Lei da retribuição

em 4 de agosto de 2011

Vou te contar 2 estórias para chegar no ponto que quero partilhar.
Eu tinha um tio; digo tinha porque ele já faleceu, há muitos anos aliás. Era marido de minha tia mais velha, a tia Bia, irmã de minha mãe. Mulher guerreira, pariu e criou 11 filhos, e já sepultou 3. Está perto dos 90 anos, e agora cria os bisnetos.

E quando tio Lela era vivo, nos tempos em que meus primos eram crianças (veja que meu primo mais velho tem 70 anos!) ele era terrível. Pra começar minha tia apanhou muito, e os filhos ainda mais; ele não deixou que nenhum fosse à escola, e contam minhas tias que ele era do tipo estressadinho, que lançava no quintal panelas de comida pra que ninguém comesse.

Eu o conheci, claro. Bravo e muito machista, lembro pouco. Mas lembro que morreu de câncer, num baita sofrimento. Ele havia se separado de minha tia depois de décadas de surras, mas quando adoeceu, voltou. Ela cuidou dele, deixou pra trás a vida dura que levou com ele, e cuidou. Ele teve uma morte lenta, e mesmo no fim ainda jogava pratos de sopa nela.

A outra estória que quero contar acontece neste momento. Minha mãe tem um vizinho, que foi meu vizinho também, eu o conheço desde sempre porque ele é primo de um tio meu. Pois bem…
Esse homem tem diabetes, e de uns anos pra cá começaram as complicações em função da falta de cuidado; ele feriu o pé, não cicatrizava, foi cortando, cortando e semana passada teve que amputar a perna abaixo do joelho.

Quando minha mãe me contou eu fiquei muito triste; não sou amiga dele, mas claro que ficaria triste, fosse quem fosse. Pensei nisso a semana toda… e lembrei de uma coisa que já me fez chorar tantas vezes quando éramos vizinhos: ele chegou a matar um cachorro com chutes e pontapés. Eu ouvia os cachorros gritando, e na semana seguinte chegava um novo filhote, uma nova vítima.

Recentemente, antes de começarem os problemas, deixou o cachorro atual desmaiado de tanto chutar. Os vizinhos alimentam os bichos, minha mãe e o padrinho de  minha irmã juntam ração, pedem, e alimentam. Ele e a esposa alegam que não têm dinheiro. Minha mãe vive com um salário por mês…

O que eu quero dizer com isso? Que tudo o que a gente faz volta pra gente. Cedo ou tarde. Claro que eu sei que coisas boas acontecem com gente má, e sei também que coisas ruins sucedem com pessoas boas e gentis. Mas sei também que as pessoas boas deitam e dormem, certas de que o que é delas está guardado. Assim como está guardado o que pertence a quem pratica o mal.
Não é desejar o mal a alguém, é saber que o mal semeado cresce e te come…muitas vezes de forma ainda mais agressiva…

Lamento muito pelo vizinho de minha mãe, jamais desejaria isso pra ele, nem pra ninguém, pois isso faria de mim uma pessoa má. Mas sei também que a vida é regida pela lei do retorno. Em momentos de dúvida eu questiono isso, mas no fundo do coração eu sei que é assim: tudo volta, cedo ou tarde.

Por isso eu tento sempre, em qualquer situação, plantar coisas boas. Afinal, aquilo que o homem plantar, isso mesmo ele colherá… ainda que demore, ou ainda que nem seja nesta vida…
Não é?

Alguém que escreve. Especialista em si mesma. Leitora que lê muito menos do que gostaria. Blogueira por paixão e profissão. Propriedade da Princesa e da Menininha, e de um cachorrinho muito levado chamado Bloguinho. Tentando viver. Sempre.

63 comentários , comente também!

  1. É tendo essa certeza que durmo tranquila todos os dias, e quando acordo passo meu dia tentando ser uma pessoa melhor. Reconheço todos meus defeitos e trabalho para mudar. E é também por crer nisso que eu não me confronto com o mal, fico na minha e espero, porque mais cedo ou mais tarde a justiça é feita. Já vivi e já assisti muito isso.

    ótima noite!!!

    ResponderExcluir
  2. Olá Elaine,

    Concordo plenamente com tudo que você falou, eu sempre falo aqui em casa: - Quem planta, colhe!
    E tenho vários exemplos como os seus também!!!
    Por isso, temos sempre que dar nosso melhor, fazer sempre o bem ao nosso próximo. Eu tento agir assim!!!

    Beijão para você e AMEI a postagem de hoje!!

    ...Fique em paz!...

    ResponderExcluir
  3. Oi Elaine, que estranho encontrar esse texto aqui hoje, porque não faz dois dias eu e uma amiga falávamos sobre isso no telefone e ela usou exatamente essas palavras:
    Iara, depois as pessoas se perguntam o porque de acontecer isso ou aquilo com elas, mas não querem lembrar o mal que fizeram no passado.
    Também não desejo o mal para ninguém, mas tem pessoas que plantam o mal para elas mesmo.
    Mais uma vez foste direto ao ponto, bom seria se todos aqueles que lessem parassem para refletir um pouco.
    Porque tem vezes que as pessoas também acreditam que estão sendo injustiçadas, mal compreendidas, mas não querem lembrar o quanto foram desagradáveis com as mesmas pessoas que agora elas condenam.
    Um abraço menina, adoro ler o que escreves.

    ResponderExcluir
  4. oi Eliane,
    Essa é a verdadeira Lei do Retorno.
    O que fazemos aqui , pagamos aqui mesmo.
    Por isso temos que fazer o BEM todo dia e viver com a alma mais pura.
    Sua tia é uma mulher SUPERIOR! Que exemplo.
    Também presenciei algumas histórias desta tal "Lei do Retorno".
    Um bom fim de semana de muita PAZ para vc!

    Bjos :)

    ResponderExcluir
  5. Boa noite Elaine, concordo com você. Tenho presenciado ao longo de minha vida muitas situações parecidas. É assustador, porisso é necessário um policiamento constante de nossas ações. Peço a Deus que me leve de uma vez e procuro pensar sempre no bem. Não é ser boa boba, mas lembrar que às vezes podemos nos enganar ao julgar. Abraços muito carinhosos.

    ResponderExcluir
  6. Oi, Elaine.
    Nem lembro mais por qual blog cheguei aqui, Pepa, Panela, ou sei lá qual, apenas sei que ontem fiquei "vagando" por suas dicas. E agradeço muito.
    Quanto ao seu post, é a mais simples verdade. E imagina a humanidade sem ter esta certeza em que acreditar? Não, melhor não imaginar, não...
    bjs

    ResponderExcluir
  7. Olá, querida
    A semente ficará lá...
    Se a retirarmos atempo de germinar... ainda poderemos não recolher o mal que plantarmos...
    Bjm de boa noite

    ResponderExcluir
  8. É verdade, acredito na lei do retorno, mas no caso do vizinho bandido eu nunca teria esperado o pé apodrecer para ser amputado, dando despesa pro SUS. Eu teria ido lá com a polícia levar este sem vergonha preso. Não aceito maus tratos a animais, pois eles não falam e não podem prever as agressões.

    um beijoooo

    ResponderExcluir
  9. Oi Elaine, não podia deixar de comentar teu post. Sinceramente? O vizinho de quem falou, tem o que merece. Enquanto ele chutar animaizinhos, vai ficando sem perna. olha, não dá prá ser boazinha com um cara desses não. È isso. Tchau

    ResponderExcluir
  10. Oi Elaine
    td bem?
    Que história triste..infelizmente muitos homens, principalmente os mais antigos eram assim..e ja vi muitas mulheres cuidarem deles do mesmo jeito!
    vamos escolher boas sementes, pq a colheita é somente daquilo que plantamos!
    Boa noite pra vc
    beijos

    ResponderExcluir
  11. É...concordo com você totalmente!
    Que triste...não sei qual das duas situações me deixou mais triste, mas o fim das duas era bem prevísivel.
    Gosto muito da forma como escreve, leio tudo, sempre!
    Bjuss!!!

    ResponderExcluir
  12. Olha, Elaine, não sou tão boa quanto você. Aliás sou bem mázinha quando ficou aborrecida.

    Então um cara que chuta animal até a morte, ou até o bicho desmaiar, não merece um pingo de pena de mim, nenhum mesmo! Não desejo nada de ruim pra pessoa. Não sou de ficar "secando" os outros, mas a minha indiferença ele ganha numa boa... rs

    Beijocas

    ResponderExcluir
  13. Belo texto para se refletir numa sexta!

    ResponderExcluir
  14. Nossa mas é exatamente isso que contei pra Iara Poesia outro dia por telefone... eu sou muito de ajudar os animais e denunciar quem faz maus tratos...

    Recentemente... uma senhorinha dos seus 70 anos vizinha tb de minha mãe estava com as mãos retorcidas pela artrose ..dedos tortos ...e com dor... não consegue nem se alimentar... um dia eu estando por lá em SP interior... fiquei com pena dela... mas no fundo era uma pena difente...até que comentei com uma pessoa... e essa me disse que a Senhora vou chamar ela aqui de Josefa ficticiamente, ficou assim de tanto afogar ninhadas de gatinhos no tanque de sua casa e no rio.

    Tinha um vizinho de minha mãe que odiava nossos lindos gatos gordos e pacatos... aliás ele odiavz qualquer animal... envenenava eles... e sentia prazer de assistir a morte... pois os atraia com carne lá... ele chegou a responder uma epoca um BO que fizemos...mas sem provas... pelo menos foi prestar contas...passado um tempo nos mudamos... até que um tempo atras minha mãe me disse que Seu joão tinha falecido de cirrose e fazia dias que estava morto em casa...sem ninguenm saber... a esposa, filho há muito foram embora e ele morava sozinho e começou a beber... ou seja ele mesmo se envenenou e morreu ali sozinho.

    Minha mãe é muito sábia... sempre fala que a vida é um bumerangue vc lança e e dependendo do que for vai voltar de qualquer jeito pra vc.

    Bom texto de reflexão! Bjos

    ResponderExcluir
  15. Ola Elaine,
    Concordo com você, é claro q vemos pessoas q eram boas e passam por mto sofrimento. Creio no livre arbítrio e q nós escolhemos o nosso caminho e dependendo do caminho q escolhemos isso altera o nosso futuro.
    A lei do retorno tb ficou mais clara pra mim com a morte do meu avô, q pra mim sempre foi uma pessoa boa, é claro q ao longo da vida não deve ter sido nenhum santo mas tinha um coração bom.
    E qdoo ele ficou internado uma semana e vimos q realmente ele estava indo embora vi ele mto calmo, mesmo q senil, tinha a impressão q ele sabia td q estava acontecendo e se mantinha tranquilo sem sofrimento, semblante tranquilo sabe. Em contrapartida a gente vê no hospital pessoas que morrem com tanto sofrimento e nessas horas q a gente se pauta na lei do retorno.
    bjos
    Um bom fim de semana pra vc
    Maysa

    ResponderExcluir
  16. A biblia diz isso, mas não é só ela, todas as religiões estão em consenso quanto ao fato de que o que se planta se colhe. Isso é implacavel e lamentavel também que as pessoas não aprendam...

    Hoje o post foi duro néh Elaine, mas as vezes é preciso falar dos espinhos da vida!

    ResponderExcluir
  17. Bem... eu sou uma pessoa má! Quase chorei imaginando os animais apavorados sem entenderem o porquê das surras e maus tratos. (Mentira. Eu estou segurando pra não chorar. Quando a amputação, pra mim é como se tivessem tirado uma arma de alguem. E olha como a lei do retorno é sabia, ele chutava e esta perdendo as pernas. "Fuck!"
    Mas fiquei com medo pq tambem sou diabetica e naõ dou a mínima. Como o que tiver na frente e tomo remédio quando lembro (raramente rsrsrs)

    Mas mudando radicalmente de assunto, tive um sonho com você essa noite. Você teve um problema com uma outra blogueira que digamos... lhe passou uma rasteira na customização de blogs. Enfim um sonho maluco sobre brigas por causa de picaretagens virtuais. A blogueira do sonho existe inclusive.

    ResponderExcluir
  18. Elaine, concordo plenamente com tudo o que vc escreveu...acertou em cheio.
    Tudo o que plantamos colhemos nessa ou nas próximas vidas e qdo uma pessoa boa enfrenta problemas, talvez seja fruto de um passado beeeem distante, que a misericórdia Divina faz questão de apagar esse passado de nossas memórias, senão não conseguiríamos viver com as lembranças das atrocidades que já cometemos.
    Bjs♥

    ResponderExcluir
  19. Sem dúvida, pode demorar, pode até ser em outra vida, mas para quem pratica, o bem se reverte em bem e o mal, em mal.

    Girassóis nos seus dias.
    Beijos

    ResponderExcluir
  20. Elaine,
    Eu sempre digo que mais cedo ou mais tarde a gente acaba pagando o que faz aqui mesmo. Que o inferno não existe, pagamos já nessa vida. Não se espera a morte para pagarmos do outro lado não. É aqui mesmo. E nesses exemplos que vc colocou aqui temos inumeros outros parecidos na nossa vida. Então o negócio é julgar menos os outros e tentar viver a vida plantando o bem e fazendo coisas boas.
    Beijos
    Adriana

    ResponderExcluir
  21. OLÁ BOM DIA..amei seu bloguinho...E ESTE EXEMPLO DE SEU VIZINHO..NOS FAZ PENSAR MELHOR NOS NOSSOS ATOS..sOU KARDECISTA(tento ser)...e isso que vc falou...é pura verdade...O EFEITO DA AÇÃO E REAÇAÕ.............GRANDE ABRAÇO....................FICA NA PAZ.

    ResponderExcluir
  22. Exatamente isso: colhemos o que plantamos...beijos,lindo fds!chica

    ResponderExcluir
  23. Bom linda! Você está certíssima em seu texto e tem algumas pessoinhas que encontramos vida a fora que dizem assim: Não sei por isso acontece comigo!... Se tornam vítimas e mostram uma sensibilidade falsa apenas por conveniência. É minha amiga, é a lei de causa e efeito, não quero achar que devemos dar a cara pra apanhar mas devemos sim fazer o bem sempre...é a lei de Deus. Um grande bj em seu coração.

    ResponderExcluir
  24. Eu bem entendo tudo isso que fala, ainda mais agora. Mas a fé que tenho, antes tão arredia e fugidia, hoje está bem mais forte, enraizada, e creio piamente que Deus não desampara, por mais tortuoso que seja o caminho que Ele nos ajuda a percorrer, uma hora, sempre isso é mais que certo pra mim, a justiça é feita e da forma mais acertada possível!
    E eu, por enquanto, exercito a minha paciência no aguardo do fim! ;oD

    Xeros e um ótimo findi p ti, bonita!
    Paty

    ResponderExcluir
  25. Elaine, isso você pode ter mais do que certeza, aqui se faz e aqui se paga, não tem nada que vc faça que não tinha um reflexo ou uma consequência mais tarde, e eh uma pena que muitos não tenham ciência disso e venham a aprender do pior jeito mais tarde. claro que eh triste, os 2 casos foram tristes, mas servem de lição para que, ainda que esses morram sem aprender a lição, outros aprendam!

    bjos

    ResponderExcluir
  26. bom dia!!!!
    muito dificil entender isso ne???uns porque provocaram e outros por estarem vivos.O certo é que ninguém saí sem alguma espécie de dor desta vida.Uns aprendem com elas e outros se revoltam.Uns parecem merecedores,outros mártires.....não sei, mas sofrer sem merecer, para mim é a melhor opção.Ter minha conciência limpa e dormir em paz ainda é o melhor presente e as dores me caem como um aprendizado(?)
    abraços e bom final de semana

    ResponderExcluir
  27. Concordo, Elaine.
    Principalmente quando vc diz que gente boa pode sofrer e gente má pode parecer ter boa vida. Porque apenas parece, no fundo eles são muito infelizes.
    Recuso-me a acreditar que podemos ser maus por puro prazer! Me dói muito isso. Mas sei que assim pode ser.
    Sou uma pessoa boa, durmo o sono dos justos, e qualquer coisa que faça contra alguém, mesmo que esteja no meu direito, me desestrutura. (não em matéria de maltratar, mas de ser contrária àquilo que esperam de mim).
    Por isso é bom que acreditemos que existe um lugar onde pagaremos pelo feito, pois o que se vê é muita gente má só tendo regalias na vida...
    Beijo!

    ResponderExcluir
  28. Elaine!
    Acredito ser primeira vez que comento em teu blog.
    Impressionante a semelhança com meu pensamento, ou melhor, minha certeza. Infelizmente não posso relatar no meu blog os casos concretos que ocorreram em minha família porque alguns, que ainda estão vivos, certamente irão identificar-se. Parabéns pelo post.
    Abraço, Beth.

    ResponderExcluir
  29. Elaine presenciei algo parecido recentemente. E concordo com você. É a famosa Lei da Ação e Reação. Por isso mesmo temos de ter cuidado com nossas ações pois elas desencadeiam sempre algo. Seja bom ou ruim.
    Bjs

    ResponderExcluir
  30. Elaine,

    Concordo plenamente, fui criada sob esse princípio, tudo o que vc faz, volta de alguma forma para vc, seja bom ou ruim. Que a vida dá o troco isso é certo, pode demorar, podemos nem ficar sabendo, mas a vida ensina. Fiquei morrendo de dó desses cachorros, não dá para denunciar esse homem?!
    Viu como estou poderosa nas fotos? Foi a Tia Elaine que me ensinou, rs.
    Grandes beijos

    ResponderExcluir
  31. Olá Elaine!
    Também penso assim. Acredito na lei do retorno. Não penso em fazer o bem só para ele voltar em dobro para mim, mas porque fazer o bem, ser gentil, educado, atencioso com os outros faz bem! Por vezes vigio meus pensamentos até tentando evitar aquele egoísmozinho que temos de vez em quando. Claro, não sou perfeita só tento acertar.
    Fiquei triste pelos cachorros...
    Beijos, Renata
    palpitandoemtudo

    ResponderExcluir
  32. Oi, Elaine! eu sempre digo às minhas filhas para fazerem tudo o que estiver ao alcance para dormirem os sonos dos justos. Isso é um resumo da trajetória que desejo que sigam, tal como o papai, aqui, cheio de problemas e defeitos mas nunca mau. O bem sempre atrai o bem, ao contrário da lei da física. Abraço grande. Paz e bem.

    ResponderExcluir
  33. Algumas pessoas dizem que não conseguem entrar em seguidores !! O que posso fazer ? bji

    ResponderExcluir
  34. Elaine
    E tem situaçoes que a gente não compreende.
    Meu tio amputou a perna pra cima do joelho.
    E foi a pessoa mais caridosa que conheci e mamae sempre conta pra gente.
    Já aproveitamos cada lugar( fazenda e cidade) especial que ele construiu e depois vendeu.
    Não teve filhos e adotou dois.
    Ajudou muitas vezes papai sair dos apuros financeiros.
    Pagou estudo pra dois primos nossos.
    Fez festa de formatura para muitos sobrinhos imclusive para meu irmão
    Com 87 anos esta no hospital com as mãos amarradas para não tirar a sonda.
    Meu coração sangra ao ve-lo assim!.
    com carinho Monica

    ResponderExcluir
  35. O plantio é livre mas a colheita é obrigatória!

    ResponderExcluir
  36. É incrível, mas ainda existem aqueles que não reconhecem quando estão pagando pelo mal que fizeram.


    Bjs
    Mah

    ResponderExcluir
  37. Oi Elaine, tudo bem?

    Eu sou uma pessoa que não consegue fazer o bem o tempo todo. Faço o máximo que consigo, mas tenho meus limites...
    Sobretudo faço um mal maior a mim mesma, pode acreditar? E fazendo eu pago, pq tenho consciência da consequência, e consciência as vezes dói tanto quanto pesa.

    Já vi de perto, duas vezes a segunda situação do post, com a diferença que nenhuma das duas pessoas chutavam cachorros...
    Minha avó paterna tinha diabetes, era obesa, e digamos, insuportável para a maioria das pessoas, nos dois últimos pontos me acho parecida com ela, exceto em muitas coisas. Minha forma de ser insuportável é mais branda. Sou uma espécie de cutucão na casca de ferida de algumas pessoas...
    Minha avó era fora do normal: incentivava minha tia, menor na épcoa a sair com o chefe dela, em troca de dinheiro, ou coisas para casa. Até que minha tia engravidou, ameaçou de contar sobre o caso dos dois a mulher dele, e ele a deixou...

    Quando eu tinha treze anos +/- um rapaz foi morto em frente a casa dela, ela acobertou o assassino e a vítima, se não me engano era afilhado dela...
    Essas são as coisas mais pesadas que me lembro, no geral ela explorava os filhos, os humilhava e colocava uns contra os outros...
    Coisa de gente sem sentimento, teve uma perna amputada, morreu dormindo... anos depois...
    No enterro pouco choro, e muita discussão em torno de quem ficaria com a casa.


    Meu pai um homem de coração enorme, mas muito desiquilibrado, sou muitíssimo parecida com ele, mas ainda o julgo uma pessoa melhor que eu. Nossa semelhança: o descaso consigo mesmo.

    Ele bebeu o máximo que conseguiu mas nunca nos deixou faltar nada, exceto quando se rebelou com o divórcio. Meu irmão e eu crescemos mimados. Minha mãe usava o dinheiro dele como bem queria sem precisar dar conta... Ela quem retirava seu pagamento. O maior defeito do meu pai, foi achar que qq coisa que ele desse substituia sua presença ou carinho.... Ele precisava mesmo beber, seja como e onde fosse... Infartou com 34 anos... Com 49 sofreu um AVC após amputação, hoje não tem as duas pernas, não fala, não movimenta o lado direito...
    Sinceramente, por mais mal que ele possa ter feito, não acho que ele merecia esse fim. Ninguém merece.
    Ele teve a escolha de se cuidar e viver melhor. Escolheu por se mutilar. Eu tb tenho escolha...

    Acho que por mais mal que uma pessoa faça, não é só isso que pesa, são as escolhas e as circunstâncias tb...
    Acho que um diabético não sofre amputação por fazer da perna uma arma, mas sim pq se cuida. Isso acontece naturalmente com uma pessoa de bem tb se ela simplesmente se abandonar.


    Beijossss

    ResponderExcluir
  38. Eu tenho muitas dúvidas e questionamentos sobre muitas coisas do universo, religião e etc... mas a Lei do Retorno prá mim é certa... semeadura opcional, colheita obrigatória. Tem algumas exceções que a gente realmente não compreende, mas no geral é assim que funciona. Eu creio que a vida nos cobra, cada uma das nossas atitudes, de uma ou outra forma as coisas acontecem, nnguém fica impune, e nada, NADA do que passamos é gratuito. E o mais difícil é perceber que a vida tá cobrando alta conta, mas as pessoas ainda agem como se estivessem na posição de prejuízo, aprendizado zero. Eu sou muito piegas em relação à isso, tenho medo de magoar, policio minhas palavras e pensamentos, tento sempre voltar o que sou, o que penso e desejo prá coisas boas. Porque também creio que aquilo que desejamos aos outros, recebemos em dobro, e principalmente... a nossa vibração de pensamento e afinidades influem muito nas coisas que nos acontecem, e nos cercam no dia a dia.

    Beijos querida, com um fds lindo prá vc ♥

    ResponderExcluir
  39. Que homens desgraçados ! Não tenho a menor pena deles, Deus que me perdoe... agora, nem sempre uma pessoa morre doente de câncer porque era ruim.

    Precisamos tomar cuidado para não julgarmos todos os doentes como pessoas más !

    BJS!

    ResponderExcluir
  40. Sim é, Elaine.

    "Para toda ação ocorre uma reação" - 2ª lei de Newton.
    "Mas nada acontece por acaso, tudo tem uma razão de ser".
    Todo mal praticado pelo homem, volta sempre para ele!
    Deus escreve sempre por linhas certas, o homem é que as entorta!

    O homem bom é agraciado por Deus! O mal tb. Mas sua maldade volta sempre para ele mesmo!

    Eu sempre tenho em mente que se posso fazer coisas boas, não vou fazer coisas ruins!
    Já fiz mtas coisas ruins nessa vida, mas hj penso diferente e ajo diferente!

    Que seu vizinho tenha um dia, consciência de todo mal que praticou e peça perdão a Deus!

    E vc, querida amiga, tenha um belo fim de semana cheio de energias boas!

    bjinho

    ResponderExcluir
  41. Pode fazer o favor de me explicar
    se é legal ou não o seguinte:
    visitar qualquer blogue que seja
    público;
    nos registarmos nos mesmos como
    seguidores;
    deixar comentários nos blogues
    públicos;
    Ter como seguidores blogues que
    são seguidores de outros blogues;
    poderá achar estranhas estas perguntas, mas preciso mesmo de
    saber se é legal e correto estas
    atitudes.
    Meu email: iriste@portugalmail.pt
    Beijinho

    ResponderExcluir
  42. Elaine,
    Passando aqui para deixar essa oração que postei em meu blog, especialmente para vc...
    Não fiz menção disso no post, mas me inspirei em vc!

    bjão

    ResponderExcluir
  43. Elaine, com tudo o que está acontecendo em minha vida, tive a pretenção de achar que este texto foi prá mim...
    Concordo com você e isso me dá um alento, pois não me conformo com a idéia de pessoas que se dizem "protetoras" terem tirado meu Sassá de mim por orgulho ferido!
    Causam sofrimento a um cão e depois se perguntam porque estão sofrendo.
    Bjs de luz,
    Lis

    ResponderExcluir
  44. É, Elaine, concordo e acredito em tudo que você disse.

    Bom fds pra vcs.

    ResponderExcluir
  45. Olá Elaine, meu pai sempre nos dizia "cuidado com o choque de retorno" e com isso nos ensinou a desejar o bem sem ver a quem. Bj e bom final d semana.

    ResponderExcluir
  46. Olá Elaine, meu pai sempre nos dizia "cuidado com o choque de retorno" e com isso nos ensinou a desejar o bem sem ver a quem. Bj e bom final d semana.

    ResponderExcluir
  47. Eu acredito nisso, embora não pense que seja uma regra infalível, mas acredito mesmo.
    Menina, vim aqui para te ler e também para convidar / pedir: é o seguinte, estou participando de um outro concurso de contos onde haverá uma pré-seleção baseada em votos no site. Assim, tô pedindo teu voto, se curtir o conto, claro. Beijo.

    ResponderExcluir
  48. Tinha esquecido o link... risos http://www.li3.com.br/clientes/euamoescrever/contos.php?jasmins-e-alfaces&p=1092

    ResponderExcluir
  49. Oi Elaine,boa noite !!
    Só posso dizer o seguinte:
    Existem pessoas que gostam de jardins bem floridos e coloridos,e há pessoas que preferem os pântanos...fazer o que neh mesmo?
    Elaine,tenha um lindo,divino e maravilhoso fim de semana,saúde e paz...sempre...!
    beijo.
    Vania.

    ResponderExcluir
  50. Oi Elaine...voltei...
    gostaria muito de ler um comentário do Alexandre,do Lufe e do Leonel sobre este assunto...motivo? São muito sensatos nas palavras...!!
    Beijo novamente...!
    Vania.

    ResponderExcluir
  51. Não quero ofender ninguém, mas esses dois que citou no post, têm parafuso a menos!! Não acho normal chutar cachorro ou jogar sopa quente nas outras pessoas. São adultos que não foram corrigidos na infância e, acredito no exemplo, passado de pai para filho, por gerações. Certamente os pais não eram pessoas retas ou que tiveram muitos filhos e não deram atenção a estes. Enfim, acredito na lei do retorno ou que o inferno seja aqui mesmo! Acredito em espíritos superiores e inferiores, também que não existe coincidência e que muitas convivências são nos impostas por simples "aprovação". Em um post anterior ao atual no luz, onde escrevi sobre ser cortês, falei da necessidade de gentileza e delicadezas no mundo atual. Se o mal se espalha quando semeado, o bem também e só o fato de estarmos questionando atitudes negativas, um escudo é criado para nos proteger. Bom fim de semana! Beijus,

    ResponderExcluir
  52. Concordo plenamente, triste as histórias, mas é a lei da retribuição em ação... causa e efeito... não importa o que plantarmos, colheremos exatamente, o que plantarmos. Poderia o homem plantar arroz e colher feijão? Poderia plantar amor e colher ódio? Pois é os fatos estão aí, acontecem bem perto de nós, por isso precisamos cuidar até mesmo dos pensamentos. Tento sempre me policiar tbm. Um ótimo domingo pra você. Bjs.

    ResponderExcluir
  53. Sabe Elaine, eu não entendo muita essa vida não ... Conheço pessoas boníssimas que sofrem por alguma coisa e outras bem ruis que não passam por nada de desagradável .... fico confusa. Eu me considero e fui educada para ser assim: uma pessoa normal, que não faz mal a ninguém, ajudo muito sempre que posso, e se não puder ajudar procuro alguém que possa.
    Tenho verdadeiro horror de pessoas que não gostam de animais e os maltratam. Sofro muito por isso, me dói muito.
    Mas dizem que a vida é incompreensível em certos momentos, então ......
    Vamos continuar praticando só o bem e ensinando às crianças para que elas modifiquem o mundo futuramente.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  54. que horror. o caso dele é de psicopatia, ele descontava a frustração da vida dele em cima dos bichos. o pé que chutava hj não não existe mais...

    mta coisa eu não entendo como funciona. mta coisa que um dia acreditei hj tenho dúvida... mas sim, acredito que o que "emitimos", colhemos de volta. é sintonia.

    que triste isso, tem gente que veio pra fazer seu microcosmo o pior dos mundos mesmo

    bjs bom domingo

    ResponderExcluir
  55. Elaine,

    Eu creio na "volta" do que plantamos tb. Tenho uma tia que diz que tem muita dó e sofre quando vê criança e animais sofrendo, mas adultos não. Porque sempre estão pagando algo. Eu não vou tão longe, acho que coisas ruins acontecem a quem não merece, mas que muitos estão pagando, isso sim é verdade!
    Bjs

    ResponderExcluir
  56. Elaine, não vou me prender demais ao seu relato, mas concordo que somos muito responsáveis pelo que acontece de mal a nós mesmos. Mesmo que essa maldade não se revele em atos contra nós, a cabeça tranquila no travesseiro é o que mais falta à maioria das pessoas. Se conseguirmos isso, qualquer adversidade pode ser vencida.

    ResponderExcluir
  57. é pena que existe muita gente com este perfil do seu tio e do vizinho "doente", mas saber que existem pessoas como tua tia com um coração bom, que soube acolher. É gratificante!!! Com certeza está de bem consigo mesma. A PAZ interior é muito importante, e é dignina das pessoas de bem!!!

    ResponderExcluir
  58. É uma pena que as pessoas que recebem o que espalham durante toda uma vida não se conscientizem disso. Alguns até culpam Deus por tanta infelicidade. Mas quem buscou tudo isso foram eles mesmos.

    Beijos.

    ResponderExcluir
  59. Oi Elaine,

    Tudo que escrevestes é a pura verdade. Nada se perderá no tempo...tudo retorna..tudo!! Felizes os que semeiam flores, sorrizos, alegrias e amor por qualquer criatura que seja. Ótimo blog, parabéns..vou te seguir! Bjs e fique com Deus!

    ResponderExcluir
  60. Clap,Clap,Clap!!!Concordo plenamente,minha vozinha ja dizia aqui se faz...aqui se paga!!Lembro que qdo alguem fazia maldades,vizinhos que espancavam a mulher,a gente se revoltava,mas a minha vozinha sempre serena sempre dizia isso!!Nao que ela desejava o mal para alguem nao era isso, mas lendo o seu texto me lembrei disso agora!!Ela queria dizer que Deus estava vendo tudo isso e mais cedo ou mais tarde cada um teria seu castigo ou sua recompensa..Ate qdo alguem era rude com ela ela tratava essa pessoa com respeito,nao entendia isso mas hoje eu compreendo..beijocas

    ResponderExcluir
  61. Elaine
    È aqui se faz e aquise paga dizendo de outra forma.
    Sei que tenho muitos defeitos, mas a cada dia procuro melhorar.
    Temos que plantar coisas boas sim e teremos a ceteza de que o fruto será farto e bom.

    Beijos no seu coração

    ResponderExcluir
  62. Oi Elaine!

    Dizem mesmo que aqui se faz aqui se paga. Eu acredito tanto que as coisas boas ou ruins voltam prá gente, seja aqui ou em outras vidas. Eu acredito em reencarnação e acho que não perdemos por plantar coisas boas. É claro que nem sempre conseguimos, aquela história de dar a outra face só prá Jesus Cristo, eu acho, eu não consigo, confesso...rs

    Mas eu fico mesmo abismada como as pessoas se comprazem com o mal e acham que podem assim agir quando ele é feito a um bandido. Para não pegar muito pesado, vou no exemplo da novela: as pessoas adorando q a Norma humilhasse e mandasse o capacho dela esmurrar Léo. Eu não acho graça em violência, não sinto alma lavada com isso. Eu acho graça em justiça. E sua tia agiu certo (embora ela seja uma santa e nem sei se eu faria igual), em vez de largar o ex marido à própria sorte, teve compaixão, não por amor a ele, mas por caridade que talvez ela fizesse a qualquer estranho.

    Não quero passar imagem de boazinha, fazer tipo, etc... são só algumas opiniões de uma pessoa muuuito imperfeita e que também se deixa levar pelo rancor muitas vezes.

    Beijos, post acertadíssimo, como sempre!

    Clau

    ResponderExcluir
  63. Olá Elaine, concordo com suas palavras, colhemos o que plantamos, mas não consigo ser tão boa assim, esse tal vizinho merece o que há de pior e com muita dor para sentir na pele o que fez e ainda vai continuar fazendo contra os bichinhos pois seres assim não se "emendam" nunca. Se não tiver perna para chutar ainda tem as mãos e o cérebro nojento e cruel funcionando.

    ResponderExcluir

Olá! Muito obrigada por ler meu blog e obrigada também por se dispor a comentar meus posts. Seja muito bem-vindo(a)!

Importante!
Devido à falta de tempo hábil eu não me comprometo a responder perguntas referentes aos tutoriais postados neste blog.
Pedidos de ajuda individual serão respondidos conforme o meu tempo e disponibilidade permitirem.
Por favor, entenda: comentários sem relação alguma com o post não serão liberados e nem respondidos.

Para saber mais sobre a melhor forma de utilizar este blog leia Termos de uso do blog.



Muito obrigada, fique à vontade para interagir.
Mas lembre-se:
Gentileza, educação e boas maneiras servem também para a vida nos blogs…