Anjo de quatro patas

em 5 de outubro de 2010

image Há um tempo atrás eu li Anjo de quatro patas, do autor Walcyr Carrasco. Sim, o mesmo que escreve novelas na Globo. Das novelas não posso falar muito, mas o livro é delicioso. Relata a vida do autor com Uno, um huskie que ganhou o nome por conta de ter sido o único filhote de uma “ninhada” que começaria um canil do irmão do autor. A ninhada não veio, e Uno entrou na vida de Walcyr Carrasco para mudá-la. Mas antes de Uno Walcyr teve uma das mais tristes e dolorosas experiências pelas quais alguém pode passar: ver a pessoa amada morrer dia a dia, consumida pelo câncer. Há um trecho do livro que me fez chorar muito. Veja:
“Durante a doença, havia atingido o limite das minhas forças. Aprendi a dar remédios, ouvir instruções médicas, fazer curativos, passar horas do lado segurando sua mão, simplesmente para ela saber que eu estava lá. Nunca fui um tipo atlético. Mas a carregava no colo para ir ao banheiro e esperava a seu lado, enquanto fazia suas necessidades. Arrumava sua roupa e a levava de volta. Percebia seu corpo se tornar cada vez mais leve, consumido pelo câncer. Como meus sentimentos eram contraditórios! Dias e noites eu torcia pelo fim, porque era horrível contemplar seu sofrimento, mas ao mesmo tempo tinha esperanças de que ela não partisse nunca. Quando ela se foi, não consegui entender por que pedi a Deus que a levasse, pois me sentia rasgado por dentro, alucinado de dor. Como pude desejar o que não queria? Eu a amava, amava tanto que nunca mais queria amar ninguém. Minha vida afetiva acabara. Estava fechado para o mundo e para o amor.”

Nesse cenário chega o filhote Uno. Encontra um homem ferido, triste, querendo que o mundo páre para que ele desça. Mas… só quem nunca teve um focinho gelado e uns olhinhos brilhantes esperando em casa para não saber o tanto de amor que eles podem ensinar. Uno fez com que o coração do autor se abrisse, aquecesse outra vez. Há passagens muito divertidas, mas a maior parte é dia a dia mesmo, com toda a poesia que os dias podem ter. Uno caçando um pato no lago do condomínio é hilário! Quase foram expulsos, ele e o dono.

Também é emocionante, pois fala do companheirismo entre o autor e o cachorro, dos momentos difíceis, pois os cachorros se vão antes da gente... No livro o autor conta  uma lenda segundo a qual há uma espécie de céu dos cachorros:” Um lugar onde estão todos os cachorros que já se foram, separado por uma ponte. E quando o antigo dono deixa este mundo, chega diante da ponte. Então, o seu cachorro vai até ele, o ajuda a atravessar a ponte. E o conduz para a Eternidade”.

Não é linda? O livro me fez rir, chorar, me emocionou, encheu meu coração de esperança! Se eu recomendo? Diz aí, Menininha: Imagem 007 Se você não gosta de animais, vai gostar do livro. E se você gosta dos bigodes e dos focinhos vai se derreter. 15pixelmagiabichos Selecionei algumas citações pois em 04/10, dia de São Francisco de Assis, é um bom dia para encher seu amiguinho de afeto…

"Para mim, a vida de um carneiro não é menos valiosa que a de um ser humano. Quanto mais indefesa a criatura, mais ela necessita da proteção dos homens contra a crueldade dos homens.” Mahatma Gandhi

Cães amam seus amigos e mordem seus inimigos, muito diferente das pessoas, que são incapazes de sentir amor puro e sempre misturam amor com ódio.” Sigmund Freud

“Até que alguém tenha amado um animal, uma parte de sua alma ainda não acordou.” Anatole France

“Os animais são amigos adoráveis: não fazem perguntas, não criticam.” George Eliot

Se as pessoas fossem superiores aos animais, elas cuidariam melhor do mundo.49

Alguém que escreve. Especialista em si mesma. Leitora que lê muito menos do que gostaria. Blogueira por paixão e profissão. Propriedade da Princesa e da Menininha, e de um cachorrinho muito levado chamado Bloguinho. Tentando viver. Sempre.

34 comentários , comente também!

  1. Olá Elaine,

    Menina, fiquei encantada com esse livro... Deve ser lindo demais!!

    Suas dicas são sempre ótimas!!!

    Bom início de semana, beijos!

    ResponderExcluir
  2. ELAINE QUERIDA.
    as frases são maravilhosas...principalamente a do anatole.
    esse livro deve ser maravilhoso...
    só de falar de cachorro, já diz tudo.

    amiga que a semana lhe seja muito especial.
    bjuivos no coração.

    ps: o walcir não é gay????
    agora fiquei confusa....mistério.................rsrs

    ResponderExcluir
  3. Lindo amiga , tudo tão lindo , otima dica vou ver se acho esse livro
    bjs

    ResponderExcluir
  4. Olá menina!!! Adorei a dica vou providenciar e ler o livro tb, estava a procura mesmo de um para eu ler, mas sabe quando vc não encontra e esse parece que é lindo mesmo

    beijos

    ResponderExcluir
  5. Oi Elaine, valeu pela dica do livro, com certeza! E pela beleza do post. Dizia o poeta, "quanto mais conheço os homens, mais gosto do meu cachorro". Acho que é bem por aí.
    Eles entendem além do olhar e das palavras. E jamais vão te trair.

    Beijo

    Carla

    ResponderExcluir
  6. Afff... Liu, meu Rajão é o meu grande amor!
    O safado divide o meu coração, tete a tete, com as "mais mais" da minha vida... I- GUAL-ZI-NHO!!!!
    Beijos, querida!
    Obrigada pela dica!!!

    ResponderExcluir
  7. Oi Elaine,
    estava passeando pela blogesfera e descobri seu blog.
    Achei tão convidativo que resolvi seguir.
    Parabéns pela delicadeza e aconchego.
    bjs

    ResponderExcluir
  8. Eu adoro animais... e a experiencia do Walcyr com a perda de uma pessoa amada deve ter sido muito triste.

    Apoio a todos que adotem um cachorrinho do centro de zoonose ou um que esteja vagando pela rua mesmo.

    Abçs

    ResponderExcluir
  9. Não quis ler o livro depois de folheá-lo na Saraiva, pois vi que choraria muito. Deve ser ótimo, mas depois de Marley e Eu, fico com o pé atrás, pois me desidratei chorand.

    As pessoas que me conhecem não entendem como posso amar Gabi, minha pinscher mais do que amo outras pessoas, amigas e parentes. Eu não tenho explicação nenhuma, mas juro que é verdade. É um amor como nunca senti na vida, e olha que já tive outros cachorros, gato, coelho, esquilo...

    Brinco dizendo que nosso amor é de outras vidas. Na vida anterior eu era a cachorra e ela era a dona e nesta trocamos de lugar, ahaha

    Somos a cara de uma, focinho da outra. Almas gêmeas

    http://www.twitpic.com/2fdurp

    beijo e muito obrigada pelo post delícia

    ResponderExcluir
  10. ual , adorei seu blog perfeito ao eu ver, parabéns...nao conhecia a história do walcir, vou procurar esse livro para ler beijoss"

    ResponderExcluir
  11. Nossa Elaine, deve ser uma leitura incrível mesmo.
    O trecho que você colocou é muito triste, mas o livro todo parece muito bom mesmo.
    Para mim que adoro um "focinho gelado", teu post está Divino.

    Bjs no coração!

    Nilce

    ResponderExcluir
  12. Elaine
    Emocionante é triste história.!!! Falou do focinho gelado, do amigo de todas horas, da trsiteza porque eles vão antes der nós e que tristeza..!!!! Saudades de meu Dinker, meu pretinho e coomo nos ensina a amar.

    Vi um filme do Richard Gere "Sempre ao meu lado" e é linda a amizade dele e seu cachorrinho. Vale a pena ver.

    Beijos

    ResponderExcluir
  13. Elaine, olha que coisa gozada:
    Eu corro de cachorros. Tenho medo. Tenho pavor que me lambam.
    Nãoassisto filmes, nem leio livros sobre cachorros. Nada de Lassie ou rin-tin-tin.
    Corri de Marley e Eu.
    Ate que meu filho quis assistir ao filme na tv. Eu não queria. Disse à ele: vá ver no seu quarto! E ele: mãe, vc tá no notebook, nem vai perceber...
    Bom, 5 minutos depois eu estava grudada assistindo ao filme. 2 horas depois, eu estava soluçando sem parar porque o Marley (enfim, vai q alguém ainda não leu, deixa eu ficar quieta!)...
    Chorei sem parar...
    Sou mole demais... se quase chorei ao ler o trecho q vc transcreveu aqui...

    ResponderExcluir
  14. Lindo post, lindas as citações, lindo o trecho do livro. E fico imaginando o quanto choraria lendo esse livro, deve ser o tanto que choro com filme de animais. Amoooo animais! E entre os domésticos o cachorro é meu preferido!

    Sabe eu sempre desconfio de uma pessoa que diz que não gosta de animais, realmente como disse uma das frases, algo dentro dela ainda está endurecido!

    Beijocas

    ResponderExcluir
  15. Eu adoro bichinhos e esse livro é legal!Belas frases!beijos,lindo dia,tudo de bom,chica

    ResponderExcluir
  16. Elaine,

    Minha sobrinha tinha uma cachorrinha vira-lata - malu - que ela amava de paixão... ela morreu de câncer...
    E ela se acabou de chorar.

    Hj ela ganhou um chow-chow e um labrador!!!
    Tá feliz da vida!

    bjo

    ResponderExcluir
  17. Lí, amei e me emocionei!!

    Vale muito a pena!

    bj

    ResponderExcluir
  18. Elaine,

    Estou emocionada com o que li. E apesar de não ter nenhum animalzinho de estimação, nunca duvidei de que eles podem fazer grande diferença na vida de seus donos.
    Fiquei curiosa, e vou procurar ler o livro.

    Grande abraço
    Socorro Melo

    ResponderExcluir
  19. Elaine obrigada pela indicação, com certeza irei ler. Deixa eu te contar há duas semanas atrás adotei uma gatinha, meu sobrinho a encontrou na rua, ele correu para socorre-la pois um monstro a estava chutando, acho que ela apanhou tanto que ainda está um pouco traumatizada, não pode escutar alguem fazer barulho ou pisar mais forte que corre para se esconder, o rabinho dela é torto e o veterinario disse que não tem como voltar ao normal, foi devido a uma pancada, mas ela está indo muito bem, já engordou, já está subindo no colo para pedir carinho, em breve te mando uma foto dela.

    Bjs!

    ResponderExcluir
  20. @Nathália (Ná)
    Ná, que boa notícia!
    Sabe, essas coisas me matam. Pra que maltratar um bichinho???
    Poucas coisas me fazem ficar com raiva, mas isso me dá muita raiva.
    Que bommmmm!!!!! Queria mais Ná's no mundo rsrsrs
    Beijossss

    ResponderExcluir
  21. Quando li esse post me lembrei de um filme muito lindo que conta a história real de um homem e um cachorro e muitas coisas interessantes que viveram juntos. Uma dica pra vc ver:Sempre ao seu lado (com Richard Gere)

    Bjoo
    Lina

    http://falcolinacoisasdalina.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  22. É Elaine se a emoção bate com sua narrativa imagine lendo o livro...Beijos no coração.

    ResponderExcluir
  23. Já ouvi falar nesse livro, mas nunca li. Tenho muita vontade de ler! Eu que vou ser vet. acho que vou gostar muito.

    ResponderExcluir
  24. Nossa que história.
    Adoraria ler este livro.
    Bjs e obrigada por compartilhar.

    ResponderExcluir
  25. Não tenho mais animais em casa. (Minto: marido tem 2 periquitos, mas acho horrível manter bichinhos em gaiolas, então nem olho, pois a vontade é de soltá-los. Ele mesmo diz que periquitos não sabem viver na natureza, mas não sei se procede. Só sei que me recuso a ver bichinhos tão lindos presos, sem poder usar as asas que lhes foram dadas.)
    Minha cota de cães foram 2, duas cadelas lindas, am tempos distintos, que me deram muito prazer de ter e muita tristeza ao se irem. Então, optei por não mais ter.
    Mas se vejo um bichinho, dou a mesma atenção que dou a crianças, pois animais são como elas.
    O livro não sei se lerei, mas deve mesmo ser bom.
    Beijo!

    ResponderExcluir
  26. Tudo bem menina?

    Ese seu amor por 4 patas é antigo...

    Faz um bem danado esses bichinhos na vida da gente, nao é mesmo?

    Um beijo grande

    ResponderExcluir
  27. Pegou num dos meus pontos fracos, adoro animais e também acredito que todos os cães merecem o céu. Você assistiu Sempre ao Seu lado, a história do akita Hachiko?
    Adorei sua indicação :) Abraços.

    ResponderExcluir
  28. Elaine,
    Poucas coisas me tiram do sério. Maltratar animais é uma. E vou às ultimas consequências, na polícia e na justiça. Não dá pra aguentar esses infelizes maltratando os animais. Não deixo por menos. Minha filha e eu vivemos "patrulhando" os cavalos nas carroças.
    Adorei a dica do livro. Vou ler, sem demora. Depois de conto minhas impressões. Beijo amiga.

    ResponderExcluir
  29. Os animais são tudo pra mim e cada dia, passo a respeitá-los mais e gostar menos do ser humano!

    ResponderExcluir
  30. Elaine
    Toda vez que nos mostra um novo livro tenho vontade de comprar, mas estou com mais de 50 pra ler. E pra passar pra frente.
    Então vou fingir que não quero ler este .
    com carinho MOnica

    ResponderExcluir
  31. Li esse livro e é simplesmente encantador! Para quem gosta de animais, vai se apaixonar mais ainda por eles!!!

    http://deliriosgourmet.blogspot.com

    ResponderExcluir
  32. Eu encomendei esse livro! parece muito bom, é um relato emocionante e verdadeiro. Cachorro é isso mesmo, é amor puro!

    eu nunca assisti novela dele como autor. mas gosto da coluna dele na Veja e ele me pareceu ser uma pessoa mto bacana.

    mais uma super dica de livro! gostei!
    bom dia

    ResponderExcluir
  33. Que texto lindo! Dá vontade de chorar mesmo.
    Tenho uma cachorrinha, acho que é clone da Menininha, ela se chama Lisbela e só tem 3 patinhas. É um amor de pessoa. rsrs
    Bjks. Neli

    ResponderExcluir
  34. Tenho um filho que é apixonado por leitura, à dois anos ele me pediu esse livro, comprei e ele devorou em menos de uma semana e me disse para ler também, bom seguindo a dica de uma criança de 8 anos, fui eu ler o tal livro, bom fiquei encantada, foi um dos melhores livros que já li em minha vida, é como se você fizesse parte da história, o sentimento que o autor passa neste livro é tão forte que é como se eu tivesse conhecido o Uno pessoalmente, senti até a dor do luto quando ele faleceu.tem uma frase que me marcou muito,"Só os animais possuem a fidelidade eterna", acho que essa frase já resume tudo, né??? Agora sempre sigo as dicas de meu filho, porque com o seu coraçãozinho puro de criança ele soube me indicar um livro que me marcaria por toda a vida. Viviane David.

    ResponderExcluir

Olá! Muito obrigada por ler meu blog e obrigada também por se dispor a comentar meus posts. Seja muito bem-vindo(a)!

Importante!
Devido à falta de tempo hábil eu não me comprometo a responder perguntas referentes aos tutoriais postados neste blog.
Pedidos de ajuda individual serão respondidos conforme o meu tempo e disponibilidade permitirem.
Por favor, entenda: comentários sem relação alguma com o post não serão liberados e nem respondidos.

Para saber mais sobre a melhor forma de utilizar este blog leia Termos de uso do blog.



Muito obrigada, fique à vontade para interagir.
Mas lembre-se:
Gentileza, educação e boas maneiras servem também para a vida nos blogs…