Dádiva

em 12 de janeiro de 2011

Você tem medo?

Eu tenho, muitos. Muitos mais do que imaginava quando comecei a formar esse post em minha cabeça.

Eu tenho medo de ventania. Já vi minha casa, quando eu era pequena, ser destelhada. Tenho medo de bichos que voam. Tenho medo de cobra, que não voa; se bem que dizem haver uma serpente colombiana que voa… pavor! Tenho medo de ficar doente de verdade. Tenho medo de ficar sem um tostão. Tenho medo de perder a memória. Tenho medo de ficar muito velha e depender dos outros. Tenho medo de chuva. Tenho medo de gente má.

Tenho medo de ser atingida por um raio, tenho medo de multidão. Tenho medo de gente dona da verdade, tenho medo de gente “boazinha”. Tenho pavor de perder todas as minhas seguranças.

Medo…

E o mais engraçado a respeito do medo é que a gente alimenta ele. Daí ele cresce e fica maior do que a gente…

Estava pensando nisso enquanto via as reportagens sobre os deslizamentos em Teresópolis. Tenho um medo imenso, maior que tudo, de passar por algo como aquilo. Olho o rosto das pessoas e me vejo ali, sinto o horror, sinto a desesperança. Sinto o desamparo de quem perde tudo.

Olho à minha volta e vejo minhas coisas, coisas simples como um livro, um enfeite, um objeto qualquer. E vejo como essas pequenas coisas dão a sensação de segurança… E sinto pelas pessoas que perderam tudo… e tantos perderam a vida…

Mas sabe? Vendo coisas pavorosas como essa tragédia no Rio eu sinto uma ânsia muito grande de viver. De ser feliz, de ser melhor, de fazer algo pelas pessoas, mesmo que seja um pouquinho. Eu sinto que amanhecer viva é uma dádiva.

É tão comum, afinal acordamos vivos todos os dias… que esquecemos que é uma dádiva. Que deixamos passar a dádiva sem perceber que é uma dádiva.

Você amanheceu vivo hoje? Então você já começou o dia bem…

weddings-peach-roses-cake-decor-lg

Você já fez sua postagem do Blog Retrô? Hoje tem sorteio via Loteria Federal entre todos os inscritos que postaram!

Espia só!

loteria federal de 12/01/2011  O 1º prêmio é o nº 07.611. Olha ali na sidebar a quem pertence o número 11. O presente é um livro surpresa!

Semana que vem tem mais sorteio! Se você ainda não se inscreveu, dá tempo. Vamos juntos até o fim de janeiro de 2011!

Blog Retrô

Vem!

Alguém que escreve. Especialista em si mesma. Leitora que lê muito menos do que gostaria. Blogueira por paixão e profissão. Propriedade da Princesa e da Menininha, e de um cachorrinho muito levado chamado Bloguinho. Tentando viver. Sempre.

49 comentários , comente também!

  1. Assinando embaixo.
    Eu acordei bem feliz hoje com BBB etc e quando vi o noticiário me deu uma tristeza tão grande...

    Lógico que isso acontece sempre, por forças naturais ou por falta de planejamento urbano, e a gente vai-se acostumando. Ms hoje eu estava mais sensível, me abateu mais. Muito perto, parece que nos afeta mais.

    Como tuitou @lucicardinelli: vendo essas tragédias os problemas da gente parecem tão pequenos...

    beijoooo
    FernandaReali

    ResponderExcluir
  2. Preciso reencontrar a serenidade para perceber que "por acordar viva já comecei o dia bem", vou levar adiante esse "slogan de vida" porque eu nem tenho percebido que acordo mais, caramba!
    Valeu! Sabe aquela música show do Arnaldo Antunes "Socorro"? Estou assim, quero dizer ESTAVA!
    Sou uma mulher de atitude e estou mudando esse contexto. E sentir medo já é sentir alguma coisa, não é mesmo?
    Um beijo, Lola.

    ResponderExcluir
  3. Minha flor ,
    Lindo texto,deu para sentir sua emoção , seus sentimentos.
    concordo com tudo que voce escreveu , e acho que devemos agradecer mas toda vez que levantamos da cama
    realmente a vida e uma Dádiva
    Bjs

    ResponderExcluir
  4. Eu tenho tanto medo que dá medo do medo que dá, mas no final são tantos medos que não tenho medo de coisa alguma a não ser não ser suficientemente forte para chegar em pé ao final do dia e levantar ao começar!!!!

    ResponderExcluir
  5. Medo ... acho que todo mundo tem medo de alguma coisa na vida.
    Alguns medos são naturais, outros são fobias autênticas, outros são a projecção do nosso Eu mais profundo apenas.
    Eu tenho medo de barata. Muito medo. É um bichinho arrgghhh ... que não morde, não mata, nem nada, mas eu não fico num mesmo espaço onde exista uma visível. E aquelas voadoras então? Pânico total. Acho que esse medo é mais uma fobia, né, meio irracional, afinal também não gosto de rato, por exemplo argghhhh, que nojo, mas a minha reacção perante um é bem menos escandolosa do que perante uma barata ... não gosto de insectos, principalmente os que voam. Aranhas. Tenho medo de aranhas também.
    Outros medos ocultos? Tenho medo de envelhecer :( medo de escuridão, de acampar no mato ou em qualquer lugar deserto, medo de psicopatas e maníacos ... as vezes tenho medo de enlouquecer, de me perder de mim, de perder meu eixo ... medo de nunca me encontrar de verdade, de não cumprir a minha missão (todos temos uma nessa vida) ... tenho medo, Elaine ... como todo mundo, tenho meus medos,mas luto com todas as minhas forças para que tais medos não sejam maiores do que eu, do que minha força interior e espiritual.
    O medo é um inimigo, é o nosso maior inimigo. É importante aprendermos a encarar e a vencer os nossos medos para sempre. Eu estou nesse caminho, pensando sempre que sim, a Vida é uma dádiva, e nela devemos estar presentes. No hoje, no agora, agradecendo por todas as bençãos e sendo feliz, afastando o medo.
    É isso ... gostei ... fez-me reflectir e me perder em devaneios.
    Beijos meus.
    Angel.

    ResponderExcluir
  6. Meu maior medo hoje é de cair é dessa zona de conforto que levam as pessoas a pensar que nada precisa ser feito, e dá no que dá.
    Mas, apesar de mostrar um lado reclamona, agradeço sempre pela minha vida e daqueles que amo, pelas coisas que tenho e nem sei se mereço.

    Beijossssss

    ResponderExcluir
  7. Eu precisava tanto ler algo assim hoje....
    Estou com um medo danado de entrar naquele avião sexta.
    =/

    Beijas

    ResponderExcluir
  8. Elaine, também assino embaixo.
    Tenho tantos medos e os maiores são de perder os meus.
    Quando vejo as pessoas desesperadas pela perda de um, já fico mal. Imagine só perder a família inteira como aconteceu aqui no sul ano passado e ontem em Teresópolis?
    Além disso, todas as lembranças se foram. Os mimos, as fotos, as recordações, tudo.
    Sinto-me frustada por não estar lá ajudando esta gente. No que posso me parece muito pouco, mas não deixo de contribuir.

    Bjs no coração!

    Nilce

    ResponderExcluir
  9. Sim, sempre é uma dádiva e agradeço todos os dias. =)
    Beijos!

    ResponderExcluir
  10. Eu tenho medo q meus medos m impeçam d continuar lutando contra eles e m vençam...

    Tenhu medo da solidão...

    Gostei do post...

    Boa noite bjuu

    ResponderExcluir
  11. É por isto Elaine, que eu entreguei minha vida a Cristo à 12 anos atrás, me lancei nos braços Dele literalmente, e hoje vivo o agora, porque amanhã...não sei se haverá.

    ResponderExcluir
  12. Oi Elaine, talvez possamos resumir nossos medos em medo de perder, perder a saúde, a independência, os queridos e importantes da nossa vida, os pequenos e simples detalhes que fazem nossa história... Por sentir tal coisa podemos (apenas) imaginar a dor no coração dos nossos irmãos que perderam tanto com as chuvas e com a falta de compromisso político dos que teoricamente "nos representam" e deveriam trabalhar por nós e para nós.
    Abraço.

    ResponderExcluir
  13. Eu tenho vários medos e um dos mais bobos é medo, pavor de lagartixa!
    Tento superar, mas é tão difícil!!!!!

    ResponderExcluir
  14. Eu tenho medo de sapo, de uma velhice sem conforto, do desemprego, de morrer derrepente e deixar meu filhos...tenhos tanto medos. Porém eles nem chegam aos pés do tamanho da fé e da gratidão que tenho ao meu Deus.


    Bjs
    Mah

    ResponderExcluir
  15. Ai, Elaine... não me faça pensar nos meus medos... Tenho tantos! Alguns adquiri depois de ser mãe, simplesmente não existiam antes disso.
    Tenho medo de acidente de carro (quase não viajo) e de avião tb. Tenho medo de desastres naturais, tsunamis, terremotos, e até os mirabolantes como meteoros e explosões solares.
    Medo de guerra e de armas.
    Medo de ficar doente de uma doença incurável, de ficar dependente de que cuidem de mim. De ficar doente e que não descubram a doença que tenho. Tenho medo de espíritos...
    Tenho medo de sequestro, vivo em alerta com meus filhos. Meu maior medo é perdê-los ou que fiquem doentes.
    Tantos medos... Vc me colocou pra pensar. Mas meus medos não me impedem de ver a beleza dos meus dias, pelo contrário, acho que são esses medos que me fazem ficar grata por tudo que tenho e por eles não passarem de "medos".
    Bjuuuuus, o post foi ótimmo!

    ResponderExcluir
  16. Também sou cheia de medos e fico com raiva quanto publico algum texto no meu blog e as pessoas comentam que jamais pensariam que eu teria medo de tal coisa, ou que não pensavam que eu iria fraquejar de tal forma. Sou bem cheia de medos como qualquer pessoa e talvez eu faça parte da banda que tenha mais medos ainda...rs

    Muitos dos seus medos são os meus. Interessante.

    Quanto a tragédia de Petrópolis, eu olho aquilo, tento me colocar no lugar das pessoas e acho que deve ser uma situação terrível quando se sente na pele.

    Essa noite eu acordei de madrugada e fiquei pensando se aqui onde moro tivesse uma enchente, como seria. Ainda bem que essa área não sofre com esses problemas. Não sei como enfrentaria um problema desses.

    Beijocas

    ResponderExcluir
  17. Compartilho com você este medo pois tenho pavor de chuva forte , que nem fico sozinha em casa em dia de chuva. Não sei o por que deste medo deve ser algum trauma que e alimentado pelos noticiarios de TV que anuncia morte atras de morte devido a deslizamento. Mas o que podemos fazer se isso e só uma resposta da natureza ao crescimento inadequado de cidade. Infelizmente hoje a unica coisa a fazer e rezar para que não aconteça de novo por que com a mãe natureza não se brinca pois ela cobra o preço.

    ResponderExcluir
  18. Vou lhe ser bem sincera.. eu tenho medo.. nem assisto jornal, apenas o escuto. já me dói escutar muitoa mais se ficar com os olhos grudados na tv. bjs e Deus te abençoe

    ResponderExcluir
  19. Elaine esse ano estou enfrentando novamente a enchente, minha casa alagou, ficamos no meio da água, mas o pior foi ver as crianças apavoradas e cada vez que ameaça chover ouço choros de desespero. Ultimamente tenho medo de água.

    BJS!

    ResponderExcluir
  20. Sempre há tempo de mudar a atitude,a maneira de encarar a vida e seu post é um alerta gostoso pra começar: Contemplar com alegria e comemorar a vida!
    Montão de bjs e abraços

    ResponderExcluir
  21. Oi Elaine,

    Às vezes, é necessário uma tragédia, ou acontecimento de tantas coisas negativas para nos sacudir e nos fazer abrir os olhos e ver o quanto a nossa vida é maravilhosa.

    Como você disse, só de abrir os olhos todas as manhãs já é uma Dádiva.

    Beijos

    ResponderExcluir
  22. Eu vi aquela tragédia toda na região serrana do Rio e nem acreditei!
    Qta tristeza junta! E qta solidariedade tb! Aquelas pessoas que perderam mais pessoas na família são os que mais ajudam pois se confortam com isso!
    Impressionante o resgate da mulher em São Paulo!
    E sim, amiga, eu tenho medo... de nunca ser boa o suficiente para os outros!

    bjo

    ResponderExcluir
  23. Concordo em tudo que você disse. Fico feliz por estar viva. Cada dia é uma vitória! Sinto por todos que estão atravessando essa tragédia, pelos que perderam seus entes queridos e também, porque não, pelos que perderam o que de material levaram anos para conseguir. É muito triste.
    Bjks. Neli

    ResponderExcluir
  24. Tb tenho meus medos, mtos esta na sua lista, tambem rsrsr !

    ResponderExcluir
  25. É uma dádiva mesmo estarmos aqui, mais um dia, um novo dia... motivo para agradecer, sempre!
    Mas eu também sou muito medrosa... E essa parte aqui me identifica muito: "Tenho pavor de perder todas as minhas seguranças.
    E o mais engraçado a respeito do medo é que a gente alimenta ele. Daí ele cresce e fica maior do que a gente…" É amiga, eu tenho esperanças de que 2011 seja um ano de revoluções para mim, e de muita coragem para isso... Grande beijo! Adorei o post, pra variar!

    ResponderExcluir
  26. Eu tenho um monte de medos e já falei deles no blog (se vc não viu, vá lá conferir) e já fiz "parte" da enchente aqui em Belo Horizonte em novembro. Como o local da enchente era o ponto em que eu desço de um ônibus pra pegar outro foi chocante. È como se algo impossível acontecesse.
    Hoje de manhã pensei nisso. Quando a coisa acontece todo mundo se ocupa em buscar culpados: a prefeitura sabia! A prefeitura não faz obras! A prefeitura isso, o prefeito aquilo..... Ou a fatalidade....
    Mas porque está chovendo tanto? E com tal violência! Catastrofes eram catastrofes, nao era regra. Agora é! Ninguem pensa no que está sendo feito com a Terra, com a Natureza. Continuamos seguindo a vida fazendo todas as coisas de sempre.
    A culpa sempre vai estar no outro?vão gerar en

    ResponderExcluir
  27. Realmente amiga diante de tanta tragédia que temos visto nesse inicio de ano,aqui em São Paulo, Franco da Rocha, Niterói,e tantos outros lugares no Brasil e no mundo temos muito que agradecer por mais um dia de vida.
    Triste, muito triste mesmo ver tanta gente perdendo tudo, e vidas sendo perdidas.

    Beijos EDi

    ResponderExcluir
  28. Nesse exato momento to vendo reportagem sobre Teresopolis...que coisa né menina? quanta falta de segurança....e o povo insiste em morar em grandes metrópolis, e moram mal...com insegurança etc...

    Óh God!

    Beijos

    ResponderExcluir
  29. Aff mas será Meu São Joaquim da Barra??? já estva me esquecendo...vc sarou? o pulso melhorou?


    Bjs

    ResponderExcluir
  30. meu medo hoje em dia é " o mundo" e tudo que existe nele...



    :::FER:::

    ResponderExcluir
  31. Olha... vim comentar, mas não exatamente o post de hoje.

    Ontem conheci seu blog através do Blog da Fernanda Reali. Meu Deus!!! Você diz que é timida, tá bom... tímida assim até eu queria ser rsrsrs.

    Fiquei apaixonada com suas dicas, sua forma de expressão, seus textos e etc... Nunca aprendi tanto sobre o universo "blogueiro" quanto ontem, passei horas lendo e colocando algumas dicas em prática.

    Fiz algumas alterações no meu blog, ele ficou mais rápido na hora de carregar, consegui fazer as alterações no HTML (que era meu sonho fazer isso rsrsrsrs) e tudo que você ensinou e eu fiz, deu certo.

    Muito obrigada pelas dicas, por não ter medo de ensinar seu ofício e pela transparência. A partir de hoje serei sua seguidora e vou linkar você no meu blog.

    Que Deus continue te abençoando poderosamente! Beijos - Karla Laura
    http://preparativosparameucasamento.blogspot.com/
    http://karlalaura.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  32. OBBBAAAAAAA!!!!! Ganhei!!!!!

    Fiquei sabendo agora pela sua xará Elaine Barnes, que ganhei o premio do Blog Retrô.

    Como sempre esta sendo um prazer participar de suas blogagens. E elas estão me dando sorte!
    Já ganhei o segundo lugar no "Um pouco de mim" e agora no "Retrô"....
    Independente de premio ou não, é sempre gratificante

    bjo

    ResponderExcluir
  33. Sim...devemos dar valor a tudo que temos. E quanto ao medo, só temos qe cuidar para que ele não nos paralise...bjão.

    ResponderExcluir
  34. Esse post é um alerta, para todos nós que enxergamos só tristeza ao nosso lado, quando mudamos de perspectiva e olhamos o outro, percebemo que temos sempre que agradecer aquilo que temos.

    ResponderExcluir
  35. É verdade, às vezes os medos nos paralisam, mas às vezes eles são fundamentais para continuarmos vivendo. Que contradição! Você sempre com posts interessantes, continuo, cada dia mais, sua fã! Beijinhos, au, au, revoir,
    Sofia

    ResponderExcluir
  36. tb tenho mtos medos. de todos os bichos...os q voam, rastejam, andam...hahaaha
    de perder os q amo.
    e de tragédias dessas da natureza, q ficamos totalmente impotentes.

    /(,")\\
    ./_\\. Beijossssssssss
    _| |_................

    ResponderExcluir
  37. Tem épocas em que olho ao meu redor e tudo parece horrível. Problemas no trabalho, na família, no casamento, dinheiro curto... Mas aí tem um momento em que paro e penso no quanto sou afortunada. No quanto minha vida é abençoada: sou cercada de pessoas que me amam, amo muitas pessoas, tenho uma casa confortável, tenho um emprego estável, tenho saúde. Não tenho uma vírgula do que reclamar.

    E quando vejo essas notícias de catastrofes, me entristeço e choro pelas pessoas que perderam tudo, que tiveram suas vidas transformadas para sempre. E novamente agradeço a Deus pela vida que tenho e tudo ao meu redor parece tão abençoado e tão lindo que nem sei como agradecer.

    Nossa vida é sempre uma questão de ponto de vista, não é Elaine? O segredo é sempre olhá-la do ponto mais positivo...

    Beijos.

    ResponderExcluir
  38. Adorei o texto, tenho medo de tanta coisa. Mas viver o hoje já é um presente de Deus pra nossas vidas. Muito bom conhecer seu blog e já me tornei seguidora.
    Abraço.
    Cris
    euetudoquegosto.blogspot.com

    ResponderExcluir
  39. Oi, Elaine!

    Viver é um milagre, e amanhecer vivo, a cada dia, é sem dúvida uma dádiva. Sou consciente disso, desde que passei por uma experiência de quase morte, com uma pessoa da família. Hoje, já amanheço agradecendo a Deus, pela oportunidade de estar aqui, viva, com saúde, cercada por pessoas que amo, e tendo um trabalho pra realizar, que em troca, me garante o pão de cada dia. E sinto que, a vida se torna mais generosa comigo, a cada dia.
    Seu texto nos proporciona uma importante reflexão.

    Um grande abraço
    Socorro Melo

    ResponderExcluir
  40. Elaine,
    cheguei hoje por aqui e fiquei encantada!!
    Sabe aquela coisa que alimenta a alma, que dá prazer de ler!?! Então é o seu blog!!
    Virei fã, seguidora e frequentadora!!!
    =D

    ResponderExcluir
  41. Nós seres humanos somos tão complexos e tão fáceis de entender ao mesmo tempo...
    Assino embaixo do seu texto, Elaine.
    Também tenho medos, me sinto insegura, mas também agradeço por estar bem e viva, no entanto ao ver tanto sofrimento e tristeza me solidarizo com essas pessoas e fico triste não apenas por elas, mas juntamente com elas.

    Beijos
    E eu adorei o Blog Retrô, fiz diversos posts com ele, o que me ajudou nesse início de ano corrido que tive!

    ResponderExcluir
  42. De tanto ter que enfrentar sozinho tantas coisas na vida, sem ter um apoio e orientação , fui perdendo muitos medos. Mas tem um que ainda me assusta sobremaneira: é o do bicho homem, quando coloca seus interesse particulares acima do coletivo e não mede consequências para atingir seus objetivos. Disso eu tenho pavor. Um abraço grande, Elaine. paz e bem.

    ResponderExcluir
  43. Oi amiga, baixou até tristeza...
    Atualmente tenho medo até de apertar o botão errado e meus amigos virtuais sumirem todinhos...

    O ruim de tudo isto é que a maioria das pessoas só lembram do lado espiritual em situações de grande pressão e desespero, quando deveria ser ao contrário.

    Beijossss.

    ResponderExcluir
  44. Sim eu tenho medo, um medo muito ruim
    tanto que por prescrição médica, não devo assistir nada trágico, porque me desajusta por completo.
    O medo tem o seu lugar, às vezes nos protege.
    Medo demais sufoca. Não deixa a gente viver.
    A vida continua mesmo com os medos que a gente tem.
    beijos.
    e parabéns para a feliz ganhadora do livro.

    ResponderExcluir
  45. Eu entendo muito bem o que você sente. Escrevi algo parecido no meu blog hoje. Você me entenderia também.
    Peço à Deus que cuide de cada coração dilacerado, cada alma ferida.
    E concordo com você: viver é a maior dádiva que possuimos, o mínimo que podemos fazer é agradecer a cada novo amanhecer.
    Beijo.

    ResponderExcluir
  46. ELAINE QUERIDA...
    nossa...
    eu também tenho tantos medos...
    medo de morrer e deixar minha filha só...esse é o maior...
    não ter quem cuide dela e ela é tão gente....merece ser feliz pra sempre...
    tb tenho medo de alguns bichos que voam e cobra, rato e sapo eu tenho, panico!!!
    odeio morcego pois pra mim são ratos de asa....e vc me diz que tem cobra com asa...socorrooooooooooooooooooooooooooooooooooooooo
    tenho medo de ficar doente , de perder meu benzuco, de perder a memória , de perder a alegria de viver...
    tenhos tantos medos amiga...
    mas eu os guardo em mim e tento não pensar neles, afinal viver é o maior barato de todos...
    quero chegar aos 116 e não abro mão, então faço como escarlet e deixo pra pensar nesses medos no dia seguinte.....entende???
    mas jamais, em tempo algum ,esqueço de agradecer a Deus por tudo o que tenho, pelo que sou, onde vivo e pela vida que me deu e saúde...
    cada vez que vejo essas tragédias me comovo e penso no quanto sou abençoada.
    somos abençoados.amém, assé!!!
    linda reflexão.
    bjuivos nesse seu coração maior que o mundo.

    ResponderExcluir
  47. ELAINE QUERIDA...
    nossa...
    eu também tenho tantos medos...
    medo de morrer e deixar minha filha só...esse é o maior...
    não ter quem cuide dela e ela é tão gente....merece ser feliz pra sempre...
    tb tenho medo de alguns bichos que voam e cobra, rato e sapo eu tenho, panico!!!
    odeio morcego pois pra mim são ratos de asa....e vc me diz que tem cobra com asa...socorrooooooooooooooooooooooooooooooooooooooo
    tenho medo de ficar doente , de perder meu benzuco, de perder a memória , de perder a alegria de viver...
    tenhos tantos medos amiga...
    mas eu os guardo em mim e tento não pensar neles, afinal viver é o maior barato de todos...
    quero chegar aos 116 e não abro mão, então faço como escarlet e deixo pra pensar nesses medos no dia seguinte.....entende???
    mas jamais, em tempo algum ,esqueço de agradecer a Deus por tudo o que tenho, pelo que sou, onde vivo e pela vida que me deu e saúde...
    cada vez que vejo essas tragédias me comovo e penso no quanto sou abençoada.
    somos abençoados.amém, assé!!!
    linda reflexão.
    bjuivos nesse seu coração maior que o mundo.

    ResponderExcluir
  48. Que lindo post Elaine, palavras maavilhosas de despertar o coracao mesmo, pra dádiva que é estar vivo.

    ResponderExcluir
  49. Lindo texto! Principalmente p/ quem vive isso!

    ResponderExcluir

Olá! Muito obrigada por ler meu blog e obrigada também por se dispor a comentar meus posts. Seja muito bem-vindo(a)!

Importante!
Devido à falta de tempo hábil eu não me comprometo a responder perguntas referentes aos tutoriais postados neste blog.
Pedidos de ajuda individual serão respondidos conforme o meu tempo e disponibilidade permitirem.
Por favor, entenda: comentários sem relação alguma com o post não serão liberados e nem respondidos.

Para saber mais sobre a melhor forma de utilizar este blog leia Termos de uso do blog.



Muito obrigada, fique à vontade para interagir.
Mas lembre-se:
Gentileza, educação e boas maneiras servem também para a vida nos blogs…