiste missas (o que céus uma evagelica faz assistindo missas ein?!?!?)... Eu me sinto tão diferente Elaine já sei que o normal é ser diferente, isso é moleza pra mim, agora prazos, prazos me enlouquecem!

    Sei que vc convive com prazos, como faz ein?!?!

    ResponderExcluir
  12. Elaine, penso exatamente assim. Admiro sua franqueza!!! Amo blogar, falar de casa, da casa dos sonhos porque a minha não vê reforma ha muitos anos. Sou alérgica e meu marido não suporta mexer em nada. Ele se cansa so de pensar e não quer que eu faça também. Mas eu escrevo, planejo, alimento sonhos porque a internet permite isso. Faço o que posso por puro prazer. Tenho um lema, quando recebo algo ofensivo, deleto! Só isso. Quando tiver que deletar muitos acho que vou ficar muito cansada... ai não sei... beijos, ótima semana!!!

    ResponderExcluir
  13. Elaine, nem me fale. E é melhor eu nem te contar :-)

    boa semana pra vc tb!

    ResponderExcluir
  14. Bom dia, Elaine!

    Acredito que vc tocou em alguns pontos muitos bons para reflexão.
    Se vc não gosta de uma pessoa, o que me impede de eu gostar, não é? Se cada é única, assim são os relacionamentos construidos. Acredito que tempo e respeito só faça a amizade aumentar e se fortalecer.

    Mas olha, pra mim, o mais difícil ao acordar é simplesmente começar a labuta. Pq depois, engato uma quinta marcha e voou... Mas até fazer isso.. fico no tranco.

    Boa semana pra vc!
    Beijos,
    Elaine (sua xará tb)
    www.caminhandocontando.com

    ResponderExcluir
  15. Mas minha nossa! Essa pessoa que disse ter lido elogios a vc e ter discordado, sem dúvida alguma merece ser 100% ignorada...
    É, realmente, respeitar as diferenças não é mesmo tarefa fácil... Sou obrigada a concordar c/ vc...

    (Embora eu tb ache uma tarefa dificílima levantar da cama cedo em um dia frio e chuvoso aqui no RS... ;-) É p/ matar...hehehehe!).
    Bjs flor!
    Déia Feminices

    ResponderExcluir
  16. Linda e Maravilhosa Amiga:
    "...Pessoas que a gente conhece, outras que a gente lê de vez em quando, opiniões tão diferentes, outras tão iguais…e eu penso que se não houver respeito pelo diferente a coisa toda vira um rastilho de pólvora. As pessoas vivem vidas diferentes, possuem formação diferente e portanto têm opiniões diferentes sobre um mesmo assunto..."

    Deu-nos lições de civismo e exemplar Cidadania perfeita.
    É um Ser Humano muito valioso e puro. Fabuloso.
    Parabéns pela sua escrita de sonhar e...sonhar e...sonhar.
    MUITO OBRIGADO pela ternura que deixou no meu blogue e adorei.
    Beijinhos de pura amizade respeitadora do que expressa com talento gigantesco.
    Sempre a admirá-la e a estimá-la

    pena

    É brilhante. Linda.
    Adorei.
    Bem-Haja, preciosa amiga.
    Adorei tudo o que vi de autêntico deslumbre.

    ResponderExcluir
  17. Elaine,

    Sou muito grata a vc pelas palavras, mais que um designer do Blog, eu obtive um designer novo no tratamento de assuntos virtuais, o que me deixou leve e em paz.

    Sou grata por demais e vc nem imagina.

    Vejo que as relações pessoais são como um guarda roupa onde cada um chega com sua mala cheia de experiências, costumes e educação e coloca nesse guarda roupa, depois chega outra pessoa abre sua mala e coloca tb suas experiÊncias lá.

    Se não houver limites, bom senso e respeito, não haverá espaço nesse guarda roupa, irá um sobrepor as coisas do outro, e no final ficará uma bagunça, onde não se achara´nada e alguém irá retirar suas coisas e procurar outro guarda roupa.

    A vida é assim, eu sou muito diferente de meu marido tb somos opostos em tudo, mas pelo bem da convivência respeitamos o limite de cada um e as opções.

    Acho que quem pensa diferente no mundo virtual deve ser respeitado também, até porque a diversidade é que nos faz ser tão especiais, porém depois de nossa conversa e do que vc relatou penso que a vida real é onde está toda a nossa verdade, no nosso dia a dia, quem pensa que acha que sabe tudo a nosso respeito emitindo opiniões adversas por apenas tuitadas, textos, opiniões na web para mim não me aborrece mais. Aprendi que devemos deixar certas coisas aonde merecem no virtual mesmo e não contaminar o real que é onde vivemos.
    Excelente post Elaine!

    Grande Beijo... e boa semana produtiva

    ResponderExcluir
  18. Ah esqueci lembrei de um poema de Adélia Prado sobre o que muitas vezes penso quando me desencanto com o virtual:

    De vez em quando Deus me tira a poesia. Olho pedra, vejo pedra mesmo. Adélia Prado

    ResponderExcluir
  19. É, Elaine! Você já me conhece o suficiente pra saber que concordo com tudinho que disse.

    Já fiz posts sobre esse assunto, porque sou vítima de pessoas que acham legal ser grosseiras, pessoas que as caem no blog por acaso e falam um monte de grosserias. Pessoas que nos acompanham só pra ficar discordando de tudo com um ar de sarcasmo. Acho que esse segundo grupo é o que mais me irrita. Se a pessoa tá achando o blog chato, porque volta? Por que comenta? Não entendo isso.

    Leio vários posts por dia, de pessoas que sigo e não concordo com nada do que tá escrito, simplesmente pulo aquele post e pronto. Não preciso dizer pra pessoa que não gostei, acho o fato de não comentar já diz isso e não ofende a pessoa. Assim como pulo posts que não tenho o que comentar, para deixar um comentário vazio, melhor não deixar nenhum.

    Mas na internet tá cheio de gente que tem prazer em agredir, porque aqui ninguém tem endereço, nem telefone, ninguém precisa se encontrar na rua, essa questão do anonimato facilita demais esse tipo de atitude.

    Beijocas

    ResponderExcluir
  20. Não concordo!!!.......... brincadeirinha........ vc tem toda a razão..... temos que respeitar os diferentes de nós.... e isso é muito difícil às vezes.
    Seu texto, como sempre, é ótimo.
    bjs
    Sônia

    ResponderExcluir
  21. Concordo contigo...Se não tivermos prazer, caímos fora. Eu não posso ficar num lugar que me faça mal... Enquanto a alegria existir de blogar, estaremos aqui!beijos,tudo de bom, linda semana!chica

    ResponderExcluir
  22. Né... também acho.
    Ainda não aconteceu comigo, mas o respeito está em primeiro lugar na vida.Tem gente que acha que é o dono da verdade e o mundo todo está errado. Tenho pena.
    Eu também acho que fazemos com prazer, independente se temos retorno ou não. Eu vou onde quero e comento o que quero por livre e espontânea vontade, sem ficar me pedindo pra seguir o blog ou comentar... E espero que as pessoas façam o mesmo comigo, que gostem do que eu escrevo e comentem se assim gostarem e não por retribuição.

    Boa semana pra vc...
    Beijos.

    ResponderExcluir
  23. Nem preciso dizer que concordo em gênero, número e grau... rsrs Mas, já que estou aqui...rsrsrs
    Amiga, realmente essa é uma tarefa difícil: respeitar! E já diz o ditado: "respeito é bom, todo mundo gosta e conserva os dentes!!" he he he
    Eu também tento não me importar com algumas coisas. Opiniões são pessoais, sempre e cada um tem um jeito de pensar, de agir, de blogar até... E todos somos muito mais do que o pouco que escrevemos aqui (mesmo escrevendo muito! rs)
    E tb concordo que a "vida virtual" deve ser prazerosa, agradável, se não, não tem lógica em "existir"!
    Grande beijo!!!

    ResponderExcluir
  24. Tem toda a razão!
    Muitas pessoas são movidas pela inveja e pelo ciúme porque não conseguem alcançar certos objectivos, esquencendo que para isso é preciso trabalhar.
    Não ligue, siga em frente
    Beijo

    ResponderExcluir
  25. Relacionamento são sempre complicados... Temos os nossos valores e o outro os valores dele. Temos a nossa índole e o outro prioriza outras coisas...
    O respeito é fundamental... Mas mesmo assim é difícil demais!
    Tenha uma ótima semana!
    Um abraço carinhoso

    ResponderExcluir
  26. Bom dia amiga,

    Olha eu tenho pensado muito nisso, nos últimos dias, sobre as diferenças e tbm acredito que o respeitar é a melhor saida.

    Todo mundo sabe que todo mundo é diferente, mas sempre tem aqueles que se decepcionam com alguma opinião e insiste em nos mudar.

    Eu já deixo bem claro que não mudo para agradar ninguém e assim como eu respeito a opnião alheia gostaria de ser respeitada, infelizmente nao é assim que acontece.

    E o que eu penso sobre uma pessoa, ou os defeitos que "somente eu" acho que a pessoa tem, nao interferem na minha relação com ela, agora se os meus defeitos interferem e a pessoa começa a reclamar do meu modo de pensar e agir, infelizmente tbm, eu acabo me afastando.

    Pq o ser humano é assim, ele se atrai pelo iguais, pelos pensamentos iguais e fica quase impossivel conviver com as diferenças, que só será possivel se tiver maturidade e respeito.

    Bjo!

    ResponderExcluir
  27. Adorei o post, Eliane ! Tô rindo até agora com o sonho (ou pesadelo) dos e-mails não respondidos, me lembrou a propaganda dos "pôneis"...rsrsrsrsrrs

    Como somos exigentes com o outro, né ? Bah, tem dias que nem eu me agüento, e ainda vou querer que meu próximo seja perfeito ? E viva a diversidade, imagina se todo mundo fosse igual, em tudo. Que chato seria... E assim, aprendendo a sermos tolerantes, crescemos, convivemos melhor.

    O que mais me faz "sentir em casa" por aqui é a tua transparência, tua franqueza. Não promete nada, mas nos ajuda muuuuuuuuuito, sempre. Fico à vontade para comentar, ou não. E fica tudo bem. Simples assim.

    Beijo grande, ótima semana pra você !

    ResponderExcluir
  28. Eu adorei este post.Adoro quando tenho um pré julgamento e de alguem e vejo que estou errado muitas das vezes pra bem.

    ResponderExcluir
  29. Oi Elaine!
    Bom dia! É assim que gosto de acordar, mas sempre dá...fiquei pensando sobre isso do "que é mais difícil"...por incrível que pareça o mais difícil é justamente o que eu mais faço: "ter que fazer". Eu acordo já pensando : hoje "tenho" que fazer isso, "tenho" que fazer aquilo...claro que muita coisa eu faço com prazer, outras eu faço automaticamente (tipo: fazer almoço)e outras faço por obrigação. Eu sou uma pessoa que me cobro muito, então já estou tão acostumada com o ter que fazer que nem percebo. Mas como você perguntou...eu pensei e é justamente isso que é o mais difícil, porque se eu não faço me dá uma sensação de... incompetência.
    Agora quanto às relações humanas, virtuais ou não, confesso que sempre me surpreendo. Pessoas que eu achava que poderiam ser antipáticas acabam sendo um doce e vice-versa. Tento não me deixar influenciar pelas opiniões virtuais, mas nem sempre é fácil. Agora, agradeço por nunca ter encontrado uma pessoa " mal educada" nos comentários.
    E como você disse: "se for para horar sofrer e ficar chateada, bora brincar de outra coisa". É isso aí!
    Beijos, Renata
    palpitandoemtudo

    ResponderExcluir
  30. Pessoas grosseiras só trazem desencanto para a nossa vida e o melhor para a nossa sanidade é afastar de tais pessoas. Mas como fazer isso, quando as grosserias partem de pessoas da nossa convivência? Outro dia estava conversando com o meu filho, lhe falei sobre como a intimidade permite você destratar ou falar "não" sem reservas, e porque não fazemos isso com quem não convivemos? A desculpa é sempre "foi um desabafo".
    Na verdade estamos todos cheios de razão - cada um com a sua própria razão. E o mais difícil é aceitar a razão do outro e compreender.
    O mundo está precisando de delicadeza.
    Boa semana! Beijus,

    ResponderExcluir
  31. Fico pasma com a grosseria das pessoas,ainda me assusta.
    Quanto à respeitar as diferenças,de repente fica tão difícil que as coisas se quebram.
    E tenho certeza que é mais difícil respeitar as diferenças dentro de casa do que no mundo virtual.
    Tô passando por uma experiência assim e posso falar com propriedade.
    Mas enfim,que nossa semana seja linda,cheia de coisas boas.
    Um beijo cheio de saudade.

    ResponderExcluir
  32. Gentileza gera gentileza né? já dizia o profeta.

    Cada vez eu me pergunto mais como as pessoas arrumam tanto tempo para brigas, críticas e grosseria.

    Palavras escritas, cada um interpreta como quer, e tem muitas coisas que ficam mal ditas assim.

    Todos são egoístas e acham donos do mundo, e ninguém se suporta mais.

    Incluo nisso a inveja de alguns comentários anônimos, que só distribuem ódio. As vezes eu penso o quanto a vida dos nossos antepassados era mais educada e com menos stress.

    ResponderExcluir
  33. Elaine, você já leu essa frase...comunicação não é o que você fala ou escreve e sim o que as pessoas entendem...Você disse tudo, cada um no seu momento interpreta de uma maneira e nunca vamos agradar todo mundo, sim, notas de Cem, agradam todo mundo, o mundo inteiro, sempre e para sempre...Essa deve ter sido a opinião de uma em 1 milhão!
    Boa semana!
    beijo

    ResponderExcluir
  34. Lendo o texto e alguns comentários (leitura dinâmica) concluí que a comunicação é complicada. A escrita, de todas, é a mais difícil.Às vezes tratamos um assunto com humor, ou ao contrário, com seriedade e quem lê imagina o que deseja e, pode rir quando é sério e chorar ou desprezar quando é leve e bem humorado. Faz pouco tempo que sigo mas estou gostando, penso até num futuro próximo conversarmos por email sobre meu blog.
    Quem tem tantos seguidores não pode desistir!
    Abraço,
    Beth.

    ResponderExcluir
  35. Oi, Elaine! Outro dia, no aniversário de minha sobrinha eu fiz um testezinho de propósito (mas com intenções secretas). Esperei juntar uma boa roda de gente de idades das mais variadas e fiz perguntas (1 sobre religião, 1 sobre futebol, uma sobre sexualidade e 1 sobre política). Quase saiu uma guerra.rsrs. Nunca vi tanta intolerância e tanta diferença sem o menor respeito pelas opiniões alheias. Minha irmã, anfitriã teve que apaziguar os ânimos.rsrs. São questões que permeiaam a vida de quase todos , todos os dias e é essa diferêncça gritante. Até aí, tudo bem. O problema é quando cada um quer que a sua vontade ou opinião prevaleça.

    Meu abraço e ótima semana.

    ResponderExcluir
  36. Primeira vez por aqui, adorei o texto e o blog, desejo uma semana maravilinda. Bjks♥

    ResponderExcluir
  37. Concordo com tudo o que vc disse aqui Elaine, eu acho que ninguém é melhor que ninguém, todos nós temos defeitos, e ninguém pode julgar uma pessoa só porque os outros gostam e ela não, o que seria do amarelo se todos gostassem do azul não? Se a pessoa não gosta do nosso blog,ou do nosso jeito de ser, seria muito mais bonito simplesmente não voltar mais lá, sem ter necessidade de dizer não gosto de voce, isso é ridiculo. E acima de tudo temos que ter respeito pelo outro, afinal respeitar o próximo é a maior virtude que um ser humano deve ter...bjokas uma ótima semana

    ResponderExcluir
  38. Elaine,

    Eu acho que respeito é primordial, pois sem ele não é possível estabelecer relaçãoes. Você pode não pesnar como eu nem gostar das mesmas pessoas ou coisas, mas eu devo respeitar seu ponto de vista, se não puder conviver com a diferença é melhor manter distância.
    Eu não me beseio pelos outros ou pelos seus comentários. Se alguém vem e me fala algo de outra pessoa, eu ouço, mas isso não influirá no modo que tratarei os outros. Mas infelizmente, muitas pessoas ja fazem pré julgamentos e deletam as pessoas de suas vidas sem dar a chance de elas se mostrarem quem são...uma pena. Mas é a vida...

    Bjos

    ResponderExcluir
  39. Olá amiga Elaine!!
    Estou sumida, mas sempre de olho e pensando nos amigos virtuais que gosto muito.

    Concordo com você e enquanto blogar me der prazer, me fizer bem eu estou por aqui, mas se me aborrecer demais procuro outro caminho.

    Pena que tem pessoas que nao tem o que fazer e gostam de ser grosseiras.

    Somos diferentes e temos que aceitar a cada um como são e ponto final.

    Beijos de saudades!!!

    ResponderExcluir
  40. Sabe que eu adoro ler vc né?
    E respondendo as suas perguntas:
    A mais difícil: escutar a quem nos quer bem...
    A mais difícil ainda: assumir nossos erros...

    E principalmente agradecer àqueles que nos ajudaram...

    Adorei seu post!

    Boa segunda!

    bjo

    ResponderExcluir
  41. E dificil entender que alguem se julgue no direito de obrigar alguem a pensar igual, mas o mais incompreesivel pra mim, é por algum motivo banal ameaçar familia e pricipalmente bebes inocentes.Sao coisas que vejo com alguma frequencia mas não vou entender nunca!

    ResponderExcluir
  42. Oi Elaine, parece que blogar não é só alegrias, não é mesmo?
    Fui ao outro blog, li o post, os comentários, e os comentários do seu. Quando a vontade de comentar é irresistível eu o faço, muitas vezes gostaria de comentar e são pessoas maravilhosas, mas evito porque acho que vou repetir o que outros já mencionaram.
    Percebo que as pessoas, tão gentilmente, retornam e fico pensando -"uma pessoa tão ocupada e tão necessária para o mundo virtual, vou ocupá-la mais ainda".
    Aí a gente fica sem conexão, quando retorna já se passaram 15 dias, você vai comentar o que, em notícia ultrapassada.
    Parece que é muito difícil lidar com as diferenças que nos incomodam, porque nos falta a tolerância e a comprensão de nós mesmos.
    Sabe, Elaine, a sua franqueza é assustadora, mas é muito real. Procuramos o prazer ao blogar, mas estamos à mercê de "ladrões" de textos, imagens e sonhos.
    O que seria para dar prazer, nos leva ao desgosto.
    Obrigada por mais uma aula, abraços carinhosos

    ResponderExcluir
  43. A felicidade incomoda quem não pode tê-la, ou quem a tem e não sabe usufruí-la. E ai só resta malhar o próximo, criticar e condenar sem direito à defesa.

    Faz bem reverberar o BEM. Tenho pena de quem reproduz o MAL, pois este se polui sem perceber.

    Amiga querida, estou passeando lá no blog da @margaretss hoje. Amanhã, vou postar sobre ela no meu. Vem nos ver quando sobrar um tempinho.Fiquei feliz em conhecê-la, era um sonho.

    Agora espero o dia de te conhecer e à Lucia Klein, as outras DIVAS blogueiras da minha vida.

    beijoooo

    ResponderExcluir
  44. Elaine,

    Vou contar que li seu post uma hora depois de publicado, mas fiquei tão "me sentindo" que não consegui comentar, só mostrava pros outros, kkk.
    Os elogios não são exagerados, pelo contrário, super merecidos, aprendi muita coisa aqui, do blog e da vida, e sei que como eu tem muita gente que tem você como referência. Ainda ontem, de madrugada, ao telefone com a Minha Mãe Sabia, ficamos até as 3h da manhã, numa ligação de 4 horas, kkk, a tim faz isso pela gente, falava da emoção que foi receber o primeiro comentário das blogueiras que para mim era referência e como isso fez bem ao ego saber que eu fazia parte da turma, por isso que entendo e vejo com outros olhos. Já fiz muita gafe, e digo que você foi essencial para me orientar nesse mundo.
    Grandes beijos!!!

    ResponderExcluir
  45. Oi elaine
    O seu blog está entre os poucos blogs que estou 'conseguindo' ler...por absoluta falta de tempo meeeesmo.

    Sem ter lido nenhum dos coment acima, quero dizer que eu pratico a 'politica da boa vizinhança' na internet, xingamentos, cobranças,pressão para comentar ou seguir determinado blog etc,não faz parte da minha rotina, afinal assim como não gosto de ser pressionada, não pressiono ninguem a fazer o que 'eu' quero.
    Liberdade com respeito ao próximo é o meu lema!

    ótima terça...bjinhos

    ResponderExcluir
  46. Elaine, voltei para ler os comentários e vi que "troquei" as letrinhas e te chamei de Eliane no primeiro comentário qu fiz. Mil desculpas, eu sei MUITO bem que teu nome é ElAIne...

    Os comentários estão ótimos, impossível deixar de ler ! Um aprendizado e tanto....

    Muitos beijos !

    ResponderExcluir
  47. Sábias palavras, realmente é difícil respeitar o outro em suas particularidades, tenho vivido isso ainda mais devido o casamento, o começo é sempre uma fase de adaptação, e bem difícil, mas o amor acalma o coração!rs

    Bjs!

    ResponderExcluir
  48. Bom Dia!!!
    Elaine,

    Parabéns pela postagem,você com sempre é mais que 10...
    Você deu uma aula de Sociologia, sobre etnocentrismo e relativismo cultural.
    Parabéns!!!
    Beijos,
    Marise.

    ResponderExcluir
  49. Oi, Elaine!
    Comecei um blog a pouco menos de um mês...desde então tenho visitado muitos outros em especial o seu, te encontrei através do blog "Na Biroskinha" da minha querida prima Rachel, e acabei me tornando sua fã!
    Você realmente tem o dom da escrita...coisas lindas, interessantes posta aqui!
    Quando tiver um tempinho entra lá no meu...www.compartilheoqueedifica.blogspot.com.br
    Espero nos tornar amigas.
    Um beijo, mais...e mais sucesso ao seu blog!

    ResponderExcluir

Olá! Muito obrigada por ler meu blog e obrigada também por se dispor a comentar meus posts. Seja muito bem-vindo(a)!

Importante!
Devido à falta de tempo hábil eu não me comprometo a responder perguntas referentes aos tutoriais postados neste blog.
Pedidos de ajuda individual serão respondidos conforme o meu tempo e disponibilidade permitirem.
Por favor, entenda: comentários sem relação alguma com o post não serão liberados e nem respondidos.

Para saber mais sobre a melhor forma de utilizar este blog leia Termos de uso do blog.



Muito obrigada, fique à vontade para interagir.
Mas lembre-se:
Gentileza, educação e boas maneiras servem também para a vida nos blogs…