E se fosse com você

em 7 de junho de 2011

Eu já fui mais compassiva, sabe? Menos vingativa, mais capaz de perdoar e relevar. Mas eu mudei. Muito.

Senta que vou te contar mais uma das estórias que acontecem aqui na minha cidadezinha do interior.

Há um pequeno salão de festas infantis aqui na cidade, negócio recente e que vai indo muito bem. A dona tem uma filhinha de 4 anos que a acompanha no trabalho, já que o salão conta também com uma brinquedoteca. E para os dias de festa a dona tem alguns funcionários freelancers, gente que tem empregos formais mas ganha um extra fazendo bico de cozinheira, garçonete e garçon. Pois bem…

Há cerca de 15 dias ela foi ao salão com a filhinha para preparar o local para a festa da noitinha. Um dos garçons, dos mais antigos, levou a menininha para o depósito, pediu a ela que fechasse os olhinhos e estendesse as duas mãozinhas pois ele iria dar-lhe um presente.

Ele desabotoou as calças e depositou o pênis nas mãos da menina. Ouviram um barulho e ele guardou de volta o pinto. A menininha começou a chorar, queria ir embora. E a mãe, notando a extrema agitação da menina, conseguiu arrancar dela o motivo. Chamou a polícia imediatamente, e o boletim de ocorrência foi feito. Ele havia fugido minutos antes.

Ele é metalúrgico, trabalhava na mesma empresa onde meu marido trabalha. Não se conheciam bem pois marido trabalha na administração. Mas o caso repercutiu. Os demais funcionários souberam, e avisaram que se ele voltasse a cruzar os portões da firma vivo ele não sairia de lá. A empresa houve por bem desligá-lo assim que ele deu as caras. Quando o flagrante já não era mais um risco para o desgraçado.

Fico pensando… pense comigo:

E se fosse minha filha, ou sua? O que você faria?

Eu, se tivesse um fiapo de chance, cortaria o pinto dele fora. Ah, eu cortaria sim, e penduraria em seu pescoço já que ele queria tanto exibir.

Sério, eu não me conformo. Uma amiga minha, muito mais caridosa do que eu, disse que precisamos perdoar, que um homem capaz de fazer isso precisa de tratamento pois deve ter sido ele mesmo, um dia, vítima do que agora tentou fazer. Eu o trataria sim, se tivesse chance… Tratamento definitivo.

Já pensei diferente, sabe? Mas hoje eu digo, com toda a convicção, que cansei. Cansei de ver isso, cansei de saber que este infeliz vai ficar por aí, fazendo tudo de novo, e de novo. E cansei de ver meninos e meninas vítimas de gente má. E nem sempre o bandido foi vítima. Na maioria dos casos até pode ser, mas conheço ao menos 3 amigos meus que foram molestados na infância e nem por isso repetiram o mal com outrem. Tenho amigas que foram muito maltratadas e são mães maravilhosas, tenho um amigo que foi estuprado aos 8 anos e hoje é um homem de bem, que se esforça e consegue ser bom pai. Tenho um amigo querido que foi molestado perto da adolescência e no entanto é um menino maravilhoso, do bem completamente.

E vejo pessoas que são más, simples assim. Que machucam, que ferem, que violentam. Sem nada que "justifique". A justiça? Nada fez. Ele está soltinho da silva, com a grana da rescisão no bolso, provavelmente dizendo a famosa frase "Não vai dar nada".

Fico pensando na menina, na mãe dela, fico pensando em todas as crianças vítimas de monstros assim.

O fato, meu querido leitor, é que o mal tem mesmo muitas faces. Muitas.

Alguém que escreve. Especialista em si mesma. Leitora que lê muito menos do que gostaria. Blogueira por paixão e profissão. Propriedade da Princesa e da Menininha, e de um cachorrinho muito levado chamado Bloguinho. Tentando viver. Sempre.

60 comentários , comente também!

  1. Eu cortava o pinto e fazia um strogonof e dava prá ele comer. Pendurar no pescoço corre o risco de reimplantarem. E botava uma coisa na mão dele também: uma dinamite.

    simples assim!

    ResponderExcluir
  2. Elaine,

    Se fosse com um dos meus filhos (2), meus netos (2) ou minha bisneta, digo do fundo da alma, sem dor, daria um jeito de matar, assumindo as consequências de uma cadeia. É triste pra mim esse sentimento? é! Mas é o que sinto.
    Nem quero imaginar como mãe e filha estão se sentindo!

    Beijo!

    ResponderExcluir
  3. Se fosse c um filho meu? Adeus play ground. Cortava o mal pela raiz -.-

    ResponderExcluir
  4. Se fosse c um filho meu? Adeus play ground. Cortava o mal pela raiz -.-

    ResponderExcluir
  5. Concordo com você!
    Também estou cansada de ver essas coisas acontecerem.
    Um absurdo toda essa crueldade...
    Mas como dar um basta?

    Sem palavras...

    xero.

    ResponderExcluir
  6. Elaine, boa noite, vou te dizer que não sei nem o que pensar, me dá um nojo, uma aflição, morro de medo que meus filhos encontrem esses tipos de insânos pelo caminho, fico tensa. Acho que voaria pra cima dele, credo.

    ResponderExcluir
  7. Eu também já fui mais calada, mas cansei, ando cheia de ouvir, de saber de coisas degradantes e não falar nada.
    E quanto a ajudar alguém assim, minha opinião sempre foi uma só.
    Ajuda sim, a ir pro outro lado e nunca mais voltar.
    Isso pra mim não é doença, e
    é ruindade, é maldade, é crime e não podemos pensar em tratamentos quando uma criança de 04 anos ficará traumatizada por muito tempo.

    ResponderExcluir
  8. Oi Elaine!

    Adoro mesmo o jeito que vc conta as histórias, e qdo citou uma criança com 4 anos no começo, junto com o título, já intui o que seria.

    Se fosse comigo, não sei... não consigo imaginar alguém se aproveitando da ingenuidade de uma criança. Qdo penso naqueles olhinhos inocentes... dá repulsa, raiva, nojo...

    Beijos.

    Clau

    ResponderExcluir
  9. Crimes como esses são para serem punidos. Faria o mesmo que você e talvez pior.
    Quero lá saber se ele é doente porque fizeram com ele o mesmo. Então aí que temos que acabar com o mal, com esses vermes exterminando pela raiz.

    Veja quantos já passaram por coisas piores e são pessoas dignas e respeitadas.

    Acho que não merece mais nada a ser dito.

    Peço a Deus que olhe por essa menina e apague de sua memória esse pesadelo porque passou.

    Beijos no seu coração

    ResponderExcluir
  10. Oi Elaine,
    Olha é uma frustração... uma raiva latejante, acho que todos nós, principalmente com filhos pequenos ...
    E me diz, a filha acompanhando sempre a mãe, e esse cara provavelmente era gente de confiança, tipo colega de trabalho... um absurdo, não há o que falar... Aqui nas redondezas tambem temos escutado historias medonhas... e infelizmente muitos desses mosntros estão por ai, na moita esperando a poeira baixar...
    É revoltante...

    ResponderExcluir
  11. Elaine,

    Te deixo com inteira liberdade de decidir a conveniencia de publicar ou não este meu comentário.

    Seu post foi primoroso.
    Compartilho com a sua indignação!
    Vou dar a minha opinião como pai e de peito aberto.
    Se fosse há uns dez anos atrás este individuo não escaparia da forma que escapou.
    Hoje as pessoas tem medo do que é chamado de “politicamente correto”,
    Desculpam o desqualificado com a fala de que ele deve ter sofrido bullyng na infância, devem ter feito a mesma coisa com ele, ele deve estar sob stress ou estar fora do seu controle emocional....... Balela! O Camarada é tarado mesmo! E como tal deve ser tratado e servir de exemplo para os outros da mesma laia. A gente precisa parar de arrumar desculpas para o indesculpável. A gente hoje para ser correto e estar inserido no contexto, tem que ser bonzinho, compreensível, desculpar as atrocidades, culpar o social! “A culpa é da sociedade” A Sociedade somos nós! Aquele moço do massacre da escola no Rio, sofreu bullyng, coitadinho! Que nada, o cara era um psicopata. Não há desculpa. Direitos humanos é para quem é humano e não para bandidos. Essa pessoa que te disse que deveriam desculpa-lo e trata-lo, esta completamente equivocada. Deveriam sim ter pena da criança, da mãe e assisti-las psicologicamente pois isso poderá afeta-la, não que ela vá repetir isso quando for adulta, mas poderá ficar uma pessoa arredia, descrente da integridade das pessoas, com dificuldades de se relacionar amorosamente. A mãe então? Vai se culpar a vida inteira? Se tornar superprotetora? Tolher a criança em sua sociabilidade? Pode ocorrer.! Porque um anormal abusou da filha dela? Eu acho que a gente não pode perder a capacidade de se indignar! Temos que continuar colocando os pingos nos Is! Tarado é tarado! Psicopata é psicopata! Bandido é bandido! Puni-los com o rigor da Lei e não ficar desculpando. Parece que hoje em dia ser correto é que esta errado!

    Bjo

    ResponderExcluir
  12. vc não vai brigar comigo pelo que vou dizer? aqui no Japão casos desses são punidos com pena de morte. e qdo sai uma noticia de pedófilo pego e condenado, não acho ruim não que ele vá pra forca. sei que é errado, ninguém deveria punir ninguém tirando a vida mas neste caso vai tarde. pq um pedófilo assassina a futura vida de um ser, é um trauma que a pessoa vai carregar eternamente (fora as crianças que são violentadas, re-violentadas pq mtas vezes adultos CUSTAM pra notar que algo está errado, até por medo de descobrir o que aconteceu).


    que horror isso. ainda bem que o caso veio a tona, vai saber com qtas crianças este monstro já não fez algo parecido

    bjs

    ResponderExcluir
  13. Bom dia Elaine!! Concordo totalmente com vc. Eu não consigo perdoar uma coisa dessas...não mesmo! E ele deve estar pensando que realmente não vai dar em nada. Já que provavelmente ele não vai ser preso, se eu sou essa mãe ou amiga dela, eu passaria a perseguir ele implacavelmente...acabaria com a vida social e profissional dele - não deixaria ninguém esquecer.
    Tenha um bom dia...mesmo que muitos tentem estragá-lo.
    Beijos doces e perfumados.

    ResponderExcluir
  14. Inúmeras faces e que, infelizmente, fogem ao nosso controle!

    ResponderExcluir
  15. O triste Elaine é também a gente ter que desconfiar de todo mundo. Tenho um filho lindo (coruja) que fará 6 anos em julho, é a minha vida! Não gosto nem de pensar numa possibilidade... Que mundo vivemos?

    Uma terça luz p/ vc.

    Beijooooooooooooo

    ResponderExcluir
  16. Acho mesmo que sofrer não justifica alguém ser ruim, talvez justifique a pessoa ser desconfiada, mas isso não é sintoma de maldade.

    Acho que esses pedófilos não tem jeito, assim como estupradores, se tem chance continuam fazendo, é uma coisa ruim que veio com a pessoa mesmo.

    Beijocas

    ResponderExcluir
  17. Isso é REVOLTANTE e ver que esses desgraçados ficam soltinhos, irrita mesmo!!!

    Que nojo!!! beijos,chica

    ResponderExcluir
  18. Isso realmente deixa a gente indignada! Nada justifica uma atitude dessas, nada! Se vc tem problemas vá se tratar! Assustar, traumatizar e fazer isso com uma garotinha nao resolve o problema de ninguém! Pra mim esse tipo de atitude é abominável!!! Parabéns pelo post querida!!!

    ResponderExcluir
  19. Fico revoltada, quando escuto estas estorias ,tenho dois filhos e morro de medo desses montros,nada justifica, o que eles fazem, o triste é saber que eles estão soltos e a gente com medo....bjos....
    http://mulhersuper.blogspot.com

    ResponderExcluir
  20. Eu não sou nem um pouco tolerante com criminosos. Acho que o histórico explica mas não justifica (até porque se não todo "doente" seria absolvido) porque eu acredito que sempre haja uma outra opção. A escolha é sua, ainda que a melhor não seja a mais fácil.
    Nem todo morador de comunidade é traficante....
    Nem todo mundo que não estudou vira bandido.
    A oportunidade não bate a nossa porta, você e que precisa querer algo diferente para sua vida e correr atras. Sua, sangra, chora? Sim, é verdade! Mas quem tem boa indole vai em frente porque é o certo, não porque é o melhor

    ResponderExcluir
  21. Elaine,

    Eu fico pensando nas minhas enteadas... Agora eu tenho 4. A atitude do marido eu sei qual é... sumia com ele do mapa, mesmo que mofasse na cadeia...
    Eu acho que faria o mesmo que vc...
    Mas daí eu fico pensando...
    O que vai ser dessa criança? E se ele tivesse estuprado ela?
    Ela não tem pai para ser vingada?
    E a sua amiga fala em perdão...
    O perdão é uma virtude para poucos. E se não for dado de coração não vale nada...
    Sabe?
    Eu não sei se o perdoaria...
    Talvez com o tempo...
    Mas ele teria que pagar pelo que fez!

    bjos

    ResponderExcluir
  22. Devemos perdoar, pois o cara é doente e precisa tratamento? Tratamento de choque, isso sim. E a quantidade de mulheres e crianças que são molestadas por esses doentes como ficam? Devemos dar o tratamento correto à cada caso, a impunidade faz com que voltem sempre. Neste caso a mãe deu sorte de perceber logo, e que bom que homens de bem se manifestaram, pois também está faltando isso, homens de bem se manifestarem contra essas maldades e também contra as grosserias de outros não tão doentes e perigosos, mas maldosos em comentários e preconceitos.

    Não há mais espaço para total bondade, acabamos sendo muito ingênuas.

    ResponderExcluir
  23. o que?
    eu matava esse ser... do flagrante ele se safou mas não ia se safar de amanhecer a boca com formiga e comer a grama pela raiz...
    sou muito boa, mas não mexe com meu filho, viro uma onça

    ResponderExcluir
  24. Acredito que um pedófilo será sempre um pedófilo.Pode parecer regenerado por estar no meio de adultos, porque não lhe causa furor,mas ao se encontrar com uma criança e tendo chance,esse lado louco aflorará e quanto mais perigo melhor.Assim como as ervas daninhas são separadas das flores,esses fulanos devem ser retirados da sociedade.De que forma???Da forma como a sociedade decidir.Punição?prefiro pensar em limpeza social em benefício da humanidade ,principalmente a infantil.

    ResponderExcluir
  25. Ah, Elaine, eu fico possessa de raiva com esse tipo de crime. Se eu pudesse faria o mesmo que vc, cortaria o pinto sem dó nem piedade. Uma pessoa dessas, eh um monstro, não merece respeito. Acho que a justiça eh muito branda para eles, sabe, fico indignada.

    ResponderExcluir
  26. Podem até dizer que eu sou paranóica mas é por isso que eu coloquei meu filho em uma escola que está sempre com as portas abertas, dá banho nos alunos com a porta do banheiro aberta e deixa o pai entrar a qualquer hora sem pedir licença. Por isso eu ando com meu filho sempre de mãos dadas e quero sempre estar com ele debaixo de minhas vistas - ele deve me achar uma chata - e confio em muita pouca gente para ficar com ele.
    Eu , sinceramente não sei o que faria, a possibilidade de eu querer vingança é muito grande. Fico pensando na menina, tão pequena , tendo que lidar com a maldade do mundo tão cedo e com a mãe que pode estar se sentindo culpada por trabalhar e levar a criança quando não tem culpa de nada a não ser de pertencer a uma espécie sórdida como a humana.

    beijo

    ResponderExcluir
  27. Elaine,
    adoro seu blog, a forma q vc escreve, enfim, adoro vc!
    mas tenho q te falar, eu concordo com vc! tb cortaria o pinto dele fora e faria ele sofrer tb... tb cansei, principalmente dp q fui mãe, e hj, recentemente, mãe 2x!
    não dá pra aceitar, e q Deus me perdoe, mas não sei perdoar certas coisas...
    bjão
    da Li

    ResponderExcluir
  28. O pior disso tudo é q todos os dias vemos esse tipo de noticia nos jornais. E a maioria dos tarados saem em puni.
    Isso é revoltante e eu com certeza tbm capava o sujeito.

    ResponderExcluir
  29. Aí me pergunto: havia só ele, a mãe e a menina no local de festas? Se havia mais gente como conseguiu fugir? E o povo da empresa que prometeu fazer justiça com as próprias mãos quando ele desse as caras, não o fez porquê?
    A verdade é que falar "eu faria isso e aquilo" é fácil. Mas quando acontece, fica-se tão atordoado que ninguém faz nada.

    Eu acredito no perdão. Agora é lamentável que muita gente ache que perdoar seja concordar com o erro e esquecer. Perdoar é um bem que fazemos a nós mesmos para conseguirmos continuar vivendo com paz no coração. Perdoar é orar para que o criminoso caia em si da maldade que fez (não há coisa pior que o remorso), cumpra sua pena e se emende de verdade. É fácil? Claro que não! Contudo não é por nossas próprias forças que perdoamos, mas pela força do Senhor. Aprendi isso lendo o livro que você me enviou. Muito bom, me deu muita luz e força.

    Paz e bênçãos...

    ResponderExcluir
  30. Eu sou cristã, mas não consigo perdoar facilmente. Imagina uma brutalidade dessas, e discordo da sua amiga, não é porque recebemos o mal que devemos repassá-lo, né?
    Beijo, amiga. Ando sumida, por trabalho, viu?
    bjs

    ResponderExcluir
  31. Elaine concordo com você, eu até sei que ele precisa de tratamento, mas como mãe iria para a castração, mesmo!
    bjs
    Jussara

    ResponderExcluir
  32. Terrível Elaine!!
    Mas, mais terrível é a impunidade e a "qualidade" das leis no Brasil! :0(
    Fico sempre muito triste qdo sei dessas noticias... nem sei como reagirria se fosse com um filho meu... afff!

    Amada vc recebeu o meu email com o comprovante?! Te enviei dia 02/06... Confere aí e me dá um retorno...
    Aguardo! ;0)

    Xêross
    Fica com Deus!

    ResponderExcluir
  33. Eu não acho que isso é doença, como alguns tentam justificar... É fácil lidar com criança, ela é inocente e não sabe se defender, fora que eles aterrorizam tanto que a maioria delas nem conta com medo.
    Acredito que a punição deveria ser extremamente severa. O cara que rouba, cortem a mão. O cara que abusa, cortem o pinto. Assim ficariam marcados na sociedade.

    ResponderExcluir
  34. Elaine, que triste!!! Sem comentários... Fiquei profundamente triste!!!Não sei o que faria com ele, talvez nada. Não merece. Faria sim com a menina e com a mãe, vítimas que precisam de muita atenção para dirimir tudo isso. beijos Ro

    ResponderExcluir
  35. Elaine,
    já vou logo me desculpando aqui, porque vou fazer um comentário imenso, já que penso um monte de coisas sobre tais histórias. Bom, o que eu faria com uma pessoa dessas? Faria com que 100 Mike Tysons segurassem, com bastante "carinho" e força, o pinto dele, antes de descascá-lo como a uma banana, com uma gilete sem corte. Vinganças a parte, fico contente da mãe dessa menininha ter acreditado nela. Falo isso porque esse tipo de coisa aconteceu comigo duas vezes. Já fui molestada na infância e quase ninguém da minha família acreditava em mim. Em segundo lugar, gostaria de dar a minha opinião sobre a maldade humana: ela NÃO TEM LIMITES. Portanto, não acredito em recuperação total ou mudanças radicais de comportamento. A pessoa pode até esconder por um longo tempo seu lado mal ou perverso, mas nunca vai transformá-lo em algo bom. Sou cética sim nesse ponto. Outra coisa que sou cética: pessoas ruíns, más, perversas, não são punidas NUNCA adequadamente. Houve uma época que eu ainda acreditava que essa punição era divina ou cármica, que Deus ou sei lá iria mostrar ou até educar uma pessoa assim para que ela sofresse e viesse a mudar. Hoje não acredito mais nisso. Vejo dezenas de pessoas más, horríveis, sem que nada aconteça de ruim a elas. Portanto, hoje sou como vc: cansei de achar que alguém pode fazer justiça, seja terrena ou divina. Resumindo: cortava o pinto do infeliz devagar, porque queria ver ele chorando sangue na minha frente.

    Bjs

    ResponderExcluir
  36. Elaine... posso estar errada aos olhos de muita gente, mas tenho filhos pequenos, uma menina e um menino, e não sou nem um pouco complacente com gente que abusa desses anjos. Tenho raiva mesmo, vontade de fazer sei-lá-o-quê. Só de pensar me dá vontade de chorar porque quem é mãe teme sempre pela segurança dos filhos. Já tive a desesperadora experiência de ter alunos abusados, onde as famílias simplesmente achavam algo normal ou fechavam os olhos... Sei que não podemos mudar o mundo, mas enquanto houverem pessoas que acham atitudes como essa algo normal, nossas crianças estarão em perigo. Rezo para que esses "desgraçados" tenham a punição que merecem...
    Beijos amiga e perdão pelo rompante de furia!!! Atos assim me deixam louca de raiva!!!

    ResponderExcluir
  37. Olá Elaine,

    É de cortar o coração ver tantas crianças sendo violentadas dessa forma, onde vamos parar? Quanto mais se fala no assunto, mais casos aparecem!!!
    Triste e revoltante!!

    Sem palavras...

    Beijinhos!

    ResponderExcluir
  38. Eu tb cortava o pinto fora.
    Alias, se essa medida fosse tomada como pena eu tenho certeza de que muitos casos como esse seriam evitados. Afinal, como dizem os psicologos, os abusadores geralmente foram abusados. Corte o mal pela raiz, LITERALMENTE.
    E com isso nem as cadeias estariam tao cheias.
    beijos

    ResponderExcluir
  39. Elaine, matar eu acho que ninguém acima mataria...Mas não dá pra saber, de verdade. Não sei o que EU faria. Provavelmente não descansaria enquanto não o visse atrás das grades. Fosse pelo tempo que fosse. Seja a lei como for. Mas ele passaria por um processo, pela pena pública e pela moral.
    Não sei se ele é doente, se passou pelo mesmo, se é psicopata, sei apenas que não ficaria impune.
    Tenho meus netos, não dá pra imaginar o que seria se acontecesse com eles. Mas também não podemos ignorar, para mim a solução é ele ficr preso e ter a ficha suja para sempre.
    Se a família o repudiar e a sociedade, ele estará devidamente castigado.
    Do fundo do meu coração, não sei o que seria dele, se acontecesse com os meus.
    Agora é dar apoio aos pais. Tenho certeza de que a menininha esquecerá. Deus é Pai!
    Beijo!

    ResponderExcluir
  40. Nossa, só de pensar morro de nojo! Filho da puta desgracado!
    Deus me perdoe, acho essa minha última palavra horrível,pavorosa, mas pensar na tua pergunta, putz, se fosse com filho meu, ai meu Deus, nao sei, nao sei do que seria capaz Elaine... espero nunca precisar saber :-(

    ResponderExcluir
  41. Oi Elaine, sei que muitos vão discordar, mas nesses casos sou a favor da pena de morte, cansei de ver e ouvir casos assim...acho que maluco rasga dinheiro e come m* e não foge quando é pego fazendo algo errado, simplesmente porque ele não sabe que é errado!
    Além do mais tem muita gente que sofreu muito e nem por isso sai matando ou violentando os mais indefesos...e porque esses "coitados doentes" não tentam abusar de um cara de 100Kg e 1,90 de alt.????
    Ué, eles não são doentes e sem noção?...
    Desculpe a minha intolerancia mas existem coisas que me fazem perder o bom senso! Bjs.

    ResponderExcluir
  42. Não sei, sinceramente? Não sei o que faria, não gosto nem de imaginar algo desse tipo acontecendo aos meus meninos. Mais "acho" que eu não me sentiria melhor vê-lo sofrer igual. A maior tristeza é saber que essa pessoa sem punição, irá continuar fazendo isso. Eu defendo punições mais severas, prisão perpetúa até, para crimes assim.

    Bjs
    Saudades de ler e comentar aqui.
    Saudade de você.

    ResponderExcluir
  43. O que esse homem fez foi nojento e horrível!

    Infelizmente não foi pego em flagrante e nem tomou uns bons sopapos, mas fizeram o que foi possível: boletim de ocorrência, ele foi demitido da empresa e ainda tá marcado na sociedade. As mães agora já estão alertas!

    Mas fiquei com uma dúvida: Essa mãe não tinha com quem deixar a filha, sem ser na brinquedoteca? Avó? Tia? Levar criança para trabalho, onde tem muito adulto, é complicado demais. E se esse homem a tivesse seqüestrado, aproveitando a ocupação e distração de todos??

    Não me levem a mal, mas, infelizmente, muitos casos desses ocorrem quando pais são negligentes em deixar os filhos com terceiros! Claro que não está escrito na testa quem presta ou não, mas hoje em dia, qualquer um pode ser suspeito!

    Tou torcendo para essa mãe recuperar o equilíbrio e paz de espírito, e que essa menininha supere esse trauma, que se torne uma adulta digna e feliz!

    Esses posts, Elaine, são de grande valia, até para quem não tem filhos: para que fiquemos alerta!

    ResponderExcluir
  44. Boa noite, Elaine.

    Criminoso tem que pagar pelo crime e isso ainda é pouco porque o mal já foi feito, a criança foi lesada em sua inocência, isso não tem perdão.
    E quem vier falando em perdão divino está muito equivocado porque não há perdão para crimes que clamam aos céus, eu creio.

    Graças a Deus a mãe apareceu a tempo de salvar a filha de algo ainda pior.

    um abraço,

    ResponderExcluir
  45. Elaine querida, eu não consigo imaginar o que eu faria com um monstro desses caso eu tivesse oportunidade.Talvez eu também fizesse algo tão horrível quanto o que ele fez ou bem mais e você está certa, agente vai endurecendo o coração quando ao longo de nossa vida vemos tanta selvageria e monstruosidades cometidas com pessoas geralmente indefezas.Eu escreveria muito mais sobre isso pois vontade e e exemplos não faltam mas ficaria muito cansativo. Um grande bj em seu coração.

    ResponderExcluir
  46. Uma vez la na minha cidade da Bahia aconteceu um caso parecido, O tio da criança conseguiu pegar o "sujeito", o levou para um sítio e demorou 10 dias para acabar com a vida dele...EU FARIA O MESMO.
    O Sangue cigano sobe...

    ResponderExcluir
  47. Alguem mais acima comentou que "o triste é que devemos desconfiar de todo mundo". Eu reafirmo: de todo mundo mesmo... sem dó nem piedade. É triste, muito triste, mas não podemos confiar nossos filhos/netos a ninguém. Posso parecer paranóica, mas já passei por algo que não quero passar, nem desejo a ninguém.
    Bjks. Neli Alves

    ResponderExcluir
  48. Oi Elaine, não dá para pensar muito diferente de você e a pergunta que sempre me faço é a seguinte: Por que estes supostos "doentes" nunca procuram ajudam?
    Alguém já soube de pedófilos que tenham procurado ajuda profissional para se curar!?
    Gosto de assistir seriados policiais americanos e já assisti alguns episódios em que os pedófilos dizem ser natural o amor entre um adulto e uma criança e fico apavorada em pensar que discursos fictícios podem se tornar um dia discursos reais e aceitáveis.
    Bjs

    ResponderExcluir
  49. E eu fico pensando na menina... na mulher que ela vai ser e como esse "pequeno" incidente vai mecher com a pessoa que ela será... Viver já não é fácil em circunstancias normais, com sacanagens assim fica ainda pior... E sim cortar o pinto e pendurar no pescoço é sempre uma ótima opção para casos assim \o/

    ResponderExcluir
  50. Numa boa? De forma alguma eu perdoaria esse desgraçado!!! Jamais!!! Se fosse com minha filha eu daría um jeito de pôr as mãos nele, cortaria o bagulho dele fora e o deixaria sangrando até a morte, sem nem me importar de que pegaria cadeia depois, juro!
    Doentes? Droga nenhuma! Por que então eles não se atrevem a fazer essas coisas horríveis com quem tem condições de se defender, hein?! Não, nada de perdão. Não gosto de sentir esse ódio dento do meu coração, mas só quem já sofreu/sentiu isso na própria pele, sabe o que significa.
    Um beijo!
    Louh Marques.

    ResponderExcluir
  51. Não sei se fico com nojo desse monstro, com pena da menininha, ou se agradeço a Deus porque ele não teve tempo de fazer nada pior. Sim, concordo que DEVEMOS perdoar, mas isso não quer dizer que vamos CONSEGUIR perdoar e nem que a pessoa vai deixar de sofrer as consequências. Sinceramente, eu acho que não conseguiria olhar pra um homem desses.

    Também conheço pessoas que foram violentadas na infância e adolescência e, não, isso não é motivo pra repetir e sair cometendo a mesma crueldade com outras crianças. Nada justifica!

    É triste saber que ele está solto (como tantos outros) e, possivelmente, fazendo a mesma coisa com outras crianças. Mas eu confio na justiça de Deus, todos eles hão de pagar pelo que fizeram.

    ResponderExcluir
  52. Elaine, eu cortava o pinto em rodelinhas e enfiava no roscofe dele como moeda no cofrinho.


    Bjao

    ResponderExcluir
  53. Eu não aguento esse tipo de coisa. Alguma coisa eu ia aprontar com ele, escondido pra ele nunca mais se esquecer. Mexeu com filho meu viro uma loba, uma leoa, uma ursa e ataco mesmo. Escondido porque não vai dar em nada mesmo.
    Um horror isso.

    ResponderExcluir
  54. Minha querida , concordo com vc em ponto e virgula , por isso tammbem sou a favor de castração quimica
    bjs

    ResponderExcluir
  55. Bom dia !

    Só hoje consigo comentar, mas desde ontem, quanto li seu post fico tentando expulsar os maus pensamentos que insistem em borbular-me.Então estou aqui, tentando mais uma vez enviar minha opinião e, como todas as pessoas que aqui comentaram e você que escreveu o post, desabafar!

    A única coisa que me faz não apoiar uma sentença mortal para alguns casos é a injustiça que se poderá cometer - pessoas que possam pagar por crimes que não cometeram. Porém tem doenças - sim porque maldade é uma doença incurável- que não adianta como no caso relatado, cortar o pinto, as mãos... a cabeça é quem comanda a crueldade. Não deixaria para a justiça - que em alguns casos protege mais o bandido do que o cidadão - determinar quantas crianças/pessoas um monstro desses ainda vitimará.
    Cansamos de ver histórias de monstros que foram presos e depois de soltos- "tinha ótimo comportamento na cadeia"- cometerem as mesmas atrocidades.
    Até quando vão tratar estes tarados como pobres coitados v´timas de abusos na infância e deixar a população a mercê de tamanha violência?
    Sinceramente? Desejo que cada um deles seja linchado, executado, SUMA DESSA TERRA!!!!

    Que o Poder Superior apague o péssimo momento vivido da mente desta criança e apazigue o coração de seus familiares.

    Abraço Elaine.

    ResponderExcluir
  56. ELAINE QUERIDA...
    sabe o que mais me choca??
    é que cada vez esses pedófilos estão mais perto, parece que se proliferam como virus...doença mortal...
    eu sou a favor da castração desses caras...corta fora..pra não bolinar mais com criança nenhuma;...
    que lamentável isso...não sei que mundo é esse que vivemos hoje...
    tomara que a menininha possa superar esse trauma.
    bjuivos querida.

    ResponderExcluir
  57. Bom falo do ponto de vista de quem ja viveu tal situação.
    Sempre que me deparo com situações assim, relembro td que passei e quao duro foi ter passado por toda situação... e doente ele nao é nao, pois doente se trata com medicamentos!! Desculpem a intolerância, mas é o que acho!! Mas se algo do tipo acontecesse com um ente meu... prefiro nem pensar, pois sei muito bem o que sentimos quando estamos em situação de vítima e ainda por cima o... sai ileso de tal situação, é como se nós fossemos o errado e o dito cujo o correto, é um trauma pro resto da vida, que Deus esteja com essa familia e principalmente com essa garotinha e que nem um desvio possa ter nascido devido a tal situação... Mata-lo acho que é muito pouco pra alguem que faz tal mal... deveria passar por um momento de choque/tortura russa mesmo e ter que arcar com as consequencias dessa tortura, pois a criança é a única que terá de arcar com as consequencias de tal ato fedonho...

    ResponderExcluir
  58. Elaine casos como esse é de amargar pois temos que conviver na escola com crianças que contam cenas bem piores... Ficar chocado é o mínimo que podemos fazer.

    Pessoas que comentem abusos desse tipo e com crianças indefesas e inocentes não são doentes. São transgressores e não têm conserto. Não gosto da pena de morte por ser a morte muito pouco para esse tipo de coisa.

    Beijos!

    ResponderExcluir
  59. Elaine, tive que parar de ler! Não consegui ler seu post da primeira vez! Me enjoou o estômago imaginar essa criança com o pênis do cretino nas mãos! Levantei e fui tomar fôlego. Num outro dia voltei ao seu blog e terminei a leitura. Revoltante é pouco... Já tive épocas em que pensaria como sua amiga, mas hoje não suporto mais! Esse tipo de atitude com crianças me enoja a ponto de querer vomitar! Pessoas desse calibre não merecem vida. Não merece vida pois não respeitam a vida dos outros. Que Deus proteja essa criança e a vingue por nós todas! Esse maldito vai pagar se não for nesta vida, será em outra! Um abraço!

    ResponderExcluir

Olá! Muito obrigada por ler meu blog e obrigada também por se dispor a comentar meus posts. Seja muito bem-vindo(a)!

Importante!
Devido à falta de tempo hábil eu não me comprometo a responder perguntas referentes aos tutoriais postados neste blog.
Pedidos de ajuda individual serão respondidos conforme o meu tempo e disponibilidade permitirem.
Por favor, entenda: comentários sem relação alguma com o post não serão liberados e nem respondidos.

Para saber mais sobre a melhor forma de utilizar este blog leia Termos de uso do blog.



Muito obrigada, fique à vontade para interagir.
Mas lembre-se:
Gentileza, educação e boas maneiras servem também para a vida nos blogs…