Síndrome de Tia Penha

em 4 de outubro de 2010

Você conhece a personagem Tia Penha, do ator Marcelo Médici?

Veja um trechinho:

É muito engraçado, e eu fiquei pensando que a personagem é muito sincera, fala a verdade inteiramente. E é mortalmente cruel.

Assim como a personagem eu conheço muitas pessoas: fazem da verdade uma arma carregada, apontada para o peito do outro. E sempre que a arma dispara tais pessoas se defendem dizendo: “Eu sou sincero/a. A verdade tem que ser dita. Sempre, doa a quem doer.” 

A gente esquece que sinceridade só é boa quando vem acompanhada de bondade. Parece estranho mas não é.

A verdade é boa quando vem temperada com amor e com respeito. A verdade verdadeira constrói, edifica, faz com que o outro saia de nossa presença melhor, mais inteiro.

Quando a verdade vira uma arma ela é cruel, perigosa. Podemos, dizendo apenas a verdade, magoar uma pessoa profundamente. Se essa verdade é usada como arma ela pode matar.

Há maneiras e maneiras de ser sincero. Há maneiras que edificam, e há maneiras que derrubam.

Eu gosto de sinceridade. Sou, eu mesma, sincera por natureza. Mas ao longo dos anos tenho aprendido a temperar a verdade com açúcar e com afeto. Amor e afeto revelam a verdade real, e não apenas aquela que nossos olhos míopes vêem.

Vai por mim, funciona melhor do que atirar verdade pra todo lado…

Até porque a minha verdade pode não ser a sua…

boa_semana_867

Alguém que escreve. Especialista em si mesma. Leitora que lê muito menos do que gostaria. Blogueira por paixão e profissão. Propriedade da Princesa e da Menininha, e de um cachorrinho muito levado chamado Bloguinho. Tentando viver. Sempre.

32 comentários , comente também!

  1. Poxa, me ajudou este post e suas considerações. Sou um poco, digamos, cruel, pq falo o q penso, sem medir q posso magoar o outro. Este é um defeito q preciso corigir urgente. Até pq, como dizem, excesso de sinceridade é = a falta de edução. um bjooo

    ResponderExcluir
  2. Frô, mais um texto seu que fico com vontade de dizer que fui eu quem escreveu, justamente por pensar da mesma forma que você
    E fico pensando também nas pessoas que dizem que preferem sempre ouvir a verdade, mas no fundo querem só saber da sua própria verdade, pq a que tem de ouvir mesmo essa ela renega e rejeita com as garras e dentes pra fora.
    Estou aprendendo a mesclar tudo isso, a cada dia, e hoje é mais fácil me ver perguntando qual é a verdade q o outro quer ouvir do que simplesmente eu dizer a minha de cara. rs
    Ser sincero sempre, mas sem esquecer que a gentileza, educação e carinho devem ser companhias fiéis. ;oD

    Mega xêro, frô.
    Paty

    ResponderExcluir
  3. Ai, que texto lindoooo!

    Eu quero sempre o direito de dizer a minha verdade, mas jamais quero impô-la a ninguém.

    Eu me esforço para jamais me recusar a ouvir o outro. Respeitar o diferente é importante até mesmo para fortalecer nossas convicções.

    beijooo

    ResponderExcluir
  4. Afffffff !! qtos erros de digitação rsrs.*pouco *corrigir

    ResponderExcluir
  5. Como vc consegue escrever sobre tudo e com tanta facilidade?
    Permita-me uma invejinha??
    Concordo em gênero, número e grau. Se a minha siceridade não for pra ajudar eu prefiro me conter e guardá-la pra mim. Conheço dezenas de pessos, que se tornam mais felizes em usar a sinceridade mesmo que com isso deixe o outro triste e magoado, só pelo fato de se dizerem sinceros. Chega a ser maquiavélico, né?

    Bem...vc disse tudo em poucas palavras e com que delicadeza!!
    beijos!

    ResponderExcluir
  6. ELAINE QUERIDA..
    como eu escrevi na postagem o melhor de mim..
    sempre digo a verdade por mais cruel que possa parecer, mas o faço de maneira a não ficar tão dolorosa..
    sou assim, não sei magoar querendo...ai eu sou má.
    a verdade é sempre imprescendivél mas o amor é fundamental pra que levemos algo positivo para os outros.
    lindo texto.
    bjuivos no seu coração.

    ResponderExcluir
  7. concordocontigo e assino embaixo- eu li - sempre coloque mel na ponta da flecha-
    sinceras edificantes sim - mas nao flechadas à toa- largando sem nexo , para chamar a atenção- como disse no post da palavras ácidas -depois acaba sozinha e não sabe porque?
    mas tb tem elogios que a gente percebe tão falso- que dói também
    bjs

    ResponderExcluir
  8. Eu concordo plenamente com o texto e tento exercê-lo ao máximo...Embora, há momentos que saí sem ver não é? Mas ó....sou mestra em pedir desculpas...se te magoei, por favor não fale aos outros fale à mim, que te peço perdão na hora.

    Conheço uma pessoa que quase não tem amigos, por usar essa arma da maneira como vc falou....pra ferir....eu mesma estou de relações crtadas com essa pessoa, mas Oro por ela....sempre! Teve uma vez que comentei isso com ela, e sabe o que ela me disse, que o mundo no qual eu queria viver era de conto de fadas....que ela era apenas sincera, e eu era falsa agindo assim, ela não fazia rodeios, falava na bucha mesmo... acredita?


    Beijos

    Joana Campos

    ResponderExcluir
  9. Verdade, é bem melhor que a sinceridade seja usada para edificar. Bem legal sua reflexão.

    Bjs Mia

    ResponderExcluir
  10. Eu já conhecia o video e ri muito.
    Mas vc tem razão,sinceridade acompanhada de bondade.
    Aliás,como tudo na vida,a sinceridade tem que vir na dose certa,porque senão a coisa tende a virar uma grande mágoa ao invés de um toque para melhorar como pessoa.
    Ontem tive que usar dessa "habilidade".
    Meu irmão tá passando por um momento horrível na vida dele,conheceu uma mulher que acabou engravidando dele e se negou a ter o bebê.
    Ele não se conforma e chora sem parar.
    Ontem teve uma crise de choro e depois uma crise nervosa e foi parar no pronto socorro.
    Dá vontade de falar tudo que vem na boca,mas ele gosta da infeliz,então eu tenho que ir tateando,ô coisa difícil.
    Claro que com meu irmão é mais fácil,a gente se gosta demais e somos super amigos,mas no geral,eu procuro sempre ser diplomática sem bancar a falsa,por aí tbm não dá né.
    Nessas horas a gente pensa,puts como dá trabalho viver.
    Um beijo enorme,boa semana e obrigada por botar a gente pra pensar.

    ResponderExcluir
  11. E foi o que fizestes agora: falastes a verdade com a maior doçura!
    Beijos!

    ResponderExcluir
  12. Que texto maravilhoso Elaine!!
    Me lembrou um trabalho de pós-graduação que li há muitos anos, onde o autor falava sobre a intenção por trás de tudo que é dito.
    O texto se chama "Verdade e Amor".
    A verdade, pura e simplesmente, não quer dizer nada.
    A intenção é que conta.
    Pode ser de realmente ajudar, agregar, edificar, ou pode vir encoberta por um desejo oculto de machucar, ferir, humilhar.
    Adorei!!!!

    Beijo grande

    ResponderExcluir
  13. Oi Elaine!
    Eu choro de rir com esse personagem da Tia Penha, acho engraçado demais! Mas acho que desenvolvemos nossa personalidade meio que camuflando sentimentos e intenções reais. Tem gente que foge à regra, e usa do direito de ser franco para ser grosso e desagradável, e depois diz ainda que não pode fazer nada ser é sincero...rs...
    Mas temperar com açúcar e afeto é ótimo! Adorei a expressão e o post, prá variar.

    Bjos.

    Clau

    ResponderExcluir
  14. Lindo texto!
    Daqueles que verdadeiramente edificam!
    xero.

    ResponderExcluir
  15. Uma vez escrevi um post chamado Sincericídio, em que tocava nesse assunto, das verdades usadas pra machucar as pessoas.

    Acho que verdade são separadas entre as úteis, que trarão algum benefício e as inúteis, que certamente não precisam ser ditas, os fatos já falam por si.

    Beijocas

    ResponderExcluir
  16. Querida,
    Assisti esta peça no teatro e é realmente uma loucura a sinceridade dela... na hora você ri absurdos, mas pensando melhor esse é o tipo de pessoa que você não teria como melhor amiga nunca! Porque a verdade que ela acredita vem a tona o tempo todo, sem dó nem piedade... e como vc mesma disse, as verdades nem sempre são as mesmas...
    Beijos
    lelê

    ResponderExcluir
  17. Mais um excelente post!
    isso é verdade. claro que a sinceridade é boa. mas tudo pode ser dito com carinho, com respeito e com sentimento.
    uma coisa que as pessoas não entendem no quesito sinceridade é: nem sempre o outro deve e precisa ouvir o que vc pensa do assunto. se perguntar, responda. senão, fique quieto e guarde para você sua opinião.

    mta gente confunde sinceridade com intromissão. é sem maldade, mas atuam de maneira "sem noção" mesmo.

    gosto qdo vc faz esses posts. sei que o povo aqui gosta de aprender com vc, então muita gente repensa atitudes que toma. o mundo pode ser um pouco melhor, a gente que precisa saber fazê-lo.
    bjs e boa semana! e nossa praga deu certo, nada de Netinho e Tuma rs.
    bjs

    ResponderExcluir
  18. Ah Elaine,
    Eu sou assim mesmo... Sincera demais!
    E doa a quem doer, pq qdo eles tem q me magoar, o fazem sem dó nem piedade!
    Pq eu deveria ser de outro modo?
    Estou tentando rever este conceito, mas sinceramente...
    Está um pouco difícil!

    bjo

    ResponderExcluir
  19. Elaine, excelente seu post. Muito obrigada pelo vídeo, fiquei torta de tanto rir. E quanto à sinceridade, sempre tive uma visão muito particular desta questão. Eu só emito opinião quando perguntada. E isso nasceu comigo, sou assim desde criança. Também não pergunto nada da vida de ninguém, deixo que me contem quanto tiverem vontade. E jamais cometo sincericídio se não for consultada com motivo. Se for aquela pergunta só para constar, do tipo: " Eu estou bem vestida? " Respondo sempre " Você está se sentindo bem? " Se estiver tá tudo bem, gosto nunca se discute.

    beijos

    ResponderExcluir
  20. Minha sabia vózinha dizia q até sinceridade demais e falta de educação eu super apoio

    ResponderExcluir
  21. Fico no meio termo: um pouco de doçura, um pouco de sal na ferida... tem gente que só funciona no tranco! Infelizmente.
    Mas o vídeo é sensacional e o texto muito lindo. Bjks. Neli Alves

    ResponderExcluir
  22. Pois é, Elaine. Difícil é saber dosar.
    Tenho uma irmã que não mede as palavras, nem com minha mãe, nem com os filhos, então é um poço de grosseria!
    Gosto muito da verdade, mas ela tem que vir com suavidade, sem ofender.
    Mesmo assim, há muita gente que não gosta de ouvir nem "dourando a pílula".
    Beijo!

    ResponderExcluir
  23. Oi Elaine, convivo com uma pessoa que sempre tem a verdade na ponta da língua, mas é essa tal verdade que quando dita É capaz de fazer muito estrago. Mas acho que já estou acostumada. Quem é???? Minha Mãe.

    BJKS DE KARLA*****

    ResponderExcluir
  24. Oi Elaine. Prazer em te conhecer. Concordo que uma verdade pode ser bem cruel. Por vezes a pessoa não está pronta para ouvir - pérola aos porcos - ou há maneiras de dizer, pois vc percebe que o outro está se esforçando, mas não está adiantando. Dizer a verdade por dizer, no estilo "super sincero", pode ser pura maldade.

    Cheguei ao seu blog por dica do Lost in the japan. Ficaria honrada com uma visita sua no meu espaço.

    Um abraço e já sou seguidora!! Espero aprender muito por aqui.

    ResponderExcluir
  25. Elaine
    Bom o vídeo é ótimo, dei boa risadas aqui. Não vi essa peça ainda, sabia? Durante um tempão quis ver e não achava ingresso, depois esqueci.
    Olha, mentiras sinceras às vezes é bem melhor. Detesto machucar alguém, ou imaginar que o que estou dizendo possa ferir. Então sempre tenho o maior cuidado com as palavras, que depois de proferidas ........
    um beijo

    ResponderExcluir
  26. eu sempre disse que minha franqueza dói.... não consigo ser diferente, alias é uma das minhas poucas qualidades...


    :::FER:::

    ResponderExcluir
  27. Oi Elaine, também sou a favor da verdade, mas primeiramente o respeito.
    Bjus
    Lu

    ResponderExcluir
  28. Elaine, gostei muito do seu blog!

    Sinto a mesma coisa... Tem pessoas que se escondem sob a "máscara" da sinceridade, e baseadas nisso se acham no direito de falar o que quiserem. Sempre é bom se colocar no lugar de quem vai ouvir o que você vai falar...

    Beijos, passarei sempre por aqui

    Carla

    ResponderExcluir
  29. Elainem voltei para dizer que estou com uma nova edição do concurso de contos no blog. Convido para conhecer e , se achar interessante, divulgar em seu blog, quem sabe algum leitor seu vence?

    Muito obrigada

    ResponderExcluir
  30. Que coisa né? Tem muita gente que é assim mesmo!!!

    bj

    ResponderExcluir
  31. Muito legal o post!
    Divertido o video e o seu texto combina com o que eu penso.
    Luis Fernando Guimarães fazia o tal "super sincero" no Fantástico que era uma tragédia . E no filme "o mentiroso" quando o personagem começa a falar a total verdade é um caos, rsss

    ResponderExcluir
  32. Você tem razão Elaine, nem sempre a minha verdade é a sua e como nenhum de nós é dono da verdade absoluta pois como mortais somos imperfeitos, temos que aprender a conviver e a saber falar e expressar sem invadir a dignidade alheia. Outro dia me senti mal, ao ler um "desabafo" em um blog, não tinha nada a ver comigo, mas as palavras eram tão duras que o dia todo ficaram assombrando minha cabeça e entristecendo meu coração com a capacidade que as palavras tem de acalentar e de ferir.
    A querida mil desculpas pelo furo na blogagem coletiva, eu ansiei tanto por participar, afinal foi um tema muito interessante, mas caiu no dia de minhas Bodas de Madeira e Ferro, só parei na frenete do pc na madrugada, já havia passado a hora, fica pra próxima, beijos.

    ResponderExcluir

Olá! Muito obrigada por ler meu blog e obrigada também por se dispor a comentar meus posts. Seja muito bem-vindo(a)!

Importante!
Devido à falta de tempo hábil eu não me comprometo a responder perguntas referentes aos tutoriais postados neste blog.
Pedidos de ajuda individual serão respondidos conforme o meu tempo e disponibilidade permitirem.
Por favor, entenda: comentários sem relação alguma com o post não serão liberados e nem respondidos.

Para saber mais sobre a melhor forma de utilizar este blog leia Termos de uso do blog.



Muito obrigada, fique à vontade para interagir.
Mas lembre-se:
Gentileza, educação e boas maneiras servem também para a vida nos blogs…