Vermelhas unhas

em 30 de abril de 2011

 

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
-Ah, não, nem vem! Eu não vou servir de vela outra vez prá você.
 
A frase, dita 2 anos antes, ecoou na cabeça dele. O irmão sempre aprontava dessas: convidava uma menina para sair e ela sempre tinha uma amiga ou prima a tiracolo para sair com ela. E quem era o salvador das primas-vela? Ele.
 
-Tô falando sério. Eu vou pescar amanhã cedo e não vou gandaiar com você e suas amigas até de madrugada.
 
Esse era outro aspecto do problema: sempre que ele se deixava convencer e ia acudir o irmão apaixonado pela enésima vez, ele se ferrava. Música alta demais, bebida demais, cigarro demais e juízo de menos.
-Eu não vou sair com a garota sem graça enquanto você fica com a gatinha. Não, nem adianta.
 
Mas daquela vez fora diferente. Claro que no fim ele acabou arrastado pelo irmão. Lá foram. O barzinho era diferente dos outros: som baixinho, pouca gente. Na verdade era um café. Foi nessa noite que ele a conheceu . Olhos escuros, cabelo curtinho, pele branca. As unhas vermelhas. Nem viu a garota do irmão. Só viu a ela. Só veria a ela pelo resto da vida. Amava as unhas sempre vermelhas, a voz doce e as opiniões firmes. Amava o modo como ela o beijava. Aliás beijaram-se já naquela primeira noite...
 
Essas imagens passavam feito raio pela cabeça dele enquanto a música ia subindo, subindo, até chegar ao clímax. Então ela entrou. Linda. Radiante. Caminhou pela nave, sozinha, sorrindo para os amigos que vieram vê-los casar, tão feliz quanto ele. Quando se aproximou o suficiente estendeu-lhe as mãos e sorriu matreira. As unhas estavam pintadas. De vermelho. Paixão...

Este conto breve é uma homenagem minha às mulheres participantes da blogagem coletiva de esmaltes, centralizada no blog da Fernanda Reali. Mulheres maravilhosas, que souberam como poucas fazer de um limão azedo a mais deliciosa e refrescante limonada. Confira o motivo de minhas palavras neste sábado, no blog de cada uma delas, sendo que os links estarão centralizados no blog da Fernanda Reali.

Parabéns, meninas-mulheres lindas, sedutoras e de bem com a vida!

Falando em contos está terminando o prazo para os participantes do Concurso de contos Conto vidas enviarem a revisão de seus textos. Clique aqui e veja o texto completo sobre as mudanças do concurso.

Imagem do banco de imagens Google.

Alguém que escreve. Especialista em si mesma. Leitora que lê muito menos do que gostaria. Blogueira por paixão e profissão. Propriedade da Princesa e da Menininha, e de um cachorrinho muito levado chamado Bloguinho. Tentando viver. Sempre.

28 comentários , comente também!

  1. Oi Elaine!!!
    Adorei o conto!!!
    Lindo mesmo!!!
    Quase achei que vc fosse dizer que era SUA história de amor.
    As unhas então MARAVILHOSAS!!!
    beijos

    ResponderExcluir
  2. Uma noiva de unhas vermelhas é sedutoramente diferente...
    Um grande bj querida amiga

    ResponderExcluir
  3. Elaine

    Já sou sua fã mesmo antes de ler seus contos e agora então minha amiga já montei um fã clube.

    Amo o vermelho e quan do vi essas unhas vermelhas já imaginei umamulher bem elegante e claro usando um belo chapéu... e por falar em chapéu que beleza de desfile no casamento Real. Você não acha?

    Mirei neles todos para depois fazer uma bela postagem e até pensei será que vale fazer uma blogagem só de chapéu? Será que a única que iria aderir seria euzinha?

    É estou de bem com a vida e ainda mais numa sexta feira!!!

    Beijos no seu coração

    ResponderExcluir
  4. Falei tanto que não comentei sobre a Blogaem da Fernada Reali que realmente é de tirar o chapéu.
    A Blogagem da Páscoa acompanhei algumas e amei demais.

    Depois de passear por aqui vou ver se aguento ainda visitar as paricipantyes.

    Mais Bbeijos

    ResponderExcluir
  5. Que lindo, amei!!!
    PArabéns!!
    Sucesso no seu caminho!
    Grande abraço

    ResponderExcluir
  6. Amiga e sua vizinha, que coisa mais triste....Tenho um amigo com esta doença, não tinha recurso nenhum era operar para morrer, nem entendi pra que operar e sofrer mais, mas a esposa dele tem uma fé que nem da pra acreditar, e ela me disse que pediu a Deus para que desse vida até seu aniversario que ela iria fazer uma festa, voce acredita que ela abriu sua biblia e la estava escrito que o Senhor multiplicaria seus dias. Elaine é de não acreditar ele mal andava, com depressão, não falava coisa com coisa, hoje ele dirije, faz tudo, o tumor dobrou de tamanho e esta todo enraizado, que os médicos acham que ele é um et,mas é a promessa de Deus na vida dele,a espera de sue aniversario? fé a gente não entende ,vive, um bjo e ótimo fim de semana.

    ResponderExcluir
  7. Olá Elaine!!!
    E que tal uma participação num Mega Sorteio??? Dê uma espreitadinha no meu blogue e aproveite a comemoração de abertura da minha loja virtual podendo vir a ganhar uma das minhas peças!
    Grande abraço, Zé Maria

    ResponderExcluir
  8. Que lindo o conto!! Eu adorei demais e lembra um pouquinh à toa a minha história, já q, de esmaltes escuros, marido só gosta do vermelho... E eu sempre usava vermelho! Era vermelho ou nada! Agora é q ando variando, rs...
    Beijo!!

    ResponderExcluir
  9. Ah! E eu vou morrer de curiosidade, é?
    Coincidentemente amanhã sou madrinha de casamento em Betim. Quer dizer saio de uma dimensão e vou pra outra, nem no mais otimista dos meus sonhos vai dar tempo de ler.
    MALVADA!
    Não é so qto a bichos que somos parecidas. Tem um monte de detalhezinhos aos poucos vai descobrindo

    ResponderExcluir
  10. Lindo conto e homenagem...beijos,ótimo fds,chica

    ResponderExcluir
  11. Bom dia Elaine!

    Sensível homenagem, as meninas merecem! Elas estão demais hoje...

    Um fim de semana iluminado para vc e família.

    Beijooooooooo

    ResponderExcluir
  12. KKKKK quando vi a imagem, levei um susto...pensei Nussss até a Gasper tá participando da blogagem esmaltes? que mãos lindas! rsrsrs

    beijos

    ResponderExcluir
  13. Oi Elaine!
    Engraçado, na hora em que vi o título e comecei a ler a estória pensei nas blogagens coletivas de esmalte! Também com uma mão tão linda!
    Gostei do texto!
    Beijos e bom fim de semana!
    Renata
    palpitandoemtudo

    ResponderExcluir
  14. Oi Elaine,

    Que lindo conto! Adoro romance. ;oD
    Que bom ter vindo aqui assim que acordei, deixou meu coração leve e feliz, meu dia já começou em grande estilo.

    Beijos

    ResponderExcluir
  15. Obrigada, amiga, por homenagear estas mulheres de atitude! Já linkei no fim do pot de hoje!

    beijooooo

    ResponderExcluir
  16. Falando em unhas vermelhas... Acho lindo, sexy, forte. É como se a mulher pudesse dizer:" eu sou poderosa, confiante, segura de mim." Entretanto, eu me acho estranha de unhas vermelhas, como sou branca fica muito chamativo, não sei, acho lindo nas outras mulheres mas mim não gosto. Talvez pelo hábito de só usar esmaltes clarinhos.
    Bom final de semana!
    Beijocas...

    ResponderExcluir
  17. Olá Elaine,

    Uma bela homenagem, o blog da Fernanda Reali hoje está com TUDO!
    A blogagem coletiva está belíssima, e as fotos super criativa!

    Não costumo entrar na net nos finais de semana, mas fiz questão de conferir essa blogagem coletiva tão falada!!! rsrsrsr.

    Beijão para você e um ótimo fim de semana!!!

    ResponderExcluir
  18. Linda homenagem, realmente um belo conto, muito criativo! Um bom fim de semana. Bjs.

    ResponderExcluir
  19. Oi Elaine

    Adorei o conto.
    Parabéns à meninada dos esmaltes, hj elas arrasaram.
    Senti bastante por não ter podido participar do concurso. Tive uma semana atribulada e depois viajei.
    Perdi o prazo, até conversamos sobre o assunto, Macá e eu, no Rio.
    Mas com certeza há contos maravilhosos.

    Bjs no coração!

    Nilce

    ResponderExcluir
  20. Adoro unhas vermelhas. Marcam presença e todo mundo repara!
    Bjs

    ResponderExcluir
  21. Elaine
    Vim agradecer seu recado carinhoso,dizer que esse conto é lindo,e que sou seguidora assídua,estou sempre por aqui lendo seus contos.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  22. Delícia de conto, assim como o vermelho, assim como a paixão...

    Bjs
    Mah

    ResponderExcluir
  23. Vermelhas unhas...

    Quantas mulheres fazem de um vidrinho de 9 ml seu único adorno ou carinho?

    Quantas estão na incerteza de que são bonitas pela sua própria beleza peculiar que as tornam tão diferentes umas das outras e por isso mesmo belas em suas particulares belezas que as tornam especiais ...

    Um batom, um esmalte...um brinco, um anel... algo tão feminino, mas que ao mesmo tempo apenas mostram rastros de como ser mulher é tão complexo... frágeis??? não... nosso corpo não é... aguento de tudo e mais um pouco... e eu sei bem disso...
    O que é frágil é nossa auto estima muitas vezes...ela trinca, risca...

    E a prova está ai... no post...nunca desistir.. que um dia vem uma surpresa... em forma de limonada rsss

    Sortudo de quem se casou com a dona das vermelhas unhas vestida de branco....

    bjooo

    ResponderExcluir
  24. Oi Elaine, sou fã de unhas vermelhas, que são as favoritas dos meus meninos também! Sempre elogiam!
    Adorei o conto e a homenagem a estas meninas. Adoro acompanhar a blogagem dos esmaltes e o que ela tem feito pela auto estima destas blogueiras. Acho linda a maneira como a Fernanda a conduz. E a ousadia dos decotes então... Genial!
    Beijos.

    ResponderExcluir
  25. Elaine,que belo conto,adorei!E essa blogagem foi ótima mesmo.

    Um beijooo grande

    Simone Souza

    ResponderExcluir
  26. Se tem uma coisa que eu gsoto mto é de esmalte vermelho, viu?
    Amo mesmo e o marido idem...
    Então... Amei a blogagem e gostaria de ter participado, fica pra próxima!

    bjão amiga!

    ResponderExcluir
  27. O que uma unha vermelha não faz, né? Lindo o conto. Parabéns. Beijos

    ResponderExcluir
  28. oi Elaine eu amo muito o seu blog e entro nele todos os dias para sempre ler algo
    novo e eu me inspirei em voce e fiz um blog para mim e queria que voce me ajudasse a chamar pessoas para o meu blog tinnablack.blogspot.com é esse dai
    se voce me ajudar ficarei muito agradecida bjos linda.

    ResponderExcluir

Olá! Muito obrigada por ler meu blog e obrigada também por se dispor a comentar meus posts. Seja muito bem-vindo(a)!

Importante!
Devido à falta de tempo hábil eu não me comprometo a responder perguntas referentes aos tutoriais postados neste blog.
Pedidos de ajuda individual serão respondidos conforme o meu tempo e disponibilidade permitirem.
Por favor, entenda: comentários sem relação alguma com o post não serão liberados e nem respondidos.

Para saber mais sobre a melhor forma de utilizar este blog leia Termos de uso do blog.



Muito obrigada, fique à vontade para interagir.
Mas lembre-se:
Gentileza, educação e boas maneiras servem também para a vida nos blogs…