Tempo de luto

em 29 de maio de 2011

Esta semana que terminou ontem não foi boa não… e para culminar, na madrugada de hoje, minha Gracinha morreu.

Ela começou a semana bem, mas na quarta-feira começou a não comer, e na quinta-feira notei que saía sangue das gengivas.

Dei uma limpada, dei vitamina à base de ferro, dei antiinflamatório. Na sexta chamei a veterinária, Doutora Larissa, muito meiga e gentil, fomos à clínica, fizemos exame de sangue e constatou-se que ela estava com a febre do carrapato, ou febre maculosa.  E com anemia em função da doença. E pneumonia por conta da baixa imunidade. A vet disse que a doença estava incubada há tempos, acredito que desde o nascimento dela. Não há vacinas, nem as mais completas tipo V12 cobrem essa doença.

Mediquei, ela mastigou na palma da minha mão os 2 primeiros comprimidos, tomava a vitamina sozinha, uma menina tão boazinha ela…

Sábado ela começou a nem se levantar. A veterinária voltou, aplicou anti-hemorrágico, continuei dando o remédio. Mas esta madrugada ela morreu. Nas mãos do marido, ele ficou com ela nos minutos finais e me chamou assim que ela partiu. Ele sabe… ele me conhece… fico grata por ele ter estado com ela. Morrer sozinho deve ser muito triste.

E muito triste estou eu. Curiosamente eu chorei o tempo todo em que ela agonizou, mas quando finalmente eu consegui cochilar e ela  morreu eu me acalmei. Agora restou uma tristeza imensa, uma dor enorme. E fico me perguntando se teria sido diferente se eu tivesse visto antes, se ela fosse menos forte(linda, enorme, pesava mais de 20 quilos, uma menina linda com coração de cachorrinho-bebê) e tivesse apresentado sinais antes, se…

Mas este é um jogo perigoso e inútil, o jogo do "…e se…". Mas me sinto triste. Ela estava sob a minha responsabilidade, e eu tinha que ter notado antes.

Quero agradecer à Val, do blog Sapato de gato. Disse a ela que estava passando por isso e ela imediatamente me ligou. Ela tem um sotaque delicioso, e ouvir alguém falar comigo em um momento ruim foi um bálsamo. Val, querida, obrigada por compartilhar meu sentimento e minha tristeza. Obrigada também a todas as queridas que souberam da Gracinha e me confortaram

Estou triste, claro. Estou de luto porque pra mim ela era como uma pessoa. Eu a criei desde pequenininha, vou sentir sua falta pra sempre…

Ah… tá fácil não…

Alguém que escreve. Especialista em si mesma. Leitora que lê muito menos do que gostaria. Blogueira por paixão e profissão. Propriedade da Princesa e da Menininha, e de um cachorrinho muito levado chamado Bloguinho. Tentando viver. Sempre.

69 comentários , comente também!

  1. Que triste, Elaine. Fiquei emocionada com o post. Aqui em casa é assim também, quando perdemos um animalzinho (já tivemos muitos cães e agora temos duas, uma das quais velhinha, doente, dando muito trabalho, mas nós a amamos muito) ficamos de luto, de verdade.
    É perder um ente querido. Minha filha, desde pequena, diz que eles são "animais humanos". Ela é a que mais sofre, sempre.
    Não há muito o que dizer, o consolo só vem com o passar do tempo.
    Fiquem bem. Bjks. Neli

    ResponderExcluir
  2. Ai, que triste, Elaine!

    Amiga, aceita um abraço pelo computador? Não posso te ligar para falar disso, não aguento a dor de perder um bichinho, não vou poder conversar contigo. Escrevo com lágrimas nos olhos porque ja passei a dor da perda da minha Hannah, consigo lembrar bem como a gente fica.

    Não sei se tem como descobrir com antecedência a doença do carrapato. Nunca pesquisei este assunto. Que bom que tu pudeste tratar dela e minimizou ao maximo o sofrimento, deu amor e remédios.

    Ah, se todo mundo pudesse ter uma Elaine na vida...

    ResponderExcluir
  3. Puxa, que pena! Te entendo muito bem. Sei bem dessa dor que sentimos.


    Eles fazem parte da família e não pedem nada em troca além de carinho e cuidados...

    Essa saudade é dolorida mesmo!!! Fica bem, te cuida,beijos,chica

    ResponderExcluir
  4. oi, querida há alguns meses atrás , meu cachorro, pegou minha tartaruga, mordeu a perna dela e ela morreu, eu e as crianças choramos muito,algumas pessoas acham que é frescura, mas sei que nossos bichinhos,são como se fossem da família , entendo a sua dor.....força amiga logo a dor começa a melhorar e fica a saudade e as boas lembranças......fique com DEUS.......

    ResponderExcluir
  5. Esse momento é doloroso mesmo, mas é importante passar por ele. Força e ânimo!
    Estou me preparando para passar o mesmo com meu pequenino que deixei aí no Brasil com minha filha. Ele esta a ponto de ser executado pra não sofrer mais. Fico pensando sempre que cachorro tinha que viver igual tartaruga. Afinal um bichinho que é companheiro, não devia fazer parte de nossas vidas por tão pouco tempo.
    Besitos y bendiciones.

    ResponderExcluir
  6. Elaine
    Sinta-se abraçada por mim.
    Eu amo bichos,amo cachorros.Tenho um que era do marido quando começamos a namorar.Hoje ele tem 7 anos e não consigo imaginar minha vida sem ele.
    Qualquer coisa que ele sente nos deixa malucos.Fazemos o melhor pra ele e por ele.E somos muito criticados por isso.Mas só quem ama os animais entende.
    Sei que ele não viverá pra sempre,mas não gosto de pensar na possibilidade de não tê-lo mais comigo.
    Eu entendo sua dor.Conte com meu colo se precisar.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  7. Primeiro: estou muito emocionada...

    Tenho um cachorro, que não é cachorro...é meu quarto filho...gosto de não pensar no dia em que terei que passar o que vc está passando...

    Ele foi o meu melhor amigo e companheiro em um momento muito difícil da minha vida...saúde...era ele quem ficava ao meu lado..triste...

    O que me conforta é que eu acredito que a nossa vida é ifinita e um dia vamos nos reencontrar...

    Sei que vc não acredita...mas ela se foi...mas uma parte dela sempre
    há de estar com voce...e isto vai te confortar...vc vai sentir...é apenas o amor...que é infinito...

    Fique bem...beijos, com luz...para o seu coração...

    Liz

    ResponderExcluir
  8. Ai amiga... sinto muito...
    Estou chorando aqui desse lado, e me compadeço por vc, pois perdi minha companheira de cama há 4 anos com essa doença maldita tb...
    Minha lady era uma verdadeira Lady, e nos fez muito felizes em seus 14 aninhos de vida...
    Teve que ser sacrificada, pois já não andava mais...
    minha mãe teve que esperar eu e meu irmão sairmos (eu para trabalhar e meu irmão para ir à escola) e levou ela na divisão de zoonoses para descansar...
    Sofro muito até hoje por isso, e estou aqui aos prantos...
    Ela era muito especial, assim como sua Gracinha e sei o que está sentindo... Até hoje sofro...
    Meus pêsames... bjs e força!

    ResponderExcluir
  9. Querida, não se culpe. Com certeza vc fez tudo o que podia.... Conheço essa dor..... minha Lady morreu há dois anos e ainda choro todos os dias. Eles são anjos em nossas vidas... iluminam os nossos dias... e levam um pedaço de nós quando se vão. O tempo minimiza a dor..... um pouco...
    bjs
    Sônia

    ResponderExcluir
  10. Ah Elaine....
    É muito triste sim ...Também tenho uma pequenina que já está bem velhinha e morro de medo que ela se vá...Já sofri com muitas perdas em minha vida e isso é muito triste mas...faz parte.
    A gente tem a mania de achar que se tivéssemos agido de outra forma muda coisa não aconteceria...Será???
    umbjo
    Laurinha

    ResponderExcluir
  11. Elaine,
    Antes de mais nada, sinto muito.
    Esse ano também perdi uma filhote e, no mesmo dia, fui a um centro espírita. Lá ouvi, aos prantos, que os animais também têm o seu papel a cumprir na terra e que ela já tinha cumprido o seu papel nos seus curtos dois meses de vida. Disse também que nós havíamos feito o nosso papel cuidando dela. Na época eu continuei mal, mas é um conforto. Quero acreditar nisso pra mim e tenho certeza (pelo que ouço da Fernanda Reali e já conversei rapidamente contigo no twitter) que tu também fez o teu papel.
    O mundo do 'se' é grande demais e só serve pra nos trazer culpa.
    Vive o teu luto e deixa que depois sobre só a saudade.
    Um beijão

    ResponderExcluir
  12. Elaine,

    Me solidarizo com você e compartilho da sua tristeza.
    Tente não permanecer no "se".
    Você certamente fez tudo que estava a seu alcance e o fez com muito amor.
    As boas lembranças ficarão para sempre.

    bjo

    ResponderExcluir
  13. Bom dia...fique tranquila, tenho a certeza de que, ela esta num cantil no ceu e muito feliz, pois sabe que tudo fizeras para conforta-la e mante-la feliz, agora ela estara descansando e quem sabe, te esperando...bjin

    ResponderExcluir
  14. Ah! Elaine, como entendo seu sentimento!
    Mês passado perdi meu cão Pastor de 13 anos. Choro até hoje, o quintal está vazio sem a forte, doce e querida presença dele.
    Nós que amamos os animais, sofremos ...... mas temos a certeza que fizemos de tudo para eles serem felizes e saudáveis .... mas cada um tem seu destino, Deus sabe.
    Beijos querida, o tempo lhe dará conforto .....

    ResponderExcluir
  15. Lamento muito, Elaine! Sabe o quanto gosto de animais e sei a dor quando perdi os meus.

    Ontem fiquei bastante preocupada quando me disse que era a tal doença do carrapato, não quis te assustar, mas todos os cachorros que vi pegar essa doença morreram.

    Sei que fica a dor! E nenhum bicho substitui outro. A Gracinha é única e vai ficar no seu coração pra sempre!

    Um forte abraço daqui!

    ResponderExcluir
  16. oi amiga eu tive uma cachorrinha que eu amava muito .um dia de noite ela estava na minha cama .eu briguei com ela .ela nao queria entrar na casinha dela .mas para me odecer mesmo sem querer ela entrou .na casinha dela tinha um cobra coral.assim que ela entrou saiu gritando e caiu morta ate hoje eu nao me perdoou por ter obrigado ela a entrar na casinha .sei o que vc esta sentido .depois eu vou ti comtar outra hitoria sobre mim e meus cachorros beijos

    ResponderExcluir
  17. ô, querida! Meu cachorrinho morreu faz um mês dessa mesma doença. Também estava incubada desde que ele nasceu, aliás todos os filhotes da " ninhada" e mãe deles tb morreram da mesma coisa.

    É a coisa mais trsite do mundo. Essa doença nos deixa tão incapacitadas,né? Não adianta vitamina, não adianta gastar rios de dinheiro.Não fique achando que vc poderia ter feito algo. O melhor que poderia ser feito vc fez.

    Sinto muitíssimo que você esteja passando por isso.Sinto mesmo.

    Um abraço bem forte, do tamanho do amor que vc tinha pela sua Gracinha, viu!

    ResponderExcluir
  18. EStou triste e chorando também pela partida de sua Gracinha.
    Esta dor passei também quando o meu pietro se foi. Dói demais minha amiga eu sei. Sinta que estou aí do seu lado dando aquele abraço bem apertado e bem demorado. Um abraço sem palavras, mas cheio de amor e sentimento. O amor nasce naturalmente e não importa como é, quem é... é uma criaturinha de Deus que ocupa um lugar especial em nosso coração e ficará ali para sempre.
    Um beijo no seu coração.

    ResponderExcluir
  19. É perder alguém a quem amamos é difícil mesmo né? Seja ele animal ou humano...
    Mas o bom disso tudo amiga, é que vc cuidou dela como pode e deu...
    Ela está em paz e vc tb!
    Fica a dor, o imenso vazio, mas o tempo amenizar qq sentimento!
    Meus pêsames!

    bjinho de luz!

    ResponderExcluir
  20. Ah que é difícil demais perder quem amamos, sempre doí e dor é dor!!!

    Fico procurando palavras Elaine, mas não tenho, até hoje sinto falta do meu primeiro cachorro, nas noites de estudo me pego procurando pela companhia dele... A saudade, a dor, a tristeza tudo é muito justificado.

    Chero Elaine, te cuida.

    ResponderExcluir
  21. Ah que é difícil demais perder quem amamos, sempre doí e dor é dor!!!

    Fico procurando palavras Elaine, mas não tenho, até hoje sinto falta do meu primeiro cachorro, nas noites de estudo me pego procurando pela companhia dele... A saudade, a dor, a tristeza tudo é muito justificado.

    Chero Elaine, te cuida.

    ResponderExcluir
  22. Elaine, não é fácil mesmo.
    Já perdi duas cadelas lindas, pastoras, dóceis, amigas, umas molecas a vida toda (não se conheceram, cada uma foi em uma época.) Junto com a segunda tentamos criar um cooker, mas pelamordedeus! ele era um furação, desatinado, não demos conta e uma amiga o quis. Uns meses depois ele morreu. Sabe como? Acuou um sapo, no jardim da casa onde morava, e o pegou pela boca. Ficou com ele um bom tempo, e o bicho, pra se defender, soltou um veneno e ele morreu ali mesmo, com o sapo na boca. Triste, não? Mas ele era danadinho que só, ia morrer de algum acidente mesmo, pois nunca vi tão desobediente, atrevido, desafiador...
    Por isso não quero mais bichos em casa, a gente sofre demais ao perdê-los.
    Fique bem. Você foi uma boa dona para ela, ela foi feliz com vocês.
    Anime-se, o céu dos cães deve estar em festa para receber sua Gracinha.
    Beijo!

    ResponderExcluir
  23. Oiii minha linda...vim aqui trazer todo meu carinho nessa hora tão dificil, eu realmente sei como vc está se sentindo, eu já passei por isso e sei o quanto o coração fica dolorido, a dois anos mataram um de meus gatinhos, e fiquei chocada e muito magoada com tudo, até hoje não consigo ver as fotos dele e ainda ao olhar pela janela onde ele ficava há contemplar a vista, eu fico triste, acredita que até troquei a janela de lugar e modelo, fiquei depressiva e chorei muito e chorei ao ler o seu post agora, sei que aonde ela está, deve estar feliz e com certeza irão se encontrar um dia e ela dirá obrigado por vc te-la amado ela sem querer nada em troca...força e que os anjos e a LUZ divina esteja sempre com vc!! Bjs

    ResponderExcluir
  24. Olá Elaine!
    Meus sentimentos.
    Sei bem o que é essa dor.
    Perdi meu primeiro e único animal de estimação. Infelizmente o meu foi atropelado debaixo dos meus olhos, juntamente com outro cachorrinho que era de meu esposo. O meu se levantou e saiu andando de boa. O do meu esposo ficou todo estrupiado no chão, achei que o dele não sobreviveria. Mas após uma hora mais ou menos o meu Speed veio a falecer. Quando fui ver se ele estava bem, já havia falecido. Sinto falta dele até hoje. Vejo as fotos e me emociono. Bom, dizem que quando um animalzinho vai é para nos proteger. Deus sabe o que faz. Mas o tempo ameniza a dor, saudades isso a gente nunca deixa de sentir. Abraço fraterno da Bia! :(

    ResponderExcluir
  25. Querida, lamento muito por esta perda. Sei muito bem tua dor. Passei por isso há seis meses, e ontem mesmo lembrei do meu bebê-au au, e fiquei a chorar.

    Peço-te que leias um texto que se chama PONTE DO ARCO IRIS, ele trás um certo conforto pra este doloroso momento. Eis: http://mi-pires.blogspot.com/2010/11/ponte-do-arco-iris.html

    Fica com Deus, e com um abraço consolador meu.

    ResponderExcluir
  26. fiquei triste em saber,inagino seu sofrimento,tenho um cachorrinho shitzu só falta falar,estas pessoinhas entra na nossa vida e faz parte da familia,não tem como não ficar triste ,chorar,eles fazem parte da nossa vida.
    fica com Deus amiga.

    ResponderExcluir
  27. Ah Elaine, imagino como se sente. Já perdi uma gatinha e pensei esse tal "e se...".Mas tenha calma. Logo logo surgirá algum bem querido pra dar um sentido a sua vida, não que seja a mesma coisa, mas a vida é assim: nada se esquece, mas o tempo transforma o sentimento. Conforto pra ti. Abços.

    ResponderExcluir
  28. Elaine
    Sinto muito mesmo. A gente é adulta, sabe que um animal sempre dura menos do que a gente, mas nunca estamos preparadas para este momento.
    E eu sei, não adianta nada dizer: ah! ela estava sofrendo, foi melhor assim. Nesses momentos a gente é sempre um pouco egoista, não queremos que o momento deles partirem chegue.
    Fique bem logo tá?
    um beijo

    ResponderExcluir
  29. Oi Elaine!

    Não tem o que dizer diante de uma perda dessa, né?

    Só envio aqui nessas palavras meus melhores desejos que você logo esteja melhor. Não seja tão exigente consigo mesma, tenho certeza que você fez o seu melhor.

    Beijos.

    Clau

    ResponderExcluir
  30. Deixo meu carinho pra você!
    Bjo no coração,
    Ale

    ResponderExcluir
  31. Elaine, deixou meu carinho pra vc.

    Um beijo no coração,

    Ale

    ResponderExcluir
  32. Aiii...Elaine, que droga, perder um animalzinho de estimação é sempre triste, ainda mais quando o vemos sofrer.
    Obrigada pela dica dos que nao viam minha lindinha favicon, vou acrescentar o detalhe da "Internet explorer" no post.
    Beijocas e que sua tristeza passe logo.

    ResponderExcluir
  33. Ola´ querida,poxa triste..Mas muita forca ta bom pra vc!!Tente pensar nos momentos de felicidades que passou com ela!!beijinhos

    ResponderExcluir
  34. Elaine minha querida eu tenho 3 filhos caninos hoje, eram 4 mas meses atrás perdi minha Paquita e sofri horrores. Fica bem, se precisa de uma amiga conte cmg. Bjs.

    ResponderExcluir
  35. Elaine minha querida eu tenho 3 filhos caninos hoje, eram 4 mas meses atrás perdi minha Paquita e sofri horrores. Fica bem, se precisa de uma amiga conte cmg. Bjs.

    ResponderExcluir
  36. Sinto muito Elaine.
    Não mensuro a tua dor, mas sei que somos iguais no amor aos animais.
    Eu também fico enlutada e nem gosto que passe pela minha mente, acontecer isso comigo de novo.
    Força aí querida.

    Ufa, que hoje meu blog voltou e estou conseguindo entrar nos amigos. Ainda bem!
    Cuide-se aí.

    Bjs no coração!

    Nilce

    ResponderExcluir
  37. Meus sentimentos. nessas horas é tão dificil encontrar uma palavra reconfortante... Eu já passei por isso tbm.

    ResponderExcluir
  38. Oh Elaine! É mt triste memso perder um bichinho, já perdemos mts, qd moramos no interior do Amazonas, tínhamaos duas cadelas e elas viviam grávidas. Algumas vezes, seus filhotes nao sobreviviam, ainda mt pequenos... tinha um cemitério de cachorrinhos no quintal da casa, triste! Certa vez, a Fifi, a avó de mts, e uma das duas cadelinhas, foi atropelada por uma moto, no portao de casa, eu vi tudo e fiquei tao chocada, fiquei chorando no portao, uma tristeza.

    Mas hj tbm estou triste, a mae de uma amiga minha aqui, faleceu. E está td mt triste viu? Mt mesmo :-(
    Isso é uma dor quase que insuportável!
    Um bj Elaine, no coracao!

    ResponderExcluir
  39. Puxa amiga, sei bem o que é isso... quando perdi o meu "Brad" também fiquei assim... É uma perda muito dolorosa mesmo. É como um membro da família, e isso dói muito! Mas creia que ela está bem agora, tá? Um dia irão se reencontrar. Bjks!

    ResponderExcluir
  40. Ai Elaine, que triste, até chorei tbm, pois tbm tenho uma menina linda que é um membro da família, nem consigo imaginar a partida dela.
    Mas não se culpe nem fique se martirizando, antes assim do que ficar por anos sofrendo, ou ainda ter que mandar sacrificar, mas sei muito bem o que vc está sentindo, esses amiguinhos de quatro patas são seres que só nos alegram.
    Faz um post bem lindinho com fotinhos dela, ela merece essa homenagem.
    Beijinhos carinhosos.

    ResponderExcluir
  41. Ô Elaine...
    Muito triste isso...
    Sei o quanto é ruim perder um bichinho que a gente ama assim.
    Espero que vc fique bem.Se cuide.
    Sem mais palavras, xero.

    ResponderExcluir
  42. Ah, Elaine eu sinto tanto, mas tanto.... A morte deixa um sentimento de impotencia tao grande! Mas o jogo do se nao ajuda nada.
    Vc fez o que pode, e marido confortou-a nos momentos finais. Como vc me disse numa situação parecida um dia vamos nos encontrar todos.Eu, você, o Sam, o Macudo, a Gracinha....
    Estou em lágrimas por você, por mim e pelo que vc falou a meu respeito.
    Fique bem!

    ResponderExcluir
  43. Estou contigo em prece, querida.
    Paz e bênçãos.

    ResponderExcluir
  44. Querida,
    tem horas que palavras são apena palavras, por serem incapazes de amenizar a dor que a gente sente.

    Que você fique bem e te mando um abraço bem apertado e muito carinho pra que essa dor transforme-se na doce dor das lembranças boas.

    Beijos.

    ResponderExcluir
  45. Eu sei que doi, mas para o luto só o tempo...
    Um grande bj apertado querida amiga.
    Ela deve estar sorrindo pelo bem que você sempre lhe fez.

    ResponderExcluir
  46. Querida Elaine, há alguns anos perdemos um snauzer de nome Beau, quando ocorreu eu estava viajando e soube pelo telefone. Chorava tanto que pessoas que ouviram acharam que eu havia perdido meu irmão. Ele foi criado por minha mãe e convivemos por 13 anos, ele era da família! Até hoje temos uma galeria de fotos e imagens de snauzers que representam sua lembrança! Viva o luto! Força! bjs Sandra
    http://projetandopessoas.blogspot.com//

    ResponderExcluir
  47. Oiii Elaine, não fique triste...
    Eu sei que é dificil, mas exixtem outros bixinhos que depende de vc, da sua alegria para viver.
    Força, força.
    Ah, citei seu nome no meu último post, se vc não gostar me avise que eu tiro.
    Um super beijo. E um lindo inicio de semana.

    ResponderExcluir
  48. Pena que isso acontece, beijo Lisette.

    ResponderExcluir
  49. Oi Elainei que triste (sei como se sente), esses questionamentos que nunca saem de nossas cabeças não é? e se e se, e se???

    Que São Francisco de Assis te conforte. E nas porradas crueis que a vida tem me dado eu aprendi uma coisa: " Tudo o que tem que ser, será, não adianta a gente trabalhar com suposições, tinha que ser assim.

    Um graade beijo.

    ResponderExcluir
  50. Ahhhh minha querida, SINTO MUITO, MUITO MESMO! Muito triste...
    Fica bem minha querida, beijo, beijo!
    She

    ResponderExcluir
  51. Nossa irmã que pena,que tristeza.E você nem me ligou.Eu tambem estou muito triste,muito mesmo.Não te liguei antes porque só estou sabendo agora que vim aqui te visitar e sei bem como você fica quando você perde"alguem da familia" e sei como ela era especial pra você,mas o importante é que sempre ela vai ficar na nossa memoria como aquela cachorrinha mais do que feliz,que gostava de ganhar bolacha na janela e ser feliz so isso.Foi uma pena mas tudo vai ficar bem,sei que você não vai esquecê-lá,nem eu,aliás nem um de nós.Um grande beijo pra você minha irmã querida.E não se esqueça estarei sempre aqui pra te ajudar.Elisabete

    ResponderExcluir
  52. Elaine,

    Que bom ela ter deixado saudade...lembra com alegria as coisas boas e bonitas que fazem você sentir saudade dela... fica triste não!
    Um abraço bem gostoso e grande

    Semana de ternura pra vc

    ResponderExcluir
  53. ELAINE SEI BEM O QUE ESTÁ PASSANDO ,A DOIS MESES PERDI MEU AMIGO DE QUATRO PATAS O MELHOR QUE JÁ TIVE!
    FICA BEM LOGO PASSA E FICA SÓ AS BOAS LEMBRANÇAS!

    ResponderExcluir
  54. É querida, não é fácil mesmo... Ainda mais vendo um serzinho que amamos agonizando e não podemos fazer nada...
    Senti fundo aqui querida. Já passei por isso e sei como é ruim...
    Depois disso mami nunca mais quis ter cachorros porque ela sofreu demais também...

    Força querida, pelo menos agora ele não sente mais dor...

    E como eu acredito piamente que os animais tem alma, tenho certeza que agora ela está bem.

    bjkas

    ResponderExcluir
  55. Elaine, vim para meus sentimentos. Sei que não adianta muito mas é uma dor muito grande quando se perde um ser que a gente ama e cuida.

    Não se culpe pois as coisas acontecem porque devem acontecer. Cada coisa acontece e muitas delas independem da nossa vontade.

    Sei o quanto é difícil principalmente porque os animais não possuem um tempo de vida igual ao nosso, mas venho aqui te dizer que a mim dói lendo a dor dos outros.

    Fico torcendo por você. Para que você fique bem.

    ResponderExcluir
  56. Força aí Elaine. Nem quero imaginar a dor que deverás sente... Beijo no teu coração entristecido.

    ResponderExcluir
  57. Um abraço de conforto para vc....Já perdi duas gatinhas e doi muito mesmo...no eu caso adotei outras e ajudou a acalmar a dor...que sua semana seja melhor

    ResponderExcluir
  58. É, Elaine... meu medo de adotar ou comprar um cãozinho é esse. É ter que ver partir. É tão triste!
    Mas fica bem. Será umamorzinho que vc nunca vai esquecer na vida e vai sentir alegria sempre q se lembrar dela!!
    Um beijo

    ResponderExcluir
  59. Elaine querida,bem sabemos o que está passando,eu e minha irmã também perdemos dois de nossos amiguinhos de quatro patas e não foi fácil...o que morreu primeiro era um vira lata,de nome Billy que era um verdadeiro companheiro...ficava ao lado de minha mãe durante todo o tempo,em que ela tomava banho de sol na varanda.Só saia depois que ela entrava em casa.
    O outro morreu mais tarde,de velhice,e era um belo pastor alemão,Byron.
    Hoje só temos uma cockerzinha,que já passou por várias doenças,está com nove anos,mas resistiu bravamente.É lógico que saber do que aconteceu com nossos cãezinhos,não vai lhe servir de consolo,só contei prá que v saiba que estamos partilhando a sua dor e entendemos perfeitamente.
    Sinta-se abraçada por nós.Com carinho,Leninha e Marilda.

    ResponderExcluir
  60. Elaine querida, sinto muito, muito mesmo...
    Fui lendo o post e chorando também...
    Tenho uma cã e sei o amor que temos por estes animais...
    Que Deus a conforte neste momento de dor.
    Beijos
    Vero

    ResponderExcluir
  61. Elaine não sei o que te dizer, porque não sei o que quero ouvir quando os meus bebes partem. É uma dor sem referência. Cada um de nós sabe o que é receber um olhar, um carinho de nossos bichinhos, podem ser 1 ou 10, cada qual é mais especial que o outro.
    Desejo que tenha muita força neste momento, abraços carinhosos

    ResponderExcluir
  62. Elaine que coisa mais triste, a gente pega um amor infinito por esses bichinhos, q só nos pedem atenção, carinho e comida em troca eles nos alegram tds os dias. Querida sinta se abraçada por mim neste momento tão triste.

    ResponderExcluir
  63. Que triste Elaine, receba meu abraço apertado. Sei como vc se sente, eu perdi minha Susy há 3 anos, com 15 anos, velhinha, fugiu prá morrer, fiquei tão triste. Não se culpe, não pense "se". Eu acho que as coisas acontecem independente da gente sabe, elas tem dia e hora certa prá acontecer... Só posso dizer que sinto muito, é um pedaço da gente que vai junto. que Deus conforte seu coração e amenize a sua dor e que a sua semana lhe traga alegria e leveza ;o) Beijos querida ♥

    ResponderExcluir
  64. Elaine, Espero que todas as mensagens que você recebeu até agora estejam amenizando a dor da perda. Este momento é muito difícil, eu ja senti muito esta dor, poderia mesmo escrever um livro sobre "Eu e Meus Cachorros" ou "Eu e os Amores da Minha Vida"; foram mais de 20, e quase todos foram sacrificados por ocasião de doenças incuráveis e transmissíveis.Mas estamos na vida deles e eles vêm para nossa não por acaso. Graçinha foi muito amada e feliz e vocês foram muito amados e felizes com ela também. Um dia viveremos esta felicidade eterna, tenho certeza.

    Aceite um grande beijo,
    com muito carinho.

    ResponderExcluir
  65. Ah Elaine querida.. já passei por isso e sei o quanto doi.. só de ler o seu relato enchi os olhos de lágrimas e o coração ficou apertadinho... a gente cria como se fosse um membro da família mesmo, a falta eh imensa..
    Deixo contigo um abraço de conforto. Bjim

    ResponderExcluir
  66. Oi menina!...

    Nossa passei esses dias em ver meu emails e só agora vi o que te aconteceu! :0(
    Que triste... Nossa, nem sei o que te dizer... Hj eu tenho o "Urêia" e nem quero imaginar se perdesse ele como ficaria!...
    Serve se eu disser que tô rezando por vc, pedindo pra Deus aliviar essa dor que vc tá sentindo?!... Ele vai te confortar e, vai proteger e cuidar da Gracinha, pode ter certeza! Ela tá bem lá no "céu dos cachorrinhos"... :0)
    Se cuida menina! Fica bem! Na paz de Deus!

    Xêro nesse lindo coração!

    ResponderExcluir
  67. Muito triste Elaine!
    Amamos nossos bichinhos tanto que quando algo acontece a eles, parece 'alguém da família'.
    A dor é grande, bem sei, porque já passei por isso...
    Não se culpe!
    Se precisar de alguma coisa, só falar, viu?
    Agora ficam as boas recordações...
    cheirinhos
    Rudy

    ResponderExcluir
  68. Elaine amada,
    amigos não dividem somente alegrias, mas momentos como esse tbm...entendo perfeitamente sua dor. Tbm já tive um amigo assim e mesmo que ele não tenha partido como a sua, sei que é triste.
    Me solidarizo contigo e sei q fica uma coisa que nada e nem ninguém pode tirar: as lembranças de tds os momentos vividos.
    Grande abraço.

    ResponderExcluir
  69. Elaine querida,

    Estou consigo na sua dor, quando minha kiki morreu ela foi 1º operada disseram que era isso que devia fazer mas hoje me arrependo ela sofreu muito, depois ficou aparentemente boazinha depois voltou tudo de novo, um dia fomos dar com ela com dificuldade em respirar liguei para o veterinário e pedi por tudo para ele vir cá a casa pois ele não aguentava a viagem então veio uma veterinária, uma maravilha de pessoa, pos-lhe soro e deu-lhe um remédio para a ajudar, era uma pessoa do bem veterinária de animais de grande porte mas nem por isso tratou menos bem minha bichinha, vinha casa todos os dias. Foi um sofrimento maior que se fosse algumas pessoas, um dia à noite eu e minha mãe achamos que ela não passava daquele dia pois já tinha vindo a médica e ela não estava melhor peguei-lhe na carinha para a ajudar a respirar melhor e ela encostou-se a mim... desculpe estou chorando ... mas a dor não passou continua mais forte ... então para aí uma hora depois eu estava em meu quarto que ela adorava e tive um pressentimento ilhei para debaixo dacama e ela estva lá ainda a abracei mas ela foi-se chorei toda a noite fozemos como se fosse gente e durante a madrugada fizemos o enterro no quintal, chorámos eu e minha mãe todo o dia nem tive forças para me levantar a dor era tanta ainda hoje olho para certos lugares e vejo o narizinho dela a espreitar atrás das cortinas ... minha mãe passado um tempo teve cancro galopante e também é mais uma estrelinha lá no céu. O Luto ainda não passou e nunca vai sair de meu coração minha mãe era a minha fortaleza ... meu bichinho era meu xodó. Só para a Elaine saber que deste lado aqui em Lisboa está alguém que continua de Luto.
    Beijos querida
    Júlia (Lisboa)
    julia.vieira@sapo.pt

    ResponderExcluir

Olá! Muito obrigada por ler meu blog e obrigada também por se dispor a comentar meus posts. Seja muito bem-vindo(a)!

Importante!
Devido à falta de tempo hábil eu não me comprometo a responder perguntas referentes aos tutoriais postados neste blog.
Pedidos de ajuda individual serão respondidos conforme o meu tempo e disponibilidade permitirem.
Por favor, entenda: comentários sem relação alguma com o post não serão liberados e nem respondidos.

Para saber mais sobre a melhor forma de utilizar este blog leia Termos de uso do blog.



Muito obrigada, fique à vontade para interagir.
Mas lembre-se:
Gentileza, educação e boas maneiras servem também para a vida nos blogs…