O Autor é Blogueiro: Vanessa Anacleto (mais uma surpresa!)

Conforme eu prometi estreio hoje a nova série do blog: O Autor é Blogueiro.
Serão entrevistas, ou simplesmente um bate-papo, com autores que são também blogueiros.
Teremos coisas surpreendentes, dicas e experiências de gente como eu e você, que amamos a força que a palavra possui.
Vem!

“Fernanda, a personagem principal de Culpa de mãe, deseja apenas ser mãe de seu bebê. Faltando poucos dias para o término da licença maternidade, a nova mãe descobre que não quer deixar a filha apesar de ser muito feliz profissionalmente. A partir de então, inicia uma busca pela solução do dilema. Uma solução pessoal e intransferível.”
Do blog do livro Culpa de mãe
Com este pequeno resumo Vanessa Anacleto apresenta seu livro Culpa de mãe. Para conhecer um pouco mais da obra e sua autora eu convido você a ler atentamente o bate-papo abaixo. Se você for mãe vai se identificar imediatamente. E se não for vai se sentir mais amparada quando for, e a Culpa de mãe bater…
Com você:
Culpa de mãe, por Vanessa Anacleto.


1- Quando o leitor abrir Culpa de mãe qual tema ele encontrará?
O dilema maternidade x trabalho em forma de ficção.. Culpa de mãe fala de uma mãe do nosso tempo com um problema pra lá de atual. Queremos ter filhos, perpetuar nosso amor em forma de uma pessoa para cuidar, amparar, amar. Mas também queremos encontrar nosso lugar no mundo, deixar nossa contribuição, expressar nosso pensamento. Como  equilibrar esses dois lados da mulher mãe e profissional? A personagem do livro está num ponto da vida em que precisa equacionar este problema. Com bom humor, o livro conta as aventuras e desventuras de uma mulher que quer ser mãe sem se perder de si mesma.
2- Este é seu 1º livro publicado? Como surgiu a ideia de publicar um livro?
Fiz uma coletânea de contos publicados no Fio de Ariadne que pode ser baixado no blog sem custo . Mas Culpa de Mãe é primeiro livro publicado como manda o figurino. A ideia para este livro surgiu de um conto que escrevi no Fio de Ariadne. No conto, uma mãe narra à analista como se sentia tendo que voltar ao trabalho depois do término da licença maternidade. O texto rendeu comentários comovidos. Algumas pessoas acharam até que era um desabafo e que a personagem do conto era eu. Senti que o tema poderia ser mais elaborado e decidi continuar a escrever sobre aquela mãe.
3- Você é mãe, profissional, esposa, blogueira e agora autora. Tudo isso em um dia de 24 horas? Comofaz?
Comofaz eu  ainda não sei te dizer, Elaine. Pois, desde que tive meu filho, há 3 anos, eu dei uma pausa no trabalho fora de casa. A gravidez me pegou justamente numa fase em que começava a mudar de área profissional e meu filho me fez concluir que a vida estressante que eu levava antes não era mais para mim. Graças a um supermarido ( parecido com o Olavo de Culpa de mãe) fui capaz de me dedicar exclusivamente ao meu filho, tendo direito a vivenciar todas as experiências que a maternidade proporciona até o momento e este ano inicio o projeto de voltar a trabalhar sem deixar a maternidade de lado . Então pode colocar aí que por enquanto eu sou mãe, esposa, blogueira e agora autora. Graças a isso não senti a tal da culpa.
4- Qual a parte mais difícil em escrever um livro? E qual a mais prazeirosa?
Com Culpa de mãe, antes de desenrolar o texto eu fiz pequenas entrevistas com,  aproximadamente, 50 mães e li bastante sobre o assunto. Isso deu um pouco de trabalho na hora de fazer um apanhado do material. Para mim, escrever é muito simples porque é algo que realmente eu gosto de fazer, acho que é a minha vocação e lamento ter demorado tanto para dar atenção a ela. Então , se eu tiver tempo para sentar e escrever (e esta é a parte mais difícil, pois exige muita disciplina) , o texto sairá sem muitos problemas.
5- Escrever, publicar ou divulgar: qual a maior dificuldade? Por que?
Dos três, escrever é a única moleza . Publicar com uma grande editora é bastante complicado para quem está começando, quase como ganhar na loteria. A boa notícia é que existem agora muitas editoras que publicam por encomenda, sem analisar o material e cobrando uma taxa ao autor . Essas editoras oferecem serviços como revisão do texto e diagramação. Além disso chegou recentemente ao Brasil a publicação por demanda ( on demand) , que sai totalmente gratuita para o autor. Algumas publicam exclusivamente ebooks e distribuem em grandes lojas.  É uma boa opção para quem não tem como bancar a edição ou simplesmente não quer pagar para ter o livro publicado. Foi o que eu fiz escolhendo o Clube de Autores. Já divulgar, minha amiga Elaine, é a parte mais árida do caminho. Para o autor independente, que conseguiu escrever o livro, revisar, diagramar, registrar o direito autoral, tirar o ISBN, número de registro na Biblioteca Nacional e catalogar na Câmara Brasileira do Livro e tem seu exemplar em mãos , divulgar sua obra é um trabalho diário e depende de alguma noção de marketing, tempo disponível e uma boa rede de contatos para impulsionar uma campanha boca-a-boca. Quem lê seu livro e gosta, fala para os amigos. E é assim que funciona, já que o livro não está nas prateleiras das lojas ainda.
6- Muitos blogueiros desejam publicar seus escritos. Quais dicas você daria?
Não desanime e busque as grandes editoras se achar que seu material interessa ao mercado, mesmo sabendo que receberá cartas de recusa. Existem também alguns poucos agentes que aceitam trabalhar com iniciantes. Contratando um agente ( existe um custo para isso e varia de acordo com o profissional) sua obra será apresentada às editoras certas . Se decidir publicar por conta própria procure saber todos os passos necessários para a publicação. Leia bastante sobre o assunto e tenha paciência para ultrapassar cada uma das etapas.  Na hora da divulgação, utilize todos os seus contatos e procure falar do seu livro também aos outros blogueiros. Existem blogs que se dedicam exclusivamente a divulgar novos autores. O Fio de Ariadne está inaugurando agora uma seção denominada Espaço Aberto, que tem o propósito de ajudar na divulgação de novos livros . É minha forma de contribuir depois de descobrir como é difícil ser autor independente.
7- Qual o maior sonho da escritora Vanessa Anacleto?
Continuar escrevendo e ser lida. É o que todo escritor deseja. Tirar seus textos da gaveta e apresentar para quem quiser ler, refletir, concordar ou discordar com eles. O texto só vive quando é lido. O escritor também; caso contrário vira só um sujeito rabugento que rabisca loucuras num pedaço de papel. Partilhar as loucuras é a meta.
8- Para encerrar: há algo que você gostaria de dizer e que não tenha tido chance por meio das perguntas? Esteja à vontade…
Sim, quem se interessar pelo livro Culpa de Mãe pode ler o primeiro capítulo através deste link.
Quero agradecer muito a você, Elaine. Muito obrigada por me abrir seu espaço e por poder falar um pouco do meu trabalho e do trabalho que dá publicar no Brasil. Espero que seus leitores tenham gostado da entrevista.Um beijo grande.

Vanessa é blogueira, e além do blog do livro Culpa de mãe ela edita outros 2 blogs: Fio de Ariadne, excelente blog de cultura em geral (já indicado aqui) e Mãe é tudo igual, um blog que caso você seja mãe (ou esteja pensando em ser) é leitura imperdível.
Novidade!
Para marcar o começo desta série O Autor é Blogueiro você pode ganhar um exemplar do livro Culpa de mãe. Já pensou???? Você pode ter em mãos a chance de conhecer a Fernanda e saber como ela resolve o impasse diante do qual está! E vou pedir à autora (Vanessa, diz que sim!) que autografe o seu exemplar!
Como fazer para ganhar?
Deixe seu comentário neste post. Só isso. Apenas 1 por perfil, tá? E não vale comentar sem comentar. Afinal somos mulheres (e homens, louvado seja Deus pelos meus leitores meninos) inteligentes e que têm o que dizer, né?
Simples, rápido e sem regras mirabolantes e exaustivas pois, de exaustiva basta a faxina…
O resultado sai de acordo com a extração da loteria federal de 16/03/2011. O ganhador precisa ter endereço de entrega no Brasil.
Bora lá participar? Se você puder conta prazamigas que são mães, ou que querem ser, ou que ainda não sabem se querem… Ficarei feliz se me ajudar a divulgar. Sim, faça a Elaine feliz!
E aproveite para conhecer os blogs da Vanessa… a quem agradeço por marcar de forma tão positiva e relevante a estreia desta série.
barrinha11

63 comentários:

  1. Olá meninas, adorei o bate-papo, entrevista. Começou muito bem, Elaine! A Vanessa é ótima, conheço o Fio de Ariadne e adorava sua série "Serial kili". O tema do livro é muito interessante. Esta coisa de dificuldade para publicar é uma realidade, já recebi tantas e tantas cartas de recusa, cada vez que o correio chegava com uma era um balde de água fria. Também estou nesta batalha. Ainda não me rendi à publicação por demanda. Te desejo muita sorte na divulgação, e me desejo sorte em ganhar o livro! Rsrs
    Beijos às duas. Já virei fã desta nova seção do blog.

    ResponderExcluir
  2. O Blog Fio de Ariadne é realmente o "fino"!
    A Vanessa difunde a cultura em seu blog e sempre apresenta inovações divulgando a poesia e literatura.
    Em dezembro participei do amigo oculto do Fio e achei o maximo.
    Este novo espaço que ela lançou, para divulgação de novos escritores, certamente dará bons frutos.
    Parabens pela entrevista (às duas)

    bjos

    ResponderExcluir
  3. Boa Tarde amiga Elaine!
    Estou de pé aplaudindo esta brilhante iniciativa.

    Acabei de receber o meu exemplar de Culpa de Mãe e comecei a ler.
    Estou revivendo momentos de alguns anos atrás. Vejo que o tempo não muda os problemas, as escolhas.

    Falar da Vanessa como blogueira, como escritora é falar de uma escritora de mão cheia que consegue escrever seus contos que vão tomando forma e vão crescendo até surgir um livro que ficam guardados numa gaveta e como ela disse em um de seus posts " Ariadne aguarda que alguém queira puxar este Fio."

    Parabéns Elaine !
    Parabéns Vanessa!!

    Beijos e um bom feriadão de carnaval!

    ResponderExcluir
  4. ELAINE QUERIDA...
    adorei a entrevista da vanessa e o livro parece realmente ser muito interessante..
    achei o máximo este espaço novo no teu blog pois ajudará muitas pessoas a fazerem sua divulgações sobre seus livros e textos.
    genial.
    o Brasil precisa muito de bons escritores e nada melhor do que as pessoas expressarem seus pensamentos, vivencias e conhecimentos atravéz deles.
    um país se faz de homens e livros já dizia Monteiro Lobato...
    boa sorte a vanessa anacleto no seu livro , que venham muitos outros e a vc com mais esta ótima coluna.
    linda noite querida.
    bjuivos no seu coração.

    ResponderExcluir
  5. Eu quero, eu quero um exemplar do livro!
    Desde que a Vanessa lançou o livro - sou seguidora dos 2 blogs dela - que eu quero um. Infelizmente ascoisas por aqui se embolaram e eu não pude comprar. Agora tem a chance de ganhar? A mas eu quero muito!
    Adriana de C Matielo
    adriana.matielo@gmail.com
    Osasco, SP
    http://maebipolar.blogspot.com

    mãe, blogeira e, espero, futura colega autora tambem!

    beijos!

    ResponderExcluir
  6. Gostei dessa nova seção!!! Gostei de ouvir a Vanessa falando sobre o livro, gostei da ideia de concorrer a ele! rsrsrs

    Fico torcendo por ela e pelo livro \o/ O tema em si é super interessante, vejo que é um dilema mesmo das mães, especialmente as de primeira viajem, essa coisa de se dedicar ao filho ou ao trabalho e que elas se sentem culpadas quando deixam a criança, mesmo que não estejam comentendo nenhum pecado ao se dividir entre a maternidade e o trabalho, os homens fazem isso sem culpa, acho que a culpa é cultural, queria saber como a Vanessa trabalha esse tema... É, pois é, acho que se eu não ganhar esse livro, vou ter que comprar!

    ResponderExcluir
  7. Amei!!! Simplesmente, amei!!!

    O Caso da Vanessa é muito parecido com o meu, tive 2 filhos, mas com o nascimento do segundo não consegui focar meu lado profissional e abandonei TUDO!

    Não me arrependo nem por um minuto, minha vida mudou e meu lado profissional deu uma reviravolta.

    Mas cada um tem uma visão e deve ponderar o coração e a razão na hora de uma decisão como essas.

    Parabéns!

    Bjs no coração

    ResponderExcluir
  8. Oi querida, tudo bem?
    Parabéns pela iniciativa e pela sua escolha. Gostei muito da estreia desta série. Parabéns mesmo.
    A entrevista está muito boa, e com dicas interessantíssimas sobre escrever, publicar, divulgar.
    Eu sonho publicar um livro ... mas antes preciso de o terminar :)
    Um beijo na sua alma.
    Angel.

    ResponderExcluir
  9. Adorei a sua iniciativa, de abrir espaço para a divulgação de gente que faz a diferença.
    Culpa de mãe me lembra que sempre encarei a minha vocação de "ser mãe sem culpa", ou seja, diferente de minhas amigas que colocavam a vida profissional acima de tudo, larguei um montão de coisas por minhas filhas, até os 18 anos de dedicação ao piano erudito. Passei a tocar canções de ninar, brincadeiras de roda e mudei o rumo de minha história, sem culpas e feliz! Mudei de profissão, mudei de cidade, mudei pra não mudar o que ia e ainda vai no coração. Culpa de mãe... mãe sem culpa... são umas de minhas diversas renatas.
    Ganhando ou não o livro, vou lê-lo com certeza (antes de comprar vou esperar o sorteio, é claro).
    Continue as entrevistas, que são mais um "quê" especial no seu blog.
    Bjks
    Renata http://cercaviva.blogspot.com

    ResponderExcluir
  10. Olá, Elaine, você nos surpreendendo com coisas úteis e agradáveis, sempre. Eu me senti um pouco na pele da autora (não como mãe, rsrs) como autor iniciante. É, de fato um caminho de muitas pedras. Mas a gente gostando e tendo persistência, chega lá. Adorei esta idéia de que a loucura do escritor tem que ser partilhada. Parabéns por mais este espaço democratizando oportunidades. Meu abraço fraterno e à autora também. Paz e bem.

    ResponderExcluir
  11. Elaine,

    Só você mesma pra ter uma iniciativa dessa. Isso enriquece seu blog de coisas boas e que merecem ser divulgadas.

    Fiquei encantada com a entrevista, vc leva muito jeito pra coisa, viu! A entrevista me deu uma idéia do que me aguarda, caso eu decida puplicar o meu "livro".
    Obrigada, amiga!

    Parabéns!

    Iram

    ResponderExcluir
  12. Idéia maravilhosa Elaine!
    O livro parece excelente quero ganhar claro.
    Fiz a opção de criar minhas filhas quando minha primeira nasceu.Deixei magistério e fui ser mae e dona de casa.
    Hoje fiz o caminho inverso das minhas amigas pois quando todas estão aposentando eu voltei ao mercado de trabalho e estou há seis anos amando meu trabalho.
    Minhas pequenas anotações nunca pensei em transformar em livro,mas dei uma sonhada ao ler o capitulo do livro de Vanessa....
    Beijos
    Teca

    ResponderExcluir
  13. Oi Elaine, adorei essa inovação. Pelo jeito lá vem entrevistas muito boas.
    Quanto ao dilema que dá início ao livro, digo que vivi a mesma coisa e creio que toda mãe também.
    MAs hoje fico feliz pela escolha que fiz, sinto que a Sofhia tem o maior orgulho do trabalho da mãe, hoje mesmo estava passando uma entrevista na TV e a mulher disse que era coordenadora pedagógica, a Sofhia que estava brincando, já gritou: _ Olha mamãe ela é coordenadora igual você!!! - uma gracinha....
    Adorei seu post, beijos

    ResponderExcluir
  14. Oi Elaine!
    Adorei essa sua iniciativa do "autor é blogueiro". Bem que você falou que iria nos trazer novidades!
    Não sou mãe, mas gostaria de me candidatar à esse sorteio!
    Beijos, Renata
    palpitandoemtudo

    ResponderExcluir
  15. Oi Elaine!

    Desconfio que vc esteja na 6º pergunta...

    Parabéns p/ vc e Vanessa pelo dia Internacional da Mulher (se bem quanto ao "dia" tenha minhas restrições...).

    Acredito que essa culpa de ser mãe "comparlhida" em várias é complicado, moro no interior, babá com qualificação muito difícil, com pouco tempo notei que estava educando os filhos dos outros e deseducando o meu, parei. Hoje sou dona do meu tempo, e dou atenção p/ meu filho, trabalhar em casa melhorou bastante a qualidade de vida de todos.

    Beijos Bella!

    ResponderExcluir
  16. Ah! Agora que estou grávida esse livro será muito útil!

    Eu penso muito nessa culpa. E por isso, resolvi abrir mão de trabalhar fora pra cuidar da minha família e educar meus filhos. A minha psicóloga tentou me convencer que dá pra fazer as duas coisas sem culpa. Mas eu não quero arriscar! kkkk

    Talvez o livro me convença... ou não... Manda pra mim?!?! Me sorteia?!!? kkkkk

    Vou lá conhecer o blog da moça!

    Beijo, querida!

    ResponderExcluir
  17. que bacana essa entrevista! gosto muito da Vanessa, os textos, o blog... o livro deve ser ótimo e mais que recomendável. é uma grande blogueira, é um grande ser humano.

    gostei da Elaine Gabi Gabriela rs.

    PARABÉNS TODOS OS DIAS POR SER MULHER, ELAINE!

    ResponderExcluir
  18. Querida, primeiramente quero desejar um Feliz Dia Internacional da Mulher para todas nós!!!
    Q nossos dias sejam sempre reais, e intensamente alegres, bonitos e 'encantadoramente rosa', pq não? ;D

    Qto a entrevista... muito bonita e até esclarecedora.
    Ultimamente tenho pensado muito a respeito e até me cobrado, pois tenho endometriose profunda e em grau extremamente comprometedor, até já passei por uma longa e urgente intervenção cirúrgica de quase 6 hora. desde então tenho me cobrado muito e perguntado até onde vai a Anna Profissional e a Anna q quer ser mãe. O quadro clínico não é muito favorável à maternidade, mas ainda há a possibilidade da adoção e com isso meu dilema aument ainda mais.
    Desejo fazer a melhor escolha, mas às vezes não me sinto pronta.
    A entrevista de hj me faz pensar ainda mais.
    Obrigada e mts abraços para tds. ;D

    ResponderExcluir
  19. Parabéns por isso tudo descrito aqui. Uma bela entrevista.
    E no dia das mulheres eu quero... E se eu pudesse estaria homenageando todas elas todos os dias da minha vida, por existir e continuar na existência.
    Temos muito que exaltar todas elas e homenageá-las.
    Desculpas pela demora da interatividade foi problemas técnicos.
    Abraço

    ResponderExcluir
  20. Elaine, claro que agora quero ganhar o livro, mas ia comentar de todo jeito. E vou pedir pra leitoras minhas que moram fora do Brasil, comentem e se alguma delas ganhar, manda pro meu endereço que envio a elas. (claro, já pensando que uma de nós vai ganhar! rsrs)
    Olha, já leio a Vanessa, comento lá às vezes, ela é minha seguidora mas acho que não me visita...rsrsr
    Bom, o caso é que ela fala exatamente o que falo sempre: é difícil conciliar maternidade e carreira e acho que toda mãe que pudesse, deveria ter um "período sabático" e ficar em casa até criar os filhos...(em meus delírios, pelo menos uns 4 anos).
    Ao mesmo tempo é triste constatar que tudo poderia ser mais fácil se houvesse uma política efetiva que disponibilizasse creches para todas as classes sociais.
    Mães que podem pagar um verdadeiro "staff" pra cuidar de filhos, mães que podem contar com as avós da criança, ou uma irmã, ou uma empregada de super/hiper confiança, podem bem conciliar.
    O assunto é vasto, nem vou falar muito. Já bati muito nessa tecla de "culpa de mãe".
    O que desejo, mesmo porque tenho 2 filhas, uma nora, várias sobrinhas, é que as mulheres encontrem a possibilidade de ter os filhos e criá-los ela mesma, sem abrir mão da carreira.
    A solução pra isso "dar certo" elas é que têm que buscar, né? rs
    Beijos cansados!

    ResponderExcluir
  21. Adorei a primeira entrevista da série e eu também passei por esse dilema, na verdade ainda passo!
    É difícil conciliar o lado profissional com o materno, principalmente quando os filhos são pequenos e tem problemas de saúde.
    Mas não lamento não. Sei que minhaa hora de voltar a mostrar meu valor profissional está mais próxima. Então, a meta para 2011 é volta a me preparar para os concursos.

    Bjs para vc Elaine, para a Venessa e para todas nós mulheres multitarefas!!!

    Ana paula Santiago
    apssantiago@yahoo.com.br

    ResponderExcluir
  22. Feliz dia da Mulher...amiga.
    Abração.

    ResponderExcluir
  23. Elaine, voltei para deixar-lhe um abraço especial pelo dia de hoje. Você faz parte daquele time de mulheres que fazem a gente sentir que o mundo é melhor do que se nos apresenta. Muita paz e muito bem.

    ResponderExcluir
  24. Elaine, parabéns pela publicação da entrevista, justo no dia internacional da mulher e acho que não foi por acaso; a Vanessa é um exemplo de mulher! Criar filho não é para qualquer uma, dentre outras qualidades que ela possui.
    Vanessa, a árvore você já plantou? Beijus,

    ResponderExcluir
  25. Oi Elaine

    Achei muito interessante a entrevista e o livro me parece muito bom.
    Eu tive a experiência de cuidar só da casa e do meu primeiro filho e depois, trabalhando ter mais dois.
    Não acho que tive problemas em optar pela carreira, pois precisei dela depois para mantê-los.

    Estamos num impasse na família com o nascimento da neta. Minha nora não quer deixar ela com ninguém estranho e disse que só resolverá no último dia da licença. Isso porque ela nem nasceu ainda.
    Na verdade sou contra, porque ela parou até de estudar com a gravidez e penso muito no futuro.
    É preciso ver os prós e os contras sempre.

    Ah, parabéns pelo nosso dia. Espero que o seu tenha sido especial. Ainda acho que todos os dias são nossos, rsrsrs, por isso comemoremos sempre.

    Bjs no coração!

    Nilce

    ResponderExcluir
  26. Quero MUITO ganhar esse livro que parece ser fascinante!

    Paula...
    paulinhaleandro@gmail.com
    Cabo Frio - RJ.

    Beijo grande querida.

    ResponderExcluir
  27. Conheci Vanessa no ano passado na minha passagem pelo RJ. É uma pessoa sensível e muito talentosa.
    Fiquei feliz de ver o livro sair da gaveta e espero que outros cheguem até nós.
    Beijos, Eliane e Vanessa!

    ResponderExcluir
  28. Apesar de já ter passado da época de "mãe em tempo integral" e "mãe dividida entre filhos e carreira", eu gostaria muito de ler o livro da Vanessa. Se não ganhar, eu vou comprar, pode ter certeza!

    Beijo nas duas!

    ResponderExcluir
  29. Quero muito ler o livro da Vanessa!
    Vou torcer para ganhar!
    bj

    ResponderExcluir
  30. Nossa!! Muito bacana mesmo ver esse tema abordado em um livro, já que toda mãe passa por essa fase em algum momento. Mesmo as que não trabalham fora de casa, em algum momento tem que deixar seu filho com alguém, e isso acaba gerando culpa.
    Feliz da mãe que pode optar, por abdicar do seu trabalho em prol de curtir e vivenciar, todos os prazeres da maternidade.
    A Vanessa está de parabéns, quero muito ler o livro para prestigiar este talento.
    Beijo grande Elaine!

    ResponderExcluir
  31. Olá Elaiene,

    Amei essa nova série do seu blog, não conheço a Vanessa mas irei dar uma passadinha no blog dela. O livro parace ser MUITO bom e realmente publicar um livro não é fácil, o meu fiz todo particular, gastei MUITO e não vi retorno, mas é assim mesmo temos que ir atrás dos sonhos sempre e não me arrependo de NADA!

    Beijão para você, felicidades SEMPRE!

    ResponderExcluir
  32. Precisamos de espaço como o seu, com ideias novas, entrevistas e muita informaçao.

    Parabens!!!

    Beijos e fiquem com Deus

    Barbrinha

    ResponderExcluir
  33. Minha querida , eu quero ganhar o livro rsr
    Olha acho que tivemos a mesma ideia rsrs ja entrevistei a Geisa machado SALA DE BATE PAPO (PARTE IV) FINAL e agora estou entrevistando a Elaine Barnes , rsr ixxx e agora amiga ? mundo pequeno rsrs
    Bjs

    ResponderExcluir
  34. Olá, faltam 20 dias para encerrar minha licença maternidade... minha filha Fernanda já tá adaptada com a babá (mamãe prevenida) mas que me adapta a falta que ela vai fazer quando eu estiver fora trabalhando??? QUERO O LIVROOO!!!

    ResponderExcluir
  35. Elaine,
    A Vanessa é um doce de pessoa. Eu assino seu feed e adoro ler o que ela escreve.
    Sabe?
    Eu sou mãe... Meu filho tem 18 anos. Sou uma mãe meio louca que perdeu bons momentos de vida de seu filho, por causa de seus loucos amores de adolescência...
    A minha maior tristeza foi de não ter amamentado meu filho... Qdo ainda penso nisso me dói mto por dentro...
    Pq não o fiz? Porque doía mto! E ele puxava com mta força... Delírios de uma mãe de primeira viagem!

    Mas deixa prá lá... Agora ele está um rapagão e me ajuda bastante...
    Adoro vcs duas e sou suspeita para falar, mas se conseguir ganhar, ficarei feliz!

    bjão

    ResponderExcluir
  36. Eu amei conhecer você. Bem humorada e talentosa. Belíssimo Blogs. Parabéns.

    ResponderExcluir
  37. Achei este blog a minha cara.Sou mãe de um pré adolescente e uma adolescente...sente o drama.Desde que nasceram ,para lhes dar maior conforto e por minha realização profissional tive que deixá-los em casa com avó- babá para trabalhar,carreguei a culpa de não tê-los criado em tempo integral, por isso acho que este livro é de suma importância para mim...auto- ajuda mesmo e ficarei imensamente grata se ganhar.Bjs á todas as mães guerreiras que como eu, deixam seus filhos e seus lares para oferecer á eles um futuro melhor...que contradição meu Deus!!!

    ResponderExcluir
  38. Adorei a entrevista e gostei mais ainda da entrevistada ser a Vanessa(adoro essa menina). Sei bem o que é ser mãe e tr que enfrentar uma carga horária em um trabalho estressante.
    Graças à Deus e a um marido também incrível, pude optar por deixar tudo de lado e me dedicar exclusivamente à maternidade...está sendo ótimo!
    Parabéns pela entrevista e parabéns pela entrevistada...adorei!
    Adoraria ganhar este livro, pois gosto de tudo que a Vanessa escreve.
    Beijos e bom dia!

    ResponderExcluir
  39. Parabéns Elaine pela iniciativa da série de entrevistas, que começou muito bem! Já conhecia a Vanessa e seus blogs, que por sinal são excelentes, e cheguei a participar de algumas blogagens coletivas criadas por ela.

    O livro parece ser muito bom, e trata de um tema bem pertinente: que mãe não sentiu pelo menos uma pontinha de culpa quando foi tratar de seus interesses e ficou pensando que deveria estar lá, cuidando das crias?

    E o outro lado também existe: a mãe que abandona a carreira para ficar com os filhos e se sente desvalorizada e até 'enganada'... não tem jeito, a culpa é inevitável, de um jeito ou de outro.

    Gostei também da entrevista e como a Vanessa explicou as dificuldades e opções para autores iniciantes (ou persistentes). Muito bom!

    Grande abraço!

    ResponderExcluir
  40. Super boa idéia a de postar entrevistas e nos dar oportunidade de conhecer mais sobre as escritoras! Que mãe não sente culpa? Quero ganhar o livro!!! Parabéns às duas! bjs Sandra
    http://projetandopessoas.blogspot.com//

    ResponderExcluir
  41. Achei muito boa essa sua iniciativa de criar esse espaço para pessoas que tem um livro lançado e precisa de ajuda do tipo que você está se propondo.
    Fiquei muito curiosa com o livro e espero ser a sortuda!
    Um grande abraço.

    ResponderExcluir
  42. Oi Elaine e Vanessa!
    Esse tema veio muito a calhar pois, como muitas mães, também vivo esse dilema!! Inclusive esse foi o assunto da minha terapia ontem... Vou esperar o sorteio e se não ganhar, vou comprar o livro!
    BJ

    ResponderExcluir
  43. a maternidade é uma coisa maravilhosa e a gente fica até um pouco boboca no começo, qdo temos aquela criaturinha nos braços.
    os meus babies ja cresceram e sao adolescentes e acho que toda mae sente o que eu sinto as vezes: vontade de nao fazer nada.
    pq a impressao que eu tenhoé que eles ME OCUPAM O TEMPO TODO SOBRANDO MUITO POUCO TEMPO PRA MIM.
    acho que sempre fui mto presente e sempre fiz muito,mas hjas vezes me pedem algo e eu digo: NAO POSSO.

    com nivel de culpa ZERO.

    porque as vezes sinto que preciso fazer mais por mim e deixa-los mais no comando da vida deles.
    bjs
    vou adorar ler o livro
    lilly
    http://coisadelilly.wordpress.com

    ResponderExcluir
  44. Mas bah, Elaine.
    Na qualidade de seguidor do seu blog e do da Vanessa também, fico bem a vontade para dizer:
    Muito boa a sua idéia de divulgar autores que são também blogueiroa, parabéns.
    Quanto ao Fio, blog da Vanessa, quase sempre leio e algumas vezes comento...E o livro, "pra lá de atual", como ela mesma disse, me vem em boa hora; tenho uma filha em licença maternidade e já percebo sinais da tal da culpa...Assim estou no páreo.
    Abração.

    ResponderExcluir
  45. Ola Elaine em primeiro lugar gostaria de te dizer da minha admiraçao por vc , entre tantas dificuldades vc se sobresaiu, creio eu q em tudo o q se propuseres a fazer seras vitoriosa pq esta em ti o q falta na maioria das pessoas força de vontade e perseverança, vc nao olhou pras circunstancias foi fazendo,realizando e é motivo de ser exemmplo pra muitos inclusive pra mim , q sempre tive todas a oportunidades e desperdicei quase todas, sabe qdo nao temos alguns sonhos q nao realizamos a maioria se frusta e pronto , acho q com vc foi diferente foi talvez a mola propulsora e é isso q te faz ser diferente da maioria.
    E qto ao livro é realmente atualissimo é assunto pra se discutir sempre , pq é muito dificil essa transiçao. bjs fica na paz do nosso Senhor Jesus

    ResponderExcluir
  46. Parabéns a duas pelo belo trabalho. Conheço a Vanessa de blog. E vejo que é muito dedicada e esforçada. sei que é fzacil escrever, mas conseguir uma editora é muito trabalhaso. Não li ainda o livro, mas acredito que tem muito muita coisa boa para aprendermos e ver dicas.. Não é fácil ser mãe, profissional escritora, Temos que ter muita garra e boa vontade. aslém de tudo esforço. Parabéns pela entrevista.
    Tomara ser sorteada para ganhar este belo livro. Parabéns Vanessa.
    Carinhosamente,
    Sandra

    ResponderExcluir
  47. Oi Elaine, sempre dou uma olhadinha no teu blog. Amo esse teu espaço!
    Vou adorar ganhar o livro da Vanessa deve ser tudo de bom.Não vivi este dilema,fui dona de casa e mãe em tempo integral. Hoje trabalho fora sem culpa e pra preencher um espaço enorme que ficou na minha vida sem as crianças.Nossa meus filhos são adultos! Como o tempo passa depressa.
    Bjos.

    ResponderExcluir
  48. Olá amada Elaine, Parabéns por essa iniciativa e por nos dar de presente pessoas como a Vanessa, aliás, Parabéns pra ela tbm!
    Tiro o chapéu pra essa entrevista e rasgo o verbo compartilhando totalmente desse momento. Pois minha piquetucha acaba de fazer 1 ano e 3 meses e o meu tempo é pleno dela, e sou mt feliz por acompanhar td tudinho mesmo. Quero trabalhar depois dos 3 anos dela e se Deus quiser na minha área. Estou louca pra ganhar e ler esse livro que sem dúvida, já faz sucesso!!!
    Grande beijo e fiquem com Deus e claro um ótimo domingo!!!

    ResponderExcluir
  49. Menina esse livro tem tudo a ver com o blog que estou fazendo: chabebevirtual.blogspot.com nele pretendo falar sério com mamães e ajudar no que for preciso, fazendo posts de apoio, afinal sempre a culpa é da mãe né???
    hihihihih se eu ganhar leio e sorteio pras mamães...
    ADRIANA DE HOLANDA TAVARES
    adrianahtavares@hotmail.com

    ResponderExcluir
  50. Elaine,

    Fiquei me roendo de curiosidade de ler. Diferente da Vanessa, eu sofri e ainda sofro de culpa pelo dilema maternidade x trabalho, e conforme o filhote esta crescendo as cobranças são cada vez mais claras. Acho que irei me identificar muito com a Fernanda.
    Grandes beijos e parabéns por sua iniciativa e a Vanessa por sua obra.

    ResponderExcluir
  51. Olá! Muito boa a entrevista, já conhecia o fio de Ariadne e já sabia desse talento da Vanessa. Acredito que o livro vá de encontro aos conflitos de todas as mães que ficam aflitas entre cuidar mais tempo dos pimpolhos com todo amor e trabalhar para dar o melhor também materialmente.
    A entrevista também esclarece muito sobre a publicação de um livro. Eu não sabia e essas dicas foram enriquecedoras. Em 95 eu publiquei um livro infantil através de uma editora para principiantes e a experiência não foi satisfatória. Estou escrevendo um livro de contos e não sabia se também iria ficar na gaveta como outros que lá estão e agora com essa entrevista cheia de informações, até me animei. Com certeza vou seguir os conselhos e até já guardei nos meus favoritos. Muito obrigada as duas e parabéns! Montão de bjs e abraços de muito boa sorte!

    ResponderExcluir
  52. É hoje que não saio da internet, o meu dilema atual é exatamente este. Os últimos posts do blog são exatamente sobre isto. Estou procurando o livro A terceirização dos filhos, mas se ganhar este já será ótimo!! Ja abri todos os links indicados e os e-mails eu respondo depois!!! bjus que tenho muitos textos pra ler!!

    ResponderExcluir
  53. Olá Elaine!!!

    Como foi gostoso ler esse bate papo com a Vanessa. Já escutei falar do livro dela e achei a história muito interessante, justamente por mostrar a realidade que muitas mulheres enfrentam depois de ser mãe. Eu ainda não sou mãe, mas já sei que um dia vou passar por isso também e aí vai surgir a tal Culpa de mãe hehehehe...

    Lendo a entrevista, eu fiquei admirada pela forma que a Vanessa fala sobre toda a sua pesquisa e coleta de informações para escrever a história, parece fácil, mas não é, tem que ter muita dedicação e inspiração também. Outro ponto forte da entrevista é o fato dela explicar para muitos autores anônimos que gostariam de publicar seus livros como fazer e a dificuldade que ainda existe em ter uma editora famosa como madrinha. As dicas e informações são bem úteis para quem esta começando e existe muita gente boa nesse mercado.

    Parabéns Vanessa pelo o seu livro e por toda a dedicação!!! Te desejo muita sorte e sucesso, tanto na sua vida como autora como na pessoal.

    E... Parabéns a vc, Elaine, por fazer esse trabalho tão lindo de divulgação e dando espaço para novos talentos literários!!!!

    Grande beijo!!!!

    Vivian Pereira
    vivianpereira@ibest.com.br

    ResponderExcluir
  54. Oi Queridona, parabéns pela nova iniciativa, quando eu escrever o meu livro te aviso rsss, será logo!!!
    Esse assunto do livro é muito pertinente mesmo, sofri muito quando meu filho nasceu e foi para a escola com 3 meses ... adorei a entrevista e vou conhecer todos os blogs dela, achei bárbaro mesmo.
    Obrigada por suas iniciativas que sempre são muito bem vidas.
    Beijokas Abóboras

    ResponderExcluir
  55. Adorei a entrevista e me encaixei perfeitamente no tema do livro!! Sou mãe de 3 meninos e sempre foi um dilema a hora da volta ao trabalho!!

    ResponderExcluir
  56. Olá Elaine, Fiquei muito curiosa, tô dodinha pra ganhar esse livro, acho que ele pode me ajudar, talvez tirar minhas dúvidas...Sou mãe e estou passando por esse momento de culpa neste exato momento, ter que deixar minha filhotinha em uma creche pra ir trabalhar, me deixa de coração partido todos os dias. Mas oque fazer? é a vida moderna...

    ResponderExcluir
  57. Eu quero!!!
    Me identifiquei bastante com a autora, uma vez que troquei meu emprego para me dedicar exclusivamente a criação dos meus filhos.
    Andreia Lica
    andreialica@hotmail.com

    Bjão

    ResponderExcluir
  58. Eu quero!!!
    Me identifiquei bastante com a autora, uma vez que troquei meu emprego para me dedicar exclusivamente a criação dos meus filhos.
    Andreia Lica
    andreialica@hotmail.com

    Bjão

    ResponderExcluir
  59. Oi, Elaine!

    Excelente entrevista. A autora nos prende a atenção com suas respostas inteligentes e clareza da exposição. Quanto ao tema abordado no livro, é simplesmente maravilhoso. Como a própria autora enfatiza, é um assunto atual, que não é abordado, e que de fato representa um problemão na vida de toda mulher,que precisa conciliar carreira profissional com maternidade. Muito oportuna a abordagem.
    E você Elaine, parabéns pela série.
    Faço questão de conhecer este livro, e de divulgar.

    Um grande abraço,

    Socorro Melo

    ResponderExcluir
  60. Oi Elaine...

    Agradeço pelo e-mail...

    Adorei o blog da autora...

    Parabéns por todas as causas que vc abraça!

    cmar188@gmail.com

    meu carinho!

    Zil

    ResponderExcluir
  61. Elaine, parabéns!!!!

    Só pelo título do livro a gente já fica super curiosa para lê-lo =)

    Seguidora: Rah

    ResponderExcluir
  62. Elaine,

    Quem já passou pelo Fio de Ariadne bem sabe como a Vanessa escreve bem. E claro que quero participar da promoção, estou para comprar o livro faz tempo, mas a grana tá bem curta.

    Grande abraço.

    ResponderExcluir
  63. Eu... o que pretendo mesmo é dar os parabéns e agradecer por tudo quanto por aqui existe. É algo de sensacional!
    Felicidades

    ResponderExcluir

Olá! Muito obrigada por ler meu blog e obrigada também por se dispor a comentar meus posts. Seja muito bem-vindo(a)!

Importante!
Devido à falta de tempo hábil eu não me comprometo a responder perguntas referentes aos tutoriais postados neste blog.

Para saber mais sobre a melhor forma de utilizar este blog leia Termos de uso do blog.


Muito obrigada, fique à vontade para interagir.
Mas lembre-se:
Gentileza, educação e boas maneiras servem também para a vida nos blogs…