Das coisas que ferem e assustam

em 11 de abril de 2011

Em maio de 2009 meu patrão chegou de manhã pra trazer serviço pra mim com uma cara bege, assustado, e muito triste. Quando perguntei, de brincadeira, quem havia morrido pra justificar aquela cara, ele respondeu: “Lembra da Fabiana, irmã do Luisinho solador?” Sim, lembrava, claro. Cidade pequena, eu trabalho com calçados desde os 13 anos, então a gente conhece quase todo mundo que circula nas fábricas da cidade.
“Ela morreu”, meu patrão disse. Não era minha amiga, mas claro que fiquei triste. Depois de saber dos detalhes eu não fiquei apenas condoída, mas também chocada, horrorizada e com muito medo das pessoas. Explico.

A Fabiana havia namorado por algum tempo um rapaz. Tipo quieto, morava com os pais, tudo parecia normal. Quando ela tentou terminar por conta do ciúme excessivo dele a coisa complicou; ele se recusava a deixar o namoro acabar e passou a perseguir a menina.
Tentou de todo modo fazer com que ela voltasse. Ela não quis. Então, no dia anterior à morte dela, um  domingo de tarde, ele foi à casa dela e disse que estava dando a ela a última chance de ficar com ele, que ela pertencia a ele e que se ela não parasse de gracinha ia forçá-lo a uma coisa ruim. O irmão dela se meteu, e o rapaz foi embora.

Amanheceu a segunda-feira e todo mundo foi trabalhar. As fábricas começam o expediente às 7 da manhã, e às 7:15hs. o tal rapaz parou a bicicleta em frente à fábrica em que ela trabalhava. Era um  prédio antigo, com um corredor longo por onde as pessoas entravam direto na parte da produção; ali entravam caminhões de fornecedores, por exemplo, e ele pediu a um garoto que trabalhava bem no começo do galpão que a chamasse. Ela veio, e de acordo com os relatos, parou do lado de um tanque que havia ao final do corredor.
Ele estava armado com um facão de cortar cana. O primeiro golpe atingiu o braço dela, o segundo cortou fora alguns dedos e o terceiro decepou a mão que tentava proteger o rosto. Entre o primeiro golpe e o último não se passaram nem 2 minutos. O irmão e os demais funcionários vieram correndo mas claro que era tarde demais.

Ele montou na bicicleta e desceu a rua, uma rua bem no centro da cidade. Ela, desfigurada e já morta. Tudo isso em menos de 2 minutos. Ao todo foram uns 20 golpes. Se você já viu um facão de cortar cana, e se já viu a destreza com que os cortadores o manuseiam vai entender a rapidez.
Ele sumiu. Há uns meses me disseram que ele foi preso, mas foi solto porque não houve flagrante e o processo corre com ele em liberdade. Réu primário, bons antecedentes, ou seja… picar de facão ele só picou uma vez…


Por que estou contando isso? Porque pensei muito nessas coisas esses dias. Triste e horrorizada com o acontecido em Realengo… triste por saber que muitas pessoas morrem todos os dias, vítimas de alguém aparentemente inofensivo. Triste e assustada porque o inofensivo ao lado pode estar armado, disposto a matar e a morrer.

Eu tenho muito medo de gente fechada ao extremo. Sabe aquela pessoa que guarda tudo, que não aceita ser contrariada, que acha que o mundo sempre está em dívida com ela? Tenho medo.
Tenho medo daquele tipo de pessoa que acha estar sempre certo, que sempre se diz injustiçado, sempre o que não teve a atenção merecida. Tenho medo de certos tipos de carência. Tenho medo.
Claro que não sei o motivo que levou o atirador a abrir fogo na escola do Rio. Mas o perfil é recorrente, não é?

Assim como é recorrente o perfil do assassino da menina na fábrica de calçados. Machão, possessivo, ciumento. Mimado. Penso que muito da responsabilidade sobre a formação das crianças está nas mãos das mulheres. E fico pasma quando percebo que as mães criam, ainda hoje, filhos machistas. Mimados e que acham ser a mulher propriedade.
Propriedade que pode ser destruída se mostrar algum tipo de insubordinação…

Será coincidência que o atirador de Realengo tenha alvejado preferencialmente meninas? Não sei…
Sei apenas que mulheres morrem todos os dias, vítimas de homens como o que matou a golpes de facão uma menina jovem no pátio de uma fábrica de calçados em uma manhã de maio.

E se acontece todo dia não é coincidência…
Não é?
13
Notinha sobre a Elaine:
Eu tinha a intenção de realizar um sorteio ontem para comemorar a minha casinha lilás. Mas não deu… Passei o dia de cama, e sabe? Estou com uma leve pneumonia. Calma, já estou medicada. Já estou tomando sopinha. E a canequinha que a Fernanda Reali me deu nunca foi tão usada para chás quentinhos. O sorteio ficou pra esta semana, tá?

Beijo-me-manda-um-chazinho rsrsrsrs

Alguém que escreve. Especialista em si mesma. Leitora que lê muito menos do que gostaria. Blogueira por paixão e profissão. Propriedade da Princesa e da Menininha, e de um cachorrinho muito levado chamado Bloguinho. Tentando viver. Sempre.

60 comentários , comente também!

  1. Muito triste e muito comum, matar "por amor", como se isso fose possível. Amor nunca mata. desamor mata sempre.

    beijoooo

    ResponderExcluir
  2. Oi Elaine.
    Sou nova por aqui vim por indicação da Luci e tbm te sigo no Twitter.
    Acho tudo o que vc escreveu muito certo...
    Temos visto muitos crimes contra mulheres...
    E estas pessoas assim fechadas realmente, não se sabe o q se passa no íntimo delas...
    beijos querida e fique com Deus!

    ResponderExcluir
  3. Oi, Elaine
    Lindo o blog...tem cheirinho de lavanda.
    Pois é, como escrevi numa postagem dia seguinte ao ocorrido: foi no meu quintal. Fui criada na rua ao lado da escola, vi sua construção. Hoje, moro muito longe, mas senti profundamente o ocorrido. Não passarei por lá (minha mãe ainda mora perto), sem lembrar da tragédia. E pensar que isso não tem fim...infelizmente.
    Um beijão
    Parabéns pelo blo "novo"!

    ResponderExcluir
  4. Oi Elaine!

    Ficou show sua casinha nova!

    Ah, as mulheres... se o cara não aceita o fim do relacionamento, estão lascadas, principalmente se ele for machão e não aceitar ser contrariado. Eu me lembro dos meus tempos trabalhando em Vara Criminal, onde as maiores atrocidades eram cometidas dentro de casa, pelos próprios companheiros. Só fico mais injuriada quando a violência é contra crianças, criaturinhas vulneráveis e totalmente dependente dos adultos que muitas vezes, em vez de proteger fazem coisas que ... melhor não pensar muito num domingo à noite.

    Bjão.

    Clau

    ResponderExcluir
  5. Nossa Elaine, que história!
    Tb tenho medo de pessoas muito fechadas...

    Espero que vc tenha uma ótima semana.
    xero.

    ResponderExcluir
  6. Oi Elaine!
    Esse post seu me deu um medo...tenho uma amiga muito querida que passou aperto quando foi terminar seu namoro de anos. O cara a seguia, ficava esperando ela chegar quando ela saía com amigos. Muitas vezes a ajudei a despistá-lo. Mas depois de um tempo ele sumiu, conheceu outra pessoa e a deixou em paz. Em compensação conheço outra que namora há tantos anos que já nem sabe se o que sente é amor ou hábito. Quando ele apronta alguma, ela tenta terminar o namoro, mas ele finge que não é com ele. Simplesmente não escuta. Ele é quieto, ciumento, não tem muitos amigos, mas conhece muita gente. Sabe aquele cara que fala com todo mundo, brinca com todos, mas tem o humor variável, às vezes briga com todos também. Essa amiga já anda ressabiada com tantos casos que tem visto desses malucos que estão por aí, mas não consegue "ver"...acho que até vê, mas não sabe como agir. Temo por ela...
    Mas Elaine, não acredito que possa ser apenas da criação. Acho que existe uma tendência, pois vejo casos em que a mãe cria os filhos de maneira igual e apenas um torna-se problemático enquanto os outros seguem sem problema algum. Acho que existe alguma disfunção bioquímica no cérebro, aliada a uma má indole que "detona" tudo isso. Claro que mimo demais só agrava.
    Boa noite, beijos, Renata
    palpitandoemtudo

    ResponderExcluir
  7. Ah, Elaine, é mesmo uma perversidade sobre as mulheres neste pobre país!
    Essa história que nos conta entrelaça-se com o ocorrido nestes últimos dias em Realengo e vemos que tudo a cada dia cresce mais, devido a pouco investimento na área social que os governantes desprezam, somente visando a economia.
    Depois de muita reflexão nestes dias sombrios, muitos de nós enxerga vários itens atrás do ato terrorista e medonho deste rapaz que não teve amor, infância e tratamento, sem contar a educação que também falo hoje no texto que deixei sobre este assunto.
    Eu também tenho muito medo de gente fechada ou que guarda tudo e não aceita ser contrariada, parecem vulcões adormecidos.
    Que Deus nos livre e proteja!
    uma boa semaninha e bjs cariocas

    ResponderExcluir
  8. Muito linda essa cor. Bem primaveral, como o clima dessas bandas de cá. Melhoras!

    ResponderExcluir
  9. Sabe Elaine tenho medo do ser humano de forma geral qualquer pessoa quando tem seus cinco minutos de fúria fica perigosa, claro que alguns em maior intensidade, mas segundo alguns psiquiatras acreditam, todos somos passíveis de termos os 5 minutos
    de fúria
    Tenho lido muito sobre isso ultimamente e confesso que tenho lido cada coisa assustadora
    Acho que todos deveriamos poder fazer analise, ter um psicologo para nos orientar quando nos sentimos estranhos, diferentes
    É um assunto fascinante, apesar de assutador
    Me policio sempre pois sou uma pessoa muito nervosa, e me descontrolo com facilidade, então tenho que contar até 10 muitasssss vezes
    menina cuida dessa pneumonia flor, e eu achei lindissima a nova carinha do blog adorei as cores vc tem muito bom gosto
    beijo

    ResponderExcluir
  10. Eu também tenho medo de pessoas fechadas demais, estranhas agente percebe. Como você gosta dizer pessoas são poços e profundos...
    Temo porque sei que existe muitos desses por aí, poços.
    Que Deus nos proteja.

    Se cuide Elaine, uma gripizinha mal curada aqui, outra ali, dar nisso.

    Fique bem
    Bjs
    Mah

    ResponderExcluir
  11. falando nessa relação homens e mulheres, descobri um blog de veras interessante.Um homem contato TUDO sobre o que eles pensam e o porque as vezes são tão canalhas e ate msm infantis...achei o máximo a idéia e te convido a visitar e ver o que acha eu adorei ne..... ta aqui o link
    www.diariodumhomem.blogspot.com

    o post dele de hoje foi falando sobre casamento... oq eles pensam em relação a isto.

    ResponderExcluir
  12. Ei Elaine...
    Tenho medo disso tudo também, e tenho mais medo ainda da minha responsabilidade com meus três meninos. Sei que faço e farei sempre a minha parte, mas eles não ficaram comigo o tempo todo e podem também sofrer influências... penso nisso o tempo todo. Você está certa em dizer que as mulheres é que devem cumprir este árduo papel, já que tem muito homem machista por ai... Que Deus me permita colocar sempre o bem no coração e na mente de meus pequenos, sempre. Que seus caminhos sempre sejam ao lado de boas pessoas... Amém!
    Beijos.
    Fabiana

    ResponderExcluir
  13. Sabe Elaine, seu post me lembrou conversas com pesquisadoras de história das mulheres (opa, humildemente me incluo entre elas), a gente se encontra e fala de nossas pesquisas, um dia desses encontrei com uma que estuda histórias nos arquivos juridicos do começo do século XX no interior, coisa muito parecida com a história de sua colega e conversando sobre as meninas e a forma como a sociedade inocentava os reus (sim os reus dos crimes que ela analisou foram inocentados, diga-se de passagem contra a vontade doss próprios juizes que só faltavam implorar para o juri condenar o culpado), uma dor na nossa alma... E a gente vai as lágrimas muito fácil quando fala de nossas mulheres... Sente impotencia, é vê sem poder fazer nada, então a gente olha para o presente, sente o peso dos séculos sobre nós e meninas continuam morrendo em manhãs de abril e maio...

    Eu me pergunto até quando isso vai ser assim...

    Acho o passado não pode ser mudado, apenas estudado, mas o futuro ainda não foi escrito, quero um mundo melhor para minhas meninas e penso que talvez esse mundo melhor começaria a existir se as pessoas entendessem que coisas assim não são coincidencias e se posicionassem contra em vez de transformar uma tragedia dessa em lucro, como as redes de televisão estão fazendo de uma forma tão nogenta!

    Rolou um desabafo mega, foi mal Elaine, começou no arquivo e terminou na televisão, meu Deus \o/ Eu não te economizo mesmo néh!?!?

    ResponderExcluir
  14. menina sabe o que e isso falta de
    DEUS,so nos resta orar e muito.
    se cuida viu,melhoras.
    bjos

    ResponderExcluir
  15. Parabéns pelo bom gosto do novo template!

    Não quero te assustar mas a psicopatia é uma doença comum e sem cura. Não existe terapia para ela e basicamente é genética - assim, mães psicopatas podem gerar filhos psicopatas muito mais que pais psicopatas - a educação neste caso tem pouco peso e o psicopata à primeira vista é uma pessoa muito sedutora, até que seja contrariado. Ele chega de mansinho e uma de suas características é se fazer de vítima - em 5 minutos de conversa, sem mesmo você ter intimidade com ele lhe conta toda a sua vida triste - algo que você não faria em 5 anos de análise! Então tome cuidado com aquelas pessoas que se fazem de "vítimas".

    Soube ontem quando cheguei de viagem sobre a tragédia em Realengo - considerei um estopim social, uma bomba social já que o "bandido" é cria social, de um lar, de um Estado, de um desgoverno onde falta tudo, onde a dignidade é posta em prova todos os dias. Não foi à toa que os "chefes" ou "xerifes" deram satisfação a sociedade. Não assumem a culpa! O que faltava a esse pós adolescente? Trabalho, seguro social, uma família estável, sonhos futuros... como se relacionar em uma sociedade consumista, sem valores e violenta? O Stress social poderia justificar toda a ação e o que os nossos governantes fazem? Aproveitam a ocasião para aparecer na mídia e pouco fazem para ajudar a recuperação dessas famílias degringoladas pelo sistema.

    Acho que atirou primeiro nas meninas porque sentavam na frente? Não sei realmente.

    As nossas crianças precisam de conforto, segurança e muito carinho!

    Boa semana! Beijus,

    ResponderExcluir
  16. Cuide-se, heim? Fique longe dos cortadores de cana! ;) + beijus,

    ResponderExcluir
  17. Ai Elaine, nao adianta estamos sempre nesse circulo, que sabemos infelizmente nao terá fim, por isso é tão dificil aceitar as surpresas horrendas da vida e do mundo...mas te digo, é isso tem jeito nao...adoro ler aqui, vc escreve lendo oq queremos saber mesmo...

    um beijo

    Fer

    ResponderExcluir
  18. Sua casa, indepedente da cor é sempre linda, pois nela há conforto e cheiro de lar, mas mesmo assim estou ansiosa pelas novidades dessa casa.

    Fique bem, amiga.
    Te cuida!

    Iram

    ResponderExcluir
  19. Oi, Elaine. Ontem , coincidentemente eu soube que o ex namorado de minha sobrinha (ele também não aceita o rompimento) está ameaçando-a. O cara chegou a morar em casa de minha irmã, foi tratado como um filho e agora está prometendo fazer bobagem. Um sujeito aparentemente pacato, dócil, reservado, quem poderia pensar que fosse se transformar nesse meio montrso intimidador? Vamos ter que contar com alguma proteção policial para ela, por via das dúvidas. Está ficando deveras assomboroso esse mundo. Abração. paz e bem.

    PS: faltou você me dizer acerca do procedimento para pagar a rifa solidária.

    ResponderExcluir
  20. Infelizmente isso acntece muito e todos os dias! PENA!! Te cuida e fica bem! Também não ando muito legal! beijos,chica

    ResponderExcluir
  21. Elaine, em primeiro lugar melhoras prá você, viu. O mundo todo está sofrendo a segunda fase da gripe do porco. Ela dura 2 semanas e é fortíssima mesmo. Só vai embora com antibiótico. Todos nós este ano já a tivemos.

    Olha, esses casos assustam e muito. Os psicopatas estao a solta e ninguém os reconhece.

    Tb falo muitas vezes que nós mulheres educamos os meninos e deveríamos educá-los de forma diferente. Minha sogra acha um absurdo que o meu filho aos 11 anos qdo levanta já arruma o lebcol da caminha dele, nao fica esticadinho nao, mas ele faz. Que no sábado qdo vou dar a geral no quarto dele ele me ajuda. Que ele e a Viviane depois que eu passei a roupa eles guardam as suas nas gavetas e que ele poe a mesa do jantar junto com a irma e a retiram. Escuto muitas críticas e me chamam de mae preguicosa. Mas nao quero filhos que nao saibam valorizar o trabalho que a mulher tem em casa. Esse é 24 hs e ninguém dá valor a nao ser quem faca.

    Triste ambas a estórias. A de Realego chegou a passar aqui na TV. Eu sempre digo que ser mae no Brasil, nos países latinos e alguns países da Ásia nao é fácil. A carência é enorme, as injusticas sociais, e mais os problemas familiares desistruturam qualquer indivíduo. Se ao menos as famílias ficassem famílias...mas ninguém hoje quer tentar viver bem um com o outro. O sujeito ou a sujeita nao encaixa, manda ver e já se está saindo prá outra. Nada mais se tem um alicerce, nada mais se tem uma estrutura. Infelizmente.

    Um grande beijo e boa semana

    ResponderExcluir
  22. oi Elaine....vou um pouco mais além...não só mulheres mas o que se vê hj é pai matando filho,,,filho matando pai...colega matando colegas e crianças matando crianças...onde vamos parar?!não sei,só sei que fico horrorizada de ver o jornal ou a internet..o mundo não é mais o mesmo...as pessoas não são mais as mesmas...guando as pessoas deixam de se emocionar com as pequenas 9grande)coisas algo está errado...me entristece ver como o ser humano está...poder passar horas planejando matar uma pessoa...não tem explicação...que os espírito de luz nos iluminem e nos protejam nessa caminhada..melhoras para vc amiga..bj no coração

    ResponderExcluir
  23. Antes de mais nada, espero que vc melhore logo!

    E, eu me sinto tão assustada com o que está acontecendo no mundo... não só no Brasil. Há uma crescente desvalorização da vida, de bons conceitos, de tradições. Tudo está de cabeça para baixo. Passei por uma situação com um filho que não desejo para ninguém... li num dos comentários que a gente cria os filhos iguais, e às vezes, somente um nos causa problemas... verdade! E, estou tão chateada com a situação, pois, apesar de ser super antenada, não sei como agir nessa situação! Enfim, acho que precisamos nos desligar desse materialismo, desse querer ter, e passar a querer ser... quem sabe o mundo não se encaixa novamente, não é verdade?

    bjs

    ResponderExcluir
  24. Ainda não tinha vindo ver sua nova decoração, ficou linda, leve e com sensação de frescor - adoro Lilás!
    Quanto ao seu post, ô amiga, ainda não consegui processar tudo não.

    Infelizmente crimes contra mulheres estão cada vez mais corriqueiros, a mulher é um "objeto" - pertencente a alguém - no momento que esse objeto resolve reagir e sair do seu status de coisa - muita vezes tem como consequência essa violência!

    No caso do monstro de Realengo, é nítido que foi um crime de ódio focado em adolescentes femininas, o porquê? Talvez nunca saibamos ou seja o sempre óbvio motivo de tantos assassinatos de mulheres pelo mundo: A visão de que são as mulheres as culpadas pela rejeição deles...

    Fora isso, melhoras e se cuide, por que pneumonia é coisa muita séria!

    ResponderExcluir
  25. Elaine,
    que história triste, mas que infelizmente acontece sempre. E que não tem punição para esses homens que fazem esse tipo de crime.
    Também tenho medo de pessoas fechadas.
    Beijos
    Adriana

    ResponderExcluir
  26. Olá Elaine
    Primeiro quero desejar que vc fique logo, logo boa da saúde!
    Agora tb vou te contar uma coisa...Morro de medo de gente quietona assim!!!
    bjos
    Laurinha

    ResponderExcluir
  27. Espero que melhores...
    Sabe? Estou ainda sem coragem de "enxugar" o BLOG! Qdo vc usou essa palavra outro dia eu GELEI! To tentando simplificar... mas ele e' a minha caraaaaaaaaaa! Que faco eu?
    Bjka!

    ResponderExcluir
  28. Elaine, ultimamente a justiça está cega literalmente, surda e muda. Pela lei todo Brasileiro tem direito de matar uma pessoa... Réu primário, se tiver um diploma, a regalia aumenta...

    Ah! quando condenado se for arrimo de família ainda ganha um salário maior que de um lavrador aposentado. Pode???

    Sua casa ficou um charme, essa cor transmite paz... (Estamos precisando).

    Beijoooooooo e uma boa semana.

    ResponderExcluir
  29. Quem sabe o que vai dentro do coração do outro? Mentes diabólicas, alimentadas ao longo da vida por milhões de pequenas coisinhas, que crescem como fermento.

    Tenho medo de gente calada. De gente que não olha no olho ou que olha e você se sente fuzilada somente com o olhar... sei que isso não é a característica principal desses seres medonhos, mas essas são umas das que me assustam...
    ...................................

    Continuo encontrando nesse blog dicas que tem me ajudado muito como blogueira e preciso agradecer a vc Elaine, imensamente por isso.
    Só posso retribuir, me fazendo garota(menos... uma senhora, fica melhor) propaganda dele!
    Bjks
    Renata http://cercaviva.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  30. Que tristeza Eliane, são tragédias que acontecem e não conseguimos entender o porque.
    Olha, concordo plenamente com você quando escreveu essa rase "Eu tenho muito medo de gente fechada ao extremo. Sabe aquela pessoa que guarda tudo, que não aceita ser contrariada, que acha que o mundo sempre está em dívida com ela? Tenho medo.
    Tenho medo daquele tipo de pessoa que acha estar sempre certo, que sempre se diz injustiçado, sempre o que não teve a atenção merecida. Tenho medo de certos tipos de carência. Tenho medo."
    Também tenho muito medo de pessoas assim e o pior é que a sociedade está cheia pessoas que não aprenderam a ouvir um "não" nos momentos certos, mimadas e sem limites.
    BJS

    ResponderExcluir
  31. Elaine, fiz um comentário enorme e não é a primeira vez, mas tem acontecido muito de enviar e perdê-lo, não só no seu blog.
    Enfim, não vou repetir, nem saberia.
    O que quis falar, e basta, o fiz num post no meu blog.

    Cuide-se, viu?
    Chá, caminha morna e sossego.
    Beijo!

    ResponderExcluir
  32. Também tenho medo. O mundo está muito intolerante, por isso não guardo sentimentos, falo tudo que me incomoda, escrever é uma santa ajuda.
    Tenho medo do home, infelizmente.
    Acho tbm, que há muita negligência na educação, nos dias de hoje. Acabou o respeito, e tem muita gente brincando de ser Deus


    E vc mocinha, trate mesmo de se cuidar, viu? Seu blog tá muito, muito lindo.... Já disse muitas vezes isso, né? rsrs

    Quer chá de que, flor?

    Beijos

    ResponderExcluir
  33. Acho que a banalização da vida que faz as pessoas cometerem esses crimes, pois sabem que ficarão impunes ou cumprirão penas (se é que podemos chamar de penas) que nãio são reais, sem contar que o sistema carcerário não pune, ajuda a criar novos marginais.

    Infelizmente as mulheres são a maiores vítimas de pessoas covardes e loucas.


    Desejo melhoras para você.

    Bjos

    ResponderExcluir
  34. Elaine,
    Nossa vida agora é viver em constante estado de medo. Isso lá é vida? falta amor, compreensão, tolerância e Deus no coração do ser humano contemporâneo. Mas temos de seguir adiante. Desejo melhoras pra você. Seu blog lilás está divino. Amo essa cor!
    Bjs

    ResponderExcluir
  35. Elaine, tenho ouvido tantas histórias assim que ando um cadinho deprê, só por conta. Melhoras pra vc, eu estou com sinusite/otite, como alguém consegue um troço desses. Cuide-se que pneumonia é coisa séria.

    bjs e a casa tá linda!

    ResponderExcluir
  36. Olá...Elaine. é uma pena mesmo, não podemos mais viver naquela doce inocencia como antigamente, hoje temos que desconfiar de tudo e de todos, mais não fique assim, a cada 15 segundos uma mulher é espancada em algum lugar do mundo e a cada 15 minutos uma é morta, mais realmente acho que uma mãe pode fazer toda diferença na vida desses meninos que estão por aí, mais não é somente nós seres humanos que sofremos todo dia, os animais tbm, já foi confirmado que o psicopata adulto, começa com pequenos animais quando criança, como passaros e depois gatos e depois cães, ate chegar aos humanos, então temos que ver isso ainda cedo, lembro de varias historias que começam com animais, tem um assunto abordado no meu Blog tbm muito importante e espero sua participação e sua opinião...bjs e boa semana pra vc...♥

    ResponderExcluir
  37. Olá Elaine,

    Realmente essas coisas ferem MUITO, ferem DEMAIS!
    Como já falei, só resta Deus confortar os corações daquelas pessoas que perderam parentes de forma tão cruel e violênta.
    Muito triste... :-(

    Parabéns pelo novo visual do blog, ficou LINDO!

    Beijão para você!

    ResponderExcluir
  38. Olá, Elaine
    Sou nova no seu cantinho (linda a cor dele... lavanda... lilás... gostos de navegar)e confesso que ando irritadíssima com essas atitudes contra as mulheres. Covardia, ignorância, machismo, egoísmo, homens mimados, como vc disse, que não aceitam perder, nem ouvir um não. é um horror...
    Beijinhos e parabéns pelos posts, recebe por e-mail e adoro!
    Melhoras e se cuide
    Com carinho

    ResponderExcluir
  39. Querida Elaine,acho que vc tá precisando de colinho,né?Bem que eu queria te dar um cházinho de cidreira e um colinho de"vó",mas,como não dá,te mando um beijo e o desejo de que Papai do Céu te faça melhorar...já tive pneumonia e sei que não é nada fácil...é preciso beber bastante líquido e ficar de repouso,tá?foi o que meu irmão pneumologista me recomendou...e remedinhos tbém,né?
    Se cuida,tá?Abração,Leninha.

    ResponderExcluir
  40. Elaine, perdão pela ausencia mas estou sem pc. Olha lhe desejo melhoras, sei que esses transtornos respiratórios judiam e muito. Mas se vc se cuidar direitinho logo logo estará tudo bem.
    Quanto a violência, contra a mulher sou daquelas que acredita que por vezes buscamos pessoas que nos "encham" de amor grudento, e esse grude leva a dependencia, o dependente por si é um doente. Amor para mim é algo maior liberto. Pessoas que deixam seus amores livres são incapazes de violência.
    Muita saude, luz e paz
    Abraços

    ResponderExcluir
  41. Meu Deus que horror!!! até onde essa violência vai nos levar? e o pior é que neste país não existe lei... ocara tá solto!!!! estou indignada... s´odeus para consolar a familia desta moça!!! só Deus....

    ahh,tô divulgando um chá de bebê virtual p/ uma blogueira que está precisando de ajuda, passa no meu blog, que lá tem um piuco da história e o email dela, caso possa contribuir com alguma coisinha de bebê!!
    beijuuu
    www.sermulhereomaximo.com.br

    ResponderExcluir
  42. ahhh e, vc viu meu email?

    beijuuu
    www.sermulhereomaximo.com.br

    ResponderExcluir
  43. É tão triste ver que a falta de amor tem feito e o pior de tudo é rotularem isso de passional, de "por amor"! Acho bizarro!
    Conheci uma moça q se separou do marido e quase morreu e perdeu o irmão numa tentativa de assassinato do ex que resolveu dar a última chance a ele e ela "desperdiçou"! ;o(
    Ela? refez a vida, casou de novo, mas vive com receio por ela e pelo filho, o ex e assassino? Solto!

    Um dia a gente descobre a verdadeira razão pra tudo isso...

    Te cuida direitinho, minha querida!
    Espero que fique 100% loguinho, viu!

    Xerinhos
    Paty

    ResponderExcluir
  44. menina que horror!!

    Onde vamos parar???

    a casa tá linda!

    bjkas

    ResponderExcluir
  45. Eu morrerei de velha, mas não deixarei de ficar chocada com essas histórias!


    Nunca sofri com ciúme excessivo de homem nenhum. Ao contrário, até hoje, por algum motivo, eles se afastam de mim ou descubro logo as peças e caio fora... Olha, na primeira ameaça, eu levaria duas amigas, acionando a Delegacia da Mulher, evitaria andar sozinha... cautela é tudo nessa vida...

    No primeiro piti de ciúme, já daria um sacode ou no segundo, terminaria... pq aí a mulher vai achando q por ser tão ciumento, ele ama e aí vai levando... assim não dá!

    ResponderExcluir
  46. Oi Elaine ... sabe que estive pensando em escrever mais ou menos sobre isso por esses dias? É verdade. Mas aí, desisti. Sei lá, preferi não falar de coisas tristes. Mas isso não impede que elas aconteçam, né?
    A história das crianças e do atirador foi uma coisa tão triste que me fez chorar. De pena do quanto que a humanidade está doente. De dó e compaixão por todas as famílias que só elas sabem o que estão a sentir agora. De angústia, medo como você ... sei lá, chorei porque sou chorona mesmo. Ou porque sou humana.
    Mas, e esses outros, o que são então? Parece que ser- se Humano não é garantia de ser boa gente ...
    Não há muitas palavras para isso, meu bem, e é triste. Resta-me orar por essas crianças e suas famílias. Deus as conforte e oriente nessa hora.
    Sobre a história do homem do facão ... meu Deus, como acontece esse tipo de coisa. E o pior é que quase sempre parte assim de alguém com esse perfil ... aproveito para contar que faz mais de uno, quase dois, terminei um relacionamento que começou maravilhoso. Ele parecia o príncipe encantado tal e qual eu o idealizava. Mas aí, de casamento marcado, convites feitos, etc, ele se revelou muito possessivo, ciumento ao extremo, assustador. Menina, caí fora. Seni dentro de mim que a minha vida seria um horror se eu levasse aquele casamento adiante, e do jeito que ele estava se tornando, em breve ia começar a querer me bater e quem sabe, coisas bem piores. Sabes o que eu digo? Deus resgatou-me. É verdade. E me livrei dele. Não foi fácil, mas graças a Deus não foi tão difícil assim fazer com ele me deixasse em paz. Ele tinha muito a perder. Prezava muito pela reputação de bonzinho, porque era assim que todos o viam. Tudo uma grande fachada, pois o verdadeiro ele, esse eu conheci bem e não gostei nem um pouco.
    Gostaria que todas as mulheres pudessem se livrar a tempo de homens como esse, mas enfim ...
    Olha, tem um selinho para você lá no meu blog, tá bom?
    Beijo na sua alma.
    Angel.

    ResponderExcluir
  47. Olá Elaine,

    A nossa imunidade baixa mesmo com tanta coisa triste... a mulher continua sendo a maior vítima, porém presenciamos a violência a toda hora, com qualquer um e em qualquer lugar como no trânsito, em filas de banco e supermercados -eu mesma ja fui ameaçada a levar um tiro numa destas ocasiões e até hoje eu me pergunto o porquê(estava caladinha na minha); seria só porque a "louca" que estava atrás de mim estava morrendo de pressa???
    Na verdade estamos vulneráveis aos distúrbios emocionais de pessoas que muitas vezes nos parecem doces, comportadas e acima de qualquer suspeita.

    Cuidemos de nós e dos que nos cercam com esperança de tempos melhores.

    Fica bem, em PAZ e Te cuida!

    Grande abraço*)

    ResponderExcluir
  48. Sempre acreditei que os "sonsos" e "calados" agem mais... tenho medo deles...
    espero sua visitinha
    xx

    www.ilovenystyle.blogspot.com

    ResponderExcluir
  49. que aflição este caso... nossa... e o rapaz esta solto? como pode isso???

    pobre moça... perdeu a vida por não corresponder um "amor" (q de amor, não tem é nada, amor é liberdade).

    as leis tem que mudar, tornar a punição mais severa, duradoura, pois o que esse rapaz fez é imperdoável.

    espero q vc esteja melhor, Elaine. fique bem, viu? qdo precisar conversar, entre em contato que a gente dá uma 'skypada" rs
    bjs

    ResponderExcluir
  50. Mto triste isso né?
    Mas o assassino do Realengo, matou mais meninas pq qdo ele estudava lá no colégio, há 10 anos atrás, eram as meninas quem mais zoavam dele...
    Transferindo as imagens... Ele assassinou inocentes, no lugar daqueles que fizeram mal a ele!

    Um caso extremo de bullying!


    bjnhos

    Melhora logo viu?

    ResponderExcluir
  51. Elaine, hoje é meu aniversário,mas não pude deixar de sofrer com tamanha safadeza horror mesmo, animal.
    Espero que melhores rapidamente mas faz atenção com pneumonia não se brinca eu sei do que falo pois já tive várias, beijos e abrações de melhoras

    ResponderExcluir
  52. É, Elaine... o mundo tá virado!! Eu tenho medo das pessoas. Tenho medo de deixar a minha filha na área ali em frente ao prédio e já penso em, como síndica de um prédio que PRECISA de reforma, murar a frente, pra termos mais privacidade e segurança...
    As mulheres sofrem hj em dia com homens q ainda pensam q elas são propriedades...
    Fico aqui, torcendo pra q o mundo mude... será?
    Beijo e melhoras pra vc!!!

    ResponderExcluir
  53. Olá querida! Espero que esteja melhor... E o cházinho eu não esqueci tá?
    Beijo.

    ResponderExcluir
  54. Quanto as feridas... Só Deus pode passar um bálsamo no coração dessas famílias, só Ele pra dar forças pra continuarem! Ah... e a casa nova ficou linda!
    Bj.

    ResponderExcluir
  55. Elaine fiz um comentário mas ele não foi e não sei escrever de novo a mesma coisa, portanto amiga se cuida viu. Que caso chocante ne!

    ResponderExcluir
  56. são as atrocidades da vida. Se as pessoas amassem ao próximo, pelo menos um pouquinho, nada disso aconteceria !!

    bj

    ResponderExcluir
  57. Amiga querida, tudo triste demais, não consigo ainda estrututar frases lógicas sobre nada disso.
    Um abração

    ResponderExcluir
  58. Olá, espero que tenha melhorado...Sou moradora de Realengo, minha família vive aqui a mais de 50 anos, e meu coração treme toda vez quando ligo a TV e ouço falar '' 0 MASSACRE DE REALENGO'' e assim como assassinato da menina d fabrica ficou marcado em vc esse caso de Realengo vai ficar marcado em nós, não só do bairro mas em todos...
    E concordo com vc em relação ao modo de educarmos as crianças, tenho 2 filhos de 8 e 4 anos e tento passar pra eles importância do respeito, repeito ao mais velhos e aos mais novos, repeito aos animais, a Tia da escola, a atendente da padaria, aos colegas, ao motorista do ônibus... Peço pra eles antes de falar algo, pensar se eles gostariam de ouvir aquilo...E muita responsabilidade criar filhos...Eles são a sociedade amanhã...
    grande bj e paz

    ResponderExcluir
  59. IOgualzinho ao caso da Eloá, Você lembra?

    ResponderExcluir

Olá! Muito obrigada por ler meu blog e obrigada também por se dispor a comentar meus posts. Seja muito bem-vindo(a)!

Importante!
Devido à falta de tempo hábil eu não me comprometo a responder perguntas referentes aos tutoriais postados neste blog.
Pedidos de ajuda individual serão respondidos conforme o meu tempo e disponibilidade permitirem.
Por favor, entenda: comentários sem relação alguma com o post não serão liberados e nem respondidos.

Para saber mais sobre a melhor forma de utilizar este blog leia Termos de uso do blog.



Muito obrigada, fique à vontade para interagir.
Mas lembre-se:
Gentileza, educação e boas maneiras servem também para a vida nos blogs…