Wuthering Heights, O Morro dos Ventos Uivantes

em 31 de agosto de 2010

image

E quando o personagem que deveria ser o mocinho do livro te causa mais raiva do que simpatia? E quando a personagem que deveria ser a mocinha te irrita ao ponto de querer bater nela pra valer? E se os personagens com mais bons sentimentos do livro sejam justamente os mais chatos e mais fracos?

Pois é assim que me sinto sempre que releio O Morro dos ventos uivantes, único romance da inglesa Emily Brontë.

A estória é muito conhecida, claro. Veja um pequenino resumo:

No final do século XVIII, em uma área rural da Inglaterra, surge com o tempo uma violenta paixão entre Catherine Earnshaw e o cigano Heathcliff,  seu irmão adotivo. Criados juntos, eles são separados pela morte do pai de Catherine e a crueldade com que Hindley Earnshaw,seu irmão, trata Heathcliff. Quando Heathcliff fica sabendo que ela vai casar com Edgar Linton,um homem rico e gentil, Heathcliff foge para fazer fortuna, ignorando o fato de que Catherine o ama, e não ao futuro marido. Dois anos depois, Heathchliff retorna para vingar-se de Hindley e Edgar e do abandono que Catherine lhe infligiu.

Mas quero deixar aqui minhas impressões sobre o livro.

Maravilhoso, o romance foi o primeiro a ser escrito no estilo gótico e conta a saga de ódio e vingança de Heathcliff depois de ser rejeitado pela intespetiva Catherine  Earnshaw, filha do homem que o acolhera ainda na infância.

Como retribuição ao gesto do pai de Cathy Heathcliff planeja e executa a mais completa das vinganças, que inclui em sua avalanche além do irmão de Cathy a família do homem com quem Catherine vem a se casar, Edgar Linton. A vingança consiste em tomar e destruir tudo o que pertece aos Earnshaw e aos Linton. E não deixar que sobreviva ninguém da raça de seus inimigos. Dá certo, os mais velhos morrem um a um e os mais novos, no caso a filha de Cathy e Edgar e o sobrinho dela, Hareton, são peças indefesas nas mãos do vingador. Até mesmo o filho de Heathcliff co a irmã de Edgar entra na lista, afinal é um Linton…

Há quem veja na estória um romance, uma estória de amor. Não é, de forma alguma.

As irmãs Brontë, Emily sobretudo, passaram a vida obcecadas com a morte e é morte que permeia todo o livro.

Cruel e vingativo ao extremo Heathcliff faz, ainda hoje, muitas mulheres suspirarem. Tem gente, assim como a personagem Isabella Linton, que não reconhecem o precípicio mesmo estando em sua beirada…

Sim, há passagens lindas e profundas, especialmente quando Cathy fala de seu amor por Heathcliff e ele fala dela. Mas o que sobressai é a vingança. Nem a morte barra esse desejo. E até na morte eles se perseguem, se atormentam…

Muito do fascínio que os personagens exercem e muito do fato de considerarem o livro uma estória de amor vem das adaptações que foram feitas para o cinema e televisão: mais de 20 ao todo.

image A mais recente feita para o cinema é o belo e especialmente fiel ao livro Wuthering Heights com Juliette Binoche e Ralph Fiennes. Se você não viu, veja pois é imperdível.

E graças a uma citação em Crepúsculo o livro ganhou novos leitores entre os fãs da série de Stefanie Meyer ao descobrirem que O morro dos ventos uivantes é o livro preferido de Edward e Bella. Triste isso, que um clássico “precise” de Crepúsculo para ter destaque outra vez…

Para terminar deixo com você um vídeo onde Kate Bush canta Wuthering Heights com imagens do belo filme de 1992:

Alguém que escreve. Especialista em si mesma. Leitora que lê muito menos do que gostaria. Blogueira por paixão e profissão. Propriedade da Princesa e da Menininha, e de um cachorrinho muito levado chamado Bloguinho. Tentando viver. Sempre.

28 comentários , comente também!

  1. Sempre fico curiosa para ler suas indicações, porém tenho tanta leitura de estudo, que ler por puro prazer só nas férias. Mas vou anotando as dicas. beijos

    ResponderExcluir
  2. Nossa Elaine sempre tive vontade de ler esse livro... quem sabe dessa vez eu consiga ler... Mas pelo menos tem um final feliz entre os dois personagens principais????


    Bjs

    ResponderExcluir
  3. Olá!
    Gostei do seu blog.
    Já estou te seguindo.
    Bem vinda ao meu.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  4. @♥ Rô Freire ♥
    ah, tem não... este livro você descobre o final logo na primeira página: ele sozinho, mais cruel do que nunca, atormentado pelo fantasma dela e transformando a vida da filha e do sobrinho dela num inferno.
    Daí a o livro vai sendo narrado por quem esteve lá, no caso uma criada, e aí a gente vai entendendo como tudo chegou onde chegou. É um livro denso, triste, aflitivo. E maravilhos, não deixe de ler.
    Mas não acaba mal, não. Leia para saber...
    Beijosssss

    ResponderExcluir
  5. ELAINE QUERIDA..
    sabe que eu vergonhosamente tenho esse livro e nunca o lí...
    ando taõ em falta com a leitura...
    ando lendo alguns..mas não consigo termina-los..
    assisti ao filme e e´maravilhoso( o antigo) e adorei a indicação do novo.
    é vc tem razão, precisa fazer propaganda do que está na moda para que um clásssico possa novamente voltar a tona.

    coisa do mundo novo...
    bjuivos no coração.

    ResponderExcluir
  6. Oi, estava meio em falta, mas voltei a trabalhar e estava meio perdida!!
    Li o livro e adorei, apesar do clima ser sempre pesado, parece que o ódio escorre pelo livro!!! Mas é muito bom e tem que ler!!
    Bj
    Si

    ResponderExcluir
  7. Eu li ha tantos anos que nem me lembro mais.
    Mas a raiva que vc sentiu, aconteceu comigo qdo li as Brumas de Avalon. A Guinevere era uma mulher chatíssima que eu perdia a paciencia e parava de ler.
    E o Rei Arthur? Um banana! AFF

    ResponderExcluir
  8. Oi, Elaine

    Vi o filme na década de 90, mas não li o livro. Nem me lembro o porquê.
    Sempre que leio um livro e é lançado o filme, assisto. Ou ao contrário, se assisto um filme e sei que foi baseado em um romance, vou atrás.
    Pena não tê-lo agora.

    Adorei tua resenha!

    Bjs no coração!

    Nilce

    ResponderExcluir
  9. Oi Elaine, li este livro aos 16, gostei muito da história, sim ele tem um clima meio pesado, infelismente este não tenho na minha estante, senti muita vontade de ler novamente. Muito boa a dica não vi nenhum filme, vou procurar pra ver.
    bjs

    ResponderExcluir
  10. Elaine,

    Adoro o Morro dos Ventos Uivantes, a raiva e a vingança que motiva todos os atos de Heathcliff são absurdas e isso dá um toque a mais na obra. Quando você acha que ele vai aceitar e uma sombra de caridade vai aparecer, percebe que é apenas mais uma parte do plano. Fantástico. Mas considero uma história de amor sim, um amor doentio, obcecado, mas um amor!
    O filme é ótimo, e toda vez que está passando na tv, assisto novamente, e o pior, me acabo chorando.
    Beijos e boa semana

    ResponderExcluir
  11. Li esse livro pela primeira vez quando era adolescente... foi uma leitura que me atormentou muito... me deixou com um humor macabro por muito tempo, recentemete relir o livro e, a parte ter gostado da escrita crua e pouco metaforica de Emily e como sempre não ter conseguido odiar Heathcliff continuo não gostando muito do livro... brinco que ele é o meu livro preterido... Mas, não deixa de ser uma grande história de amor, dolorosa, aflitiva, tenebrosa, mas de amor... talvez seja justamente isso que me incomoda, Emily mostra que nem todos os amores são uma benção, alguns podem ser maldições e que até as pessoas politicamente incorretas amam, mas para essa a felicidade não existe... Ah, não vi nenhuma das 20 adaptações, estou tentando ver a ultima feita para o cinema, mas está por R$ 40,00 na cultura... Ai que dor... engraçado que pela serie Orgulho e Preconceito paguei o dobro sem pena... Culpa de Emily que não escreveu uma história tão doce quanto a de Jane Austen!!!

    ResponderExcluir
  12. Hoje terei que discordar de você, Elaine!
    Quando eu li pela primeira vez o livro, não havia visto nunca qualquer filme ou indicação dele, mesmo assim fui às lágrimas! É sim uma história de amor, um amor cheio de desentendimentos, erros e frustrações. Heathcliff foi um homem cruel e vingativo porque foi maltratado sua infância inteira, e depois ainda entendeu da pior maneira a decisão da mulher que amava de se casar com outro. Qual homem entende isso? Toda a fúria de Heathcliff foi movida pelo seu amor desprezado.
    É uma história de amor bem forte totalmente fora, claro, dos românces covencinais. Eis porque é fascinante! É inegável a paixão de Heathcliff por Catherine e vice versa. Por isso sem sombra de dúvidas é uma história de amor.
    Beijos na alma e muita paz!

    ResponderExcluir
  13. @Meri Pellens
    Hihihi, imaginei que muita gente discordaria.
    Essa é uma discussão antiga, se é ou não uma estória de amor. Deu até tese de literatura, sabe?

    Beijossssss, minha querida

    ResponderExcluir
  14. Faz bastante tempo que li e gostei muito..um lindo dia, beijos e tudo de bom.

    ( sou tão burra que ontem fui procurar tuas aulas sobre como mudar o texto do comentário.

    Achei o teu texto e não soube fazer,

    Não achei o o lugar certo de mudar,pode???Anta é anta,rsrsr beijos,chica

    ResponderExcluir
  15. Terminei de ler esse livro semana passada. Excelente! Mas eu o vejo como uma história de ódio, muito ódio. Como sou cristã entendo que o amor é um sentimento bom que vem de Deus e só atrai coisas boas. As emoções e os sentimentos que permeiam a obra - egoísmo, vingança, rancor… - são exatamente opostos ao amor.

    ResponderExcluir
  16. Elaine, bom dia!
    Eu li muito poucos livros em minha vida, por falta de tempo, por falta de hábito, enfim, até compro mas não leio...Do lado de minha cama tenho em torno de 7 livros, fico lendo aos pedaços cada um deles...rsrsrs Mas não termino nunca! Vou à liraria, me apaixono, mas não dou sequencia ao namoro...
    Bem, esse como muitos, não li o livro, mas adorei o filme! É o tipo de filme que gosto e acho que até vou reve-lo (bem lembrado)
    Como vc disse eu escrevo muito mesmo! Como falo muito...aqui em casa TODOS FALAMOS pelo cotovelo...
    Muito obrigada pelo retorno, de ter ido conhecer meu blog e de ler meu textos looooonnnnnngoooooooos
    Volte sempre que quiser e puder!
    Bjs e boa semana para vc
    Fique com Deus!

    ResponderExcluir
  17. Elaine
    Eu nunca li o livro mas já vi o filme antigo.
    Vou ver se leio o livro.
    Com carinho mOnica

    ResponderExcluir
  18. Oi Elaine, tudo bem?

    Eu gostei da dica, mas atualmente estou numa fase de livros alegres, docinhos, bem água com açúcar mesmo... Quando essa fase passar eu posso pegá-lo, rs...

    Bjs!

    ResponderExcluir
  19. Nunca li o livro nem tinha visto o filme,mas a música está no meu IPOD.
    Droga não saber inglês,senão já teria ficado sabendo do que se tratava a música.
    Legal vc ter contado tudo isso.
    Vou procurar o filme para assistir.
    Um beijo.

    ResponderExcluir
  20. Elaine, um livro lindo, um dos melhores que já li. Já o fiz, seguramente, por 3 vezes, e assisti ao filme. Quem resiste a Ralph Fieness? Um perfeito Heatchliff.
    Acho que é uma história de amor, sim. Um amor desesperado, incompreensível, mas amor, sim.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  21. Oi Elaine!

    O filme é muito denso e bonito...imagino que o livro deva ser mais que isso!
    Valeu a indicação!
    Bjs

    ResponderExcluir
  22. Eu já li esse livro há muitos anos atrás, e confesso que nem lembrava desses detalhes. Recordava que havia gostado, mas, que achei fúnebre a história.
    É um grande clássico.

    Abração
    Socorro Melo

    ResponderExcluir
  23. Olá Elaine!Adoro O morro dos ventos uivantes, tenho o livro e esse filme que postou aí.Discordo só em uma coisinha, considero uma história de amor sim, que gerou a vingança e o ódio.São os 3 sentimentos que permeiam a narração.
    Um abraço.

    ResponderExcluir
  24. Eu comprei esse livro na Avon!! Vai chegar daqui uma semanaa, estou louca pra ler. rs
    E com certeza com sua dica, agora verei o filme também. =)

    Beijoooooo!

    ResponderExcluir
  25. ainda existe esperança no meio literario!

    ResponderExcluir
  26. Apesar de tanta vingança e tudo mais deve ser su´per interessante. Mais um livrio nunca é demais.

    Gostei muito da sua sinopse e do video.

    Beijos

    ResponderExcluir
  27. Você acredita que eu ainda não li este livro? Pois é, mesmo sendo bem conhecido e famoso, ainda não o li. Valeu pelos toques, quem sabe um dia eu finalmente o pegue. Bjs, Rose.

    ResponderExcluir
  28. Lá em casa tem esse livro, numa coleção que meu pai comprou há tempos. Quando era criança, eu morria de medo desse título. Agora quero ler, mas como sou alérgica a uma porção de coisas, acho melhor comprar um novo exemplar.

    Não sei se vou gostar da história, mas protagonistas "maus" sempre me atraem.

    Beijos

    ResponderExcluir

Olá! Muito obrigada por ler meu blog e obrigada também por se dispor a comentar meus posts. Seja muito bem-vindo(a)!

Importante!
Devido à falta de tempo hábil eu não me comprometo a responder perguntas referentes aos tutoriais postados neste blog.
Pedidos de ajuda individual serão respondidos conforme o meu tempo e disponibilidade permitirem.
Por favor, entenda: comentários sem relação alguma com o post não serão liberados e nem respondidos.

Para saber mais sobre a melhor forma de utilizar este blog leia Termos de uso do blog.



Muito obrigada, fique à vontade para interagir.
Mas lembre-se:
Gentileza, educação e boas maneiras servem também para a vida nos blogs…