Sexo consentido, ou sem sentido…

em 28 de março de 2011

Vou te contar um “causo” bem cabeludo e chocante. Senta.

Em uma pequena cidade do interior paulista vive uma blogueira muito tímida, mas também muito observadora. Nesta pequena cidade do interior paulista existem 3 hotéis, sendo que 2 deles nem são hotéis, são pensões. Então, o único que sobra é um hotel 2 estrelas, com um nome pomposo que, claro, a blogueira pobre e que não pode ser processada não vai contar o nome. Mas se você vier a esta tal cidadezinha verá que o hotel é mesmo sua única opção (a menos que você seja amigo da blogueira e daí se hospeda na casinha dela). Bem, vamos ao causo?

O dono do tal hotel é muito rico, dono de fazendas de cana na região. Casado com um mulher linda e loira, daquele tipo com cabelo de cor e corte perfeitos, sabe? E o tal fazendeiro-dono-de-hotel também tem amantes. A última está com ele  há 4 anos. Hoje ela tem 16 anos.

Sim, pedófilo conhecido e reconhecido, ele foi preso há uns dias atrás. Claro que a tal amante não foi a primeira, nem a última. Nem a única. Ele é famoso, juntamente com um grupo de “homens de respeito” da cidadezinha, por promover churrascos regados a cerveja, picanha maturada e sexo com menores. Cada vez menores, aliás.

Daí que a polícia o prendeu. Mas já soltou mediante uma fiança substancial. Mas o inusitado do caso vem agora:

A menina esteve na delegacia. Chorou, pediu, disse que o ama, que deu pra ele de livre e espontânea vontade. E isso contribuiu para o relaxamento da prisão. Pela lei não existe sexo consentido com menores, mas ela disse que quer, que gosta, que ama…

O amor dela custa R$20,00 a transa, mais os presentes e privilégios. Isso tudo corre à boca pequena na tal cidadezinha. Custa muito, se comparar com os 10 reais pagos para meninas miseráveis que frequentam os ranchos na beira do rio que margeia a cidadezinha do interior paulista. Meninas de cerca de 12 anos.

Provas? Nenhuma. Sabe aqueles casos que todo mundo conhece mas ninguém sabe, ninguém viu? Então.

Ontem eu vi a esposa e ele na cidade. Linda e loura. Mais esposa do que nunca, de braço dado com ele olhando a vitrine da única butique da cidadezinha.

A amante-mirim? Dizem que está puta da vida porque perdeu o protetor. Trabalhar? Por R$540,00 por um mês inteirinho?

“Vou não, quero não, posso não”…

 

Mas claro que isso é apenas um “causo”. Esse tipo de horror “non exsiste”…

Alguém que escreve. Especialista em si mesma. Leitora que lê muito menos do que gostaria. Blogueira por paixão e profissão. Propriedade da Princesa e da Menininha, e de um cachorrinho muito levado chamado Bloguinho. Tentando viver. Sempre.

61 comentários , comente também!

  1. Oi Elaine!

    Quem mora em cidades pequenas, como nós, sabe de cada coisa, ja´que todo mundo dá notícias de tudo da vida alheia...rs...

    Aqui tbém tem cada atrocidade!

    O caso mais famoso foi de uma casa descoberta onde os senhores respeitáveis faziam altas festas, todos lindos e bem vestidos, de... tchammm, camisolas, hahaha...

    Mas esses lances com menores de idade aqui não acontecem não! Aliás, nunca ouvi falar! Coisa esquisita!!! (acredite se quiser!)

    Bjos.

    Clau

    E essas menininhas bem que poderiam pensar menos em séquisso e dar uma estudadinha, só prá variar, pq mamis me ensinou que não há dinheiro fácil.

    ResponderExcluir
  2. Oi Elaine,

    quem dera se isso fosse apenas um causo né??
    Infelizmente isso é a mais encancarada verdade, lá na minha pequena cidadezinha e adjacencias, isso é corriqueiro, e pior: A população em sua grande maioria acha lindo, sinal de poder, de macheza...

    ResponderExcluir
  3. Miniiiina! Cuidado! Quem é mesmo que viu ele e a esposa onten na cidade? rsrsrsrsrs

    ResponderExcluir
  4. Infelizmente, qualquer semelhança com a realidade atual não é mera coincidência. Você escreve muito bem, Elaine. Parabéns!! Boa noite, boa semana, beijos no coração :)

    ResponderExcluir
  5. Aie, que nojo. Dá muito nojo, mesmo. Eu estava assistindo a uma minisérie sobre a vida de Marilyn Monroe esta semana no Gnt.O filme não diz que ela foi abusada qdo crianças mas aparecem algumas cenas de condutas inadequadas ( entende?) da parte de alguns homens com ela qdo era pequenininha. É tão absurdo imaginar que isso é uma realidade e ainda por cima , impune.

    bjs

    ResponderExcluir
  6. Credo, que triste!

    Faltam escolas, merenda boa, faltam salas de informática, faltam ginásios de esportes com aulas variadas, faltam opções.

    O ócio é um mal, pois a mente desocupada busca sempre o que não deve...

    Se as crianças tivesse acesso a boas opções, nem se interessariam por esses atalhos do mal.

    beijoooo

    ResponderExcluir
  7. Boa noite Elaine

    fiz faculdade em uma cidadezinha chamada Assis... Infelizmente lá também é lugar comum tamanho absurdo... Meninas de 12 anos fazem sexo com os fazendeiros por 1,99. Na época, tínhamos um projeto social na faculdade para tentar ajudar essas meninas, infelizmente nosso índice de recuperação era ínfimo... Tudo muito triste mesmo...
    Grande beijo
    Juliana

    ResponderExcluir
  8. É flor ...é deprimente ver como as pessoas são sórdidas, e quem era para proteger não faz nada...
    Ao contrário...
    E quando sabem e podem fazer algo não fazem por que sabem da impunidade...muito triste

    ResponderExcluir
  9. KKKKK que causo dos mais contado sô!
    inté parece verdade, mas é claro que isso é coisa de cidade pequena né? rsrsrs

    beijos

    ResponderExcluir
  10. Não vou pousar de santo, mas tem certos crimes que ainda não entendo.
    Acima de qualquer impulso mundano, precisa o homem ter amor pelo próximo e respeitar a si próprio, sim, só assim viveremos o conceito família…
    O enriquecimento em certas pessoas gera pobreza de espírito; engorda egos arrogantes…


    abraços

    ResponderExcluir
  11. Infelizmente, essas coisas acontecem mesmo, e nem sempre as meninas são as culpadas, às vezes tal comportamento é estimulado pelos pais, que veem nele uma forma de garantir um "futuro melhor" para as filhas...
    Beijo
    Adri

    ResponderExcluir
  12. Elaine sinceramente eu não entendi o final não, quer dizer que ela não quer mudar de vida?
    Mas se indo pra cama com ele todos os dias do mês ela só ganha 600 reais?
    Só pode ser falta de informação
    de todos modos é uma pinoia que as coisas não mudem tanto quanto a gente precise que mudem.
    Bj

    ResponderExcluir
  13. Pequenas estórias fictícias do nosso cotidiano...
    Quem mora em cidade pequena q o diga...

    Não sei o q é poir: quem faz ou quem aceita...

    Mais um texto magnífico pra gente!
    Ótima semana, xero.

    ResponderExcluir
  14. Pena isso,não??"Claro" que é apenas "Causo"....beijos,linda semana!chica

    ResponderExcluir
  15. Elaine, dá nojo e raiva saber que isso não é causo e sim verídico. Conheço situações muito piores e inclusive denunciei alguns...justiça? muito pouco houve mas não podemos fechar os olhos pra esses canalhas que tiram onda de mocinhos e me irrita mais ainda é saber e até conheço (umas) mulheres que apoiam esse tipo de monstruosidade ... e as meninas que muitas vezes tem o apoio da família, pra se prostituíreme trazer comida pra casa? aquí tem desenas assim. Dá pena e raiva... bjs

    ResponderExcluir
  16. Que asco, sei bem que isso acontece, vi casos que me reoltaram por semanas,... Nem sei mais o que pensar...

    beijos e boa semana

    Fernanda

    ResponderExcluir
  17. Nossa Elaine, não gosto nem de pensar essas coisas... triste realidade! Como pode? Não acontecer nada? Esposas "compactuarem"? Meninas "amando" essa vida? Sonhos estranhos esses... Mas, tem gente estranha pra tudo, né? rs
    Aff!
    Bjks

    ResponderExcluir
  18. GENTE! é um absurdo mas sinto que a cada dia mais as crianças estão sendo muito expostas, dançando músicas de duplo sentido e vendo as "passiones" da vida.... já não existem programas infantis as elianas viraram casamenteiras, as angelicas paparazis as xuxas pararam no tempo....e é isso que acontece as crianças com 12,13 anos já querendo ter vida de pessoas adultas,e com ajuda de doentes como este tal dito cujo tudo vai para o buraco de vez!.

    ResponderExcluir
  19. OI Elaine, oque me deixa indignada, é que isso é muuuuito comum.Tbm vim de uma cidadezinha no interior do MT, onde esse tipo de "Homem" faz e desfaz...e todo mundo finge que não sabe que não viu...è a lei do "manda quem pode e obedece quem tem juízo".
    Triste mas é verdade. bjoca.

    ResponderExcluir
  20. Sem comments!

    Quando digerir, volto aqui, p/ comments...

    Um bom dia p/ vc Elaine!

    ResponderExcluir
  21. Ô Meu Deus! Que Ele me perdoe, mas que menininha burra!

    E cadê os pais pra orientar nessas horas?!

    ResponderExcluir
  22. Será mesmo que não existe? rs
    Um causo a se pensar.
    Bom dia Elaine!
    Xeros

    ResponderExcluir
  23. Oi Elaine!
    É claro que é só um causo, onde já se viu que uma coisa dessas iria acontecer num país tão organizado e com um senso de moral tão rígido quanto o nosso!
    É brincadeira uma coisa dessas,não? Quanta coisa nojenta acontece por aí e as pessoas fazem "vista grossa". Cada vez mais as crianças estão perdendo sua condição de crianças. Perdendo sua inocência, o seu gosto por brincar e ingressando no dito "mundo adulto" cada vez mais cedo.
    Ótimo "causo"!

    Beijos, Renata
    palpitandoemtudo

    ResponderExcluir
  24. história inventada, claaaaaaaaro. Quem disse que isso e outras coisas acontecem por ai? Intriga da oposição.

    lembro de um caso em família, que a mãe incentivou a filha a engravidar de um cara rico... e forçar casamento... eles eram classe média, não eram pobres ou sem instrução... mas é história fajuta tb.

    tudo mentira, padre Quemedo desmente

    ResponderExcluir
  25. Na minha cidade tem um juiz de menores, que se junta com um chefe da secretaria do forun e fazem a Festa com as menininhas de programa. Além da polícia que ao ve-las nas ruas, enfiam tudo no camburão e obrigam a fazer sexo de graça, em troca de fecharem os olhos para a idade das meninas

    ResponderExcluir
  26. Infelizmente, não é causo. É a realidade brasileira, ruim no sul, pior no norte/nordeste. Minha filha foi Diretora da Secretaria de Ação Social do município onde morava. Os "causos" eram bem piores que este.
    Não dá para acreditar que ainda hoje os pais vivam às custas das filhas, por míseros 10, 20 reais!!!
    Mas é a realidade, distante de nós que temos um mínimo de conhecimento/educação.
    O texto é incrível. Parabéns. Bjks

    ResponderExcluir
  27. Elaine, sempre digo que não seria duas coisas na vida: empregada doméstica (fixa) nem prostituta.
    Claro que empregada doméstica falo mais de brincadeira, pois seria , sim.
    Mas falo muito que trabalhar pra uma patroa chata, exigente, que quer tudo a tempo e a hora, ter que saber fazer "de um tudo": lavar, passar, cozinhas, arrumar, limpar, tudo muito bem, senão "dona onça" enche a paciência...isso é triste pra mim. Sempre fui patroa e sempre fui boa demais, pois entendo o lado dessas mulheres que muitas vezes largam sua casa bagunçada e vão limpar casa dos outros. Mas melhor do que se vender.
    Existe toda uma problemática social, humana, moral, etc., por trás dessas meninas e desses vagabundos que as aliciam.
    Mas, me responda: aí nessa cidade que bem podia ser fictíca (ou pelo menos o causo), quantas outras meninas de 12 anos existem? Muitas mais. Então, porque essa do causo é protagonista?
    Sinto muito, sou dura, eu sei: mas fome nenhuma no mundo me faria fazer isso.
    Fazem por índole.
    Nunca deixarão de fazer.
    Não que seja vida fácil. Não é.
    Mas é mais prazerosa, pelo menos...
    (e espera-se. Pois esses canalhas talvez nem saibam fazer sexo direito. Ainda frustram as meninas pro resto da vida...)
    Beijo!

    ResponderExcluir
  28. Triste né... Antigamente ( no meu tempo) nesta idade a gente ainda brincava de bonecas e nem estava muito interessada em meninos, hoje a coisa descambou e não existem mais crianças inocentes. Pena, porque infância é a fase mais bonita na vida de uma pessoa. Beijos, saudades de ti

    ResponderExcluir
  29. Meu Deus, e isso embaixo do nosso nariz e não conseguimos provar nada?

    Como?

    Deus nos livre de gente assim!!

    Beijos e fiquem com Deus

    Barbrinha

    ResponderExcluir
  30. Olá Elaine,

    MUITO TRISTE saber dessas coisas, muito triste ver tantas garotas por aí perdendo sua infância, sua juventudo e achando que agindo assim terá algum sucesso na vida, infelizmente esse tipo de coisa só destrói a vida!

    Que DEUS toque do coração de todos!!

    Beijão para você!!

    ResponderExcluir
  31. Isso também é coisa de antigamente, sim!
    Minha falecida avó, dava a chave da própria casa, para que um homem casado mantesse relações sexuais com uma de suas filhas ainda menor, em troca ele dava de tudo, desde emprego para um dos meus tios à tudo para casa. Isso mesmo sendo uma "senhora casada". Meu avô não tinha boca para nada. Isso só acabou depois que minha tia resolveu fazer escandalo em frente a casa dele, para que ele separasse da mulher. Ele "abandonou" minha tia com uma filha aos quatorze anos, demitiu meu tio logo em seguida.

    Nem sempre a culpa é só da criança, mas, que algumas gostam, ah gostam... Minha tia tanto gostou que queria o amante só pra ela, e ficou com a filha, e "sem mais nada", nem pensão. Mas, isso é um "causo", né?

    Beijos

    ResponderExcluir
  32. Oi Elaine,boa tarde !!!
    Qdo escuto ou leio histórias deste calibre...nossa...fico com uma vontade de voltar prá barriga da minha mãe,isso sim !!
    Acho q estou "ficando passada na idade"...existem "coisas" q não aceitarei "nunquinha da silva"...há uns meses atrás fui visitar uma conhecida q tinha acaba de dar a "luz", sabe qual a "musiquinha" que a titia estava cantando para ninar? FUNK...e c/ cd tocando super alto...ah...me poupe...ficou tudo tão banalizado,que não duvido nada q esta criancinha qdo completar 7 anos,os pais fujam de casa...!!
    Pq estão criando monstrinhos...e dando gargalhadas !!!
    Elaine aqui na minha cidade tem casos tão cabeludos,tipo pegarem crianças para criarem e virar empregadinhas de cama,mesa e banho...muito triste...!
    Desculpe o tamanho do comentário,mais uma vez me empolguei !
    beijo.

    ResponderExcluir
  33. Casos como esses lá no interior de onde vim, ta assim, ó. Mas eu não saberia contar com tanta precisão e tão bem contada assim não, amiga.
    Bravo!

    Beijos

    ResponderExcluir
  34. ninguém fala nada,ninguém quer sair porque o dinheiro é solto e vale a pena...o carro com gasolina,o sapato novo,a roupa da moda,o anel de ouro e assim todos fecham os olhos e o coração vai adquirindo a couraça e não se incomoda mais com os causos.O pior ainda(se pode se considerar o caso menos imundo)é quando os pais concordam com tudo porque são beneficiados com dinheiro.Crianças vendidas,enganadas e usadas.Quem me dera ter um heroi capaz de acabar com essa bandidagem ,sem se sujar com propinas para se fazer de cego.

    ResponderExcluir
  35. Minha mãe do céu.
    É numa hora dessas que eu preferia ter nascido poodle.
    Pensando bem,poodle não seria uma boa idéia,porque do jeito que eu sou cagada era bem capaz de ser o poodle dessa madame loira de cabelo perfeito.
    Não,nessas horas eu não queria ter nascido.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  36. Oi Elaine, infelizmente esses causos, são mais comuns do que se imagina e não é coisa de cidade pequena não.
    Em comunidades carentes, nas grandes cidades vemos a mesma "prática".
    E nem sempre a família é a última a saber.
    Bjs

    ResponderExcluir
  37. Poderia ser ficção, mas infelizmente é mais comum do que parece.

    Um grande abraço.
    Tenha uma linda semana, cheia de paz.

    ResponderExcluir
  38. Que coisa ein!!!

    Passei agora!!

    bj

    ResponderExcluir
  39. Esse mundo é muito machista! Fiquei sabendo que apareceu "outro" para dizer que o tal dono de hotel não foi o único! Barbaridade! Um perigo esse velho safado ter filhos - pedófilos deveriam ser castrados definitivamente. Estou sabendo por alto do caso por causa do "cantor sertanejo famoso" que frequenta o tal rancho.
    Boa semana! Beijus,

    ResponderExcluir
  40. Triste realidade brasileira. Se você for andar no centro de certas capitais brasileiras, vai ver meninas oferecendo o corpo por meros R$ 10:00. Não é só no interior que a coisa tá feia, não. Nas capitais turísticas também. O turismo sexual é uma realidade para a qual penso que até mesmo as autoridades fazem "vista grossa". E as famílias dessas meninas até incentivam esse tipo de comportamento por "trazer dinheiro pra dentro de casa".

    ResponderExcluir
  41. Olá,
    Adorei a sua postagem.
    O seu blog é um máximo!
    Estou te seguindo'

    Xeirinho#

    www.lojazart.blogspot.com

    ResponderExcluir
  42. Que bom estar aqui e ler suas hstórias minha amiga!!

    Ando meio caidinha de um agripe daquelas que nem minha amiga Luci fui visitar, mas me arrasto e sempre venho dar minha presença aos meus amigos.

    Eta cidadezinha essa heim? Tão pequena e tão cheia de coisa pra contar.

    Beijos no seu coração

    ResponderExcluir
  43. Luma, eu sempre esqueço que você conhece essa ficticia cidadezinha do interior paulista rsrsr
    E que sabe quem é o tal cantor famoso...
    É, a coisa tá fervendo... mais 2 meninas apareceram...
    Ui...

    ResponderExcluir
  44. Amei e compartilhei...muito bom mesmo...bjin

    ResponderExcluir
  45. Elaine,

    Será que só acontece em cidades do interior ou acontece em todos os lugares, mas nas cidades pequenas não ficamos sabendo?
    Esses dias, marido eu eu fomos ao motel, saimos de lá frustrados, ficamos o tempo todo, tudo bem,não foi o tempo todo, rs, furiosos porque vc entra e saí do motel e ninguém te vê, ninguém pede identidade, ninguém olha para ver se tem menores acompanhando, ficamos loucos da vida, parecia que estávamos fazendo algo errado, ilegal, quando perguntamos se em todos era a mesma coisa, nos disseram que sim, e que é desta forma para não ser indiscreto com cidadãos respeitáveis que tem gostos "diferente". É melhor não ver, porque senão alguém tem que fazer algo.
    Grandes beijos

    ResponderExcluir
  46. Elaine, o pior que eu acho é a mulher do cara. perdeu de vez a dignidade como pessoa, como mulher, como ser humano. Eu jamais poderia compactuar com isso.

    Bjao

    ResponderExcluir
  47. Elaine
    Acho que em todas as cidades tem algo parecido. Uma vez a mamae foi contar para um padre um escandalo qualquer. Ela disse que estava assustada. O padre respondeu que ainda bem. Porque o dia que ninguem ligasse para as coisas esquisitas que estav acontecendso nas pequenas cidades aí sim era motivo de preocupação.
    Mas fazer o que?
    Como ajudar?
    Nas cidades grandes tem denumcia para tudo mas nas pequenas o que se faz na esquina a cidade toda fica sabendo.
    Para recontar mas para ajudar a solucionar ´são poucas.
    om carinho Monica

    ResponderExcluir
  48. É mais um Belusconi brasileiro! De tudo isso o que mais me revolta é essas madamezinhas de meia tijela, aceitar o que os maridos fazem como se nada estivesse acontecendo. Elas deveriam também ir presas, por conivencia.

    Abracos

    ResponderExcluir
  49. Elaine,

    Você abordou um caso de alta complexidade. De qualquer lado que você olhe, esta errado. Vou fazer um comentário aberto e franco.Sem acusar ou defender ninguém especificamente. Todos somos culpados.
    Isto não é privilegio das pequenas cidade do Brasil, isto é um fenômeno mundial.
    Nos paises do leste europeu, esses fatos são comuns. No terceiro mundo então....
    Estão envolvidos principalmente os fatores sociais. De varias formas. Quem se assusta pelo fato das mães estimularem as filhas a buscarem os 10 reais se esquecem que com este dinheiro se compra arroz e feijão para uma semana. 600 reais mensais é o que recebe a maioria da nossa população. A pratica de venda de filhas pré adolescentes ainda é pratica no nordeste. Existem excursões de pescaria no MT onde os “pescadores” passam uma semana no bordel, com pré adolescentes, e voltam para casa com a geladeira cheinha de peixes fornecidos pelos promotores do evento. Existem diversos casos deste nipe. Quem viaja vê o numero de meninas se oferecendo nos postos de gasolina. Isso é corriqueiro. Quando eu era adolescente, o pai de umas garotas vizinhas, agenciava as filhas na prostituição e todas foram iniciadas sexualmente por ele. Policiais frequentavam a casa como usuários. Isso, na capital e em bairro nobre.Os exemplos se multiplicam.
    Quando digo que a culpa é de todos nos, principalmente eu falo pelo fato de acharmos um absurdo e sempre pensarmos que isso ocorre longe do nosso circulo, nos achando superiores a isso. Queremos distancia. Não buscamos aproximação para tentar minimizar o problema.
    Temos que lutar pela diminuição das diferenças sociais.
    Temos que buscar novos valores.
    Temos que restabelecer a ética e os valores e padrões morais. Falo isso sem nenhuma pieguice ou falso moralismo.
    A mídia feita para nos, de poder aquisitivo maior, também atinge aos desfavorecidos. Eles também querem Nike, Ipod e etc. O que ele tem pra vender?
    A sexualidade esta exposta de forma explicita em nossas crianças. Elas estão de sobremaneira precoces. Culpa de quem, delas? Elas que não tem vergonha? Elas que não seguem orientação dos pais? Os pais são coniventes!!!!
    Desculpe o desabafo, vou parar por aqui.Esse assunto dá um livro!
    Acho que esta conversa tem que ser aberta. As feridas precisam ser expostas.
    Ao invés de nos horrorizarmos, ações devem ser propostas.
    Somos responsáveis e isso esta nas nossas mãos.

    bjos

    ResponderExcluir
  50. Oi Elaine, isso acontece no interior, e na cidade grande então?
    Goiania tem um milhão e meio de habitantes e aquí rem um caso de um pintor(pintou a via sacra de Trindade, como´parecida em S. Paulo)
    Ade crianas em toca de R 1,00, balinhas , choco...
    O homem saiu de circulação e ficou por ísso mesmo, infelismente....
    Bjss...

    ResponderExcluir
  51. Minha querida ,
    apesar de voce ter tentado amenizar a historia elae triste mas e muito real, mas hoje fiquei sabendo de uma historia mais triste ainda , Um Juiz filhodiuma mãe , soltou o Pai assassino da pequena Joana e sabe qual foi a legação ? que esse "Animal" depois e torturar por dias a propria filha , a alegação foi que ele não representa perigo a Sociedade. Dinheiro faz uma diferença né
    bjs

    ResponderExcluir
  52. Pena que essas coiss sejam recorrentes... Já faz um bom tempo, meu marido e eu passavamos todos os domingos, em torno +/- das 23 h, por uma avenida na entrada da cidade e sempre víamos muitos carrões parados perto de um barzinho (se é que se podia chamar aquilo de barzinho). Estranhávamos que tantos frequentadores com poder aquisitivo elevado, gostassem tando de frequentar aquele local...algum tempo depois desvendamos o mistério: ali acontecia um bingo de mulheres. Isso mesmo. O prêmio do bingo eram mulheres e muitas delas menores. Quem levasse o prêmio, era só atravessar a avenida e se servir em um "hotel" que ficava em frente. Hoje esse local está desativado... a turma agora deve estar jogando sinuca...
    Coisas esquisitas e lamentáveis...
    Bjks
    Renata http://cercaviva.blogspot.com

    ResponderExcluir
  53. Quem dera fosse um causo e que fosse só um mesmo, né Elaine? Nao preciso dizer que acho tudo isso mt revoltante, triste mesmo. E mt real! acontece todos os dias, em todas as cidades do Brasil, nas pequenas as coisas sao ainda mais complicadas. Morei numa cidadezinha do interior do Amazonas por um tempo e o que via ali, contando, nao dá pra acreditar. Havia maes (e isso é o pior de tudo, porque elas sao as primeiras a incentivar, qd eu digo que nem todo mundo deveria ser mae, o negócio é sério!!) que aceitavam que suas filhas saissem com homens beeeem mais velhos, em troca de 5 reais! É uma coisa inaceitável meu Deus, onde foi parar nosa dignidade??

    dá mt raiva... como um país que aceita isso vai se tornar grande??? eu nao sei, cara... complicadíssimo!

    ResponderExcluir
  54. Hoje em dia, fica mais difícil saber o que tem sentido nesta vida. Bjs, Rose:D

    ResponderExcluir
  55. Elaine desse caso não sabia, mas o assunto é muito discutido na escola. Não posso entrar em detalhes, mas existem aberrações nunca imaginadas quanto a erotização infantil.

    Em minha vida funcional já tive que testemunhar relatos de abusos feitos por pais, tios e avós de meus alunos. Tudo é muito chocante.

    Neste caso devemos atentar não só pelo desvio de caráter do "indivíduo em questão" mas, também para a nossa cultura. Pois acredito que hoje há um apelo enorme para a erotização precoce na criança. As meninas são vestidas como mulheres, pintadas como mulheres, incentivadas a ter "namoradinho" e isso desperta nelas o que deveria estar desperto apenas quando tivessem o amadurecimento necessário para controlar impulsos sexuais. É lamentável quando a sociedade contribui para que a criança vire armadilha fácil para esses "dementes".

    Sua chamada para o livro já está lá. Coloquei por concordar e apoiar a iniciativa. Não costumo colocar bannner no blog mas esse é muito fofo e como é provisório está lá a chamar meus (10 ou 15) leitores.

    Beijos!

    ResponderExcluir
  56. ELAINE QUERIDA...
    realmente a pouca vergonha é generalizada!!!!
    infelizmente teremos sempre esse tipo de coisa enquanto houver o povo oprimido e os poderosos a mandar e desmandar em tudo.
    é lamentavél e vergonhoso.
    bjuivos no seu coração amiga.
    tenha dias de paz.

    ResponderExcluir
  57. Triste realidade de nosso país e de nosso tempo.Só há uma saida, a EDUCAÇÃO para todos.
    Bj
    Sueli

    ResponderExcluir
  58. Oi Elaine

    Ainda bem que você contou com muita suavidade, porque minha revolta é muito grande.
    Por aqui não é nada diferente não. Principalmente com os "do dinheiro".
    Não sei se nessa cidadezinha (rs)acontece como aqui, mas são os próprios pais os incentivadores.
    Revoltante, muito revoltante.

    Bjs no coração!

    Nilce

    ResponderExcluir
  59. Elaine
    Estava pensando em nem deixar um comentário; são muitos pra você ler rsrsrsrsrs
    Vou deixar um bem curtinho tá?
    Que podridão a cabeça desses caras não?
    Queria ver se fosse com uma filha deles.
    Agora, a garota prostituta, pode ser até incentivo dos pais, ou falta de educação mesmo. Não enxerga outro rumo pra sua pobre vida.
    E o papel da mulher que deve saber de tudo, mas pra não perder o bem-bom, fecha os olhos? Não é triste?
    hum.... me alonguei
    beijos

    ResponderExcluir
  60. Infelizmente isso acontece muito no Brasil... e todo mundo sabe, mas ninguém faz nada!
    E essas meninas, muito jovens elas perdem toda a inocência, elas aprendem (muitas vezes através da família mesmo) que podem tirar vantagens através da sexualidade.
    Para mim é todo um trabalho que precisa ser feito em comunidades mais pobres, e que deve começar pela família!!!

    ResponderExcluir

Olá! Muito obrigada por ler meu blog e obrigada também por se dispor a comentar meus posts. Seja muito bem-vindo(a)!

Importante!
Devido à falta de tempo hábil eu não me comprometo a responder perguntas referentes aos tutoriais postados neste blog.
Pedidos de ajuda individual serão respondidos conforme o meu tempo e disponibilidade permitirem.
Por favor, entenda: comentários sem relação alguma com o post não serão liberados e nem respondidos.

Para saber mais sobre a melhor forma de utilizar este blog leia Termos de uso do blog.



Muito obrigada, fique à vontade para interagir.
Mas lembre-se:
Gentileza, educação e boas maneiras servem também para a vida nos blogs…