Março 2011 - * Blog Elaine Gaspareto *

Trabalhos entregues e mais do concurso

em 31/03/2011



Hoje, para compensar que não teve post ontem, teremos 2 em 1.
Para começar vou falar do Concurso de contos Conto vidas e tirar algumas dúvidas que surgiram. Siga as bolinhas:
  • Todos podem participar, seja escritor com livro publicado, seja quem nunca escreveu nada, tenha blog ou não. É aberto a todo mundo, sem exceção.
  • O prazo para enviar os textos vai até o dia 15 de abril de 2011.
  • O conto pode ter qualquer tamanho, sem restrições.
  • O tema é absolutamente livre. A única restrição é pornografia. Veja bem: não confunda erotismo e sensualidade com pornografia, certo?
  • Não se preocupe com possíveis erros de português pois antes de encaminhar o livro para impressão cada conto será revisado, gramaticalmente falando. É importante ressaltar que a revisão será apenas para corrigir eventuais deslizes gramaticais, mas jamais mexeríamos no trabalho de quem quer que seja. Sua essência será inteiramente preservada!
E aí? Respondi tudo? Caso surja mais alguma dúvida pode perguntar que eu respondo, tá? Para ler o post do concurso clique no selo do começo deste post.
Agora faça a Elaine feliz e diga que vai participar? Diz, vai… vai ser legal… só falta você… vem… é coisa simples… assim como eu…
tisperando! Clica aqui e vem!

Agora os trabalhos bloguísticos que tenho feito por aí!
Ispia:
image Este é o blog dos Três meninos, que por sua vez são os 3 filhos lindos e fofos da Fabiana. Sabe blog gostoso de fazer? Então, esse foi. Gente, cada foto linda, coisa mais fofa meu Deus! E a Fabiana? Que menina doce, meiga e simples ela é. Fácil de fazer e delicioso de olhar: este é o Três meninos. E se você topar o convite para conhecer aproveite e veja também os outros 2 blogs listados no menu horizontal: são os blogs dos irmãos, mas separados: Estevão, e Fabrício e Henrique. Fui eu que fiz… os blogs, claro, porque os meninos lindos foi a Fabiana e o marido dela…

Agora este:
image
Mais Equilíbrio - Saúde e Estética é o blog da Eliana Delatorre, uma leitora aqui do blog desde muito tempo.
Ela queria um blog feminino e chique, e acho que conseguimos. O blog ficou tão bonito! Também é um blog extremamente útil, com dicas as mais variadas sobre estética, saúde e equilíbrio e vida. Acesse clicando na imagem e diz oi pra Eliana. Ela vai gostar de conhecer você…
Gostou? Daqui a pouco eu volto. Enquanto isso clica aqui e vota no Lost in Japan? Disputa acirrada, bora lá ajudar o Alexandre?
QUERO LER O POST COMPLETO

Monitore seu blog e combata o roubo de conteúdo

em 30/03/2011

Há uns dias atrás eu ensinei aqui no blog uns truques para dificultar a vida dos plagiadores. E o assunto rendeu algumas dúvidas e muitas perguntas. Respondi via email mas me ocorreu que muito mais pode ser dito sobre o assunto. E semana passada acompanhei via Twitter um caso que ilustra muito bem o quero dizer.

Uma amiga minha, a Luciana D’agosto, doceira talentosa que edita o blog Doces da Lu encontrou fotos de seus trabalhos e a descrição que ela usa no blog postados em um outro blog, também no segmento de doces. E mais amigas da Lu, também doceiras, encontraram fotos de seus produtos no blog plagiador. Ela fez barulho, entrou em contato com a plagiadora, exigiu e mobilizou as amigas até que a “mocinha” tirasse as coisas roubadas do ar. Eu vi, fiquei passada! Mais que as fotos, as palavras da Lu estavam lá…

A “mocinha” dizia que as fotos eram meramente ilustrativas. E que quem se sentisse incomodado que pedisse e ela retiraria do ar; Como assim??? Ela vende doces e afins, e as fotos são “ilustrativas”? Isso é plágio, roubo mesmo. Parabenizo a Lu pela firmeza em rechaçar o plágio, e como disse no Doces da Lu, assino embaixo de tudo o que ela falou.

E para não ficar só no papo, vou dar 2 dicas: como achar plágios de seus textos e como botar marca d’água em suas fotos pessoais. Vamos aprender?

Para monitorar seu blog há algumas alternativas. Vou indicar a que eu uso, tá?
Acesse este site  http://blogcopy.com/. Com um cadastro simples você recebe um código e insere em seu blog. A partir daí seu blog passa a ser monitorado pelo site, e assim você localiza possíveis roubos de conteúdo.
Para se cadastrar clique no botão Sign up e preencha os dados pedidos. Aí você verá esta página de login:
imageClique no botão azul. Você verá uma página assim:
image Clique no último símbolo, que aparecerá depois das ferramentas. Você verá esta página:
image Role a página e copie o código fornecido.
Agora vamos ao seu blog. Clique em Editar html. Tecle Ctrl+F dentro da caixa de código.
Tecle enter e encontre esta tag:
</body>
E acima dela cole o código fornecido.
Pronto, seu blog está sendo monitorado. Dentro de cerca de 24 horas os primeiros dados podem ser vistos na página do site. Basta fazer seu login e checar se algum texto seu foi postado em outro blog sem sua autorização.

Agora vamos supor que você encontre um post seu, total ou parcialmente postado por outrem sem sua autorização. O que fazer?
Para responder a esta pergunta eu recomendo que você leia atentamente este post: Como proceder em casos de plágio no Blogger. Ele pertence a um blog dos mais relevantes e completos quando se fala de direitos autorais: Blogosfera legalizada. Leia atentamente pois pior do que fazerem com a gente é a gente fazer com os outros sem se dar conta que é errado.

Ah, a marca d’água? Se você usa o Windows Live Writer ele tem a opção de inserir as marcas. Para instalar em seu pc veja este post: Windows Live: o melhor editor para seu blog. Nele eu explico direitinho como instalar o  editor mais completo que eu conheço.
Caso não use você pode colocar marca  d’água através do site Picnik. Acesse e marque suas fotos.
Gostou?
Semana que vem vou ensinar uns menus bem legais.
tisperando, tá?

QUERO LER O POST COMPLETO

Sexo consentido, ou sem sentido…

em 28/03/2011

Vou te contar um “causo” bem cabeludo e chocante. Senta.

Em uma pequena cidade do interior paulista vive uma blogueira muito tímida, mas também muito observadora. Nesta pequena cidade do interior paulista existem 3 hotéis, sendo que 2 deles nem são hotéis, são pensões. Então, o único que sobra é um hotel 2 estrelas, com um nome pomposo que, claro, a blogueira pobre e que não pode ser processada não vai contar o nome. Mas se você vier a esta tal cidadezinha verá que o hotel é mesmo sua única opção (a menos que você seja amigo da blogueira e daí se hospeda na casinha dela). Bem, vamos ao causo?

O dono do tal hotel é muito rico, dono de fazendas de cana na região. Casado com um mulher linda e loira, daquele tipo com cabelo de cor e corte perfeitos, sabe? E o tal fazendeiro-dono-de-hotel também tem amantes. A última está com ele  há 4 anos. Hoje ela tem 16 anos.

Sim, pedófilo conhecido e reconhecido, ele foi preso há uns dias atrás. Claro que a tal amante não foi a primeira, nem a última. Nem a única. Ele é famoso, juntamente com um grupo de “homens de respeito” da cidadezinha, por promover churrascos regados a cerveja, picanha maturada e sexo com menores. Cada vez menores, aliás.

Daí que a polícia o prendeu. Mas já soltou mediante uma fiança substancial. Mas o inusitado do caso vem agora:

A menina esteve na delegacia. Chorou, pediu, disse que o ama, que deu pra ele de livre e espontânea vontade. E isso contribuiu para o relaxamento da prisão. Pela lei não existe sexo consentido com menores, mas ela disse que quer, que gosta, que ama…

O amor dela custa R$20,00 a transa, mais os presentes e privilégios. Isso tudo corre à boca pequena na tal cidadezinha. Custa muito, se comparar com os 10 reais pagos para meninas miseráveis que frequentam os ranchos na beira do rio que margeia a cidadezinha do interior paulista. Meninas de cerca de 12 anos.

Provas? Nenhuma. Sabe aqueles casos que todo mundo conhece mas ninguém sabe, ninguém viu? Então.

Ontem eu vi a esposa e ele na cidade. Linda e loura. Mais esposa do que nunca, de braço dado com ele olhando a vitrine da única butique da cidadezinha.

A amante-mirim? Dizem que está puta da vida porque perdeu o protetor. Trabalhar? Por R$540,00 por um mês inteirinho?

“Vou não, quero não, posso não”…

 

Mas claro que isso é apenas um “causo”. Esse tipo de horror “non exsiste”…

QUERO LER O POST COMPLETO

Concurso de contos Conto vidas - Atualizado

em 25/03/2011

Você gosta de escrever? Gosta de viajar nas palavras?
Eu quero te fazer um convite:
Estou lançando hoje uma novidade aqui no blog. Já havia falado há tempos atrás, e agora a ideia ganha finalmente o direito de vir à luz! O convite é para um concurso. Meu primeiro concurso literário!
Concurso de contos Conto vidas
Sim, um concurso de verdade! Claro que será uma coisa simples, despretensiosa e que servirá essencialmente para mostrar quantos bons escritores circulam por aqui, despretensiosos e talentosos. Vou explicar como funcionará:
1- Cada participante pode enviar 1 conto inédito e de sua autoria. É expressamente proibido plagiar algum outro escritor, seja ele quem for, tenha ele autorizado ou não. O trabalho tem que ser seu, certo? Não vale desonestidade, porque a gente sempre descobre.
2- Os contos inscritos serão  submetidos a um juri composto por blogueiros convidados. Este juri será divulgado assim que encerrarmos as inscrições.
3- As inscrições serã abertas hoje, dia 25 de março de 2011 e encerradas em 15 de abril de 2011.
4- A lista com os 10 trabalhos selecionados será divulgada no dia 18 de abril de 2011, Dia Nacional do Livro. A seguir será aberta uma votação popular para a escolha dos 3 vencedores.
5- Em 01/05/2011 será encerrada a votação popular e conheceremos os 3 mais votados.
Teremos premiação para os 3 mais votados. Em breve eu conto. Mas prêmio mesmo é este que vem a seguir:

Todos os contos enviados para participar do concurso farão parte de um livro de contos. Sério, é isso mesmo.
Vamos publicar nosso livro de contos! E você pode fazer parte desta aventura!
Claro que será uma publicação por demanda, mas já pensou? Ver suas palavras impressas em um livro? Bom, né?
Para que isso seja possível todos os inscritos deverão concordar em ceder seus trabalhos para esta publicação. Como se trata de uma impressão por demanda não visamos lucro. Mas quer lucro maior do que ter um conto seu fazendo parte de 1 livro de verdade?
Já pensou?
Para se inscrever basta enviar seu conto para mim. Como? Através deste email: um-pouco-de-amor@hotmail.com você envia seu trabalho, acompanhado de seu nome completo e endereço de seu blog, caso tenha.

Importante
  1. O tema é absolutamente livre, bem como o tamanho/número de caracteres. Tudo livre, leve e solto.
  2. A participação é gratuita, claro. Sem taxa de inscrição.Os custos serão cobertos pela venda sem margem de lucro de cada exemplar.
  3. Ao enviar seu trabalho você concorda de antemão com a posterior publicação do mesmo no livro coletivo com todos os demais contos participantes do concurso e abre mão de quaisquer direitos individuais sobre a obra publicada em mídia impressa.


E aí? Topa a aventura comigo? Um livro nosso, com contos escritos por nós, blogueiros?
Envie seu trabalho para o email acima citado e se prepare:
Seu talento vai virar livro!
QUERO LER O POST COMPLETO

Divulgue seu blog e faça-o crescer

em 23/03/2011

Sempre me perguntam comofaz para um blog crescer e aparecer. Sempre respondo que sei não… Sério, eu não sei. Olho o número de “seguidores” crescendo, olho as visitas batendo os 500, 600 acessos diários (semana passada teve picos de 1000!) e me pergunto como isso foi acontecer…
Mas… claro que tem umas diquinhas que ajudam. Vou dar 2, tá? Bora trabalhar? Não vai demorar, nem doer.
Inserir botão AddThis no blog
Antes de mais nada: o que é isso de botão AddThis?image Trata-se de uma forma muito boa de divulgar seus posts em muitas redes sociais em apenas 1 clique. Aqui no blog eu uso 2 tipos: o AddThis, que só aparece nas páginas dos posts, as páginas internas, e o SoBoo, que aparece na home do blog. Passe o mouse ali no fim do post, onde está escrito Compartilhar e verá o que o botão SoBoo faz.

O que vou ensinar hoje é quase igual, porém com mais opções de personalização. Para começar clique neste link: AddThis. Você será direcionado ao site gerador do serviço, que é de grátis. Você verá uma página assim:
 imageÁ esquerda estão as opções de botões. Escolha qual mais se adapta ao seu blog. Caso queira receber em seu email informações bem detalhadas sobre o tráfego em seu blog marque a caixinha  onde está escrito Yes, I want analytics. Você será conduzido à uma página dentro do site para efetuar seu cadastro. É rápido e simples. Se preferir pular esta etapa marque a outra opção: No, just give me the button.
Agora clique em Get AddThis, no botão laranja. Será gerado um código. Copie.
Agora vamos instalar. Vá ao seu painel do blog e entre na aba Editar html. Marque a caixinha Expandir modelos de widgets. Encontre este trecho:
<div class='post-footer'>
E antes do trecho encontrado cole o código que você copiou do site AddThis. Visualize. Se estiver ok salve as alterações. Só isso.

O Blogger tem um widget semelhante a este, mas alguns templates, mesmo dentre os nativos do Blogger, não aceitam o recurso. Este botão que ensinei é aceito em qualquer template, sem erro.

Agora experimente seu novo recurso. Você pode enviar seus links para todas as redes sociais nas quais tiver conta, e seus leitores podem fazer o mesmo. Para divulgar um post e não o blog todo basta você estar na página do post. Isso você consegue clicando sobre o título do post que deseja divulgar.

Falando em divulgar vou te ensinar uma coisa muito boa, que faz diferença na hora de aparecer nos resultados das buscas nos mecanismos de pesquisa:
Cadastre seu blog em mais de 300 mecanismos de busca
Imagine fazer isso manualmente, um a um? Demoooraaaa… Então vamos simplificar? Acesse este site: Divulgador DataHosting e preencha os dados pedidos. Só isso. Agora senta e espera enquanto o site trabalha. Não estranhe se começar a receber emails dos sites de busca. Isso significa que a coisa tá dando certo, e alguns enviam emails confirmando o cadastramento de seu blog.
Bom, né? e todo mundo pode fazer, sem medo…

Agora, aproveitando que você tá aqui comigo… clica aqui e vota ni mim? É uma brincadeira que a Paula está fazendo no Certas coisas. Tem umas enquetes na sidebar do blog dela e meu blog concorre na categoria  Melhor Blog - Conteúdo relevante. É a primeira enquete. Vai lá? E caso você considere este meu blog com conteúdo e relevante vota ni mim? E diz oi pra Paula, escritora das boas…
QUERO LER O POST COMPLETO

Veja o que ganhei!

em 21/03/2011


 






Então que eu ganhei presentes fofos e cheirosos.
Da Helena Garcia, que tem um blog fofo e cheiroso.
Sou querida?

Ganhei um descanso de panela que vai virar quadro de tão fofo que é.
E um chaveiro de pimentinhas que já está nas minhas chaves de casa.

Um móbile de joaninhas que deu vontade de dormir agarradinha,,, coisa mais linda não há…



Tudo lindo, feito com carinho e capricho evidentes. E não é só porque eram pra mim não… a Helena é assim, toda caprichosa e talentosa. Clique no link e conheça o blog e as lindezas que ela faz. A loginha tá cheinha de coisas bonitas pra você se esbaldar!

Gostei demais de tudo. Mas o que mais me comoveu foi a cartinha carinhosa que veio junto. Eita coisa boa, gente!
Ah, as fotos eu emprestei do blog da Helena. Veja lá quanta coisa linda!
QUERO LER O POST COMPLETO

Quer fazer um? Você vai gostar…

Você sabia que dia 20 de março é o Dia do Blogueiro? Eu até sabia. Mas esqueci. Lembrei hoje, vendo uns (poucos) blogs que postaram a respeito… Fiquei pensando… sobre esse lance de ser blogueira…
Lembro que muito antes de eu ter computador a febre era o Orkut. Detesto, jamais me identifiquei. OrKut é imagem, e eu sou amante de palavras.
Então surgiram os primeiros blogs, uns diarinhos virtuais sem muito apelo. Mas a coisa se popularizou. E quando, em 2008, eu conheci um teclado, os blogs eram uma realidade. Me apaixonei.
Porém o mais curioso é que nem todo mundo que navega sabe o que é blog. Orkut ainda domina, basta ver pelas rodas de amigos. Quanto mais jovens, mais orkuteiros, já percebeu? Percebo que o melhor em termos de escritores estão blogando. E a julgar pelo meu blog, os melhores escritores estão também comentando. Aqui é assim, comentários melhores que os posts….
Eu não troco o blog por rede social nenhuma. Até me arrisco no Twitter, mas 140 tecladinhas não me satisfazem. E se é pra escrever um post então escrevo no blog, uai. Para mim o twitter serve ao blog, como veículo de divulgação. Aliás muito bom.
Falando em blog e twitter eu queria compartilhar um sentimento. Um não, são 2 na verdade.
O primeiro é meu total espanto. Nesse tempo curto como blogueira eu tenho visto coisas loucas. Mas nada tão louco quanto as agressões que vejo. As pessoas são capazes de ferir alguém que nem conhecem direito por causa de postagens, por causa de afinidades, por causa de opiniões, por causa de torcidas. Vejo, às vezes, comentários tão ferinos que fico muito triste. E no twitter é igual, até pior em dias de BBB. Não, não é comigo, ninguém me fez nada. Mas eu fico triste. A Pollyana que habita em mim acredita que blogueiros poderiam espalhar gentileza na rede… sim, sou ingênua mesmo…
Outro sentimento que quero compartilhar é a impressão de que nos blogs tudo é mais real. É difícil manter uma máscara postagem após postagem, mês após mês. Cedo ou tarde as pessoas se revelam, deixam escapar uma ponta do seu eu real…
Porém…
Eu conheço ao menos 4 blogs que são fakes. Sério, eu conheço sim. Gente que não existe. Quer dizer, claro que existe, mas não é o que está no perfil, entende? Sei de casos que até investigação de outros blogueiros rolou, e descobriu-se a farsa. Às vezes me deparo com comentários desses “ghost-writters” por aí… dá uma vontade alertar os amigos,  de dizer que eu sei… gente que passa o tempo criando uma realidade paralela, uns com a intenção de arrancar piedade (teve um que já “matou” a família inteira, até o neto), outros querendo arrancar afeto e admiração. E uns acho que estão construindo uma estória para no futuro tentarem dar um golpe. Bem, já vimos algo assim… gente que morre de repente… um conto de fadas sem fadas…. alguns leitores vão se lembrar… Pois tem outros por aí… vivendo vidas que não existem.
Por isso eu fico feliz quando presenteio alguém, quando me presenteiam, quando falo com a Luci, quando falei com a Beatriz, do blog Vitrine Jubiart. Quando troco emails com outras pessoas, quando vejo fotos de amigos blogueiros em outros lugares, quando vi a Verônica Kramer na televisão (sim, linda, loira e de zóio azul). Me dá um ânimo novo saber que a imensa maioria existe, que é real. Parece bobagem, mas me sinto mais confiante. Nas pessoas.
Então, para você que é real, eu desejo uma semana especial. Feliz Dia do Blogueiro.
Blog… quer fazer um? Você vai gostar… e não vai mais largar…
Tamo junto, né?
QUERO LER O POST COMPLETO

Para a minha Fernanda

em 19/03/2011

Não sei direito como começou. Um dia eu olhei pra ela, olhei mesmo, dentro dos olhos e da alma, e senti um estalo. Olhei mais, através das palavras (que são pra mim o melhor jeito de olhar alguém) e senti ter encontrado uma igual.
Então fui me chegando, e deixando que ela também me olhasse, me visse através de palavras. E ela viu. Muito mais do que a maioria via, muito mais do que eu mostrei, muito mais do que eu mesma via em mim. Nos apaixonamos.

Ela é muito diferente de mim. Em quase tudo. Mas quem disse que o amor procura apenas quem lhe seja idêntico? O amor procura sim por quem se deixe amar. E ela se deixa amar. E talvez por isso mesmo ame. Abertamente. Abundantemente.

Hoje é aniversário desta pessoa muito conhecida. E ainda mais querida do que é conhecida: Fernanda Reali. Admirada, amada, imitada, seguida e que serve de inspiração para tantas outras blogueiras!

Tanto já falei dela por aqui e por aí afora… que mais posso dizer?
Que ela é sincera, persistente, decidida. As causas que ela abraça estão destinadas ao sucesso. Talvez ela seja uma das maiores e mais bem sucedidas divulgadoras que eu conheço; meu blog nunca mais foi o mesmo depois dela. E sempre que eu peço ela me acode, me bota pra frente.

Mas ainda assim, por mais que eu diga, ainda ficam muitas coisas por dizer.
Ela tem defeitos? Não. Quem eu amo não tem defeitos; tem particularidades. E singularidades.
Sim, isso talvez chegue perto de definir essa menina: ela é singular.
Em um mundo onde falta personalidade ela tem a sua. Singular.
Fernanda, minha querida: desejo a você todo o amor que há nesta vida. Todas as cores, todas as flores e todos os mimos. Que você seja cada vez mais mimada, cada vez mais amada, cada vez mais feliz. Eu amo você. Feliz aniversário!

Quer conhecer a Fernanda Reali? Aposto que você vai se apaixonar!
QUERO LER O POST COMPLETO

Aproxime-se

em 18/03/2011

Tem muitas coisas boas em ser blogueira. E tem muitas surpresas também.

Sabe quais são meus posts que dão mais retorno, mais “audiência”? São os posts sobre mim. Sério, quando eu conto coisas minhas, as dificuldades, os acertos, as perdas, as alegrias e as minhas estórias são as postagens mais interativas. Em seguida aparecem os posts com dicas. Mas os posts umbigocentristas são os campeões. E isso muito me espanta pois sou uma pessoa absolutamente comum, do interior, sem nada de extraordinário em mim. Se você passar por mim na rua nem me dá bola, dona de casa bem comum mesmo. Por isso minha surpresa em despertar atenção ao falar de mim, do que penso e sinto…

Esta semana, quando eu falei sobre os dias ruins que ando tendo (aqui ó) recebi muitos comentários no blog, alguns verdadeiras joias. Depoimentos de pessoas que sentiram vontade de se abrir, de falar, de dizer que se sentem iguaizinhas a mim. E recebi por email alguns relatos tão fortes, tão pessoais… e percebi que quando abrimos o coração aproximamos as pessoas de nós.

E proximidade faz com que a gente queira se abrir, né? Tem horas que os furacões são tão violentos que o simples fato de falar (ou escrever) traz um alívio tão grande! Simplesmente falar pode mostrar a coisa de outra perspectiva. E saber que outras pessoas se sentem como a gente faz com que nos sintamos menos loucos, menos sozinhos do que somos…

Palavras… elas têm poder. De derrubar. Mas também de levantar. E palavras vindas do coração são ainda mais fortes.

Palavras… muito obrigada pelas suas… muitas vezes elas me erguem.

 

E você? quais são seus posts mais populares? Quais assuntos mais rendem em seu blog?

QUERO LER O POST COMPLETO

Trabalhos entregues e 1 pedido meu pra você (+ resultado do sorteio)

em 17/03/2011

Depois de alguns posts umbigocentristas eu vou fazer hoje algo diferente: vou mostrar 3 trabalhos que fiz e que ficaram lindos. E vou pedir um presente seu...  E vou mostrar quem ganhou o livro Culpa de mãe.

 

Vamos aos trabalhos antes?

sonia Este blog eu entreguei faz tempo. Daí esqueci que não tinha mostrado ainda. Indesculpável, pois foi um dos meus trabalhos mais delicados.

Aliás delicado é o blog. Trata-se de A história de Santhiago, blog que a Sônia criou para que as memórias do Beto nunca se apaguem da mente do pequeno Santhiago. Beto faleceu, e o blog guarda preciosos relatos de cotidiano dos 5 anos que pai e filho viveram juntos. Um blog lindo, sensível, cheio de emoção.

Criamos um blog leve, com um toque infantil e alegre. O blog é cheinho de recursos, e alguns foi a Sônia que inseriu lendo as dicas para blogs que posto aqui em meu bloguinho.

Espia lá… e se puder leia uns posts. Uma linda estória de amor além da vida… Você vai se emocionar….

 

Agora este:

mix beta Este é o Mix Cultural, blog da Beta. É um blog extremamente variado, com conteúdo voltado especialmente à cultura.

A Beta precisava de um template leve pois ela tem muitos anúncios publicitários. E precisava de espaço para eles. O template é totalmente personalizável, e ela pode ir mudando cores e fontes conforme queira. Instalei e ensinei a Beta como usar um menu horizontal semelhante ao meu, fiz algumas otimizações para facilitar a indexação do blog, criei o link-me animadinho,e mais algumas coisas. Mas eu gosto mesmo é do cabeçalho: tem tudo o que o Mix tem em forma de imagem. Espia lá e veja se não ficou levinho de navegar, mesmo com os anúncios em flash!

 roEsta é a Agenda de casa, um dos blogs da Rô Archela. É um blog muito interessante, e se você é dona de casa vai amar os assuntos que a Rô posta, pois facilitam e muito a nossa nada mole vida doméstica.

Este foi um dos blogs mais bonitos que fiz. Neste fiz quase tudo: personalização do template, cabeçalho, banner, feeds, menu, e também configurei o domínio próprio do blog, além dos outros blogs dela que agora são subdomínios do blog principal. Blogspot? Não mais. Clique na imagem e aprecie. Espero que goste e diga que está lindo rsrsrs

 

E linda vai ficar a expressão da ganhadora do livro Culpa de mãe. Veja o resultado que acabou de sair da extração da loteria federal de 16/03/2011:

loto Confira a lista em tamanho maior aqui. E a leitora que tem o comentário de número 07 você confere clicando aqui. O número do comentário está dentro do balãozinho à direita do comentário, tá? Parabéns à ganhadora! O livro continuará na sidebar durante o mês de março pois Culpa de mãe é o livro de março. Mês que vem teremos outra entrevista. Mispera, tá?

 

Agora vamos falar sério?

Me dá uma caixa de bombom? Só uma… diz que sim?

Se você puder me dar uma caixa de bombom envie um email pra mim, ou diga aí nos comentários e eu vou até você. Não, não precisa gastar dinheiro com frete. Envie o valor correspondente (em torno de 6 reais) e a gente compra a caixa de bombons. Preciso de 30 caixas, ainda não ganhei nenhuma. Mas vou ganhar a sua. Né?

Pra que quero 30 caixas de bombons? Para alegrar a Páscoa de cada uma das 30 famílias que estão no abrigo que “adotamos” dentre os inúmeros que estão repletos dos desabrigados da região serrana do Rio.

Para ver o post completo com todos os detalhes da nova campanha acesse Blog Solidário.

Mas antes de ir:

Me dá uma caixa de bombom?

QUERO LER O POST COMPLETO

Como impedir que roubem conteúdo de seu blog

em 16/03/2011


Dentre as coisas que mais irritam blogueiros em geral talvez o plágio seja uma das mais evidentes. Recentemente uma blogueira conhecida  passou por uma situação assim, de dar de cara com um post extremamente pessoal dela postado em outro blog, como se tivesse sido escrito (e sentido) por outra pessoa. Então ensinei a ela o que vou te ensinar agora. Vamos?



Antes de seguir leia este artigo:


Para começar copie esses códigos:

Copiar os códigos


Abra seu painel de acesso ao blog. Clique em Modelo. Agora clique em Editar HTML. Sim, vamos mexer lá. Não vai doer, prometo.
Agora tecle Ctrl+F dentro da caixa de código. Na barra de pesquisa que abrir digite </head>
Dê Enter. Assim que localizar  cole o primeiro código antes da tag encontrada.
Agora salve. Sim, só isso.
Agora quero ver alguém copiar e colar texto seu rsrsrs

Eu  uso aqui no blog pois além de  tutoriais como este posto coisas pessoais e tenho tido muitos aborrecimentos com cópias indevidas.
Para copiar os códigos basta parar o mouse sobre ele e clicar no primeiro ícone que aparece à direita, no alto. Ele faz abrir uma janela pop up onde o código aparece.
É muito ruim encontrar textos meus postados por aí. E eu sempre encontro.

Todos os créditos deste hack pertencem ao metablog Ice Breaker, excelente dentro da categoria.


A segunda dica de hoje é ainda mais radical: impedir a cópia de imagens e textos. Esse hack bloqueia o botão direito do mouse, impedindo o copiar e colar de imagens e textos, inibindo assim o hotlink e o plágio.


Hotlink: clique aqui e saiba o que é e se você pratica ou praticam contra você.

Se você posta fotos pessoais ou de trabalhos este código é o que você procurava! Agora vamos ao trabalho?
Ainda na página Editar HTML e antes da mesma tag </head> encontrada na dica anterior cole o segundo código.


Salve. Agora o botão direito do mouse está bloqueado, ninguém conseguirá copiar suas imagens e textos diretamente do seu blog. Este código funciona no Internet Explorer, no Chrome e no Firefox. Não testei nos demais navegadores, mas acho que funciona.

Importante: nenhum código é 100% eficaz. Um visitante com mais conhecimento tecnológico, como um desenvolvedor  ou programador por exemplo, pode facilmente driblar esses códigos. Mas sabemos que a maioria das pessoas não consegue. Como eu disse, o índice de proteção é de cerca de 80%.


Agora a boa notícia:
Recentemente o Blogger divulgou que em 2011 teremos novidades. Serão muitas, e com o tempo vamos falando de todas. Mas a boa notícia que quero compartilhar é que  o serviço de imagens do Google, o Picasa Web Albuns, terá espaço ilimitado para armazenamento de fotos de até 800px de tamanho e para vídeos de até 15 minutos de duração.

Até então, o espaço era restrito a 1GB e quando o limite era ultrapassado  era preciso pagar por mais espaço ou arriscar uma hospedagem gratuita (que pode encher o blog de sapinhos sem avisar). Se você abrir agora sua conta no Picasa verá que o limite ainda está em 1024mb (ou 1 GB), mas o  Picasa esclarece o assunto, dizendo que seu limite só será contado para fotos maiores que 800px e vídeos com mais de 15 minutos.

Se suas fotos são maiores que 800px use um programa para reduzir este tamanho.

Para editar alguma imagem, em seu álbum Picasa, clique em Minha conta, no alto da página do seu painel de controle do blog. Então clique em
Álbuns da web do Picasa Álbuns da web do Picasa
e faça o upload da foto ou imagem que deseja. Clique no ícone que aparece à direita, onde está escrito Editar. E reduza o tamanho de suas fotos.
picasa
Legal, né? Seus problemas com o limite de uso de fotos e imagens no blog siacabaram
Gostou? Então conta prazamigas
Coisas boas precisam ser compartilhadas, né?

Aqui tem um tutorial mais recente, com novos códigos!



QUERO LER O POST COMPLETO

Dias ruins que se juntam

em 15/03/2011

Há uns anos atrás eu vi uma entrevista com a Thalia. Quem? Essa:

Lembrou? Ela é cantora, e também atriz. Sempre a mocinha boazinha nas novelas que o SBT exibia. Na entrevista em questão ela foi perguntada sobre isso, sobre sempre ser a mocinha boazinha. Ela respondeu “Me gusta ser boa”.

Sabe? A mim também “me gusta ser boa”. Gosto de ser calma, falar baixo, ser gentil. Gosto de ajudar, gosto de responder quando sei, gosto de entender o outro lado, gosto de ser paciente. Isso é fato.

Mas também é fato que há pessoas que abusam.

E há situações deste lado de cá da tela que tiram a Elaine do sério. Vou te contar uma:

Semana passada a caixa d’água daqui de casa rompeu. De noite, parecia uma cascata. O forro da minha ameaçada casinha é de madeira, imagina a cena. Alagou tudo, uma coisa pavorosa. Fechamos o registro, ficamos sem água. Havia chovido por 4 dias, então como subir no telhado para ver o que havia sucedido???

Na manhã seguinte eu estava trabalhando, e marido dormindo plácido até às 10 da manhã. De repente rompeu algo em mim, enlouqueci. Dei uns gritos, assustei até as cachorras. Chorei, gritei, em 10 minutos meu cunhado apareceu, subiram ambos no telhado, arrumaram. Felizmente era coisa simples, deu pra dar um jeito e esperar até trocar. Mais dinheiro se vai…um dinheiro que nem existe rsrsrs Mas os meus gritos assustaram, marido e cachorras…

Detesto isso. Detesto perder a calma, até comentei com a Tati Pastorello. Ela, certeira, disse que a vaga para Madre Teresa já foi preenchida… todo mundo tem um surto de vez em quando.

Mas eu não gosto. Mas tem horas que, fala sério… guento não…

Quando você está em um dia ruim, o que você faz?

E quando o dia ruim de junta a uma noite ruim, que se junta a outro dia ruim, e os dias viram semanas, e semanas ruins, onde a cada dia algo ruim acontece? O que você faz?

Sei que estou triste hoje, mas nem é de hoje. São problemas que se acumulam, coisas que acontecem (ou não acontecem) que me deixam triste, preocupada, incerta.

Mas, como está na apresentação deste blog: “Este blog é sobre mim; sobre coisas que eu faço ou que fazem a mim, sobre coisas que eu digo ou que dizem a mim…”

E este post é bem assim, bem sobre mim, tal como estou agora.608289q08o3aylgm

QUERO LER O POST COMPLETO

Sobre ser solidário, sobre respeitar a dor alheia

em 14/03/2011

solidariedade Sábado passado eu fiz uma coisa inusitada: fui ao salão, cortei o cabelo e fiz luzes. Loura? Sim, bem loura… E enquanto estava lá observei 2 coisas que queria contar pra você, uma séria e importante e a outra um pouco mais leve, mas ainda assim séria.

A menina que me atendeu é uma descendente de japoneses, casada com um japonês. E com 3 irmãos atualmente no Japão. Enquanto ela me atendia víamos as notícias pela televisão. Um horror… parecia que o Japão inteiro estava ou debaixo d’água ou pegando fogo. Uma coisa tão apocalíptica, assustadora. E ela, enquanto  dava o tempo de pausa no meu cabelo, falava via MSN com a irmã. Que está em Tókio.

De acordo com a moça que está em Tókio, as coisas são preocupantes, mas as notícias que a grande mídia no Brasil relata contém exageros e distorções. E está provocando, até entre os dekasseguis, muito pânico já que muitos não falam japonês nem inglês, e as notícias chegam via Record Internacional e muitas vezes pela voz do Datena… sente o drama? É muito exagero, muito alarmismo, fazendo com que as pessoas sofram ainda mais.

Claro que é sério, claro que é grave, claro que são mortes demais. E as coisas ainda podem piorar. Mas alarmar parentes com exageros é crueldade. E não ajuda em nada. Parece que as desgraças precisam sempre ser ampliadas, como se o horror real já não bastasse. Essa sede de sangue, esse sensacionalismo com o sofrimento me dá enjoo…

Também não ajuda em nada as idiotices que leio por aí: gente idiota desponta em situações assim. Vi imbecis dizendo que a tragédia no Japão foi “castigo de Deus” porque eles matam baleias. Que os japoneses merecem, que tomara que o Japão seja enterrado debaixo dos escombros…Assim como li que os cariocas mereciam o que aconteceu lá, que foi o Cristo a enviar o castigo. Desconheço esse cristo que falam, nem quero conhecer. O Cristo que conheço jamais faria isso. Porque Deus é amor. E amor real, que não castiga inocentes.

Isso me faz querer ter nascido cachorro. De tanta vergonha que sinto de fazer parte da mesma espécie que é capaz de dizer tais coisas. Como se nós, brasileiros, não fôssemos o maior país pecuarista do mundo. Como se vacas e baleias não fossem ambas animais.

Quem diz essas imbecilidades está no fundo dizendo isso de todos nós. Como se um trabalhador merecesse o que está acontecendo. Eu respeito imensamente os animais, todo mundo que lê meu blog sabe disso. Desejaria ser vegetariana mas não sou. Então como posso desejar mal a um caçador de baleias, ainda que desaprove a profissão????

Como é possível desejar (e se alegrar) tamanho mal a todo um povo? Que tipo de idiota faz isso? Desculpe, mas isso é demoníaco.
Em solidariedade ao povo japonês eu digo, parafraseando Ana Paula Valadão,  que nestes dias os nossos olhos não podem ficar secos diante de tudo, e que aqueles que têm fé que rezemos pelos nossos irmão. Sim, irmãos.

Quanto à enviar doações ao Japão eu acho que o Brasil deveria antes socorrer seus próprios filhos. A serra ainda pede socorro, as pessoas estão em abrigos, sem dinheiro, sem emprego, sem nada de seu. Até calcinhas são doadas. Em São Paulo ainda há necessitados em função das chuvas. Em Minas também. E o país parece que se esqueceu. Só porque a televisão parou de mostrar não significa que tudo se resolveu.

Como eu li no Twitter ontem: o Japão (louvado seja Deus) vai se reerguer e reconstruir a parte arrasada do país  antes do Brasil conseguir amparar de fato os desabrigados da região serrana do Rio. Como sempre o Japão vai ensinar ao mundo como se reergue um povo. Aprendamos, Brasil…



E para dar ao post pesado um tom mais leve:
Enquanto eu cortava o cabelo e ficava loura, uma moça ao meu lado tascou: “Seu marido gosta de cabelo curto?” Eu respondi que achava que sim, já que o dele é curto. Ela explicou: “Ele deixa você cortar? O meu não deixa. Nem pintar pois ele não gosta que eu fique loira”.

Cara, isso mimata. O cabelo é meu, está na minha cabeça. E vou deixar marido decidir meu cabelo??? Decida o dele, uai. Isso é coisa de quem acha que é dono da mulher, e não parceiro.

Quanto à moça-que-o-marido-não-deixa-cortar-nem-pintar: quando ela se tocar terá sido trocada. Por uma loura. Triste isso, de em pleno século 21 ainda não ser dona do próprio cabelo…
Leia no Confissões ácidas um post que fala mais ou menos disso. Completo.

PS: Tô conseguindo terminar esse post não…então vou escrever fim.
Fim.
A imagem do começo do post peguei emprestada da minha querida M@myrene.
QUERO LER O POST COMPLETO

Luci, aquela que é.

em 13/03/2011

Há amigos dos quais você lembra quando algo maravilhoso acontece: você quer ligar, quer falar para contar a sua alegria, a sua vitória. Quer compartilhar a sua alegria.
Há amigos para os quais você se volta em momentos de dor: são aqueles de ombros fortes e abraço caloroso, de voz que acalma. Amigos sensatos, que te ajudam a atravessar o vale escuro da sombra da morte…
Há amigos com os quais você ri e chora. Amigos que dividem tantos suas dores quanto suas alegrias, que riem e choram com você. Que seguram sua mão, seja pra pular de alegria, seja pra atravessar o pântano.
E há a Luci.
Ela não se encaixa em nenhuma das categorias citadas acima. Ela merece uma categoria só pra ela. Sabe por quê? Porque ela é tudo o que eu disse acima, e é mais. Tão mais que palavras não conseguem exprimir. Faltam palavras para ela, e olha que eu sou mulher das palavras…
A Luci é muito parecida comigo, em muitos pontos. E tão oposta a mim em outros. Ela é teimosa, ela é generosa. Ela é firme, ela é um coração de manteiga no deserto. Ela é durona, ela é sensível. Ela, como eu, é mãe sem filhos. Ela, se não fosse tão jovem, poderia ser minha mãe. Ela é o que eu quero ser quando crescer. Eu a amo.
Este dia 13 de março é dia do aniversário dela. Estou vendo ela dizer no twitter que está completando 40 e 12 anos. Eu acrescento: com carinha de bem menos, e sabedoria de bem mais.
Feliz aniversário, minha querida. Como eu te disse recentemente: as palavras não expressam minha gratidão, minha admiração e sobretudo meu afeto por você.
Agora convido você, meu leitor querido, a visitar a Luci e desejar a ela um aniversário maravilhoso. Caso você não esteja ligando o nome lindo,originário do latim, e que significa amada, à pessoa linda de descendência italiana, clique aqui e veja o blog pessoal dela. Aqui o blog de artes. E aqui o perfil no twitter.
E aqui o blog que criamos juntas e ao qual convido você para seguir: Blog Solidário. Sério, estou mesmo te pedindo pra seguir um blog. Jamais fiz isso, jamais faria se não fosse sério e importante. E esse é especial.
Siga, divulgue, visite, ajude o Blog Solidário!
Você vai perceber que solidariedade faz bem. Principalmente a quem pratica.
QUERO LER O POST COMPLETO

Na estação Mogiana…

em 12/03/2011

Na plataforma deserta não havia sequer um banco limpo o suficiente para colocar o bebê. A estação estava sofrendo há anos o abandono típico das plataformas ferroviárias sendo desativadas e agora Marta pensava se realmente era uma boa ideia deixar o bebê ali. O vento gelado zunia perigosamente no silêncio da noite e o bebê se mexeu no sono. Ela olhou de soslaio para o rostinho adormecido. "Não olhe para ele." ela pensou pela milésima vez. Se olhasse não conseguiria.

Caminhou mais alguns passos e escolheu o banco mais protegido, quase dentro da estação. Quase 5 horas da madrugada e em menos de 30 minutos o trem chegaria, um dos últimos trens a fazer parada na velha estação. Ela ajeitou o menininho no banco frio de pedra. Ele continuava a dormir, confiante como apenas os bebês conseguem ser. Marta pensava em si, em como viera parar na situação em que estava agora.

Fizera planos completos durante os 9 meses de espera mas agora parecia que seu corpo não obedecia... Forçou-se a soltar o embrulho com o bebê e deu uns cinco passos para sair da estação. Ele seria encontrado por algum passageiro desembarcando, ou talvez por alguém que viesse esperar para receber alguém. Claro que ninguém deixaria de acudir um bebezinho na madrugada fria. Deu mais alguns passos. Todo o corpo doía, a cabeça latejava e ela sentia o maior frio de sua vida. O parto solitário estava cobrando seu preço... Caminhou mais um pouco e finalmente saiu da estação deserta. Ouviu ao longe o apito do trem chegando. Acelerou o passo. Voltar para a pensão era impossível, mas haviam outras pensões...

Então aconteceu. Acima do apito do trem ela ouviu. No começo era um chorinho leve, depois tão alto que parecia irromper de dentro dela mesma. Caminhava mais depressa agora do que jamais caminhara em toda a vida. Estava mesmo correndo sem se dar conta. As pessoas passavam por ela, ligeiramente curiosas pela mulher correndo na madrugada que findava. A estação estava agora cheia de pessoas que iam e vinham. Ela se atirou no meio da pequena multidão aglomerada em torno do banco de pedra:

"É meu! Fui comprar leite e de repente o trem chegou. Mas o bebê é meu."

Abraçou o pequenino com tanta força que ele gemeu. Antes que alguém esboçasse um gesto ela desapareceu no meio das pessoas na estação.

Acreditara realmente que conseguiria. Fizera planos: deixaria a criança na estação e sumiria no mundo. Uma mulher jovem sozinha teria muitas chances mais do que uma jovem com um filho. Trabalharia. Mas se enganara.Como poderia? Não, jamais poderia abandonar aquele menino. Jamais faria com ele o que fizeram com ela 15 anos atrás, quando ela própria havia sido um bebê abandonado na estação de trem...

Um conto apenas. Quando estou triste eu escrevo…

QUERO LER O POST COMPLETO

O dia que minha fila andou

em 11/03/2011

Outro dia, lendo um post do blog Meu lado contido, eu me peguei pensando em uma certa fase de minha vida. E lendo pelo meu tuí, e vendo marido comentar BBB no tuí dele eu vi a mesma atitude naquela moça do BBB11, a Maria.

Eu já fui Maria…

No começo dos anos 90 eu estava me preparando pra casar. Tinha 19 anos, e namorava desde os 15 o mesmo rapaz. Não chegamos a trocar alianças, mas elas estavam compradas, assim como boa parte de móveis. E o enxoval que toda menina do interior começava a fazer antes dos 10 anos… em uma mala tipo baú. Sério, eu tive enxoval…

Então… eu ia casar. Mas um dia ele chegou, sentou e disse que queria um tempo. Eu surtei. Chorei. Bem Maysa “meu mundo caiu”. Disse que não tinha essa de tempo. Então ele terminou comigo. Que antes disso já havia perdoado uma traição. Sim, eu perdoei. Sim, eu fui traída. Por 2 vezes, pelo mesmo homem rsrsrsrs

Foram dias de cão sem dono. Na época eu trabalhava em uma fábrica com um amigo dele, e falava dele o dia todo. E chorava. Saía do trabalho e ia atrás dele implorar. Sim, implorava. Ele havia se encantado por uma menina de 15 anos, nem queria saber de mim. E eu implorava.

Fiquei doente, tive uma crise de gastrite. E uma alergia louca, a pele com erupções e febre. E eu pedia, chorava, falava dos planos, dos anos juntos, do quanto eu o amava… e ele nem tchum pra mim. Foram 3 meses assim.

Era uma doença, sabe? Eu não me conformava, eu não aceitava. E, de vez em quando, não sei se pela minha insistência, ele voltava. Sem compromisso. Ele ia em minha casa, ficava lá, mas não queria mais se casar. Ele queria as duas, eu e ela. Quase morri.

Mas como era uma doença, um dia sarei. Ou melhor, fui curada. Por Deus. Porque ninguém merecia aquela dor toda. Saí de casa em uma sexta-feira para participar de um aprofundamento de oração, aos prantos, empipocada pela alergia, com febre. E passei o fim de semana. Voltei domingo á noite, sem alergia, sem febre, a pele linda e lisa rsrsrsrsrs, feliz e cansada.

E só fui lembrar dele na manhã seguinte, porque ele passou pra me ver. Sabe o que senti ao vê-lo? Nada. Apenas pressa que ele fosse embora. Incrível, e eu que chorava por ele, que mendigava minutos com ele. Foi a coisa mais espantosa que me aconteceu. Em um fim de semana Deus curou o que me matava.

Eu estava mesmo curada. Por Deus. No fim de semana seguinte eu saí com minhas amigas solteiras. Choperia. Eu era a atração, já que havia 5 anos ninguém me via saindo. Fiz um enorme sucesso. Quem não é linda aos 20 anos?

Ele surtou. Me seguia quando eu saía. Uma vez quase me matou de susto ao sair detrás do meu portão, às 2 da manhã, quando eu descia do carro de uns amigos vinda de uma festa. Deu escândalo, chorou, pediu pra voltar, me sacudiu, achei que fosse apanhar(daí eu matava ele, ia pra cadeia e não abria o blog). Dizia que eu estava me vingando. Não estava. Eu estava curada. O amor, ou seja o que for que eu sentia, acabara. Para sempre.

Em 2 meses conheci meu marido. Meu ex foi internado de tanto que bebeu, depois de me ver de namorado novo. Deu um show em minha casa, me chamou de vagabunda, disse que me amava, que queria casar comigo…

Eu casei, sim, mas jamais com ele. No dia da formatura dele. Ele saindo da missa de formatura e eu chegando, linda e loura pra casar. Cerca de 2 anos depois ele também casou. A vida seguiu.

Inúmeras vezes me perguntei por que tive aquele surto de rastejamento. Por que corri tanto atrás de quem me traía, de quem era imaturo demais pra reconhecer a mulher que eu seria...

A resposta não é simples. Eu tinha dificuldade de desistir. De abrir mão dos planos, dos sonhos. Hoje vejo que era amor, mas era também apego, carência, medo. E também uma dose de “eu posso fazer ele voltar”, uma certa disputa interna tentando provar que sim, eu podia convencer esse ingrato a voltar e me amar pra sempre…

E por que ele me perseguiu depois que eu não queria mais? Porque gente imatura se amarra numa rejeição… e enquanto eu estava ali, ele se sentia seguro. Quando eu não estava mais, foi a vez dele cantar “meu mundo caiu”.

Assombrei você com minha crise de rastejamento? Acredite, a realidade foi pior, mais humilhante, mais vergonhosa. Mas eu aprendi. E quer saber? Também ensinei.

A fila? Anda.

QUERO LER O POST COMPLETO

O que fazer no feriado? Blogs…

em 10/03/2011

E eu trabalhei durante todos os dias do feriadão. Trabalhei em casa, trabalhei indo ao mercado, fiz faxina, lavei, cozinhei, encerei. E fiz blogs.

Espia:

graceEste é o Grace’s Cupcakes. Como o nome anuncia, a Grace faz cupcakes, e mais um monte de coisinhas cheirosas e gostosas. E gostoso ficou o blog: leve, alegre, claro. Delícia de fazer e delícia de ver. Quer ver? Clica na imagem e diz oi pra Grace. Que além de meiga e muito gentil é uma talentosa “fazedora” de coisas gostosas. Quem sabe você não se anima e encomenda cupcakes, bem-casados, bem-nascidos, etc… O preço? Veja na loja dela. Mas você nem vai acreditar de tão em conta que é… Mas espia o blog antes, e diz se não ficou lindo…

 

Agora este, que entreguei antes do feriado:

yolanda

Ponto do Power Point é o blog da Yolanda. Deixa eu falar da Yolanda antes? Ela é uma das pessoas mais elegantes que conheci trabalhando com blogs: gentil, paciente, educada, sincera e sobretudo muito segura de si e do que quer. Trabalhar com ela foi das coisas mais fáceis, um prazer mesmo. E ela escreve bem, e é uma dama. Apaixonei.

O modelo que ela escolheu dentre as amostras que enviei foi um dos mais elegantes que fiz, simples, leve e muito bom de navegar. Isso é importante pois ela posta vídeos e animações em ppt, aliás muito bonitos. E lendo os comentários no post em que ela fala do novo template vi que as palavras mais usadas foram essas: leve, clean, sóbrio e elegante. Na mosca!

Visite a Yolanda, diz olá. E conheça uma pessoa gentil.

 

Falando em pessoa gentil eu quero te apresentar a Iram. Ela é uma moça linda que mora atualmente em Viena, na Áustria. Cliente internacional, benhê…sou chique?

Veja o blog:

ira

Duas vidas,Dois amores é um blog especial. Ele tem muitos leitores, mas tem alguns especiais: os pais da Iram, que vivem no Brasil, especialmete o pai dela. Se você olhar verá que os posts são escritos em capítulos para que seja possível entender cronológicamente. E isso foi um desafio para nós: colocar quase 100 posts na sidebar, em ordem e numerados. E no fim a solução era tão simples! Veja lá no blog o “elevador” que colocamos, veja como ficou fácil e prático. Ainda faltam alguns posts, mas dá pra ver a ideia in loco.

O blog que ela escolheu é claro, alegre e elegante ao mesmo tempo. Igualzinho à ela… linda e loura… uma menina gentil. Sou sortuda, né? Gente boa sempre me acha… E essa brasileira cidadã do mundo é gente do melhor tipo que há…

 

Gostou? Semana que vem tem mais.

Quer me contratar?

me chama que eu vou

Já que você está aqui, quer ganhar um livro? Clique aqui, deixe seu comentário e já tá valendo.

Vai deixar passar? Não, né?

QUERO LER O POST COMPLETO

Como organizar os marcadores do blog

em 09/03/2011

Como organizar os marcadores do blog
Assim como uma casa, um blog precisa de organização; precisa ter algumas coisas, sem as quais a navegação por ele se torna um exercício de paciência. Dentre as muitas coisas necessárias a um blog eu hoje quero falar dos Marcadores.

Este talvez seja um dos posts mais úteis que já fiz aqui. Sabe por quê? Porque um blog com bons e bem definidos marcadores significa um blog onde tudo é mais fácil de ser localizado.

Imagine que seu blog é sua casa. E que você, não estando em casa, precisa deixar um amigo querido como hóspede por um tempo. Ele levanta de manhã, vai tomar banho e não encontra o sabonete. Procura, procura, então decide tomar um copo de leite e dá de cara com o sabonete na geladeira.
Então ele resolve dar uma varrida na casa… procura uma vassoura mas não a encontra porque onde está escrito Lugar das vassouras estão os pratos…

É assim com um blog cujos marcadores estão desorganizados ou não existem. Ou não expressam aquilo que querem dizer...

Vou dar um exemplo prático: clique, em qualquer post deste blog, no marcador que aparece ao final de cada postagem. Ao terminar de ler este artigo clique em Dicas para blogs, por exemplo. Vai abrir uma página com todos os meus posts dentro deste tema.
Faça um teste.
Viu?
É assim com todos os temas que trato no blog.
Porque os Marcadores são isso: “sinalizadores” para cada tema do blog.

Mas nem sempre foi assim; eu levei tempo para entender, e daí criava marcadores à torto e à direito. Isso é um erro. E excluir dá um trabalhão…

Ensinei semana passada como inserir marcadores em forma de menu suspenso em nossos blogs. Agora vou ensinar como colocar os marcadores mais importantes de seu blog em um menu horizontal nativo do Blogger. Simples, sem códigos e sem complicação.
Faça assim:

Vamos supor que seu blog tenha como temas principais Culinária, Artesanato e Esmaltes.
Você faz uma postagem, vê em qual tema ele se encaixa. Suponhamos que seja uma receita. Ela terá como marcador Culinária.
Você digita Culinária na caixinha Marcadores lá no seu editor de texto (onde você escreve seus posts) e depois de pronto clica em Publicar.

Agora veja seu post. Clique sobre o marcador adicionado.
Vai abrir a página com todos os posts que possuem o mesmo marcador.
Olhe na barra de navegação. Vai estar lá o endereço na web do marcador em questão. Copie este endereço.

Agora clique em Layou.  
Clique em Adicionar um gadget.
Escolha Lista de Links.
Na página que abrir cole o endereço que copiou e onde pede o nome do site digite o nome do marcador, que no caso de nosso exemplo é Culinária.
Salve.
Agora, toda vez que você postar algo que tenha como marcador Culinária este post irá direto para seu novo menu horizontal.
Legal, né?

Dependendo de seu template dá para colocar muitos marcadores, seguindo o mesmo processo. Porém, se você já tiver adicionado o gadget Páginas abaixo do cabeçalho será preciso excluir antes de instalar a lista de marcadores pois o espaço só comporta um gadget.

Agora bora lá organizar os marcadores do  bloguinho?
Como fazer?
Assim:
Clique em Editar postagens.
Agora clique na caixinha Ações de marcador, no alto d página à esquerda. Lá você tem a opção de Adicionar marcadores à postagens já publicadas, excluir marcadores desnecessários e criar novos marcadores que expressem melhor o conteúdo de seu blog.

Dá trabalho, igual faxina.
 Mas o resultado é um blog muito mais visitado, que o leitor tem prazer em acessar.
Vale a pena, né?



QUERO LER O POST COMPLETO

O Autor é Blogueiro: Vanessa Anacleto (mais uma surpresa!)

em 08/03/2011

Conforme eu prometi estreio hoje a nova série do blog: O Autor é Blogueiro.
Serão entrevistas, ou simplesmente um bate-papo, com autores que são também blogueiros.
Teremos coisas surpreendentes, dicas e experiências de gente como eu e você, que amamos a força que a palavra possui.
Vem!

“Fernanda, a personagem principal de Culpa de mãe, deseja apenas ser mãe de seu bebê. Faltando poucos dias para o término da licença maternidade, a nova mãe descobre que não quer deixar a filha apesar de ser muito feliz profissionalmente. A partir de então, inicia uma busca pela solução do dilema. Uma solução pessoal e intransferível.”
Do blog do livro Culpa de mãe
Com este pequeno resumo Vanessa Anacleto apresenta seu livro Culpa de mãe. Para conhecer um pouco mais da obra e sua autora eu convido você a ler atentamente o bate-papo abaixo. Se você for mãe vai se identificar imediatamente. E se não for vai se sentir mais amparada quando for, e a Culpa de mãe bater…
Com você:
Culpa de mãe, por Vanessa Anacleto.


1- Quando o leitor abrir Culpa de mãe qual tema ele encontrará?
O dilema maternidade x trabalho em forma de ficção.. Culpa de mãe fala de uma mãe do nosso tempo com um problema pra lá de atual. Queremos ter filhos, perpetuar nosso amor em forma de uma pessoa para cuidar, amparar, amar. Mas também queremos encontrar nosso lugar no mundo, deixar nossa contribuição, expressar nosso pensamento. Como  equilibrar esses dois lados da mulher mãe e profissional? A personagem do livro está num ponto da vida em que precisa equacionar este problema. Com bom humor, o livro conta as aventuras e desventuras de uma mulher que quer ser mãe sem se perder de si mesma.
2- Este é seu 1º livro publicado? Como surgiu a ideia de publicar um livro?
Fiz uma coletânea de contos publicados no Fio de Ariadne que pode ser baixado no blog sem custo . Mas Culpa de Mãe é primeiro livro publicado como manda o figurino. A ideia para este livro surgiu de um conto que escrevi no Fio de Ariadne. No conto, uma mãe narra à analista como se sentia tendo que voltar ao trabalho depois do término da licença maternidade. O texto rendeu comentários comovidos. Algumas pessoas acharam até que era um desabafo e que a personagem do conto era eu. Senti que o tema poderia ser mais elaborado e decidi continuar a escrever sobre aquela mãe.
3- Você é mãe, profissional, esposa, blogueira e agora autora. Tudo isso em um dia de 24 horas? Comofaz?
Comofaz eu  ainda não sei te dizer, Elaine. Pois, desde que tive meu filho, há 3 anos, eu dei uma pausa no trabalho fora de casa. A gravidez me pegou justamente numa fase em que começava a mudar de área profissional e meu filho me fez concluir que a vida estressante que eu levava antes não era mais para mim. Graças a um supermarido ( parecido com o Olavo de Culpa de mãe) fui capaz de me dedicar exclusivamente ao meu filho, tendo direito a vivenciar todas as experiências que a maternidade proporciona até o momento e este ano inicio o projeto de voltar a trabalhar sem deixar a maternidade de lado . Então pode colocar aí que por enquanto eu sou mãe, esposa, blogueira e agora autora. Graças a isso não senti a tal da culpa.
4- Qual a parte mais difícil em escrever um livro? E qual a mais prazeirosa?
Com Culpa de mãe, antes de desenrolar o texto eu fiz pequenas entrevistas com,  aproximadamente, 50 mães e li bastante sobre o assunto. Isso deu um pouco de trabalho na hora de fazer um apanhado do material. Para mim, escrever é muito simples porque é algo que realmente eu gosto de fazer, acho que é a minha vocação e lamento ter demorado tanto para dar atenção a ela. Então , se eu tiver tempo para sentar e escrever (e esta é a parte mais difícil, pois exige muita disciplina) , o texto sairá sem muitos problemas.
5- Escrever, publicar ou divulgar: qual a maior dificuldade? Por que?
Dos três, escrever é a única moleza . Publicar com uma grande editora é bastante complicado para quem está começando, quase como ganhar na loteria. A boa notícia é que existem agora muitas editoras que publicam por encomenda, sem analisar o material e cobrando uma taxa ao autor . Essas editoras oferecem serviços como revisão do texto e diagramação. Além disso chegou recentemente ao Brasil a publicação por demanda ( on demand) , que sai totalmente gratuita para o autor. Algumas publicam exclusivamente ebooks e distribuem em grandes lojas.  É uma boa opção para quem não tem como bancar a edição ou simplesmente não quer pagar para ter o livro publicado. Foi o que eu fiz escolhendo o Clube de Autores. Já divulgar, minha amiga Elaine, é a parte mais árida do caminho. Para o autor independente, que conseguiu escrever o livro, revisar, diagramar, registrar o direito autoral, tirar o ISBN, número de registro na Biblioteca Nacional e catalogar na Câmara Brasileira do Livro e tem seu exemplar em mãos , divulgar sua obra é um trabalho diário e depende de alguma noção de marketing, tempo disponível e uma boa rede de contatos para impulsionar uma campanha boca-a-boca. Quem lê seu livro e gosta, fala para os amigos. E é assim que funciona, já que o livro não está nas prateleiras das lojas ainda.
6- Muitos blogueiros desejam publicar seus escritos. Quais dicas você daria?
Não desanime e busque as grandes editoras se achar que seu material interessa ao mercado, mesmo sabendo que receberá cartas de recusa. Existem também alguns poucos agentes que aceitam trabalhar com iniciantes. Contratando um agente ( existe um custo para isso e varia de acordo com o profissional) sua obra será apresentada às editoras certas . Se decidir publicar por conta própria procure saber todos os passos necessários para a publicação. Leia bastante sobre o assunto e tenha paciência para ultrapassar cada uma das etapas.  Na hora da divulgação, utilize todos os seus contatos e procure falar do seu livro também aos outros blogueiros. Existem blogs que se dedicam exclusivamente a divulgar novos autores. O Fio de Ariadne está inaugurando agora uma seção denominada Espaço Aberto, que tem o propósito de ajudar na divulgação de novos livros . É minha forma de contribuir depois de descobrir como é difícil ser autor independente.
7- Qual o maior sonho da escritora Vanessa Anacleto?
Continuar escrevendo e ser lida. É o que todo escritor deseja. Tirar seus textos da gaveta e apresentar para quem quiser ler, refletir, concordar ou discordar com eles. O texto só vive quando é lido. O escritor também; caso contrário vira só um sujeito rabugento que rabisca loucuras num pedaço de papel. Partilhar as loucuras é a meta.
8- Para encerrar: há algo que você gostaria de dizer e que não tenha tido chance por meio das perguntas? Esteja à vontade…
Sim, quem se interessar pelo livro Culpa de Mãe pode ler o primeiro capítulo através deste link.
Quero agradecer muito a você, Elaine. Muito obrigada por me abrir seu espaço e por poder falar um pouco do meu trabalho e do trabalho que dá publicar no Brasil. Espero que seus leitores tenham gostado da entrevista.Um beijo grande.

Vanessa é blogueira, e além do blog do livro Culpa de mãe ela edita outros 2 blogs: Fio de Ariadne, excelente blog de cultura em geral (já indicado aqui) e Mãe é tudo igual, um blog que caso você seja mãe (ou esteja pensando em ser) é leitura imperdível.
Novidade!
Para marcar o começo desta série O Autor é Blogueiro você pode ganhar um exemplar do livro Culpa de mãe. Já pensou???? Você pode ter em mãos a chance de conhecer a Fernanda e saber como ela resolve o impasse diante do qual está! E vou pedir à autora (Vanessa, diz que sim!) que autografe o seu exemplar!
Como fazer para ganhar?
Deixe seu comentário neste post. Só isso. Apenas 1 por perfil, tá? E não vale comentar sem comentar. Afinal somos mulheres (e homens, louvado seja Deus pelos meus leitores meninos) inteligentes e que têm o que dizer, né?
Simples, rápido e sem regras mirabolantes e exaustivas pois, de exaustiva basta a faxina…
O resultado sai de acordo com a extração da loteria federal de 16/03/2011. O ganhador precisa ter endereço de entrega no Brasil.
Bora lá participar? Se você puder conta prazamigas que são mães, ou que querem ser, ou que ainda não sabem se querem… Ficarei feliz se me ajudar a divulgar. Sim, faça a Elaine feliz!
E aproveite para conhecer os blogs da Vanessa… a quem agradeço por marcar de forma tão positiva e relevante a estreia desta série.
barrinha11
QUERO LER O POST COMPLETO

Quantos de você existem por aí?

em 07/03/2011

Quantas pessoas cabem dentro de uma pessoa?

Não, não estou falando sacanagem, nem estou falando de uma moça grávida de óctuplos. Estou falando de quantas personalidades, ou quantos traços, cabem dentro de alguém…

Andei pensando sobre isso esses dias. E nem foi olhando para os outros não, foi olhando pra dentro mesmo…

Já pensou nisso? Há dias, ou momentos, em que a gente é capaz de coisas maravilhosas, gestos de afeto e de generosidade sem par. Momentos em que temos paciência, somos gentis, falamos com calma e temos atitudes maduras e sensatas.

Mas…

No minuto seguinte parece emergir de dentro da gente um ser estranho, agressivo e de pavio curto. Um ser capaz de dizer coisas deselegantes e sem educação alguma, e mesmo que não diga, pensa. Dias de vontade mandar até aqueles que amamos à merda.

Também noto que pessoas boas, de atitudes boas, nem sempre são boas. De repente o cara legal que curte cachorros e ajuda um orfanato pode ter uma atitude machista e de pit-boy…

Ou a menina gente fina do trabalho de repente mostra uma faceta nada agradável, como atropelar um vira-lata na rua porque estava com pressa pra chegar à igreja…

Dentro de nossa casa também é assim. Quantas vezes já ouvimos estórias sobre pessoas que são maravilhosas com os de fora mas dentro de casa são intolerantes e insuportáveis em suas manias.

E seria ingenuidade achar que isso acontece apenas com o outro. Eu sou assim, talvez você também… se olharmos mais atentamente veremos que somos todos muito parecidos…

Eu tento, sabe? Tento ser coerente, tento ter bons gestos, bons pensamentos e sobretudo boas atitudes.

Mas sei que dentro de mim mora umas 5 Elaine’s diferentes….

E aí? Quantos tem dentro de você?

 

Atualização:

Como o melhor deste blog são mesmo os comentários, vou colar aqui o excelente feito pela Sílvia, autora do blog Meu lado contido:

“Sou tantas que mal consigo me distinguir. Sou estrategista, batalhadora, porém traída pela comoção. Num piscar de olhos fico terna, delicada. Acho que sou promíscua, doutor Lopes. São muitas mulheres numa só, e alguns homens também. Prepare-se para uma terapia de grupo.”

Mercedes, do maravilhoso Divã, de Martha Medeiros.

Vai dizer que contigo também não é assim?

QUERO LER O POST COMPLETO

Um pouco de amor: Alessandra e seu amor de fotonovela

em 05/03/2011

Conforme eu prometi este mês será de algumas novidades por aqui.

E para começar eu lanço a 2ª temporada da coluna Um pouco de amor.

São estórias reais, enviadas por meus leitores. Estórias de amor, lindas, envoventes e que mostram que sim, o amor vale a pena.

E por ser tão amplo esse sentimento, teremos estórias de amor nas suas mais variadas formas de expressão: entre casais, amor materno/paterno, amor filial, amor fraternal, amor entre amigos, amor animal…

E para marcar a 2ª temporada da série eu apresento a você a divertida Alessandra. Que chutou o balde da insatisfação e da infelicidade e foi à luta: trocou o certo pelo desconhecido e encontrou o pai da linda Camila.

Leia, se divirta, e se inspire. Ser feliz vale a pena, sabe?

 

Imagem 017 Talvez não seja do seu tempo, quando eu era criança tinham umas revistas que a mulherada adorava ler (fotonovelas). Era como um gibi só para mulheres, então lá tinha uma coluna em que as pessoas escreviam e trocavam correspondências, como os sites de namoro da net hoje em dia... Então quando eu era criança disse a uma namorada de meu irmão (bem mais velho que eu) que conheceria meu futuro marido daquela forma, por correspondência.


O tempo passou, eu cresci e namorei, muuuuiito, muito mesmo; mas sempre tive a certeza que não encontrava a pessoa ideal em lugar nenhum e olha que até que eu conhecia uns caras legais, mas nunca me tocavam no coração (acho que era por isso que eu namorava tanto). Com uns 25 anos conheci um cara que trabalhava comigo na CEF: ele era funcionário e eu prestadora de serviços. Eu, já cansada de procurar, ele gente muito boa, inteligente, bonito até (nunca gostei de homens bonitos) resolvi tentar, namoramos por quase 8 anos. Já estava noiva quando resolvi que não queria mais, meu pai passou mal, minha mãe surtou… afinal eu estava jogando um vidão na lata do lixo, eu já conhecia a famíllia inteira dele e ele a minha... Todo mundo abençoando... O povo quase se reuniu para acabar com minha raça, onde já se viu? Oito anos jogados no lixo? E com um cara maravilhoso daqueles?

Caramba, eu precisava me internar.... Só que eles não sabiam como eu era infeliz... Lá no meu cantinho, a noite em meu quarto eu chorava igual uma bezerra, sempre infeliz e me sentindo perdida. Até resolver "enloucar" e chutar o balde!!!

Nooossa foi a coisa mas gostosa que eu fiz na vida! Eu me senti poderosa!! Mas o povo falando, torturando...
Pois então, o que era ruim para eles ficou ainda pior, um mês depois (pela net) conheci um japa mirradinho, desconhecido que morava a uns 250km de minha cidade, eu entrei num site desses de paquera e ele me mandou um "beijo virtual" na hora eu gostei, mas não pude responder porque meu cadastro era gratuito... Aí ficou umas semanas aquilo em aberto até que ele resolveu tentar de outra forma e me mandou um e-mail...

 
A gente então se falou algumas vezes; ele até me ligou, mas morreu na casca e eu resolvi ir embora para Portugal. Nesse meio tempo fiz passaporte, tentei no consulado cidadânia dupla, etc, etc... Tudo errado, não deu certo, nisso já tinha se passado um ano. Então recebi uma piada legal por e-mail e sem querer acabei mandando essa piada para o dito Japa, sem querer mesmo, sério!!! Na hora ele me respondeu, me passou msn, ficamos uns meses nos falando todo dia, até de madrugada nos finais de semana!

Até que resolvemos nos ver pessoalmente; eu fui até Cascavel, pois ele tinha feito cirurgia no joelho e não podia viajar. Eu tomei coragem pois pensava que de joelho cortado ele não podia correr atrás de mim kkkk

Então eu fui a primeira vez, ele me hospedou num hotel, muito cavalheiro, fui a segunda vez, fiquei na casa dele, fui na terceira... Fiquei grávida!!!Smiley envergonhado kkkkk


Três meses "de namoro" nos vendo uma vez por mês... tivemos que marcar casamento, 3 meses depois eu estava casada...
Pode isso? Fazem 6 anos já que nos casamos, bem menos que meu tempo de noivado com o outro lá, e a cada dia que passa tenho certeza que Deus tinha reservado ele para ser meu, depois de eu já ter decidido que não queria mais casar, nem ser mãe, Deus colocou ele no meu caminho, exatamente do jeito que eu disse que seria quando era criança, lembra? Através de correio da revista? Correio moderno, mas o espírito é o mesmo não é? Eu fiz uma profecia será?

Por isso que eu sempre digo que não adianta a gente ficar se matando, sofrendo, deprimindo... no final tudo acontece como tem de ser. A gente tem dificuldades como todo mundo, mas para mim ele é o cheio de defeitos mais perfeito que apareceu em minha vida!

E a Camila então? Foi de susto, mas se tivesse sido programada, estudada, não seria tão maravilhosa e abençoada como é em nossa vida e na vida de todos que com quem ela convive!!
Minha vida louca... às vezes eu chuto o balde, é muito bom,  recomendo!!!

Conheça o blog da Alessandra: Meu pequeno doce. E veja as coisas lindas que ela faz. alessandra



 Gostou? Quer ver sua estória publicada aqui e lida pelos meus amigos leitores? Envia pra mim: elainegaspareto@hotmail.com

QUERO LER O POST COMPLETO


Visualizações

Contando...

Dias online
Postagens
comentários